Razões porque os APÓCRIFOS
Foram rejeitados como inspirados no Cânon da Escritura Sagrada




0.       TESE: Demonstrar que somente os 66 livros que temos atualmente na Bíblia (protestante ou evangélica) são a PALAVRA DE DEUS,

a)      São os únicos livros inspirados por Deus, ou seja, que cada escritor destes 66 livros, não escreveram suas idéias e pensamentos, porém o Espírito Santo os moveu a escrever somente os pensamentos, idéias e palavras de Deus, (II Tm 3.16-17; II Pe 1.19-21)

b)      O Espírito Santo superintendeu o ato de escrever de cada escritor de maneira tão exata e precisa, que a inspiração Divina se estendeu não somente as palavras, mas até as letras empregadas nos originais do Velho e do Novo Testamentos. (Mt 5.18; 3.15-16)

Demonstrar que os livros apócrifos, incluídos impropriamente nas versões católicas romanas não são canônicos, ou seja não estão de acordo com os critérios e normas que trouxeram reconhecimento como inspirados aos outros 66 livros. Estes livros são:


 

LIVRO APÓCRIFO

8

Baruque

1

3 Esdras

9

A Carta de Jeremias

2

4 Esdras

10

Os acréscimos de Daniel

3

Oração de Manassés

11

A Oração de Manassés

4

Tobias

12

1 Macabeus

5

O Restante de Ester

13

2 Macabeus

6

A Sabedoria de Salomão

   

7

Eclesiástico (Também chamado de Sabedoria de Jesus, filho de Siraque)

   




1.      INTRODUÇÃO:
Significado da palavra APÓCRIFO:
Etimologia = "oculto", "não canônico",

1.1. Significado da palavra CÂNON e CANÔNICO

a)       CÂNON - (de  origem semítica,  na língua hebraica "qãneh" em Ez 40.3; e no grego grega: "kanón" em Gl 6.16"), tem sido traduzido em nossas versões em português como, "regra", "norma". 

-          Significado literal: vara ou instrumento de medir.
-         
Significado figurado: Regra ou critérios que comprovam a autenticidade e inspiração dos livros bíblicos; Lista dos Escritos Sagrados; Sinônimo das ESCRITURAS - como a regra de fé e ação investida de autoridade divina.
-         
Outros significados: Credo formulado (a doutrina da Igreja em Geral); Regras eclesiásticas (lista ou série de procedimentos)

b)       CANÔNICO - Que está de acordo com o cânon. Em relação aos 66 livros da Bíblia chamada hebraica e da Bíblica "evangélica", é o mesmo que dizer, inspirado por Deus.

1.2.      Significado da palavra  PSEUDOEPÍGRAFO - Literalmente significa "escritos falsos" - Os apócrifos não são necessariamente escritos falsos, mas, sim não canônicos, embora, também contenham ensinos errados ou hereges.


2 - DIFERENÇAS ENTRE AS BÍBLIAS HEBRAICAS, PROTESTANTES E CATÓLICAS

2.A)   Diferenças Básicas

1.      Bíblia Hebraica – [a Bíblia dos judeus]

a)     Contém somente os 39 livros do  V.T.
b)     Rejeita os 27 do N.T. como inspirado, assim como rejeitou Cristo.
c)      Não aceita os  livros apócrifos incluídos na Vulgata [versão Católica Romana)

2.      Bíblia Protestante -

a)     Aceita os 39 livros do V.T. e também os 27 do N.T.
b)     Rejeita os livros apócrifos incluídos na Vulgata, como não canônicos

3.      Bíblia Católica -

a)     Contém os 39 livros do V.T. e os 27 do N.T.
b)     Inclui na versão Vulgata, os livros apócrifos ou não canônicos.

2.B)    Como os apócrifos acabaram sendo incluídos na versão Católica Romana?

1.      Os judeus rejeitaram de modo uniforme os livros apócrifos, por isto não se encontram na Bíblia Hebraica;
2.      Os apócrifos foram escritos depois do livro de Malaquias, ou seja, depois do Velho Testamento estar concluído.
3.      O período é de 300 a.C. e 100 depois de Cristo. Este é o período da Helenização, onde os gregos tentarão impor a cultura pagã grega no mundo todo.
4.      Nesta época a Bíblia hebraica foi traduzida em Alexandria, para o grego, e nesta versão chamada LXX ou septuaginta, foram incluídas alguns livros apócrifos.
5.      No segundo século depois de Cristo, as primeiras Bíblias em latim, foram traduzidas não da Bíblia Hebraica, mas da Septuaginta, a versão grega, que tinha incluído os apócrifos no Velho Testamento.
6.      A Vulgata, a versão oficial da igreja católica, feita por Jerônimo, distinguia entre:

-          libris canonice = Livros canônicos e
-         
libris ecclesiastici = Livros apócrifos

7.      No Concílio de Cartago (397), onde a igreja Romana já estava bem solidificada, foi resolvido aceitar os livros apócrifos como próprios para leitura religiosa, embora, não fossem canônicos.
8.      Foi somente em 1548, como mais um dogma herético, que a Roma reconheceu os livros apócrifos como de igual valor aos livros 66 livros canônicos. Com exceção de 3 e 4 Esdras e da Oração de Manassés.
9.      Os reformadores rejeitaram completamente os apócrifos como canônicos.



