Comentário do webmaster do site Jesus is Savior:

John MacArthur fala por dois lados de sua boca. Enquanto professa acreditar no sangue sacrificial de Jesus, ele também diz que a própria "hemorragia" só é simbólica da morte de Cristo. Bem, Sr. MacArthur, o sangue que Jesus verteu era real da mesma maneira que foi a Sua morte. Quando o anjo destruidor passou pelo Egito nos dias de Moisés, o sangue teve que ser aplicado nos batentes das portas das casas ou então o primogênito morreria. Matar o cordeiro não era o bastante, o sangue TEVE que ser APLICADO. John MacArthur é um herege por DIMINUIR a importância e necessidade do derramamento literal (e aplicação) do sangue do Deus Jesus Cristo. Jesus teve que aplicar o Seu sangue derramado no céu no trono de misericórdia, da mesma maneira que no Velho Testamento o sumo sacerdote teve que aplicar o sangue no santo dos santos.

OS ENSINOS HERÉTICOS DE JOHN MACARTHUR SOBRE O SANGUE DE CRISTO

Por E.L. Bynum

O seguinte artigo foi relançado pelo Plains Baptist Challenger na sua edição de agosto de 1986. Depois de todos estes anos, esta informação sobre os ensinos de MacArthur ainda é necessária. Seu ensino sobre o sangue de Cristo é perigoso e muitas pessoas ainda estão sendo levadas pelo caminho do engano por causa dele. (E.L. Bynum).


MacArthur minimiza o [valor do] sangue

A edição de abril de 1986 da Faith For The Family cita um artigo de MacArthur intitulado "Not His Bleeding But His Dying" (Não Seu Sangue, Mas Sua Morte).

“Foi Sua morte que foi eficaz... não Seu sangue... Cristo não sangrou para morrer. O derramamento de sangue não tinha nada haver com sangria... simplesmente significa morte... Nada em Seu sangue humano salva... Não é Seu sangue que eu amo... É Ele. Não é sua sangria que me salvou, mas Sua morte”.  

É incrível para mim, que um ministro cristão faça tais declarações.


MacArthur não gosta de Apocalipse 1:5 na KJV

No artigo “Não Seu Sangue, Mas Sua Morte”, MacArthur tem isto a dizer:

“Eu posso acrescentar uma nota em Apocalipse 1:5, uma passagem que é confusa na versão King James. A palavra “washed” (lavou) não é correta. A palavra grega é “delivered” (libertou)”.

Com esta declaração, eu gostaria de discordar.

E da parte de Jesus Cristo, que é a fiel testemunha, o primogênito dentre os mortos e o príncipe dos reis da terra. Aquele que nos amou, e em seu sangue nos lavou dos nossos pecados”. (Ap 1:5 ACF).

Como é possível haver confusão sobre esta passagem? Ele (MacArthur) diz que a palavra “lavou” não está correta e que deveria ser “libertou”. Como a maior parte dos “grandes” eruditos de hoje, MacArthur sofre da síndrome de Westcott e Hort. “Lavou” está no Textus Receptus e também traduzida por George Ricker Berry em seu Interlinear Greek-English New Testament. Em sua nota de rodapé, Berry revela os que tentam mudar a interpretação deste verso. A palavra foi mudada por Lachmann, 1842-1850, Tischendorf, oitava edição 1865-1872 e Tregelles, 1857-1872. Estes são três dos homens que puseram o fundamento para Westcott e Hort, então estes puderam fazer terríveis mudanças na sua versão revisada. A American Standard Version, de 1901, esteve, é claro, por algum tempo com a palavra mudada, mas eles puseram uma nota de rodapé. Enquanto a palavra traduzida como “libertou”, sua nota de rodapé diz que “muitas autoridades, algumas delas antigas, liam lavou”.
  
Eu não concordo com a mudança como encontrada na ASV (American Standard Version), quando se lê "
Unto him that loveth us, and loosed us from our sins by his blood." (em quem nos amou e nos libertou de nossos pecados pelo Seu sangue – tradução literal).
Nem concordo com a NVI que diz: “
e de Jesus Cristo, que é a testemunha fiel, o primogênito dentre os mortos e o soberano dos reis da terra Ele nos ama e nos libertou dos nossos pecados por meio do seu sangue,” (NVI versão em português).
No entanto, seja traduzido por “lavou”, “libertou” ou “soltou”, é [sempre] “pelo” ou “no” Seu sangue que isto é feito.

Enquanto a ASV, a NASV e a NVI definitivamente enfraquecem o verso, nenhuma delas realmente livra MacArthur para fora do gancho [da sua culpa]. Se lavou os nossos pecados, ou libertou de nossos pecados, foi somente pelo sangue.


