A Bíblia e o messias salvador senhor e Deus Jesus Cristo, crucificação, cruz, divindade, encarnação, filho de Deus, filho do homem, nascimento virginal, ressurreição, sangue, trindade.

3. CRISTOLOGIA: A DOUTRINA DE DEUS – FILHO


H.M.S., Dez/1997.




ÍNDICE:

1. INTRODUÇÃO
A PESSOA DE JESUS, O CRISTO

2. Preexistência eterna do Verbo, como Deus
3 Ministério no VT
4. Encarnação virginal. União das 2 naturezas (divina e humana) em uma só pessoa
5. Subordinação. Início da posição de Filho
6. Nomes e títulos
7. Humanidade
8. Divindade
9. Impecabilidade
10. Caráter
11. Diferentes ênfases nos 4 evangelhos
A OBRA DE JESUS, O CRISTO

12. Sua verdadeira kenosis (esvaziamento)
13. Ministério terrestre
14. Ofícios
15. Morte
16. Descida ao coração da terra
17. Ressurreição
18. Ascensão e presente exaltação e ministério
19. Arrebatamento versus 2ª vinda
20 Reino milenar
21 Tipos do Cristo, no VT
BIBLIOGRAFIA CONSULTADA






1. INTRODUÇÃO:

A QUESTÃO CHAVE DO UNIVERSO CONTINUA SENDO: “QUE PENSAIS VÓS DO CRISTO?”  MT 22:42. A HISTÓRIA TEM SEU CENTRO E DECISÃO NO CRISTO! HISTÓRIA DO MUNDO ... E DE CADA INDIVÍDUO!

 

A Pessoa de Jesus, o Cristo

 

QUALQUER OUTRA “RELIGIÃO” POUCO PERDERIA COM A DESCOBERTA DE QUE SEU FUNDADOR NÃO EXISTIU REALMENTE, NÃO FOI EXATAMENTE O QUE SE CRÊ, OU TEVE FALHA NO ENSINO OU NO PROCEDER... PODE-SE TER BUDISMO SEM BUDA, ETC., MAS NÃO CRISTIANISMO SEM “CRISTO EM VÓS, A ESPERANÇA DA GLÓRIA”! CRISTIANISMO É UMA PESSOA, O  CRISTO!




2. PREEXISTÊNCIA ETERNA DO VERBO, COMO DEUS:



- O Verbo de Deus sempre existiu, eternamente Mq 5:2; Jo 1:1,15,27,30; 6:38,51,61-62; 8:58; 17:5,24 (+ Is 42:8); Fp 2:6-8; 1Pe 1:20; 1Jo 1:2.

- Ocupando-Se: da criação do universo (Jo 1:3,10; 1Co 8:6; Cl 1:16; He 1:2,10), do controle do universo (Cl 1:17; He 1:3); e da comunhão com o Pai (Jo 17:23-24).


3. MINISTÉRIO NO V.T.



- As aparições de “O anjo do SENHOR” eram teofanias, manifestações do Verbo antes da Sua encarnação (Gn 48:16; Jz 13:18 + Is 9:6), e só ocorreram antes dela.

- ALGUNS MINISTÉRIOS DO CRISTO PREENCARNADO:



CUIDOU DE AGAR GN 16:7-14.

AVISOU ABRAÃO DA DESTRUIÇÃO DE SODOMA GN 18:1

E RESGATOU ISAQUE DE MORRER 22:11-13.

FALOU A JACÓ, DO TOPO DE ESCADA GN 28:13,

GUARDOU-O DAS TRAPAÇAS DE LABÃO 31:11-13.

DEIXOU JACÓ LUTAR CONSIGO 32:24-32.

MANDOU MOISÉS SANTIFICAR SEUS PÉS EX 3:4-5, (V.4 CHAMA O ANJO DO SENHOR DE DEUS!),

FOI NA FRENTE DE ISRAEL EX 14:19 CF. 23:20,

PROMETEU PROTEÇÃO NO CAMINHAR 23:20,

E PROTEGEU  MOISÉS AO PASSAR SUA GLÓRIA 33:22,34.

A ROCHA SEGUINDO ISRAEL ERA O CRISTO 1CO 10:4.

ORDENOU A BALAÃO NU 22:22-35.

ENCORAJOU JOSUÉ ANTES DA BATALHA CONTRA JERICÓ JS 5:13-15.

CHAMOU GIDEÃO JZ 6:11-24.

DEU SANSÃO AOS SEUS PAIS, E OS INSTRUIU JZ 13.

TROUXE PESTILÊNCIA PELO CENSO DE DAVÍ 1CR 21,

CONFORTOU ELIAS 1RS 19:5-,9-18,

DIZIMOU ASSÍRIOS 2RS 19:35,

FEZ ISAÍAS ENTENDER SUA GLÓRIA E SANTIDADE! IS 6:1-13.

GUARDOU 3 JOVENS HEBREUS NA FORNALHA DE FOGO DN 3:24-25

GUARDOU DANIEL NO COVIL DOS LEÕES 6:22 E REVELOU-LHE SEU REINO 7:13-14.

APARECEU A ZACARIAS ZC 1:11; 3:11

E REVELOU QUE PROTEGE JERUSALÉM ZC 1:8-13, A MEDE 2:8-11, PURIFICA 3:10, E EDIFICA 6:12-15.




4. ENCARNAÇÃO VIRGINAL. UNIÃO DAS 2 NATUREZAS (DIVINA E HUMANA) EM UMA SÓ PESSOA.





1.       FALSAS TEORIAS SOBRE A UNIÃO (VER 3.7-HUMANIDADE E 3.8-DIVINDADE):

- GNOSTICISMO É DUALISTA (BEM CONTRA MAL, ESPÍRITO VS. CARNE, ETC.) E NEGA A HUMANIDADE DO CRISTO, POIS O CORPO SERIA INERENTEMENTE MAU CL 1:15-18; 2:9; HE 2:14; 1JO 2:22-23; 4:2-6,15; 5:1-6; 2JO 7

- EBIONISMO NEGA SUA PREEXISTÊNCIA, DIVINDADE E ENCARNAÇÃO, ELE SERIA APENAS O HOMEM ESCOLHIDO E QUE VIVEU MAIS ELEVADAMENTE, E, AO SER SUBMERSO, RECEBEU O ESPÍRITO SANTO E CONSCIENTIZOU-SE DE QUE ERA O MESSIAS.

- ARIUS DISTORCE MC 13:32; JO 5:19; 14:28; 1CO 15:28 E ACEITA A PREEXISTÊNCIA DO CRISTO SÓ COMO O 1O SER CRIADO,  INSTRUMENTO PARA TUDO MAIS SER CRIADO, PORTANTO NEGA SUAS COMPLETAS DIVINDADE E HUMANIDADE.

- NESTORIUS AFIRMA HAVER 2 PESSOAS DISTINTAS NO CRISTO, ELE SERIA SOMENTE UM HOMEM, “SUPER-HABITADO-CHEIO” DO ESPÍRITO SANTO.

- EUTIQUIANISMO  MONOPHYSITA (= 1 NATUREZA) ENSINA QUE AS 2 NATUREZAS (HUMANA E DIVINA) DO CRISTO FORMARAM UMA 3A. NATUREZA (NÃO HUMANA, MAS “PREDOMINANTEMENTE” DIVINA) DISTINTA E SUBSTITUINDO AS ANTERIORES.

- EUTIQUIANISMO MONOTHELITE (= 1 VONTADE) ENSINA 2 NATUREZAS MAS 1 SÓ VOLIÇÃO NO CRISTO.

- CERINTIANISMO, UM GNOSTICISMO,  MANTÉM QUE O CRISTO GANHOU DIVINDADE  NA SUBMERSÃO E PERDEU-A ANTES DE MORRER.

- DOCETISMO, UM GNOSTICISMO, NEGA QUE O CRISTO TIVESSE HUMANIDADE, CORPO HUMANO REAL.

- APOLLINARIS AFIRMA QUE O CRISTO TINHA CORPO REAL E ALMA (ANIMAL), MAS NÃO TINHA ESPÍRITO NEM MENTE HUMANOS, O LOGOS VEIO PREENCHER O LUGAR DELES, O CRISTO ERA DIVIDIDO, HOMEM (IMPERFEITO) “FOLHEADO” DA DIVINDADE.



2.     Ensino bíblico sobre a união (ver 3.7-Humanidade, 3.8-Divindade, 3.9Impecabilidade): Jesus Cristo, para sempre sendo 1 só pessoa, desde a encarnação e para sempre tem 2 naturezas, unidas indissolúvel mas subsistentemente. Simultaneamente: Ele é completa e totalmente Deus, e completa e totalmente homem (impecável); sem perda dessas naturezas, nem formação de nova natureza. Por isso, Ele pode dar a aparência de fraco, sendo onipotente; de finito, sendo infinito; de crescer em conhecimento, sendo onisciente; de ser localizado, sendo onipresente. A personalidade do Cristo reside na Sua natureza divina e não na humana, porque ao Verbo não foi adicionada uma pessoa humana, mas sim uma natureza humana.

     Necessidade da encarnação: o Salvador simultaneamente tinha que ser: (a) da raça humana, para representar-nos, substituir-nos vicariamente (e, assim, os benefícios da Sua morte aplicarem-se a nós); (b) e divino, para Sua morte ter valor infinito e salvar a tantos homens.

4.     Necessidade da encarnação ser virginal: a 1a. célula do corpo do homem, e, portanto toda sua natureza humana, vem metade da semente do homem, metade da semente da mulher, a natureza pecaminosa natureza sendo herdada da semente do homem Rm 5:12; portanto, a humanidade do corpo que o Verbo eterno ganhou (Jo 1:12) podia vir metade de mãe pecadora, mas a outra metade tinha que vir por geração miraculosa realizada por Deus, sem contribuição de homem.

5.     Fato da encarnação: Jo 1:14; Ver seção 3.12Kenosis e 3.4.6EncarnaçãoVirginal¯

6.     Fato da encarnação virginal: Mt 1:18-25; Lc 1:26-38.

7.     Milagres envolvidos na encarnação:

a) Deus-o-Verbo adicionou toda a natureza humana, mas sempre retendo toda a natureza divina (“união hipostática”, sem analogia na criação).

b) Um corpo humano foi miraculosamente concebido sem contribuição de pai terrestre (e sem ser ..., nem clone de mulher).

8.     Perpetuidade da encarnação: Depois dela, o Cristo sempre terá Seu corpo (que, depois da ressurreição, passou a ser corpo glorificado, para sempre). Depois da ressurreição, Ele tinha a aparência de um homem Jo 20:15; 21:4-5. Hoje, está no céu como homem 1Tm 2:5.Voltará como homem Mt 16:27-28; 25:31; 26:64-65. Julgará como homem At 17:31.

9.     Profecias: O nascido será chamado de Deus-Forte Is 9:6-7, e de Emanuel, sendo nascido de uma virgem Is 7:14, em Belém Mq 5:2, eterno, a ser precedido por João Batista Lc 1:17,76. Será o Salvador, o Filho de Deus, como profetizado por Isabel Lc 1:42, anunciado a Maria 1:31,35, a José Mt 1:20-21, aos pastores Lc 2:10-12, aos magos Mt 2:1-2, a Simeão Lc 2:25-32, e a Ana 2:38.

10.FINALIDADE da encarnação (ver também 3.15.h. Resultados da Morte do Cristo)



- REVELAR O DEUS INVISÍVEL JO 1:18; 14:9.

- CUMPRIR AS PROFECIAS DE UM SALVADOR (GN 3:15; IS 53:4-6; DN 9:26; 1CO 5:7) E REI (GN 17:6,16; 49:9-10; 2SM 7:12-13; SL 8; 24; 45; 110; ZC 14:9).

- REVELAR O PAI (CONCEITO NOVO, DEUS COMO PAI!) MT 6:9; JO 1:18; 14:9; 16:27; MT 6:8,32; 5:45.

- FAZER SACRIFÍCIO POR NOSSOS PECADOS, REMOVÊ-LOS IS 53:6; MC 10:45; JO 1:29,36; 2 CO 5:21; HE 2:9; 9:26; 10:4-5,10,12; 1JO 3:5. O Cristo é tanto o bode sacrificial como o expiatório! Lv 16: 8-9, 20-22.

- RECONCILIAR O HOMEM COM DEUS 2CO 5:19; HE 2:17; 1TM 2:5-6.

- SER-NOS FIEL SUMO SACEDOTE (ver 3.14Ofícios). HE 9:26

- PROVER, PARA OS CRENTES:

. UM EXEMPLO DE VIDA, SANTA MT 11:29;  1PE 2:21; 1JO 2:6, Os escritores da Bíblia foram infalíveis em ensino, mas não em caráter. O Cristo é o único infalível em ambos aspectos! Transformemo-nos na imagem do Senhor, por olharmos, como que em um espelho, a Sua glória 2Co 3:18.

. UM FIEL E COMPASSIVO SUMO SACERDOTE HE 2:17; 3:1; 9:26.  (ver 3.14.Ofícios),

. E O ESCAPE PARA A MALDIÇÃO SOBRE ADÃO RM 5:12.

- DESTRUIR O DIABO E SUAS OBRAS HE 2:14; 1JO 3:8. ESTE ESTÁ VENCIDO JO 12:31; 14:30, SERÁ LANÇADO NO LAGO DE FOGO AP 20:10, TUDO O QUE ALCANÇOU PELA INTRODUÇÃO DO PECADO SERÁ DESFEITO (EXCETO PUNIÇÃO AOS SEUS SEGUIDORES).

- SARAR OS QUEBRANTADOS DE CORAÇÃO LC 4:18.

- PÔR EM LIBERDADE OS OPRIMIDOS LC 4:18.

- DAR VIDA, VIDA ABUNDANTE JO 3:36; 10:10.

- GLORIFICAR O PAI  JO 13:31; 14:13; 17:4.

- PREPARAR PARA SUA 2A. VINDA (APENAS ENTÃO NOSSA SALVAÇÃO COMPLETAR-SE-Á) HE 9:28; AP 5:6.



11. A união das 2 naturezas (humana e divina) do Cristo (ver 3.7Humanidade, 3.8Divindade e 3.12Sua Verdadeira Kenosis): A encarnação foi Deus, o Verbo Eterno, a 2a. pessoa da Trindade, ganhando os atributos de homem perfeito [1],sem jamais, por 1 segundo, perder os divinos Cl 2:9; 1Tm 3:16 (T.Recebidos, a Bíblia preservada. Ou a Almeida Corrigida e Revisada, Fiel, Trinitariana). O Cristo, para sempre sendo 1 só pessoa, desde a encarnação e para sempre tem 2 naturezas, em união perfeita, indissolúvel, concordes, estas 2 naturezas jamais funcionam independentemente, mesmo subsistindo eternamente distintas. Simultaneamente: o Filho é completa e totalmente Deus, e completa e totalmente homem; sem perda parcial ou temporária de nenhuma dessas naturezas, nem formação de nova natureza.

12. Provas da união das 2 naturezas em UMA só pessoa:

- Não há o mais leve indício de multiplicidade de pessoas (pensamentoPropósito + sentir + decidirAgir) no Cristo, como há abundantemente para a Trindade!...

