Defende a tradução da Bíblia KJV em Fp 2v5-11, fazendo a si mesmo de nenhuma reputação, trata da kenosis ou esvaziamento de Jesus Cristo, traduções e versões, Filipenses

A KENOSIS (esvaziamento) DE JESUS, O CRISTO

(Fp 2:5-11)
Hélio, cerca 1998



Fp 2:5-11 (tradução pessoal): 5 De_sorte_que haja em vós este sentimento que há também em Cristo Jesus, 6 o qual, sendo em a forma de Deus, não considerou o ser igual a Deus coisa a que se devia aferrar, 7 mas fez a si mesmo de nenhuma reputação, a forma de servo havendo tomado, havendo sido feito na semelhança de homens; 8 e, na figura havendo sido achado como um homem, humilhou-se a si mesmo havendo se tornado obediente até a morte, morte mesmo de uma cruz. 9 Por isso, também Deus altamente lhe exaltou, e lhe deu um nome que é sobre todo nome; 10 para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, 11 e toda a língua confesse que Jesus Cristo é Senhor, para glória de Deus o Pai.



a. Cristo deixou a glória do céu.
        Jo 17:5 E agora glorifica-me tu, ó Pai, junto de ti mesmo, com aquela glória que tinha contigo antes que o mundo existisse.
        2Co 8:9 Porque já sabeis a graça de nosso Senhor Jesus Cristo que, sendo rico, por amor de vós se fez pobre; para que pela sua pobreza enriquecêsseis.


b. "Fez a si mesmo de nenhuma reputação": A excelente "Almeida Corrigida e Revisada, Fiel ...", traduz kenoo por "esvaziou", mas isto pode levar a doutrinas errôneas (ver c.a e c.b, abaixo), porisso devemos preferir o que os dedicados crentes-e-eruditos ponderadamente traduziram na King James Bible: "fez a si mesmo de nenhuma reputação". Note como isto casa com a explicação do próprio texto: Cristo não se importou com sua reputação, mas "esvaziou-se a si próprio" apenas no sentido de se fazer de nenhuma fama ao tomar a forma de servo!!! Há artigos de grandes eruditos em Grego justificando esta tradução. Lembre que o Texto Grego não tem vírgulas, e releia Fp 2:7.
- Mesmo que a tradução fosse "esvaziou-se a si mesmo", notemos que:

b.a. - Há grave erro no ensino que: "Cristo, enquanto aqui na terra, voluntariamente despiu-se, ficou sem seus atributos relativos de divindade (onisciência, onipotência, onipresença), enquanto retendo seus atributos imanentes (santidade, amor, verdade)". Os argumentos contrários a esta teoria são:
- Isto implicaria que Cristo, enquanto aqui na terra, ficou algo menos que pleno, real Deus. Mas nem por 1 segundo Cristo foi (nem é, ou será) sequer 1 mm menos que 100% Deus!
Jo 1:1; 2Co 4:4; Cl 1:15; 2:9; He 1:3. Ver também 3.7 - "A Divindade do Filho", no nosso curso de Cristologia.
        João 1:1: "No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus."
        2Co 4:4: "Nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus."
        Cl 1:15: "O qual é imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação;"
        Cl 2:9: "Porque nele habita corporalmente toda a plenitude da divindade;"
        Heb 1:3: "O qual, sendo o resplendor da sua glória, e a expressa imagem da sua pessoa, e sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, havendo feito por si mesmo a purificação dos nossos pecados, assentou-se à destra da majestade nas alturas;"

