Benny Hinn e seus ensinos





            Benny Hinn (ex) pastor do Orlando Christian Center, Orlando, Flórida [A igreja foi renomeada World Outreach Church (Igreja de Alcance Mundial)  e mais tarde, Faith World Church (Igreja da Fé Mundial), em 1999, quando Hinn renunciou ao pastorado, transferindo o seu ministério de cruzada e evangelismo para Dallas] é uma das vozes mais prolíficas na chamada mídia “cristã” da atualidade. [O ministério de Hinn informou um registro de arrecadação na base de 100 milhões de dólares ao ano, o que lhe permite manter US$3,5 milhões em casa, gastar US$8.000 em viagens aéreas, US$2.000 em hospedagem noturnas em quartos de  hotéis]. Seu livro “Bom Dia, Espírito Santo”  ficou na lista dos bestsellers, desde o seu lançamento, em outubro de 1990, tendo vendido aproximadamente ¼ de milhão de cópias, já nos primeiros meses. Em maio de 1992, esse livro era o número 1 entre os publicados, conforme a Christian Reading, uma das principais publicações sobre livros, distribuidores e editores “cristãos”.

            Por causa de algumas declarações um tanto chocantes, na edição original de “Bom Dia, Espírito Santo”, Hinn recebeu críticas de algumas organizações que haviam percebido discrepâncias na sua teologia.

            A crítica mais pública sobre os ensinos de Hinn veio do Christian Research Institute (CRI) [o qual por si mesmo já tem alguns problemas teológicos], o que levou Hinn e sua editora, Thomas Nelson Company, a corrigir o que o CRI havia percebido como heresia. Isso resultou na revisão (por Nelson) do material questionável, nas últimas publicações, as quais, no futuro não iriam conter os ensinos em questão. Mesmo assim, o porta-voz da Thomas Nelson Company, Bruce Barbour (editor) e Bill Watkins (editor sênior), além do próprio Benny Hinn, afirmam que a teologia expressa na edição original em nada mudou, mas apenas foi “esclarecida”.  

            Contudo,  Hinn declara ter mudado o seu modo de pensar a respeito de outros ensinos, não tratados no “Bom Dia, Espírito Santo”, principalmente sobre a heresia da “morte espiritual de Jesus”, a qual tem caracterizado os mestres da teologia da Palavra Fé, a partir de E. W. Kennyon, passando por Kenneth Copeland, Kenneth Hagin e os demais.

            Apesar de todos esses acontecimentos muitos cristãos ainda estão questionando sobre o lugar de onde veio Benny Hinn. Por causa de sua contínua popularidade dentro do mercado cristão,  achamos que uma análise dos ensinos de Hinn deve ser feita. Também achamos que algumas críticas erguidas contra ele têm sido embasadas, não na verdade da Escritura, mas na Ortodoxia - tradicionalmente na compreensão exata de itens não necessariamente embasados em termos claros da Escritura. Nossa esperança está em  [Al Dager da Media Spot Light... veja as notas em asterísco (entre as linhas horizontais) no final desta seção], para estabelecer estas diferenças à parte.



O Homem - Benny Hinn nasceu em 1953, em Israel, filho de pai grego e mãe armênia. Foi educado na (falsa) religião grega ortodoxa. Hinn afirma que, quando era um garoto de 11 anos, em Israel, Deus lhe apareceu pela primeira vez e, desde então, Ele tem-lhe aparecido. Aos 14 anos, Hinn mudou-se para o Canadá com os pais. Enquanto ali freqüentava a escola secundária, ele diz que tinha visões, nas quais via a si mesmo pregando para enormes multidões. Diz ainda que Deus o curou de um problema de gagueira, para que ele pudesse tornar-se um pregador.

            Contudo, apesar das visões de Deus lhe aparecendo por vários anos, Hinn marca o ano do seu novo nascimento como tendo sido em 1972, quando estava com 20 anos de idade. Foi num culto de Kathryn Kuhlman, no ano seguinte, que ele diz ter tido uma “profunda experiência espiritual”.

           
Hinn admite prontamente que muitos dos mal entendidos que têm aparecido em seus ensinos resultam de sua formal deficiência bíblica. De fato, quase em seguida ao seu novo nascimento, diz ele, “O Senhor me lançou no ministério, quase na mesma note”  [N.T. - Parece que “Deus” estava apressado demais,  para que o povo escutasse as heresias de Hinn, hem?].

