APRENDENDO A ORAR PARA PODER ORAR POR MEUS FILHOS

Valdenira Nunes de Menezes Silva



(Primeira Parte)

* Os Quatro Passos Da Oração


Senhor, Tu que és bom e reto, dá a meu filho "... um coração perfeito, para guardar os Teus mandamentos, os Teus testemunhos, e os Teus estatutos ..." (1 Crônicas 29:19).



A primeira vez que percebi que não sabia orar da maneira que agradava a Deus foi quando meu filho Mauro se encontrava numa UTI. Eu orava e orava mas, as palavras que eu proferia, não eram, exatamente, aquelas que minha alma desejava dizer, que meu coração ansiava falar. Sei, hoje, que mesmo eu não sabendo expressar o que havia no íntimo do meu ser, Deus conhecia a minha súplica e o meu desespero.
Apesar dEle não ter respondido do jeito que eu queria, Ele respondeu da melhor maneira tanto para nós como para ele que, com muita alegria, se encontra na mansão celestial que o Senhor preparou para ele e está preparando para todos aqueles que são dEle.
Como uma mãe que ama a seus filhos, tenho me esforçado para orar por eles do modo como o Senhor quer ... louvando-O, confessando os meus pecados ...

Vamos juntas aprender os quatro passos da oração e, assim, podermos orar por nossos filhos.

1- Comecemos louvando a Deus como Jesus nos ensinou no Pai Nosso ... "Pai nosso, que estás nos céus, SANTIFICADO seja o Teu nome ..." [grifo meu] (Lucas 11:2).

2- Confessemos os nossos pecados para que possamos chegar até o trono de Deus com um coração puro e limpo.
"De acordo com as Escrituras, não há vida de oração eficaz quando o pecado mantém seu domínio sobre a vida do crente. Essa é a razão pela qual a confissão é tão importante para nossa vida de comunhão com o Senhor e deve ser introduzida logo no início da oração." (Dick Eastman)

3- Cheguemos até Deus com corações agradecidos, pois é a própria Palavra de Deus que nos diz ... "Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco" (1 Tessalonicenses 5:18).
Muito interessante o que nos diz o teólogo O. Hallesby ... "Quando agradecemos a Deus, estamos glorificando a Deus por tudo que Ele tem feito por nós, e quando O adoramos ou louvamos, estamos glorificando a Deus por tudo que Ele é."

4- Cheguemos até o trono de Deus como intercessores, orando em favor de alguém.
Abraão intercedeu em favor de seu sobrinho quando as cidade de Sodoma e Gomorra iam ser destruídas por não haver ali nem mesmo dez pessoas justas.
Como intercessores devemos orar confiando que tudo que estamos pedindo está nas mãos de Deus que é fiel, bondoso e tem o plano perfeito para a vida de cada pessoa pela qual estamos intercedendo.

                                                                     1- LOUVANDO A DEUS

Para que uma mãe saiba orar por seus filhos é necessário que, antes, ela conheça Aquele que os criou para assim poder começar a sua oração louvando-O.
Através da Bíblia podemos conhecer a Deus e Seus atributos. Podemos aprender que Deus é ...

1) Um Deus Supremo
Vemos este atributo de Deus no livro de Gênesis quando Melquisedeque abençoa Abraão e diz ... "Bendito seja Abraão pelo Deus Altíssimo, o Possuidor dos céus e da terra" (Gênesis 14:19).
Sim, o nosso Deus é um Deus Supremo, Todo Poderoso que está acima de todos.

"Senhor Deus, Tu que és um Deus Supremo e que estás acima de tudo e de todos cuida do meu filho, toma Ele em Tuas mãos ..."

2) Um Deus Soberano
Nosso Deus é Aquele que detém poder e autoridade suprema. Ele é soberano sobre a terra e sobre o céu. Ele é o Senhor de tudo e de todos.
Aprendemos da soberania de Deus ao lermos Salmos 135:6-7 que nos diz ... "Tudo o que o Senhor quis, fez, nos céus e na terra, nos mares e em todos os abismos. Faz subir os vapores das extremidades da terra; faz os relâmpagos para a chuva; tira os ventos dos seus tesouros."

