Nos Séculos 1,2,3,4,5,6, ... até Sempre, Sempre Houve Igrejas Locais de Crentes Verdadeiros. PROVA.




PONTO 1: CRISTO PROMETEU A INCESSANTE PRESERVAÇÃO DA SUA PURA IGREJA:
Deus criou e ama Sua igreja (isto é, a instituição de igrejas locais da mais bíblica doutrina, com doce comunhão e amando todas as outras dessa mesma natureza, mas independentes e livres e soberanas, sem serem submissas nem mesmo influenciadas por nenhuma organização hierárquica superior, quer provincial ou nacional ou mundial). Por isso, Cristo solenemente prometeu que:

Mateus 16:18 (LTT):
18 *Eu* também, porém, a ti digo que *tu* és uma pedra- pequena, e sobre esta Rocha- grande estarei edificando a Minha assembleia [1], e os portões do inferno não prevalecerão (resistindo) contra ela;


E Deus também garantiu que:

Efésios 3:21 (LTT):
21 A Ele (a Deus) seja a glória na assembleia [2], por- operação de o Cristo Jesus, para todas as gerações dos séculos dos séculos. Amém.




PONTO 2: A IGREJA CATÓLICA SÓ COMEÇOU MUITO DEPOIS DO LIVRO DE ATOS
e sempre, desde seu início, foi uma excrecência, uma aberração fora da vontade de Deus, mesmo que sua tremenda apostasia tenha crescido gradativamente:


--- Igreja Católica Romana EM GESTAÇÃO (nem se vê bem o que está informe e escondido e em formação, mas já é a obra prima de satanás) ---
  95 Clemente de Roma (bispo da Igreja de Roma) começa a falar em sucessão dos apóstolos, e a reivindicar para si
180 Hegesippus (que migrara para Roma) descreve a sucessão apostólica ocorrida em Roma e em Corinto, embora não considere Pedro um papa.
180 Irineu (mesmo sendo bispo de Lion, França) defende a sucessão apostólica ocorrida em Roma e a supremacia de Roma sobre todas as igrejas
230 Tertuliano (de Cartago, colônia Romana na África, embora fosse Montanista e contrário a muitas coisas de Roma) recomenda a oração pelos mortos
313 Edito de Milão: Constantino permite ao cristianismo liberdade de culto e o reconhecimento como uma religião legal

--- Igreja Católica Romana NASCIDA E AINDA MENINA. INCIPIENTE (no seu início, pouco definida, como uma mudinha da árvore do pior veneno ainda não demonstra todo seu mal)
325 Concílio de Nicéia: Convocado pelo imperador romano Constantino, condenou o arianismo e afirmou a divindade de Cristo, duas coisas boas, mas ele é quase um papa com poder ilimitado, aos poucos sufocando, em todo o mundo, toda igreja que não se submeta a ele
330 Constantino declara o cristianismo (o cristianismo dele, isto é, o romanismo) a religião oficial de todo o Império Romano (sustentada financeiramente pelo império)
380 Teodósio I emite um decreto tornando o cristianismo (o cristianismo dele, isto é, o romanismo) a única religião tolerada no Império Romano
385 Syricius, bispo de Roma, decreta que o clero tem que ser celibatário
395 O cristianismo (o cristianismo estatal, de Roma) é reconhecido como religião oficial do império
Na primeira metade do século 5, Agostinho defende o batismo infantil, os sacramentos, e o papado
431 Concílio de Éfeso: Depôs o nestorianismo, condenou Nestório, e decretou Maria como "Mãe de Deus"

--- Igreja Católica Romana INTERMEDIÁRIA, uma JOVEM MULHER ---
450 Papa Leão I afirma a supremacia do bispo de Roma (o papa) sobre todos os outros bispos
450 Papa Leão I exige confissão privada dos pecados a um sacerdote