- Há um único sujeito em frases referindo-se simultaneamente tanto à humanidade como à divindade do Cristo (!): Jo 1:14; Gl 4:4; 1Tm 3:16 (T.Recebidos).



5. SUBORDINAÇÃO. INÍCIO DA POSIÇÃO DE FILHO:



A subordinação do Cristo ao Pai (é de ordem, ofício, operação, não de essência-poder-valor!  Ver 3.12-Sua Verdadeira Kenosis):



- O CRISTO A EXPRESSOU, REFERINDO-SE AO PAI COMO SUPERIOR JO 14:28.

- PELO PAI FOI GERADO (VER LOGO ABAIXO) JO 3:16. ENVIADO JO 8:29. RECEBEU AUTORIDADE JO 13:3. RECEBEU SUA MENSAGEM JO 17:8. TEVE SEU REINO ESTABELECIDO LC 22:29.

- O CRISTO DEPENDIA DO PAI JO 5:19. ESTAVA SOB SUA AUTORIDADE JO 10:18. ENTREGAR-LHE-Á SEU REINO 1CO 15:24. SEMPRE SER-LHE-Á SUJEITO 1CO 11:3.



Sua Posição de Filho, Filho [Uni-]Gerado:

- O Verbo, a 2a. pessoa da Trindade, é Deus, eterno, incriado e criador de tudo que foi criado Jo 1:1-3.

- O Filho foi gerado Sl 2:7 “...Tu é meu Filho, eu hoje te gerei”, e é chamado gerado, uni-gênito, primo-gênito, etc.



- ALGUNS INTERPRETAM O “HOJE” DE SL 2:7 COMO O “DIA DA ETERNIDADE” DE MQ 5:2 E 2PE 3:18, O “SEMPRE”, PORTANTO “GERADO DESDE A ETERNIDADE” SIGNIFICARIA QUE O FILHO NUNCA FOI EXATAMENTE GERADO... OUTROS INTERPRETAM QUE O CRISTO FOI GERADO NO SENTIDO DE TER SIDO GERADO DENTRE OS MORTOS, NA RESSURREIÇÃO AT 13:32-33.

- MAS MQ 5:2 NÃO NECESSARIAMENTE SE REFERE À POSIÇÃO DE FILHO; 2PE 3:18 SE REFERE À ETERNIDADE FUTURA; GERADO É GERADO; E A PROMESSA DE AT 13:32 É “PARA OS PAIS”, NÃO “PARA O FILHO”, A PROMESSA AOS PAIS É A DO SALVADOR DE ISRAEL (VERSO 23). A RESSURREIÇÃO, AQUÍ PROMETIDA PARA O CRISTO, NÃO PARA OS PAIS, ERA PROVA E ERA INDISPENSÁVEL PARA CUMPRIR A PROMESSA DE SALVAÇÃO.

- ASSIM, É MUITO MAIS NATURAL E MELHOR INTERPRETARMOS QUE:¯



- O Verbo sendo Deus Eterno, pôs-Se na posição de Filho no instante em que encarnou e teve Sua natureza humana, inclusive Seu corpo, literalmente gerados, criados do nada. A ressurreição somente declarou (demonstrou e proclamou) que Ele tinha se colocado na posição de Filho e Deus o tinha aceito, sendo Seu Pai Rm 1:4.




6. NOMES E TÍTULOS:



ADÃO 1CO 15:45.

ADVOGADO 1JO 2:1.

ALFA E ÔMEGA AP 1:8; 21:6.

AMADO EF 1:6.

AMÉM AP 3:14.

AMIGO DOS PECADORES MT 11:19.

ANJO DO SENHOR GN 16:9-14; JZ 6:11-14.

APÓSTOLO HE 3:1.

AUTOR (E CONSUMADOR DA NOSSA FÉ) HE 12:2.

BENDITO 1TM 6:15.

BISPO 1PD 2:25.

CABEÇA DAS IGREJAS CL 1:18.

CAPITÃO JS 5:14.

CARPINTEIRO MT 13:55; MC 6:3.

CEIFEIRO AP 14:15.

CHIFRE DA SALVAÇÃO SL 18:2.

COMANDANTE IS 55:4.

CONSELHEIRO IS 9:6.

CONSOLAÇÃO DE ISRAEL LC 2:25.

CORDEIRO DE DEUS JO 1:29, 36.

o CRISTO (= UNGIDO) MT 1:16; 2:4.

DESEJO DAS NAÇÕES AG 2:7.

DEUS JO 1:1; RM 9:5; 1TM 3:16 (T.RECEBIDOS).

DEUS FORTE IS 9:6; 63:1.

DOM DE DEUS 2CO 9:15.

EMANUEL MT 1:23.

ESTRELA D’ALVA 2PD 1:19.

ESTRELA DA MANHÃ, A BRILHANTE AP 22:16.

EU SOU: A LUZ DO MUNDO JO 9:5. EU SOU: A PORTA JO 10:9. EU SOU: A RESSURREIÇÃO E A VIDA JO 11:25. EU SOU: A VIDEIRA VERDADEIRA JO 15:1. EU SOU: O BOM PASTOR JO 10:11. EU SOU: O CAMINHO, A VERDADE E A VIDA JO 14:6. EU SOU: O PÃO DA VIDA JO 6:35.

EXPRESSA IMAGEM DE DEUS HE 1:3.

FIEL TESTEMUNHA AP 1:5; 3:14; 19:11.

FILHO DE DAVÍ (PELOS 2 CEGOS DE CAFARNAUM MT 9:27; A SÍRIO-FENÍCIA MT 15:22; 2 CEGOS DE JERICÓ MT 20:30; MC 10:46-47; MULTIDÃO NO “DOMINGO DE RAMOS” MT 21:9).

FILHO DE DEUS (POR JESUS, SÓ 2 VEZES JO 9:35; 10:36; PELO DIABO MT 4:3,6; GABRIEL LC 1:35; DEMÔNIO MT 8:29; LC 4:41; DISCÍPULO MT 14:33; PEDRO MT 16:16; MARTA JO 11:27; NATANAEL JO 1:49; CENTURIÃO MT 27:54).

FILHO DE MARIA MC 6:3.

FILHO DO ALTÍSSIMO LC 1:32.

FILHO DO HOMEM (NOME QUE PREFERIU USAR PARA SI PRÓPRIO: NÃO VEIO PARA SE MINISTRADO MT 20:28; VEIO PARA BUSCAR E SALVAR AQUELE QUE TINHA SE PERDIDO MT 18:11; SÓ ELE PODE PERDOAR O PECADO MT 9:6; NÃO TINHA ONDE REPOUSAR SUA CABEÇA MT 8:20; É SENHOR DO SÁBADO LC 6:5; SERIA TRAÍDO MT 17:22; SOFRERIA MT 17:12; SERIA LEVANTADO JO 3:14; ESTARIA 3 DIAS NO CORAÇÃO DA TERRA MT 12:40; SERIA ERGUIDO DOS MORTOS MT 17:9; VIRÁ NOVAMENTE, NA GLÓRIA DO SEU PAI MT 16:27; 24:30; ENVIARÁ SEUS ANJOS MT 13:41; SENTAR-SE-Á SOBRE O TRONO DA SUA GLÓRIA MT 19:28).

FILHO IS 9:6.

FILHO UNIGÊNITO DO PAI JO 1:18.

FONTE ZC 13:1.

FUNDAÇÃO IS 28:16.

GLÓRIA DE DEUS IS 60:1.

GOVERNADOR MT 2:6.

GUIA SL 48:14.

HERDEIRO DE TODAS AS COISAS HE 1:2.

HOMEM AT 17:31; 1TM 2:5.

JEOVÁ IS 26:4; 40:3.

JESUS (= SALVADOR) MT 1:21.

JUIZ MQ 5:1; AT 10:42.

JUSTIÇA JR 23:6; 33:16.

LEÃO DA TRIBO DE JUDÁ AP 5:5.

LEGISLADOR IS 33:22.

LIBERTADOR RM 11:26.

MARAVILHOSO IS 9:6.

MEDIADOR 1TM 2:5.

MÉDICO MT 9:12.

MENINO LC 2:16.

MESSIAS DN 9:25; JO 1:41.

MESTRE (= DONO) MT 8:19.

MESTRE (= PROFESSOR) MT 26:18; JO 3:2; 11:28.

MINISTRO HE 8:2.

NAZARENO MC 1:24.

NOIVO MT 9:15.

PAI DA ETERNIDADE IS 9:6.

PÁSCOA 1CO 5:7.

PASTOR (O SUMO 1PD 5:4; O BOM JO 10:11,14; O GRANDE HE 13:20; O MEU SL 23:1).

PEDRA MT 21:42; MC 12:10; AT 4:11; RM 9:32,33; EF 2:20; 1PD 2:6-7.

PEDRA DE ESQUINA EF 2:20.

PODER DE DEUS 1CO 1:24.

PORTA DO APRISCO JO 10:7.

POTENTADO 1TM 6:15.

PRECURSOR HE 6:20.

PRIMÍCIAS 1CO 15:23.

PRÍNCIPE (DA PAZ) IS 9:6.

PRINCÍPIO DA CRIAÇÃO DE DEUS AP 3:14.

PROFETA AT 3:22.

PROPICIAÇÃO 1JO 2:2; 4:10.

PURIFICADOR ML 3:3.

RABÍ (= PROFESSOR) (POR NICODEMOS JO 3:2; POR JUDAS MT 26:25; POR MARIA DE MAGDALA JO 20:16).

RAIZ DE DAVÍ AP 22:16.

REDENTOR IS 59:20; 60:16.

REFINADOR ML 3:3.

REFÚGIO IS 25:4.

REI: DE ISRAEL MT 27:42; JO 1:49.

REI: DOS REIS AP 17:14; 19:16.

RENOVO ZC 3:8.

RESGATE 1TM 2:6.

ROCHA DT 32:15.

ROSA DE SHARON CANT 2:1.

SACERDOTE HE 4:14.

SACRIFÍCIO EF 5:2.

SALVADOR (CHAMADO POR MARIA LC 1:47; ANJOS LC 2:11; SAMARITANOS JO 4:42).

SAMARITANO (O BOM) LC 10:33.

SANTO FILHO AT 4:30.

SANTO DE DEUS MC 1:24.

SANTO DE ISRAEL IS 41:14.

SEGUNDO HOMEM 1CO 15:47.

SEMENTE DA MULHER GN 3:15.

SEMENTE DE ABRAÃO GL 3:16,19.

SEMENTE DE DAVÍ 2TM 2:8.

SENHOR DOS SENHORES AP 19:16.

SERPENTE DE BRONZE JO 3:14.

SERVO IS 42:1; 49:5-7.

SHILOH GN 49:10.

SOL DA JUSTIÇA ML 4:2.

SOL NASCENTE DAS ALTURAS LC 1:78.

SUMO SACERDOTE HE 3:1; 7:1.

TODO PODEROSO AP 1:8.

UNGIDO SL 2:2.

UNIGÊNITO DO PAI JO 1:14.

VARA (= CETRO) IS 11:1.

VERBO (= PALAVRA), O NOME PREFERIDO POR JOÃO JO 1:1; AP 19:13.



ANTES DA ENCARNAÇÃO, A 2A. PESSOA DA TRINDADE É CHAMADA FILHO (SL 2:7), JEOVÁ (GN 19:24 + 18:13-14,17-20,33; OS 1:7), DEUS (EX 3:4; SL 45:6), ANJO DE JEOVÁ (GN 16:9-14; JZ 6:11-14 E VIDE 3.3MINISTÉRIO NA TERRA), MAS NUNCA É CHAMADA DE O CRISTO (= O MESSIAS = O UNGIDO).



7. HUMANIDADE

(Diminuí-la vem do espírito de anticristo 1Jo 4:2-3!) (“O Salvador tinha que ser homem para Seu sacrifício ser aplicável em nosso benefício”):



O CRISTO TEM:

“MÃE-BIOLÓGICA”, HUMANA MT 1:18; LC 1:31; GL 4:4.

CORPO HUMANO MT 26:12; LC 24:39; JO 1:14; 2:21; HE 10:5,10,15.

ALMA HUMANA MT 26:38; JO 12:27; 13:21.

ESPÍRITO HUMANO MC 2:8; LC 23:46.

APARÊNCIA HUMANA JO 4:9; 8:57; JO 20:15.

CARNE E SANGUE HE 2:14.

DESCENDE DA SEMENTE DE DAVÍ (Oh, a graça de Deus! A genealogia do Cristo (Mt 1) exibe o perdão de: o incesto de Tamar-Judá; a prostituta Raabe; Rute, descendente de Moabe, filho do incesto da filha de Ló; o adultério com Betseba e o assassinato de Urias) MT 1:1; AT 13:22-23; RM 1:3, CONFORME O PACTO DAVÍDICO 2SM 7:5-16; LC 1:26-27,32-33. CHAMOU-SE “O HOMEM” JO 8:40.

ELE TEM NOMES HUMANOS:

JESUS (= SALVADOR) MT 1:21.

“JESUS, O NAZARENO” AT 2:22;

O PROFETA MT 21:11;

O CARPINTEIRO MC 6:3;

JESUS CRISTO, HOMEM” 1TM 2:5;

FILHO DO HOMEM” LC 19:10 (usado profeticamente em Dn 7:13. Implica não só que Ele é o homem perfeito, o representante vicário de toda a raça, mas também que é o Filho de Deus Lc 22:69-70).

ELE NASCEU,

CRESCEU LC 2:40,46,52.

APRENDEU EM ESCOLA JO 7:15, EM CASA, NA SINAGOGA LC 4:16, ESTUDOU AS ESCRITURAS LC 4:17, QUESTIONOU (NO TEMPLO) LC 2:46.

CRESCEU EM SABEDORIA LC 2:52. [NA POSIÇÃO HUMANA] FOI LIMITADO EM CONHECIMENTO (MAS VER 3.8-DIVINDADE_ONISCIENTE E 3.12-SUA VERDADEIRA KENOSIS) MC 5:30; 11:13; JO 11:34.

OROU MC 1:35; LC 11:1.

RECEBEU A UNÇÃO DO ESPÍRITO SANTO AT 10:38.

FOI TENTADO (MAS VER 3.9-IMPECABILIDADE) MT 4:1; HE 2:18; 4:15.

APRENDEU OBEDIÊNCIA HE 5:8.



Ele teve:



Fome Mt 4:2; 21:18 contraste Sl 50:10-12.

Sede Jo 4:7; 19:28.

Cansaço Jo 4:6 contraste Is 40:28.

Sono Mt 8:24 contraste Sl 121:4-5.

Compaixão Mt 9:36.

Amou Mc 10:21; Jo 11:3; 13:23.

Foi tentado (ver 3.9Impecabilidade) He 2:18; 4:15; contraste Tg 1:13).

Dependeu do Pai Mc 1:35; Jo 6:15; He 5:7).

Aborreceu-se e entristeceu-se Mt 26:37.

Indignou-Se e condoeu-Se Mc 3:5; 10:14.

Chorou Lc 19:41; Jo 11:35.

Regozijou-Se Lc 10:21; He 12:2.

