O Movimento Feminista e as Igrejas Liberais Obtêm Sua Própria Bíblia: A TNIV (Nova Versão Internacional de Hoje)

A editora cristã Zondervan, adquirida poucos anos atrás por um grande grupo editorial secular, está se preparando para lançar sua mais recente Bíblia de Nova Era, utilizando linguagem inclusivista, exatamente ao tempo do aparecimento do Anticristo.

Resumo da Notícia: "Estréia a NVI 'Regenerizada'", Calvary Contender, 15/02/02.

"A Christianity Today de 4 de fevereiro diz: 'A Sociedade Bíblica Internacional lançou uma versão atualizada do Novo Testamento em inglês chamada Nova Versão Internacional de Hoje. Ela chega quase cinco anos após críticos conservadores [batistas do sul, e outros] execrarem outra tradução da NVI por usar linguagem inclusivista no gênero dos pronomes.' [veja o Calvary Contender de 15/06/97 e 1/7/99]. A revista World a chamou de "Bíblia Furtiva " e disse que o comitê que produziu seu texto 'tinha sido cooptado pelos liberais e pelas feministas'... Essa Nova Versão Internacional de Hoje não competirá com a recentemente anunciada Versão Padrão Inglesa (Crossway) e com a Bíblia Cristã Padrão Holman (adotada pela Convenção Batista do Sul dos EUA)."

Com todos os outros sinais ao redor do mundo apontando para o breve aparecimento do Anticristo, vemos agora uma enxurrada de novas versões da Bíblia, mas nenhuma tão nociva quanto essa Nova Versão Internacional de Hoje. Quando Deus pessoalmente usa pronomes do gênero masculino para se referir a si mesmo, é algo sério quando alguém muda essas palavras por sua própria conta. Entretanto, mudar as Sagradas Escrituras de Deus não é um fenômeno novo, dado que o homem enganado por Satanás tem feito isso há vários milhares de anos. Por essa razão, Deus registrou algumas advertências muito severas contra a mudança de palavras nos escritos sagrados. Examinemos essas advertências:

1 - Deuteronômio 4:2 - "Não acrescentareis à palavra que vos mando, nem diminuireis dela, para que guardeis os mandamentos do SENHOR vosso Deus, que eu vos mando."

2 - Deuteronômio 12:32 - "Tudo o que eu te ordeno, observarás para fazer; nada lhe acrescentarás nem diminuirás."

Essa palavra, "diminuir", usada nesses versos é a de número 1639 na Concordância de Strong, e significa "tosquiar, remover, desfalcar... tornar pequeno". Certamente, como veremos mais tarde neste artigo, mudar o uso de Deus de termos gênero masculino para termos de gênero neutro, "desfalca" Deus, e o "torna pequeno"

3 - Provérbios 30:5-6 - "Toda a Palavra de Deus é pura; ... Nada acrescentes às suas palavras, para que não te repreenda e sejas achado mentiroso." Não é terrivelmente interessante que Deus chama de mentiroso aquele que muda suas palavras, aquele que ousa mudar alguma coisa que Deus tenha revelado ao homem, especialmente as revelações sobre si mesmo? Essas pessoas que estão ousando banalizar a Palavra de Deus são, por definição, mentirosas.

4 - Apocalipse 22:18-19 - "Porque eu testifico a todo aquele que ouvir as palavras da profecia deste livro que, se alguém lhes acrescentar alguma coisa, Deus fará vir sobre ele as pragas que estão escritas neste livro; e, se alguém tirar quaisquer palavras do livro desta profecia, Deus tirará a sua parte do livro da vida, e da cidade santa, e das coisas que estão escritas neste livro."

Se alguém retirar quaisquer palavras do livro do Apocalipse, Deus tirará daquela pessoa o direito à Árvore da Vida, e da Cidade Santa no porvir! Portanto, as ações desse comitê de mudar o gênero de masculino para neutro são sérias. Meu programa de Bíblia no computador me diz que a tradução inglesa King James Version do livro do Apocalipse traz 128 referências a "ele" [he, pronome pessoal reto], 122 referências a "dele" [pronome pessoal possessivo] e 93 referências a "o" [pronome pessoal oblíquo]. Há uma profusão de mudanças a fazer, apenas em um livro.

