[Meu Rogo A] Um Pastor Amado, Mas Que Cedeu Seu Púlpito A Quem Não Devia



(ou "Rogo De Um Velho Que Não Cansa De Avisar Seus Amados.")



************************************


Cedo numa noite deste ano de 2015, eu (Hélio), com coração em muito amor dentro de muita tristeza, escrevi a um irmão amado, da idade de meus filhos e com quem convivo há quase 30 anos, e que hoje pastoreia uma pequena mas promissora congregação:



Meu amado irmão em Cristo, Pr. 16 13 13 07



O irmão sabe quanto o tenho no meu coração, desde sua juventude, já há quase 30 anos. Sabe que o amo como se fosse meu filho. Sabe que quero seu bem espiritual.

Por isso, deixe-me lhe falar com a liberdade de quem você sabe que quer seu bem.

Caro irmão, Pr. 16 13 13 07, há duas verdades bíblicas que devem andar em equilíbrio, mas é frequente que algumas pessoas, em termos práticos e de atitudes diárias, somente (ou mais frequentemente) enfatizam uma delas:

1a. Verdade: Deus, o Senhor e Dono, ORDENOU que amemos TODA e CADA pessoa: pecadores perdidos, crentes salvos andando em santidade, crentes salvos mas, lamentavelmente caídos em erro doutrinário ou no pecado, etc.
2a. Verdade: Deus, o Senhor e Dono, também ORDENOU que não nos associássemos, antes, nos separássemos de todos os irmãos, os salvos que, mesmo depois de terem lido a Bíblia e tido disponível boa instrução bíblica da parte de outros irmãos, TEIMAM em manter erros de doutrina ou de pecado: Rm 16:17-19; 2Co 6:14-7:1; Gl 1:6-9; 2Ts 3:6,14,15 “...vos APARTEIS de todo IRMÃO que anda desordenadamente, e não segundo a tradição que de nós recebeu... notai o tal, e NÃO VOS MISTUREIS com ele, para que se envergonhe...”; 1Tm 6:5; 2Tm 2:15-19; 3:1-5; 4:1-5; 2Jo 7-11.



Se quisermos ser 100% Bíblicos (o que é muito mais importante que sermos de uma denominação, ou associação, ou grupo, ou nome, por menos erros que tenham), então temos que seguir 100% AMBAS as verdades acima, e não somente uma delas. E temos, somos obrigados a nos separar não somente de todos os Irmãos3 que *teimam* em andar em visível e notório erro doutrinário ou pecado, mas também temos que nos separar de todos os Irmãos2 quem "apenas" *teimam* em não se separar de todos os Irmãos3, mas andam em companhia e comunhão com eles. Sim, temos que nos separar, pois este não se separar praticado pelos Irmão2 é muito grave erro, é muito grave desobediência e rebeldia contra Deus.

Pois bem, fiquei chocado, depois fiquei muito triste, desapontado, quase deprimido, ao ver, esta semana, na internet, uma foto do pregador 15 11 02 11 11 13 18 (de quem nós dois tanto conhecemos seus erros doutrinários e graves pecados pessoais) falando ao púlpito da igreja que o irmão pastoreia, e toda a aparência é que ele lá estava pregando o sermão da noite, naquela ocasião.

Isto é um erro muito grave, amado Pr. 16 13 13 07, porque é desobediência a uma ordem de nosso Senhor e Dono, para nos separarmos do erro, por mais que amemos e oremos pelo errado.

Tenho convicção de que podemos agradecer a Deus pelo que 15 11 02 11 11 13 18 nos ensinou antes de cair no erro doutrinário e no pecado.
Tenho convicção de que, ao nos encontrarmos com ele, podemos tratá-lo com boa educação e cortesia, apertar-lhe a mão estendida, perguntar pela sua saúde e de seus familiares; podemos reconhecer e agradecer-lhe os aspectos positivos que teve no passado; etc..
Mas também tenho convicção de que ele para sempre perdeu os requisitos para ser um pastor, explicitados por Deus em 1Tm 3 e em Tito 3,
e tenho convicção de que se nós desobedecermos à ordem de Deus nesses dois textos estaremos pecarmos contra Ele, pois
" ... 22 Tem porventura o SENHOR tanto prazer em holocaustos e sacrifícios, como em que se obedeça à palavra do SENHOR? Eis que O OBEDECER É MELHOR DO QUE O SACRIFICAR; e o atender melhor é do que a gordura de carneiros. 23 Porque a rebelião é como o pecado de feitiçaria, e o porfiar é como iniquidade e idolatria." (1Sm 15:22-23).