b.b. Há erro, mesmo que menos grave, no ensino que: "Cristo, mesmo nunca deixando de ser 100% Deus, nunca chegando a ter 1 mm a menos de nenhum dos seus atributos de divindade, voluntariamente deixou, aqui na terra, de exercer, usar alguns desses atributos: Onipresença Jo 11:14-15. Onisciência Mc 13:32; Lc 8:45-46. Onipotência Lc 5:19-20." Os defensores desta teoria alegam os versos:
        Jo 11:14-15: "Então Jesus disse-lhes claramente: Lázaro está morto; (15) E folgo, por amor de vós, de que eu lá não estivesse, para que acrediteis; mas vamos ter com ele."
        Mc 13:32: "Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos que estão no céu, nem o Filho, senão o Pai."
        Lc 8:45-46: "E disse Jesus: Quem é que me tocou? E, negando todos, disse Pedro e os que estavam com ele: Mestre, a multidão te aperta e te oprime, e dizes: Quem é que me tocou? (46) E disse Jesus: Alguém me tocou, porque bem conheci que de mim saiu virtude."
        Lc 5:19-20: "E, não achando por onde o pudessem levar, por causa da multidão, subiram ao telhado, e por entre as telhas o baixaram com a cama, até ao meio, diante de Jesus. (20) E, vendo ele a fé deles, disse-lhe: Homem, os teus pecados te são perdoados."
Mas os argumentos contrários a esta teoria são:
- Isto poderia ser possível para onipresença e onipotência, mas é impossível que se decida não saber o que já se sabe!!!
- Lc 8:45-46 é apenas antropomorfismo, Cristo rebaixando-se a falar em termos das limitações dos homens (como Deus perguntando a Adão "onde estás?" Gn 3:9, etc.).

        Gn 3:9: "E chamou o SENHOR Deus a Adão, e disse-lhe: Onde estás?"
- Em Mc 13:32 ("Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos que estão no céu, nem o Filho, senão o Pai.") o contexto é Filho do Homem, Cristo como o homem perfeito, representando a humanidade.

b.c. A posição correta é que, como representante perfeito da humanidade e pelo ângulo da sua natureza humana perfeita, Cristo podia dizer que não era onisciente, não sabia do dia e da hora. Mas, na realidade, sua pessoa integral sempre foi e é e será onisciente, Cristo sempre soube qual será aquele dia e hora, pois sua inseparável e indesligável natureza divina é onisciente (ver 3.7.Onisciência, no nosso curso de Cristologia). Analogia: um diplomata pode ao mesmo tempo saber de algo (como pessoa total) e não sabê-la (na qualidade de porta-voz do País)!
Ilustração: Um rei mandou que Seu jovem filho único servisse à população como se fosse servo, anonimamente, sem nenhum reconhecimento, sem nenhuma glória. Um certo dia, disse-lhe em privado:      "Ó filho: na tua qualidade de futuro herdeiro meu, e não na tua qualidade de servo, tu bem sabes que desde muito tempo planejamos e decidimos que começarás a reinar daqui a exatamente 7 anos. Mas prestes bem atenção: É somente na tua qualidade de meu filho (e herdeiro e futuro rei) que sabes disto. Na tua qualidade de servo nada sabes, e nada dirás. É melhor que meus súditos fiéis não saibam da data, para não se acomodarem durante 6 anos, 11 meses e 29 dias, e somente se aprontarem e trabalharem bem no último dia. É melhor que, nos momentos de infortúnio, eles sempre tenham a bendita esperança de que logo voltarás e lhe darás alívio. É melhor que se aprontem a cada dia e o vivam no doce anelo de ser o da tua coroação. E é melhor que os súditos infiéis e que serão punidos não saibam da data, a cada dia temam perguntando-se se será o do julgamento deles, com isso talvez alguns se refreiem e mesmo se arrependam e deixem seus maus caminhos e passem a ser súditos fiéis."      No dia seguinte, alguém perguntou ao jovem e incógnito futuro rei, não reconhecido, se ele sabia o dia em que o filho do rei começaria a reinar, e ele respondeu:      "Na minha qualidade de servo, nada fui comunicado oficialmente, nada sei."      Ele não está mentindo, pois, realmente, sabe da data apenas na sua qualidade de filho do rei, não na sua presente qualidade de servo.      Hélio.