As ocorrências do pronome "dele" [him] na KJV original são 6.667 vezes na Bíblia inteira, e referências a "ele" [he] ocorrem 10.432 vezes, e "dele" 8.478 vezes. Assim, Deus escolheu se referir ao termo do gênero masculino 25.577 vezes. Não é somente um grande número de mudanças da palavra revelada de Deus, mas um severo julgamento contra aqueles que criaram essa monstruosidade. Logicamente, sei que muitas dessas palavras de gênero masculino descrevem uma situação na Bíblia que se relaciona com as pessoas e não com Deus, mas achei que esse pequeno teste poderia nos dar uma indicação do número das palavras de gênero masculino que são usadas na Bíblia.

Examinemos agora um artigo de jornal sobre essa nova "Bíblia" de uma fonte secular:

Resumo da Notícia: "Evangélicos Brigam com Judeus, Gênero nas Novas Bíblias", por Richard N. Ostling, Associated Press, The Jerusalem Post, 13/02/2002, http://www.jpost.com/Editions/2002/02/13/LatestNews/LatestNews.43363.html

"New York - Os conservadores protestantes freqüentemente se vêem em debates teológicos com os liberais a respeito da confiabilidade histórica da Bíblia. No entanto, uma guerra profana sobre as Escrituras se erigiu nos dias recentes que lança os evangélicos uns contra os outros. O motivo é a linguagem inclusivista usada na vindoura 'Nova Versão Internacional de Hoje' da Bíblia, com debate flamejante de questões de gênero e de tradução apropriada - mais um argumento lateral se desenvolvendo sobre o tratamento dos judeus no Novo Testamento... A Sociedade Bíblica Internacional, patrocinadora da nova versão, acredita que a mudança é necessária para alcançar os leitores do século XXI. Sua editora norte-americano aliada, a Zondervan, tem agora a 'Nova Versão Internacional de Hoje' para clientes pró-inclusivistas, e a original 'Nova Versão Internacional', uma campeã de vendas desde seu lançamento em 1978, para os "tradicionalistas".

Uma das vantagens principais que um jornalista aprecia ao escrever um artigo ou um livro é que ele tem de escolher a estrutura do debate. Nesse parágrafo, Richard Ostling define imediatamente a estrutura em torno da qual quer que seus leitores pensem, ao declarar que a Nova Versão Internacional original foi aceita pelos "tradicionalistas". Se Ostling quis dizer "fundamentalistas" quando disse "tradicionalistas" então está absolutamente enganado. A Nova Versão Internacional não é "fundamentalista", nem é aceita pelos fundamentalistas. Há muito tempo que os fundamentalistas insistem que a Nova Versão Internacional enfraqueceu muitas das doutrinas crìticamente importantes da fé. Assim, rejeitamos a declaração, acima, de que a Nova Versão Internacional é aceita pelos "tradicionalistas".

Agora retornemos à matéria do jornal para descobrirmos a base para essa nova versão "totalmente inclusivista" da Nova Versão Internacional:

"A questão da linguagem apareceu nos anos 80 com a ascensão do feminismo religioso. Um painel do mais liberal Conselho Nacional de Igrejas publicou traduções de passagens-chave da Bíblia que aboliram a linguagem 'masculina enviesada' a respeito de Deus e de Jesus Cristo." [Ibidem]

Pelo menos esse jornalista é honesto o bastante para dizer a verdade sobre por que essa nova versão é tão importante para a multidão religiosa atual: o "feminismo religioso" tornou-se forte o bastante para forçar tal mudança na linguagem. Nos últimos 4.000 anos, o judaísmo e o cristianismo distinguiram-se de todas as religiões pagãs nesse aspecto - o plano de Deus para este período de tempo gira em torno da liderança espiritual masculina. O apóstolo Paulo declarou a questão de forma bem clara:

"A mulher aprenda em silêncio, com toda a sujeição. Não permito, porém, que a mulher ensine, nem use de autoridade sobre o marido, mas que esteja em silêncio. Porque primeiro foi formado Adão, depois Eva. E Adão não foi enganado, mas a mulher, sendo enganada, caiu em transgressão." [1 Timóteo 2:11-14].

