Expõe SBB, colchetes e ecumenismo da Bíblia versão Almeida Revista e Atualizada de 1968, recomendação dos bispos da igreja católica aos católicos, defende tradução Corrigida Fiel do TR



"ALMEIDA REVISTA E ATUALIZADA" –

UMA BÍBLIA ECUMÊNICA?

(Pr. Albert Johnson)

A folha anexa é uma montagem de uma das primeiras edições (1968) do Novo Testamento da "Almeida Revista e Atualizada", publicada pela Sociedade Bíblica do Brasil.  (Montagem somente no sentido de o conteúdo das primeiras duas páginas ser aqui colocado lado a lado, numa só página).




Clique para ver a capa da ARA 1968
As palavras da própria SBB forçosamente implicam, ninguém ousará negar, que cada um dos seus pares de colchetes [] quer dizer que as palavras entre eles não constam do texto grego (TC - Texto Crítico) que ela selecionou como melhor, portanto a SBB forçosamente significa que as palavras entre colchetes são piores, duvidosas, ou falsas! Por que a SBB conservou tais palavras, mesmo levantando-lhes tão infame dúvida? Por covarde truque mercadológico, tão sujo quanto o ultraje que ela fez ao nome de Almeida, ao colocá-lo em algo que se baseia em um texto grego que omite cerca de 6000 palavras do Textus Receptus (TR) que ele usou!


Clique para ver a ARA 1968 orgulhosamente apresentando a recomendação dos bispos católicos
Isto é prova irrefutável de que tanto a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil quanto a Sociedade Bíblica do Brasil se mancomunaram para fazer da Atualizada a Bíblia Ecumênica em português.


  Se alguém acha que os bispos mudaram, é muito ingênuo. Imagine quem  mudou!

O último fundamentalista trabalhando com a Sociedade Bíblia do Brasil, na  comissão de revisão, saiu em 1968, porque a Sociedade já estava  caminhando para a produção duma Bíblia Ecumênica. Era ele Synésio Lyra, ilustre e destacado pastor congregacional no Rio de Janeiro.

EVIDÊNCIA DA BÍBLIA ECUMÊNICA DA S.B.B.

Em Tiago 5:16 temos um versículo de amostra para esclarecer o assunto em   foco.
 

 Na "Almeida Revista e Atualizada" diz assim: "confessai, pois os vossos PECADOS uns aos outros." "Paraptomata" ("culpas") se acha na maioria dos  manuscritos gregos que contêm a passagem e "hamartias" ("pecados") não   possui autoridade da maioria dos manuscritos. Isso mostra como Wescott e  Hort, os progenitores da moderna crítica textual (Nestle & Aland),   propositadamente alteram as palavras de Deus para acomodar o Catolicismo Romano, neste caso o confissionário hediondo.

  Não é por acaso que a versão do Padre Matos Soares tem a mesma  tradução!

  Devemos perguntar o por que disto?

  É mais fácil ler? Mais bonito? Melhor português? Facilita a  compreensão? Se alguém disser que pode ser sinônimo, eu direi não é  este o problema. Não é o que pode ser e sim o que é. É problema do que  Deus falou e os críticos textuais alteraram. [Não queremos ouvir-ler-memorizar-obedecer-pregar-ensinar o que o homem acha que Deus quiz dizer, mas sim exatamente aquilo que Deus DISSE]

  Sinônimos não são totalmente iguais porque, se o fossem, não seria   provável a existência de duas ou mais palavras que têm alguma  semelhança.

  Da maneira que está na Atualizada, não é uma boa tradução, PORQUE:

(1)                  Não tem apoio da maioria dos manuscritos existentes.

(2)                  Não é melhor  português.

(3)                  Oculta a distinção entre as palavras no versículo 16 e no  20.

(4)                  Demonstra claramente a predisposição ecumenizante e favorece a DOUTRINA HERÉTICA DO ROMANISMO.

Enquanto isso as versões "Almeida Corrigida e Revisada Fiel" (da Sociedade Bíblica Trinitariana) e "Almeida Revista e Corrigida" traduzem  corretamente por "vossas CULPAS," apoiado no TextoRecebido e no Texto Majoritário. A palavra significa culpas, faltas.

Pastor Albert Johnson                 Barbalha, Ce, Out/98.

-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-

Peça a Hélio de Menezes Silva (hmenezes SinalDeArroba di.ufpb.br ) ou Pr. Albert Johnson (Caixa Postal 001, Barbalha Ce):

a)      Folheto " As 200 principais passagens adulteradas pelasBíblias não baseadas no Texto Grego Tradicional "

b)      Folder " Análise das principais passagens tremendamente adulteradas pelas Bíblias não baseadas no Texto Grego Tradicional". Você ficará chocado!

c)      Livro "Versões Modernas da Bíblia", deDavid Cloud, cerca de 60 páginas, R$ 3,00 mais frete.

d)       Livro " Identificando o Texto do Novo Testamento Grego", de Wilbur Pickering, cerca de 250 páginas, no prelo.



(A partir de 2000, você pode obter tudo isto, e muito mais, gratuita e comodamente, indo até o site http://solascriptura-tt.org/ e examinando os índices dos 3 diretórios sobre Bibliologia, a doutrina da Bíblia.

 


[Por que os "altos escalões" dos seminários, da AIBREB - Associação das Igrejas Batistas Regulares do Brasil, e associações estaduais (APIBRE, AIBRECE, etc.) das Igrejas Batistas Regulares, ao invés de estudarem + agradecerem + aprofundarem + divulgarem alertas como este, os temem tanto e tentam a todo custo proibir que se os façam ante todos os membros de suas igrejas batistas regulares?!?! Hélio, 2011]


 

(retorne à PÁGINA ÍNDICE de SolaScripturaTT / Bibliologia-Traducoes)