            Apesar de tais circunstâncias, Hinn fundou o Orlando Christian Center, em 1983. Começando com apenas algumas centenas de membros, essa igreja agora se vangloria de ter uma freqüência semanal de 10 mil pessoas [a recém nomeada Igreja da Palavra da Fé está sendo pastoreada agora por Clint Brown, o qual juntou sua igreja pentecostal, em Orlando, com a igreja de Hinn, quando este se mudou para Dallas, em 1999]. Além disso, Hinn lidera cruzadas mundiais e tem um programa de TV (de 30 minutos - This Is Your Day  (Este é o Seu Dia), o qual é visto em mais e 100 países). [N.T. - Satanás é o mais bem sucedido empresário do planeta]. Esse programa vai ao ar através da Trinity Broadcasting Net (TBN), liderado por Jan e Paul Crouch [ver no final desta reportagem a transcrição de duas das suas mais recentes apresentações na TBN]. Hinn também diz que está construindo um “Healing Center”  (Centro de Cura) em Dallas, o qual estaria programado para operar 24 horas por dia, com inauguração planejada para 2001. Parte da atração seria constituída de filmes mostrando cultos de curas antigas, liderados pelos mestres do ofício - Oral Roberts, Kathryn Kuhlman, Aimée Semple McPhearson, A. A. Allen, Jack Coe, Lester Sumrall e outros. [Até a data da revisão desta reportagem, parece que Hinn continua arrecadando dinheiro sob falsas pretensões - pois nem um só tijolo foi usado, até agora, em seu “Healing Center”.  Agora ele diz que a decisão de retardar o projeto foi divinamente inspirada (23/06/02 - “Dallas Morning News”]. Embora Hinn declare que o seu ministério, através dos anos 1970, foi embasado nos escritos de homens como D. L. Moody e R. A. Torrey, ele foi um forte proponente do “Conhecimento de Revelação”, ou seja, de novas verdades reveladas diretamente por Deus -  as quais não se encontram na Escritura. Apenas recentemente, ele declarou que não vai mais confirmar a “Conhecimento de Revelação” como a base dos seus ensinos. [Ver, no final desta reportagem, Hinn confirmando o seu Conhecimento de Revelação].

            Mais que isso, Hinn afirma ser um canal divino - que Deus entra nele e toma conta de sua mente e de sua língua, a ponto dele esquecer o que falou. Após o sermão de 31/12/1989, no Orlando Christian Center, durante o qual ele entregou várias profecias para o futuro, Hinn disse que estava embriagado - presumivelmente do Espírito Santo - e pediu que alguém lhe contasse exatamente o que ele havia falado. [N.T. - Pelo visto, o “Espírito Santo” agora está usando os médiuns para revelar o que “esqueceu” de revelar na Bíblia].

            Ficou claro, nos anos 1980, que os falsos ensinos da Palavra da Fé, de Kennyon, Copeland e outros, começaram a ter  um enorme impacto sobre Hinn. Porém, logo após o encontro com os críticos do seu livro, Hinn anunciou que já não mantinha os ensinos da Palavra da Fé.

            À medida em que sua popularidade foi crescendo, por causa do seu programa de TV e da enorme vendagem do livro “Bom Dia Espírito Santo”, seus ensinos passaram por uma estreita avaliação através dos ministérios apologéticos. O CRI ficou especialmente alarmado com as referências de Hinn sobre a Trindade, as quais, no mínimo, pareciam nada ortodoxas e, na pior das hipóteses, heréticas.   Tanto em seu programa de TV como no livro, Hinn assegurou que as três Pessoas do Deus Trino têm corpos, almas e espíritos, bem como vontades independentes (13/10/1990 – TBN). O que alarmou a maioria dos críticos de Hinn foi a sua declaração de que “Existem nove deles (Espíritos de Deus)”. Alguns teriam entendido isso como havendo nove Pessoas, o que não teria sido o que Hinn disse. “Nove deles” referia-se aos elementos separados da Trindade: 3 corpos, 3 almas e 3 espíritos.

            Hinn é claramente culpado do ensino do “Conhecimento de Revelação” (A verdade divina compartilhada pessoalmente com ele), algo absolutamente não embasado na Escritura. Por causa disso, ele colocou na mente dos que nele confiam uma crença pessoal, como se esta fosse de autoridade bíblica, a qual não é. Conquanto o ensino de Hinn sobre a Trindade tenha atraído a principal atenção no debate entre ele e os ministérios apologéticos, existem outros itens sérios que ficaram em segundo plano da questionável controvérsia - itens esses que, na verdade, conduzem à heresia.



Um bom homem - Hinn ensina que quando alguém nasce de novo pela fé em Jesus, recebe um novo homem-espírito, que ali não havia antes, um novo homem-espírito que é divino por natureza, semelhante a Deus. (“Nossa Posição em Cristo  - Sermão em fita K-7). Através de suas dissertações, Hinn admite que a Bíblia afirma o que ele diz. Mas o seu estratagema é o mesmo de qualquer outro falso mestre, o qual consiste em retirar um texto-prova do contexto, a fim de aplicá-lo à interpretação pessoal, afirmando que este lhe foi entregue pelo próprio Deus. Onde é que, na Escritura, pode-se encontrar que algum homem-espírito vem a  nós? O Espírito Santo vem habitar em nós, mas Hinn não está se referindo a Ele, pois afirma que esse homem-espírito foi criado antes da fundação do mundo [N.T. - Teoria mórmon?]. Ele também cita Efésios 1 como texto-prova, o que é um crasso erro. Essa passagem nos fala sobre “termos sido escolhidos antes da fundação do mundo”; em parte nenhuma ela menciona um homem-espírito semelhante a Deus, exclusivo e distinto de nós.

