Pseudo-contradições na Bíblia, Tipo 1: "Citações Diferentes das Palavras de um Homem?"



Acusação: Irmão Hélio, algumas pessoas estão me atacando, dizendo que há vergonhosa, enorme contradição entre

"Então disse Davi a Gade: Estou em grande angústia; porém caiamos nós nas mãos do Senhor, porque muitas são as suas misericórdias; mas nas mãos dos homens não caia eu". (2Sm 24:14)

e

"Então disse Davi a Gade: Estou em grande angústia; caia eu, pois, nas mãos do Senhor, porque são muitíssimas as suas misericórdias; mas que eu não caia nas mãos dos homens". (1Cr 21:13)

Como explicar-lhes isto?
assinado: HHHH




Resposta: Mas que acusação mais tola e ridícula, não é, irmão? Fez-me rir! Contradição haveria se um texto dissesse "X, na sua casa, às 12:13 horas do dia D do ano A, disse somente uma sentença, e todas as suas palavras foram, exatamente, 'Fulano nasceu em Y'" e outro texto dissesse "X, na sua casa, às 12:13 horas do dia D do ano A, disse somente uma sentença, e todas as suas palavras foram, exatamente, 'Fulano NÃO nasceu em Y'", ou algo semelhante.

Se os acusadores fossem sinceros, logo teriam notado que os dois textos que alegam não dizem que estão citando ipsis literis (palavra por palavra, e letra por letra) as palavras de um homem, nem que estão citando todas as palavras de todas as sentenças que ele disse num mesmo local e mesmo instante de tempo e referindo-se à mesma coisa e com a mesma ênfase e propósito. Portanto, o Espírito Santo (o verdadeiro autor de cada letra da Bíblia [refiro-me ao Texto Tradicional e suas fiéis traduções]), no primeiro texto, pode ter escolhido citar (talvez não ipsis literis) uma das muitas sentenças faladas, enfatizando-lhe um aspecto, e, no segundo texto, pode ter escolhido citar (talvez não ipsis literis) uma outra sentença semelhante, pronunciada pelo mesmo homem, alguns segundos depois, enfatizando-lhe outro aspecto (ou, talvez, referindo-se a outra coisa, outro lugar, outra ocasião, ou com outro propósito).

Uma analogia: Há poucos dias, eu telefonei para parabenizar alguém, e disse "Você tem um amigo aqui, e eu estou muito feliz por sua vitória". Depois, notando eu que havia sido injusto com minha esposa que me escutava ao lado, reexpressei-me assim "Você tem amigos aqui, e nós estamos muito felizes por sua vitória". Se eu tivesse dois biógrafos (estou brincando) e um escrevesse que eu disse a primeira sentença, e outro escrevesse que eu disse a segunda, não haveria contradição nenhuma: eu disse ambas as sentenças (e elas não se contradizem, apenas expressam nuances, ênfases diferentes de uma mesma verdade)! E estes escritores nem mesmo têm a obrigação de sempre me citarem ipsis literis, só têm a obrigação de me citarem fielmente.

No caso em foco, é plenamente possível que Davi tenha dito a Gade, entre outras coisas, talvez chorando, talvez entre 2 ou 3 repetições com leves variantes:

primeiro: "Estou em grande angústia; caia eu (eu mesmo, o principal dos culpados), pois, nas mãos do Senhor, porque são muitíssimas as suas misericórdias; mas que eu não caia nas mãos dos homens"
segundo: "Repito: Estou em grande angústia; porém caiamos nós (todos os da nação de Israel) nas mãos do Senhor, porque muitas são as suas misericórdias; mas nas mãos dos homens não caia eu"
terceiro: algo semelhante

e que o Espírito Santo, em 2Sm, escolheu citar as palavras de 24:14, e, em 1Cr, escolheu citar as palavras de 21:13, e ambas as citações são totalmente fiéis (embora não citem todas as palavras, verbatim), verdadeiras, e sem contradição nenhuma.

Se os acusadores reconhecessem que são terríveis pecadores (como eu) e que merecem (como eu) e estão a caminho do inferno literal de terrível sofrimento consciente, eterno, e justo, e se, de todo coração, se arrependessem e cressem na Palavra Viva (Cristo) e na Palavra Escrita (a Bíblia, cada palavra dela), e se O recebessem com único e total e definitivo Salvador e Senhor (Deus, dono, e controlador), imediatamente deixariam de ser tão tolos e ridículos por inventarem contradições onde não existe nem sombra de prova delas. O problema não é que a Bíblia tem algo que violenta a lógica das mentes deles, mas, sim, que tem outras coisas que ofendem a seus corações. O problema está no interior dos seus coração, não em ofensa às suas mentes.

Explique muito clara mas muito rapidamente tudo o acima aos acusadores, depois não se alongue em discussões intermináveis com eles, concentre-se em pregar o evangelho a essas almas perdidas, mostre-lhes que fariam bem em cuidar pelo destino eterno de suas almas imortais, assegure-lhes que, se e depois de eles serem salvos, 99% de suas dúvidas lhe parecerão as coisas mais ridículas do mundo, e prometa-lhes que os ajudará com os 1% de dúvidas que eventualmente lhes restarem, todas elas têm explicação muito fácil, depois que eles tiverem o Espírito Santo habitando dentro deles, e eles partirem da fé em toda e cada palavra de Deus.




Hélio.



Só use as duas Bíblias traduzidas rigorosamente por equivalência formal a partir do Textus Receptus (que é a exata impressão das palavras perfeitamente inspiradas e preservadas por Deus), dignas herdeiras das KJB-1611, Almeida-1681, etc.: a ACF-2011 (Almeida Corrigida Fiel) e a LTT (Literal do Texto Tradicional), que v. pode ler e obter em BibliaLTT.org, com ou sem notas).



(Copie e distribua ampla mas gratuitamente, mantendo o nome do autor e pondo link para esta página de http://solascriptura-tt.org)




(retorne a http://solascriptura-tt.org/ Bibliologia-InspiracApologetCriacionis/
retorne a http:// solascriptura-tt.org/ )