Perturbou-Se Mc 14:33-34; Jo 11:33; 12:27; 13:21.

Suou (gotas como de sangue) Lc 22:44.

Sofreu dores Lc 22:44; 1Pd 4:1.

Jorrou Seu sangue 19:34.

Morreu Mt 27:50; Jo 19:34; 1Co 15:3.

Foi sepultado Mt 27:59-60.



Implicações da humanidade: expiação aplicável em nosso benefício; o Cristo pode ser nosso sacerdote, empatizando e intercedendo He 4:15; mostra-nos a verdadeira natureza humana, perfeita, que  teremos.




8. DIVINDADE

 (“O Salvador tinha que ser Deus para Seu sacrifício ter infinito valor, e ser eficaz sobre tantos”) (ver também Cap. 2-Teologia, item 2.2.1.d-Tri-unidade):

- O Cristo tem atributos divinos:

. É onipotente (Mt 28:18; Fp 3:21; Ap 1:8). Na terra, demonstrou-o sobre: doenças Mt 8:1-4; Lc 4:39, demônios Mt 8:16-17,28-32; Lc 4:35, homens Mt 9:9; Jo 17:2, natureza Mt 8:26, pecado Mt 9:1:8, tradições Mt 9:10-17, morte Lc 7:14-15; 8:54,56; Jo 11:4. Os milagres de Elias não provavam que era Deus encarnado (eram feitos pelo poder do Espírito Santo), mas os do Cristo sim Jo 20:31. Portanto, pelo menos alguns dos milagres do Cristo foram feitos com Seu próprio poder inerente, não o do Espírito Santo Mt 9:28.

. É onisciente (Jo 2:24-25; 16:30). Na terra, demonstrou-o sobre: Natanael Jo 1:48, Judas Jo 6:70; 13:11, fariseus Mt 12:25; Lc 5:22; 6:8; 7:39-40, escribas Mt 9:3-4, escriba sincero Mc 12:34, samaritana Jo 4:29.

. É onipresente Ef 1:23. Demonstrou-o na terra: Mt 18:20; 28:20; Jo 3:13; 14:20;

. É eterno Mq 5:2; Jo 1:1; 8:58.

. É imutável He 13:8, a plenitude da divindade Cl 2:9, o Senhor da glória Tg 2:1, o criador do universo Jo 1:1,3. É Rei, nos céus 1Pd 3:22. Perdoa pecados Mc 2:5,10-11, salva Mt 18:11; Jo 10:28, recompensa os santos 2Co 5:10. Julga Jo 5:22.

- O Cristo recebe nomes divinos (ver também 3.6-Nomes e Títulos):

. Deus Sl 110:1; Is 9:6; Dn 7:13-14; Jo 1:1+3+14; 20:28; Rm 9:5; 1Tm 3:16 (T.Recebidos); Tt 2:13; Sl 45: 6 + Hb 1:8; 1Jo 5:20.

. Filho de Deus (40 vezes) Mt 16:16-17.

. O Primeiro e o Último, o Alfa e o Ômega Ap 1:17 (compare Is 41:4; 44:6); Ap 1:8; 22:12-13,15.

. O Santo At 3:14 (compare Os 11:9).

. O Senhor At 9:17 (este é o nome de Jeová. Os Ptolomeus e os imperadores romanos só permitiam que esse nome lhes fosse aplicado quando se deixavam endeusar(!), Os 1os. cristãos morriam mas não chamavam os césares nem ninguém de Senhor (!), não há dúvidas sobre o que o Espírito Santo quis expressar quando fez este nome ser tão dado, só ao Cristo, no N.T.).

. Rei dos Reis e Senhor dos Senhores Ap 19:16.

. “Senhor de Todos” e “Senhor da Glória” At 10:36; 1Co 2:8; He 1:8. (Compare com Sl 24:8-10 e Is 9:6).

- Recebe adoração, culto divino:

. Isto é exclusivo de Deus Mt 4:9-10; At 10:25-26; 12:20-25; 14:14-15; Ap 22:8-9. Pedro não aceitou At 10:25-26. Anjos não aceitaram Ap 22:8-9.

. Mas o Cristo aceitou e parece ter encorajado (Jo 4:10; 13:13) adoração pelos: anjos He 1:6; pastores Lc 2:15; magos Mt 2:2,11; leproso Mt 8:2; governador Mt 9:18; mulher sírio-fenícia Mt 15:25; uma mãe Mt 20:20; maníaco Mc 5:6; cego de nascença Jo 9:38; Tomé Jo 20:28; Gregos Jo 12:20-21; apóstolos Mt 14:33; 28:9; Pedro Lc 5:8; discípulos Lc 23:52.

. Deus ordenou a adoração ao Cristo Fp 2:10-11; He 1:6; compare Is 45:21-23; Jo 5:22-23.

. As primeiras igrejas adoravam e oravam ao Cristo At 7:59; 1Co 1:2; 2Co 12:8-10.

- Mostrou ser Deus:

. Ao perdoar pecados Mc 2:5;

. Declarar ser o senhor do sábado Mc 2:27-28;

. Ser eterno Jo 3:13; 8:58 + Ex 3:14;

. Ser igual ao Pai Jo 10:30; 14:7-9;

. Ao ser condenado por “fazer-se” Deus Mt 26:63; Jo 19:7 e “fazer-se” O Filho de Deus Jo 5:2-18.

- Tem ofícios divinos:

. Criador do universo Is 40:28; Jo 1:1-3; Cl 1:15-17; He 1:10; Ap 3:14.

. Inclusive criador dos anjos Sl 148:5 cf. Cl 1:16.

. Preservador de tudo Cl 1:17; He 1:3.

. Perdoador de pecados Mc 2:5,10-11 (compare Sl 51:4; Lc 7:48-50).

. Doador da vida imortal e da vida de ressurreição Jo 5:28-29; 6:39,44; Fp 3:21.

. Juiz dos vivos e mortos Mt 25:31-33; Jo 5:22-23; At 17:31; 2Tm 4:1.

. Doador da vida eterna Jo 10:28; 17:2.

- O N.T. Lhe atribui afirmações do V.T., sobre Jeová:

. Senhor imutável Sl 102:24-27 compare He 1:10-12.

. Jeová º o Cristo Jr 17:10 compare Ap 2:23.

. Senhor a quem foi enviado mensageiro Is 40:3-4 compare Lc 1:68-69,76.

. Luz e glória Is 60:19 compare Lc 2:32.

. Glória de Jeová Is 6:10 compare Jo 12:37-41.

. Pedra de tropeço Is 8:13-14 compare 1Pe 2:7-8.

. Senhor-dos-Exércitos, a santificarmos Is 8:12-13 compare 1Pe 3:14-15.

. Posto em prova Nu 21:6-7 compare 1Co 10:9.

. O Pastor Sl 23:1 (compare Jo 10:11; 1Pe 5:4; He 13:20-21).

. Quem busca e salva o perdido Ez 34:11-12 compare Lc 19:10.

. A Septuaginta, cerca de 3800 vezes, traduz “Jeová” pelo Grego “Kurios”, o mesmo “Senhor” que no N.T. é atribuído ao Cristo. No V.T., o termo “Senhor” sempre se refere a Deus; no N.T. se refere ao Cristo.

- Seu nome vem junto e é posto no nível do de Deus Pai: Mt 28:19; Jo 14:1,23; 17:3; Rm 1:7; 1Co 12:4-6; 2Co 13:14; Cl 2:2; 1Ts 3:11; Tg 1:1; 2Pe 1:1; Ap 7:10; 5:13.

- Implicações da divindade: Ver 3.15h.MorteResultadosParaCrentes. 1 só morte salvando tantos! Adoremo-lo!




9. IMPECABILIDADE do Cristo:



A tradução de uma palavra o mais literal, fiel, imparcial e exatamente, muitas vezes depende de se entender com suficiente profundidade o contexto e o caráter das pessoas de dentro do texto a traduzir, e de se saber com suficiente profundidade a soma total da mensagem de todo o livro, e de se perceber as possíveis implicações (corretas ou erradas, benéficas ou malignas) de cada sinônimo que possamos escolher para a palavra.
Por exemplo, se ouvirmos a palavra “pó” de puras senhoras falando da limpeza de suas casas, entenderemos que elas se referem à poeira, mas se ouvirmos à mesma palavra de viciados em droga, entenderemos que eles se referem a cocaína. Se formos traduzir a mesma palavra para uma língua sem nenhuma palavra que se aplique às duas coisas, teremos obrigatoriamente que usar uma palavra para um caso e outra para o outro caso.
Mas surge a pergunta: E se a língua para a qual estamos traduzindo tiver palavra que tenha o duplo sentido? Mesmo assim, para evitar mal entendidos, não tenho dúvidas de que será muito melhor (em todos os aspectos) usar uma palavra para um caso e outra para o outro caso. Será mais literal, fiel, preciso, e poderemos evitar mal entendidos de terríveis consequências. Se isto é verdade para traduções “seculares”, muito mais o é para a literal, fiel e precisa tradução da Palavra de Deus.

Isto posto, vejamos um versículo entre meia dúzia de seus irmãos cuja tradução usual pode estar gerando gravíssimos problemas teológicos em muitos seminários, pastores, igrejas e crentes.
Na maioria das Bíblias, mesmo algumas das melhores, Gn 22:1 é traduzido assim:
“E aconteceu depois destas coisas, que TENTOU Deus a Abraão, e disse-lhe: Abraão! E ele disse: Eis-me aqui.” (Gn 22:1)

e milhões e milhões de pessoas caem em graves armadilhas teológicas, que veremos. Mas 2 segundos depois de lerem ou escreverem este verso, todas as muitas dezenas de pastores e escritores exegetas, que já ouvi e li em 37 anos, imediatamente explicam que a palavra hebraica “05254 hon nacah” e a palavra grega “3985 peirazw peirazo” podem ter dois sentidos: um sentido bom (como Deus, que está treinando um seu filho, o levar a fazer uma prova mais puxada que a da semana passada, para seu eterno bem) ou um sentido mal (como Satanás sussurrando a uma pessoa para rejeitar Cristo, para sua eterna perdição)

Portanto, o que todos essas dezenas de pastores e escritores exegetas tão bem ensinaram, todos concordes, a uma só voz, pode e deve ser posto na tradução da nossa Bíblia.

Analisemos um verso usado por nossos inimigos:
Mt 4:1 Então foi Jesus conduzido pelo Espírito (Santo) ao deserto, PARA SER POSTO À PROVA pelo Diabo. (Mt 4:1 LTT)

Acusação: “FOI O CRISTO REALMENTE TENTADO PELO PECADO?
Foi possível que Ele tivesse pecado? Como pode ser dito que alguém foi tentado, se não poderia pecar?”

Resposta:

-- A) O CRISTO NÃO PECOU:

- Santo, o Cristo não conheceu pecado 2Co 5:21,
não pecou He 4:15; 1Pd 2:22.

Imaculado He 7:26; 9:14,

santo Lc 1:35,

não teve nenhum pecado Jo 14:30; 1Jo 3:5,

o Diabo não tinha nada nEle Jo 14:30 (acima).

Ele clamou ser sem nenhuma sombra de pecado Jo 8:29,46; 15:10,

e homens reconheceram isto Mt 27:4,19; Lc 23:41,47; Jo 19:4.

“Àquele que não conheceu pecado, o fez pecado por nós; para que nele fôssemos feitos justiça de Deus.” (2Co 5:21 ACF)

 “Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém, um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado.” (Hb 4:15 ACF)
“Porque não temos um sumo sacerdote que não está podendo Se compadecer das nossas fraquezas; porém Um em tudo tendo sido posto a prova conforme a nossa semelhança, ainda que sem pecado.” (Hb 4:15 LTT)

 “O qual não cometeu pecado, nem na sua boca se achou engano.” (1Pe 2:22 ACF)

 “Porque nos convinha tal sumo sacerdote, santo, inocente, imaculado, separado dos pecadores, e feito mais sublime do que os céus;” (Hb 7:26 ACF)

 “Quanto mais o sangue de Cristo, que pelo Espírito eterno se ofereceu a si mesmo imaculado a Deus, purificará as vossas consciências das obras mortas, para servirdes ao Deus vivo?” (Hb 9:14 ACF)

 “E, respondendo o anjo, disse-lhe: Descerá sobre ti o Espírito Santo, e a virtude do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra; por isso também o Santo, que de ti há de nascer, será chamado Filho de Deus.” (Lc 1:35 ACF)

 “Já não falarei muito convosco, porque se aproxima o príncipe deste mundo, e nada tem em mim;” (Jo 14:30 ACF)

 “E bem sabeis que ele se manifestou para tirar os nossos pecados; e nele não há pecado.” (1Jo 3:5 ACF)

 “E aquele que me enviou está comigo. O Pai não me tem deixado só, porque eu faço sempre o que lhe agrada.” (Jo 8:29 ACF)

 “Quem dentre vós me convence de pecado? E se vos digo a verdade, por que não credes?” (Jo 8:46 ACF)

 “Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor; do mesmo modo que eu tenho guardado os mandamentos de meu Pai, e permaneço no seu amor.” (Jo 15:10 ACF)

 “Dizendo: Pequei, traindo o sangue inocente. Eles, porém, disseram: Que nos importa? Isso é contigo.” (Mt 27:4 ACF)

 “E, estando ele assentado no tribunal, sua mulher mandou-lhe dizer: Não entres na questão desse justo, porque num sonho muito sofri por causa dele.” (Mt 27:19 ACF)

 “E nós, na verdade, com justiça, porque recebemos o que os nossos feitos mereciam; mas este nenhum mal fez.” (Lc 23:41 ACF)

 “E o centurião, vendo o que tinha acontecido, deu glória a Deus, dizendo: Na verdade, este homem era justo.” (Lc 23:47 ACF)

 “Então Pilatos saiu outra vez fora, e disse-lhes: Eis aqui vo-lo trago fora, para que saibais que não acho nele crime algum.” (Jo 19:4 ACF)


B) O CRISTO NÃO PODIA, NÃO TINHA SEQUER A MENOR POSSIBILIDADE DE PECAR, Ele não tinha um infinitésimo de natureza pecaminosa que pudesse responder à tentação:

Ao longo do tempo, há 4 estados para os seres angelicais e os homens:


(a) posse peccare, posse non peccare (anjos e Adão, antes da queda);
(b) non posse non peccare (demônios, para sempre; o homem pós queda de Adão, mas somente até sua salvação); (não há volta atrás);
(c) posse non peccare (o homem depois de sua salvação, mas somente até sua morte ou Arrebatamento); (não há volta atrás); e
(d) non posse peccare (para sempre: os anjos que foram fiéis a Deus, e o homem salvo, depois da sua morte ou arrebatamento); (não há volta atrás).


Adão, ao ser criado, recebeu natureza somente não contaminada, mas desde a Sua encarnação o Verbo eterno recebeu natureza humana incontaminável, perfeita, no definitivo estado (d) (non posse peccare), a natureza humana perfeita que Adão teria ganho se não tivesse caído.

