Recapitulações: Os 7 Selos, 7 Trombetas e 7 Taças de Apocalipse Se Sobrepõem,

São paralelos, são repetições, são visões recapitulando os mesmos fatos sob diferentes pontos de vista e para enfatizá-los.



Hélio de Menezes Silva


Você pensa que, na Bíblia, quando ela descreve eventos que ocorreram no passado ou ocorrerão no futuro, o que vem numa página sempre acontece antes do que vem numa página seguinte? Que páginas em sequência- ascendente sempre tratam de eventos em sequência- ascendente quanto ao tempo?
Bem, na enorme maioria das vezes isto pode ser assim, mas há muitas e importantes exceções. Em muitos e importantes casos, o que é descrito depois ocorre antes ou em paralelo com o que é descrito antes.

Exemplo: Focalizemos os 4 evangelhos. Quem faria o absurdo de pensar que os eventos dos 4 evangelhos estão em rigorosa sucessão, sem nenhuma repetição, sem nenhuma superposição, de modo que todos os eventos descritos em Marcos são diferentes dos de Mateus, e o segundo evangelho começa exatamente depois que o primeiro termina? E pensar que todos os eventos em Lucas começam exatamente depois de todos os de Marcos? E pensar que todos os eventos em João começam exatamente depois de todos os de Lucas?!?! Ao contrário, os 4 evangelhos são basicamente RECAPITULAÇÔES um dos outros:

. Mateus inicia com a genealogia do Cristo começando por Abraão, descreve os maravilhosos ministério terrestre e evangelho do Deus encarnado, e termina com o Cristo ressurreto dando a Grande Comissão aos seus 11 apóstolos, na Galiléia;

. Marcos retrocede e começa com o ministério de João o Submersor, com a submersão de Jesus e com Sua tentação, RECAPITULA (sob diferente ponto de vista) os maravilhosos ministério terrestre e evangelho do Deus encarnado, e termina com o Cristo dando a Grande Comissão aos seus 11 discípulos, cerradas as portas, ainda em Jerusalém;

. Lucas retrocede e começa com o anúncio do nascimento de João o Submersor, faz a mesma RECAPITULAÇÃO (sob outro ponto de vista), e termina com a ascensão do Cristo em Betânia;

. João retrocede ainda mais, até o princípio, a "eternidade sem princípio", a eternidade antes da criação do universo, quando o Verbo eterno "era Deus e estava com Deus", depois, novamente, João faz a mesma RECAPITULAÇÃO (sob mais um ponto de vista) e termina com a aparição do Cristo a Seus discípulos junto ao mar de Tiberíades.



Por causa disto tudo, uma das leis da Hermenêutica (a ciência da interpretação) Bíblica é a:


Lei da Recapitulação”: Passagens sucessivas às vezes podem e têm que ser reconhecidas como sendo recapitulações, repetições de um mesmo fato sob diferentes ênfases e diferentes pontos de vista (Por exemplo: os 4 evangelhos; os sonhos de Faraó (o sonho das vacas e o sonho das espigas); Gen 1:1 e os outros relatos da criação em Gen 1:2-31 e 2:4-25; os 7 selos + 7 trombetas + 7 taças de Apocalipse., etc.).


Se compararmos muito atentamente as descrições dos 7 selos, das 7 trombetas e das 7 taças, no livro de Apocalipse, perceberemos que não são 21 eventos diferentes, um após o outro, mas, sim, são paralelos, são repetições, são visões recapitulando os mesmos fatos sob diferentes pontos de vista e para enfatizá-los:

Selo 1 (sem Trombeta nem Taça correspondentes), podendo ser semanas ou meses ou anos  antes do dia final da 70ª Semana de Daniel, da Grande Tribulação: finais da 70ª Semana de Daniel, da Grande Tribulação:

Cavalo branco, o anticristo vencendo.
Ap 6:1-2

“1 ¶ E, havendo o Cordeiro aberto um dos selos, olhei, e ouvi um dos quatro animais, que dizia como em voz de trovão: Vem, e vê. 2 E olhei, e eis um cavalo branco; e o que estava assentado sobre ele tinha um arco; e foi-lhe dada uma coroa, e saiu vitorioso, e para vencer.”