Assim, a ordem de Deus para que o homem assuma a liderança na instrução religiosa e nas assembleias remonta ao jardim de Éden! Deus criou o homem primeiro, além disso a mulher foi iludida espiritualmente por Satanás, que falou por intermédio da serpente. Deus poderia ter criado a mulher primeiro, mas escolheu criar o homem. Por quê? Isso não é explicado, mas Deus sugere fortemente que criou o homem primeiro porque ele se considera masculino. Esse fato nos traz de volta a essa discussão atual, não traz? Deus se refere a si mesmo usando muitas vezes o gênero masculino, nunca usando o feminino. O Messias Jesus veio como um homem, e construiu sua igreja com base no apostolado de homens selecionados.

Durante esta era de tempo, Deus selecionou o homem para ser a cabeça religiosa da comunidade. Entretanto, o homem não deve pensar demasiado alto de si mesmo, nem pensar que pode exercer controle ditatorial, pois Deus criou o homem e a mulher para estarem juntos. "Todavia, nem o homem é sem a mulher, nem a mulher sem o homem, no Senhor. Porque, como a mulher provém do homem, assim também o homem provém da mulher, mas tudo vem de Deus." [1 Coríntios 11:11-12]

Na era eternal, entretanto, Jesus Cristo parece indicar que a separação entre homens e mulheres estará terminada. Escute: "Porque na ressurreição nem casam nem são dados em casamento; mas serão como os anjos de Deus no céu." [Mateus 22:30]. No céu, os santos de Deus serão como os anjos, que não são nem masculinos nem femininos.

Entretanto, Paulo vai mais fundo, dizendo que, em Jesus Cristo, as distinções desaparecem:

"Nisto não há judeu nem grego; não há servo nem livre; não há macho nem fêmea; porque todos vós sois um em Cristo Jesus. E, se sois de Cristo, então sois descendência de Abraão, e herdeiros conforme a promessa." [Gálatas 3:28,29]

Essa questão de homem e mulher no plano de Deus resume-se simplesmente a uma cadeia de comando, não de direitos. Deus decidiu que, nesta época, instituiu um plano por meio do qual dá ao homem a autoridade para conduzir a organização que estabeleceu. Deus decretou que a mulher siga a liderança masculina durante este período de tempo. Entretanto, a respeito dos direitos espirituais diante de Deus, não há nenhuma distinção, "não há macho nem fêmea; porque todos vós sois um em Cristo Jesus".

Rebelião e Ódio à Verdade de Deus, a Base Para Essa Nova Bíblia Inclusivista

A origem desse ímpeto feminista atual em direção a uma "Bíblia" inclusivista em que todas as referências ao gênero masculino seja erradicado está no início do século XX, quando as igrejas começaram a se afundar no liberalismo, lançando dúvidas sobre uma revelação sem erros de Deus, lançando dúvidas sobre a revelação de Jesus sobre si mesmo, e lançando dúvidas sobre muitas outras doutrinas fundamentais da fé.

Os corações de muitos desses homens e mulheres que lideraram o ataque, lançando dúvidas sobre as Escrituras, estavam distantes, muito distantes de Deus, e é provável que muitos deles nem mesmo eram salvos. Seus corações estavam cheios da rebelião contra a autoridade instituída por Deus e contra seu filho, Jesus Cristo. Essa rebelião contra à autoridade instituída alcançou agora um novo pináculo, quando as feministas dentro da igreja cristã liberal conseguiram remover os pronomes do gênero masculino da Palavra de Deus.

As feministas radicais querem ser exatamente como os homens, no lar, no local de trabalho, e nas "igrejas". Muitas denominações estão ordenando mulheres como líderes espirituais e pastoras há muitas décadas. As mulheres lideram muitas congregações Unitaristas/Universalistas. E, agora as mulheres estão liderando o ataque para remover todos os termos do gênero masculino da Palavra de Deus.

Como uma observação interessante, enquanto Deus escolheu o homem para ser o líder das comunidades judaica e cristã, Satanás sempre gravitou na direção da liderança feminina. Nos conciliábulos satânicos, a mulher ocupa uma liderança de destaque e geralmente detém maior autoridade que o homem. Agora que o mundo está se aproximando mais do aparecimento do Anticristo, não devemos estar surpresos em ver que as mulheres estão conquistando a liderança nas igrejas ultramodernas, que negam a Jesus, mas que ainda assim se consideram cristãs.

Os Escritos da Nova Ordem Mundial Há Muito Tempo Propõem a "Reinterpretação" da Bíblia Sagrada Cristã Antes que seu "Cristo" Possa Aparecer

O cristianismo genuíno sempre foi uma pedra de tropeço para a aparição do Anticristo. Veja, o movimento do Anticristo será global, com um governo, uma economia, e uma religião globais. Na religião do Anticristo, todas as fés religiosas do mundo precisam ser unificadas, com base naquilo em que podem concordar, e ao mesmo tempo ignorando as questões em que não possam concordar.