3 - RAZÕES POR QUE OS LIVROS APÓCRIFOS FORAM REJEITADOS

     3.1a)    Não estão de acordo com os critérios usados para aceitação dos livros canônicos.

1)        O Pentateuco [os primeiros cinco livros da Bíblia] serve de critério na aceitação de todos os outros livros da Bíblia. Se os livros apócrifos não concordam com o Pentateuco eles não são inspirados.  (Is 8.20; Mt.5.18-19)
2)        Se João, o evangelista tivesse escrito algo que contradisse o que Moisés escreveu, o evangelho de João deveria ser rejeitado como não inspirado, por Deus não se contradiz;
3)        Os livros apócrifos contradizem Moisés e os outros profetas, várias vezes;
4)        Nem Cristo nem os apóstolos citaram os apócrifos;
5)        São Jerônimo os rejeitou porque não foram escrito em hebraico (com exceção de Eclesiástico, Tobias, e 1 Macabeus )
6)         Foi a igreja católica no concílio de Trento Em 1548 d.C. que colocou os 12 livros apócrifos como inspirados.
7)        O verdadeiro teste de canonicidade é o testemunho que  Deus, O Espírito Santo dá a autoridade de Sua própria Palavra.

-          Na sua boa providência Deus fez que seu povo reconhece a Sua Palavra e recebesse a Sua Palavra.
-         
Assim como revelou sua Palavra as autores Bíblicos, também, agiu soberanamente para que os livros canônicos fosse  como de autoria Divina.

   3.2a)   Os Apócrifos Não São Inspirados. - Razões.

1.       Seus ensinos baseados em histórias fictícios, lendárias e absurdas

- Tobias 6.1-4 - "Partiu, pois,  Tobias, e o cão o seguiu, e parou na primeira pousada junto ao rio Tigre. E saiu a lavar os pés, e eis que saiu da água um peixe monstruoso para o devorar. À sua vista, Tobias, espavorido, clamou em alta voz, dizendo: Senhor, ele lançou-se a mim. E o anjo disse disse-lhe: Pega-lhe pelas guerras, e puxa-o para ti. Tendo assim feito, puxou-o para terra, e o começou a palpitar a seus pés

2.       Ensina erros doutrinários - tais como:

a)       Orações pelos mortos
b)       Falsas curas
c)       Queimar o coração de um peixe para expulsar o demônio [fetiçaria]
d)       Salvação por esmolas e obras;
e)       Alteração dos destino das almas após a morte.
f)         A falsa doutrina do purgatório

3.       Por estas razões a igreja católica aceita os livros apócrifos, porque eles dão uma falsa base para seus ensinos heréticos.



4. - ENSINOS HERÉTICOS PELOS QUAIS OS LIVROS APÓCRIFOS FORAM REJEITADOS

       4.1o)    Ensinam Artes Mágicas ou de Feitiçaria como método de exorcismo

a)     Tobias 6.5-9 - "Então disse o anjo: Tira as entranhas a esse peixe, e guarda, porque estas coisas te serão úteis. Feito isto, assou Tobias parte de sua carne, e levaram-na consigo para o caminho; salgaram o resto, para que lhes bastassem até chegassem a Ragés, cidade dos Medos. Então Tobias perguntou ao anjo e disse-lhe: Irmão Azarias, suplico-lhe que me digas de que remédio servirão estas partes do peixe, que tu me mandaste guardar: E o anjo, respondendo, disse-lhe: Se tu puseres um pedacinho do seu coração sobre brasas acesas , o seu fumo afugenta toda a casta de demônios, tanto do homem como da mulher, de sorte que não tornam mais a chegar a eles. E o fel fel é bom para untar os olhos que têm algumas névoas,  e sararão"
b)     Este ensino que o coração de um peixe tem o poder para expulsar toda espécie de demônios contradiz tudo o que a Bíblia diz sobre como enfrentar o demônio.
c)      Deus jamais iria mandar um anjo seu, ensinar a um servo seu, como usar os métodos da macumba e da bruxaria para expulsar demônios.
d)     Satanás não pode ser expelido pelos métodos enganosos da feitiçaria e bruxaria, e de fato ele não tem interesse nenhum em expelir demônios (Mt 12.26).
e)     Um dos sinais apostólicos era a expulsão de demônios, e a única coisas que tiveram de usar foi o nome de Jesus (Mc 16.17; At 16.18)