Trombeta 1 (sem Selo nem Taça correspondentes), podendo ser no início dos dias finais da 70ª Semana de Daniel, da Grande Tribulação:

Fogo do altar é lançado desde o altar; vozes, e trovões, e relâmpagos e terremotos; saraiva e fogo misturado com sangue, queimada 1/3 da terra, 1/3 das árvores, e toda a erva verde.
Ap 8:2-7

“2 E vi os sete anjos, que estavam diante de Deus, e foram-lhes dadas sete trombetas. 3 E veio outro anjo, e pôs-se junto ao altar, tendo um incensário de ouro; e foi-lhe dado muito incenso, para o pôr com as orações de todos os santos sobre o altar de ouro, que está diante do trono. 4 E a fumaça do incenso subiu com as orações dos santos desde a mão do anjo até diante de Deus. 5 E o anjo tomou o incensário, e o encheu do fogo do altar, e o lançou sobre a terra; e houve depois vozes, e trovões, e relâmpagos e terremotos. 6 E os sete anjos, que tinham as sete trombetas, prepararam-se para tocá-las. 7 ¶ E o primeiro anjo tocou a sua trombeta, e houve saraiva e fogo misturado com sangue, e foram lançados na terra, que foi queimada na sua terça parte; queimou-se a terça parte das árvores, e toda a erva verde foi queimada.”

Taça 1 (Talvez contribua para a Taça 5: com o terrível aumento das dores das chagas, os homens poderiam morder as línguas de dor, e blasfemar):


Chaga maligna nos adoradores do anticristo, com sinal dele.
Ap 16:1-2

1 E ouvi, vinda do templo, uma grande voz, que dizia aos sete anjos: Ide, e derramai sobre a terra as sete taças da ira de Deus. 2 E foi o primeiro, e derramou a sua taça sobre a terra, e fez-se uma chaga má e maligna nos homens que tinham o sinal da besta e que adoravam a sua imagem.

Selo 2 (sem Trombeta nem Taça correspondentes), podendo ser semanas ou meses antes dos dias finais da 70ª Semana de Daniel, da Grande Tribulação:

Cavalo vermelho, guerra sobre toda a terra.
Ap 6:3-4

“3 ¶ E, havendo aberto o segundo selo, ouvi o segundo animal, dizendo: Vem, e vê. 4 E saiu outro cavalo, vermelho; e ao que estava assentado sobre ele foi dado que tirasse a paz da terra, e que se matassem uns aos outros; e foi-lhe dada uma grande espada.”

Trombeta 2 (= Taça 2):

como que montanha em fogo é lançada no MAR, 1/3 dele torna-se em sangue, destruídos 1/3 de suas criaturas e naus.
Ap 8:8-9

8 E o segundo anjo tocou a trombeta; e foi lançada no mar uma coisa como um grande monte ardendo em fogo, e tornou-se em sangue a terça parte do mar.9 E morreu a terça parte das criaturas que tinham vida no mar; e perdeu-se a terça parte das naus. ["Criaturas" se refere aos animais e plantas marítimos. Quanto aos homens no mar, 100% deles morrem na 2ª taça, Rev 16:3]

Taça 2 (= Trombeta 2):

mar se torna em sangue, toda a vida nele morre.
Ap 16:3

3 E o segundo anjo derramou a sua taça no mar, que se tornou em sangue como de um morto, e morreu no mar toda a alma vivente. [alma se refere a homens; quanto às criaturas marítimas, 1/3 delas morrem na 2ª Trombeta, Rev. 8:9]

Selo 3 (sem Trombeta nem Taça correspondentes), podendo ser semanas ou meses antes do dia final da 70ª Semana de Daniel, da Grande Tribulação:

Cavalo preto, escassez de comida, grande fome.
Ap 6:5-6

“5 E, havendo aberto o terceiro selo, ouvi dizer ao terceiro animal: Vem, e vê. E olhei, e eis um cavalo preto e o que sobre ele estava assentado tinha uma balança na mão. 6 E ouvi uma voz no meio dos quatro animais, que dizia: Uma medida de trigo por um dinheiro, e três medidas de cevada por um dinheiro; e não danifiques o azeite e o vinho.

Trombeta 3 (= Taça 3):

Estrela "Absinto", em fogo, cai sobre rios e fontes, 1/3 da água DOCE tornam-se amargas [venenosas], muitos homens morrem.
Ap 8:10-11

10 E o terceiro anjo tocou a sua trombeta, e caiu do céu uma grande estrela ardendo como uma tocha, e caiu sobre a terça parte dos rios, e sobre as fontes das águas.11 E o nome da estrela era Absinto, e a terça parte das águas tornou-se em absinto, e muitos homens morreram das águas, porque se tornaram amargas.