MacArthur se parece com Bratcher em relação ao sangue


Em seu comentário sobre Hebreus, páginas 236 a 237, encontrei alarmantes declarações de como ele trata Hebreus 9:16-22. Mesmo que diga algumas coisas boas, MacArthur claramente caminha em círculos. Quando diz que “sangue é um símbolo de morte”, ele soa verdadeiramente como o apóstata Dr. Robert G. Bratcher, que traduziu a "Good News For Modern Man" (Boas Novas para o Homem Moderno) [Nota de Hélio: Bratcher falava bom português e foi influente herético escritor e pregador tanto em inglês como em português, tendo sido o pai das abomináveis paráfrases “Good News For Modern Man” e “Bíblia na Linguagem de Hoje)]

É exatamente nisto que Bratcher acredita, assim ele que se sente livre para mudar “sangue” para “morte” em Efésios 1:7, Hebreus 10:19 e Apocalipse 1:5. Ele mudou “sangue” para “sacrifício” em I Pe 1:19. Ele também manobrou para tirar o sangue ou substituí-lo por outra palavra em Mateus 27:4,24,25; Atos 5:28; 17:26, 20:28; Romanos 3:25, 5:9; Colossenses 1:20; Efésios 2:13 e Apocalipse 5:9. É claro que a obra de Bratcher não é a mais corrupta das traduções feitas. Obviamente, pelo menos em relação ao sangue de Cristo, MacArthur e Bratcher estão na mesma sintonia.


Por que separar Seu sangue da Sua morte?


MacArthur declara que “não foi o sangue físico de Jesus que nos salvou, mas Sua morte em nosso favor, que é simbolizada pelo derramamento físico de Seu sangue. Se podemos ser salvos pelo sangue à parte da morte, os animais teriam tido seu sangue derramado [somente em parte, não totalmente], não teriam sido mortos, e teria que ser com o Senhor Jesus do mesmo modo”. Eu nunca ouvi tal ensino, que Jesus somente precisava ter sangrado um pouco para nos salvar e não precisava ter morrido. Numerosas passagens das Escrituras nos dizem que Cristo morreu por nossos pecados. Encontramos isto em I Co 15:3, bem como em muitos outros lugares. Se alguém negou isto, eu objetaria fortemente contra, mas minha questão é Seu “sangue” que é importante, de acordo com a Bíblia.
Como pode MacArthur fazer a seguinte declaração? “Novamente, precisamos ter em mente que o sangue foi um símbolo. Se o próprio sangue físico de Cristo em si mesmo não nos limpa do pecado, quão menos o sangue de animais”. Muitas passagens das Escrituras revelam que ele está terrivelmente errado em sua assertiva


O que as Escrituras dizem?


Os anciões foram admoestados
“... para apascentardes a igreja de Deus, que ele resgatou com seu próprio sangue.” (At 20:28 ACF). Redenção e remissão de pecados não podem estar aparte da “fé no seu sangue” (Rm 3:24,25). Somos “justificados pelo seu sangue” (Rm 5:9). “Em quem temos a redenção pelo seu sangue, a remissão das ofensas”(Ef 1:7), “já pelo sangue de Cristo chegastes perto”. Ef (2:13), “temos a redenção pelo seu sangue” (Col. 1: 14), e “havendo por Ele feito a paz pelo sangue da sua cruz” (Col. 1:20).
  
Em Hebreus nos é dito que “
por seu próprio sangue, entrou uma vez no santuário, havendo efetuado uma eterna redenção”. (Heb. 9:12), “sem derramamento de sangue não há remissão” (Heb.9:22) e que temos “ousadia para entrar no santuário, pelo sangue de Jesus” (Heb. 10:19). Jesus sofreu do lado de fora: “por isso também Jesus, para santificar o povo pelo seu próprio sangue, padeceu fora da porta”. (Hb 13:12).

João nos diz claramente que “
o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado” (I Jo 1:7). “Aquele que nos amou, e em seu sangue nos lavou dos nossos pecados” (Ap 1:5) e eles vão cantar de Cristo: “porque foste morto, e com o teu sangue compraste para Deus homens de toda a tribo, e língua, e povo, e nação” (Ap 5:9).

Mesmo que MacArthur creia que não precise de Apocalipse 1:5, como discutido, ele ainda irá ficar frente a frente com Apocalipse 7:14. Eu penso que ele encontrará algum conforto aqui: “
Estes são os que vieram da grande tribulação, e lavaram as suas vestes e as branquearam no sangue do Cordeiro”. (Apocalipse 7:14). Mesmo os textos [gregos] revisados [de Westcott-Hort, Nestle-Alland, UBS, etc.] e as novas versões deles descendentes como a NIV e a ASV, não dão a MacArthur ajuda e conforto. Se o sangue em si mesmo não tem importância, então porque temos todas essas passagens?