Se por um instante pensarmos que a natureza humana de Jesus pudesse ter sido e tivesse sido a natureza de Adão antes de ter caído (tinha todo poder para resistir ou para cair), caímos numa contradição, pois ela não poderia ter o risco de ser tentada e vir a pecar sem que a personalidade total dEsse SANTO do Senhor também pudesse querer pecar, o que é impossível.

Portanto, nas provas que a Trindade permitiu vir sobre o Jesus antes de Sua morte e ressurreição, Ela visou,
- não o TOMAR O RISCO E TESTAR E VERIFICAR SE Ele teria a possibilidade de cair, o risco dEle vir a pecar,
- mas, sim, PROVAR QUE Ele não tinha a menor possibilidade de ser tentado a pecar e de poder cair e de realmente vir a pecar!

O Cristo experimentou as limitações de homem perfeito
(que Adão teria se tivesse passado no teste), mas sem jamais pôr de lado nada da Sua divindade, nada do Seu caráter perfeito de Deus perfeito, que é imutável-incessante e perfeitamente SANTO!

Analisemos essas verdades e outras, com provas da Bíblia:

- O Cristo não podia, não tinha a possibilidade de pecar: Se, por 1 seg, Ele pudesse pecar, não seria Deus Tg 1:13.

A encarnação não foi a geração de uma pessoa, mas sim a adição de natureza humana perfeita (que Adão teria se tivesse passado no teste) à natureza divina (portanto perfeita e incapaz de ser tentada) do eterno Santo do Senhor Sl 16:10; Mc 1:24.

Mesmo que a natureza humana fosse a de Adão antes de ter caído, ela não poderia pecar sem que a personalidade total de o Santo do Senhor quisesse pecar, o que é impossível.

Nas tentações que a Trindade permitiu sobre o Cristo, Ela visou não verificar se Ele pecaria, mas sim provar que Ele não poderia pecar.

O Cristo experimentou as limitações físicas de homem perfeito, mas sem jamais pôr de lado nada da Sua divindade, nada do Seu caráter perfeito de Deus perfeito, imutável-incessante e perfeitamente santo! Incapaz de pecar. Mais que isto, incapaz de ser sequer tentado no sentido de ser incapaz de, por 1 segundo, ter a possibilidade de pensar em ter a possibilidade de pecar.

Ver 10-Caráter, item-Santo.

“Ninguém, sendo tentado, diga: De Deus sou tentado; porque Deus não pode ser tentado pelo mal, e a ninguém tenta.” (Tg 1:13 ACF)

 “Pois não deixarás a minha alma no inferno, nem permitirás que o teu Santo veja corrupção.” (Sl 16:10 ACF)

 “Dizendo: Ah! que temos contigo, Jesus Nazareno? Vieste destruir-nos? Bem sei quem és: o Santo de Deus.” (Mc 1:24 ACF)





10. CARÁTER [2] [3]

(Ver também 2.2.2-Os Atributos Morais da Trindade)

- Santo: sem a menor contaminação 2Co 5:21; Hb 4:15; 9:14; 1Pe 1:19; 1Jo 3:5. (No V.T. só Jeová é dito o Santo, no N.T. é o Cristo que o é, portanto...). Imaculadamente puro Jo 1:4; 8:12; 1Jo 1:5; 3:3.

. Testemunhado por: demônio Mc 1:23-24; Judas Mt 27:3-4; Pilatos Jo 18:38; 19:4-6; sua esposa Mt 27:19; ladrão moribundo Lc 23:41; centurião Lc 23:47; Pedro At 3:14; João 1Jo 3:5; Ananias At 22:14; todo grupo de apóstolos At 4:27; Paulo 2Co 5:21; Jesus Jo 8:46; 14:30; Deus Pai Hb 1:8-9; Mt 17:5.

. Manifestado por Suas: atitudes-posições Hb 1:9; ações Jo 8:29; 1Pe 2:22; exigências Mt 5:48 (e todo o Sermão da Montanha!); repreender Mt 16:23; 23:13,33; sacrifício 1Pe 2:24; julgar e castigar 2Ts 1:7-9. Ver 3.9Impecabilidade.

- Amor (Jo 15:13) infinito (Ef 3:19) ao: Pai Jo 14:31; 15:10. Escrituras Mt 5:17-18; Jo 10:35. Igrejas Ef 5:25. Discípulos Jo 13:34; 17:2,9,12; 19:25-27. Crentes individuais Gl 2:20. Aqueles que Lhe pertencem Jo 13:1; 17:2,9,12; Ef 5:2, 25; Ap 1:5. Discípulos obedientes Jo 13:1; 14:21; 15:9. Criancinhas Mc 10:13-16. Amigos achegados Jo 11:1-3; 13:23. Jerusalém Mt 23:37; Lc 19:41. Inimigos Lc 23:34. Sua família Jo 19:25-27; 1Co 15:7. Pecadores perdidos Mt 9:13; Rm 5:6-8;. O jovem rico Mc 10;21.

. Manifestou-se ao Pai por obedecê-Lo Jo 15:10, fazer o que Lhe agradava Jo 8:29, procurar Sua glória Jo 17:1,4.

. Manifestou-se aos homens por Se ter proposto dar Sua vida para salvá-los Mt 20:28; Jo 10:11; 15:13; Rm 5:8; Ef 5:2,25, ir em busca deles Lc 15:4, buscá-los e salvá-los Lc 19:10, por regozijar-se em ganhá-los Lc 15:4-7; Jo 4:32-34, entristecer-se profundamente pelos rejeitantes Mt 23:37; Lc 19:41-42; Jo 5:40.

. Ninguém pode nos separar do Seu amor Rm 8:37-39!



- ZELO PERFEITO PARA COM DEUS, MESMO AQUÍ MC 3:21; LC 2:49; 4:42-44; 8:1; 12:49-50; JO 2:15-17.

- COMPAIXÃO MT 9:36 (PELAS MULTIDÕES SEM PASTOR); 14:14; 15:32; MC 1:41; 5:19; 9:22-23; LC 7:13; HE 5:2.

- MANSIDÃO E AMABILIDADE IS 53:7; MT 11:28-30; 12:18-21 CF. IS 42:2,3; JO 13:4-5; 2CO 10:1; 1PE 2:21-22. MANIFESTADA NA SUA LONGANIMIDADE E TOLERÂNCIA PARA COM OS FRACOS [NÃO REVOLTOSOS] MT 12:20, PERDÃO AOS (ARREPENDIDOS) REFUGADOS PELOS HOMENS LC 7:38,48,50, MANSA REPREENSÃO A TOMÉ JO 20:24-25,29, A PEDRO JO 21:15-17, A JUDAS MT 26:48-50; JO 13:21, COMPASSIVA ORAÇÃO PELOS SEUS ASSASSINOS LC 23:34, O SUPORTAR INJÚRIAS E MALTRATOS 1PE 2:23. DEVEMOS IMITÁ-LO “AO SERVO DO SENHOR NÃO CONVÉM CONTENDER...” 2TM 2:24-25.

- HUMILDADE (OPOSTO DE ORGULHO E ARROGÂNCIA) ZC 9:9; MT 11:29. MANIFESTADA AO TOMAR FORMA E POSIÇÃO DE SERVO JO 13:4-5, NÃO BUSCAR SUA PRÓPRIA GLÓRIA JO 8:50.

- CORAGEM: TENTARAM MATÁ-LO POR EXPOR A MALDADE DE ISRAEL LC 4:16-30. AS 2 PURIFICAÇÕES DO TEMPLO MT 21:12-16 + JO 2:13-17. ENFRENTOU LOUCO-ENDEMONINHADO MC 5:1-9. ARRISCOU A VIDA POR LÁZARO JO 11:7-8,16,53. DENUNCIOU FACE A FACE OS PODEROSOS FARISEUS MT 23. FOI PARA O CALVÁRIO MC 10:32-34; LC 9:51.

- INCESSANTE TRABALHADOR: JO 5:17; 9:4. COMEÇANDO AO NASCER DO SOL MC 1:35; JO 8:2, INDO ATÉ TARDE NA NOITE MT 8:16; LC 6:12; JO 3:2, ÀS VEZES “ESQUECENDO” DE COMER JO 4:31-34, DE REPOUSAR MC 6:31, DAS SUAS DORES E MORTE LC 23:41-43. INCANSÁVELMENTE (COMO PREGADOR-ANDARILHO, EM TODOS OS TEMPOS, SITUAÇÕES E OPORTUNIDADES): ENSINOU, PREGOU, SALVOU OS PERDIDOS, EXPULSOU DEMÔNIOS, CUROU, CHAMOU E TREINOU SEUS OBREIROS MT 10; LC 10. COMO OBREIRO, CARACTERIZOU-SE POR: CORAGEM JO 2:14-17; 3:3; 19:10-11, EMPENHO + METICULOSIDADE MT 14:36; JO 7:23, IMPARCIALIDADE MT 11:19, E TATO MC 12:34; JO 4:7-30.

- VIDA DE ORAÇÃO: ÀS VEZES TODA A NOITE MT 14:23; LC 6:12, ÀS VEZES DE MADRUGADA E SOLITÁRIO MC 1:35; ANTES DE GRANDES TAREFAS: MC 1:35-38; MT 26:38-46, DEPOIS DE GRANDES SUCESSOS JO 6:15; PELOS SEUS LC 22:32; JO 17, ARDENTEMENTE LC 22:44; HE 5:7, PERVERANTEMENTE MT 26:44; SUBMISIVAMENTE MT 26:39; CRENDO MESMO JO 11:41-42. QUANTO NÓS PRECISAMOS ORAR!

- PERFEITO EQUILÍBRIO:

. SÉRIO-GRAVE, REMINDO O TEMPO, CHEIO DE PESAR IS 53:3-4; CF SL 69:9; RM 15:3; HE 2:10, CHOROU LC 19:41; JO 11:35, AFLIGIU-SE PELOS QUE O REJEITARAM MT 23:37; JO 5:40.

. MAS SEM AMARGURA, SEM O MENOR DESÂNIMO, ANTES CHEIO DE ALEGRIA JO 15:11; 17:13, E, AS VEZES, [SANTO] SENSO DE HUMOR MT 19:24; 23:24; LC 7:31-35 (MAS NUNCA LEMOS QUE JESUS DEU RISADAS (ALTAS, NERVOSA/TOLAS)!...). SUA ALEGRIA É A DE OBEDECER A DEUS, DE ANTEVER SALVAÇÕES E BÊNÇÃOS DA ETERNIDADE IS 53:11; HE 12:2.




11. DIFERENTES ÊNFASES NOS 4 EVANGELHOS

 

Mateus

o Rei profetizado

leão

profético

p/os Judeus

o Filho de Davi, Rei

Renovo justo, de Daví

Marcos

Servo obediente

boi

prático

os Romanos

o Servo do Senhor

meu Servo, o Renovo

Lucas

Homem perfeito

homem

histórico

os Gregos

o Filho do homem

o Homem, o Renovo

João

o Deus forte

águia

espiritual

todo o mundo

o Verbo de Deus

o Renovo do Senhor Is 4:2; Jr 23:5-6; Zc 3:8; 6:12

 

A Obra de Jesus, o  Cristo

Estágios na obra do Verbo eterno, conforme abordaremos:

Humilhação: kenosis e encarnação, ministério terrestre (ofício de profeta), morte e sepultamento, descida ao coração da terra.

Exaltação: ascensão, exaltação propriamente dita, ofício de sacerdote, arrebatamento dos Seus, 2a vinda, ofício de rei, julgando, reinando, julgando.



12. Sua verdadeira KENOSIS (esvaziamento) (Fp 2:5-11)


“5 De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, 6 Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, 7 Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; 8 E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz. 9 Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome; 10 Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, 11 E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o SENHOR, para glória de Deus Pai.” (Fp 2:5-11 ACF)

7 Mas
fez a Si mesmo de nenhuma reputação, havendo tomado perfil de servo, havendo-se tornado em semelhança de homens; (Fp 2:7 KJB, LTT)


a. O Cristo, por um pequeno tempo, deixou a glória do céu Jo 17:5; 2Co 8:9.
“E agora glorifica-me tu, ó Pai, junto de ti mesmo, com aquela glória que tinha contigo antes que o mundo existisse.” (Jo 17:5 ACF)
“Porque já sabeis a graça de nosso Senhor Jesus Cristo que, sendo rico, por amor de vós se fez pobre; para que pela sua pobreza enriquecêsseis.” (2Co 8:9 ACF)

b. Fp2:6a: “O Qual, subsistindo em [a mesma] forma [morphe = natureza e essência perceptíveis, mas verdadeiras, permanentes e totais] de Deus,”

c. verso 6b: “não considerou o ser igual a Deus como algo a que se devia aferrar,” [4] o Cristo não considerou a manifestação da Sua divindade no céu como um tesouro a que devia se agarrar e reter a todo custo. Na Sua encarnação Ele não se preocupou em reter nada dessa gloriosa manifestação.

d. v. 7a “mas fez a Si mesmo de nenhuma reputação”: A excelente “Almeida Corrigida e Revisada, Fiel ...”, da S.B.Trinitariana, traduz kenoo por “esvaziou”, mas isto pode levar a doutrinas errôneas (ver d.a e d.b, abaixo), por isso devemos preferir o que os dedicados crentes-e-eruditos ponderadamente traduziram na King James Bible: “fez a Si mesmo de nenhuma reputação [5]. Note como isto casa com a explicação do próprio texto: o Cristo não se importou com Sua reputação, mas “esvaziou” a Si próprio apenas no sentido de se fazer de nenhuma fama ao tomar a forma de servo!!! Há artigos de grandes eruditos em Grego justificando esta tradução. Lembre que o Texto Grego não tem vírgulas, e releia Fp 2:7: “mas fez a Si mesmo de nenhuma reputação havendo tomado a forma-natureza de um servo, havendo Se tornado em [a] semelhança de homens;”

- Mesmo que a melhor tradução fosse o super-literal “esvaziou-Se a Si mesmo”, notemos que:


d.a. Há grave erro no ensino de que “o Cristo, enquanto aqui na terra, voluntariamente Se despiu, ficou sem ter Seus atributos relativos de divindade (onisciência, onipotência, onipresença), portanto ficou temporariamente menos Deus, mesmo retendo Seus atributos imanentes de divindade (santidade, amor, verdade)”. Nem por 1 segundo o Cristo foi (nem é, nem será) sequer 1 mm menos que 100% Deus! Jo 1:1; 2Co 4:4; Cl 1:15; 2:9; He 1:3. Ver 3.8-A Divindade do Filho.
   “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.” (Jo 1:1 ACF)
   “Nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus.” (2Co 4:4 ACF)
    “O qual é imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação;” (Cl 1:15 ACF)
    “Porque nele habita corporalmente toda a plenitude da divindade;” (Cl 2:9 ACF)
   “O qual, sendo o resplendor da sua glória, e a expressa imagem da sua pessoa, e sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, havendo feito por si mesmo a purificação dos nossos pecados, assentou-se à destra da majestade nas alturas;” (Hb 1:3 ACF)

d.b. Há erro, mesmo que menos grave, no ensino de que “o Cristo, mesmo nunca deixando de ser 100% Deus, nunca chegando a ter 1 mm a menos de nenhum dos Seus atributos de divindade, voluntariamente deixou, aqui na terra, de exercer, de usar independentemente, de manifestar externamente alguns desses atributos: Onipresença Jo 11:14-15. Onisciência Mc 13:32; Lc 8:45-46. Onipotência Jo 5:19-20.” VERSOS ERRONEAMENTE USADOS:
      “14 Então Jesus disse-lhes claramente: Lázaro está morto; 15 E folgo, por amor de vós, de que eu lá não estivesse, para que acrediteis; mas vamos ter com ele.” (Jo 11:14-15 ACF)
      “Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos que estão no céu, nem o Filho, senão o Pai.” (Mc 13:32 ACF)
      “45 E disse Jesus: Quem é que me tocou? E, negando todos, disse Pedro e os que estavam com ele: Mestre, a multidão te aperta e te oprime, e dizes: Quem é que me tocou? 46 E disse Jesus: Alguém me tocou, porque bem conheci que de mim saiu virtude.” (Lc 8:45-46 ACF)
      “19 Mas Jesus respondeu, e disse-lhes: Na verdade, na verdade vos digo que o Filho por si mesmo não pode fazer coisa alguma, se o não vir fazer o Pai; porque tudo quanto ele faz, o Filho o faz igualmente. 20 Porque o Pai ama o Filho, e mostra-lhe tudo o que faz; e ele lhe mostrará maiores obras do que estas, para que vos maravilheis.” (Jo 5:19-20 ACF)


- Isto poderia ser possível para onipotência e, talvez, onipresença. Mas, até para homens e anjos, é impossível que se decida não saber o que já se sabe [6] !!! É impossível, mesmo por 1 segundo, Deus deixar de conhecer o que conhece: tudo!

