Trata da BLH Bíblia na Linguagem de Hoje, GNB Good News Bible, Good News for Modern Man, TEV, Bratcher, Sociedade Bíblica, Bible Society, paráfrase, tradução, Texto Crítico, apostasia, heresia


APOSTASIA DO TRADUTOR DA BÍBLIA NA LIGUAGEM DE HOJE É A CAUSA DA INFIDELIDADE DA TRADUÇÃO
ARTIGO TRADUZIDO DO INGLES POR WALDEMAR JANZEN - Bíblia



A causa da falta de precisão de tradução da BLH é a apostasia do seu tradutor chefe, Dr. Robert Bratcher. A apostasia deste homem reflete as falsas, errôneas, traduções acima mencionadas. A seguir um breve resumo da vida de Dr Bratcher.

 Bratcher passou parte dos seus primeiros anos na América do Sul, filho de um missionário Batista do Sul. Formado em um instituto teológico dos Batistas do Sul, Bratcher “ graduou-se na Georgetown College, após o que obteve dois títulos de pós-graduação do Southern Seminary." (Christian News (20 de julho de 1981).) Em 1944, Bratcher recebeu seu grau de “Doctor of Theology” do  SBC Seminary in Louisville, Kentucky. (SBC é a Southern Baptist Convention, Convenção dos Batistas do Sul nos EEUU. Nota do Tradutor.) (Christian News (4 de maio de 1981), citando uma reportagem do Religious News Service.) Ele retornou ao Brasil como um missionário da SBC, ensinou Grego e Teologia do Novo Testamento num Seminário Batista no Rio de Janeiro e editou também o “Perguntas e Respostas” do Jornal Batista, o qual é o órgão oficial da Convenção Batista do Brasil. Foi nesta coluna, em 9 de julho de 1953, que Bratcher disse:

"Jesus Cristo não gozava de omnisciência. Isto é um atributo de Deus. ... Jesus não afirmou que ele e o Pai eram um—o que seria um absurdo." (M.L. Moser, Jr., The Devil's Masterpiece (Little Rock: Challenge Press, 1970), p. 73.)

Numa carta para Julius C. Taylor, em 16 de julho de 1970, Bratcher disse,

"Certamente eu acredito no que escrevi no Jornal Batista de 9 de julho de 1953." (Donald T. Clarke, Bible Version Manual (Millersburg: Bible Truth Institute, 1975), p. 95.)

Em 1957 Bratcher começou a trabalhar com a American Bible Society e se tornou o tradutor chefe para a “Today's English Version” ( A versão inglesa da BLH. Nota do Tradutor.). Ele também ensinava no Southern Seminary, uma escola da SBC (Igreja dos Batistas do Sul. Nota do Tradutor.) da qual recebeu o seu primeiro doutorado em 1944.

Apesar da TEV (Todays English Version. Nota do Tradutor.) se tornar muito popular, pouco era de conhecimento do cristão ordinário sobre seu tradutor—no mínimo até março de 1981 quando algumas afirmações grosseiras de Bratcher, feitas durante um seminário da Southern Baptist Christian Life Commission, obtiveram atenção especial da mídia. De acordo com o Religious News Service, Bratcher aconselhou aos participantes do seminário a

“não falarem de forma covarde sobre a autoridade da Bíblia” porque  “A autoridade de Deus, tão somente, é infalível”.
Isto é tipicamente um linguajar de duplicidade de modernistas. Bratcher
"recomendou os Cristãos contra o não uso de versículos isolados para dizer ‘a Bíblia afirma’." (Foundation (Fundamental Evangelistic Association, March-April 1981).)

Mais afirmações da palestra de Bratcher foram impressas na reportagem da Baptist Press, escritas por Dan Martin, editor de notícias, e publicadas no Baptist Courier:

"Somente ignorância consciente ou desonestidade intelectual podem explicar a afirmação de que a  Bíblia é inerrante e infalível ... Revestir a Bíblia com qualidades de inerrância e infalibilidade é idolatrá-la, transformá-la num falso Deus. ...

     "Afirmar que a Bíblia é a Palavra de Deus implicou, muitas vezes no passado e ainda hoje por demais vezes, que as palavras da Bíblia são as palavras de Deus. Tais termos simplísticos e absolutos privam a Bíblia totalmente da sua humanidade e a remove do relativismo do processo histórico. Ninguém afirma seriamente que todas as palavras são as palavras próprias de Deus. Se assim mesmo alguém o faz não está seriamente disposto a explorar suas implicações. ...

