Colchetes nas Bíblias, que significam?
(sementeiras de dúvidas!)


Hélio de Menezes Silva, maio.2001
(Antes, veja explicação dos nossos propósitos, ao final deste texto)

 

Colchetes semeiam dúvidas


Podem os eruditos dizer o que quiserem, mas, na prática, a mensagem de cada colchete é:

"Olhem, incluímos este trecho aqui nesta Bíblia, entre colchetes '[' e ']', mas o fizemos ardilosamente, somente por questões de marketing, isto é, para podermos faturar vendendo nossas Bíblias sem chocar aos que consideramos fanáticos - xiitas ou simplórios - ingênuos. Se tivéssemos a integridade e hombridade de simples e radicalmente omitir tais palavras da Bíblia que vendemos, poderíamos sofrer alguma reação, e isto seria ruim para nossos negócios... Mas fique bem claro, para todos nós os sabidos e iluminados que entendemos o significado dos colchetes, que não cremos definitivamente e piamente nestas palavras entre colchetes. Sim, sabemos que tais palavras estão no texto grego impresso a partir do início do século 1500 e usado na Reforma como base para todas as traduções para todas as igrejas 'protestantes' de todos os países e línguas. Sim, sabemos que, em português, a Bíblia da Reforma foi aquela traduzida por Almeida e primeiro publicada em 1681 e 1753. Sim, sabemos que ela e suas fiéis filhas legítimas (suas fiéis atualizações para as mudanças ortográficas e de uso de algumas poucas palavras da nossa língua), também sempre tiveram estas palavras. Sim, sabemos que estas Bíblias da Reforma têm salvo e abençoado inúmeras vidas... Mas, mesmo assim, escolhemos não seguramente crer que estas palavras foram escritas pela mão de quem escreveu o manuscrito original, escolhemos não seguramente crer que são inspiradas, não seguramente são palavras de Deus. Por isso, adotamos como base da nossa Bíblia um texto grego direta ou indiretamente herdeiro daquele que foi pela primeira vez impresso por Westcott e Hort em 1881, e que omite as palavras em questão. Cremos que Deus não quis ou não pode preservar bem a sua Palavra, e, por excesso de piedade, crentes falsários introduziram as palavras que pusemos entre colchetes, portanto cremos que elas são falsificações".

Repetindo meu raciocínio:

1) só se adota como base para uma tradução o que se considera absolutamente perfeito ou, pelo menos, menos imperfeito que tudo o mais;
2) portanto, forçosamente (na minha opinião), os editores da ARA consideram que, com toda certeza, o que está entre parênteses NÃO é a única e perfeita Palavra de Deus (como duas coisas diferentes não podem estar ambas corretas, então só há 3 possibilidades: a) todo o TR (ACF) é a perfeita Palavra Escrita de Deus, e o TC (ARA) é imperfeito, é falsificado em milhares de pontos; b) vice-versa, todo o TC (ARA) é a perfeita Palavra Escrita de Deus, e o TR (ACF) é imperfeito, é falsificado em milhares de pontos; c) ambos os TR (ACF) e o TC (ARA) são muito imperfeitos, falsificados em milhares de pontos. A posição (a) é a deste simples e desvalido crente (eu) e a de milhões de crentes fieis espalhados sobre todo o mundo, mas foi odiada pelos editores da ARA, portanto, inescapavelmente, tais editores só puderam ficar nas posições (b) (crendo que o que está entre parênteses na ARA é um lamentável erro ou vergonhosa fraude) ou (c) crendo que ambos TR e TC, ACF e ARA, contêm milhares de erros, em significativa percentagem a Palavra de Deus foi perdida, só temos aproximações delas, umas um pouco melhores, outras piores;
3) portanto, , na minha opinião, colchetes significam que a mensagem passada por eles é "nós, os editores, temos certeza de que o que está entre colchetes não se tem a certeza de que é a única e perfeita Palavra de Deus";
4) alguém pode discordar desta lógica? Há outra explicação realmente honesta e realmente franca?