- Lc 8:45-46 é apenas antropomorfismo, o Cristo rebaixando-Se a falar em termos das limitações dos homens (como Deus perguntando a Adão “onde estás?” Gn 3:9, etc.).

- Em Mc 13:32 (“Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos que [estão] no céu, nem o Filho, senão o Pai.”) o contexto é Filho do homem, o Cristo como o homem perfeito, representando a humanidade.

d.c. A posição correta é que, pelo ângulo da Sua posição de homem e representante da humanidade, o Cristo podia dizer que não era onisciente, não sabia do dia e da hora, mas na realidade Sua pessoa integral sempre foi é e será onisciente, o Cristo sempre soube qual será aquele dia e hora, pois Sua inseparável e indesligável natureza divina é onisciente (Ver 3.8-Divindade_Onisciência, acima). Analogia: um diplomata pode ao mesmo tempo saber de algo (como pessoa total) e não sabê-la (na qualidade de porta-voz do País)! Dizer de si mesmo “O embaixador não sabe” é diferente de dizer “Meu eu total não sabe”. Apenas na Sua posição de homem é que o Cristo se limitou em vários aspectos.


e. v 7b: “havendo tomado a forma  [morphe = natureza e essência perceptíveis, mas verdadeiras, permanentes e totais] de um servo, havendo Se tornado em [a] semelhança [homoioma = similitude] de homens;”. O Verbo Se fez carne Jo 1:14, recebeu um corpo Cl 2:9, no Cristo toda a plenitude da divindade habitou em forma corpórea  He 10:5.
      “E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade.” (Jo 1:14 ACF)
      “Porque nele habita corporalmente toda a plenitude da divindade;” (Cl 2:9 ACF)
      “Por isso, entrando no mundo, diz: Sacrifício e oferta não quiseste, Mas corpo me preparaste;” (Hb 10:5 ACF)

f. v. 8: E, havendo sido achado na forma [schema = figura, aspecto exterior visivel aos olhos humanos] de um homem, humilhou-se a Si mesmo havendo se tornado obediente até a morte, mesmo morte de uma cruz.”




13. MINISTÉRIO TERRESTRE

(breve esboço dos principais pontos):



EM BELÉM NASCEU LC 2:7, E FOI CIRCUNCIDADO LC 2:21.

FOI PARA O EGITO MT 2:14,

VOLTOU E CRESCEU EM NAZARÉ LC 2:39.

AOS 12 ANOS DEBATEU NO TEMPLO LC 2:42.

AOS 30 ANOS FOI BATIZADO MT 3:16, TENTADO MT 4:1, FEZ SEU 1º MILAGRE REGISTRADO, EM CANÁ JO 2:7-9, E A 1ª PURIFICAÇÃO DO TEMPLO JO 2:15.

DEPOIS, FALOU A NICODEMOS JO 3, À SAMARITANA JO 4, PREGOU SEU SERMÃO SOBRE ISAÍAS 61, EM NAZARÉ, LC 4.

ESCOLHEU OS DOZE MT 10:2-4, PREGOU O SERMÃO DA MONTANHA MT 5-7, A PARÁBOLA DO SEMEADOR MT 13,

ALIMENTOU OS 5000 JO 6,

ANDOU SOBRE AS ÁGUAS JO 6:19

PERDOOU ADÚLTERA JO 8, CUROU CEGO DE NASCENÇA JO 9, PREGOU SERMÃO DO BOM PASTOR JO 10, RECEBEU A CONFISSÃO DE PEDRO MT 16:16,

TRANSFIGUROU-SE MT 17.

PREGOU A PARÁBOLA DO BOM SAMARITANO LC 10, A DO RICO LOUCO LC 12, A DO FILHO PRÓDIGO LC 15.

RESSUSCITOU LÁZARO JO 11,

FALOU AO JOVEM E RICO GOVERNADOR MT 19,

CONVERTEU ZAQUEU LC 19, FOI UNGIDO POR MARIA DE BETÂNIA JO 12,

ENTROU TRIUNFALMENTE EM JERUSALÉM MT 21,

AMALDIÇOOU A FIGUEIRA MT 21:19.

DENUNCIOU OS LÍDERES DE ISRAEL MT 23.

CHOROU POR JERUSALÉM MT 23:37-39; LC 19:41.

FEZ DISCURSO DO MONTE DAS OLIVEIRAS MT 24-25.

CELEBROU A ÚLTIMA CEIA JO 13-14.

OROU E SOFREU NO GETSÊMANE JO 18.

FOI COVARDEMENTE JULGADO E CONDENADO POR PILATOS JO 19, E CRUCIFICADO JO 19.

SALVOU UM DOS LADRÕES LC 23:39-43.

RESSUSCITOU EM GLÓRIA MT 28; MC 16; LC 24; JO 20.

APARECEU A MARIA MAGDALENA JO 20; APARECEU NA ESTRADA DE EMAÚS LC 24; APARECEU AOS SEUS DISCÍPULOS LC 24;

RESTAUROU PEDRO JO 21.

ASCENDEU AO CÉU LC 24:51.





14. OFÍCIOS

a. Profeta: Ministério passado (de revelar, apresentar Deus ante os homens, sabendo os segredos + problemas + necessidades: do passado, do presente, e do futuro), começou plenamente na submersão e terminou na ascensão [7]. Este ministério foi previsto por Moisés Dt 18:18-19 (este não foi João, o submersor: Jo 1:21), e reconhecido pela samaritana Jo 4:19; galileus Lc 7:16; povo de Jerusalém Mt 21:11; Jo 7:40; inimigos Lc 22:64; discípulos de Emaús Lc 24:19.

“18 Eis lhes suscitarei um profeta do meio de seus irmãos, como tu, e porei as minhas palavras na sua boca, e ele lhes falará tudo o que eu lhe ordenar. 19 E será que qualquer que não ouvir as minhas palavras, que ele falar em meu nome, eu o requererei dele.” (Dt 18:18-19 ACF)

 “E perguntaram-lhe: Então quê? És tu Elias? E disse: Não sou. És tu profeta? E respondeu: Não.” (Jo 1:21 ACF)

 “Disse-lhe a mulher: Senhor, vejo que és profeta.” (Jo 4:19 ACF)

 “E de todos se apoderou o temor, e glorificavam a Deus, dizendo: Um grande profeta se levantou entre nós, e Deus visitou o seu povo.” (Lc 7:16 ACF)

 “E a multidão dizia: Este é Jesus, o profeta de Nazaré da Galiléia.” (Mt 21:11 ACF)

 “Então muitos da multidão, ouvindo esta palavra, diziam: Verdadeiramente este é o Profeta.” (Jo 7:40 ACF)

 “E, vendando-lhe os olhos, feriam-no no rosto, e perguntavam-lhe, dizendo: Profetiza, quem é que te feriu?” (Lc 22:64 ACF)

 “E ele lhes perguntou: Quais? E eles lhe disseram: As que dizem respeito a Jesus Nazareno, que foi homem profeta, poderoso em obras e palavras diante de Deus e de todo o povo;” (Lc 24:19 ACF)



b. Sacerdote: Ministério presente (de interceder pelo homem e representá-lo homem ante Deus), começou na ascensão e terminará na 2a. vinda do Cristo. Para ser sacerdote, o Cristo foi tomado entre os homem He 2:16; 4:15,

foi aperfeiçoado pelo sofrimento He 2:10,
“Porque convinha que aquele, para quem são todas as coisas, e mediante quem tudo existe, trazendo muitos filhos à glória, consagrasse pelas aflições o príncipe da salvação deles.” (Hb 2:10 ACF)

empatiza conosco quando somos provados He 2:17-18 + 4:15-16,
“17 Por isso convinha que em tudo fosse semelhante aos irmãos, para ser misericordioso e fiel sumo sacerdote naquilo que é de Deus, para expiar os pecados do povo. 18 Porque naquilo que ele mesmo, sendo tentado, padeceu, pode socorrer aos que são tentados.” (Hb 2:17-18 ACF)
      “15 Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém, um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado. 16 Cheguemos, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno.” (Hb 4:15-16 ACF)

tem compaixão por nós, Seus semelhantes He 5:1-2,
“1 ¶ PORQUE todo o sumo sacerdote, tomado dentre os homens, é constituído a favor dos homens nas coisas concernentes a Deus, para que ofereça dons e sacrifícios pelos pecados; 2 E possa compadecer-se ternamente dos ignorantes e errados; pois também ele mesmo está rodeado de fraqueza.” (Hb 5:1-2 ACF)

foi escolhido por Deus Nu 16:5; Mt 3:16-17; 17:5; He 5:4-6,
“E falou a Coré e a toda a sua congregação, dizendo: Amanhã pela manhã o SENHOR fará saber quem é seu, e quem é o santo que ele fará chegar a si; e aquele a quem escolher fará chegar a si.” (Nm 16:5 ACF)
      “16 E, sendo Jesus batizado, saiu logo da água, e eis que se lhe abriram os céus, e viu o Espírito de Deus descendo como pomba e vindo sobre ele. 17 E eis que uma voz dos céus dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo.” (Mt 3:16-17 ACF)
      “E, estando ele ainda a falar, eis que uma nuvem luminosa os cobriu. E da nuvem saiu uma voz que dizia: Este é o meu amado Filho, em quem me comprazo; escutai-o.” (Mt 17:5 ACF)
      “4 E ninguém toma para si esta honra, senão o que é chamado por Deus, como Arão. 5 Assim também Cristo não se glorificou a si mesmo, para se fazer sumo sacerdote, mas aquele que lhe disse: Tu és meu Filho, Hoje te gerei. 6 Como também diz, noutro lugar: Tu és sacerdote eternamente, Segundo a ordem de Melquisedeque.” (Hb 5:4-6 ACF)

foi consagrado a Deus Lv 21:6-7; Lc 1:35; He 7:26.
“6 Santos serão a seu Deus, e não profanarão o nome do seu Deus, porque oferecem as ofertas queimadas do SENHOR, e o pão do seu Deus; portanto serão santos. 7 Não tomarão mulher prostituta ou desonrada, nem tomarão mulher repudiada de seu marido; pois santo é a seu Deus.” (Lv 21:6-7 ACF)
      “E, respondendo o anjo, disse-lhe: Descerá sobre ti o Espírito Santo, e a virtude do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra; por isso também o Santo, que de ti há de nascer, será chamado Filho de Deus.” (Lc 1:35 ACF)
      “Porque nos convinha tal sumo sacerdote, santo, inocente, imaculado, separado dos pecadores, e feito mais sublime do que os céus;” (Hb 7:26 ACF)


Como sacerdote, o Cristo ofereceu a Si mesmo como sacrifício He 2:9; He 5:8-9,
“Vemos, porém, coroado de glória e de honra aquele Jesus que fora feito um pouco menor do que os anjos, por causa da paixão da morte, para que, pela graça de Deus, provasse a morte por todos.” (Hb 2:9 ACF)

      8 Ainda que era Filho, aprendeu a obediência, por aquilo que padeceu. 9 E, sendo ele consumado, veio a ser a causa da eterna salvação para todos os que lhe obedecem; (Hb 5:8-9 ACF
)


intercedeu e intercede pelo Seu povo Lc 22:31-32; Jo 17:9-11,15-25; Rm 8:34; He 7:25,
“31 Disse também o Senhor: Simão, Simão, eis que Satanás vos pediu para vos cirandar como trigo; 32 Mas eu roguei por ti, para que a tua fé não desfaleça; e tu, quando te converteres, confirma teus irmãos.” (Lc 22:31-32 ACF)
      “9 Eu rogo por eles; não rogo pelo mundo, mas por aqueles que me deste, porque são teus. 10 E todas as minhas coisas são tuas, e as tuas coisas são minhas; e nisso sou glorificado. 11 ¶ E eu já não estou mais no mundo, mas eles estão no mundo, e eu vou para ti. Pai santo, guarda em teu nome aqueles que me deste, para que sejam um, assim como nós. ... 15 Não peço que os tires do mundo, mas que os livres do mal. 16 Não são do mundo, como eu do mundo não sou. 17 ¶ Santifica-os na tua verdade; a tua palavra é a verdade. 18 Assim como tu me enviaste ao mundo, também eu os enviei ao mundo. 19 E por eles me santifico a mim mesmo, para que também eles sejam santificados na verdade. 20 ¶ E não rogo somente por estes, mas também por aqueles que pela sua palavra hão de crer em mim; 21 Para que todos sejam um, como tu, ó Pai, o és em mim, e eu em ti; que também eles sejam um em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste. 22 E eu dei-lhes a glória que a mim me deste, para que sejam um, como nós somos um. 23 Eu neles, e tu em mim, para que eles sejam perfeitos em unidade, e para que o mundo conheça que tu me enviaste a mim, e que os tens amado a eles como me tens amado a mim. 24 ¶ Pai, aqueles que me deste quero que, onde eu estiver, também eles estejam comigo, para que vejam a minha glória que me deste; porque tu me amaste antes da fundação do mundo.” (Jo 17:9-11,15-24 ACF)
      “Quem é que condena? Pois é Cristo quem morreu, ou antes quem ressuscitou dentre os mortos, o qual está à direita de Deus, e também intercede por nós.” (Rm 8:34 ACF)
      “Portanto, pode também salvar perfeitamente os que por ele se chegam a Deus, vivendo sempre para interceder por eles.” (Hb 7:25 ACF)


abençoa Seu povo Ef 1:3; 2:11-22.
“Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo;” (Ef 1:3 ACF)
      “11 ¶ Portanto, lembrai-vos de que vós noutro tempo éreis gentios na carne, e chamados incircuncisão pelos que na carne se chamam circuncisão feita pela mão dos homens; 12 Que naquele tempo estáveis sem Cristo, separados da comunidade de Israel, e estranhos às alianças da promessa, não tendo esperança, e sem Deus no mundo. 13 Mas agora em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, já pelo sangue de Cristo chegastes perto. 14 ¶ Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um; e, derrubando a parede de separação que estava no meio, 15 Na sua carne desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos, que consistia em ordenanças, para criar em si mesmo dos dois um novo homem, fazendo a paz, 16 E pela cruz reconciliar ambos com Deus em um corpo, matando com ela as inimizades. 17 E, vindo, ele evangelizou a paz, a vós que estáveis longe, e aos que estavam perto; 18 Porque por ele ambos temos acesso ao Pai em um mesmo Espírito. 19 Assim que já não sois estrangeiros, nem forasteiros, mas concidadãos dos santos, e da família de Deus; 20 Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que Jesus Cristo é a principal pedra da esquina; 21 No qual todo o edifício, bem ajustado, cresce para templo santo no Senhor. 22 No qual também vós juntamente sois edificados para morada de Deus em Espírito.” (Ef 2:11-22 ACF)



c. Rei: Ministério futuro (de reinar por e para Deus), começará na 2a. vinda do Cristo e durará por toda eternidade [8]. Para ser Rei, o Cristo veio da tribo de Judá Gn 49:10, e da semente de Davi 2Sm 7:8-17; Sl 89:3-4; Ap 5:5.