O cristianismo verdadeiro é o maior obstáculo a essa união religiosa global tão necessária antes que o Anticristo apareça. Jesus Cristo disse coisas exclusivas que colocam enormes barreiras para a união religiosa global. Veja:

"Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim." [João 14:6]. Essa declaração é séria, pois Jesus está chamando todos os líderes religiosos restantes de falsos pastores que somente podem conduzir seu povo para longe do Pai. Ele está dizendo que o Pai rejeitará qualquer outro líder ou movimento religioso. Essa barreira é absolutamente ENORME!

Além disso, nosso Senhor e Salvador coloca outra grande barreira:

"E porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem." [Mateus 7:14]

Enquanto a ênfase do movimento global do Anticristo está em diversos caminhos largos, que conduzem ao Nirvana, o Senhor Jesus disse que o único caminho verdadeiro é estreito e apertado. Assim, a verdade de Jesus Cristo está definitivamente em oposição à mentira global que está sendo impingida sobre a humanidade hoje, de que todas as religiões são igualmente válidas, que a Palavra de Deus pode ser mudada pelo voto da maioria ou pelo ativismo da minoria. As doutrinas rígidas e firmes de Jesus Cristo estão totalmente em oposição à mentira global que está sendo forçada sobre nós hoje por aqueles que operam na rebelião contra o Salvador, e que estão cooperando com aqueles que planejam o aparecimento do Anticristo.

Examinemos agora alguns escritos da Nova Ordem Mundial para ver que essa versão "de gênero neutro" da Bíblia foi planejada realmente há muito tempo pelos espíritos-guia demoníacos que aconselham os líderes humanos sobre o plano para produzir o Anticristo. Faremos citações de um livro intitulado, The Reappearance of the Christ [O Reaparecimento do Cristo], publicado originalmente em 1948. Embora a autora seja Alice Bailey, ela se gabou de ser apenas uma médium para as transmissões do seu espírito-guia, Mestre Dwhal Khul, um poderoso demônio. Ao longo de todas estas citações, quando o "Cristo" for mencionado, ele não é Jesus Cristo, mas o Anticristo - o Cristo da Nova Era, também conhecido como o Messias ou o Avatar, ou o Instrutor do Mundo.

Eis alguns planos a respeito da mudança da igreja cristã verdadeira, de suas doutrinas e de sua estrutura.

"Ele [O Cristo] não vem como Deus onipotente da criação ignorante do homem, mas como o Cristo... para terminar o trabalho que iniciou... Vem corrigir os erros e as más representações daqueles que ousaram interpretar suas palavras simples nos termos de sua própria ignorância... " [pg 55] Os autores da Nova Era há muito tempo rotulam o apóstolo Paulo de ter interpretando incorretamente muitas das palavras de Jesus Cristo e de seus ensinos. Será interessante ler realmente uma cópia da Nova Versão Internacional de Hoje, para ver como essa "Bíblia" traduz as epístolas paulinas. Na estrutura de crenças da Nova Era é fundamental essa idéia de que a igreja cristã tradicional há muito tempo interpreta incorretamente os ensinos de Jesus e que essa má interpretação começou com a aceitação dos ensinos do apóstolo Paulo.

O Mestre D. K. continua:

"Olhemos por um momento para as interpretações errôneas dadas à história do Evangelho." [pg 63] Alice Bailey tenta então demolir a crença no nascimento virginal, na doutrina que Jesus é o único caminho para o céu, e descarta a expiação pelo sangue. Ela então declara: "... a igreja de Cristo fez-se famosa e fútil... por seu credo estreito, suas ênfases erradas... sua autoridade espúria... e sua apresentação de um Cristo morto." [pg 64]

"Esforçemos-nos, portanto, para obtermos um retrato mais verdadeiro das atividades e da vida do Cristo... Tentemos e percebamos a Pessoa que apesar de sempre presente, é divina, expondo seus planos para a ajuda futura à humanidade... É o Cristo vivo, ativo, pensante com quem devemos tratar, lembrando sempre que a história do Evangelho é eternamente verdadeira e necessita somente de reinterpretação na luz de seu lugar na longa sucessão das revelações divinas. A missão dele na Terra dois mil anos atrás é uma parte dessa continuidade e não é uma história extraordinária." [Ibidem; ênfase adicionada]

Assim, aprendemos a crença da Nova Era de que Jesus Cristo não foi extraordinário, mas simplesmente um instrutor espiritual destacado dentre muitos que o precederam e que o seguiram. Buda é o mais reverenciado instrutor do mundo na mente de uma Alice Bailey, não o Jesus de Nazaré. Além disso, vemos a chamada para uma "reinterpretação" da história do Evangelho. Certamente, os satanistas há muito reinterpretam toda a Escritura original de Deus.

