RESOLUÇÕES DE JONATHAN EDWARDS






Como era comum aos jovens da sua época, Jonathan Edwards escreveu uma lista de resoluções, comprometendo-se a viver uma vida TEOCÊNTRICA em harmonia com os outros. Esta lista, resumida neste artigo, foi escrita provavelmente no ano de 1722 e foi crescendo ao longo dos anos, quando novas resoluções eram acrescentadas. A lista tem um total de 70 resoluções. Os trechos resumidos abaixo dão o exemplo da seriedade e firmeza com as quais Jonathan Edwards encarava a vida.


Estando ciente de que sou incapaz de fazer qualquer coisa sem a ajuda de Deus; humildemente Lhe rogo que, através de sua graça, me capacite a cumprir fielmente estas resoluções, enquanto elas estiverem dentro da sua vontade, em nome de Jesus Cristo.


 

RESOLVI que farei tudo aquilo que seja para a maior glória de Deus e para o meu próprio bem, proveito e agrado, durante toda a minha vida.
 
 1. Resolved, That I will do whatsoever I think to be most to the glory of God, and my own good, profit, and pleasure, in the whole of my duration; without any consideration of the time, whether now, or never so many myriads of ages hence. (1 Corinthians 10:31)
 
 
RESOLVI que farei tudo o que sentir ser o meu dever e que traga benefícios para a humanidade em geral, não importando quantas ou quão grandes sejam as dificuldades que venha a enfrentar.
 
2. Resolved, to do whatever I think to be my duty, and most for the good and advantage of mankind in general. (Matthew 7:12; Mark 12:28-31; Romans 13:8-10)
 
 
RESOLVI jamais desperdiçar um só momento do meu tempo; pelo contrário, sempre buscarei formas de torná-lo o mais proveitoso possível.
 
3. Resolved, Never to lose one moment of time, but to improve it in the most profitable way I possibly can. (Ephesians 5:16; Colossians 4:5)  
  4. Resolved, To live with all my might, while I do live. (Colossians 3:23; Psalm 103:1; Ecclesiastes 9:10)
 
 
RESOLVI jamais fazer alguma coisa que eu não faria, se soubesse que estava vivendo a última hora da minha vida.
 
5. Resolved, Never to do anything, which I should be afraid to do if it were the last hour of my life. (Romans 13:11-14; 1 Thessalonians 5:1-10)
 
 
RESOLVI jamais cansar de procurar pessoas que precisem do meu apoio e da minha caridade.
 
   
RESOLVI jamais fazer alguma coisa por vingança.
 
6. Resolved, Never to do anything out of revenge. (Romans 12:17, 19)
 
 
  7. Resolved, Never to speak evil of any one, so that it shall tend to his dishonor, more or less, upon no account except for some real good. (Proverbs 24:28-29; Ephesians 4:31; )
 
 
RESOLVI manter vigilância constante sobre a minha alimentação e aquilo que bebo, para ser sempre comedido.
 
   
RESOLVI jamais fazer alguma coisa que, se visse outra pessoa fazendo, achasse motivo justo para repreendê-la ou menosprezá-la.
 
   
RESOLVI estudar as Escrituras tão firme, constante e freqüentemente, que possa perceber com clareza que estou crescendo continuamente no conhecimento da Palavra.
 
8. Resolved, To study the Scriptures so steadily, constantly, and frequently, as that I may find, and plainly perceive, myself to grow in the knowledge of the same. (Psalm 19:7-11; 1 Peter 2:2; 2 Timothy 2:15)
 
 
  9. Resolved, Never to count that a prayer, nor to let that pass as a prayer, nor that as a petition of a prayer, which is so made, that I cannot hope that God will answer it; nor that as a confession which I cannot hope God will accept. (James 4:1-3; 1 John 1:9)
 
 
RESOLVI esforçar-me ao máximo para que a cada semana eu cresça na vida espiritual e no exercício da graça, além do nível em que estava na semana anterior.
 