Como rei, o Cristo reinará pessoal-onipotente-oniscientemente Jr 23:5-6; Zc 14:9,
“5 Eis que vêm dias, diz o SENHOR, em que levantarei a Davi um Renovo justo; e, sendo rei, reinará e agirá sabiamente, e praticará o juízo e a justiça na terra. 6 Nos seus dias Judá será salvo, e Israel habitará seguro; e este será o seu nome, com o qual Deus o chamará: O SENHOR JUSTIÇA NOSSA.” (Jr 23:5-6 ACF)
      “E o SENHOR será rei sobre toda a terra; naquele dia um será o SENHOR, e um será o seu nome.” (Zc 14:9 ACF)


com vara de ferro Sl 2:8-9; Ap 2:27; 19:15,
“8 Pede-me, e eu te darei os gentios por herança, e os fins da terra por tua possessão. 9 Tu os esmigalharás com uma vara de ferro; tu os despedaçarás como a um vaso de oleiro.” (Sl 2:8-9 ACF)
      “E com vara de ferro as regerá; e serão quebradas como vasos de oleiro; como também recebi de meu Pai.” (Ap 2:27 ACF)
      “E da sua boca saía uma aguda espada, para ferir com ela as nações; e ele as regerá com vara de ferro; e ele mesmo é o que pisa o lagar do vinho do furor e da ira do Deus Todo-Poderoso.” (Ap 19:15 ACF)


trazendo universais paz Is 2:4 e justiça Is 11:4-5.
“E ele julgará entre as nações, e repreenderá a muitos povos;
e estes converterão as suas espadas em enxadões e as suas lanças em foices; uma nação não levantará espada contra outra nação, nem aprenderão mais a guerrear.” (Is 2:4 ACF)
      “4 Mas julgará com justiça aos pobres, e repreenderá com eqüidade aos mansos da terra; e ferirá a terra com a vara de sua boca, e com o sopro dos seus lábios matará ao ímpio, 5 E a justiça será o cinto dos seus lombos, e a fidelidade o cinto dos seus rins.” (Is 11:4-5 ACF)
     Ver Cap. 10-Escatologia, seção 5-A Dispensação do Reino dos Céus.



15. MORTE:

(ver também Cap. 8-Soteriologia, a Doutrina da Salvação, e 3.4.10Finalidade da Encarnação). O Cristo é estimado sobretudo pela Sua morte! O propósito da Encarnação foi a Expiação (Mc 10:45; He 2:9,14; 9:26; 1Jo 3:5)!

a. Quão terrível e comovente! Contemplada no V.T.: Sl 41:9; 22:1,6-8,16-18; 69:21; Is 50:6; 53:4-7; Dn 9:26; Zc 11:12-13; 13:7; Lc 24:25-27; 1Pe 1:10-11, Contemplada no N.T.:  Mt 17:22-23; Jo 16:16-17. Contemplada pelos anjos: Ef 3:10; 1Pe 1:12.

b. Seu escopo: (ver Cap 7 - Soteriologia, e o livreto “TDITP: Dois Preconhecimentos dos Salvos, Três Chamamentos”, por Hélio de M. Silva, 17 páginas, 1997).

- A expiação é: Suficiente para todos Jo 1:29; 1Tm 2:6; 4:10; He 2:9; 1Jo 1:2:2. Eficaz para salvação de todos que crêem Jo 1:12. Eficaz para juízo de todos que permanecerem na incredulidade Jo 3:18; 16:9.

- O Cristo morreu pelo:

. Mundo inteiro Jo 1:29; 3:16; 1Tm 2:6; 4:10; Tt 2:11; 2Pe 2:1; 3:9; 1Jo 2:2, cada homem He 2:9, pecadores Rm 5:6-8; 1Tm 1:15; 1Pe 3:18.

. Mas, especialmente, pelos: eleitos Mt 1:21; Jo 10:26-28; 17:9; At 20:28; Ef 1:14; 5:25; 2Tm 1:9-10 cf. Ap 13:8, os crentes 1Tm 4:10, as igrejas Ef 5:25-27.

c. Tipos dela, no V.T. (à luz de Lc 24:25-27, na estrada de Emaús): As túnicas de pele Gn 3:21. O cordeiro substituindo Isaque Gn 22:13. O cordeiro Pascal Ex 12. Os sacrifícios levíticos Lv 1-7. A ordenança do novilho vermelho Nu 19. O sacrifício do dia da expiação Lv 16. A arca 1Pe 3:18-22. A passagem através do Mar Vermelho 1Co 10:1-2. Os 2 memoriais Js 3-4. O ramo lançado nas águas de Mara Ex 15:23-26. A rocha ferida 1Co 10:4. A serpente de bronze Jo 3:14.

d. Sua importância: Os últimos 3 dias da vida terrestre do Cristo ocupam 1/5 dos evangelhos! Jogue fora a morte do Cristo + sua interpretação na Bíblia, e você rebaixará Cristianismo ao nível das religiões pagãs. Concentram(!)-se ponderando a morte do Cristo: toda a Bíblia Lc 24:27,44, os profetas 1Pe 1:11, Moisés e Elias Lc 9:30-31 (o único assunto da Transfiguração!), o evangelho 1Co 15:1-5, os apóstolos 1Co 1:18,23; 2:2; Gl 6:14; os anjos 1Pe 1:12, as 4 criaturas viventes e os 24 anciãos de Ap 5:8-10 (o tema central do novo cântico!), e até os anjos ao redor do trono Ap 5:11-12. O Cristo falou muito sobre a da Sua morte: Mt 17:22-23; 26:31,46; Mc 10:33-34; 14:8; Lc 9:22; Jo 2:19; 3:14; 10:17; 12:32; 16:7. É indispensável para nossa salvação Jo 3:14-15; 12:24. Deus, justo, não pode perdoar nosso pecado somente pelo nosso arrepencimento, Ele só pode nos perdoar após a pena ter sido paga (!) Rm 3:25-26; Mt 16:21; Mc 8:31; Lc 9:22; 17:25; 24:7; Jo 12:32-34; At 17:3.

e. FALSAS TEORIAS: “A MORTE DO CRISTO:



- FOI MERO MARTÍRIO PELA CAUSA DE DEUS”: O N.T. O CHAMARIA “MÁRTIR”, COMO A OUTROS. OS OUTROS MÁRTIRES SERIAM IGUALMENTE SALVADORES E EXALTADOS. O CRISTO NÃO PERMITIRIA QUE O TIVESSEM POR REDENTOR LC22:39-46. NÃO EXISTIRIA O MISTÉRIO DA EXPIAÇÃO EF 5:25. O CRISTO NÃO TERIA SE ANGUSTIADO LC 22:39-42 COMPARE FP 1:21,23. O PAI NÃO LHE TERIA ABANDONADO MT 27:46.

- FOI ACIDENTE NÃO PREVISTO PELO PAI E FILHO” SL 22; 29; IS 53; MT 16:21.

- FOI RESGATE PAGO PARA SATANÁS LIBERTAR OS HOMENS, SEUS REFÉNS: ISTO É CONTRA A BÍBLIA. ADEMAIS, A MORTE DO CRISTO ASSEGUROU A CONDENAÇÃO ETERNA E FINAL DO DIABO!

- FOI SÓ PARA BEM-INFLUENCIAR MORALMENTE OS HOMENS, AO VÊ-LO COMPARTILHAR NOSSOS SOFRIMENTOS, E VENCÊ-LOS”: ANTI-BÍBLICO. ADEMAIS, SEUS ASSASSINOS CONTINUARAM LHE ODIANDO AINDA MAIS, E AOS CRENTES! SEU OBJETIVO NÃO FOI ..., MAS SIM SALVAR O HOMEM, PARA QUE ESTE POSSA COMPARTILHAR DAS SUAS RIQUEZAS.

- FOI PARA DEIXAR EXEMPLO, MORRENDO PELOS QUE AMA”: ANTI-BÍBLICO. ADEMAIS, MILHARES DE MÃES, PAIS, SOLDADOS, BOMBEIROS, FANÁTICOS DE FALSAS RELIGIÕES, ETC., MORRERAM PELOS SEUS AMADOS, E DAÍ?

- FOI PARA SATISFAZER A [CAPRICHOSA] VINGANÇA DE DEUS, INSULTADINHO, CONTRA POBRES INOCENTES”: TERMOS ANTI-BÍBLICOS!! 



f. Sua natureza:

Pré-decretada At 2:23; 1Pe 1:18-20; Ap 13:8.

Voluntária Jo 10:17-18; Gl 2:20.

Sacrifício (holocausto), infinito e definitivo, pelo pecado Ex 12:13,23; Is 53:10; 1Co 5:7; He 9:14.

Expiatória (apaziguando, pagando a pena, satisfazendo a justiça) Is 53:4-6; Gl 3:13.

Propiciatória (cobrindo, tornando favorável) Lv 4:35; Sl 51:9; Is 38:17; 53:8,10-12; Mq 7:19; Rm 1:2; 3:25-26; 1Jo 2:2; 4:10 [9] [10].

Redentora (resgatando por meio de pagamento) Mt 20:28; Lc 1:68; Gl 3:13; 4:4-5; He 9:12.

Vicária (substitutiva, em lugar de outros) Lv 1:2-4; Is 53:4-6,12; Mt 1:21; Mc 10:45; Jo 1:29; Rm 4:25; 1Co 15:3; 2Co 5:21; Gl 3:13; He 9:28; 1Pe 2:24; 3:18.

g. Sua necessidade: Antes da criação foi decretada por Deus At 2:23; Gl 4:4-5; 1Pe 1:18-20 e voluntariamente aceita pelo Verbo. Porque o homem é pecador Is 59:1-2; Rm 3:10-20; Ef 2:13; 1Pe 2:25, Deus é infinitamente santo Lv 11:44; Pv 15:9; Hc 1:13, e perfeita e infinitamente amor Jo 3:16; 1Jo 2:1-2; 4:10. As profecias tinham que se cumprir Sl 69; Sl 22; Is 53; Lc 24:25-27.

h. Seus resultados:

- Aos homens em geral é introduzida a dispensação da graça Tt 2:11:

. Nova oportunidade Jo 3:16-18; At 17:30-31; Rm 3:25; 2Pe 3:9.

. Movente atração Jr 31:3; Jo 12:32-33 contraste  5:40.

. Propiciação provida 1Jo 2:2; 4:10.

. Removido “o pecado do mundo” (a condenação devida por Adão!) Jo 1:29; Rm 5:18.

- Ao crente, que é uma nova criação 2Co 5:17:

. Salvo da pena do pecado Jo 5:24; At 13:38-39; Rm 8:1-3,33-34.

. Salvo do poder escravizante do pecado He 9:26, morto para o pecado Rm 6:1-3,6,8; 2Co 5:14-15; Gl 2:20; 6:14; 1Pe 2:24.

. Salvo da presença do pecado e possibilidade de pecados [após reunião com o Cristo].

. Comprado por e para Deus (At 20:28; 1Co 6:20; Ef 1:13-14; 1Pe 1:18-19; Ap 5:9-10), da maldição (Is 42:21; Gl 3:10,13; Tg 2:10) e da escravidão (Rm 7:1-4,6; Cl 2:14) da lei.

. Removida a barreira entre judeus e gentios Gl 3:28; Ef 2:14-16.

. Certeza da adoção como filho (manifestar-se-á na glorificação do corpo) Jo 1:12; Gl 4:3-5.

. Anulada a distância para Deus Ef 2:13.

. Reconciliação com Deus Rm 5:10; Cl 1:20,22.

. Paz com Deus Rm 5:1, possibilitando a paz de Deus Fp 4:7.

. Redenção, perdão dos pecados Gl 3:13; Ef 1:7; Cl 1:14 (T.Recebidos); Ap 5:8-12.

. Purificação continuada dos pecados Lv 14:19,31; 16:30; 17:11; Jr 33:8; Sl 51:7; Mt 26:28; Rm 3:25; 5:9; Ef 1:7; He 9:22-23; 1Jo 1:7,9; Ap 7:14.

. Santificação posicional (Fp 1:1; He 3:1; 10:10), experiencial-condicional-progressiva (Jo 17:17;  2Co 3:18 cf. Sl 34:5; Ef 5:25-26; 1Ts 5:23-24), e completa-definitiva (Ef 5:27; 1Jo 3:2).

. Imputação da justiça Rm 5:9.

. Garantida vitória sobre a morte (1Co 15:56-57) e seu temor (He 2:14-15), o eu (Gl 2:20), a carne (Gl 5:24), o mundo (Gl 6:14), Satanás (Gl 2:15).

. Doação de todas as coisas Rm 8:32.

- A Satanás e os poderes das trevas têm derrota assegurada Cl 2:14-15:

. Expulsão judicial Jo 12:31-33; 1Jo 3:8 e executada Ap 12:7-11.

. Anulamento presente Hb 2:14; Cl 2:14-15; Ef 6:12, limitação próxima Ap 12:7-11, acorrentamento Mt 8:29; Ap 20:1-3, eterno lago de fogo Ap 20:7-14.