            Em outra declaração, Hinn assegura que embora não sejamos o próprio Deus Todo Poderoso, mesmo assim somos divinos (01/12/90 - TBC). Hinn prossegue negando que está afirmando que somos Deus, mas apenas afirmando que somos filhos de Deus [embora em algum outro lugar ele afirme que somos deuses].



Jesus recebeu a natureza de Satanás - Um dos populares ensinos da Palavra da é que Jesus recebeu a natureza e Satanás e por isso precisou nascer de novo. Essa doutrina está intrinsicamente ligada à heresia de que “Jesus morreu espiritualmente”, postulando que o sangue derramado por Jesus foi insuficiente para a redenção do homem; Ele precisou sofrer nas mãos de Satanás, no inferno, e nascer de novo como o primeiro homem a vencer a morte. Hinn também ensina esta heresia: “Ele (Jesus), que é justo por escolha, disse: ‘a única maneira pela qual posso fugir do pecado é me tornando pecado. Não posso simplesmente detê-lo, permitindo que ele me toque; ele e eu temos nos tornado um’. Enquanto isso, Aquele que é a natureza de Deus, tornou-se a natureza de Satanás, quando se tornou pecado”. (TBN, 01/12/90). Nesta exata declaração, Hinn consegue transmitir vários erros distintos: 

- (a) - Jesus não é justo por escolha, mas por natureza; (b) Jesus jamais falou isso, quer tenha sido na Escritura  e muito menos a Benny Hinn; (c) A natureza divina de Jesus é constante; nem mesmo Deus pode mudar a Sua natureza divina para algo mais.

- Quanto se tornou homem, o Verbo de Deus combinou Sua natureza divina com a natureza carnal do homem -  não de um anjo - o que é o contrário de ter Ele assumido a natureza de Satanás. Esta é uma heresia de primeira linha, a qual leva à conclusão da morte espiritual de Jesus, nega a suficiência do Seu sangue, condenando os que nela crêem, a não ser que se arrependam. Este é um “outro evangelho”, diferente daquele que nos foi dado na Escritura.

Apesar da rejeição declarada por Hinn à mensagem da Palavra da Fé, ele não a abandonou totalmente.  A mensagem da Palavra da Fé  engloba muito mais do que a tolice do “fale e exija”. Ela está absolutamente ligada às heresias do crente divino-humano e das heresias de Jesus espiritualmente morto, as quais Hinn continua apoiando. Ela exalta o homem e denigre Cristo, conforme costuma fazer a maioria dos falsos ensinos.

O problema com este e outros ensinos de Hinn é que ele exibe a colocação mental de alguém que “aprendeu e reteve” uma confusa devastação espiritual, ao longo do seu caminho. Tudo que porventura lhe aflora à mente ele considera como sendo a voz de Deus, mesmo porque acredita ser ele mesmo um profeta de Deus, amaldiçoando os que se lhe opõem.



Soprando - Uma das características dos cultos de Benny Hinn tem sido a de afirmar que compartilha, à vontade, com o poder do Espírito Santo, quando sopra sobre as pessoas. Ele se tornou conhecido pelo hábito de atirar sua capa no ar e arremessar o Espírito Santo, como uma bola de basebol, sobre a audiência, levando completos segmentos do auditório a mergulhar ostensivamente no poder de Deus. Pelo visto, Deus [Espírito Santo] está sempre à disposição [desse Seu grande profeta]. Deus nem mesmo se incomoda de tornar-se um espetáculo nesse processo.

            O fenômeno conhecido como “cair no Espírito” [fanerose]  tem sido a marca registrada do pentecostalismo moderno. Embora eu não possa garantir que Deus não tenha o poder de cair sobre alguém, torna-se óbvio que, junto com os falsos ensinos, o poder transmitido por Hinn (se é que existe algum poder) não procede de Deus. [Numa de suas cruzadas, um homem que Hinn afirma ter “caído no Espírito”, desabou sobre uma idosa senhora ajoelhada, quebrando-lhe uma costela, o que resultou no seu falecimento]. Tudo indica que [a fanerose] é apenas um caso de histeria coletiva, a qual domina as pessoas predispostas a cair.

1 -  (a) Essas pessoas desejam o poder de Deus, não importa qual seja ele. (b) Elas ficariam embaraçadas se não caíssem, quando todos ao seu redor estão caindo. (c) Muitos têm testificado que uma pessoa caindo ao seu redor os têm puxado para baixo. (d) Deus poderia até mesmo conceder essa “bênção”, a fim de [permitir e] ampliar [a operação do] erro nas mentes das pessoas que não aceitam a verdade com a mesma boa vontade com que buscam as emoções sobrenaturais. (e) Satanás e seus demônios podem duplicar tais fenômenos, a fim de validar como verdade, os erros do ensino de alguém.