     "A Palavra de Deus não é palavras; é um ser humano, uma vida humana ... Citar o que a Bíblia diz no contexto da sua história e cultura não é necessariamente relevante ou útil—e pode ser um impecilho para tentarmos confrontar e resolver os problemas que nos afligem. ...

     "Nós não estamos comprometidos com a letra das Escrituras, mas com o espírito. Mesmo as palavras faladas em aramaico por Jesus nos anos trinta do primeiro século e preservadas em grego, 35 a 50 anos mais tarde, não necessariamente exercem convincente autoridade sobre nós hoje.

 "O foco de autoridade das Escrituras não são as palavras propriamente. Jesus Cristo como a Palavra de Deus mostra aquilo que nós devemos ser e fazer.

     "Como acadêmico, eu vejo com consternação o mau uso das Escrituras pelos fundamentalistas, ... como cristãos nós escutamos com alarde a diagnose dos pobres de espírito, a panacéia simplística proposta com convencida auto-afirmação por pessoas da Moral Majority ( Movimento Americano para retornar às premissas da palavra de Deus para salvar a Nação. Nota do Tradutor.) com a intenção de curar os males desta era." (The Baptist Courier,2 de abril de 1981; the Courier is the South Carolina SBC state paper.)

Ele concluiu a sua palestra, afirmando que  
"Foi nos dado autoridade pelo Senhor o Espírito para falar e agir, mas nunca poderemos saber de antemão se estamos fazendo a vontade de Deus. É o cúmulo de presunção e arrogância afirmar, `Eu sei que isto é a vontade de Deus, e eu o estou fazendo.' Nenhuma responsabilidade maior nos é dada do que a  de ouvir e obedecer."

     Estas afirmações abertas e apóstatas provocaram um rebuliço entre cristãos conservadores ao ponto de a American Bible Society começar a perder apoio financeiro. Um relato dos eventos que se seguiram foi dada numa reportagem por  Homer Duncan de Lubbock, Texas:

[Duncan cita Bratcher]:

     "A American Bible Society ficou tremendamente embaraçada quando Dr. Robert Bratcher, o tradutor principal [da TEV] fez as afirmações  [acima]. ...

     "Mais tarde Bratcher se desculpou pelo `tom de suas afirmações' e disse que `usou linguagem que era intemperada e isso parece espalhar calúnia da parte daqueles que não concordam com a minha posição.’

     "Ele continuou dizendo , `Eu lamento profundamente a linguagem que usei e peço perdão àqueles que eu ofendi com isso.' "

"Não se deve esquecer que Bratcher pediu apenas perdão por ter ofendido alguém, mas não pediu perdão pelas afirmações propriamente ditas.

     "Pouco tempo após Bratcher ter feito estas afirmações a American Bible Society expediu o seguinte news release:

     "`A American Bible Society deseja afirmar que ela se desassocia completamente dos comentários feitos naquela ocasião por Dr. Bratcher e mais, em falar como ele falou; Dr. Bratcher violou uma das regras básicas desta Sociedade. A American Bible Society, desde o dia de sua fundação 165 anos atrás, até o presente momento, tem feito disto um princípio cardinal: não se envolver em debates teológicos nem fazer comentários sobre posições doutrinárias das igrejas, e reitera servir imparcialmente.
     O primeiro artigo de sua constituição afirma que "seu único objetivo é o de promover a distribuição da Sagradas Escrituras sem notas ou comentários doutrinários. "... As afirmações controvertidas do Dr. Bratcher em Dallas têm causado graves preocupações em toda a América entre as pessoas que acreditam e que amam a Bíblia. Por causa disto, estamos profundamente entristecidos, e nos antecipamos em afirmar a todos os amigos da Bíblia que a motivação histórica e a missão da American Bible Society permanecem inalteradas; especificamente, a distribuição ampliada da Palavra de Deus ao mundo, sem notas e sem comentários, nas línguas que os povos falam e aos preços que eles podem pagar.

    "Dr. Bratcher submeteu o seu pedido de demissão como pesquisador assistente da American Bible Society através de uma carta datada de 8 de junho, afirmando:
     `Acredito que a causa da Bíblia, a qual eu amo e à qual eu tenho tentado servir durante estes anos, pela qual eu tenho sido associado com a Bible Society, doravante será melhor servida pelo meu desligamento da ABS—Submeto o meu pedido de desligamento.'