- Ao universo material foi assegurada sua libertação da maldição e seu reconciliamento com Deus Rm 8:21: Is 11; 35; Rm 8:20-23; Cl 1:19-20; He 9:23-24; 2Pe 3 (especialmente v.13); Ap 21; 22.



i. SEU DIA DE SEMANA: MAT 12:40 “... ESTARÁ O FILHO DO HOMEM TRÊS DIAS E TRÊS NOITES NO SEIO DA TERRA.” IMPLICA QUE O CRISTO MORREU NA QUARTA-FEIRA (APÓS O POR DE SOL E ANTES DO APARECIMENTO DA 1A. ESTRELA EX 12:6; A TUMBA, APÓS LONGO EMBALSAMAMENTO, FOI FECHADA PRÓXIMO AO FINAL DA NOITE DA QUARTA-FEIRA (AÍ COMEÇARAM OS 3 DIAS E 3 NOITES); E O CRISTO RESSUSCITOU PRÓXIMO AO FINAL DA NOITE DO SÁBADO. ISTO CASA COM O FATO DE QUE O DIA 15 DO MÊS DE NISSAN DO ANO 32 FOI UMA QUINTA-FEIRA MAS FOI TAMBÉM UM SÁBADO (DIA SANTIFICADO PARA CESSAÇÃO DE TRABALHOS E REPOUSO, POIS ERA O 1O. DIA DA FESTA DOS PÃES ASMOS NU 28:16-18, ETC.); ASSIM, QUARTA-FEIRA, SUA VÉSPERA, PODIA SER LEGITIMAMENTE CHAMADA “VÉSPERA DO SÁBADO”.



J. PROVAS:



- FOI PROFETIZADA NO V.T. SL 41:9; 22:1,6-8,16-18; 69:21; IS 50:6; 53:4-7; DN 9:26; ZC 11:12-13; 13:7; LC 24:25-27; 1PE 1:10-11, E NO N.T.  MT 17:22-23; JO 16:16-17.

- SANGUE +ÁGUA JORRARAM DO SEU LADO JO 19:34.

- OS [EXPERIENTES] CENTURIÃO E SOLDADOS O DECLARARAM MORTO MC15:45; JO 19:33.

- NICODEMOS E JOSÉ LONGAMENTE EMBALSAMARAM UM MORTO JO 19:38-40.

- MULHERES FORAM UNGIR UM MORTO MC 16:1.

- VÊ-LO RESSURRETO (VIVO E FORTE, AO 3O. DIA!) ASSOMBROU OS DISCÍPULOS MT 28:17; LC 24:37-38; JO 20:3-9.




16. DESCIDA AO CORAÇÃO DA TERRA


MT 12:40: O CRISTO FICOU 3 DIAS E 3 NOITES (ISTO É, DO PRÉ-ALVORECER DA QUINTA-FEIRA ATÉ O DO DOMINGO, VER ACIMA) NO CORAÇÃO DA TERRA, COM A PORTA DO TÚMULO FECHADA.

EF 4:9: ENQUANTO ISTO, O CRISTO “TINHA DESCIDO” NÃO “À TERRA”, MAS SIM “ÀS PARTES MAIS BAIXAS DA TERRA”, QUE TEÊM QUE SER O SEU CENTRO.

SL 16:10: A ALMA DO CRISTO NÃO FICOU PARA SEMPRE NO HADES = SHEOL = INFERNO (LUGAR DA HABITAÇÃO DOS MORTOS, QUE ENTÃO TINHA 2 COMPARTIMENTOS ETERNOS E INESCAPÁVEIS (UM O PARAÍSO DOS SALVOS, OUTRO  O LOCAL DE SOFRIMENTO DOS PERDIDOS) LC 16:19-31, E AGORA SÓ TEM 1 COMPARTIMENTO (DE SOFRIMENTO). O CORPO DO CRISTO NÃO CONHECEU A MENOR CORRUPÇÃO.

1Pe 3:18-20: O CRISTO “PREGOU” (PROCLAMOU, SEM EXIGIR A IDEIA DE OFERTA DE 2A. OPORTUNIDADE!) JULGAMENTO AOS ESPÍRITOS EM PRISÃO. ESTES SÃO DEMÔNIOS  JÁ NO TÁRTARO 2PE 2:4 E JD 1:6 [POR TEREM TENTADO CORROMPER A CARNE HUMANA E ASSIM IMPEDIR A PROMETIDA ENCARNAÇÃO DO CRISTO? GN 3:15; 6:1-4]). ESTA PREGAÇÃO PODERIA TER O TÍTULO: “VOCÊS FALHARAM!”

O CRISTO DEPOPULOU A METADE DO HADES QUE ABRIGAVA O PARAÍSO E TODOS OS SALVOS DO V.T. QUE HAVIAM MORRIDO LC 16:19-31. O DÉBITO EFETIVAMENTE PAGO, ELES PUDERAM ENTRAR NO 3O. CÉU 2CO 12:2.




17. RESSURREIÇÃO



A. Negada por muitos (mas ver letra “e”):



- “farsa: Jesus ou seus discípulos (ou ambos), perversamente tramaram o cumprimento das profecias” mas como obteriam: o nascimento ter sido em Belém, a genealogia, os milagres, a aceitação, os soldados não quebrarem seus ossos nem rasgarem sua capa, desmaiarem de pavor ante luz, o cristo sair da tumba, etc., Etc., Etc.?

- “desmaio: Jesus desmaiou/parou sinais vitais na cruz e voltou a si na tumba.” Idem. Como sairia da tumba?

- “alucinógenos: os discípulos tiveram alucinação por droga.” Idem. Nenhum traço de mais de 500 usuários de alucinógenos.

- “espírito: só alma&espírito ressuscitaram.” Ele comeu; tinha cicatrizes, foi tocado, etc.

- “sentimentalmente: Jesus só ressuscitou no coração dos amigos”. Mas estes não esperavam nem criam na ressurreição...



b. Profetizada por muitos: Sl 16:10; Is 53:9-12; Mt 16:21; 17:19,22-23; 20:18-19; 26:32; Lc 9:22; Jo 2:18-22.

c. Duvidada [11] até pelos Seus seguidores (mas não pelos fariseus! Mt 27:62-64): mulheres Mc 16:1-3; Maria Magdalena Jo 20:13; Pedro e João Lc 24:12; Jo 20:9; apóstolos Lc 24:9-11; Cleofas e esposa, de Emaús 24:13-31; Tomé Jo 20:24-29.

d.Descrita por um (Paulo): 1Co 15 (especialmente v.4-8).

e. Provas:

- Túmulo vazio Lc 24:3; Jo 20:1-8 [12] [13] [14].

- Um roubo aguerrido ou furtivo não deixaria para trás as faixas (miraculosamente “murchas”) e o lenço (bem arrumado), conforme vistos por testemunhas mesmo inimigas e nunca negados pelos judeus.

- Tremenda transformação nas vidas dos discípulos (Tiago e os outros irmãos de Jesus, não crentes, foram transformados para crentes Jo 7:3-5; 1Co 15:7; os apóstolos, naturalmente medrosos Mc 14:69-70, para supernaturalmente sem temor At 2:14,22-23; 3:14; 4:10; 5:29-32).

- Testemunho ocular e categórico dos apóstolos e muitos primeiros discípulos At 2:14,22-24; 17:31; 1Co 15:4-8.

- Testemunho do próprio Cristo Ap 1:18.

- Romanos e fariseus jamais tentaram provar a falsidade da ressurreição!

- O principal dia de adoração mudou de sábado para domingo(!) At 20:7; 1Co 16:2.

- O imediato aparecimento das igrejas, com poder e crescendo rapidamente.

- O N.T. é efeito da ressurreição.

F. 17 APARIÇÕES:



1a. A MARIA MAGDALENA (!) (AO ALVORECER DO DOMINGO): JO 20:11-17 CF. MC 16:9-11.

2a. ÀS OUTRAS MULHERES: MT 28:5,8-10.

3a. A PEDRO (!) (À TARDE): MC 16:7 COMPARE. SL 23:3; LC 24:34; 1CO 15:5.

4a. AOS 2 DISCÍPULOS NA ESTRADA PARA EMAÚS (CLEOFAS E ESPOSA, AO ANOITECER): MC 16:12; LC 24:13,14,25-27,30-32.

5a. A 10 DOS APÓSTOLOS (À NOITE, TOMÉ AUSENTE): MC 16:14; LC 24:36-43; JO 20:19-23.

6a. AOS 11 APÓSTOLOS (NO DOMINGO SEGUINTE, TOMÉ PRESENTE): LC 24:10-11; JO 20:26-29.

7a. A 7 DOS APÓSTOLOS (NO MAR DA GALILÉIA): JO 21:1-23.

8a. A 500 (!) DISCÍPULOS: 1CO 15:7.

9a. A TIAGO, IRMÃO DE JESUS: 1CO 15:7 (ANTES DA RESSURREIÇÃO, ERA DESCRENTE JO 7:3-5; POUCO DEPOIS, CRENTE AT 1:14; GL 1:19)

10a. AOS 11 APÓSTOLOS (NAS MONTANHAS DA GALILÉIA), DANDO-LHES A GRANDE COMISSÃO MT 28:16-20; MC 16:15-18; 1CO 15:7.

11a. NA ASCENSÃO (DO MONTE DAS OLIVEIRAS): LC 24:44-53; AT 1:3-9.

12a. A ESTEVÃO (NO SEU MARTÍRIO): AT 7:55-56.

13a. A PAULO, NA ESTRADA PARA DAMASCO, PARA CONVERTÊ-LO:  AT 9:3-6; CF. 22:6-11; 26:13-18.

14a. A PAULO, NA ARÁBIA, PARA INSTRUI-LO PROFUNDAMENTE: AT 26:17; GL 1:12,17; CF. AT 22:10.

15a. A PAULO, NO TEMPLO, PARA AVISÁ-LO DE PERSEGUIÇÃO: AT 22:17-21; CF. 9:26-30; GL 1:18.

16a. A PAULO, NA PRISÃO EM CESARÉIA, PARA ENCORAJÁ-LO: AT 23:11.

17a. A JOÃO, EM PATMOS, PARA DAR-LHE A “REVELAÇÃO DO NOSSO SENHOR...”: AP 1:12-20.



g. Importância da ressurreição do Cristo: Ver 1Co 15:12-19: Todo o cristianismo se firma ou desmorona com a ressurreição corporal do Cristo (!), e seu maior símbolo não é a cruz, mas sim o túmulo vazio! A ressurreição é vital, para aplicação da salvação provida pela morte do Cristo:

- Ele é sobre todos, e é cabeça das igrejas Ef 1:20-22;

- Deu o Espírito Santo Jo 1:33; At 1:5; 2:32-33; 11:15-17;

- Dons Ef 4:7-13;

- Reino + arrependimento + remissão At 5:31;

- Aperfeiçoa Rm 5:8-10.

- Demonstrou o infinito poder de Deus At 2:24 (este mesmo poder continua disponível aos já salvos Ef 1:19-20!).



QUEM NEGAR ESTA RESSURREIÇÃO É FORÇADO A 6 HORRÍVEIS CONCLUSÕES:

- TODA PREGAÇÃO DO EVANGELHO TEM SIDO, É, E SEMPRE SERÁ COMPLETAMENTE INÚTIL;

- TODA A FÉ PASSADA, PRESENTE E FUTURA, É LOUCA E INÚTIL;

- TODOS OS PREGADORES SÃO OS MAIORES LOUCOS OU MENTIROSOS;

- TODOS OS CRENTES VIVOS ESTÃO AINDA NOS SEUS PECADOS, INDO PARA O INFERNO, OS MORTOS JÁ ESTANDO LÁ;

- TODOS OS CRENTES MORTOS ESTÃO SOFRENDO NO INFERNO, PARA SEMPRE;

- A RAZÃO E PROPÓSITO DA PRÓPRIA VIDA ESTÃO PARA SEMPRE DESTRUÍDOS.



h. A ordem das ressurreições: (Ver cap. 10-Escatologia, seção 10.2.5-Notas sobre as ressurreições):

(As ressurreições prévias foram efêmeras, os corpos ressurretos ainda sendo iguais aos anteriores).

Há 2 tipos de ressurreição definitivas:

- A 1a. ressurreição (para a vida):

. Etapa Primícias: o Cristo 1Co 15:23; Mt 28:5-8; Mc 16:2-8; Lc 24:1-8.

. Etapa Igrejas ou Arrebatamento: todos os salvos do N.T., no Arrebatamento 1Ts 4:16; 1Co 15:23,53. Corpo imortal, eterno e glorificado.



. ETAPA V.T. + MÁRTIRES DA TRIBULAÇÃO: TODOS OS SALVOS DO V.T. + MÁRTIRES DA TRIBULAÇÃO, AO FINAL DOS SEUS 7 ANOS IS 26:19; DN 12:2-3; JO 5:24; AP 20:4-6. CORPO IMORTAL, ETERNO E GLORIFICADO.

. ETAPA MILÊNIO: NECESSARIAMENTE HAVERÁ RESSURREIÇÃO OU GLORIFICAÇÃO-DOS-CORPOS DOS SALVOS DO MILÊNIO. MAS A BÍBLIA NÃO DÁ DETALHES.



- A 2a. ressurreição (para a morte): ocorrerá após o Milênio Ap 20:5,11-13. Corpo imortal e eterno, mas não glorificado. Sofrerá eterna pena no Lago de Fogo.

i. A natureza do corpo ressurreto do Cristo (teremos corpos similares! 1Jo 3:1-3):

- Real (ver provas da morte, acima).

- Corporal: profetizado Mt 12:40; Jo 2:19-21; tinha carne e ossos Lc 24:39; carne, incorrompida Sl 16:10; At 2:31; pés seguráveis Mt 28:9; foi tocado Mt 28:9; comeu Lc 24:41-43; reconhecido Lc 24:41-43; Jo 20:16,20; 21:7, e com marcas dos cravos Lc 24:34-40; Jo 20:25-28, e da lança Jo 20:27, ambas visíveis mesmo na Sua 2a. vinda Zc 12:10; Ap 1:7; 5:6.

- Atravessa tudo, está acima das leis materiais Jo 20:19; Lc 24:31,36. Não precisa dormir, etc., mas pode comer Lc 24:41-43; Jo 21:12-13.  É imortal, eternamente Rm 6:9-10; 2Tm 1:10; Ap 1:18.

j. Exemplo-analogia da ressurreição: um grão de trigo Jo 12:24; 1Co 15:35-38.

k. A superioridade da ressurreição: 1Co 15:39-41. Como o homem é superior à besta, o céu à terra, o sol à lua! Aleluia!

l. Os resultados da ressurreição do Cristo (1Co 15:42-58):

- Cumpre as promessas aos pais: bênçãos a todas as nações Gn 12:3 (= 22:18= 26:4= At 3:25); Gl 3:16; vitória sobre o Serpente Gn 3:15. O Cristo ressurreto é o “Sim” e o “Amém” a todas as promessas 2Co 1:20.

- Demonstra a filiação e divindade do Cristo: Mt 12:38-40; Lc 24:3; Jo 2:18-22At 2:36; Rm 1:4.

- Quanto ao crente:

. Bênçãos imediatas: garantias das: nossa justificação Rm 4:25; poder e força para hoje Ef 1:18-2:10; frutos do trabalhar Rm 7:4; 1Co 15:58; sacerdócio do Cristo Jo 11:42; Rm 5:9-10; 8:34; Ef 1:20-22; 1Tm 2:5-6 He 7:22,25; 1Jo 2:1; suprimento das necessidades Fp 3:10; viva esperança 1Pe 1:3-4; nossa ressurreição 2Co 4:14; 1Ts 4:14; exemplifica o poder à nossa disposição Ef 1:19-20.