   
RESOLVI que me perguntarei ao final de cada dia, semana, mês, ano, como e onde eu poderia ter agido melhor.
 
10. Resolved, To ask myself, at the end of every day, week, month, and year, wherein I could possibly, in any respect, have done better. (Psalm 26:2; 119:59; 139:23-24; Lamentations 3:40; 1 John 3:20-21)
 
 
RESOLVI renovar freqüentemente a dedicação da minha vida a Deus que foi feita no meu batismo e que eu refaço solenemente neste dia,
 
   
RESOLVI, a partir deste momento e até à minha morte, jamais agir como se a minha vida me pertencesse, mas como sendo total e inteiramente de Deus.
 
   
RESOLVI que agirei da maneira que, suponho, eu mesmo julgarei ter sido a melhor e a mais prudente, quando estiver na vida futura.
 
   
RESOLVI jamais relaxar ou desistir, de qualquer maneira, na minha luta contra as minhas próprias fraquezas e corrupções, mesmo quando eu não veja sucesso nas minhas tentativas.
 
11. Resolved, Never to give over, nor in the least to slacken, my fight with my corruptions, however unsuccessful I may be. (Philippians 3:7-16; Ephesians 6:10ff; 2 Corinthians 10:3-5)
 
 
RESOLVI sempre refletir e me perguntar, depois da adversidade e das aflições, no que fui aperfeiçoado ou melhorado através das dificuldades; que benefícios me vieram através delas e o que poderia ter acontecido comigo, caso tivesse agido de outra maneira.
 
12. Resolved, After afflictions, to inquire, what I am the better for them; what good I have got by them, and what I might have got by them. (Psalm 119:67, 71, 75; 2 Chronicles 33:9-13)
 
 
  13. Resolved, Always to do that which I shall wish I had done when I see others do it. (1 Timothy 4:12; 1 Thessalonians 1:6-7, 2 Thessalonians 3:6-9)
 
 
  14. Resolved, Let there be something of benevolence in all that I speak. (1 Corinthians 16:14; Colossians 3:14; 4:6; 1 Peter 4:8)  

 







Apesar da sua biografia apresentar contrastes dramáticos, estas são, na realidade, apenas algumas facetas diferentes de uma afinidade com um Deus SOBERANO. Assim, Jonathan Edwards tanto pregava sermões vívidos sobre o fogo do inferno, quanto se expressava em poesia e de forma lírica em suas apreciações sobre a natureza, pois o Deus que criou o mundo em toda a sua beleza, também é perfeito em sua santidade. Edwards combinava o exercício mental e intelectual de um gigante com piedade quase infantil, pois ele percebia Deus tanto como infinitamente complexo quanto como maravilhosamente simples. Na sua igreja em Northampton, sua consistente exaltação da majestade divina gerou muitas reações diferentes — primeiro ele foi exaltado como grande líder e, em seguida, foi demitido do seu púlpito. Edwards sustentava a doutrina de que o Deus onipotente exigia arrependimento e fé das suas criaturas humanas; por isso, ele proclamava tanto a absoluta soberania de Deus quanto as urgentes responsabilidades dos homens.

___________

(Mark Noll - Christian History, vol. 6, no. 4.
Originalmente publicado em português pelo Jornal Os Puritanos, Ano I, Número 3, Agosto/1992).




Só use as duas Bíblias traduzidas rigorosamente por equivalência formal a partir do Textus Receptus (que é a exata impressão das palavras perfeitamente inspiradas e preservadas por Deus), dignas herdeiras das KJB-1611, Almeida-1681, etc.: a ACF-2011 (Almeida Corrigida Fiel) e a LTT (Literal do Texto Tradicional), que v. pode ler e obter em BibliaLTT.org, com ou sem notas).



(Copie e distribua ampla mas gratuitamente, mantendo o nome do autor e pondo link para esta página de http://solascriptura-tt.org)




(retorne a http://solascriptura-tt.org/ PessoasNosSeculos/
retorne a http:// solascriptura-tt.org/ )