2 - (Outros exemplos dos falsos poderes de cura de Hinn: Um ancião, seguidor dele, fora barrado na entrada do Estádio ARGO, em Sacramento, CA, por não ter pago o valor exato da entrada. Mais tarde, já no palco, ele “caiu no Espírito” e, quando estava caído ao chão, um homem gigantesco também “caiu” quase em cima dele, quebrando-lhe a perna. Em 1993, em Basel, na Suíça, Hinn profetizou que um homem canceroso ainda viveria por muitos anos. Esse homem faleceu dois dias depois. Em Nairobi, Quênia, em maio de 2000, quatro pacientes foram liberados de um hospital para freqüentar a “Cruzada do Milagre”  de Hinn, tendo falecido enquanto aguardavam a sua oração de cura. (Fonte - TBC, 09/00).

            Finalmente, os erros de Hinn são ampliados pelos seus contínuos elogios ao papa do Catolicismo Romano, como se os erros dessa (falsa) igreja devam ser ignorados a bem da verdade. Em 1989, Hinn foi participante do movimento para a concessão ao Papa JP2 da comenda de “Príncipe da Paz”, instigado por Harold Bradesen. Tendo recebido muita publicidade por causa dessa participação, Hinn retrocedeu e retirou sua adesão.

            O material original (não entre aspas) foi adaptado/resumido da Media Special Report, “Pros & Cons”, de maio 1992. Boa leitura é o livro de G. Richard Fisher & M. Kurt Goeldman - “The Confusing World of Benny Hinn”, edição completa de 334 páginas]. O que vem a seguir foi resumido da Introdução desse livro: “(Hinn) afirma ter recebido revelações e tido mais visões do que qualquer pessoa, até mesmo nos tempos bíblicos, inclusive João, o escritor do Livro de Apocalipse. Hinn repreendeu o “espírito do câncer” e o “demônio da morte e do débito” tantas vezes, sem resultado algum, que até seria hilário, se tantas pessoas não tivessem sido enganadas. Suas bizarras heresias, falsas profecias, contradições e direto envolvimento com o ocultismo são revelados e inteiramente documentados...”



Benny Hinn afirma que os mortos dentro dos esquifes serão ressuscitados diante dos aparelhos de TV - O que vem a seguir é uma transcrição do que Benny Hinn falou no programa de TV de Jan e Paul Crouch (Praise the Lord), na TBN, em 19/10/1999:



Benny Hinn (BH)
- “Mas aqui está primeiro o que eu vi na TBN. Vocês vão ter pessoas ressuscitadas, vendo os programas da TBN - simples programas - programas que não fizeram muito, até chegarem essas manifestações sobrenaturais. Não vai ser o Benny Hinn dizendo: ‘Levantem as mãos’. Vai ser a mídia do seu programa educativo e do seu programa cristão normal, que é abençoar a sua igreja. Haverá tal poder nesses programas que as pessoas serão ressuscitadas da morte, no mundo inteiro. Estou lhes dizendo, porque vejo isso no Espírito. Vai ser assombroso! ‘Jesus, eu te louvo por isso - porque essas pessoas no mundo inteiro, as quais vão perder seus entes amados, podendo ser tanto na América como em todo o mundo - poderão falar aos agentes funerários:  ‘ainda não! Quero colocar meu amado morto em frente à TV, por 24 horas!’”.

Paul Crouch - (PC) – Benny Hinn! Jesus!

BH - Estou lhe dizendo: Pessoas serão - Pessoas... Estou lhe dizendo. Sinto a mão falando aqui. As pessoas vão cancelar os serviços funerários e levar os seus esquifes, colocando-os... Meu Deus! Sinto a mão aqui ... Colocando-os diante do aparelho de TV, esperando que o poder de Deus os veja e neles toque.  Isso vai acontecer sempre e sempre - tanto que vai se ampliar... Vocês vão ouvir falar disso, do Quênia até o México, da Europa até a América do Sul, quando as pessoas forem ressuscitadas dos mortos, devendo acontecer a milhares. Esperem! O Senhor acabou de me dizer - não sei isso é verdade ou não [N.T. - Será que BH acha que Deus pode mentir igual a ele?] – o Senhor acabou de me dizer que Ele lhe deu [a PC] esta palavra há muitos... Muitos anos atrás.

PC - Ele deu, sim!

BH - Não me lembro de você ter jamais me contado isso!

PC - Não, eu não lhe contei.

BH - [Ele disse] Eu já lhe disse isto.

PC - Sim, o Senhor me falou, logo no início da TBN e eu realmente não lhe contei...

Jan Crouch - Eu tive um sonho.

BH - Você teve um sonho!