Taça 3 (= Trombeta 3):

Rios e fontes [nascentes] tornados sangue.
Ap 16:4-7

4 E o terceiro anjo derramou a sua taça nos rios e nas fontes das águas, e se tornaram em sangue.5 E ouvi o anjo das águas, que dizia: Justo és tu, ó Senhor, que és, e que eras, e hás de ser, porque julgaste estas coisas.6 Visto como derramaram o sangue dos santos e dos profetas, também tu lhes deste o sangue a beber; porque disto são merecedores.7 E ouvi outro do altar, que dizia: Na verdade, ó Senhor Deus Todo-Poderoso, verdadeiros e justos são os teus juízos.

Selo 4 (sem Trombeta nem Taça correspondentes), podendo ser dias antes do dia final da 70ª Semana de Daniel, da Grande Tribulação:

Cavalo amarelo, Morte e inferno sobre ¼ da humanidade (por espada + fome + pestes + feras da terra).
Ap 6:7-8

“7 E, havendo aberto o quarto selo, ouvi a voz do quarto animal, que dizia: Vem, e vê. 8 E olhei, e eis um cavalo amarelo, e o que estava assentado sobre ele tinha por nome Morte; e o inferno o seguia; e foi-lhes dado poder para matar a quarta parte da terra, com espada, e com fome, e com peste, e com as feras da terra.”

Trombeta 4 (= Taça 5):

1/3 do sol, da lua e das estrelas são feridos, 1/3 do dia e da noite escurecem.
Ap 8:12-13

12 E o quarto anjo tocou a sua trombeta, e foi ferida a terça parte do sol, e a terça parte da lua, e a terça parte das estrelas; para que a terça parte deles se escurecesse, e a terça parte do dia não brilhasse, e semelhantemente a noite.13 E olhei, e ouvi um anjo voar pelo meio do céu, dizendo com grande voz: Ai! ai! ai! dos que habitam sobre a terra! por causa das outras vozes das trombetas dos três anjos que hão de ainda tocar.

Taça 4:

Sol tosta os homens com fogo.
Ap 16:8-9

8 E o quarto anjo derramou a sua taça sobre o sol, e foi-lhe permitido que abrasasse os homens com fogo.9 E os homens foram abrasados com grandes calores, e blasfemaram o nome de Deus, que tem poder sobre estas pragas; e não se arrependeram para lhe darem glória.

Selo 5 (pode ser pouco antes da Trombeta 1 e da Taça 1, que podem ser na parte final da segunda metade da 70ª Semana de Daniel):

Clamor dos martirizados (por amor da palavra de Deus e por amor do testemunho que deram) e que ainda estarão no céu
Ap 6:9-11

“9 ¶ E, havendo aberto o quinto selo, vi debaixo do altar as almas dos que foram mortos por amor da palavra de Deus e por amor do testemunho que deram. 10 E clamavam com grande voz, dizendo: Até quando, ó verdadeiro e santo Dominador, não julgas e vingas o nosso sangue dos que habitam sobre a terra? 11 E foram dadas a cada um compridas vestes brancas e foi-lhes dito que repousassem ainda um pouco de tempo, até que também se completasse o número de seus conservos e seus irmãos, que haviam de ser mortos como eles foram.”

Trombeta 5 (= Taça 5):

Estrela cai, é-lhe dada chave, abre o poço do abismo (fumaça escurece sol e ar), donde veem gafanhotos (rei = Abadom=Apoliom) que atormentam 5 meses somente os não selados, que procuram mas não acham a morte.
Ap 9:1-12

1 E o quinto anjo tocou a sua trombeta, e vi uma estrela que do céu caiu na terra; e foi-lhe dada a chave do poço do abismo.2 E abriu o poço do abismo, e subiu fumaça do poço, como a fumaça de uma grande fornalha, e com a fumaça do poço escureceu-se o sol e o ar.3 E da fumaça vieram gafanhotos sobre a terra; e foi-lhes dado poder, como o poder que têm os escorpiões da terra.4 E foi-lhes dito que não fizessem dano à erva da terra, nem a verdura alguma, nem a árvore alguma, mas somente aos homens que não têm nas suas testas o selo de Deus.5 E foi-lhes permitido, não que os matassem, mas que por cinco meses os atormentassem; e o seu tormento era semelhante ao tormento do escorpião, quando fere o homem.6 E naqueles dias os homens buscarão a morte, e não a acharão; e desejarão morrer, e a morte fugirá deles.7 E o parecer dos gafanhotos era semelhante ao de cavalos aparelhados para a guerra; e sobre as suas cabeças havia umas como coroas semelhantes ao ouro; e os seus rostos eram como rostos de homens.8 E tinham cabelos como cabelos de mulheres, e os seus dentes eram como de leões.9 E tinham couraças como couraças de ferro; e o ruído das suas asas era como o ruído de carros, quando muitos cavalos correm ao combate.10 E tinham caudas semelhantes às dos escorpiões, e aguilhões nas suas caudas; e o seu poder era para danificar os homens por cinco meses.11 E tinham sobre si rei, o anjo do abismo; em hebreu era o seu nome Abadom, e em grego Apoliom.12 Passado é já um ai; eis que depois disso vêm ainda dois ais.

