A Arqueologia Confirma As Bíblias Do Textus Receptus E Reprova As Do Texto Crítico.






1)        Dr. Charles Bryant, antigo presidente da Chamberlain Hunt Academy, em Port Gibson, como um arqueologista amador, na última metade da década de 1960 descobriu a cidade bíblica de Trogílio (que parecia ter sido perdida) na costa Leste da Ilha de Samos, no Mar Ageu, próximo da costa Sul da Turquia. Tal cidade, que por muitos séculos parecia ter sido perdida, foi apagada das mais alexandrinas, modernas traduções da Bíblia, mas ainda está na King James Version e na ACF (Almeida Corrigida Fiel). (Ver http://www.mslawyer.com/trivia.htm) Nessas fiéis versões, Trogílio sempre apareceu e aparece tendo sido visitada pelo apóstolo Paulo em Atos 20:15:
ACF: “E, navegando dali, chegamos no dia seguinte defronte de Quios, e no outro aportamos a Samos e, ficando em TROGÍLIO, chegamos no dia seguinte a Mileto.” (At 20:15 ACF)"
KJV: “And we sailed thence, and came the next [day] over against Chios; and the next [day] we arrived at Samos, and tarried at TROGYLLIUM; and the next [day] we came to Miletus.” (Ac 20:15 AV)

Nenhuma cidade de Trogílio aparece nas versões alexandrinas, modernas, por exemplo:
Almeida Revista e Atualizada: “dali, navegando, no dia seguinte, passamos defronte de Quios, no dia imediato, tocamos em Samos e, um dia depois, chegamos a Mileto.” (At 20:15 RA)
NVI - Nova Versão Internacional: “no dia seguinte navegamos dali e chegamos de Quios; no outro dia atravessamos para Samos e, um dia depois, chegamos a Mileto.” (At 20:15 NVI)
Idem para: New International Version, New American Standard Bible, Contemporary English Version, New King James Version or Holman Christian Standard Bible, New Living Translation, English Standard Version, American Standard Version, Amplified Bible or 21st Century King James Version.



2)       Isto é muito semelhante ao poço de Betesda em João. Este poço parecia perdido para os historiadores, desde cerca do tempo em que o General Tito saqueou Jerusalém no ano 70 Depois de Cristo, portanto muitas versões alexandrinas, modernas (e alexandrinas, baseadas em apenas os 2 mais rasurados manuscritos do mundo) trocam [mesmo que apenas em nota de rodapé] o nome correto Betesda para o incorreto Betzata ou para o incorreto Betsaida. Mas o poço de Betesda foi re-descoberto pela moderna arqueologia, provando que a KJV e a ACF vêm de manuscritos mais antigos e fiéis do que as modernas versões.
KJV: “Now there is at Jerusalem by the sheep [market] a pool, which is called in the Hebrew tongue BETHESDA, having five porches.” (Joh 5:2 AV)
ACF: “Ora, em Jerusalém há, próximo à porta das ovelhas, um tanque, chamado em hebreu BETESDA, o qual tem cinco alpendres.” (Jo 5:2 ACF

NIV: A nota de rodapé diz “Some manuscripts Bethzatha; other manuscripts Bethsaida"





Seja qual for a Bíblia alexandrina que você queira examinar, seria bom você ler o livro gratuito
"NVI /NIV /TC -- Porque Continuamos com as Almeidas Tradicionais (Almeida C. Fiel e A. R. Corrigida 1894)
ou NVI /NIV /TC -- 1609+ Versos Ultrajes à Palavra de Deus"
, 1999, por Hélio e Valdenira de Menezes Silva, e por Euclides Vilar de Azevedo. Este livro está disponível em http://solascriptura-tt.org/Bibliologia-Traducoes/NVI-PqContBibTrad-Completo.doc

Grande parte das omissões, acréscimos e corrupções da NVI/ NIV/ TC , analisadas no livro, também estão presentes em todas as Bíblias alexandrinas.



 

Hélio de Menezes Silva.


Só use as duas Bíblias traduzidas rigorosamente por equivalência formal a partir do Textus Receptus (que é a exata impressão das palavras perfeitamente inspiradas e preservadas por Deus), dignas herdeiras das KJB-1611, Almeida-1681, etc.: a ACF-2011 (Almeida Corrigida Fiel) e a LTT (Literal do Texto Tradicional), que v. pode ler e obter em BibliaLTT.org, com ou sem notas).



(Copie e distribua ampla mas gratuitamente, mantendo o nome do autor e pondo link para esta página de http://solascriptura-tt.org)




(retorne a http://solascriptura-tt.org/ Bibliologia-Traducoes/
retorne a http:// solascriptura-tt.org/ )