Illustration: A king asked his young, only-begotten son to serve the people like a servant, anonymously, without being recognized, without any glory. The son obeyed and came to serve and not to be served. One day, the king told him in private:      "Son, in your quality of my future heir, but not in your current quality of my servant, you know very well that since long time ago we planed and decided that you will start to reign exactly 7 years counting from today. But pay close attention: It is only in your quality of being my son (and heir and future king) that you know that date. In your current quality of being my humble servant you know nothing of that date, and nothing shall you speak about it. On one hand, it's better that my faithful subjects do not know the date, in order that they will not to accommodate themselves for 6 years, 11 months and 29 days, and just get ready and work well in the last day. It is better that, in times of misfortune, they always have the blessed hope that you will return soon and you will give them relief. It is better that, at each day, they make themselves ready and live in the sweet expectation and yearning that they are in the day of your coronation. And, on the other hand, it is better that my subjects that are infidels and that will be punished, they do not know the date, in this way the daily fear wondering if it can be the day of their judgement and punhisment, perhaps will make some to refraim and even repent and stop their evil ways and become my loyal subjects."      The next day, someone asked the young and unknown future king (not yet recognized) if he knew the day that the king's son will begin to reign, and he replied:       "As far as I am a servant -- that is, with respect to my humble position of a servant -- nothing was officially announced to me, I know nothing and I can reveal nothing about that date."      He is not lying, because, really, he knows the date only in his quality of the son of the king who will inherit the kingdom, not in his current quality of being just his humble servant.      Hélio.


c. "Sendo em a forma de Deus" não quer dizer que Deus Pai tem uma forma física (a mesma que Cristo também tinha, mesmo antes da encarnação). Quer dizer que o Verbo tinha a natureza permanente, essencial, interna, verdadeira e total de Deus o Pai.


d. "Não teve por usurpação o ser igual a Deus" pode ser traduzido "não considerou o ser igual a Deus coisa a que se devia aferrar." Cristo não considerou a manifestação da sua divindade no céu como um tesouro a que devia se agarrar e reter a todo custo. Na sua encarnação ele não se preocupou em reter nada dessa manifestação.


e. "Havendo sido feito na semelhança de homens" (Ver Jo 1:14; Rm 1:3; Gl 4:4; He 2:14,17) e "a forma de servo havendo tomado" (Ver Is 42:1; 49:5-7; Mt 20:28) Este fato absolutamente estonteante não pode ser mesmo remotamente apreendido pela mente humana: o infinito e santo Criador se fez semelhante às suas criaturas finitas e pecadoras (todavia sem ser contaminado pelo pecado)!!! E. além disso, se fez um humilde servo!!! Oh, o amor de Deus! Is 11:1 diz "... brotará um rebento do trono de Jessé...", não diz "do Rei Daví", mas "de Jessé", um pobre camponês!

        João 1:14: "E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade."
        Rom 1:3: "Acerca de seu Filho, que nasceu da descendência de Davi segundo a carne,"
        Gal 4:4: "Mas, vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei,"
        Heb 2:14,17: "E, visto como os filhos participam da carne e do sangue, também ele participou das mesmas coisas, para que pela morte aniquilasse o que tinha o império da morte, isto é, o diabo;" (17) "Por isso convinha que em tudo fosse semelhante aos irmãos, para ser misericordioso e fiel sumo sacerdote naquilo que é de Deus, para expiar os pecados do povo."
        Isa 42:1: "Eis aqui o meu servo, a quem sustenho, o meu eleito, em quem se apraz a minha alma; pus o meu espírito sobre ele; ele trará justiça aos gentios."
        Isa 49:5-7: "E agora diz o SENHOR, que me formou desde o ventre para ser seu servo, para que torne a trazer Jacó; porém Israel não se deixará ajuntar; contudo aos olhos do SENHOR serei glorificado, e o meu Deus será a minha força. (6) Disse mais: Pouco é que sejas o meu servo, para restaurares as tribos de Jacó, e tornares a trazer os preservados de Israel; também te dei para luz dos gentios, para seres a minha salvação até à extremidade da terra. (7) Assim diz o SENHOR, o Redentor de Israel, o seu Santo, à alma desprezada, ao que a nação abomina, ao servo dos que dominam: Os reis o verão, e se levantarão, como também os príncipes, e eles diante de ti se inclinarão, por amor do SENHOR, que é fiel, e do Santo de Israel, que te escolheu."
        Mat 20:28: "Bem como o Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir, e para dar a sua vida em resgate de muitos."


