UM CORAÇÃO DE MÃE TRANSFORMADO



Valdenira Nunes de Menezes Silva




"E não sede transformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus" (Romanos 12:2).




Quando uma mãe decide em seu coração seguir os ensinamentos do Senhor, Ele então começa a trabalhar nela transformando-a em uma mãe cujo interior é belo a Seus olhos.
É o meu coração que decide se eu quero ou não agradar ao Senhor... É ele que decide se quero ou não seguir os conselhos do Senhor na educação de meus filhos... É ele que decide se quero educar meus filhos do jeito de Deus, do modo como Ele ensina na Sua Palavra e aí... quando decido ficar do lado dEle, bênçãos serão derramadas nas vidas de meus filhos e, conseqüentemente, em minha própria vida.
A mulher sábia não hesita em seguir os conselhos de Deus quando está...

1) disciplinando seus filhos... "Castiga teu filho enquanto há esperança..." (Provérbios 19:18).

2) alimentando a alma de seus filhos... "Educa a criança no caminho em que deve andar; e até quando envelhecer não se desviará dele" (Provérbios 22:6).

3) orando por eles... "Chegai-vos a Deus e Ele se chegará a vós" (Tiago 4:8).

Como mãe que deseja ter um interior belo aos olhos de Deus devo pedir a Ele para ser uma mãe sábia que possa guardar, com toda a diligência, o meu coração "porque dele procedem as fontes da vida" (Provérbios 4:23).
Do mesmo jeito que decido me transformar numa mulher sábia para educar corretamente meus filhos, devo decidir em meu coração criá-los "na doutrina e admoestação do Senhor".  Uma outra coisa importante que também devo decidir fazer é me esforçar para atingir o coração deles com a Palavra de Deus, orando e rogando ao Senhor a influência do Espírito Santo em suas vidas

"Ah Senhor, como o meu coração almeja levar a Tua Palavra até aquelas mães que desejam aprender de Ti, seguir os Teus ensinamentos e aplicá-los nas vidas de seus filhos!
Que eles, Senhor, possam chamá-la de
'bem aventurada' e, um dia, ela possa ouvir da Tua própria boca... 'Bem está, servo [a] bom e fiel. Sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei...'
Ensina-me também, Senhor, a levar os Teus ensinamentos àquelas mães que se acham 'sábias' a seus próprios olhos e que se acham bastante capazes de educar seus filhos com a 'sabedoria do mundo'. Que o Teu Espírito possa usar-me para eu falar exatamente o que Ele colocar na minha boca.
Usa-me, Senhor, e coloca no meu caminho aquelas mães que estão precisando ouvir e aprender de Ti.
Em nome de Jesus...
Amém."

Como uma mãe que ama seus filhos... que passos tenho que seguir para educá-los nos caminhos do Senhor?

1- Tenho que sentir em meu coração vontade  de, realmente, educá-los do modo como o Senhor me ensina na Sua Palavra.
Não tenho que argumentar dizendo... "Não é bem assim!" ou "Acho que é uma questão de interpretação!"
Como uma mulher de Deus, que quer ser transformada numa mãe de interior belo a Seus olhos, não posso ficar argumentando mas tenho que crer que os métodos de Deus são os mais perfeitos, sem nenhuma sombra de dúvida, e o que "eu acho" é o método mais errado e mais imperfeito que existe.

2- Tenho que rogar ao Senhor que Ele me transforme numa mãe desejosa de seguir os Seus ensinamentos passo a passo.
Se eu pedir ao Senhor que Ele mude a minha vida transformando-me numa mãe sábia, com certeza eu vou querer seguir tudo que Ele diz na Sua Palavra acerca da criação de filhos.
Se eu não tenho este desejo, então irei criar meus filhos do mesmo modo que as mães do mundo criam... sem 'auto controle', 'entregando-os a babás que os criam sem dar amor e impiamente', 'sem disciplina'... (Muitas mães, mesmo crentes, educam [?] seus filhos fora dos caminhos do Senhor e... não estão nem aí...!)

3- Tenho que conhecer o que diz a Palavra de Deus sobre como educar a criança.
Se eu não não leio a Bíblia, se não procuro descobrir quais são os ensinamentos do Senhor quanto a educação da criança, como posso educar, disciplinar, encaminhar meu filho do modo que Deus quer?
Como uma mãe que quer ter o interior belo aos olhos de Deus tenho que conhecer a Sua Palavra e lê-la diariamente com alegria de coração e um desejo grande de aprender dEle para aplicar tudo na vida de meus filhos.

4- Tenho que seguir literalmente os ensinos da Bíblia e aplicá-los em suas vidas.
Tenho que fazer isto porque é a própria Palavra de Deus que me diz que... "Toda Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir em justiça" (2Timóteo 3:16). Se ela diz "toda a Escritura", então todas as passagens relacionadas com a disciplina da criança estão incluídas e se eu quero ensinar meu filho a andar nos caminhos do Senhor tenho que educá-los e discipliná-los como Deus manda.

