Porque, como crente REAL na Bíblia,
Creio na Inspiração da Bíblia:
por Deus, totalmente, infalível, inerrável, cada palavra






Existem muitas idéias, acerca do que é a Bíblia; muitas pessoas dirão que é um livro, escrito por vários homens; outros dirão que é um livro que foi escrito por pessoas em momentos de superioridade intelectual do homem natural; outros dirão ainda que a Bíblia é inspirada somente no espiritual; e que não o é na narração da história, fatos científicos; e muitas mais idéias loucas são inventadas acerca da Bíblia. Mas o que diz Deus? Em última análise, é o que nos interessa, pois “É melhor confiar no SENHOR do que confiar no homem.” (Sl 118:8), ou o que diz Jesus acerca da Bíblia? São estas questões que realmente importam.

[A própria Bíblia clama ser a Palavra de Deus. O termo “inspiração” é o termo teológico tirado da Bíblia que expressa a verdade que a Bíblia é a Palavra de Deus. Para entendermos a inspiração, devemos olhar para dois versículos clássicos das Escrituras:

Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça;” (2Tm 3:16). A palavra inspiração é “theopneutos”, que significa “theo” = Deus, e “pneutos” = assoprar. A palavra Hebraica é “nehemiah” e é usado somente uma vez no Velho Testamento em Jó 32:8. O versículo está dizendo que Deus assoprou nos escritores da Bíblia que escreveram assim as próprias Palavras de Deus.

A próxima passagem é em 2Pe 1:21 “Porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espírito Santo.” Literalmente o que o versículo está dizendo é que a inspiração é o processo pelo qual o Espírito Santo “se moveu” ou dirigiu os escritores das Escrituras para que o que eles escreveram não fossem suas palavras, mas a própria Palavra de Deus. Deus nos está dizendo que Ele é o autor da Bíblia, e não o homem.]

Por aqui podemos ver que Deus claramente nos diz quem foi o autor da Bíblia, mas será que cada palavrinha da Bíblia é inspirada? Será que é necessário crer todas as palavras, ou somente algumas? E que falar dos versículos que os modernos críticos textuais alegam que “não se encontram nos melhores e mais antigos manuscritos”? Bem, deixemos a Bíblia falar por ela própria, que quem melhor que a Bíblia, para se defender ela própria.

Será que cada palavrinha da Bíblia é inspirada?

O que Jesus disse acerca deste assunto? Vamos lá ver, o que nosso Senhor falou:

Ele, porém, respondendo, disse: Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus.”(Mt 4:4); que sublime afirmação do Mestre, onde Ele claramente nos diz que TODAS (não somente algumas, não somente as que constam nos melhores e mais antigos manuscritos, nem as que tem certa preferência da crítica textual), mas sim que todas as palavras que saem da boca de Deus são alimento para o homem. Ou que dizer acerca do cumprimento cabal da lei, declarado por Jesus “Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til se omitirá da lei, sem que tudo seja cumprido.” (Mt 5:18). Ora aqui Jesus nos diz que TUDO o que está na lei, será cumprido, porque nós também não temos esta fé? Porque existem versículos que claramente proíbem acrescentar, ou diminuir, o que quer que seja (lembre-se que uma vírgula num sítio pode alterar totalmente o sentido duma sentença), tais como em (Ap 22:18-19)

Porque eu testifico a todo aquele que ouvir as palavras da profecia deste livro que, se alguém lhes acrescentar alguma coisa, Deus fará vir sobre ele as pragas que estão escritas neste livro;

E, se alguém tirar quaisquer palavras do livro desta profecia, Deus tirará a sua parte do livro da vida, e da cidade santa, e das coisas que estão escritas neste livro.


Que coisa tremenda é para aqueles que profanam o Livro Sagrado de Deus. Mas analisemos mais de perto o que os versículos dizem: se alguém lhes acrescentar alguma coisa, por aqui vemos claramente que Deus não quer que nada seja acrescentado à Sua Palavra. Só por aqui vemos claramente que as Bíblias fiéis em Português se resumem a duas, pois pelo que sei, em Português, as únicas Bíblias que têm Palavras em itálico, são a Almeida Revista e Corrigida, e a Almeida Corrigida Fiel; e porque têm palavras em itálico? Os tradutores obedeceram ao mandamento do Senhor Jesus, e colocando a palavras em itálico os tradutores nos estão dizendo “esta palavra que está aqui, foi colocada para harmonizar a fluência do texto, e era uma palavra que estava subentendida para os ouvintes da época, e da língua”, por exemplo, a 2ª edição da Bíblia de Almeida de 1693, coloca essas palavras em itálico e entre parênteses rectos, para destacar ainda mais; mas basta pegar numa Bíblia sem ser as que apontei, e se verá que as palavras em itálico simplesmente desapareceram, ora, já aqui os tradutores estão a ser desonestos convosco.   E também está escrito se alguém tirar quaisquer palavras do livro desta profecia, aqui vemos que TODA a palavra é importante, não importa que digam o contrário, pois “…sempre seja Deus verdadeiro, e todo o homem mentiroso…” (Rm 3:4). Em quem vamos confiar, em Deus ou nos homens? Em Deus e na Sua Palavra, ou na erudição humanista (existe a sã erudição)?

“Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências” (2Tm 4:3)



E que falar dos versículos que “não se encontram nos melhores e mais antigos manuscritos”?

Pois bem, o diabo sempre gosta de colocar dúvida no coração das pessoas; começou logo no jardim do Éden, agora nos últimos dias, é a habitual e batida frase “não consta nos melhores e mais antigos manuscritos”; o que não contam é a história toda acerca desses manuscritos, de onde vieram, quem os tinha, e qual a razão da sua tão boa conservação. Quem mais tem a ganhar com esta relativização da Palavra de Deus? Só uma pessoa me ocorre na mente, e essa pessoa é Satanás; ele está atacando ferozmente a única arma que temos, a “espada do Espírito”, tentando a todo o custo desarmar os crentes. Nestes últimos tempos, um versículo tem estado na minha mente,

Eis que vêm dias, diz o Senhor DEUS, em que enviarei fome sobre a terra; não fome de pão, nem sede de água, mas de ouvir as palavras do SENHOR.” (Am 8:11). Este dia se aproxima a passos largos, e cada vez mais a Palavra do Senhor vai sendo tirada dos corações dos incautos crentes; até que irá chegar o dia em que terão fome de ouvir as palavras do SENHOR, e aí que se fará?

Achando-se as tuas palavras, logo as comi, e a tua palavra foi para mim o gozo e alegria do meu coração; porque pelo teu nome sou chamado, ó SENHOR Deus dos Exércitos.” (Jr 15:16). Tenhamos o mesmo sentimento do profeta, e comamos e saciemo-nos com as Palavras de Deus.



Humberto Rafeiro, outubro 2002.

Só use as duas Bíblias traduzidas rigorosamente por equivalência formal a partir do Textus Receptus (que é a exata impressão das palavras perfeitamente inspiradas e preservadas por Deus), dignas herdeiras das KJB-1611, Almeida-1681, etc.: a ACF-2011 (Almeida Corrigida Fiel) e a LTT (Literal do Texto Tradicional), que v. pode ler e obter em BibliaLTT.org, com ou sem notas).




(retorne a http://solascriptura-tt.org/ Bibliologia-InspiracApologetCriacionis/
retorne a http:// solascriptura-tt.org/ )