     "Mesmo que a Bible Society tenha repudiado a afirmação do Dr. Bratcher, eles continuam promovendo e vendendo a Good News Bible (e a Bíblia na Linguagem de Hoje, idêntica à versão em inglês. Nota do Tradutor)" (Homer Duncan, A Few Thoughts on Translations of the New Testament (Lubbock: MC International Publications), pp. 3-4.)

Robert L. Sumner forneceu mais luz para esta situação em sua reportagem sobre  a assembleia 1981 da Southern Baptist Convention:

     "O tumulto que se seguiu aos comentários de Bratcher foi tão barulhento que ele foi forçado a se retratar em um ‘press release’ posterior, pelo ‘tom de suas afirmações’ dizendo que ele ‘usou linguagem que era intemperada e isso parece espalhar calúnia daqueles que não concordam com a minha posição.' Como alguns observaram apropriadamente, ele se desculpou somente por ofender pessoas mas não pelo conteúdo das afirmações. De fato, o chefe da SBC Christian Life Commission, Foy Valentine, declarou, falando de infalibilidade ... `em face à heresia reinante, eu estou satisfeito que ele disse isto.'

     "Dois meses após Bratcher ter feito estas afirmações em Dallas, e após a Sociedade Bíblica ter sofrido severas perdas financeiras, (note esta "chave" para estes acontecimentos) ‘após as afirmações de Bratcher, resultando, entre outras coisas, na suspensão de contratações de pessoal em sua sede em New York,' a ABS (American Bible Society. NT) requisitou a Bratcher que ele pedisse seu desligamento. Esta ação foi anunciada em um ‘press release’ no dia de abertura de uma reunião da SBS em Los Angeles e é significativo que os Southern Baptists `contribuem mais para o trabalho da ABS do que qualquer outra denominação.' Aparentemente foi a conveniência e não a convicção [doutrinária, da Sociedade Bíblica] que resultou no desligamento de Bratcher" (Robert L. Sumner, Christian News (20 de julho de 1981).)



A DUPLICIDADE DA SOCIEDADE BÍBLICA EM CONDENAR BRATCHER

Não há dúvidas de que o expediente, não a convicção, resultou no pedido (forçado) de desligamento de Bratcher da American Bible Society. Fornecemos como prova os fatos seguintes:

Um, a American Bible Society não condenou as afirmações de Bratcher como heresia, mas tão somente expressou tristeza que alguém se sentiu ofendido pelas afirmações.

Dois, a American Bible Society não parou de publicar a tradução apóstata a qual foi produzida por Bratcher e a qual reflete heresias teológicas.

Três, muitos dos líderes e membros da American Bible Society continuam mantendo heresias  idênticas às mantidas por Bratcher em 1981, mantendo-se em boa posição dentro da organização porque não causam nenhum furor público. Isto pode ser facilmente documentado dos nossos próprios arquivos. Temos providenciado muita documentação sobre este assunto no nosso livro: Unholy Hands on God's Holy Book, que pode ser adquirido da Way of Life Literature.

Quatro, a American Bible Society publicou a Good News Bible com anotações que refletem as mesmas posições heréticas  que foram reveladas por Bratcher no Christian Life Seminary da SBC em 1981:

     "Esta monstruosamente incerta paráfrase [Bratcher's Good News Bible] tem comentários na introdução de cada livro que estão em harmonia com a posição que Bratcher endossa sobre as Escrituras. No seu livro, The Bible in the Balance, Lindsell afirma:

     "Estas introduções estão totalmente comprometidas com a linha de metodologia da alta crítica a qual mina a confiança na Bíblia.
     "As introduções foram arranjadas sagazmente, para submeter o leitor a uma lavagem cerebral sem se dar conta sobre o que está acontecendo. Por exemplo, nenhum material contido na introdução para o Pentateuco dá ao leitor a mínima noção de que qualquer parte do mesmo foi escrito por Moisés. A introdução para o livro de Isaías afirma friamente que houve três Isaías, e que os dois Isaías que escreveram Isaías 40-66 o escreveram após os acontecimentos por eles profetizados já terem acontecido. O livro de Daniel é datado de 168 A.C., após os eventos por ele profetizados já terem ocorrido. Também não se comenta que algum dos evangelhos foi escrito por Mateus,  Marcos, Lucas ou João. Quando se chega às cartas de Paulo, o leitor buscará em vão por qualquer pista de que Paulo escreveu Efésios, 1 e 2 Timóteo e Tito, ou de que Pedro escreveu 1 e 2 Pedro.'" (Robert L. Sumner, Christian News (July 20, 1981).)
Muito estranho para uma organização que professa choque e preocupação sobre afirmações teológicas que ela mesma há muito tempo tem aprovado e publicado!