      4.2o)    Ensinam que Esmolas e Boas Obras - Limpam os Pecados e Salvam a Alma

a)       Tobias 12.8, 9 - "É boa a oração acompanhada do jejum, dar esmola vale mais do que juntar tesouros de ouro; porque a esmola livra da morte (eterna), e é a que apaga os pecados, e faz encontrar a misericórdia e a vida eterna".
Eclesiástico 3.33
- "A água apaga o fogo ardente, e a esmola resiste aos pecados"

b)       Este é o primeiro ensino de Satanás, o mais terrível, e se encontrar basicamente em todas a seitas heréticas.

c)       A Salvação por obras, destrói todo o valor da obra vicária de Cristo em favor do pecador. Se caridade e boas obras limpam nossos pecados, nós não precisamos do sangue de Cristo. Porém, a Bíblia não deixa dúvidas quanto o valor exclusivo do sangue como um único meio de remissão e perdão de pecados:

-          Hb 9:11, 12, 22"Mas Cristo... por seu próprio sangue, entrou uma vez por todas no santo lugar, havendo obtido um eterna redenção ...sem derramamento de sangue não há remissão."
-         
I Pe 1:18, 19 - "sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver, que por tradição recebestes dos vossos pais, mas com precioso sangue, como de um cordeiro sem defeito e sem mancha, o sangue de Cristo,"

d)       Contradiz Bíblia toda. Ela declara que somente pela graça de Deus e o sangue de Cristo o homem pode alcançar justificação e completa redenção:

- Romanos 3.20, 24, 24 e 29 - "Ninguém será justificado diante  dele pelas obras da lei.. sendo justificados gratuitamente por sua graça, mediante a redenção que há em Cristo Jesus. A quem Deus propôs no seu sangue....  Concluímos, pois, que o homem é justificado pela fé, independentemente das obras da lei".

       4.3o)    Ensinam o Perdão dos pecados através das orações-

a)     Eclesiástico 3.4 - "O que ama a Deus implorará o perdão dos seus pecados, e se absterá de tornar a cair neles, e será ouvido na sua oração de todos os dias".     

b)     O perdão dos pecados não está baseado na oração que se faz pedindo o perdão, não é fé na oração, e sim fé naquele que perdoa o pecado, a oração por si só, é uma boa obra que a ninguém pode salvar. Somente a oração de confissão e arrependimento baseadas na fé no sacrifício vicário de Cristo traz o perdão (Pv. 28.13; I Jo 1.9; I Jo 2.1,2)

       4.4o)    Ensinam a Oração Pelos Mortos

a)     2 Macabeus 12:43-46 - "e tendo feto uma coleta, mandou 12 mil dracmas de prata a Jerusalém, para  serem oferecidas em sacrifícios pelos pecados dos mortos, sentindo bem e religiosamente a ressurreição, (porque, se ele não esperasse que os que tinham sido mortos, haviam um dia de ressuscitar, teria por uma coisa supérflua e vã orar pelos defuntos); e porque ele considerava que aos que tinham falecido na piedade estava reservada uma grandíssima misericórdia. É, pois, um santo e salutar pensamento orar pelos mortos, para que sejam livres dos seus pecados".
b)     É neste texto falso, de um livro não canônico, que contradiz toda a Bíblia, que a Igreja Católica Romana baseia sua falta e herege doutrina do purgatório.
c)      Este é novamente um ensino Satânico para desviar o homem da redenção exclusiva pelo sangue de Cristo, e não por orações que livram as almas do fogo de um lugar inventado pela mente doentia e apostata dos teólogos católicos romanos.
d)     Após a morte o destino de todos os homens é selado, uns para perdição eterna e outros para a Salvação eterna - não existe meio de mudar o destinos de alguém após a sua morte. Veja Mt. 7:13,13; Lc 16.26

           4.5o)    Ensinam a Existência de um Lugar Chamado PURGATÓRIO

a)       Este é o ensino Satânico inventado pela Igreja Católica Romana, de que o homem, mesmo morrendo perdido, pode ter uma Segunda chance de Salvação.
b)      
Sabedoria 3.1-4 - "As almas dos justos estão na mão de Deus, e não os tocará o tormento da morte. Pareceu aos olhos dos insensatos que morriam; e a sua saída deste mundo foi considerada como uma aflição, e a sua separação de nós como um extermínio; mas eles estão em paz (no céu). E, se eles sofreram tormentos diante dos homens, a sua esperança está cheia de imortalidade".
c)       A Igreja Católica baseia a doutrina do purgatório na ultima parte deste texto, onde diz: " E, se eles sofreram tormentos diante dos homens, a sua esperança está cheia de imortalidade".