PC - Sim, conte-lhe sobre o pouco...

Jan Crouch - Foi apenas um sonho, anos atrás.. As pessoas estavam levantando dos mortos.

PC - Está na fita. Eu disse que o tempo está chegando...

BH - Acho tudo isso divertido. Vejo filas de esquifes em frente ao aparelho de TV e os vejo chegando mais perto da tela e, à medida em que as pessoas vão chegando mais perto, de fato vejo-as levantando as mãos dos mortos amados, para que eles toquem na tela, e eles são ressuscitados quando tocam na tela da TV, nesse  programa. Não estou me referindo ao meu programa, mas a simples programas transmitidos - a glória de Deus será tal na TBN que haverá uma ressurreição divina acontecendo, à medida em que as pessoas forem trazendo os seus amados até o aparelho de TV.

PC - Exatamente porque é o Seu tempo.

BH - É o seu tempo! Agora aqui tem algo mais que eu vejo! Eu vejo! ‘Jesus, eu te louvo por isso - Vai chegar o dia, Paul, - e eu oro para que você esteja aqui e possa ver isso. Quero dizer, esteja aqui fisicamente. Você agora está na casa dos 60. Mas virá o dia em que os dons do Espírito Santo tanto se edificarão na Igreja que os filhos pequenos estarão assistindo a TBN e os sinais e maravilhas começarão a acontecer, através deles. O compartilhamento do Espírito Santo virá por intermédio deles. De uma criancinha que nada sabe a respeito dos dons, nada sabe sobre unção, nada sabe sobre o poder de Deus; todos ficarão cheias do poder de Deus, cheios do poder do alto, mesmo sendo crianças, à medida em que prosseguir esse programa da TV, e dali sairão como tochas de fogo, para suas escolas, seus jardins de infância e suas famílias. Vejo crianças ... Vejo crianças, e algo em seus lábios parecendo um fogo espalhando-se. Mas vejo essas crianças tocando a tela da TV, recebendo-o e dali saindo para o espalhar. Isso vai acontecer com as crianças nos estados Unidos, no Canadá e no mundo inteiro. E vejo pessoas sendo ressuscitadas dos mortos, aqui e também as vejo no além mar.



 O que vem a seguir é um resumo adaptado do artigo intitulado “Benny Hinn ... Caindo Mais Baixo” (Outubro 99, “Batalhando diligentemente pela fé”

Quando benny Hinn percebeu sua gafe sobre as nove Pessoas na Trindade, ele disse que isso fora apenas uma piada. Ele tem feito muitas afirmações irresponsáveis. Por exemplo, que os humanos foram criados para nadar como os peixes e voar como os pássaros e, com apenas um pensamento, eles poderiam se locomover de um planeta para o outro. Quando desafiado quanto à autoridade para tão ridículas afirmações, ele apelou à sua origem judaica (Hinn nasceu na Palestina árabe, portanto não é judeu) (“The Confusing World of Benny Hinn”, PFO Journal, 12/97, p. 34) e ao seu conhecimento do Hebraico, o qual, obviamente, ele não possui. Ele disse que a expressão traduzida como “ter  o domínio” na história da criação, significa  que tudo que podiam fazer as criaturas sobre as quais Adão e Eva dominavam, estes poderiam fazer (“Cristianismo em Crise”, p. 119 do original Inglês).  Então, é de supor que eles também poderiam botar ovos, como as galinhas.

Os ensinos de Benny Hinn, desde o início do seu ministério, são, obviamente, as declarações ridículas de um palhaço.  Contudo, uma recente entrevista na TV mostra que esse homem tem ido além do impróprio e que, de fato, ele tem caído a um nível cada vez mais baixo.

Paul Crouch (PC)  entrevistando-o na TBN, junto com Jan Crouch, em 13/09/1999:

            Na mudança da abertura da entrevista, fez-se referência a Kathryn Kuhlman, à qual Benny Hinn (BH) apela como um precedente aos seus pronunciamentos de “maldição” e “bênção”, numa recente Cruzada de Cura, em Denver. Ele também se refere a Fred Roberts, que ele chama “apóstolo”, como sendo outra pessoa que o encorajou a atirar “condenação” contra os seus adversários:



BH - Ele disse que agora você tem essa chance, porque alguns blasfemaram contra o Espírito Santo, pedindo a Deus que isso fosse feito.

PC - Porque eles estão atribuindo suas obras ao diabo, exatamente o que fizeram com Jesus (Hinn concorda).

BH - Veja, no momento em que eles atribuem a obra do Espírito Santo a Satanás, nós, os crentes, estamos  capacitados  a pedir que Deus lhes dê um basta.

PC - Amém!

BH - Certa vez, William Branham estava ministrando - e isso aconteceu mais de uma vez, mas só ouvi sobre isso duas  vezes - quando um homem chegou até ele e mentiu que estava doente  (ele estava apenas tentando zombar de William Branham) e  queria que Branham o curasse. Então Branham falou: “Você não está doente e veio aqui apenas para zombar de mim; agora você vai sair daqui com a mesma doença que você  disse que tinha”. E o homem saiu dali doente.



