RAINHA DE SABÁ - A QUE PROCUROU A SABEDORIA




"Vendo, pois, a rainha de Sabá toda a sabedoria de Salomão ... ficou fora de si.
E disse ao rei: Era verdade a palavra que ouvi na minha terra, dos teus feitos e da tua sabedoria.
Bem-aventurados os teus homens, bem-aventurados estes teus servos, que estão sempre diante de ti, que ouvem a tua sabedoria.
Bendito seja o Senhor teu Deus..."
(1Re 10:4,5c,8,9).



No século VI a.C., havia uma rainha muito bela e muito rica que reinava na cidade de Sabá. Esta cidade ficava cerca de dois mil quilômetros da cidade de Jerusalém.
Neste tempo, os meios de comunicação eram muito precários. As notícias, mesmo com todas estas dificuldades, se espalhavam através de pessoas que andavam a pé ou viajavam em jumento ou camelo.
Lendo o livro de 1 Reis, conhecemos esta mulher que além de bonita e rica era também corajosa e decidida.
Notícias do rei Salomão, de sua sabedoria e do seu Deus chegavam até ela. Podemos imaginar o que ela, provavelmente, pensava: "Será verdade que exista um homem tão sábio sobre a face da terra?" e ainda: "Será que existe um deus tão poderoso que faça tantos milagres nesta terra tão distante?" E as perguntas tomavam conta de sua mente e ela continuava... "E se tudo isto for verdade? E se, realmente, este homem existe? E se este deus que tanto falam for verdadeiro?"
Indagações se misturavam em sua cabeça e então ... ela fez uma decisão muito importante que iria mudar toda a sua vida: ELA IRIA ATÉ ISRAEL PARA VER SE TUDO O QUE ESTAVAM DIZENDO ERA VERDADE.
A sua viagem até Jerusalém seria muito longa mas ... ela decidiu fazê-la. Reunindo soldados, servos, animais, presentes e bastante comida, ela partiu de Sabá rumo a Jerusalém, onde ela estaria frente a frente com o homem mais sábio do mundo, o rei Salomão. Calcula-se que a cada dia, ela viajava com toda a sua comitiva, cerca de trinta quilômetros. Isto ela fez por setenta e cinco dias.

Observando esta mulher decidida e corajosa que queria conhecer Salomão e, provavelmente, queria aprender de sua sabedoria, nos lembramos de nós, mulheres que almejam ser decididas, corajosas e sábias. Mas só existe uma "pequena diferença: para conseguir tudo isto não precisamos viajar quilômetros e quilômetros, pois temos diante de nós a Palavra de Deus com toda a sabedoria que o nosso Senhor quer colocar em nossos corações para que nos tornemos mulheres sábias e belas a Seus olhos. Infelizmente, para muitas de nós, esta sabedoria é inatingível, está longe demais, está difícil e é difícil de entendê-la. Mas a Palavra de Deus nos diz em Tiago 1:5 que  "... se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus que a todos dá liberalmente..."

Irmã, assim como a rainha de Sabá, sejamos corajosas e coloquemos em nosso coração o desejo de aprender do Senhor, crescer em Seus caminhos e nos transformarmos em mulheres cheias de sabedoria.

O grande desejo desta rainha era não apenas conhecer o rei cuja sabedoria foi dada por seu Deus mas também conhecer o Deus que fez maravilhas na vida dele.
Ela era uma mulher que queria saber a verdade e queria ver com seus próprios olhos tudo que ela ouvira falar. O próprio Jesus a elogiou ao ver o seu esforço em vir de tão longe para conhecer a sabedoria de Salomão. Em Mateus 12:42, Ele disse que ela "... veio dos confins da terra para ouvir a sabedoria de Salomão."

Irmã, não seria bom se o Senhor pudesse dizer de mim e de você ... "Ela vem todos os dias ter momentos de comunhão coMigo e aprender de Mim para que possa se transformar numa mulher sábia e assim poder transmitir às outras mulheres o que Eu ensino a ela na Minha Palavra"?
Irmã, sejamos corajosas e fortes com as coisas do Senhor. Assim como a rainha de Sabá, não devemos medir esforços, nem distância, nem tempo para aprendermos mais sobre Aquele que não mediu esforços para morrer no meu e no seu lugar para nos dar a vida eterna. Devemos assim como ela, partir em busca de sabedoria.
Esta mulher merece, realmente, a nossa admiração, pois ela...