"Meus Deus, meu Pai, eu Te louvo porque és um Deus Soberano, um Deus de amor que olha por cada filho meu, individualmente ..."

3) Um Deus Onipotente
O nosso Deus não é um Deus de madeira, nem de pedra, nem mudo. Ele é um Deus real, todo poderoso. Ele tem poder para ressuscitar mortos, curar leprosos, fazer coxos andar, expulsar demônios, mudar uma situação ... nos dar vida eterna ...
"Grande é o nosso Senhor, e de grande poder; o Seu entendimento é infinito" (Salmos 147:15).
"Deus falou uma vez; duas vezes ouvi isto: que o poder pertence a Deus" (Salmos 62:11).

"Pai, aceita o meu louvor! Eu Te louvo porque és um Deus onipotente, podes todas as coisas. Pode trazer meu filho das trevas para a luz ..."

4) Um Deus Onisciente
O nosso Deus é um Deus que sabe todas as coisas. Ele nos conhece, conhece nossos pensamentos, nosso andar, os desejos de nossos corações, nossa vida ... nosso filhos.
"Porventura não esquadrinhará Deus isso? Pois Ele sabe os segredos do coração" (Salmos 44:21).

"Senhor Deus, meu Pai,
só Tu sabes todas as coisas, só Tu és um Deus onisciente, um Deus que conhece o coração de cada um de Teus filhos ...

5) Um Deus Onipresente
O nosso Deus é um Deus que está sempre presente nos bons e nos maus momentos da nossa vida.
"Sejam os vossos costumes sem avareza, contentando-vos com o que tendes; porque Ele disse: Não te deixarei, nem te desampararei" (Hebreus 13:5).

"Pai, eu Te agradeço porque sei que és um Deus onipresente e, por isso, estás junto a meus filhos, cuidando de cada um deles. Obrigada pelo Teu amor e misericórdia ..."

6) Um Deus Fiel
É por causa da fidelidade de Deus que temos paz e confiança que, um dia, iremos nos encontra com Ele na glória.
"O Senhor te guardará de todo o mal; guardará a tua alma. O Senhor guardará a tua entrada e a tua saída, desde agora e para sempre" (Salmo 121:7-8).

"Ó Senhor, eu Te louvo porque és um Deus Fiel! E é por causa da Tua fidelidade que coloco em Tuas mãos a vida de cada um dos meus filhos sabendo que tudo que fizeres é para o bem espiritual ou material deles ..."

Um Deus Benigno
É impossível alguém medir a benignidade do nosso Deus. Podemos, no entanto, imaginá-la quando paramos para pensar no que éramos antes e no que somos, agora. Tudo isto por causa da Sua bondade.
Veja as palavras de Spurgeon falando da benignidade do nosso Deus ... "É durante a tempestade que aprendemos a dar graças ao Senhor pela Sua benignidade, e pelas Suas maravilhas para com os filhos dos homens" (Salmos 107:8).
Observando estas palavras notamos que, muitas vezes, cremos na benignidade do Senhor, pela fé porque ... Como podemos crer que Ele é bom quando, por exemplo, vemos cinco pessoas se envolverem em um acidente automobilístico e, apenas um, o único crente, morrer com apenas 15 anos? É, exatamente, por sabermos que Deus é bom e misericordioso que podemos dizer que ...
a- Cremos que Deus é bom, pois Ele salvou o pai e o irmão daquele jovem, no dia que ele foi para a glória ...
"Quão preciosa é, ó Deus, a Tua benignidade, pelo que os filhos dos homens se abrigam à sombra das Tuas asas" (Salmos 36:7).

b- Cremos que Deus é bom porque, apesar da dor, é Ele quem tem o plano perfeito para a vida de cada um de Seus filhos ...
"Porque a Tua benignidade é melhor do que a vida, os meus lábios Te louvarão" (Salmo 63:3).

c- Cremos que Deus é bom porque Ele enviou o Seu Filho unigênito para morrer por aquele jovem e por todos nós para nos levar para o céu junto a Ele ...
"Louvai ao Senhor ... porque a Sua benignidade é grande para conosco ... Louvai ao Senhor porque Ele é bom, porque a Sua benignidade dura para sempre" (Salmos 117:1-118:1).