            À medida em que a entrevista prosseguia, Benny Hinn referiu-se a um incidente, o qual, supostamente, teria acontecido no mistério de Thomas Reid, nas Filipinas, quando, simplesmente, Deus infligiu uma doença a alguém que se opunha às reuniões. Se isso aconteceu ou não, carecemos de meios para conferir. Pela maneira como Benny Hinn conta isso, torna-se duvidoso. O certo é que Benny Hinn está usando táticas ilegítimas de medo. Pior ainda, ele apela a um incidente da vida de Cristo de um modo não bíblico. Leiam o que ele falou à luz de Provérbios 26:18: “Como o louco que solta faíscas, flechas, e mortandades”:



BH -
Quando falam que “isso é do Diabo”,  Jesus disse que se trata de um pecado imperdoável. Ele falou ali mesmo, castigou e esse castigo foi a condenação eterna. Ele disse que perdoaria qualquer pecado, exceto este. Então, Tommy (Reid) disse ao Senhor: “Tudo bem, Senhor, é isso que eu desejo que seja feito”.  Na última reunião, trouxeram uma senhora em cadeira de rodas, com artrite. O tal homem deu umas voltas ao redor da cadeira e tornou a falar: “Isso é coisa do Diabo!”, murmurando sobre o caso. Foi então que Tommy falou: “Senhor, agora!”  No mesmo instante, o Senhor curou a artrite da senhora e esta passou para o homem, que dali  saiu com a doença dela. (N.T. - Agora eu sei de onde um autor da Globo copiou isso e colocou em algumas cenas de sua novela barata).

PC - Jesus!  

BH - Ele transferiu a doença daquela senhora para o tal homem. E o homem começou a gemer por causa da ARTRITE!

            Agora indagamos: Será que estas não são as afirmações bombásticas de um homem, cuja mente já não está raciocinando perfeitamente? Ou serão, como de fato têm sido apresentadas, como as de um homem ungido pelo Espírito Santo? Segundo Benny Hinn. Deus curou a mulher sobre uma cadeira de rodas, mas, ao fazer isso, Ele atirou um castigo sobre um pobre homem filipino,  o qual saiu dali gemendo com a mesma ARTRITE que havia confinado a mulher àquela cadeira de rodas? Parece um duplo milagre, com o segundo canelando a validade do primeiro. Ora, isso realmente precisa de uma credulidade enorme!

            [Além da crassa estupidez  dos delírios de Hinn, nessa história fabricada, a coisa mais triste é que ele se vale da Escritura como um precedente. Realmente, existe algo chamado blasfêmia contra o Espírito Santo, um pecado para o qual o Senhor disse que não haveria perdão (Mateus 12;31-32). Ao vermos tantos, no “Reavivamento Agora”,  apelando para este PECADO, o tempo inteiro, os quais  fogem completamente ao legítimo exame do seu contexto, apelamos aos bereanos que procurem conhecer exatamente o que significa a blasfêmia contra o Espírito Santo, no contexto bíblico. [N.T - O Dr. Peter Ruckman, em seu livro “Garantia da Salvação Eterna”, explica isso de maneira muito clara]. Esse pecado refere-se ao ato de exorcizar os demônios das pessoas, pelo próprio Senhor Jesus Cristo, o qual foi atribuído como a obra de alguém possuído por demônios [no caso, nosso Senhor]. A aplicação feita por Benny Hinn e outros não pode ser validada pela Bíblia. Essa blasfêmia se refere ao Senhor Jesus Cristo, não a Benny Hinn ou a qualquer outro “auto-proclamado ungido”.

            Se você está fazendo o que a Bíblia ordena, testando os espíritos: “... provai se os espíritos são de Deus” ( 1 João 4:1); “Não julgueis segundo a aparência, mas julgai segundo a reta justiça” (João 7:24); “Examinai tudo. Retende o bem” (1 Tessalonicenses 5:21), agindo em geral como um cristão bereano, conforme Atos 17:11, é impossível que você esteja blasfemando contra o Espírito Santo. É bem mais  provável que Benny Hinn, Paulo Crouch e outros [milagreiros] sejam eles mesmos os culpados da blasfêmia contra o Espírito Santo, pecado do qual eles acusam os outros.

            A entrevista  prossegue:



BH - Sob a unção, nenhuma palavra cai por terra.

PC - Amém!

BH - Não sou o mesmo homem sob a unção que tenho agora. Meus filhos têm medo de mim, quando estou sob esta unção. O que eles não sabem é  que eu, também, tenho medo desta unção (uso). Não tenho medo de mim mesmo, mas do que a unção possa fazer comigo, se eu não a usar adequadamente.