--- Igreja Católica Romana totalmente desenvolvida e reconhecível, ADULTA PARA TRAZER O MILÊNIO DAS TREVAS E DE SATANÁS, UM BANHO DE SANGUE ---
593 o Papa Gregório I reconfirma que o clero tem que ser celibatário, e oficializa a doutrina do purgatório
600s A prática da confissão privada (e não pública) a um padre se torna mais difundido
900 Simonia desenfreada
962 Sacro Império Romano (até 1806)
1090 O rosário
1095 Cruzadas começam
1200's Extrema Unção praticada como um sacramento
1209 - 1216 ordens franciscanas & Dominicana formadas
1215 IV Concílio de Latrão e Papa Inocêncio III estabelecem a doutrina da transubstanciação e reafirmam o primado papal
1231 o Papa Gregório IX cria um tribunal da Inquisição especial para investigar e punir os hereges (daí até meados do século 18, a Inquisição mata cruelmente 50 milhões de pessoas em todo o mundo !!!!!)
1414 -18 Concílio de Constança: o cálice (vinho) é proibido para as pessoas
1415 John Huss queimado na fogueira para impugnar a venda de indulgências e autoridade papal
1431-1445 Conselho de Basileia, Ferrara e Florença: os sete sacramentos são oficializados, o purgatório se torna dogma
1557,1559 Papa Paulo IV cria o Index Librorum Prohibitorum (Lista de Livros Proibidos), a ser imposta sobre o mundo inteiro
1545-63 Concílio de Trento: Confirmação do cânone (incluindo os livros apócrifos) que tinha sido aprovado no século anterior; a tradição é declarada igual em autoridade com a Bíblia
1854 o Papa Pio IX declara a imaculada conceição de Maria
1869-1870 Primeiro Concílio do Vaticano: reafirmou o primado papal, estabeleceu a infalibilidade papal
1906 Breve forma de Extrema Unção é aprovada para casos de urgência, onde a morte é iminente
1950 Doutrina da Assunção de Maria
1962-65 Concílio Vaticano II: Maria recebe o título de Mãe da Igreja



PONTO 3: Em consequência do ponto 2, O ROMANISMO NUNCA, EM NENHUM TEMPO OU LOCAL OU TIPO OU GRAU, FOI A IGREJA DO NOSSO BENDITO JESUS CRISTO!!! (Ele é o nosso Salvador e nosso Senhor e Deus.)


PONTO 4: Em consequência de tudo o acima, podemos concluir que NOS SÉCULOS 1,2,3,4,5,6, ... ATÉ SEMPRE, SEMPRE HOUVE (FORA DO CATOLICISMO) IGREJAS LOCAIS DE CRENTES VERDADEIROS,
*ENTRE* (mas não todos) os grupos de crentes que Roma perseguiu, matou e tentou apagar o seu rasto de sangue,
grupos que recusavam o batismo de não crentes e de infantes e os rebatizavam quando Deus os convertia.
Grupos ENTRE (mas não todos)
      os waldenses (desde o início do século 2 até próximo da Reforma do romanismo),
      os albingenses,
      os anabatistas,
      etc.

Mesmo que você ranja os dentes e odeie TODOS que foram desses grupos heterogêneos (não vou me importar por isso nem vou brigar por eles), o fato, decorrente da Bíblia e não de inconfiáveis historiadores, é que, mediante as promessas de Deus,
Nos séculos 1,2,3,4,5,6, ... até sempre, sempre houve (fora do catolicismo) igrejas locais de crentes verdadeiros.

(Quanto aos historiadores antigos e que não eram crentes como nós, ainda mais não interrogaram os acusados pessoalmente, lembre-se que quase todos foram influenciados por Roma, e lembre que quem extermina um povo sempre destrói todas as provas e testemunhas do que tinham de bom, e compra testemunhas mentirosas, e forja provas, e escreve a História como bem quiser. Se Hitler tivesse vencido, uma estória diametralmente oposta aos fatos teria nos sido ensinada nas escolas, quem sabe quantos de nós acreditaríamos nela? Não confio nem 1 mm no que dizem historiadores a serviço de Roma. Confio toda minha alma no que ensina a Bíblia: Sempre houve igrejas fiéis, sejam quais forem os nomes que lhe deram. Quem não acredita nisto, não acredita na Bíblia, não é “Sola Scriptura”, se o diz ser.)



Hélio.