f. "Humilhou-se a si mesmo..." O Verbo eterno se pôs na posição de Filho, de Servo, submeteu-se à autoridade, limitou-se, humilhou-se.. . Como He 5:8 ("... aprendeu a obediência...") + Mt 26:39,42 ("... todavia, não seja como eu quero, mas como tu queres...") e 1Pe 2:21-24 contrastam com Lúcifer em Is 14:13-14 ("...Eu subirei ao céu; acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono... e serei semelhante ao Altíssimo...)!


g. Cristo "se fez obediente até a morte"!!! Mt 26:39; Jo 10:18; He 5:8; 12:2.
        Mat 26:39: E, indo um pouco mais para diante, prostrou-se sobre o seu rosto, orando e dizendo: Meu Pai, se é possível, passe de mim este cálice; todavia, não seja como eu quero, mas como tu queres.
        João 10:18: Ninguém ma tira de mim, mas eu de mim mesmo a dou; tenho poder para a dar, e poder para tornar a tomá-la. Este mandamento recebi de meu Pai.
        Heb 5:8: Ainda que era Filho, aprendeu a obediência, por aquilo que padeceu.
        Heb 12:2: Olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus.


h. Cristo morreu "morte mesmo de uma cruz", a pior, a mais degradante morte, física e judicialmente. Ver Sl 22:1,6-8,11-18; Is 53:2-12; Gl 3:13.
        Sal 22:1: Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste? Por que te alongas do meu auxílio e das palavras do meu bramido?
        Sal 22:6-8: Mas eu sou verme, e não homem, opróbrio dos homens e desprezado do povo. (7) Todos os que me vêem zombam de mim, estendem os lábios e meneiam a cabeça, dizendo: (8) Confiou no SENHOR, que o livre; livre-o, pois nele tem prazer.
        Sl 22:11-18: Não te alongues de mim, pois a angústia está perto, e não há quem ajude. (12) Muitos touros me cercaram; fortes touros de Basã me rodearam. (13) Abriram contra mim suas bocas, como um leão que despedaça e que ruge. (14) Como água me derramei, e todos os meus ossos se desconjun-taram; o meu coração é como cera, derreteu-se no meio das minhas entranhas. (15) A minha força se secou como um caco, e a língua se me pega ao paladar; e me puseste no pó da morte. (16) Pois me rodearam cães; o ajuntamento de malfeitores me cercou, traspassaram-me as mãos e os pés. (17) Poderia contar todos os meus ossos; eles vêem e me contemplam. (18) Repartem entre si as minhas vestes, e lançam sortes sobre a minha roupa.
        Isaias 53:2-12 (2) Porque foi subindo como renovo perante ele, e como raiz de uma terra seca; não tinha beleza nem formosura e, olhando nós para ele, não havia boa aparência nele, para que o desejássemos. (3) Era desprezado, e o mais rejeitado entre os homens, homem de dores, e experimentado nos trabalhos; e, como um de quem os homens escondiam o rosto, era desprezado, e não fizemos dele caso algum. (4) Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido. (5) Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados. (6) Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu caminho; mas o SENHOR fez cair sobre ele a iniqüidade de nós todos. (7) Ele foi oprimido e afligido, mas não abriu a sua boca; como um cordeiro foi levado ao matadouro, e como a ovelha muda perante os seus tosquiadores, assim ele não abriu a sua boca. (8) Da opressão e do juízo foi tirado; e quem contará o tempo da sua vida? Porquanto foi cortado da terra dos viventes; pela transgressão do meu povo ele foi atingido. (9) E puseram a sua sepultura com os ímpios, e com o rico na sua morte; ainda que nunca cometeu injustiça, nem houve engano na sua boca. (10) Todavia, ao SENHOR agradou moê-lo, fazendo-o enfermar; quando a sua alma se puser por expiação do pecado, verá a sua posteridade, prolongará os seus dias; e o bom prazer do SENHOR prosperará na sua mão. (11) Ele verá o fruto do trabalho da sua alma, e ficará satisfeito; com o seu conhecimento o meu servo, o justo, justificará a muitos; porque as iniqüidades deles levará sobre si. (12) Por isso lhe darei a parte de muitos, e com os poderosos repartirá ele o despojo; porquanto derramou a sua alma na morte, e foi contado com os transgressores; mas ele levou sobre si o pecado de muitos, e intercedeu pelos transgressores.
        Gal 3:13: Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro;