Cinco, a American Bible Society estava bem ciente da posição herética de Bratcher  muito antes de 1981. No mínimo tão cedo como 1953 Bratcher tinha negado a divindade de Cristo, e em comentários anteriores tinha negado a infalibilidade das Escrituras. A Bible Society sabia das posições teológicas de Bratcher na época em que o contrataram. Um exemplo disto é o comentário seguinte, por Bratcher, em 1968:

     "Os livros do Novo Testamento foram escritos para situações específicas, em tempos específicos, para grupos e indivíduos específicos e em resposta a alguma necessidade específica. Os escritores do Novo testamento provavelmente nunca intentaram para que o seu trabalho fosse o registro do evangelho para o futuro—portanto não há qualquer imperativo estéril das Escrituras." (Dr. Robert Bratcher, The Baptist Courier (South Carolina Baptist Convention, 22 de fevereiro de 1968).)

Um outro exemplo da negação pública da fé, por Bratcher, foi evidenciado em 1970 e publicado pela mídia secular:

     "O tradutor da controvertida `Good News for Modern Man' (Bíblia na Linguagem de Hoje) falou para os estudantes da Furman University [uma instituição da Southern Baptist] que manter a Bíblia trancada  na linguagem arcaica seria depreciar a história e o meio pelo qual Deus optou falar." (The Greenville News (Greenville, SC, 6 de novembro de 1970).)

"Em 5 de novembro de 1970, após uma palestra na Furman University, Dr. Bratcher falou com os alunos.

- Um aluno perguntou: "Existem partes históricas na Bíblia que são sub-cristãs?"
Bratcher: "Certamente. Desejando que Deus destrua os nossos inimigos. Você chamaria isto de Cristão?"

- Outro aluno perguntou "`Você admite que a Bíblia contém mentira, como então pode ser de valor?"
Bratcher: "Se nós edificarmos a nossa fé unicamente na Bíblia nós estamos edificando a nossa fé sobre areia movediça. Nós devemos seguir os fatos ou nada nos resta a acreditar. Nós não podemos seguir Jesus literalmente, mas somente a sua direção." (The Greenville News (8 de novembro de 1970).)

Em 1978 apareceu uma reportagem na Trinitarian Bible Society Quarterly Record, a qual revelou novamente a posição apóstata de Bratcher:

     "O nascimento miraculoso [de Cristo] foi obscurecido [na  Todays English Version]. Mateus 1:25 diz [em grego, na KJV, na Almeida Fiel, etc.] '...até que deu à luz seu filho, o primogênito.' A GNB [Good News Bible] omite 'primogênito,' e desta forma obscurece o cumprimento da profecia de Isaías 7:14, 'Eis que uma virgem conceberá.' É significativo que em um artigo ‘Alguns anos atrás no jornal Bible Translator, o Dr. Bratcher, tradutor chefe, argumentou extensivamente que Isaías 7:14 deveria ler 'uma jovem.' E é desta forma que a tradução GNB traz esta passagem [Isa 7:14], com uma nota de rodapé rejeitando explícitamente a tradução por ’virgem’ (Também na BLH. Nota do Tradutor). (Quarterly Record (London: Trinitarian Bible Society, January-March 1978, No. 462).)

Obviamente a American Bible Society sabia das heresias teológicas de Bratcher muito antes de 1981, mas a preocupação professa só veio quando surgiu o protesto público contra os comentários mais grosseiros.

Seis, Robert Bratcher tem continuado a trabalhar com a United Bible Societies na posição influente de consultor chefe de tradução.

FATO: A American Bible Society fornece aproximadamente metade das verbas para cobrir as despesas operacionais das Sociedades Bíblicas no mundo todo.
Desta forma a Bible Society tem continuado a pagar uma parte significante do salário de Bratcher apesar dele não mais trabalhar diretamente para eles.