[1] Mt 16:18 – A ASSEMBLEIA (IGREJA) - No Novo Testamento, cada e toda ASSEMBLEIA (= GRUPO QUE SE REÚNE = EKKLESIA) de crentes é:
(1) um grupo, um CORPO, um organismo (diferente de organização);
(2) LOCAL (o grupo de uma légua é completamente independente do de outra légua) e
 (3) ORGANIZADO
(4) de pessoas que já se arrependeram, creram, e foram SALVAS do caminho do inferno, depois
(5) pediram e foram SUBMERSAS em água, e
(6) foram aceitas e ARROLADAS COMO MEMBROS daquela assembleia local.

(7) Os membros de cada assembleia se reúnem física e CORPORALMENTE,
(8) UMA OU MAIS VEZES CADA SEMANA, sob a liderança de um ANCIÃO- PASTOR QUE TAMBÉM É PROFESSOR- MESTRE,
(9) em um LOCAL FÍSICO, para,
(10) TODOS eles (física e espiritualmente JUNTOS),
(11) CULTUAREM AO DEUS verdadeiro (o da Bíblia), tri-uno, com
(12) UMA SÓ DOUTRINA + PRÁTICA
(13) PERFEITAMENTE DEFINIDAS, muito estreitas,
(14) absolutamente NEOTESTAMENTÁRIAS, e
(15) UNANIMEMENTE CRIDAS E CONVINCENTEMENTE DEFENDIDAS por todos os seus membros.

(16) E tendo os objetivos (únicos e dele exclusivos) de: PROCLAMAR E EXPANDIR O EVANGELHO de nosso Senhor e Salvador Jesus, o Cristo de Deus;
(17) ORGANIZAR OUTRAS ASSEMBLEIAS da mesma fé e prática;
(18) EDIFICAR OS SEUS MEMBROS espiritualmente (isto inclui pregação, exortação, repreensão e, quando necessário, disciplinamento);
(19) PRATICAR AMOR, COMUNHÃO E BENEFICÊNCIA entre os irmãos da assembleia local;
(20) PRATICAR BENEFICÊNCIA entre outros irmãos de outras assembleias de mesma fé e práticas, e, dentro de suas possibilidades, a quantos dela precisem; e
(21) observar as 2 ORDENANÇAS MEMORIAIS simbólicas (SUBMERSÃO E CEIA).

- Se qualquer uma dessas 21 exigências não for satisfeita, não temos uma assembleia em acordo com o Novo Testamento.
- Não há outra assembleia além dessas assembleias locais. E o Novo Testamento não dá autorização para nenhuma organização além/ acima de/ ao lado de/ entre as/ em lugar de a assembleia local soberana e dependente somente de Deus. Nada de denominação, convenção, junta missionária, associação, confederação, presbitério, sínodo, seminário, etc. Nada de Igreja Fulana BRASILEIRA, Igreja Fulana da CONVENÇÃO Cicrana, mas somente "assembleia dos crentes que se reúnem na rua RRR número NNN, para adorar a Deus, e que XYZ ; ela crê e pratica ABC ; ocasionalmente pode ter alguma comunhão informal e desobrigada com outras assembleias de mesma fé e prática (permanecendo totalmente soberana e independente), mas se separa das que KLM."
- Detalhes em
http://solascriptura-tt.org/EclesiologiaEBatistas/

[2] Ef 3:21 “Glória na ASSEMBLEIA ... para TODAS AS GERAÇÕES ...”: Prova de que, a cada geração, sempre houve assembleias [locais e independentes] verdadeiras [mesmo Roma as havendo perseguido e morto e tentado apagar todo o rasto de sangue delas] Mt 16:18.

 


Todas as citações bíblicas são da ACF (Almeida Corrigida Fiel, da SBTB). As ACF e ARC (ARC idealmente até 1894, no máximo até a edição IBB-1948, não a SBB-1995) são as únicas Bíblias impressas que o crente deve usar, pois são boas herdeiras da Bíblia da Reforma (Almeida 1681/1753), fielmente traduzida somente da Palavra de Deus infalivelmente preservada (e finalmente impressa, na Reforma, como o Textus Receptus).



(Copie e distribua ampla mas gratuitamente, mantendo o nome do autor e pondo link para esta página de 
http://solascriptura-tt.org)




(retorne a http://solascriptura-tt.org/ 
EclesiologiaEBatistas/ 
retorne a http:// 
solascriptura-tt.org/ )