. Bênçãos futuras Jo 5:28-29; 6:40; At 4:2; Rm 8:11; 1Co 15:20-23,42-44; 2Co 4:14; 1Ts 4:14: trocar corrupção por incorrupção; desonra por glória; fraqueza por poder; corpo material por espiritual.

- Quanto ao Salvador: marca da Sua filiação e deidade At 10:40; Rm 1:4; base para Sua exaltação At 5:30-31; Fp 2:9-11; marca o início da Sua posição de cabeça sobre cada igreja Ef 1:19-23; garante Seu futuro assentar no trono de Daví At 2:32-36; 3:19-25.

- Quanto ao pecador: penhor e advertência da vinda do dia de julgamento At 17:31, pondo selo de garantia sobre promessas de Jo 5:22,27-29; 16:8-11; At 10:42; 17:31.

- Quanto ao diabo: selou sua condenação para sempre He 2:14; Ap 20:10.

- Quanto ao sábado: transferiu o dia de adoração de sábado para domingo At 20:7; 1Co 16:2; He 7:12.

m. Símbolo da ressurreição: o batismo (a submersão simboliza a morte, a emersão simboliza a ressurreição): Rm 6:3-5; Cl 2:11-13.

18. ASCENSÃO E PRESENTE EXALTAÇÃO E MINISTÉRIO



- Sua ascensão: Fato: Mc 16:19; Lc 24:50-51; At 1:9; Ef 4:8-10; Fp 2:9; 1Tm 3:16; He 4:14; 1Pd 3:22. Profecias: Jo 6:62; 20:17

- Sua presente posição: corporalmente à destra do Pai Cl 3:1; He 1:3; 8:1; 10:12-13; 12:2; 1Pe 3:22. Mas, espiritualmente, realmente onipresente Ef 4:10, para ser adorado em todos locais.

- Sua presente glorificação (exaltação propriamente dita): coroado com glória e honra He 2:9. Corpo da Sua glória Fp 3:21. Descrito por João Ap 1:12-18. Nome acima de todo nome Fp 2:9.Novo nome + entronamento à destra de Deus Mt 22:18; He 10:12. Cabeça do Seu corpo, a igreja [15] Ef 1:22. Ver abaixo ¯

- Propósito da Sua ascensão (Seu presente ministério):

. Ser nosso precursor He 6:19-20.

. Preparar-nos lugar Jo 14:2.

. Conceder dons espirituais aos crentes individuais 1Co 12:4:11 e às igrejas Ef 4:10-14 (crentes ministrando).

. Ser nosso grande sumo sacerdote, encorajando-nos e dando-nos acesso ao trono da graça He 4:14-16.

. Ser nosso grande sumo sacerdote que ora por nós Rm 8:34; He 4:14-16; 5:5-10; 6:20; 7:21,25-27; 8:1-6; 9:24

. sendo nosso Intercessor (devido às nossa deficiência e fragilidade) Lc 22:31-32 + He 7:25,

. e nosso Advogado (devido aos nossos pecados) 1Jo 2:1-2; He 9:24.

. Para reassumir o lugar com o Pai Jo 16:28; At 1:9-11; Ef 1:20; He 1:3.

. Para enviar a promessa do Pai (o Espírito Santo) Mt 28:20; Jo 14:2-3,16-17; 16:7; At 1:4; 2:33.

. Para cuidar por Suas igrejas (!) Ap 1:10-3:22.

. Para operar através do Seu povo (Jo 14:12).

. Estão sob Ele os anjos 1Pd 3:22 e todas as coisas Ef 1:2.

. Para esperar até que seus inimigos sejam postos por escabelo dos seus pés He 10:12-13.



19. DUPLA 2ª VINDA
(VER CAPÍTULO 10-ESCATOLOGIA, SUBSEÇÃO 10.1.4-A NATUREZA DA 2A. VINDA DO CRISTO):

1A. ETAPA (SUBSEÇÃO 10.2): NO ARREBATAMENTO, PARA OS CRENTES DAS IGREJAS, PARA RECEBÊ-LOS, NOS ARES. 1TS 4:13-18; 1CO 15:51-57.

2A. ETAPA (SUBSEÇÃO 10.4): NA REVELAÇÃO (APÓS A TRIBULAÇÃO), COM OS CRENTES DA IGREJA, PARA JULGAR O MUNDO, NA TERRA. MT 24:29-31; JD 14; AP 1:7; 19:11-21. EM GLÓRIA MT 25:31. TODO JOELHO SE DOBRARÁ E CONFESSA-LO-Á COMO SENHOR FP 2:10-11.



20. REINO MILENAR

VER CAPÍTULO 10-ESCATOLOGIA, SUBSEÇÃO  10.5-A DISPENSAÇÃO DO REINO DOS CÉUS)

- PROFETIZADO: IS 9:6-7; JR 23:5-6; LC 1:32-33.



21. TIPOS RELACIONADOS COM O CRISTO, NO V.T.

 (SÃO AS ESCRITURAS “QUE DE MIM TESTIFICAM” JO 5:39)



- ADÃO: SUA POSIÇÃO DE AUTORIDADE SOBRE UMA NOVA CRIAÇÃO GN 1:28; RM 5:17-19; 1CO 15:22,45,47;  HE 2:7-9.

- MOISÉS: SEU MINISTÉRIO DE PROFETA DT 18:15-18; HE 3:5-6.

- MELQUISEDEQUE: SEU MINISTÉRIO DE SACERDOTE GN 14:18-20; SL 110:4; HE 5-8.

- DAVÍ: SEU MINISTÉRIO DE REI 2SM 7:1-17; MC 11:10; AP 5:5; 22:16.

- JEREMIAS: SUAS DORES JR 3:20; 5:1-5; 8:20-22; 9:1; 10:19; 11:19.

- JOSÉ: SEUS SOFRIMENTOS: ODIADO SEM CAUSA GN 37:4,8; JO 15:25. ESCARNECIDO GN 37:19; LC 22:63. TRAMARAM CONTRA ELE GN 37:20; JO 11:53. DESPIDO DA SUA CAPA GN 37:23; JO 19:23-24. VENDIDO POR PRATA GN 37:28; MT 26:14-16. CALUNIADO GN 39:14; MT 26:61. CATIVEIRO COM 2 HOMENS CULPADOS GN 40:1-3; LC 23:32-33, (UM É SALVO, OUTRO NÃO) . NÃO RECONHECIDO PELOS PRÓPRIOS IRMÃOS GN 42:8; JO 1:11.

- ISAQUE: SUA MORTE GN 22:2,8,10; MT 26:36,42-43.

- JONAS: SUA RESSURREIÇÃO JN 1:17; MT 12:40; 16:4; LC 11:29.

- JOSUÉ: SUA VIDA VITORIOSA JS 1:3,5-6,8-9; JO 10:17-18; 19:30.

- NOÉ: SUA VIDA SALVADORA GN 6:13-14,17-18; 1PE 3:18-22.

- ABRAÃO: SEU PAI GN 22:7-8; MT 26:36,42-43.

- DANIEL: SUA ACEITAÇÃO PELO PAI DN 9:23; 10:11,19; MT 3:17; 17:5.

- ELIAS: SEU PREDECESSOR IS 40:3-4; MT 17:11-12.

- ELISEU: SEUS MILAGRES 2RE 2:9; JO 3:2.

- EZEQUIEL: SUAS PARÁBOLAS EZ 17:2; 20:49; MT 13:3.

- RUTE: SUA IGREJA REDIMIDA RU 2-4; 2CO 11:2.

- BOAZ:  SEU AMOR PELAS  IGREJAS RU 2-4; EF 5:25-27.

- ESDRAS: SEU ZELO PELAS ESCRITURAS NE 8; MT 21:42; 22:29; MC 12:10,24; LC 4:21; 24:27; JO 10:35.

- NEEMIAS: SEU ZELO PELA CIDADE SANTA NE 1:2; MT 23:37-39; LC 19:41.

- ABSALÃO: OPOSIÇÃO TRAIÇOEIRA DE JUDAS (2SM 15; MT 26:14) E ENGANADORA DO ANTICRISTO (2SM 15; AP 13).

- SALOMÃO: SUA SABEDORIA 1RS 3:11-13; LC 4:22; JO 7:46.

- LÓ: SEUS SEGUIDORES RECAÍDOS GN 19; 2PE 2:7.



BIBLIOGRAFIA CONSULTADA:

WILLMINGTON, H. L. - WILLMINGTON’S GUIDE TO THE BIBLE, TYNDALE HOUSE PUB., INC., 1981. PAGES 609-635.

BANCROFT, EMERY H. - TEOLOGIA ELEMENTAR - DOUTRINÁRIA E CONSERVADORA, IMPRENSA BATISTA REGULAR, 1966. PÁGINAS 89 - 161.

THIESSEN, HENRY C. - LECTURES IN SYSTEMATIC THEOLOGY, WILLIAM B. EERDMANS PUB. CO., 1979. PAGES 206-250.

LEITE, RICARDO - CRISTOLOGIA, NOTAS DE AULA DA ESCOLA DE TREINAMENTO DE OBREIROS DA IBR-CRISTO, JOÃO PESSOA, 1997, 30 PÁGINAS.

GORDON, WALTER R. - CARTAS  PESSOAIS, SOBRE A KENOSIS DO CRISTO.

DIVERSOS - NOTAS DE SERMÕES, ESTUDOS, CONVERSAS, CARTAS, ETC.





[1]  Adão teria esta natureza de homem perfeito se tivesse passado no teste. Hoje, não temos em nós mesmos a menor ideia do que é esta natureza de homem perfeito.

[2] Os escritores da Bíblia foram infalíveis em ensino, mas não em caráter. Cristo é o único infalível em ambos aspectos!

[3] Contemplando Este caráter, adoremos como em Is 6:5 (“ai de mim, que vou perecendo...meus olhos viram o rei, o Jeová dos Exércitos!)” cf. Jo 12:41; Lc 5:8 (“Simão prostou-se aos pés de Jesus, dizendo: Senhor, ausenta-te de mim, porque sou um homem pecador”).

[4] Esta tradução é irrespondivelmente defendida por Gifford em “The Incarnation”, páginas 28,36, citadas em “Vine’s Expository Dictionary of N.T Words”, páginas 897, 898.

[5] Em Português, esta boa tradução foi adotada pela “eclética” e má versão NVI, que em muitos outros locais é baseada nos textos corrompidos via Alexandria.

[6] Deus é onipotente mas não pode fazer o que é incoerente com Sua natureza (Ele não pode: mentir, pecar, etc.), nem incoerente com a natureza das coisas dentro da lógica e plano que estabeleceu (Ele não pode fazer: uma pedra maior que Ele; que o que aconteceu não tenha acontecido; etc.).

[7] Antes da encarnação, Seu ministério de profeta revelou-Se nas teofanias e pelos profetas 1Pe 1:11. Hoje, revela-se pelo Espírito Santo Jo 14:26; 15:5; 16:13-15, através das igrejas Mt 28:20. Na Sua 2a. vinda, novamente se revelará plenamente 1Co 13:12; 1Jo 3:2.

[8] Legalmente, o Filho já é o Rei Cl 1:13; Ap 1:9, já recebeu Seu reino, tem todo o direito e poder de exercê-lo ilimitadamente, mas só quer e só vai inaugurá-lo gloriosamente quando chegar o dia que o Pai decidiu Lc 19:12.

[9] Na expiação e propiciação não se aplaca um Deus caprichoso e vingativozinho, mas se satisfaz Sua santidade, tornando assim possível haver toda a justiça na concessão da Suas  misericórdia e amor.

[10] Propiciação = expiação + tornar favorável. Expiação paga a pena, propiciação paga a pena e leva a Deus!

[11] Inicialmente duvidada, daí propiciando o registro de muitas e infalíveis provas, para nossa fé e benefício.

[12] O corpo ressuscitado saiu do sepulcro antes, depois a pedra foi retirada, mas só para permitir a visão e entrada das mulheres e dos discípulos.

[13] O corpo de Cristo foi levado num lençol (sindon) Mt 27: 59; Mc 15:46; Lc 23:53 (provavelmente o de Mc 14:52)  para o túmulo de José de Arimatéia. Alí, foi despido, preparado, e, como no processo de mumificação praticado no Egito, foi enrolado com longas tiras (othonion) Lc 24:12; Jo 19:40; 20:6-7, a cabeça sendo coberta com lenço-guardanapo (soudarion) Jo 20:7, todos profusamente embebidos com mirra e aloés Jo 19:39. Quando ressuscitou, Seu corpo glorificado miraculosamente atravessou o envólucro de tiras embalsamantes (como faria às paredes para falar com os apóstolos), sem desfazer-desarrumar-descosturar-cortar-rasgar as tiras. João e Pedro crerem ao fitarem os panos “murchos” mas com a arrumação original, como se o corpo tivesse “evaporado”, provando que houvera ressurreição miraculosa, não homens roubando o corpo Jo 20:8, o que a pesada pedra-lacre, conjugada com os numerosos e disciplinados soldados, tornaram impossível.

[14] Mt 28:11-15: a) Se um grande pelotão Mt 27:65 dos mais disciplinados e duros soldados que já existiram (os romanos), que não era só de surdos e cegos, estivesse todo dormindo, sem a terça parte vigiando (absurdo!), como teriam visto os discípulos roubarem o corpo? Não teriam acordado com o barulhão para remover a pesada pedra-lacre do sulco Mt 27:66? Absurdo!

b) Teriam os muitos soldados, bem armados e treinados, sido dominados por um punhado de homens terrificados, destreinados e desarmados? Impossível.

c) Como os soldados não pagaram com a vida, como era a lei militar? Suspeitíssimo.

d) Tudo isto demonstra o ridículo da mentira dos fariseus.

e) Portanto, ou houve ressurreição do modo que diz a Bíblia, ou haveria um cadáver. Mas, se o túmulo tivesse um cadáver, teria sido facílimo desmascarar a mentira dos apóstolos!

f) Inescapavelmente, houve ressurreição tal e qual a Bíblia o diz!

[15] Na Bíblia, toda igreja é local, até a da Nova Jesusalém. Não há nada acima, nem além, nem ao lado, nem sob ela. Não há a menor noção de denominacionalismo tal como “a posição da igreja batista regular-fundamentalista do Brasil”, nem de ecumenismo apóstata “a igreja evangélica da Paraíba mostra amor e união”]



(retorne à página ÍNDICE de http://solascriptura-tt.org/Cristologia)


Só use as duas Bíblias traduzidas rigorosamente por equivalência formal a partir do Textus Receptus (que é a exata impressão das palavras perfeitamente inspiradas e preservadas por Deus), dignas herdeiras das KJB-1611, Almeida-1681, etc.: a ACF-2011 (Almeida Corrigida Fiel) e a LTT (Literal do Texto Tradicional), que v. pode ler e obter em BibliaLTT.org, com ou sem notas).



(Copie e distribua ampla mas gratuitamente, mantendo o nome do autor e pondo link para esta página de http://solascriptura-tt.org)


(retorne a http://solascriptura-tt.org/ Cristologia/ 
retorne a http:// solascriptura-tt.org/ )