"O que é a esperança sustentada hoje pelos teólogos ortodoxos e sem imaginação... Não é a aceitação de nenhum fato histórico ou credo teológicos que nos coloca em harmonia com Cristo." [pg 64-5]

O que o Mestre D. K. chama "ortodoxos" e "sem imaginação" é a âncora bíblica da alma. Visto que Jesus nunca muda, suas doutrinas também não mudam. Satanás é quem sempre está aparecendo com novos, criativos e imaginativos esquemas religiosos!

O Mestre D. K. continua:

"É ao mundo inteiro que o Cristo vem, e não apenas ao mundo cristão. Ele vem para o Oriente e para o Ocidente... A história do Novo Testamento é verdadeira e correta; são somente as interpretações feitas pelo homem que desviaram a humanidade." [pg 100] Assim, Alice Bailey varre para longe os "credos estreitos" dos "teólogos sem imaginação", mesmo que esses sejam os próprios credos com base nos quais o verdadeiro Jesus Cristo construiu sua igreja. Essas, porém, são as mentiras do Anticristo e daqueles que conduzem o mundo para dentro de seu laço.

"O mundo está hoje mais espiritualmente inclinado do que nunca... As religiões ortodoxas estão caindo rapidamente para o segundo plano... As teologias agora ensinadas pela organização eclesiástica... estão cristalizadas e são de relativamente pouco uso... instrutores e fundamentalistas ortodoxos (fanáticos, mas sinceros) estão procurando perpetuar aquilo que é antigo... Homens religiosos sinceros mas não-esclarecidos estão deplorando a revolta da juventude das atitudes doutrinárias. Ao mesmo tempo, junto com todos os buscadores, estão exigindo uma nova revelação. Procuram algo novo e cativante para atrair as massas de volta a Deus... interpretações novas das verdades antigas devem ser encontradas..." [pg 137-8]

Certamente, o feminismo recém-emergente, que está dirigindo o mundo cristão apóstata para os braços dessa nova Bíblia de gênero neutro está "procurando algo novo e cativante para atrair as massas", à adoração de um deus à sua própria imagem. Eles não estão adorando o verdadeiro Deus da Bíblia Sagrada, mas uma invenção em nada diferente das imagens de pedra, de madeira e de metal que os pagãos adoram há séculos! Por trás desse novo deus inventado, entretanto, está Satanás e seu homem, o Anticristo.

O Mestre D. K. continua:

"Por que a maioria de tais professores [professores cristãos] é tão sectária, divisiva e denominacional em suas abordagens à verdade? Há, entretanto, uma minoria espiritual, de mente aberta." [pg 139] Por que os fundamentalistas são tão "divisivos"? Talvez sejamos divisivos por causa da seguinte passagem das Escrituras: "Por isso saí do meio deles, e apartai-vos, diz o Senhor; e não toqueis nada imundo, e eu vos receberei." [2 Coríntios 6:17]

"Apartai-vos" disse o Senhor, o criador e o governante de todas as coisas, e o juiz final de todos os homens! É por isso que os fundamentalistas são tão insistentes em serem "separados".

Os cristãos fundamentalistas verdadeiros devem também saber que estão sendo singularmente identificados e isolados na preparação para a maior perseguição da história da humanidade. Aqueles que abraçam as doutrinas verdadeiras e estreitas de Jesus Cristo são o alvo para "a separação física", o "corte da espada" como dizem alguns autores de Nova Era. O pastor Michael Bunker fez um excelente trabalho em identificar essa vindoura perseguição em seu livro, A Perilous Time: True Christianity in the Crosshairs [pode ser adquirido por meio da seção Bookstore no site da Cutting Edge].