Josias Macedo Baraúna Jr., Diretor do Instituto Teológico-Filosófico Latino-Americano, bem adicionou, em justo tom satírico: "Colocar um texto entre colchetes na Bíblia significa: 'Eu não acredito que isto faça parte do texto original, embora pertença ao que foi usado durante 18-19 séculos. Trata-se de um acréscimo, segundo minha mente ultraprivilegiada e meus conceitos acadêmicos de divindade e de sociologia, já que um texto bíblico é produto do desenvolvimento de um povo e de uma sociedade, que a gente chama de <inspirado> pra facilitar os nossos irmãozinhos fracos que ainda crêem nisso. E é por causa deles que deixamos em colchetes, pois não queremos escandalizar, mas o nosso desejo era retirar da Bíblia esses acréscimos, pois no texto que os Drs. Wescott e Hort elaboraram, não existe, e quem vai contrariar estas sumidades, nossos deuses da crítica textual!' "

Encontrei sem dificuldades, na internet:

Em http://en.wikipedia.org/wiki/Holman_Christian_Standard_Bible lemos:
There are a few places in the NT that the translation team and most biblical scholars today believe were not part of the original text. However, these texts were retained (and indicated in large square brackets) because of their undeniable antiquity and their value for tradition and the history of NT interpretation in the church. (as ênfases são nossas)


Em
http://www.answering-islam.org/authors/thompson/rebuttals/zaatari/john1_14_parentheses.html encontramos:
He must think that because some translations put brackets there that therefore the words must not be original (as ênfases são nossas)


Em http://lordslaw.com/bible_trn.htm se acha:
The NASB … brackets verses or portions of verses not in the manuscripts relied on by the translators (as ênfases são nossas)


O prefácio da NVI, em http://www.biblica.com/niv/background.php :
If there was uncertainty about such material, it is enclosed in brackets. (as ênfases são nossas)


http://betterbibles.com/2009/05/19/theologizing-translation-through-brackets/ reconhece:
brackets are an indication that something is not original to the text itself (as ênfases são nossas)


http://www.jesus-is-savior.com/Bible/GNB/why_we_reject_the_gnb.htm
The TEV encloses this part in brackets, which means that it is not in the "oldest and best manuscripts". (as ênfases são nossas)


Em http://www.jesus-is-savior.com/Bible/GNB/why_we_reject_the_gnb.htm
The TEV casts doubt upon the authenticity of many parts of the New Testament by putting brackets around many verses. We quote from the PREFACE of the TEV: "Verses marked with brackets [ ] are not in the oldest and best manuscripts of the New Testament." This is a suggestion that these verses may not be a part of the Word of God at all. Those who talk about the "oldest and best manuscripts", are generally referring to the Codex Vaticanus and the Codex Sinaiticus. The Sinai manuscript was found by Tischendorf in a bundle of trash in a monastery near Sinai. The Vatican Manuscript is owned by the Roman Catholic Church. (as ênfases são nossas)

John 8:1-11 is printed in brackets by the TEV. They are thus denying that the woman taken in adultery belongs in the Bible. The last 12 verses of the book of Mark is in brackets. The TEV ends the book of Mark three different ways. They show Mark 16 ending with verse 8. If you don't like that ending, you can read verses 9-20 as they are printed in brackets, under a subhead which reads, "AND OLD ENDING TO THE GOSPEL". If you don't like it that way, then you may read on through an entirely different verse 9 and 10. This last ending is printed under, "ANOTHER OLD ENDING". What a blasphemous way to treat God's Holy word!


Em http://www.caminhosluz.com.br/detalhe_ent.asp?ent=23 , um espírita repete os descrentes no TT:
também está entre colchetes na excelente versão bíblica ..., o que significa que foi acrescentado posteriormente.


http://www.hermeneutica.com/principios/mudada.html#_ftn26 reconhece:
Para se ter uma idéia da extensão dos problemas devidos a cópia dos manuscritos, basta observar a ocorrência de colchetes na versão de Almeida Revista e Atualizada no Brasil. A presença de colchetes no texto indica um possível erro ou uma dúvida sobre o texto correto.


