O Cordeiro ou a Foca?

 

“Eis o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo” - João Baptista.

 

 

 

Pastores de igrejas evangélicas atacam a Bíblia com violência cada vez mais intensa.

O doutor F, pastor de uma igreja Baptista em Portugal (2 Pedro 2:1-3) afirmou num culto que, no Pólo Norte, os missionários Baptistas traduziram a exclamação do pregador do deserto para “Eis a Foca de Deus que tira o pecado do mundo”! Não podemos investigar se este “caso”, é verdadeiro, porém, a questão não se relaciona unicamente com tal INSULTO ao Cordeiro de Deus. Vejamos de perto esta blasfémia produzida pelos ditos “missionários”.

Explicava o pastor à sua congregação que é errado e falta de sabedoria espiritual condenar as versões modernas da Bíblia em favor de uma única na nossa língua, como o fazem aqueles que defendem a Almeida Fiel (logicamente, referindo-se aqueles que através da Internet agressivamente expõem a falsidade das versões que o dito pastor admite na sua congregação). Insistiu ainda que a Bíblia continua hoje a ser alvo dum esforço saudável em prol da simplificação da sua leitura, e que tal trabalho é levado a cabo por “grandes tradutores da Bíblia”, não havendo nenhuma corrupção nas traduções modernas, etc. (Ver Romanos 2:4 onde Deus é chamado “tolerante”! Ver João 9:35 onde Deus é chamado “Homem”! Ver 1 João 5:7 onde o Espírito Santo é chamado “coisa” [na Boa Nova]! Ver João 1:18 onde se introduz um Deus criado! Ver Lucas 2:43 onde José é o pai de Jesus! etc., etc. A Boa Nova [portuguesa da SBP] e a NVI, brasileira da SBI, introduzem mais de 2000 ALTERAÇÕES ao texto sagrado!!)

Todos conhecemos já muito bem esta corrença moral da maioria dos pastores Baptistas. Claro que nesta generalização não incluímos os poucos pastores genuínos que ainda existem por aí, uma espécie cada vez mais rara e em vias de extinção. Porém, pretendemos insistir fortemente no aspecto mais importante deste assunto: a fraudulenta presença na igreja destes MERCENÁRIOS venais e a necessidade urgente de alertarmos a multidão evangélica para o perigo espiritual de suportarmos financeiramente esses inimigos antagonistas das Escrituras! Não é sem intensa revolta no nosso coração que exclamamos: Irmãos no Senhor, não só retiremos voluntariamente todo e qualquer apoio financeiro à igreja apóstata Baptista destes dias, mas afastemo-nos individual e colectivamente destes líderes que atacam a palavra de Deus, ferem as ovelhas, roubam-lhes a Bíblia do coração e sobem ao púlpito para BLASFEMAR do Cordeiro de Deus! O assunto é extremamente grave e requer acção drástica. É imperativo cortarmos à igreja apóstata (liderada por BODES morais) todos os meios de comunicação entre a assembleia e o intruso! Temos que agir pessoalmente afim de salvaguardar a nossa integridade bíblica e a honra sagrada do púlpito e, não só escapar à associação blasfema com pastores mercenários, mas também agirmos em defesa de outras vítimas desapercebidas e inocentes.

Expliquemos:

A realidade nua e crua dentro de igrejas Baptistas e muitas outras é a incredulidade do pastor quanto às Escrituras Sagradas! Não é mais possível pôr em dúvida tal realidade. O facto mais assustador é a farsa e o embuste pastoral, escondendo o seu agnosticismo pirrónico e até completo descarte da palavra de Deus. Esta postura da igreja resulta directamente da presença no púlpito de indivíduos que NUNCA foram chamados por Deus para exercer o pastorado, nem têm quaisquer qualificações espirituais (e até morais e cívicas!) para ensinar as suas assembleias!

O uso do púlpito para lançar suspeita contra a palavra de Deus é, sem dúvida, pecado de gravidade comparável à negação do Inferno ou idolatria. No entanto, observamos este desafio contra Deus, praticado mais e mais em igrejas Baptistas pelos seus pastores, num esforço colectivo de cinismo afim de se protegerem contra a verdade que os aponta sem qualquer chamada a exercer o ministério da pregação.

Este triste exemplo da “Foca de Deus que tira o pecado do mundo” não é inédito ou raro. A Bíblia é diariamente ATACADA do púlpito por pastores que gozam o privilégio de uma vida fácil (e escandalosamente inútil!) e do aplauso estulto e cego das vítimas que os escutam.