"Ó Deus, somente por causa da Tua benignidade é que estamos de pé! Somente porque és um Deus benigno é que Te peço para cuidares da vida de nossos filhos ..."

Estes e tantos outros atributos de Deus é que nos fazem amá-Lo, adorá-Lo e honrá-Lo muito mais.

                                                           2- CONFESSANDO OS PECADOS

Deus é um Deus Santo e por isso não posso chegar diante dEle cheia de pecados. Tenho que dar a Ele o melhor de mim, confessar as minhas iniqüidades e, assim, restaurar a minha comunhão com Ele, pois "... Ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça" (1 João 1:9).
Mas se eu decido permanecer no pecado a Bíblia me diz ... "Mas as vossas iniqüidades fazem separação entre vós e o vosso Deus" (Isaías 59:2).
Ele nos ama mas odeia o pecado e, se nós O amamos. devemos procurar ser puras e retas.
Minha oração diária deve sr ... "Cria em mim, ó Deus, um coração puro, e renova em mim um espírito reto" (Salmos 51:10).

                                                         3- CORAÇÕES AGRADECIDOS

Daniel foi um exemplo de um homem agradecido a Deus. A Bíblia nos diz ... "Daniel ... entrou em sua casa (ora havia no seu quarto janelas abertas do lado de Jerusalém), e três vezes no dia se punha de joelhos, e orava, e dava graças diante do seu Deus ... (Daniel 6:10).
Veja que a Bíblia nos diz que Daniel orava de joelhos três vezes ao dia e ... dava graças.

Quantas vezes você ora ao dia?
Quantas vezes você se põe de joelhos para orar?
Quantas vezes você dá graças pelas tantas coisas que o Senhor faz por você?

Nós, muitas vezes, pedimos, pedimos e pedimos que, até mesmo, nem notamos que o Senhor já respondeu e então ... percebemos que, na verdade não temos um coração agradecido.

Você tem agradecido a Deus por seu esposo, por cada um de seus filhos e, principalmente, pela salvação que Ele lhe deu?
"Aquele que oferece sacrifício de louvor me glorificará e àquele que bem ordena o seu caminho eu mostrarei a salvação de Deus" (Salmos 50:23). É isto que o Senhor pensa.

                                                         4- INTERCESSÃO

A nossa oração ao Senhor é que Ele nos ajude a sermos intercessores fiéis dos nossos filhos.
"Senhor, eu te louvo pela Tua fidelidade e bondade! Ensina-me, Pai, a orar pelos meus filhos e que eu ore sempre e nunca desfaleça!
Que o Teu Espírito, Senhor, possa me mostrar cada necessidade deles.
Eu confio em Ti, Pai, e sei que Tu suprirás todas as minhas necessidades e cumprirás as Tuas promessas no dia, na hora e do modo que Tu quiseres.
Amém!

"O meu Deus, segundo as Suas riquezas, suprirá todas as vossas necessidades em glória, por Cristo Jesus" (Filipenses 4:19).
"Porque eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o Senhor; pensamento de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais" (Jeremias 29:11).

Com toda esta bondade do Senhor nosso Deus só temos que dizer sempre ... OBRIGADA SENHOR E AMÉM!



(SEGUNDA PARTE)

* Intercedendo Por Meus Filhos

"Não tenho maior gozo do que este, o de ouvir que os meus filhos andam na verdade" (3 João 1:4).


Quando leio Isaías 44:3, lembro da fidelidade de Deus que é derramada, constantemente, em nossa vida. Ele diz na Sua Palavra: "Porque derramarei água sobre o sedento, e rios sobre a terra seca; derramarei o Meu Espírito sobre a tua posteridade, e a minha bênção sobre os teus descendentes." AMÉM SENHOR!