i. "Por isso, também Deus altamente lhe exaltou" Is 52:13; Jo 17:1; At 2:33; He 2:9.
        Isa 52:13: Eis que o meu servo procederá com prudência; será exaltado, e elevado, e mui sublime.
        João 17:1: Jesus falou assim e, levantando seus olhos ao céu, disse: Pai, é chegada a hora; glorifica a teu Filho, para que também o teu Filho te glorifique a ti;
        Atos 2:33: De sorte que, exaltado pela destra de Deus, e tendo recebido do Pai a promessa do Espírito Santo, derramou isto que vós agora vedes e ouvis.
        Heb 2:9: Vemos, porém, coroado de glória e de honra aquele Jesus que fora feito um pouco menor do que os anjos, por causa da paixão da morte, para que, pela graça de Deus, provasse a morte por todos.


j. O Pai "lhe deu um nome que é sobre todo nome", isto é, Cristo tem a suprema posição de autoridade não só por ser o Criador e Deus, mas também por ter se humilhado e ter obedecido até a morte, morte de cruz, assim sendo o Salvador e Senhor. Ef 1:20-21; He 1:4.
        Efe 1:20-21: Que manifestou em Cristo, ressuscitando-o dentre os mortos, e pondo-o à sua direita nos céus. Acima de todo o principado, e poder, e potestade, e domínio, e de todo o nome que se nomeia, não só neste século, mas também no vindouro;
        Heb 1:4: Feito tanto mais excelente do que os anjos, quanto herdou mais excelente nome do que eles.


k. Cristo será universalmente reconhecido como Senhor, por todos!!! Is 45:23; Rm 10:9-10; Ap 5:13; 7:9-12; 14:6-7.
        Isa 45:23: Por mim mesmo tenho jurado, já saiu da minha boca a palavra de justiça, e não tornará atrás; que diante de mim se dobrará todo o joelho, e por mim jurará toda a língua.
        Rom 10:9-10: A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação.
        Apo 5:13: E ouvi toda a criatura que está no céu, e na terra, e debaixo da terra, e que está no mar, e a todas as coisas que neles há, dizer: Ao que está assentado sobre o trono, e ao Cordeiro, sejam dadas ações de graças, e honra, e glória, e poder para todo o sempre.
        Ap 7:9-12: Depois destas coisas olhei, e eis aqui uma multidão, a qual ninguém podia contar, de todas as nações, e tribos, e povos, e línguas, que estavam diante do trono, e perante o Cordeiro, trajando vestes brancas e com palmas nas suas mãos; E clamavam com grande voz, dizendo: Salvação ao nosso Deus, que está assentado no trono, e ao Cordeiro. E todos os anjos estavam ao redor do trono, e dos anciãos, e dos quatro animais; e prostraram-se diante do trono sobre seus rostos, e adoraram a Deus, Dizendo: Amém. Louvor, e glória, e sabedoria, e ação de graças, e honra, e poder, e força ao nosso Deus, para todo o sempre. Amém.
        Apo 14:6-7: E vi outro anjo voar pelo meio do céu, e tinha o evangelho eterno, para o proclamar aos que habitam sobre a terra, e a toda a nação, e tribo, e língua, e povo. Dizendo com grande voz: Temei a Deus, e dai-lhe glória; porque é vinda a hora do seu juízo. E adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas.


Como? "ao nome de Jesus se dobre todo o joelho ... e toda a língua confesse que Jesus Cristo é Senhor, para glória de Deus o Pai."

Por quem? "os que estão nos céus" [os anjos e os salvos, no 3o. céu, e os demônios, no 2o.], "e na terra" [homens viventes, tanto salvos como perdidos], e debaixo da terra, [os perdidos, no inferno].




CONCLUSÃO: Verdadeiramente crer e confessar a Cristo como Senhor, ainda nesta vida, garante salvação eterna; mas esperar até a próxima vida resultará em condenação eterna! A suprema questão não é se o homem reconhecerá Cristo como Senhor, mas sim onde o fará!



(retorne à PÁGINA ÍNDICE de SolaScripturaTT / Bibliologia-Cristologia)