Muitas de nós têm filhos que nos dão tanto trabalho e são tão difíceis de educar que nos deixam preocupadas e, muitas vezes, dizemos... "Oh Senhor! Em que errei? O que tenho que fazer?"
Ah amada! Para que haja uma mudança total é necessário que eu reconheça que o problema pode ser solucionada se o Senhor transformar o meu coração. Antes de tudo, eu é que tenho que mudar, eu é que tenho que cair aos pés do Senhor e pedir a Ele que mude o meu coração para agir do modo certo e da maneira que Ele quer diante do meu filho.
Para que ele me respeite tenho, sem nenhuma hesitação, usar os métodos de Deus. NÃO POSSO...

a- ter pena dele quando tenho que discipliná-lo, pois a Palavra de Deus me diz em Provérbios 23:13-14... "Não retires a disciplina da criança; pois se a fustigares com a vara, nem por isso morrerá. Tu a fustigarás com a vara, e livrarás a sua alma do inferno.";

b- adiar a disciplina, pois a Palavra de Deus me diz em Provérbios 23:13... "Não retires a disciplina da criança" e se eu adiar posso mais adiante desistir e fraquejar;

c- usar o método de disciplina que EU acho certo, pois a Palavra de Deus me diz em Provérbios 29:15,17... "A vara e a repreensão dão sabedoria, mas a criança entregue a si mesma, envergonha a sua mãe. Castiga o teu filho, e te dará descanso; e dará delícias à tua alma."

d- transferir a disciplina para meu marido, pois tanto ele quanto eu temos a mesma obrigação de educarmos juntos os nossos filhos. Provérbios 6:20-23 me diz... "Filho meu, guarda o mandamento de teu pai, e não deixes a lei da tua mãe; Ata-os perpetuamente ao teu coração, e pendura-os ao teu pescoço. Quando caminhares, te guiará; quando te deitares, te guardará; quando acordares, falará contigo."

e- ficar só ameaçando, pois o Senhor me alerta ao dizer-me que... "o servo prudente dominará sobre o filho..."

MAS...

a- disciplino meu filho porque o amo mesmo tendo pena dele.
"O que não faz o uso da vara odeia seu filho, mas o que o ama, desde cedo o castiga" (Provérbios 13:24).

b- disciplino meu filho no momento em que ele erra para livrá-lo do inferno.
"Tu a fustigarás com a vara, e livrarás a sua alma do inferno" (Provérbios 23:14).

c- disciplino meu filho do modo de Deus, não do meu.
"Castiga o teu filho enquanto há esperança, mas não deixes que o teu ânimo se exalte até o matar" (Provérbios 19:18).

d- disciplino meu filho porque também sou responsável pela alma eterna dele. A Bíblia diz... "Filho meu, ouve a instrução de teu pai, e não deixes o ensinamento de tua mãe, porque serão como diadema gracioso em tua cabeça, e colares ao teu pescoço" (Provérbios 1:8-9).

e- disciplino meu filho em vez de ameaçá-lo, pois o Senhor me diz que... "fustigando-o com a vara, nem por isso morrerá" (Provérbios 23:13).

Agora, já como uma mãe com o coração transformado tenho que procurar incutir Deus no coração do meu filho, lendo para ele Deuteronômio 6:4 que diz... "Ouve, Israel, o Senhor nosso Deus é o único Senhor. Amarás, pois, o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas a tuas forças." Tenho que fazê-lo entender cada palavra deste versículo procurando até mesmo substituir a palavra "Israel" por "filho". Amar a Deus é a coisa mais importante de minha vida e por isso tenho que ensinar a meu filho a amar Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todas as suas forças. É assim que Deus quer que nós mães ensinemos a nosso filhos.

Tenho ouvido muitas mães dizerem que elas não devem influenciar o filho quanto ao caminho religioso que ele deve seguir. Elas dizem: "Quando eles crescerem, decidirão que religião irão seguir." Não é isto que a Bíblia nos ensina. Na verdade, ela nos diz: "Educa a criança no caminho em que deve andar; e até quando envelhecer não se desviará dele" (Provérbios 22:6).
Deuteronômio 6:5 ainda me diz: "Amarás, pois, o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua lama, e de todas as tuas forças."
Sabe como ensinar seu filho a amar a Deus "de todo o teu coração, e de toda a tua lama, e de todas as tuas forças"? Mostrando a ele que você mesma ama a Deus de todo o seu coração, e de toda a sua alma, e de todas as suas forças.
Mãe, não existe maior influência espiritual na vida de seu filho do que a sua própria vida espiritual. Quando você é uma verdadeira serva de Deus... e ama o Senhor... e ama ler a Sua Palavra... e tem, diariamente, seus momentos de oração e comunhão com Ele... então seu filho pode ver, através da sua vida, que vale a pena seguir os seus passos e aceitar este Deus que você aceitou como Senhor da sua vida. O maior legado que podemos deixar para nossos filhos é o nosso caminhar diário com o Senhor... é o amor que transmitimos a eles... é o amor mais sincero, mais profundo transmitido através de um gesto, de um olhar, de um abraço, de um beijo, de uma voz suave dizendo... "Filho eu te amo!"

"Senhor Deus, meu Pai, abençoa esta série de estudo que vamos transmitir sobre "Criação de Filhos".
Peço-Te, Senhor, que mesmo com todos os meus erros e falhas, transforma meu coração em um coração cheio de amor pelos meus filhos e netos.
Que as mães que forem ler estes estudos possam aplicar a disciplina que Tu deixaste na Tua Palavra em seus filhos a fim de que eles aprendam a ser pessoas boas e honestas e Te amem de todo o coração.
No nome de Jesus... Amém!

Todas as citações bíblicas são da ACF (Almeida Corrigida Fiel, da SBTB). As ACF e ARC (ARC idealmente até 1894, no máximo até a edição IBB-1948, não a SBB-1995) são as únicas Bíblias impressas que o crente deve usar, pois são boas herdeiras da Bíblia da Reforma (Almeida 1681/1753), fielmente traduzida somente da Palavra de Deus infalivelmente preservada (e finalmente impressa, na Reforma, como o Textus Receptus).



(Copie e distribua ampla mas gratuitamente, mantendo o nome do autor e pondo link para esta página de http://solascriptura-tt.org/ )


Retorne a solascriptuta-tt.org/DoCoracaoDeValdenira/