"Ah Senhor, que promessa maravilhosa! Que segurança Tu colocas em meu coração! Que alegria saber que derramarás do Teus Espírito sobre os meus filhos, netos e bisnetos (ou até onde os meus olhos alcançarem) e ainda os abençoarás!
Obrigada, Pai, por trazeres refrigério para a minha alma!
Amém!"

Outra promessa do Senhor que alegra o meu coração e renova as minhas forças se encontra em Isaías 40:31 ... "Mas os que esperam no Senhor renovarão suas forças, subirão com asas como águias; correrão e não se cansarão; caminharão, e não se fatigarão."

Eu, que amo tanto os meus filhos, devo orar, todos os dias, por cada  um, individualmente. Além disso, tenho que conhecer cada filho, cada necessidade, cada desejo ... e crer na promessa do Senhor que me diz ... "Clama a Mim, e responder-te-ei, anunciar-te-ei coisas grandes e firmes que não sabes" (Jeremias 33:3).
Como mãe tenho que repousar no Senhor e entregá-los em Suas mãos mas não deixando de orar por eles. Apesar dos problemas que eu como mãe tenho que enfrentar e, sabiamente, resolver, sei que o Senhor estará sempre comigo. E, nesta confiança, sei que nem me cansarei nem me fatigarei, pois Ele é sempre o meu "... refúgio e fortaleza ..." (Salmos 46:1) e a Ele, intercederei por meus filhos.

A salvação, a vida espiritual, o envolvimento na igreja, a pureza, os trabalhos, os estudos, os amigos, os futuros cônjuges ... são áreas da vida dos meus filhos que me levam a colocar os joelhos no chão e a orar ao Pai, suplicando por cada um deles. Como sempre, a Palavra de Deus fortalece o meu espírito ... "A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos" (Tiago 5:16). É bom saber disto!

Sempre percebi na vida de meus filhos que cada um tinha necessidades diferentes e foi aí que percebi que tinha que orar por cada um deles e por cada necessidade. Dentre tantas necessidades vamos observar apenas algumas que eu, realmente, achei mais importantes ...
1- A salvação do meu filho;
2- A vida espiritual do meu filho;
3- Santificação na vida do meu filho;
4- Envolvimento do meu filho na igreja;
5- Os amigos do meu filho.

1-
A Salvação Do Meu Filho

Pedir a Deus pela salvação do meu filho é o pedido mais importante e mais urgente que eu como mãe devo fazer. Não existe, nesta vida, nada mais importante nem mais urgente do que a salvação eterna de nossos filhos. Eles necessitam conhecer o plano de salvação e aceitar Jesus em suas vidas. E, cabe a mim, falar deste tão grande amor de Deus o quanto antes, pois não sabemos se nosso filho estará vivo daqui a cinco minutos. Então, devo orar e pedir ao Pai que Ele envie o Seu Espírito Santo para convencer meu filho do pecado e da necessidade de aceitar Jesus como seu Salvador.
Mãe, orar pela salvação do seu filho é um "investimento eterno".
Quando vemos nossos filhos, um a um, aceitando Jesus em suas vidas, vemos o quanto nosso Pai do Céu é fiel e está sempre ouvindo as nossas súplicas. É Ele quem me diz ... "Para que andem nos Meus estatutos, e guardem os Meus juízos e os cumpram; e eles me serão por povo, e Eu lhes serei por Deus" (Ezequiel 11:19).
Ore por seu filho, pois a salvação da alma dele pode depender de sua oração e súplica.

2- A Vida Espiritual De Meu Filho

A mãe que, realmente, ama o filho quer vê-lo crescer, espiritualmente, nos caminhos de Deus. Nosso filho não pode ser um eterno bebê em Cristo. Ele tem que amadurecer e conhecer o Deus que o salvou, Seus mandamentos, Sua Palavra.
Nos meus momentos de oração, tenho que pedir ao Senhor pela vida espiritual do meu filho, pela dedicação dele à leitura da Bíblia, à oração, ao louvor e à ida aos cultos da igreja. Romanos 1:28 nos alerta sobre a necessidade de se conhecer o Deus Todo Poderoso ... "E, como eles não se importaram de ter conhecimento de Deus, assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convêm."
Irmã, você não quer isto para seu filho, não é? Então coloque os joelhos no chão e ore ... ore ... e ore!

