REABRINDO O ESPÍRITO FECHADO DO MEU FILHO


(Estudo baseado no livro de Gary Smalley "A Chave Para o Coração de Seu Filho")


 

É triste observarmos, hoje em dia, a desarmonia nos lares mesmo naqueles de famílias crentes. Um dos fatores que pode causar esta desarmonia é o que se chama de "espírito fechado".
Para se entender o que é um espírito fechado é necessário, primeiramente, aprendermos como foi que Deus nos criou.
O homem veio a existir porque Deus o criou.
 Gên 1:27 diz: "E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou." O homem foi criado "á imagem de Deus" do que a parte de Cristo seria, e não o contrário.
Deus criou a natureza do homem com três elementos distintos: corpo, alma e espírito.

1Te 5:23
diz: "E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo."

Heb 4:12 também nos diz: "Porque a Palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração."

Corpo- Organismo físico dado por Deus.
Alma- Mente, vontade, emoções.
Espírito- O ser mais íntimo da pessoa.

"Nossos relacionamentos mais profundos são construídos" ao nível do espírito.

Vejam como o nosso espírito se fecha e conseqüentemente o nosso corpo e a nossa alma, através deste exemplo interessante:

"Quando eu era criança, gostava de observar a anêmonas marinhas na costa da Califórnia. Elas podiam ser encontradas nas lagoas formadas pela maré entre as rochas. Medindo mais ou menos dez ou doze centímetros de diâmetro, pareciam flores coloridas com tentáculos suaves e ondulantes. Ma observei um fenômeno interessante. Algumas vezes eu pegava uma vareta e espetava uma delas. Imediatamente a anêmona marinha recolhia seus tentáculos e se fechava até tornar-se uma concha. Parecia uma linda flor se fechando. Dentro da concha ela estava protegida de maiores danos
O que acontece com a anêmona ilustra o que acontece com a pessoa quando é ofendida. Os tentáculos daquela anêmona são semelhantes ao espírito de uma pessoa. A anêmona é completamente aberta e vulnerável. Mas, quando uma vareta a espeta, ela se fecha. Se o espírito se fecha, ele por sua vez fecha a alma e o corpo. Se o espírito está aberto, a alma e o corpo também estão. Em outras palavras, se os espíritos de duas pessoas estão abertos, elas gostam de conversar (alma) e de se tocar (corpo). Se o espírito se fecha, a alma e o corpo se fecham na mesma proporção. Uma pessoa com o espírito fechado normalmente evita comunicação."


Sintomas de um Espírito Fechado

Pergunta
: Como posso saber se meu filho está com o seu espírito fechado?
Reposta: Vários sintomas podem ser notados mas vejamos alguns que poderão nos ajudar:

1) Ele discute e resiste quando você lhe pede para fazer algo;
2) É do contra, fazendo questão de não gostar do que você gosta;
3) Recolhe-se e, geralmente, não reage a qualquer tipo de afeto que você lhe demonstre;
4) Faz questão de ter amigos que não são de seu agrado;
5) Pragueja ou usa palavras desrespeitosas...

Se seu filho tem o espírito fechado, CUIDADO! Ele pode se tornar um usuário de drogas, álcool e até se tornar sexualmente permissivo. E, além disso, pode fugir de casa ou cometer suicídio.
Nós pais temos a responsabilidade de perceber quando o nosso filho está com o espírito fechado e procurar ajudá-lo, tentando reabrir o seu espírito para que ele se torne uma pessoa feliz.

Pergunta: Como meu filho pode fechar o seu espírito?
Resposta: Se em vez de abraçá-lo, de dizer que o amo, eu sou uma pessoa áspera, que ofendo meu filho, ele, então, começará a fechar o seu espírito.

O problema maior é que, apesar dele ter o espírito fechado, ele necessita de abraços e de ser tocado. Mas, precisamos ficar alertas, pois ele não irá aceitar o meu abraço mas irá procurar em outra pessoa e em outros lugares.
Se é a sua filha que está carente, então, os rapazes vão perceber e vão se aproveitar da situação. Temos que ter muito cuidado! Mesmo ela sendo uma moça de princípios, porque foi isso que você sempre ensinou, ela pode até resistir no começo, mas, com o tempo, ela vai ceder, pois não vai suportar mais uma rejeição.
Se, no entanto, sua filha tem um bom relacionamento com os pais, então ela vai por em primeiro lugar os princípios aprendidos, apesar de haver um grau de afeição e carinho entre ela e o namorado.