No entanto, Jesus nos disse que isso aconteceria aos seus santos. "Bem-aventurados sereis quando os homens vos odiarem e quando vos separarem, e vos injuriarem, e rejeitarem o vosso nome como mau, por causa do Filho do homem." [Lucas 6:22]

Agora, vamos retornar à autora de Nova Era Alice Bailey para termos uma maior compreensão a respeito de como chegamos ao ponto em que nos encontramos hoje, discutindo sobre uma Bíblia feminista de "gênero neutro".

"... a apresentação da verdade divina, conforme dada pelas igrejas no Ocidente... não manteve o ritmo com o intelecto florescente do espírito humano. As mesmas formas antigas de palavras e de idéias são ainda entregues aos que buscam respostas e elas não satisfazem... As mesmas fórmulas antigas, as mesmas teologias antigas e as mesmas interpretações antigas são consideradas adequadas para atenderem às necessidades e anseios do homem moderno. Não são. A igreja é hoje o túmulo do Cristo e a pedra da teologia foi rolada para a porta do sepulcro." [pg 139-40; ênfase no original]

Enquanto o mestre D. K., canalizando por meio de Alice Bailey, considera as leis e os mandamentos eternos de Deus como "antigos", Deus tem uma visão diferente, não tem? "Assim diz o Senhor: Ponde-vos nos caminhos, e vede, e perguntai pelas veredas antigas, qual é o bom caminho, e andai por ele; e achareis descanso para as vossas almas; mas eles dizem: Não andaremos nele." [Jeremias 6:16]

"Perguntai pelas veredas antigas", Deus diz. Visto que Deus é eterno e nunca muda, seus caminhos antigos são os caminhos em que devemos andar hoje. No entanto, os liberais, as feministas e os homossexuais realmente se convenceram que os mandamentos de Deus de 4.000 anos atrás não se aplicam ao homem intelectual e "moderno" de hoje. Muitos deles não perceberão inteiramente o que lhes aconteceu até que estejam diante do Grande Trono Branco do Julgamento, encarando o próprio Jesus Cristo, que pensaram que tinham redefinido com sucesso como o Jesus que é só amor e que nunca poderia mandar ninguém para um inferno literal.

O Mestre D. K. continua: "O povo dele [de Jesus] é deixado sem orientação ou luz razoável sobre os assuntos do mundo; certamente, ele deve sentir (com um coração dolorido) que a simplicidade que ensinou e o caminho simples a Deus, que enfatizou, desapareceram na névoa da teologia (iniciada por Paulo) e nas discussões dos clérigos ao longo dos séculos... Não é o mal no mundo hoje que está obstruindo a revelação e obstruindo o desabrochar da vida espiritual... ele repousa na falha das organizações religiosas de todo o mundo em preservar a verdade em sua pureza e evitar a idéia fanática de que a interpretação individual de qualquer um da verdade deva necessariamente ser a única e a correta. " [pg 14-1; ênfase adicionada]

Você pode ver como o cenário da perseguição poderá se desdobrar? Depois que O Cristo [o Anticristo] se levantar, decretará que ninguém pode sustentar, ou expressar, qualquer crença cristã fundamentalista, especialmente a respeito da natureza divisiva, da questão da separação, e da crença de que Jesus Cristo é o único caminho para o céu. Visto que o Anticristo será também o ditador supremo do governo global, poderá rapidamente acionar o aparato policial contra o cristão fundamentalista que se recusar a cumprir tal decreto.

O Mestre D. K. continua:

"Como pode a luz brilhar outra vez nas mentes dos homens quando os pastores mantêm as pessoas em um estado de medo, a menos que aceitem as antigas interpretações teológicas e as antigas maneiras de chegar a Deus? Como podem as necessidades espirituais e intelectuais das pessoas serem satisfeitas quando os seminários teológicos não ensinam nada de novo ou apropriado à época atual... A apresentação da verdade religiosa no passado obstruiu o crescimento do espírito religioso; a teologia trouxe a humanidade às próprias portas do desespero... a adesão fanática às interpretações humanas tomou o lugar da vida cristã.... Hoje, em toda parte, as pessoas estão prontas para a luz; esperam com expectativa uma nova revelação e uma nova dispensação..." [pg 142-3].

As pessoas estão esperando uma nova revelação e uma "nova dispensação", mas o que terão e o que determinará sua eternidade virá do Anticristo, o Grande Enganador!

O mestre D. K. tenta então demolir a crença em um céu e um inferno literais.