3- Santificação Na Vida Do Meu Filho

A Bíblia me diz que ... "O que ama a pureza de coração, e é amável de lábios, será amigo do rei" (Provérbios 22:11).
Ainda aprendi na Palavra de Deus que ... "Abomináveis são para o Senhor os pensamentos do mau, mas as palavras dos puros são aprazíveis" (Provérbios 15:26).

Pureza e santificação no coração de um filho é algo que toda mãe deseja ver. Ter um filho cujas  palavras são aprazíveis ao Senhor é o resultado de horas de oração de uma mãe que ama e se importa com ele.

* Quanto tempo eu e você levamos orando por nossos filhos, a cada dia?
* Eu e você temos orado pela salvação deles?
* E pela vida espiritual? Eu e você temos dobrado os nossos joelhos e colocado esta área da vida deles no altar do Senhor?
* Nós como mães, achamos importante orar e suplicar ao Senhor para Ele mudar os corações dos nossos filhos e transformá-los em jovens puros e santos?

Façamos nossos filhos conhecerem a vontade de Deus em suas vidas observando 1 Tessalonicenses 4:1,3 que diz: "Finalmente, irmãos, vos rogamos e exortamos no Senhor Jesus, que assim como recebestes de nós, de que maneira convém andar e agradar a Deus, assim andai, para que possais progredir cada vez mais ... Porque esta é a vontade de Deus, a vossa santificação ..."

4- Envolvimento Do Meu Filho Na Igreja

Para que meu filho goste de ir à igreja, ele tem que ter o Espírito Santo habitando nele. Ele tem que ter aceito Jesus como seu único e suficiente Salvador. Então ... o que é que eu como mãe tenho que fazer para ver meu filho envolvido com as coisas do Senhor? Primeiramente, eu tenho que lhe falar do amor de Deus que enviou Seu Filho unigênito para morrer por nós e nos dar a vida eterna. Depois, eu tenho que orar e pedir a Deus que o Seu Espírito faça ele entender o Seu perfeito plano de salvação e que ele decida aceitá-Lo em sua vida. Finalmente, devo orar para Deus colocar no coração do meu filho amor pela Sua obra.
Para que meu filho se interesse pelas coisas do Senhor tenho também que incentivá-lo a ir para acampamentos de jovens, clubes bíblicos, atividades na igreja, grupo de jovens ... e depois ... orar para que o Seu Espírito opere na vida dele.
Também não devo esquecer de mostra-lhe o que a Palavra de Deus diz ... "E tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como ao Senhor, e não aos homens ..." (Colossenses 3:23).

5- Os Amigos Do Meu Filho

Ah, como gostaria de ter orado por cada um dos meus filhos, bem antes deles nascerem!
Como gostaria de ter orado quando eles ainda eram bebezinhos ... pela salvação deles, pelo crescimento espiritual de cada um, pela santificação e o amor deles pela obra do Senhor! Mas ... eu ainda não era uma filha de Deus.
Hoje, já tendo aceito Jesus em minha vida e com meus filhos já crescidos, vejo a grande necessidade de orar pelos meus netos (amores da minha vida) e pelos amigos deles que poderão ser bênção ou maldição em suas vidas.
O primeiro livro de Coríntios 15:33 nos alerta dizendo ... "Não vos enganeis as más conversações corrompem os bons costumes."
Provérbios 22:24-25 nos mostram o quanto devemos orar para que o Senhor afaste de nossos filhos as más influências a fim de que eles não sigam por veredas tortuosas que enlaçarão as suas almas ... "Não sejas companheiro do homem briguento nem andes com o colérico. Para que não aprendas as suas veredas, e tomes um laço para a tua alma."