"Os meninos têm necessidade de afeição semelhante. Entretanto, alguns pais não abraçam seus filhos porque pensam que isto não é próprio da masculinidade."  A falta desta afeição pode até levá-lo a um relacionamento homossexual.
O Dr. Ross Campbell, através de suas leituras e experiências, nunca encontrou uma pessoa sexualmente desorientada que tivesse um pai amoroso e carinhoso.
"Se o pai é frio e rude, o filho pode fechar o seu espírito, e muitas vezes adotar um comportamento rebelde e anti-social."
Se notarmos um espírito fechado em nosso filho, devemos conversar com ele. Com certeza ele não vai querer conversar com você mas, na verdade, lá bem no fundo, ele quer. Quando procuramos conversar amorosamente, pacientemente, ele, com certeza, se abrirá conosco.

Vejam o que aconteceu com o filho de Gary Smalley:
"Certa vez, Michael, nosso filho mais novo, explodiu de raiva contra Greg com tal violência que estava pronto para agredi-lo. Quando interferi, descobri que Greg tinha sido grosseiro co Mike, mas este estava reagindo com muito mais veemência do que seria normal. É claro que alguma coisa estava errada.
A sós com o Michael, comecei o 'jogo das vinte perguntas', tentando descobrir o que havia feito o seu espírito fechar-se. Perguntei: 'Sua irmã magoou você?' 'Fui eu?' 'A mamãe?' Finalmente, quando lhe perguntei se havia acontecido algo na escola, ele abaixou a cabeça e continuou chorando. Até este ponto Michael havia se recusado me contar qualquer coisa. Michael me contou que seu melhor amigo na escola havia escolhido um novo amigo, e os dois o deixaram de fora. Meu coração moveu-se por ele enquanto ele chorava, e tive vontade de abraçá-lo, mas ele ainda não estava pronto. Isto mostrou que ainda havia outro problema. Então Michael revelou que Greg e seu amigo que morava em frente não queriam brincar com ele. O vizinho estava afastando o seu irmão dele. Era exatamente o que havia acontecido na escola.
Eu lhe disse que sentia muito e perguntei se poderia abraçá-lo. Ele se atirou na cama e me abraçou chorando e sentindo toda a dor da rejeição. Mais tarde sentamos junto com Greg, e Michael lhe explicou como se sentia a respeito do vizinho. Juntos nós três fomos capazes de resolver o problema tomando as medidas necessárias para abrir o espírito de Mike.
Se eu não tivesse percebido que o espírito de Michael estava se fechando para com o irmão e para com seu amigo na escola, eu poderia ter piorado o problema. Poderia ter dito, por exemplo, 'Michael, componha-se. Você está ficando grande. Estou cansado de suas brigas com Greg.' Isto fecharia o seu espírito ainda mais, especialmente com relação a mim.

Reabrindo o Espírito de uma Criança

Existem várias maneiras que poderemos usar para reabrir o espírito fechado de nossos filhos. Não temos que usar sempre os mesmos métodos, pois cada filho é diferente. Mas vamos ver cinco maneiras de reabrir o espírito de uma criança:

1) Torne-se atencioso e afável.
2) Seja mais compreensivo.
3) Reconheça a ofensa.
4) Tente tocá-lo.
5) Busque o perdão.


1- Torne-se atencioso e afável

"O carinho e a delicadeza têm um modo de derreter a ira.."

Quando decidimos em nosso coração que vamos reabrir o espírito fechado do nosso filho, temos que conversar com ele usando palavras brandas, o meu olhar tem que transmitir amor, o meu agir tem que mostrar-lhe o quanto ele é importante para mim.
Se eu ajo assim, estarei mostrando a ele:
a) Que o amo e estou preocupada com ele;
b) Que ele é muito valioso para mim;
c) Que não desejo ver seu espírito fechado;
d) Que estou pronto para ouvi-lo e ajudá-lo;
e) Que, se errei, não mais pretendo magoá-lo.


2- Seja mais compreensivo

"O segundo passo para abrir o espírito do meu filhos é aumentar nossa capacidade de compreender a dor que ela está sentindo e como essa pessoa interpretou a conduta que a magoou."