Taça 5 (= Trombeta 4 e/ou 5):

Escuridão sobre o reino da besta.
Pelas chagas e dores, homens mordem as línguas, blasfemam, e não se arrependem.
Ap 16:10-11

10 E o quinto anjo derramou a sua taça sobre o trono da besta, e o seu reino se fez tenebroso; e eles mordiam as suas línguas de dor.11 E por causa das suas dores, e por causa das suas chagas, blasfemaram do Deus do céu; e não se arrependeram das suas obras.

Selo 6 (= Trombeta 7 = Taça 7):

grande terremoto, sol negro como saco de cilício, lua como sangue, estrelas caem sobre terra, céu é enrolado como livro, montes e ilhas removidos, de reis até servos escondem-se nas cavernas “Escondei-nos ... da ira do Cordeiro ... grande dia da sua ira”.
Ap 6:12-17

“12 E, havendo aberto o sexto selo, olhei, e eis que houve um grande tremor de terra; e o sol tornou-se negro como saco de cilício, e a lua tornou-se como sangue; 13 E as estrelas do céu caíram sobre a terra, como quando a figueira lança de si os seus figos verdes, abalada por um vento forte. 14 E o céu retirou-se como um livro que se enrola; e todos os montes e ilhas foram removidos dos seus lugares. 15 E os reis da terra, e os grandes, e os ricos, e os tribunos, e os poderosos, e todo o servo, e todo o livre, se esconderam nas cavernas e nas rochas das montanhas; 16 E diziam aos montes e aos rochedos: Caí sobre nós, e escondei-nos do rosto daquele que está assentado sobre o trono, e da ira do Cordeiro; 17 Porque é vindo o grande dia da sua ira; e quem poderá subsistir?

Trombeta 6 (= Taça 6):

4 anjos do Eufrates [para secá-lo]. 1/3 dos homens são mortos pelos anjos, através do fogo + fumaça + enxofre da boca dos cavalos de 200 milhões de cavaleiros. Demais homens não se arrependem.
Ap 9:13-21

13 E tocou o sexto anjo a sua trombeta, e ouvi uma voz que vinha das quatro pontas do altar de ouro, que estava diante de Deus,14 A qual dizia ao sexto anjo, que tinha a trombeta: Solta os quatro anjos, que estão presos junto ao grande rio Eufrates.15 E foram soltos os quatro anjos, que estavam preparados para a hora, e dia, e mês, e ano, a fim de matarem a terça parte dos homens.16 E o número dos exércitos dos cavaleiros era de duzentos milhões; e ouvi o número deles.17 E assim vi os cavalos nesta visão; e os que sobre eles cavalgavam tinham couraças de fogo, e de jacinto, e de enxofre; e as cabeças dos cavalos eram como cabeças de leões; e de suas bocas saía fogo e fumaça e enxofre.18 Por estes três foi morta a terça parte dos homens, isto é pelo fogo, pela fumaça, e pelo enxofre, que saíam das suas bocas.19 Porque o poder dos cavalos está na sua boca e nas suas caudas. Porquanto as suas caudas são semelhantes a serpentes, e têm cabeças, e com elas danificam.20 E os outros homens, que não foram mortos por estas pragas, não se arrependeram das obras de suas mãos, para não adorarem os demônios, e os ídolos de ouro, e de prata, e de bronze, e de pedra, e de madeira, que nem podem ver, nem ouvir, nem andar.21 E não se arrependeram dos seus homicídios, nem das suas feitiçarias, nem da sua fornicação, nem dos seus furtos.