Amada irmã, sei que cada filho tem necessidades diferentes. É importante que tenhamos, com cada um individualmente, momentos de comunhão, uma conversa amiga, companheirismo, respeito. Com sabedoria, podemos penetrar em seus corações e conhecê-los mais profundamente a fim de podermos orar por eles baseadas naquilo que eles precisam.
Como mães, nos preocupamos com várias áreas da vida de nossos filhos, por isso devemos organizar nossos pedidos de acordo com a necessidade de cada um. À medida que eles vão crescendo, as necessidades vão mudando e nós continuamos orando, orando e orando sem cessar. É este o nosso papel de mãe junto a nossos filhos ... orar sem cansar e sem cessar e ver, pouco a pouco, Deus respondendo as nossas orações ... nossos filhos andando em Seus caminhos com almas puras e dando exemplo de verdadeiros cristãos que amam o Senhor.

"Ó Deus, Tu que és um Deus misericordioso, Todo poderoso e Onipotente,  tem misericórdia da vida do meu filho!
Tu sabes, e eu sei, que ele não está andando em Teus caminhos. Há muito tempo, ele Te abandonou e não tem escutado a Tua voz. Tu sabes como meu coração está chorando por aquele filho pródigo e eu sei que, nestes momentos, Tu estás comigo, me consolando.
Pai, afasta dele a má influência de amigos! Que ele não consiga conciliar o sono, pensando no quanto está errado em andar
"no caminho dos pecadores".
Que ele volte àquele primeiro amor que ele tinha antes de tudo isto que vejo, agora.
Que ele sinta saudade do Teu amor, do Teu cuidado, da Tua Palavra.
Derrama, Pai, bênçãos em sua vida! Que como filho pródigo, Ele volte correndo para os Teus braços e, todos juntos, um dia, na eternidade, possamos louvar-Te e adorar-Te.
Em nome de Jesus ... amém!"

Amada irmã, "das mães que deixaram o exemplo da oração na história, Susanna Wesley é a minha favorita e podemos aprender muito com ela. De seus dezenove filhos, que nasceram entre 1690 e 1709, apenas nove chegaram à idade adulta. Depois que ela teve seu nono filho, Susanna decidiu aumentar o seu tempo de devoção e oração de uma hora para duas. Aqueles que a conheceram sabiam que sua coragem e sua paz vinham dos momentos que ela passava com Deus todos os dias.
A vida de Susanna não era fácil. Sua casa era um barraco de barro; seu marido era um homem muito difícil; sua casa pegou fogo duas vezes, e quase tudo ficou destruído; ela tinha grandes problemas financeiros por causa das dívidas de seu marido. Porém, a sua força estava no Senhor, e o propósito dela era claro: criar os seus filhos para a glória de Deus.
Susanna educou rigorosamente os seus filhos, ensinando-os seis horas por dia em sua casa mas ela sabia que a maturidade espiritual deles dependia da ajuda divina. Sua biografia descreve como ela colocava cada filho para dormir e observava cada rosto sob a luz da vela, enquanto orava para que Deus inspirasse cada um deles de maneira tal que pudessem ser usados para mudar o mundo..."
(Cheri Fuller).
Sabemos que um dos seus filhos (John Wesley) se tornou um grande pregador do evangelho e outro (Charles Wesley) foi compositor de vários hinos conhecidos na igreja.
Que assim como Susanna Wesley, nós possamos nos transformar em mães de oração.

Amadas irmãs, que nosso Deus nos transforme em verdadeiras mães de oração que confiam em Suas bênçãos mesmo que, muitas vezes, não sejam da maneira que pensamos mas confiando que Sua decisão é mais sábia do que a nossa.
---------------------------------------------------------------------------------------------

Todas as citações bíblicas são da ACF (Almeida Corrigida Fiel, da SBTB). As ACF e ARC (ARC idealmente até 1894, no máximo até a edição IBB-1948, não a SBB-1995) são as únicas Bíblias impressas que o crente deve usar, pois são boas herdeiras da Bíblia da Reforma (Almeida 1681/1753), fielmente traduzida somente da Palavra de Deus infalivelmente preservada (e finalmente impressa, na Reforma, como o Textus Receptus).



(Copie e distribua ampla mas gratuitamente, mantendo o nome do autor e pondo link para esta página de http://solascriptura-tt.org/ )


Retorne a solascriptuta-tt.org/DoCoracaoDeValdenira/