"Um menino, cujo pai o criticava constantemente, contou a ele o seguinte: 'Ás vezes, me sinto como um pássaro no ninho. Você voa para o ninho e eu me sinto feliz em vê-lo porque você vai me dar comida ou algum estímulo, mas, ao contrário, você arranca um dos galhos ou algumas pequenas fibras que mantêm o ninho inteiro e vai embora. E eu começo a pensar: 'Espere um pouco. Ele está desmanchando o ninho e eu ainda não sei voar.' Sempre me sinto inseguro quando você se aproxima porque você está sempre me alfinetando, me anulando, é exatamente como arrancar os fios e destruir aquele ninho." Você pode imaginar como aquele pai se sentiu quando ouviu estas palavras do seu filho. A figura de linguagem usada por seu filho o ajudou a reconhecer o seu erro e a reduzir as suas críticas, drasticamente."
Vejam outra figura de linguagem usada por outro menino que sentia falta da presença do pai:
"Papai, você tem me evitado de tal maneira ultimamente, que me sinto como um pano de prato esquecido embaixo da pia constantemente molhado por um pingo d'água nos últimos dois meses. Como ninguém percebeu, ele agora está podre e mofado."

Você pode conversar com seu filho fazendo perguntas como estas:
* Diga-me uma cor que represente como você está se sentindo.
* Se você fosse um pedaço de pano, como você estaria agora?

Se a criança não quer falar no momento não insista, deixe passar alguns minutos e, gentilmente, vá tentando descobrir a profundidade do sofrimento. Converse com ela usando palavras recheadas de amor e compreensão.

3- Reconheça a ofensa

A terceira coisa que podemos fazer para reabrir o espírito fechado do nosso filho é reconhecermos que erramos.
Se castigo o meu filho com muita raiva, violentamente, tenho que admitir que minha atitude não foi correta. Deus nos ensina, na Sua Palavra,  que
Prov. 29:15 A varetinha {* NOTA NO FINAL}  (do castigo- instrutivo)  e a repreensão dão sabedoria, mas a criança entregue a si mesma , envergonha a sua mãe. (Bíblia LTT)
Podemos repreender a criança mas não no momento da raiva. Devemos conversar com ela, mostrar o seu erro e castigá-la não porque está com raiva mas porque a ama.
Mas se erramos repreendendo a criança da maneira errada, então devemos reconhecer que erramos e devemos dizer mais ou menos assim: "Eu estava errada quando tratei você desta maneira." Mas não vamos acrescentar: "Você está magoado apenas porque você é muito imaturo." Isto fechará ainda mais o seu espírito.

Se você agir da maneira correta, a criança vai sentir que é importante e que é amada por você.

4- Tente tocá-lo

O quarto passo para conseguirmos reabrir o espírito fechado do nosso filho é tentar tocá-lo.
É provável que a criança que tem o espírito fechado não vai admitir que quer ser tocada mas, na verdade, ela precisa disto para se sentir amada.

Se ela aceita o seu toque, isto significa que ela está se abrindo e é aí então que devemos abraçá-la por um tempo, pois só assim ela vai se sentir amada, que tem valor e é uma pessoa importante para nós.

Se ela não aceita o seu toque afastando-se ou saindo de perto, isto significa que ela ainda continua com o espírito fechado. Será necessário agirmos com mais sabedoria e esperarmos mais um tempo para continuarmos agindo do mesmo modo: sendo bondoso, compreensivo, reconhecendo a ofensa e procurando tocá-la carinhosamente. Ás vezes o problema não é com você mas, na verdade, ela reage negativamente com todos ao seu redor.

Às vezes, quando o nosso filho já está crescido, não quer nosso toque. Vejam este exemplo:
"Certo verão, nossa família foi pescar nas montanhas do Colorado. Eu magoei Kari sendo áspero com ela. Ela tinha machucado o joelho e eu estava apressado para subir o barranco depressa, de modo que pudesse voltar logo para minha pescaria. Mais ou menos a meio caminho de subida percebi que havia magoado seu espírito e que ela era muito mais importante que a pescaria.Por isso parei, tomei-a em meus braços e lhe disse que sabia que a havia magoado e que admitia meu erro. Ela esgueirou-se do meu abraço e perguntou: 'Papai, você usou um desodorante, hoje?'"

5- Busque o perdão

O quinto passo para você reabrir o espírito fechado do seu filho é buscar dele o perdão.
Nunca pense que você por se mãe, jamais deve se rebaixar ao filho. Ao contrário, reconheça o seu erro e mostre que o que o Senhor quer de nós é humildade e reconhecimento do erro.
O seu filho vai aprender de você a humildade e o amor que devemos ter com nossos semelhantes.

Podemos dizer então que:
Reabertura de um espírito fechado = fruto da confissão de um erro + a dádiva do perdão.

Mas depois de aplicarmos todas estas cinco maneiras para conseguirmos a reabertura de um espírito fechado podemos nos confrontar com uma recusa de perdão. E agora? Temos que descobrir o porquê dele não nos ter perdoado.