            Claro que Benny Hinn não fala da unção conforme a Escritura a retrata em sua totalidade, na 1 João 2:20: “E vós tendes a unção do Santo, e sabeis tudo”.  Mas que espécie de unção é essa, da qual tantos continuam falando? Em parte nenhuma da Bíblia existe a idéia de PESSOA ALGUMA estar sendo ungida, com exceção do Senhor Jesus Cristo, o qual é o UNGIDO, isto é, o CRISTO, Messias. (As palavras “ungido” e “messias” procedem da mesma raiz). Existe um sentido no qual todo o povo de Deus tem uma unção especial e João esclarece isto. É a que nos outorga uma relação especial com o nosso Bendito Senhor, jamais tornando alguém mais elevado, melhor ou mais poderoso do que os outros.  O contrário disso é uma rompante heresia, condimento necessário à criação de um “místico”, o qual dela se apropria, a fim de tentar silenciar a crítica e os críticos.

A partir daqui, a entrevista resvala a um nível que pode ser descrito como horrendo e ocultista [Salmos 42:7]. Benny Hinn mostra um vídeo gravado em Denver, no qual ele pronuncia bênçãos sobre os que o apóiam, e maldição sobre os que a ele se opõem.



BH - Tenho estado a pregar por quase 25 anos; jamais vi a unção tão amedrontadora, como em Denver, na sexta feria à noite. Então, quando vocês me ouvirem, daqui a pouco, jogando “bênçãos” e “maldições”, saibam que sobre qualquer um que se opuser a esta unção, vou atirar um castigo...

 

            Conforme a narrativa de uma testemunha ocular, “Na recente cruzada em Denver, Benny Hinn transformou-se numa pessoa diferente, sob a influência da “unção”, como eu jamais tinha visto antes. De tal modo que sua voz mudou para um “rosnar”. Ele dizia que as pessoas erguessem as mãos e exaltassem  o nome do Mestre Jesus. Mas era óbvio que ele não estava falando do Jesus da Bíblia. Ele amaldiçoou todos os que se levantassem contra o seu ministério, em  palavras ou em ação”.

Temos aqui alguns trechos desse vídeo, mostrando o que aconteceu em Denver:



BH - Minha pele está quase explodindo. Seus corpos vão tremer de cima para baixo. Ergam as vozes, ergam as mãos e Lhe peçam isto; “Povo de Deus, seja curado! Povo de Deus, seja liberto! Levantem-se de sua doença e pulem dentro do rio da cura e sejam curados em o nome de Jesus. Tomem seus lugares, pois isso é apenas o início do culto”. (Neste ponto, Hinn ergue um homem, afirmando que 2/3 do seu coração estão mortos). “Ele mal consegue andar (rosna Hinn). A glória, a glória! Se eu não liberar isso, vou explodir. Consegui liberá-la sobre alguém. O demônio vai se ajoelhar em nome de Jesus, sim, ele vai fazer isso! Amaldiçôo qualquer homem ou mulher que levantar a sua mão contra esta unção. Amaldiçôo qualquer homem que se atrever a dizer uma palavra contra este ministério.  Mas qualquer homem e qualquer mulher que levantar a sua mão para abençoar este ministério seja abençoado. Abençôo o seu lar. Abençôo sua família. Qualquer homem ou mulher que usar a sua língua para abençoar este servo do Senhor, eu abençôo. Abençôo a obra de suas mãos. Abençôo a sua vida com o Seu grande poder. Abençôo o seu lar com a proteção divina. Abençôo o seus filhos com vida longa e abençôo vocês (com) extensão de dias. Abençôo vocês com a cura. Abençôo vocês com prosperidade. Abençôo vocês com a exata presença do Deus Todo Poderoso. Eu, um servo, abençôo vocês em o nome Daquele a quem sirvo. Abençoa a Teu povo esta noite, Denver. Levantem as mãos e recebam a bênção. Raramente faço o que vou fazer agora. Mas o Espírito Santo sobre mim está me dizendo para fazê-lo. Abençôo vocês, abençôo seus lares, suas vidas, seu futuro, seus filhos. Que todo ataque de Satanás seja destruído. Que todo plano do inferno contra vocês seja destruído (muda a voz) e que todo o plano  de Deus seja estabelecido em nome de Jesus, Amém!”



Uma porção de pentecostais da Terceira Onda, atuando como chaves no Reavivamento atual, foi convidada ao programa de Benny Hinn, nas últimas semanas - Kenneth Copeland, Rod Parsley, Joyce Meyer e Rodney Howard Brown. Hinn está assumindo carinhosamente o papel de pai-apóstolo do ministério de cura, apanhando o manto deixado, não por Kathryn Kuhlman, mas por William  Branham.

Temos aqui apenas o resumo de um dos programas de TV, para que vocês vejam até que ponto as coisas estão chegando. Até parece uma nova corrida do tipo Jimmy Bakker. Essa entrevista foi com Rod Parsley (RP) em “This is Your Day”, no dia 24/08/1999.