-  Eles ensinam que o tormento em que o justo está, é o purgatório que o purifica para entrar na imortalidade.
-  Isto é uma deturpação do próprio texto do livro apócrifo. De modo, que a igreja Católica é capaz de qualquer desonestidade textual, para manter suas heresias.
-  Até porque, ganha muito dinheiro com as indulgências e missas rezadas pelos mortos.

d)       Leia atentamente as seguinte textos das Escrituras, que mostram a impossibilidade do purgatório : I Jo 1.7; Hb 9.22; Lc 23.40-43; I6: 19-31; I Co 15:55-58; I Ts 4:12-17; Ap 14:13; Ec 12:7; Fp 1:23; Sl 49:7-8; II Tm 2:11-13; At 10:43)

          4.6o)    Nos Livros Apócrifos Os Anjos Mentem

a)       Tobias 5.15-19 - "E o anjo disse-lhe: Eu o conduzirei e to reconduzirei. Tobias respondeu: Peço-te que me digas de que família e de tribo és tu? O anjo Rafael disse-lhe: Procuras saber a família do mercenário, ou o mesmo mercenário que vá com teu filho? Mas para que te não ponhas em cuidados,, eu sou Azarias, filho do grande Ananias. E Tobias respondeu-lhe: Tu és de uma ilustre família. Mas peço-te que te não ofendas por eu desejar conhecer a tua geração.
b)       Um anjo de Deus não poderia mentir sobre a sua identidade, sem violar a própria lei santa de Deus. Todos os anjos de Deus, foram verdadeiros quando lhes foi perguntado a sua identidade. Veja Lc 1.19

        4.7o)    Mulher que Jejuava Todos os Dias de Sua Vida

a)        Judite 8:5,6 - "e no andar superior de sua casa tinha feito para si um quarto retirado, no qual se conservava recolhida com as suas criadas, e, trazendo um cilício sobre os seus rins, jejuava todos os dias de sua vida, exceto nos sábados, e nas neomênias, d nas festas da casa de Israel"
b)        Este texto legendário tem sido usado por romana relacionado com a canonização dos "santos" de idolatria. Em nenhuma parte da Bíblia jejuar todos os dias da vida é sinal de santidade. Cristo jejuou 40 dias e 40 noites e depois não jejuou mais.
c)         O livro de Judite é claramente um produção humana, uma lenda inspirada pelo Diabo, para escravizar os homens aos ensinos da igreja Católica Romana.

       4.8o)    Ensinam Atitudes Anticristãs, como: VINGANÇA, CRUELDADE E EGOÍSMO

a)       VINGANÇA - Judite 9:2
b)       CRUELDADE e EGOÍSMO - Eclesiástico 12:6
c)         Contraria o que a Bíblia diz sobre:

-          Vingança (Rm 12.19, 17)
-         
Crueldade e Egoísmo ( Pv. 25:21,22; Rm 12:20; Jo 6:5; Mt 6:44-48)

       4.9o)    A igreja Católica tenta defender a IMACULADA CONCEIÇÃO baseando em uma deturpação dos apócrifos (Sabedoria 8:9,20) - Contradizendo: Lc. 1.30-35; Sl 51:5; Rm 3:23)



5. CONCLUSÃO: - Temos todas as razões para rejeitar os livros apócrifos.

5.1.      Eles são um poderoso instrumento de Satanás para semear heresias destrutivas.
5.2.      A igreja Católica Romana os abraçou, porque não podia apoiar suas heresias nos livros canônicos, então, como é falsa até a raiz, apelou para livros que são fontes de falsidades e heresias.
5.3.      Satanás tem usado de todos os meios e artimanhas para confundir a doutrina Bíblica, mas os eleitos terão a luz do Espírito Santo e não se deixaram enganar.

5.4.      A Bíblia completa, se compõe de 66 livros, que são a Única, Verdadeira e Comprovada Palavra de Deus.



* Este estudo foi resultado de pesquisas em várias fontes tais como: ”Léxicos e dicionários de grego, Enciclopédia Histórico-Teológica da Igreja Cristã, Novo Dicionário da Bíblia, Dic. Int. de Teol. Do N.T., folhetos, etc..

Pr. José Laérton – IBR Emanuel – (085) 292-6204



(retorne à página ÍNDICE de Sola Scriptura TT / Bibliologia-InspiracApologetCriacionis