Vejamos algumas razões:
1) Pode ser que a nossa ofensa tenha sido maior do que pensamos;
2) Pode ser que outra pessoa seja a culpada desse ressentimento mas a criança decide descontar em todos ao seu redor;
3) Pode ser que a criança queira ver uma real mudança através de minhas atitudes.

Qualquer que seja o motivo, não devemos desanimar mas começar tudo de novo.

a) Seja paciente, gentil, amoroso. Lembre-se de 1 Coríntios 13 que diz que "O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece., Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal; Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade. Tudo sofre, tudo crê,l tudo espera, tudo suporta. O amor nunca falha."

b) Aumente sua compreensão com relação a seu filho.

c) Não se canse de dizer que estava errada e que espera que ele a perdoe. E que você está orando para Deus mudar o coração dele para que ele possa perdoá-la.

d)Tente tocar nele. Alise seus cabelos, beije-o, abrace-o.

e) Mais uma vez peça perdão.

Um dos maiores erros que cometemos é dar o caso por encerrado sem ter conseguido reabrir o espírito fechado do seu filho. Nunca diga: "Bem, se ele (a) não que me perdoar, isso é problema dele (a). Eu fiz a minha parte." Já pensou se o Senhor desistisse de nós nos tantos momentos que dissemos NÃO à voz do Espírito? Estaríamos perdidas e destinadas ao fogo do inferno. Devemos dar graças a Deus por Ele ser paciente, amoroso e capaz de perdoar, apesar da nossa infidelidade.
--------------------------------------------------------------------------------------------------




https://encrypted-tbn1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcRY6dEuKSlgBQQpOzM79dBWPF7GDHUdc95MBv-XAcekzQqMAKFY

www.Plantzafrica.com  

{* NOTA "Varetinha": obviamente, neste contexto de amor dos pais e do amor de Deus, não pode ser uma varona de 2m constituída de PESADA e DURA MADEIRA e de diâmetro na ordem de 5cm (ela poderia facilmente matar, aleijar ou desfigurar), nem mesmo qualquer diâmetro menor, posto que sua dureza, peso e inflexibilidade poderiam causar cruéis ferimentos e marcas permanentes, no corpo e na alma. Entendo que "varetinha" se refira a um pequeno pedaço de uma fininha ponta de vime ou junco (ou cipozinho), portanto muito LEVE e muito TENRA e muito FLEXÍVEL, com na ordem de 2 a 4 mm de diâmetro e 20 a 25 cm de comprimento. Usada:

(a) raramente e com MUITA MODERAÇÃO e BRANDA SABEDORIA;
(b) somente quando houver extrema insolência na rebeldia/desobediência em direção a comportamentos que poderão se tornar muito perigosos para a criança, seus próximos e a sociedade;
(c) somente em crianças e não em filhos quase adultos;
(d) somente quando a raiva dos pais tiver passado;
(e) somente em atitude de amor e com lágrimas nos olhos dos pais.

Por exemplo, suponha um menino de 4 anos que ainda não aprendeu a controlar sua ira e que, sempre que briga com outro, tenta feri-lo o mais mortalmente que puder, usando qualquer coisa cortante ou pontiaguda que descubra. Ele pode ganhar muito se a admoestação verbal (amorosa e sábia) dos pais, e outras sábias medidas (inclusive sugeridas por conselheiros especializados nesse tipo de problemas), for reforçada com 1 ou 2 golpes sem exagero de forças, usando um pedaço de varetinha de uma pequena pipa. Melhor recuperá-lo com isso do que deixá-lo alimentar sua agressividade incontrolada até ser tarde demais e ele virar um adulto e, sob explosões de ira, andar matando pessoas e arruinando sua própria vida. Valdenira N.M.Silva





Valdenira Nunes de Menezes Silva.
(Estudo baseado no livro de Gary Smalley (A Chave Para O Coração Do Seu Filho)




 

Todas as citações bíblicas são da ACF (Almeida Corrigida Fiel, da SBTB). Esta Bíblia e a ARC (excelente até a edição 1894, ainda aceitável nas edições da IBB/JUERP, desaconselhada na edição SBB-1995) são as únicas Bíblias impressas que o crente deve usar, pois são boas herdeiras da Bíblia da Reforma (Almeida 1681/1753), fielmente traduzida somente da Palavra de Deus infalivelmente preservada (e finalmente impressa, na Reforma, como o Textus Receptus).




 

Retorne a solascriptuta-tt.org/DoCoracaoDeValdenira