Note, caríssimo Pr. 16 13 13 07, que o soberano Deus, no exercício de Sua soberana vontade, escolheu e determinou que podemos releva alguns erros, imperfeições e pecados, mas não outros, e temos que aceitar as escolhas e determinações de Deus. Por exemplo, Deus exigiu dos sacerdotes do Novo Testamento, em Lv 21:


1 Depois disse o SENHOR a Moisés: Fala aos sacerdotes, filhos de Arão, e dize-lhes: O sacerdote não se contaminará por causa de um morto entre o seu povo,2 Salvo por seu parente mais chegado: por sua mãe, e por seu pai, e por seu filho, e por sua filha, e por seu irmão.3 E por sua irmã virgem, chegada a ele, que ainda não teve marido; por ela também se contaminará.4 Ele sendo principal entre o seu povo, não se contaminará, pois que se profanaria.5 Não farão calva na sua cabeça, e não raparão as extremidades da sua barba, nem darão golpes na sua carne.6 Santos serão a seu Deus, e não profanarão o nome do seu Deus, porque oferecem as ofertas queimadas do SENHOR, e o pão do seu Deus; portanto serão santos.7 Não tomarão mulher prostituta ou desonrada, nem tomarão mulher repudiada de seu marido; pois santo é a seu Deus.8 Portanto o santificarás, porquanto oferece o pão do teu Deus; santo será para ti, pois eu, o SENHOR que vos santifica, sou santo.9 E quando a filha de um sacerdote começar a prostituir-se, profana a seu pai; com fogo será queimada.10 E o sumo sacerdote entre seus irmãos, sobre cuja cabeça foi derramado o azeite da unção, e que for consagrado para vestir as vestes, não descobrirá a sua cabeça nem rasgará as suas vestes;11 E não se chegará a cadáver algum, nem por causa de seu pai nem por sua mãe se contaminará;12 Nem sairá do santuário, para que não profane o santuário do seu Deus, pois a coroa do azeite da unção do seu Deus está sobre ele. Eu sou o SENHOR.13 E ele tomará por esposa uma mulher na sua virgindade.14 Viúva, ou repudiada ou desonrada ou prostituta, estas não tomará; mas virgem do seu povo tomará por mulher.15 E não profanará a sua descendência entre o seu povo; porque eu sou o SENHOR que o santifico.16 Falou mais o SENHOR a Moisés, dizendo:17 Fala a Arão, dizendo: Ninguém da tua descendência, nas suas gerações, em que houver algum defeito, se chegará a oferecer o pão do seu Deus.18 Pois nenhum homem em quem houver alguma deformidade se chegará; como homem cego, ou coxo, ou de nariz chato, ou de membros demasiadamente compridos,19 Ou homem que tiver quebrado o pé, ou a mão quebrada,20 Ou corcunda, ou anão, ou que tiver defeito no olho, ou sarna, ou impigem, ou que tiver testículo mutilado.21 Nenhum homem da descendência de Arão, o sacerdote, em quem houver alguma deformidade, se chegará para oferecer as ofertas queimadas do SENHOR; defeito nele há; não se chegará para oferecer o pão do seu Deus.22 Ele comerá do pão do seu Deus, tanto do santíssimo como do santo.23 Porém até ao véu não entrará, nem se chegará ao altar, porquanto defeito há nele, para que não profane os meus santuários; porque eu sou o SENHOR que os santifico.24 E Moisés falou isto a Arão e a seus filhos, e a todos os filhos de Israel.


Como isso nos causa espanto: se um sacerdote sofresse um acidente que lhe deixasse com deformidade, então ele não teria cometido nenhum pecado, mas não poderia continuar sendo sacerdote. Por que? Não sabemos com certeza.. Mas Deus é o Soberano, é o Dono, tem Sua inteligência infinita e seus propósitos insondáveis, nós somente temos que crer e obedecê-Lo. O sacerdote que adquirisse mancha ou defeito poderia continuar fazendo todo serviço de culto a Deus, próprios dos levitas e dos israelitas, mas não poderia mais ser sacerdote.

Semelhantemente, dentro da Sua soberania, o Soberano, o Deus determinou que, se, depois de termos sido salvos, gravemente falharmos em qualquer das 16 exigências de 1Tm 3, teremos para sempre perdido as qualificações para exercer o pastorado (e o diaconato).
Poderemos nos arrepender amarga e sinceramente, podemos ser perdoados e voltar a ter doce comunhão com Deus, podemos serví-Lo com nossos bens e dinheiro e vida, podemos evangelizar pessoalmente e nas casas e na rua, podemos ser membros de uma igreja e nela tomar a ceia do Senhor, podemos cantar e tocar música, podemos ganhar muitos galardões, etc.
Mas é o Deus, o Dono, que ordena que, se quebrarmos uma das condições indispensáveis de 1Tm 3, não sejamos mais pastores nem diáconos.