De acordo com o Trinitarian Bible Society Quarterly Record,

"Um time ecumênico tem trabalhado para uma Bíblia nova em língua portuguesa brasileira, para o Brasil. (A Bíblia na Linguagem de Hoje. Nota do Tradutor.). A sua publicação está prevista para em breve, para ser seguida por uma segunda edição contendo os livros apócrifos. O membro mais proeminente do comitê de tradução é o Rev. Dr. Robert Bratcher, o qual é o consultor internacional de tradução da UBS. Ele foi o tradutor chefe da `Good News Bible' inglesa." ("Ecumenism and the United Bible Societies," Quarterly Record (London: Trinitarian Bible Society, outubro- dezembro 1985), pp. 27-28.)

Estou de posse do Bulletin of the United Bible Societies, No. 138139, 1985. A lista  de membros de comitê da UBS para aquele ano nele não deixa dúvidas com relação à presente afiliação de Bratcher com a United Bible Societies. Citarei um trecho relevante intitulado "UBS Committee Membership (1985)":

     "A UBS é regida por um número de órgãos orientativos. O conselho da UBS estabelece a orientação geral da UBS e revisa as ações do Comitê Geral e o progresso do trabalho da Bible Society a nível mundial. Através de reuniões, o Comitê Geral da UBS formula e revê as orientações da UBS. O Comitê Geral nomeia um Comitê Executivo a partir dos seus próprios membros para direcionar as atividades da UBS e aconselha e dirige o pessoal da UBS. O Comitê executivo nomeia seus sub-comitês a partir do Comitê Executivo para executar tarefas específicas a seu mando. Os Comitês Regionais da UBS desenvolvem e coordenam as orientações da Bible Society na região dentro do programa de orientação global e fazem recomendações para os comitês apropriados e funcionários da United Bible Societies sobre todos os assuntos que se relacionam à região.

     "Presidente do Conselho da UBS: Sra Alice E. Ball, Presidente do Comitê Geral para a UBS dos EEUU: Rev. Hugo Mayr, Austrália ... Presidente do Comitê Executivo da UBS: Rev. James R. Payne MBE, Consultor Global, da Austrália, Inter-regional de Funcionários e Inter-regional de Tradução: Rev. Dr. Robert G. Bratcher, USA. Rev. Dr. Barclay M. Newman, USA Dr. William L., Wonderley, USA"

Percebemos que este negócio todo de Bratcher ter pedido desligamento da American Bible Society e a suposta preocupação da Society a respeito dos comentários de Bratcher, foram tão somente manobras políticas. Nada tem mudado. Bratcher continua mantendo as suas posições malditas a respeito de Cristo e da Bíblia. As Sociedades Bíblicas continuam apoiando-o, pagam os seus salários e o empregam como consultor chefe de tradução no seu trabalho a nível mundial. Eles continuam a imprimir e a propagar a repugnante Today's English Version (Bíblia na Linguagem de Hoje). Eles continuam a reproduzi-la nas principais linguagens do mundo inteiro. Estes são os fatos tenebrosos.

O PROBLEMA DE ESPAÇO: INCREDULIDADE E NÃO REGENERAÇÃO
Bratcher manteve uma sessão de perguntas e respostas em 13 de outubro de 1970, na First Baptist Church, Spartanburg, Carolina do Sul. A seguir quatro das perguntas e respostas:

 Pergunta: `Porque você deixou o sangue de Jesus Cristo de fora em Romanos 5:9 e 14 e em outros lugares?' [Hélio constatou a terrível adulteração de "sangue" pela BLH em Jo 1:13; Rm 3:25; 5:9; Ef 1:7; 2:13; Cl 1:20; He 10:19; mas não em Rm 5:14, deve ter sido escorregadela da caneta de Clarke?]
 Resposta: `É uma questão de tradução.'
 Pergunta: `Você conhece Jesus Cristo como seu Salvador pessoal?'
 Resposta: Dr. Bratcher não respondeu a esta pergunta.
 Pergunta: `O coração humano é por natureza centrado no homem ou em Deus?'
 Resposta: `Vamos ficar com perguntas a respeito de tradução.'
 Pergunta: `É Jesus Cristo Deus, ou o mesmo que Deus?'
 Resposta: `Jesus não é a mesma personalidade como Deus.' (Donald T. Clarke, Bible Version Manual (Millersburg: Bible Truth Institute)  1975, pp. 9899.)

Em 15 de outubro de 1970, Bratcher manteve uma sessão de perguntas e respostas na First Baptist Church, North Augusta, Carolina do Sul. Antes que qualquer pessoa a ele dirigisse uma pergunta, o grupo foi avisado de que eles não poderiam formular perguntas relacionadas à sua teologia. A seguir uma das perguntas a ele dirigidas:

     Pergunta: `Se você morrer, você sabe que você vai ao céu?'
     Resposta: Dr. Bratcher não respondeu a esta pergunta.' (Donald T. Clarke, Bible Version Manual (Millersburg: Bible Truth  Institute, 1975), pp. 9899.)