Os crentes são ensinados a desconfiar do texto sagrado e a pôr em dúvida parte do que lêem, presumindo que Deus, o Autor do Livro, cometeu gravíssimo erro de PRESERVAÇÃO! Como todos sabemos, é habito deste enxame de cépticos na igreja afirmar que as imperfeições são de cerca de 1 ou 2 porcento: Deus PRESERVOU 98% e deixou escapar o resto!!!!... (Os eruditos ainda vacilam acerca de quantos versículos estão afectados: 300 ou 600?!... [1 ou 2% da Bíblia])

O pastor Baptista de hoje NEGA a existência de uma Bíblia perfeita na nossa língua: Nenhuma é perfeita! Em questões de perfeição, só é perfeita a afirmação do pastor! Quando ele diz que a Almeida Fiel não é fiel, e não há outra qualquer que o seja, nós (os imbecis sentados nos bancos escutando tão “sábias” palavras) só temos que aceitar a confirmação infalível do pastor! O que ele diz é lei espiritual: nenhuma Bíblia é superior ao seu pronunciamento! Onde é que o pastor obteve tão importante revelação? Obteve-a depois de um mês em oração e jejum? Foi uma revelação extra-bíblica? Não. Como é que o pastor podia perder um mês em oração e jejum com tanto que fazer (funerais, casamentos e encontros ecuménicos, entre outras actividades importantíssimas!...) se até aí a “Bíblia” pode estar errada?! Tanto que as versões modernas questionam a validade do jejum, removendo certas referências a tal prática (conferir os versículos que falam do jejum no NT, Marcos 9:29; etc). Não, o pastor obteve a tal informação desfavorável à Bíblia na Faculdade Teológica! (Ler artigo “Mentir Para Promover a NVI”). Foi lá que o reduziram a agnóstico pirrónico, depois de o FERIREM violentamente nas suas convicções bíblicas que, inocentemente, tinha antes de se tornar vítima do erro!

Assim, o tal “Cordeiro de Deus” pode ser traduzido para “Foca” e nada está errado! A diferença é que um dos animais não sabe nadar.

Temos ainda o CAMELO que no Pólo Norte seria URSO!

O tal doutor F não foi nada FELIZ com a sua ESTÚPIDA e OBTUSA observação. Contudo, o objectivo primário do homem foi (ATENÇÃO À VERDADE CAMUFLADA!) ROUBAR a Bíblia do coração dos membros da sua igreja. Quando ele usa o termo “Bíblia”, como já esclarecemos DEZENAS de vezes (!!!), ele não se refere a nenhum livro em particular. Caso contrário, LEVANTARIA o dito no ar para que todos o pudessem ver. A HIPOCRISIA e jacobice destes homens está claramente patente na exclamação dissonante que de vez em quando fazem do púlpito, levantando a sua “bíblia” predilecta no ar e exclamando: “Esta é a palavra de Deus que podem confiar!” (TÉCNICA CASUÍSTA! Ele, pessoalmente, não confia em nenhuma!!) Claro que é tudo um EMBUSTE terrível e inacreditável na boca dos pastores! É por este PECADO de perfídia que devemos ACREDITAR na existência do INFERNO. Ninguém se sentiria bem no CÉU com a presença destes adeptos de Loiola  que, excitados por Satanás aqui na terra, religiosamente BLASFEMAVAM assim da palavra de Deus!

O que o pastor queria dizer em código é que sobre a “Bíblia” é tudo uma questão de preferência pessoal: hoje ele prefere esta e amanhã pode até preferir outra! Ninguém tem nada com isso, e os crentes, se quiserem (compreenda-se) devem seguir o seu exemplo afim de haver harmonia na assembleia. Nada de causar complicações e problemas entre os crentes, com essa de que só a Almeida do Receptus da Reforma é que é a pura Bíblia do Senhor! O pastor está pronto a pôr fora da “sua” igreja aqueles elementos que andam a influenciar a congregação a RESISTIR às suas investidas contra a Bíblia. Ele, o pastor, recebeu esta comissão do Senhor, segundo afirma, e não se deve debater sequer o assunto serenamente, pois depressa se gera a confusão e o pastor é visto em má luz quando perde a calma. O que é 100% correcto é que não há nenhuma tradução perfeita! É uma doutrina cardeal da igreja Baptista (APÓSTATA!) que a “Bíblia” ensina a “desconfiar” de todas as traduções até o pastor esclarecer o assunto dos 2 porcento, devido à sua posição INFALÍVEL dentro do grupo (o papa baptista!!!).

A frase chave deste dilema é a seguinte: Nenhuma versão é 100% correcta e Fiel “à Bíblia”!!! Tanto que, diz o “colchete”, “grandes tradutores da Bíblia” ocupam-se diariamente com o seu “aperfeiçoamento”... Até ver, ainda só existe uma “coisa” perfeita na igreja: a opinião e preferência pastoral!...

Irmãos, a situação é extremamente GRAVE, gravíssima! Estes homens que se infiltram maliciosamente dentro da igreja de Cristo, têm que ser desmascarados a todo o custo. O escândalo não vai terminar enquanto eles tiverem acesso à oferta das suas vítimas!

Oremos e jejuemos para que Deus REMOVA estes empecilhos espirituais e inimigos da Bíblia do seio da igreja. Busquemos o Senhor para que a igreja se arrependa de ter introduzido no seu seio estes LADRÕES da Bíblia (2 Cor 2:17, Actos 20:30), treinados na arte de encobrir a verdade com as suas opiniões. Oremos para que a repreensão divina se manifeste DENTRO das igrejas Baptistas (sepulcros caiados!) lideradas por AGNÓSTICOS e INFIÉIS, e para que os crentes inocentes possam escapar ao assalto “bíblico” destes perigosos intrusos e usurpadores (2 Cor 11:4).