O que Cristo disse sobre o sangue?

As idéias de MacArthur [neste assunto do sangue] não podem ser reconciliadas com as palavras de meu Salvador quando Ele diz : “Porque isto é o meu sangue; o sangue do novo testamento, que é derramado por muitos, para remissão dos pecados”. (Mt 26:28). “Este cálice é o novo testamento no meu sangue, que é derramado por vós”. (Lc 22:20).

Essas palavras foram ditas pelo Senhor Jesus Cristo da maneira que Ele instituiu a Ceia para Sua Igreja. Honestamente, parece-me que MacArthur deveria eliminar da Ceia do Senhor o líquido (“o fruto da vide”) e o ato de bebê-lo. Ele somente precisa do pão (sem fermento). É claro que se ele fosse fazer assim estaria em direta desobediência a Palavra de Deus.

Ao povo de Israel foi dito que deveriam sacrificar um cordeiro. Eles então tomaram o sangue dele e o espargiram nos umbrais de suas portas. “
E aquele sangue vos será por sinal nas casas em que estiverdes; vendo eu sangue, passarei por cima de vós” (Ex. 12: 13). Deus não disse a eles que pendurassem o corpo do cordeiro nas ombreiras das portas.

A doutrina de MacArthur entra em conflito com Lev 17:11: “
Porque a vida da carne está no sangue; pelo que vo-lo tenho dado sobre o altar, para fazer expiação pelas vossas almas; porquanto é o sangue que fará expiação pela alma”.

Está perfeitamente claro que MacArthur minimiza o sangue de Crsito. Para mim, isto é uma coisa terrível de alguém fazer. Mesmo que ele não vá tão longe da verdade como fez R. B. Thieme Jr., ele certamente está indo na mesma direção. Os crentes bíblicos precisam observar tal homem e soar o alarme, de acordo com as Escrituras. O ensino de MacArthur neste assunto é muito perigoso e deve ser exposto.

As claras e diretas declarações das Escrituras acima provam que John MacArthur está errado em seu ensino sobre o sangue de Cristo. Ele tem se afastado do ensino bíblico padrão neste assunto. Não importa quão popular ele possa ser, devemos crer na Bíblia e não em MacArthur.


MacArthur está em conflito com escritores do passado


Eu tenho examinado os escritos de outros homens sobre Hebreus 9:22, e fica evidente que eles não concordam com John MacArthur. Deste verso, John Gill diz: “E quase todas as coisas, segundo a lei, se purificam com sangue; e sem derramamento de sangue não há remissão”. (Hb 9:22); isto, é, do pecado; não há remissão do pecado sem ele; e não pode haver remissão verdadeira sem o sangue de Cristo, nada mais pode nos conceder perdão sem ele; se pudesse ser de outra maneira, o sangue de Cristo não teria sido derramado..."(Gill's Commentary, Vol. 6, page 734, Baker Book House).
  
Matthew Poole diz: “... sem a morte de alguma criatura viva como sacrifício e o sangue dela não sendo derramado, mas espargido, não poderia haver perdão legal da culpa, nem purificação cerimonial da imundícia. Mas isto fez Deus para Israel significando que o sangue de Cristo Seu Filho e o testador de Seu testamento, foi derramado como um sacrifício, para comprar e conseguir tanto a remissão e o Espírito; nem poderia haver perdão da culpa do pecado e remoção da penalidade, nem a purificação da imundícia ou renovação da natureza do pecador; seu sangue sendo o inestimável preço que comprou a ambos”.
(A Commentary on the Holy Bible, by Matthew Poole, Vol. 3, pg. 851, MacDonald Publishing Company).
  
E. Schuyler diz de Hebreus 9:22: “e agora temos uma dogmática e absoluta declaração: ‘e sem sangue não há remissão’. Todo homem baseia-se em um nível em relação a questão do pecado e a remissão. Isto não pode estar aparte do sangue do sangue que foi derramado. Isto é o modo de Deus operar. Isto é uma preciosa verdade. Nenhum pecado pode ser perdoado aparte do sangue. Todas as gerações devem olhar para o sangue - para o sangue de Cristo”.
Ele escreveu mais: “Pecado é um assunto sério. O único antídoto é o sangue de Cristo... Não, querido amigo, nós mesmos não temos mérito algum, nada em que nos orgulhar, nenhuma esperança neste mundo ou na eternidade, pode nos salvar além do precioso sangue de Cristo que foi derramado por nós e garantiu nos trazer em eterna herança que é incorruptível e não pode desfalecer.
‘Sem sangue não há remissão’ ”. (Studies In The Epistle To The Hebrews, by E. Schuyler English, pages 270-271, 1955, Southern Bible Book House).
Enquanto seu ensino pode ser colocado no campo do Novo Testamento, seu ensino acima é bíblico.