Resposta da SBB, em http://www.adventistas-bereanos.com.br/maio2004/Ijoao5.7-8naopodeprovarexistenciadatrindade.htm
Recebemos mensagem eletrônica do irmão argüindo-nos acerca do motivo por que algumas palavras de 1João 5.7-8 aparecem entre colchetes na tradução de Almeida Revista e Atualizada.
Sobre esta questão, precisamos compreender o significado dos colchetes na RA. Isto aprendemos ao ler no artigo "Explicação de Formas Gráficas Especiais, Títulos, Referências e Notas", adendo ao "Prefácio à 2a. Edição" [1993]:
algumas passagens do Novo Testamento aparecem entre colchetes. Estas passagens não se encontram no texto grego adotado pela Comissão Revisora, mas haviam sido incluídas por Almeida com base no texto grego disponível na época (Mt 6.13).


Citações encontradas em http://macfly.multiply.com/photos/album/52 :
--- Você sabia que a parte que está entre colchetes ‘[ ]’ não está nos manuscritos gregos?
--- Novo testamento trilingue de Nova Vida: “O texto ... entre colchetes na Almeida Revista e Atualizada nunca fez parte do original. ..
---. certamente não faz parte do texto original.
--- A Bíblia Anotada (Charles Caldwell Ryrie, Editora Mundo Cristão, 1ª edição brasileira, 1991), traz entre colchetes ... não estão em nenhum manuscrito grego antigo ....”










Amado leitor, colchetes somente espalham DÚVIDAS entre o povo de Deus!

Lançar dúvidas ... é a obra de Satanás!


Pergunto-me chorando: quantos crentes recém salvos, ao lerem quaisquer que forem as explicações sobre os colchetes, terão FORTALECIDA a sua fé em que a Bíblia (toda ela de capa a capa, cada uma das suas menores palavras) é infalível e inerravelmente a palavra inspirada pelo próprio Deus e, por Sua providência, preservada perfeita e trazida às nossas mãos??? Como irão os crentes recém salvos crer em tão perfeitas e maravilhosas inspiração e preservação, se tanta dúvida estiver sendo tão terrivelmente plantada nos colchetes e notas de sua Bíblia??? Todos estes colchetes e rodapés certamente me deixaram perplexo + confuso + duvidoso, no meu primeiro ano após ser salvo. A New American Standard Version foi honesta e confessou claramente: "Colchetes no texto estão delimitando aquelas palavras que PROVAVELMENTE não estão nos escritos originais". Isto deprimiu minha fé por muito tempo, após ser salvo em 1974. Pensei em confiar nos eruditos e seus comentários, mas logo vi quanto discordavam entre si e não mostravam aquela fé simples e total que Deus exige. Que fazer? As Bíblias que eu tinha em mãos lançavam sutis mas incendiárias setas de dúvidas em praticamente todas as suas páginas. Eu me perguntava: "Como ter certeza das exatas palavras de Deus?" 

Amado leitor, Satanás está destruindo a fé de muitos, através de lançar dúvidas e causar CONFUSÃO no Corpo de Cristo (Ah, os dias em que todos os salvos de todas as igrejas tinham uma só Bíblia, sem rodapés e colchetes lançando dúvidas, liam-na em uníssono, criam-na completamente!!! Criam-na em fé simples e total, como duma criança!)

Dúvidas e confusão não vêm de Deus:
- "Rogo-vos, ... que digais todos uma mesma coisa, e que não haja entre vós dissensões; antes sejais unidos em um mesmo pensamento e em um mesmo parecer." (1 Coríntios 1:10)
- "... Deus não é Deus de confusão, ..." (1 Coríntios 14:33).

Dúvidas não agradam e não servem a Deus:
- Mat 14:31; 21:21;
- "Mas aquele que tem dúvidas, se come está condenado, porque não come por fé; e tudo o que não é de fé é pecado." (Romanos 14:3)
- "Ora, sem fé é impossível agradar-lhe; ..." (Hebreus 11:6).
- "Peça-a, porém, com fé, em nada duvidando; porque o que duvida é semelhante à onda do mar, ...." (Tiago 1:6).