Taça 6 (= Trombeta 6):

[secado o Eufrates,] 3 espíritos imundos congregam os reis da terra em Armagedom, para a batalha.
Ap 16:13-16

13 E da boca do dragão, e da boca da besta, e da boca do falso profeta vi sair três espíritos imundos, semelhantes a rãs.14 Porque são espíritos de demônios, que fazem prodígios; os quais vão ao encontro dos reis da terra e de todo o mundo, para os congregar para a batalha, naquele grande dia do Deus Todo-Poderoso.15 Eis que venho como ladrão. Bem-aventurado aquele que vigia, e guarda as suas roupas, para que não ande nu, e não se vejam as suas vergonhas.16 E os congregaram no lugar que em hebreu se chama Armagedom.

(parêntese)

Ap 7:1-8 (os 144.000 judeus (literais) convertidos na Tribulação);
Ap 7:9-17 (incontável multidão dos salvos e martirizados na Tribulação)

Ap 7:1-8  1 E depois destas coisas vi quatro anjos que estavam sobre os quatro cantos da terra, retendo os quatro ventos da terra, para que nenhum vento soprasse sobre a terra, nem sobre o mar, nem contra árvore alguma. 2 E vi outro anjo subir do lado do sol nascente, e que tinha o selo do Deus vivo; e clamou com grande voz aos quatro anjos, a quem fora dado o poder de danificar a terra e o mar, 3 Dizendo: Não danifiqueis a terra, nem o mar, nem as árvores, até que hajamos selado nas suas testas os servos do nosso Deus. 4 E ouvi o número dos selados, e eram cento e quarenta e quatro mil selados, de todas as tribos dos filhos de Israel. 5 Da tribo de Judá, havia doze mil selados; da tribo de Rúben, doze mil selados; da tribo de Gade, doze mil selados; 6 Da tribo de Aser, doze mil selados; da tribo de Naftali, doze mil selados; da tribo de Manassés, doze mil selados; 7 Da tribo de Simeão, doze mil selados; da tribo de Levi, doze mil selados; da tribo de Issacar, doze mil selados; 8 Da tribo de Zebulom, doze mil selados; da tribo de José, doze mil selados; da tribo de Benjamim, doze mil selados. ACF2007

Ap 7:9-17  9 Depois destas coisas olhei, e eis aqui uma multidão, a qual ninguém podia contar, de todas as nações, e tribos, e povos, e línguas, que estavam diante do trono, e perante o Cordeiro, trajando vestes brancas e com palmas nas suas mãos; 10 E clamavam com grande voz, dizendo: Salvação ao nosso Deus, que está assentado no trono, e ao Cordeiro. 11 E todos os anjos estavam ao redor do trono, e dos anciãos, e dos quatro animais; e prostraram-se diante do trono sobre seus rostos, e adoraram a Deus, 12 Dizendo: Amém. Louvor, e glória, e sabedoria, e ação de graças, e honra, e poder, e força ao nosso Deus, para todo o sempre. Amém. 13 E um dos anciãos me falou, dizendo: Estes que estão vestidos de vestes brancas, quem são, e de onde vieram? 14 E eu disse-lhe: Senhor, tu sabes. E ele disse-me: Estes são os que vieram da grande tribulação, e lavaram as suas vestes e as branquearam no sangue do Cordeiro. 15 Por isso estão diante do trono de Deus, e o servem de dia e de noite no seu templo; e aquele que está assentado sobre o trono os cobrirá com a sua sombra. 16 Nunca mais terão fome, nunca mais terão sede; nem sol nem calma alguma cairá sobre eles. 17 Porque o Cordeiro que está no meio do trono os apascentará, e lhes servirá de guia para as fontes vivas das águas; e Deus limpará de seus olhos toda a lágrima. ACF2007

(parêntese)

Ap 10:1-11:2: um livro trazido do céu por anjo

Ap 11:3-14 As 2 testemunhas

Ap 12:1-17 A mulher e o dragão

Ap 13:1-10 A besta que sobe do mar

Ap 13:11-18 A besta que sobe da terra

Ap 14:1-13 O Cordeiro e seus remidos sobre o monte Sião

Ap 14:14-14 A ceifa

(parêntese)

Ap 17,18 – Queda da Babilônia

Selo 7: [pode ser depois dos 1000 anos do reino do Cristo, em carne e osso, sobre a terra. Naquele momento, Satanás, por pouco tempo, é solto do abismo em que esteve 1000 anos preso, e todos os santos e anjos, no céu, silenciariam por ½ hora para observar se muitos ou poucos dos homens que ainda estão sobre a terra e com corpo não glorificados (como os deles) sucumbiriam ao engano do Inimigo para juntar-se a ele na sua última rebelião contra Deus.]