O que Spurgeon disse sobre o sangue?

Charles H. Spurgeon pregou um sermão intitulado “O Sangue Derramado” em 22 de fevereiro de 1857 sobre Hebreus 9:22. Ele descreve o sofrimento e morte de Cristo:
“Sobre a Sua fronte puseram uma coroa de espinhos e gotas carmesim de sangue escorriam de Seu rosto! ...Mas desvie desse manto púrpura por um momento. Suas costas estão sangrando...Eles erguem as correias, enquanto ainda gotejam coágulos de sangue; eles açoitam e rasgam a Sua carne e fazem um rio de sangue correr sobre suas costas! Este é o sangue derramado sem o qual não há remissão ... Eles O arremessam ao chão; pregam Suas mãos e pés no madeiro, O içam no ar ... Sangue de Sua cabeça, sangue de Suas mãos, sangue de Seus pés ... Eles perfuram o Seu lado e em seguida saem sangue e água. Este é o sangue derramado, pecadores e santos; este é o impressionante derramamento de sangue, o terrível verter de sangue, sem o qual para você e para a humanidade inteira não há remissão ... Isto não é uma coisa que você possa duvidar ou que possa acreditar; isto deve ser crido e recebido, de outra maneira você nega as Escrituras e se põe do lado contrário ao de Deus”.
Ele ainda declara: “corte fora toda outra esperança, traga suas esperanças aqui e se elas não estão baseadas no sangue e seladas com sangue, elas são inúteis como castelos no ar e sonhos da noite. ‘Não há remissão’, diz o texto, em positivo e plenos termos ... Exceto se você pôs sua confiança no sangue derramado de Nosso Salvador e nEle somente, porque sem ele não há remissão”.
(The New Park Street Pulpit, Vol. 3, pgs. 90-92, Pilgrim Publications)
  
Spurgeon nunca mudou sua pregação sobre o sangue. Em 30 de maio de 1875 ele pregou novamente o mesmo texto. Em seu sermão ele repetiu várias vezes: “sem derramamento de sangue não há remissão”. Sem espaço para longas citações, podemos honestamente dizer que sua doutrina nunca mudou. Ele disse: “não é possível que qualquer pecado deva ser perdoado em qualquer homem sem derramamento de sangue”. (Metropolitan Tabernacle Pulpit, Vol. 51, pg. 426, Pilgrim Publications).
  
É claro que isto não é simplesmente verdade porque Spurgeon, Gill’ ou alguém mais disse assim; mas acontece que o que eles falaram e escreveram sobre o sangue é bíblico e correto, enquanto que o que MacArthur tem dito é falso.

Ninguém pode negar que MacArthur é um talentoso e hábil pregador. Ele é ministro sênior da Grace Cathedral em Panorama City, Califórnia e um popular pregador no amplamente conhecido programa de rádio “Grace to You”. Ele tem construído uma igreja tremendamente grande e tem uma imensa audiência de rádio. Esta é a maior razão porque devemos expor seu falso ensino sobre o sangue. Não há dúvida que deveremos perder alguns amigos ao expor o erro, mas devemos nos manter firmes do lado da verdade ao invés de fazer amigos. A causa da verdade deve sempre vir primeiro.

Plains Baptist Challenger 8/86




********************************************************
Traduzido por Edimilson de Deus Teixeira
Fonte:
http://www.jesus-is-savior.com/Wolves/john_macarthur_exposed.htm







Só use as duas Bíblias traduzidas rigorosamente por equivalência formal a partir do Textus Receptus (que é a exata impressão das palavras perfeitamente inspiradas e preservadas por Deus), dignas herdeiras das KJB-1611, Almeida-1681, etc.: a ACF-2011 (Almeida Corrigida Fiel) e a LTT (Literal do Texto Tradicional), que v. pode ler e obter em BibliaLTT.org, com ou sem notas).



(Copie e distribua ampla mas gratuitamente, mantendo o nome do autor e pondo link para esta página de http://solascriptura-tt.org)




(retorne a http://solascriptura-tt.org/ PessoasNosSeculos/
retorne a http:// solascriptura-tt.org/ )