Satanás, além de ser o pai da mentira e engano (João 8:44; 2Co 11:3), também é o pai de toda dúvida: 
"É assim que Deus disse?..." (Gen.3:1) foi primeira e ainda é a principal arma de Satanás contra a verdade
. Foi plantando dúvidas concernentes à Palavra de Deus que o Enganador iludiu Eva no Jardim do Éden. Hoje, Satanás está fazendo exatamente a mesma semeação de dúvidas e descrença através das Bíblias cheias de colchetes e notas de rodapé, elas são traiçoeiras tochas que sutilmente acendem incêndios de dúvidas, são a moderna maneira de Satanás insinuar "Será que foi isto mesmo que Deus disse?" Não é de se estranhar que tão poucos crentes (principalmente os novos pastores, ainda mais os novos eruditos professores dos seminários e novos autores de livros eruditos) realmente creiam que a Bíblia é a infalível Palavra de Deus! (Como o faziam os salvos pré-Reforma e da Reforma, os fundadores de suas denominações, os primeiros missionários que chegaram ao Brasil, os fundadores de suas assembleias locais, e seus avós).

Os que quiserem semear dúvidas, que o façam nos livros de "Crítica Textual" (a má e moderna CT, da linha de W-H, crítica descrente nas absolutamente perfeitas inspiração + preservação): deixem a Bíblia ser a Bíblia infalível para nós todos os que a cremos.

Conclusão:


Quanto a mim, NUNCA MAIS USAREI NENHUMA BÍBLIA COM COLCHETES.
Afinal, cada uma das mais importantes publicadoras de Bíblias no Brasil tem Bíblias sem colchetes nem notas de rodapé, sem centenas ou mesmo milhares de omissões / solapamentos das palavras do texto grego da Reforma:
- A Almeida Corrigida Fiel (ACF) é publicada / vendida pelas SBTB (vários produtos), Vida (Bíblia de Estudo Indutivo, Bíblia Maná, etc.), ICP (Bíblia Apologética), etc.
- A Almeida Revista e Corrigida (ARC) é publicada/vendida pelas SBB, IBB/Juerp, Vida, CPAD, Bíblia de Estudo Pentecostal, etc. 


Quanto a você, caro leitor, Deus sabe que, depois deste alerta, você nunca mais poderá dizer "Eu não sabia disto! Ninguém nunca me alertou sobre isto!" 


 

Nossos propósitos:


provêm do amor a Deus e à Sua verdade e a Seus filhos, e é tão somente o propósito de objetiva e fidedigna e amorosamente abrir os olhos, alertar os crentes (que tal permitam) para fatos não muito divulgados, assim ajudando-os a não serem iludidos, antes decidirem esclarecida e responsavelmente, como o quiserem. (Mas lembrando que prestarão contas a Deus).

Mais especificamente: só quisemos alertar os queridos irmãos a fim de não serem enganados -- muitas Bíblias escondem totalmente (ou não dizem claramente e em local e modo que chamem a atenção do comprador) o que significam os colchetes que usam abundantemente. Tudo isto resulta em muitos comprarem e usarem estas Bíblias por terem sido ludibriados.

Se alguém conscientemente prefere aquilo contra o que alertamos, se alguém não quiser ler / aceitar nosso alerta, a solução é extremamente simples, basta que não o leia! Basta usar o botão "delete" e apagar este alerta, talvez até mesmo antes de o ler! Siga em frente com suas preferências! 

Obviamente, se alguém provar que o conteúdo do que dissemos é incontroversamente falso ou frontalmente contra toda a Bíblia (tomada literalmente, no seu contexto, para crentes do NT), retiraremos o que dissemos e pediremos perdão. 


[Por que os "altos escalões" dos seminários, da AIBREB - Associação das Igrejas Batistas Regulares do Brasil, e associações estaduais (APIBRE, AIBRECE, etc.) das Igrejas Batistas Regulares, ao invés de estudarem + agradecerem + aprofundarem + divulgarem alertas como este, os temem tanto e tentam a todo custo proibir que se os façam ante todos os membros de suas igrejas batistas regulares?!?! Hélio, 2011]


 



Só use as duas Bíblias traduzidas rigorosamente por equivalência formal a partir do Textus Receptus (que é a exata impressão das palavras perfeitamente inspiradas e preservadas por Deus), dignas herdeiras das KJB-1611, Almeida-1681, etc.: a ACF-2011 (Almeida Corrigida Fiel) e a LTT (Literal do Texto Tradicional), que v. pode ler e obter em BibliaLTT.org, com ou sem notas).

(retorne a http://solascriptura-tt.org/ Bibliologia-Traducoes/
retorne a http:// solascriptura-tt.org/ )