BH - O ministério de cura está quase morto. Quando se procura alguém para orar hoje em dia por um enfermo, não há muitos. [Isto é falso. Existem mais ministérios de cura hoje em dia do que jamais existiram]. O Senhor me disse para construir um centro de cura, um centro de cura e oração, para o qual as pessoas possam afluir 24 horas por dia, todos os dias da semana, a fim de receberem oração e serem curadas.  Eu não sabia realmente o que o Senhor iria me mostrar; mas, com o passar do tempo, comecei a ver o quadro mais claro. No dia 03/01/2000, daremos a arrancada para esse Centro de Cura em Dallas, Texas [Essa arrancada até hoje não se deu]. Ele vai ter jardins de cura, estátuas de santos curadores do Velho Testamento. Vai ter uma fonte de cura, um eterno fogo de cura. Ele vai ter locais onde as pessoas possam chegar e receber orações. Então, ninguém mais vai precisar esperar pelas cruzadas. Sim, vamos continuar com as cruzadas; vamos continuar a viajar; mas que coisa maravilhosa vai ser, quando povo de Deus puder chegar a um local como esse. Ele será construído com uma rocha de Jerusalém. Vai se assemelhar a Jerusalém, pois o Senhor nos deu uma propriedade de 1,5 milha, desde o Estádio de Dalas até a Rodovia 114. Santos, precisamos preservar essa unção; tanto a unção como a devoção ... essas que estão sobre Rod ... construindo agora um lugar para expandir o próprio ministério de vocês...



           
Em seguida, Rod Parsley orou, demonstrando quão pouco ele conhece a respeito da unção bíblica.



RP - Santo Espírito de Deus, eu Te agradeço, desde agora, por ter o Teu servo concebido esta criança, o centro de cura, onde múltiplos milhares de milhares serão curados; porém, mais que (isso), onde o ministério de cura será preservado; preservado de modo que não perca as suas raízes; de modo que possam conhecer o ministério de cura de Kathryn Kuhlman, de Aimée Semple McPhearson e Jack Coe; de Oral Roberts e Lester Sumrall, ó Deus, onde esses ungidos serão multiplicados (vejo isso agora em Benny) e possam ser trazidos àquele lugar; multiplicado por outra unção de Smith Wigglesworth, multiplicados pela unção de Oral Roberts, multiplicados pela unção de Kathryn Kuhlman, multiplicados pela unção de Benny Hinn. E quando as pessoas chegarem ali, sua fé alcance tal nível que a genealogia espiritual por elas preservada venha ao encontro de suas necessidades. A. A. Allen teve o seu vale de milagres; que esta seja uma montanha de milagres.

BH - Ó! Essa vai ser uma montanha de milagres!



Comentário: Benny Hinn é um perigoso falso profeta. A Bíblia não promete um Reavivamento na obra de milagres, no final da era da igreja, antes da volta de Cristo. Em vez disso, ela promete um grande engodo (Mateus 24:24; 2 Tessalonicenses 2:7-10; Apocalipse 13:13-14). Muitas pessoas ingênuas serão enganadas pelos milagres, mas a Bíblia nos admoesta que esses milagres poderão ser falsificados. Conforme vemos nos versos supracitados, sempre que o Novo Testamento menciona milagres no final desta era, ele se refere a estes como sendo engodos. Os milagres não compartilham a fé. As pessoas que presenciaram os milagres de Cristo, em sua grande maioria, não creram Nele. “a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus” , a Bíblia (Romanos 10:17. Hebreus 11:1 diz que “a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem”. Somente os milagres registrados na Escritura podem conduzir à fé: “Jesus, pois, operou também em presença de seus discípulos muitos outros sinais, que não estão escritos neste livro. Estes, porém, foram escritos para que creiais que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e para que, crendo, tenhais vida em seu nome” (João 20:30-31).



“Benny  Hinn - General Teachings & Activities”

(Fonte: FBIS, 12/11/99). - Bible Discernment Ministries.

Traduzido por Mary Schultze, 10/05/2007 - para o CPR.

http://www.cpr.org.br/Mary.htm






 




Todas as citações bíblicas são da ACF (Almeida Corrigida Fiel, da SBTB). As ACF e ARC (ARC idealmente até 1894, no máximo até a edição IBB-1948, não a SBB-1995) são as únicas Bíblias impressas que o crente deve usar, pois são boas herdeiras da Bíblia da Reforma (Almeida 1681/1753), fielmente traduzida somente da Palavra de Deus infalivelmente preservada (e finalmente impressa, na Reforma, como o Textus Receptus).



(Copie e distribua ampla mas gratuitamente, mantendo o nome do autor e pondo link para esta página de http://solascriptura-tt.org)




(retorne a http://solascriptura-tt.org/ PessoasNosSeculos/
retorne a http:// solascriptura-tt.org/ )