1- não se preocupou com o cansaço a fim de que pudesse alcançar seu objetivo;
2- não se preocupou com a distância, embora, provavelmente, tivesse que viajar uns setenta e cinco dias;
3- não se preocupou com quanto iria gastar com os presentes que ela estaria levando para o rei Salomão - muito ouro, especiarias e pedras preciosas.

O mais importante para ela era conhecer o rei Salomão, ver se, realmente, era como ela tinha ouvido falar e saber mais sobre o Deus que ele confiava.
Depois de uma longa e cansativa viagem, esta bela e rica rainha que veio ver e ouvir da sabedoria de Salomão, chegou a Israel com toda a sua comitiva: "com camelos carregados de especiarias, e muitíssimo ouro, e pedras preciosas" (1Re 10:2b). A Bíblia nos diz que ela "disse-lhe tudo quanto tinha no seu coração", e ainda que "... Salomão lhe deu resposta a todas as suas perguntas, nada houve que não lhe pudesse esclarecer" (1Re 10:2c,3).

Quando a rainha viu a sabedoria de Salomão, a casa que ele fizera, a comida que havia na sua mesa, o modo de agir de seus servos, as suas vestes, os seus copeiros e os holocaustos que ele oferecia na casa do Senhor, a Bíblia nos diz que ela "ficou fora de si" (1Re 10:5b).

Ah, irmã, muitas de nós têm os corações endurecidos e não mais se maravilham ...

1- quando ouvem a Palavra de Deus;
2- quando lêem a Bíblia;
3- quando cantam hinos de louvor ao Senhor;
4- quando oram.

Muitas de nós não sentem necessidade de sabedoria, pois a nossos olhos já somos suficientemente sábias.
Muitas de nós não sentem vontade de crescer espiritualmente para se transformarem em mulheres segundo o coração de Deus.
Como seria bom para nossas almas se alguém pudesse dizer de nós o que ela disse ao rei:
"Bem-aventurados os teus homens, bem-aventurados estes teus servos, que estão sempre diante de ti, que ouvem a tua sabedoria! Bendito seja o Senhor teu Deus, que teve agrado em ti ..." (1Re 10:9a).
Como seria bom se alguém nos dissesse: "Bem-aventurados são aqueles que te cercam, teu marido, teus filhos e os que trabalham para ti e que têm a oportunidade de ouvir a tua sabedoria! Bendito seja o Senhor teu Deus, que teve agrado em ti..."
Ah, irmã, que privilégio ser uma mulher do agrado do Senhor!

Em 1 Reis 10:13 a Bíblia nos diz que... "... o rei Salomão deu à rainha de Sabá tudo o que ela desejou, tudo quanto pediu, além do que dera por sua generosidade..."
E a rainha de Sabá partiu para a sua terra com seus servos, conhecendo não apenas o homem mais sábio do mundo  - o rei Salomão - mas conhecendo um Deus que lhe deu um coração desejoso de buscar conhecimento não só das coisas terrenas mas das coisas eternas.

Em Mateus 6:21 a Palavra de Deus nos diz que "onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração."
Então, irmã, que o nosso tesouro esteja repousando nos braços do Senhor e que o nosso coração esteja almejando, ardentemente, crescer no pleno conhecimento de Deus, pois só assim Ele nos abençoará com sabedoria.
--------------------------------------------------------------------



Valdenira Nunes de Menezes Silva



 

Todas as citações bíblicas são da ACF (Almeida Corrigida Fiel, da SBTB). Esta Bíblia e a ARC (excelente até a edição 1894, ainda aceitável nas edições da IBB/JUERP, desaconselhada na edição SBB-1995) são as únicas Bíblias impressas que o crente deve usar, pois são boas herdeiras da Bíblia da Reforma (Almeida 1681/1753), fielmente traduzida somente da Palavra de Deus infalivelmente preservada (e finalmente impressa, na Reforma, como o Textus Receptus).




 

Retorne a solascriptuta-tt.org/DoCoracaoDeValdenira