A Bíblia afirma: "Digam-no os remidos do SENHOR ..." [Sal 107:2]. É MUITO estranho para um tradutor da Bíblia recusar testemunhar a respeito de sua salvação. O problema com muitos líderes religiosos da atualidade, no entanto, é que eles não tem salvação da qual testemunhar...

O autor deste artigo sentou frente a frente com um líder da Sociedade Bíblica da Índia, em 1984. O nome do líder era Sr. S. Biswas, e nós estávamos visitando os escritórios da Sociedade Bíblica da Índia  em Calcutá. Um amigo estava sentado ao meu lado enquanto conversávamos por alguns minutos com o Sr. Biswas. Ele nos contou que a Sociedade Bíblica na Índia está distribuindo Escrituras contendo os falsos livros apócrifos católicos romanos e nos mostrou pilhas e mais pilhas das mesmas as quais lhes foram enviadas pela  American Bible Society.

No decurso da nossa conversa, eu perguntei ao sr. Biswas quando foi que ele foi salvo, quando ele nasceu de novo. Ele hesitou de alguma forma e respondeu, “Não, não. Não desta forma. Na verdade eu sou um cristão de terceira geração, da mesma forma como o meu avô e o meu pai também eram cristãos”. Ele não tinha nenhum testemunho do poder de salvação de Jesus Cristo na vida dele, mas considerou que ele era um cristão simplesmente porque os seus pais e avós foram cristãos. Ele educadamente me ouviu falar como eu fui salvo aos 23 anos de idade após ter sido criado num lar cristão, mas tal experiência pessoal de um novo nascimento era estranha para a sua própria vida. Aliás, Biswas significa "fé." Quão triste que um homem que tem tal nome, um homem que é um líder em uma sociedade que promove a produção e distribuição da Bíblia, nunca tenha sido salvo! Mas, como muitos outros poderiam testificar, isto é uma triste condição de um grande número de líderes e trabalhadores de Sociedades Bíblicas. Eles tem “Igrejainismo”, e cristianismo como uma religião. Eles foram batizados e confirmados. Mas eles não conhecem a Cristo em seu poder salvador. Queira Deus abrir os olhos de muitos hoje em dia a respeito destes fatos assustadores a respeito do trabalho de tradução da Bíblia, e queiram muitos assumir uma postura aberta e firme contra tais erros. Para mais informações a respeito do trabalho da United Bible Societies, nós recomendamos o livro “Unholy Hands on God's Holy Book”, disponível através da Way of Life Literature.

Nós imploramos aos nossos leitores para evitarem o uso da Good News Bible (Bíblia na Linguagem de Hoje. NT) e serem atentos para não darem suporte financeiro para a sua distribuição. Muitas organizações evangélicas populares apoiam e distribuem a mesma, às vezes sem mencionar que apoiam uma paráfrase liberal. Seja cuidadoso para que você não sustente e apoie a sua distribuição ignorantemente. Lembre-se de que a American Bible Society e as United Bible Societies são as proprietárias e maiores promovedoras das Bíblias apóstatas. Para aqueles que desejam apoiar trabalhos de traduções fieis nós recomendamos as organizações seguintes:
Bearing Precious Seed, First Baptist Church, 745 Center Street, Milford, OH 45150
Trinitarian Bible Society, 39 Caldwell Crescent, Brampton, Ontario L6W 1A2, Canada
Russian Bible Society, 159 Davenport Road, Asheville, NC 28806

[Notas:
- No Brasil, a SBTB (Sociedade Bíblica Trinitariana do Brasil) é a única que só publica a Bíblia fielmente traduzida do Texto Masorético (Velho Testamento) e do Texto Tradicional (Novo Testamento), providencialmente preservados por Deus e incessantemente usados pelas igrejas fiéis através dos séculos.
- Roberto G. Bratcher nasceu em Campos - RJ, filho de um missionário americano, da Convenção Batista do Sul.  Supervisionou o serviço de tradução da "Good News Bible" (hoje, TEV - Todays English Version) e a do "Novo Testamento na Linguagem de Hoje" (hoje, BLH - Bíblia na Linguagem de Hoje).]



(retorne à página index de http://solascriptura-tt.org/ Bibliologia-Traduções)