Silêncio no céu quase ½ hora.
Ap 8:1

“1 ¶ E, havendo aberto o sétimo selo, fez-se silêncio no céu quase por meia hora.”

Trombeta 7 (= Selo 6 = Taça 7):

Os reinos do mundo tornam-se o reino do nosso Deus e do seu Cristo.
Relâmpagos, vozes, trovões, terremotos, grande saraiva.
Ap 11:15-19

15 E o sétimo anjo tocou a sua trombeta, e houve no céu grandes vozes, que diziam: Os reinos do mundo vieram a ser de nosso Senhor e do seu Cristo, e ele reinará para todo o sempre.16 E os vinte e quatro anciãos, que estão assentados em seus tronos diante de Deus, prostraram-se sobre seus rostos e adoraram a Deus,17 Dizendo: Graças te damos, Senhor Deus Todo-Poderoso, que és, e que eras, e que hás de vir, que tomaste o teu grande poder, e reinaste.18 E iraram-se as nações, e veio a tua ira, e o tempo dos mortos, para que sejam julgados, e o tempo de dares o galardão aos profetas, teus servos, e aos santos, e aos que temem o teu nome, a pequenos e a grandes, e o tempo de destruíres os que destroem a terra.19 E abriu-se no céu o templo de Deus, e a arca da sua aliança foi vista no seu templo; e houve relâmpagos, e vozes, e trovões, e terremotos e grande saraiva.

Taça 7 (= Selo 6 = Trombeta 7):

"Está feito".
Vozes, trovões, relâmpagos, grande terremoto como nunca houve.
A grande cidade é fendida em 3 partes.
As cidades das nações caem.
Deus derrama Sua ira sobre Babilônia.
Cada ilha foge, montes não são achados.
Saraiva do peso de um talento (30-55 kg).
Ap 16:17-21

17 E o sétimo anjo derramou a sua taça no ar, e saiu grande voz do templo do céu, do trono, dizendo: Está feito.18 E houve vozes, e trovões, e relâmpagos, e houve um grande terremoto, como nunca houve desde que há homens sobre a terra; tal foi este tão grande terremoto.19 E a grande cidade fendeu-se em três partes, e as cidades das nações caíram; e da grande Babilônia se lembrou Deus, para lhe dar o cálice do vinho da indignação da sua ira.20 E toda a ilha fugiu; e os montes não se acharam.21 E sobre os homens caiu do céu uma grande saraiva, pedras do peso de um talento; e os homens blasfemaram de Deus por causa da praga da saraiva; porque a sua praga era mui grande.


Li este resumo em algum local:

Os julgamentos trazidos pela primeira trombeta e pela primeira taça, ambos têm impacto sobre a terra.
Os julgamentos pelas segunda trombeta e segunda taça, ambos têm impacto sobre o mar, transformando-o em sangue.
Os julgamentos pela terceira trombeta e terceira taça, ambos têm impacto sobre fontes de água doce (rios e nascentes de águas).
Os julgamentos pelas quarta trombeta e quarta taça, ambos têm impacto sobre o sol.
Os julgamentos pelas quinta trombeta e quinta taça, ambos descrevem escuridão do segundo o céu [a atmosfera terrestre] e as pessoas experimentando uma enorme dor.
Os julgamentos pelas sexta trombeta e sexta taça, ambos envolvem o rio Eufrates e descrevem o movimento de tropas.
Os julgamentos pelas sétima trombeta e sétima taça, ambos descrevem vozes, relâmpago, trovão, um terremoto, e uma grande praga de granizo.

 



Hélio.


Só use as duas Bíblias traduzidas rigorosamente por equivalência formal a partir do Textus Receptus (que é a exata impressão das palavras perfeitamente inspiradas e preservadas por Deus), dignas herdeiras das KJB-1611, Almeida-1681, etc.: a ACF-2011 (Almeida Corrigida Fiel) e a LTT (Literal do Texto Tradicional), que v. pode ler e obter em BibliaLTT.org, com ou sem notas).



(Copie e distribua ampla mas gratuitamente, mantendo o nome do autor e pondo link para esta página de 
http://solascriptura-tt.org)

(retorne a http://solascriptura-tt.org/ EscatologiaEDispensacoes/ 
retorne a http:// 
solascriptura-tt.org/ )