Amado irmão, Pr. 16 13 13 07, por favor analise as 16 exigências de 1Tm 3 (as de Tito 3 são muito semelhantes), e responda para si mesmo em quantas delas 15 11 02 11 11 13 18 perdeu a qualificação para ser um pastor, para ocupar um santo púlpito de uma igreja:


1Tm 3 (ACF2007)
1 Esta é uma palavra fiel: se alguém deseja o episcopado, excelente obra deseja.

2 Convém, pois, que o bispo seja
(1) irrepreensível,
(2) marido de uma mulher,
(3) vigilante,
(4) sóbrio,
(5) honesto,
(7) apto para ensinar;
3 (8) Não dado ao vinho,
(9) não espancador,
(10) não cobiçoso de torpe ganância,
(11) mas moderado,
(12) não contencioso,
(13) não avarento;
4 (14) Que governe bem a sua própria casa, tendo seus filhos em sujeição, com toda a modéstia
5 (Porque, se alguém não sabe governar a sua própria casa, terá cuidado da igreja de Deus?);
6 (15) Não neófito, para que, ensoberbecendo-se, não caia na condenação do diabo.
7 (16) Convém também que tenha bom testemunho dos que estão de fora, para que não caia em afronta, e no laço do diabo.


(Note que foram coisas muito graves e de forma continuada, você o sabe melhor que eu, portanto, na minha opinião, de uma forma gravíssima e continuada, 15 11 02 11 11 13 18 violou 6 a 8 das exigências. Mas não quero falar quais são, somente Deus saiba os detalhes do que discerni em meu coração)

Deus lhe dê discernimento nesse importante assunto, meu querido irmão, Pr. 16 13 13 07. Vou dormir com esta minha oração por você, irmão.



Hélio.




***************************


Mais tarde, naquela mesma noite, antes que eu fosse dormir, o Pr. 16 13 13 07 teve uma excelente reação de humildade frente a Deus e fraternidade quanto a mim, e escreveu-me:


Sou grato, meu irmão [Hélio], por sua exortação a qual darei a devida atenção. Não tenha dúvida quanto a isso ok. Graça e a paz em nome de Cristo.

Deus me é testemunha do quanto o meu espírito ficou perturbado. Obrigado por sua gentil repreensão.

Creio que este gravíssimo erro não se repetirá.

Pr. 16 13 13 07.



***************************


Dormi feliz. No entanto, no dia seguinte (talvez por si mesmo, ou por influência de familiares ou amigos ou associação, não sei) o Pr. 16 13 13 07 "se arrependeu de ter se arrependido", e me encheu de tristeza, escrevendo-me:


Boa noite irmão Hélio.

1. Gostaria de desconsiderar a minha primeira resposta [de ontem].
2. Fazem 30 anos que conheci a Cristo. E Deus usou o Pr. 15 11 02 11 11 13 18 como instrumento para me salvar.
3. Resolvi convidá-lo para almoçar e, à noite, o levei ao culto [na congregação que pastoreio].
4. Para mim foi um momento muito especial.
5. Gostaria de dizer que não estou preocupado quanto ao ocorrido.
6. O irmão pertence a outra denominação.
7. Gostaria que o irmão focasse sua atenção lá.
8. A igreja da qual faço parte está ciente de cada passo ou decisão que tomo.

Não gostei da postura do irmão em me mandar esta mensagem. Rogo por favor não repetir, pois não gostaria de perder o apreço, admiração e a grande estima que realmente tenho pelo Senhor. Gostaria de dar o assunto por encerrado. Sem mais, na paz de Cristo.

Graça e Paz do Senhor Jesus.

Pr. 16 13 13 07.




***************************



Só use as duas Bíblias traduzidas rigorosamente por equivalência formal a partir do Textus Receptus (que é a exata impressão das palavras perfeitamente inspiradas e preservadas por Deus), dignas herdeiras das KJB-1611, Almeida-1681, etc.: a ACF-2011 (Almeida Corrigida Fiel) e a LTT (Literal do Texto Tradicional), que v. pode ler e obter em http://BibliaLTT.org, com ou sem notas.



(Copie e distribua ampla mas gratuitamente, mantendo o nome do autor e pondo link para esta página de http://solascriptura-tt.org)




(retorne a http://solascriptura-tt.org/ EclesiologiaEBatistas/
retorne a http:// solascriptura-tt.org/ )