Note-se que este pastor, voluntariamente IGNORANTE (a pior cegueira!), afirma que trocar “Cordeiro” por “Foca” é apenas uma tentativa de simplificar “a Bíblia” para os Esquimós. Nada foi recomendado por Deus: foi apenas uma “tentativa”! A seguir a essa vem outra, e talvez se troque “foca” por cão Lavrador... no “original”!...

É por isso que “INFERNO” tem sido simplificado para “Hades (uma palavra estranha que os tais “grandes tradutores” RECUSARAM traduzir, deixando-a no “original”, afim de não assustar ninguém e “SIMPLIFICAR” a tal desconhecida “Bíblia”!)! Ver a Atualizada e outras.

Imagine-se esta revelação divina dos “grandes tradutores” do tal fantasma invisível que é chamado “a Bíblia”! Pergunta-se insistentemente: quem foi que deu a estes “grandes tradutores” o “ministério” de simplificar “a Bíblia”? Quem foi que os inspirou a esconder a palavra “INFERNO” atrás dos “bonitos” termos “Hades” e “Sheol”?! Ver a Boa Nova da SBP!

Irmãos: ALERTA e vigilância constante quanto a estes “grandes tradutores” da tal “bíblia”!! Oremos para que Deus acorde a igreja e para que sejam REMOVIDOS dos púlpitos Baptistas estes “grandes tradutores” (embusteiros e mercenários) que trabalham diariamente na “simplificação da bíblia”!

E enquanto vamos orando,  pratiquemos a RETENÇÃO da oferta (usemo-la sabiamente, para glória do Senhor!), afim de criar pânico económico nestes interesseiros agnósticos e provocar mais depressa a sua partida. É isso que oro e peço ao Senhor da seara: que venham ceifeiros honestos, os que não ROUBAM o trigo do Senhor!

Essa desonestidade “bíblica” (!) reproduz-se constantemente nas instituições de ensino “bíblico” (ah!), devido ao fenómeno espiritual definido na palavra de Deus como “não és frio nem quente” (Apoc 3:16). As novas versões (ver na Boa Nova este exemplo claríssimo de desonestidade “bíblica”) alteraram o texto para apontar a acusação do Espírito Santo, não ao líder, mas à assembleia! Compare os verbos que passaram da segunda pessoa do singular (vomitar-te-ei da minha boca), para o plural (vocês não são frios nem quentes).

O tal pastor F chama a esta violação do texto pelos “grandes tradutores” (no caso da BN, híbridos, católico-agnósticos!) simplificação do texto!!! (Entenda-se: simplificação afim de lhes proteger o capital e o aplauso dos parceiros da marosca religiosa!) A BN é uma “bíblia...” vergonhosa, no entanto, ainda não encontrámos um pastor que abertamente e sem medo de ser rejeitado pela fraternidade evangélica de Portugal (EVANGÉLIDA!) se levantasse a acusar tal produção de joio maligno! O pastor evangélico destes dias nada mais é do que um PERIGOSO mercenário (há algumas excepções) a ser desmascarado! As razões são as seguintes:

Uma, provavelmente não é salvo! Duas, consequentemente, não ora nem jejua. Três, é pastor pelas vantagens e aplauso que o cargo oferece. Quatro, é um galanteador ecuménico. Cinco, não acredita na Bíblia. Seis, mente à sua congregação. Sete, não acredita no Inferno. Oito, é preguiçoso. Nove, não estuda nenhuma “Bíblia”. E dez, rejeita aqueles que o exortam.

Um individuo com estas “qualidades” espirituais e de carácter, à frente de uma igreja Baptista, eventualmente conduzirá o seu rebanho pelo caminho largo das seitas que leva à perdição ... isto é, ao Hades! 

 

 

(Nome de autor omitido a seu pedido).





[Concordo com os aspectos centrais deste artigo que o autor me enviou em 2001, mas hoje ele parece ter abandonado a fé que tinha (orem por ele), portanto ambos prefiramos que seu nome seja omitido. Hélio, 2008]  




 




Só use as duas Bíblias traduzidas rigorosamente por equivalência formal a partir do Textus Receptus (que é a exata impressão das palavras perfeitamente inspiradas e preservadas por Deus), dignas herdeiras das KJB-1611, Almeida-1681, etc.: a ACF-2011 (Almeida Corrigida Fiel) e a LTT (Literal do Texto Tradicional), que v. pode ler e obter em BibliaLTT.org, com ou sem notas).



(Copie e distribua ampla mas gratuitamente, mantendo o nome do autor e pondo link para esta página de http://solascriptura-tt.org)









(retorne a http://solascriptura-tt.org/Bibliologia-Traducoes/
retorne a http://solascriptura-tt.org/)