A Dança de Davi Diante do Senhor em 2Sm 6:14


[Em http://geocities.yahoo.com.br/biblialiteral/ temos: 
2Sm 6:13 E sucedeu que, quando os que levavam a arca do SENHOR tinham dado seis passos, sacrificava bois e carneiros cevados.
14 E Davi girava acrobaticamente {*} com todas as suas forças diante do SENHOR; e estava Davi cingido de um éfode de linho. {* Ver nota verso 16}
15 Assim subindo, levavam Davi e todo o Israel a arca do SENHOR, com júbilo, e ao som das trombetas.
16 E sucedeu que, entrando a arca do SENHOR na cidade de Davi, Mical, a filha de Saul, estava olhando pela janela; e, vendo ao rei Davi, que ia saltando e girando acrobaticamente {*} diante do SENHOR, o desprezou no seu coração. {* 03769 kârar = torcer, voltear, rodar, girar, rodopiar, saltar em giro, dar giros e cambalhotas (assim, por extensão, pode ser dançar). O uso de "07540 râqad" em relação a Davi, na passagem paralela em 1 Cr 15:29 (ver nota), igual ao uso de "07540 râqad" em relação a bodes barbados em Is 13:21 (ver nota), afasta a possibilidade de Davi ter praticado danças sensuais: ele deu foi enormes saltos, giros (e, talvez, cambalhotas) de alegria sem precedentes! Ademais, nada força que Davi deixou aparecer certas partes eróticas do corpo, como alguns insinuam: a vaidosa rainha pode ter simplesmente abominado o fato do rei ter se despojado das roupas mais externas, suntuosas e formais, e ter se portado como um simples e humilde acrobata, ao invés de ter contratado um deles.}]







A  dança de Davi diante do Senhor é descrita em 2Samuel 6:14. Esta passagem de Escritura pode ser considerada com um dos relatos do Velho Testamento mais freqüentemente mal entendidos. Alguns parecem pensar que David dançou praticamente nu diante do Senhor. Mas leia o relato em 2Samuel 6 com cuidado: "E Davi saltava com todas as suas forças diante do SENHOR; e estava Davi cingido de um éfode de linho." Não soa exatamente como se David estava despido, soa?) Um éfode era uma veste exterior não frouxa, sem mangas para os braços, e que estendia geralmente até [bastante] abaixo aos quadris. Nos tempos do Velho Testamento o éfode foi usado quase que exclusivamente como uma vestimenta sacerdotal, e usado em conexão com a adoração a Deus. David não estava despido quando dançou diante do Senhor; ao contrário, ele estava vestido para adorar a Deus.

Os saltos e danças [acrobacias] de Davi diante do Senhor foram expressão de alegria e de louvor a Deus. A dança [acrobacias] de Davi (descrita em 2 Samuel 6:14) foi uma forma de regozijo religioso, uma expressão da alegria na ocasião do retorno da Arca da Aliança a Jerusalém. O rei David e toda a casa de Israel trouxeram a Arca do Senhor com brados [de alegria, entusiasmo] e com trombetas, e David dançou [acrobacias] diante do Senhor. Ele tomou o lugar de um escravo na cabeça da procissão para expressar honra a Deus Jeová. Seu desejo de ser o escravo do Senhor mostra os verdadeiros propósito e intenção de sua adoração.

 Mical, a esposa do rei Davi, não compreendendo os motivos do seu marido, e pensando que ele tinha se rebaixado diante dos povos, repreendeu-o amargamente, e desprezou-o em seu coração. Mas a motivação de Davi para regozijar era puro. Os proponentes de dança nas igrejas dos dias modernos freqüentemente se esquecem de que os homens e as mulheres de Israel nunca dançavam junto. Davi não dançou sobre todas as ruas de Jerusalém nos braços da esposa de um outro homem. Tais atividades [corretamente] trariam demasiadas conotações pagãs de sensualidade. Para o povo escolhido do Deus, dançar não era algo a ser executado como divertimento social. O moderno método de dançar por pares era desconhecido nos tempos do Velho Testamento. (E, no Novo Testamento [e isto é extremamente importante, porque igrejas devem seguir o Novo Testamento!], a palavra "dança" nunca é usada uma só vez sequer em conexão com a adoração cristã).

Certamente 2Samuel 6:14 não pode ser usado para justificar a dança social dos presentes dias sem tirar o texto completamente fora de seu contexto.




Steve Wagoner

Tradução por Valdenira N.M. Silva




Todas as citações bíblicas são da ACF (Almeida Corrigida Fiel, da SBTB). As ACF e ARC (idealmente até 1894, no máximo até ANTES de 1948) são as únicas Bíblias impressas que o crente deve usar, pois são boas herdeiras da Bíblia da Reforma (Almeida 1681/1753), fielmente traduzida somente da Palavra de Deus infalivelmente preservada (e finalmente impressa, na Reforma, como o Textus Receptus).




(retorne a http://solascriptura-tt.org/ LiturgiaMusicaLouvorCulto/
retorne a http:// solascriptura-tt.org/ )