"O cristianismo enfatizou a imortalidade, mas fez a felicidade eterna dependente da aceitação de um dogma teológico: Seja um cristão professo e viva em um céu um tanto fantasioso, ou rejeite ser um cristão... e vá para um inferno impossível - um inferno que surge a partir de uma teologia do Antigo Testamento e de sua apresentação de um Deus cheio de ódio e de ciúmes. Ambos os conceitos são repudiados atualmente por todas as pessoas sãs, sinceras e inteligentes. Ninguém com alguma capacidade verdadeira de raciocínio ou com alguma crença verdadeira em um Deus de amor aceita o céu dos pastores ou tem qualquer desejo de ir para lá. Ainda menos aceitam o 'lago de fogo que arde com enxofre' [Apocalipse 19:20] ou a tortura eterna a que um Deus de amor se supõe condenar todos os que não acreditarem nas interpretações teológicas da Idade Média..." [pg 146-7]

O indivíduo biblicamente ignorante não percebe o grau a que esse parágrafo acima propaga mentiras e distorções. O mestre D. K. esquece-se convenientemente de dizer à sua audiência iludida que o Jesus de amor, a quem prestam tal devoção, é aquele que mais ensinou sobre o Inferno e a tortura eterna do que todos os outros autores da Bíblia juntos! Nem é dito aos seguidores iludidos do mestre D. K. que seu amoroso Jesus é aquele que proferiu as palavras de Apocalipse 19:20, advertindo as pessoas a respeito do "lago de fogo que arde com enxofre". Entretanto, esse é o desastre que você obtém quando ousa banalizar a Palavra de Deus; você se encontra em um caminho que conduz ao inferno, sendo conduzido por pessoas que ousam ensinar mentiras no lugar da verdade.

Em seguida, Mestre D. K. diz exatamente para onde essa nova "Bíblia" feminista Nova Versão Internacional de Hoje está levando a humanidade:

"Uma nova revelação está pairando sobre a humanidade e Aquele que a trará e executará está se aproximando cada vez mais de nós... Um novo céu e uma nova Terra estão a caminho... a crença das massas será mudada gradualmente para a convicção dos conhecedores... Então o reino de Deus certamente e na verdade estará funcionando na Terra... A fusão das fés é agora um campo para a discussão. Os trabalhadores no campo da religião formularão a plataforma universal da nova religião mundial. É um trabalho de síntese amorosa e enfatizará a unidade e a comunidade do espírito."

Assim, vemos a ênfase na "unidade", especialmente nos EUA após os ataques de 11/9/2001. A grande ênfase está sendo colocada na unidade de todas as fés. Vimos grandes extravasamentos de emoção que passaram por piedade espiritual em igrejas ecumênicas lotadas, cada pessoa orando ao deus de sua própria compreensão e crença. Vimos os líderes políticos nos dizerem que o Islã é uma religião de paz e de amor; vimos esses mesmos líderes políticos convidarem clérigos muçulmanos para seu gabinete para orarem e entregarem uma cópia do Alcorão. Todas essas atividades são execuções práticas do plano delineado pelo Mestre D. K., no livro de Alice Bailey, escrito em 1948.

O Mestre D. K. continua:

"A plataforma da nova religião mundial será construída por muitos grupos, trabalhando sob a inspiração do Cristo. Os clérigos precisam lembrar que o espírito humano é maior do que todas as igrejas e maior do que seu ensino... há somente uma igreja, mas não é necessariamente a instituição cristã ortodoxa. Deus trabalha de muitas maneiras, por meio de muitas fés e agências religiosas; essa é a razão para a eliminação de doutrinas não-essenciais. Enfatizando as doutrinas essenciais, e em sua união, a plenitude da verdade será revelada. Isso, a nova religião mundial fará, e sua implementação proseguirá velozmente, após o reaparecimento do Cristo." [pg 150-8]

Uma vez que Satanás separou as pessoas das verdades fundamentalistas das Escrituras, então pode começar a prepará-las para o advento de seu homem, o Anticristo. As muitas "Bíblias" liberais blasfemas que existem atualmente estão eliminando "as doutrinas não-essenciais e enfatizando as doutrinas essenciais". Toda essa seqüência de eventos que envolve a feminista Nova Versão Internacional de Hoje está nos levando diretamente para o Anticristo, e está sendo conduzida por pretensos cristãos das igrejas liberais, que negam a Jesus Cristo. Como o Senhor Jesus declarou:

"Conheço as tuas obras, e tribulação, e pobreza (mas tu és rico), e a blasfêmia dos que se dizem judeus, e não o são, mas são a sinagoga de Satanás." [Apocalipse 2:9]

Hoje, Jesus está anunciando a todo o mundo: "Conheço a blasfêmia dos que se dizem cristãos, e não o são, mas são a sinagoga de Satanás." Essa tradução aguada da Bíblia, a Nova Versão Internacional de Hoje, é um forte sintoma do mal característico do fim dos tempos, chamado de apostasia, isto é, o afastamento deliberado das doutrinas mantidas anteriormente. Para ver uma rápida comparação dessa Nova Versão Internacional de Hoje com a estabelecida e fidedigna King James Version, leia o artigo de David Cloud no site Way of Life.

Uma Compreensão Especial Sobre Esse Assunto, Oferecida pela Bíblia Satânica

Anton LaVey, fundador da Igreja Americana de Satanás, em 1966, tem algumas coisas muito pertinentes a dizer sobre os líderes cristãos que começam a negar as doutrinas fundamentais. LaVey estava ruminando sobre o fato de muitas pessoas indicarem a ele que as igrejas liberais estavam se tornando exatamente como as satanistas. Veja o que ele escreveu:

"Os tempos mudaram. Os líderes religiosos não pregam mais que todas nossas ações naturais são pecaminosas... os tempos mudaram! Se você quiser a prova disso, apenas veja como as igrejas liberais se tornaram. Porque [Anton], elas estão praticando todas as coisas que você prega".

Anton LaVey concordou e disse: "Mas, se o mundo mudou tanto, por que continuar a se agarrar a uma fé moribunda? Se muitas religiões estão negando suas próprias Escrituras, porque estão desatualizadas e pregando as filosofias do Satanismo, por que não chamar isso por seu nome apropriado - Satanismo? " [Anton LaVey, A Bíblia Satânica, pg 47-8]

O apóstolo Paulo, falando sob o poder e influência do Espírito Santo, disse que um dos sinais para que devemos observar e que anuncia o aparecimento do Anticristo em breve seria o grande abandono da fé cristã pela igreja! Preste atenção, pois estamos testemunhando esse evento, aqui e agora!

"Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição." [2 Tessalonicenses 2:3].

Em outras palavras, a porta pela qual o Anticristo entrará na cena mundial será aberta pelos líderes cristãos professos, que se apartaram das doutrinas essenciais da genuína fé cristã! A porta para o Anticristo não será aberta pelos budistas, pelos hindus, ou alguma outra seita pagã. Não, a porta será aberta pelos cristãos professos! É por causa dessa profecia que retratamos a porta da igreja sobreposta pelo pentáculo satânico da Cabeça de Bode de Mendes. Os líderes cristãos que não são cristãos na visão de Jesus Cristo - são da sinagoga de Satanás - estão abrindo a porta para o Anticristo, e a maioria deles nem percebe isso.

Entretanto, essa é a direção e o objetivo final de tais "Bíblias" como essa feminista e liberal Nova Versão Internacional de Hoje. Verdadeiramente, a apostasia da igreja cristã está tão profunda, tão ampla e generalizada que o Anticristo não pode estar muito longe!


Se desejar visitar o site da The Cutting Edge, dê um clique aqui: http://www.cuttingedge.org/

Autor: David Bay
Tradução: Walter Nunes Braz Jr.
Data da publicação: 31/3/2002
Transferido para a área pública em 31/12/2002
A Espada do Espírito: http://www.espada.eti.br/n1616.asp


Só use as duas Bíblias traduzidas rigorosamente por equivalência formal a partir do Textus Receptus (que é a exata impressão das palavras perfeitamente inspiradas e preservadas por Deus), dignas herdeiras das KJB-1611, Almeida-1681, etc.: a ACF-2011 (Almeida Corrigida Fiel) e a LTT (Literal do Texto Tradicional), que v. pode ler e obter em BibliaLTT.org, com ou sem notas).



(Copie e distribua ampla mas gratuitamente, mantendo o nome do autor e pondo link para esta página de http://solascriptura-tt.org)



(retorne a http://solascriptura-tt.org/ Bibliologia-Traducoes/
retorne a http:// solascriptura-tt.org/ )