7 provas de que o dom de falar línguas (humanas, claro!) sem tê-las aprendido foi exclusivo dos 83 (apóstolos + discípulos) e encerrou-se no século I. Assunto relacionado com Pentecostalismo renovação carismática neo-pentecostalismo, doutrina do Espírito Santo, autoridade apostólica, dons de línguas profecia cura revelação interpretação sinais visão, teologia da prosperidade, confissão positiva, Rema.




7 Provas: LÍNGUAS CESSARAM no Século I





1) Prova pela HISTÓRIA:


A História registra (indiscutivelmente!) o cessar das línguas 
[NOTA1] , desde os Pais da Igreja [anos 1** a 3**] até que Agnes Ozman, em 1901, "buscou e encontrou as línguas”, fazendo nascer o Pentecostalismo [NOTA2]. Por que Deus iria negar tamanho dom aos seus melhores homens servos da estirpe filadelfiana em 19 séculos (homens do calibre dos Valdenses; dos Anabatistas; dos Pre-Reformadores como John Huss, Wycliff e Tyndale; de Reformadores como Lutero e Calvino; dos irmãos Morávios; dos Puritanos; dos grandes Reavivadores como Wesley; grandes missionários como Carey e Taylor, dos grandes pregadores como Crisóstomo, Spurgeon e Martin Lloyd Jones; etc.) e concedê-lo somente a homens da igreja laodiceiense do século XX [NOTA3]???!!!... 


*** NOTA1: Rumores (sem provas) de raríssimas exceções sempre há (como sempre, contra tudo). Mas, mesmo se fossem verdadeiros, formam TERRÍVEL testemunho CONTRA o Pentecostalismo! Só servem para o BANIRMOS da nossa mente! Vejamos os principais destes rumores:


a- Alguns dos discípulos de Montanus (2o século). Lembre-se de que eram hereges, divisores, pregavam contínua revelação e duas classes de crentes (“superior” e “inferior”)!

b- Sacerdotes Cevenol (17o século). Lembre-se de que se caracterizaram por falsas profecias, que falharam!

c- Alguns dos Jansenistas (18o século). Lembre-se de que a ocasião em que eles falaram línguas foi quando dançaram! Sobre o túmulo de Jansen! Nus!

d) Discípulos de Madre
Ann Lee (18o século): Lembre-se de que também falaram línguas enquanto dançavam! Nus!

e) Irvingitas (19o século): Lembre-se de que se caracterizaram por acrescentar revelações além e contrárias à Bíblia!




*** NOTA2: O pentecostalismo teve 3 ondas (até agora), cada uma delas se distanciando mais da verdade:


- A 1a onda, Pentecostalismo denominacional, iniciada na década de 1900 entre metodistas (arminianos e não bem doutrinados), caracterizou-se pela criação de novas denominações (tais como Assembleia de Deus; Igreja Pentecostal; Evangelho Quadrangular, etc.).

- A 2a onda, Renovação Carismática, inter ou adenominacional e ecumênica, iniciada na década de 1950/1960 entre católicos que alegaram  “experiências”, caracterizou-se por infiltração/ tomada/ divisão de igrejas de denominações mais tradicionais (católica, batista, presbiteriana, congregacional, etc.), que não trocavam de nome principal, mas passavam a ser conhecidas, ao menos extra-oficalmente, como “Igreja Fulana de Tal Renovada". Elas identificam-se e ecumenicamente comungam uma com todas as outras, unidas sobre a base comum das “experiências da renovação carismática”.

- A 3a onda, Neo-pentecostalismo, foi iniciada na década de 1960/1970 entre os pentecostais, e caracteriza-se pela teologia da prosperidade e/ou adoração da "fé positiva" e/ou por grosseiras aberrações (dentes de ouro; vômito e sopro do Espírito; gargalhada de Toronto; latidos santos; água magnetizada; óleo de Israel; grupos G12; etc.) vistas nas suas mega-igrejas e mega-tele-cultos (Hinn, Hagin, Macedo, Soares, Rodovalho, Milhomens, Castellano, etc.): “Faça/ dê/ use isto físico (que só nossa igreja pode lhe vender/ dar), depois exerça sua fé forte (eis aí o motor de tudo, adoremos a fé), ordene com palavra onipotente a Deus aos demônios e ao universo, e você vai instantânea e totalmente ter tudo que quiser, na área financeira, profissional, de saúde, de casamento, etc.”.




Atenção:
A diferença entre as 3 ondas é só de grau, não de qualidade! Estas 3 ondas são meras expressões sucessivas do mesmíssimo pecado: colocar os sentimentos, os sentidos, os desejos, os pensamentos, as emoções e experiências, acima da Palavra de Deus tomada no seu devido contexto, o que ela DIZ explicitamente a mim, crente neo-testamentário.



Piores coisas e ondas estão por vir, cuidado!




*** NOTA3: Os dons de sinais e profecias de Joel 2:28-32
, etc., referem-se aos últimos dias de Israel (na 70a semana de Daniel, os 7 anos da Tribulação, após o arrebatamento dos salvos na dispensação das igrejas), não aos últimos dias da Igreja.





2) Prova por Fortes IMPLICAÇÕES DA BÍBLIA:


2.1) Os grandes derramamentos de sinais e milagres estão relacionados com os grandes períodos de revelação, através dos escritores bíblicos. Os objetivos dos milagres foram:


2.1.1) Assinalar uma nova era de revelações;



2.1.2) Autenticar os mensageiros dessas revelações (1Rs 17:24; Jo 10:24-25; At 2:22; 14:3);


- Então a mulher disse a Elias: NISTO conheço agora que tu és homem de Deus, e que a palavra do SENHOR na tua boca é verdade. (1 Reis 17:24)

- Rodearam-no, pois, os judeus, e disseram-lhe: Até quando terás a nossa alma suspensa? Se tu és o Cristo, dize-no-lo abertamente.  Respondeu-lhes Jesus: Já vo-lo tenho dito, e não o credes. As OBRAS que eu faço, em nome de meu Pai, essas testificam de mim. (João 10:24-25)

- Homens israelitas, escutai estas palavras: A Jesus Nazareno, homem aprovado por Deus entre vós com MARAVILHAS, PRODÍGIOS e SINAIS, que Deus por ele fez no meio de vós, como vós mesmos bem sabeis; (Atos 2:22)

- Detiveram-se, pois, muito tempo, falando ousadamente acerca do Senhor, o qual dava testemunho à palavra da sua graça, permitindo que por SUAS mãos se fizessem SINAIS e PRODÍGIOS. (Atos 14:3)



2.1.3) Fazer crer na Bíblia que ainda estava sendo escrita, ainda por ser concluída. Jo 20:31; At 5:12-14.


- Estes, porém, foram ESCRITOS para que creiais que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e para que, crendo, tenhais vida em seu nome
. (João 20:31)

E muitos SINAIS e PRODÍGIOS eram feitos entre o povo pelas mãos dos APÓSTOLOS. E estavam todos unanimemente no alpendre de Salomão.  Dos outros, porém, ninguém ousava ajuntar-se a eles; mas o povo tinha-OS em grande estima.  E a multidão dos que criam no Senhor, tanto homens como mulheres, crescia cada vez mais. (Atos 5:12-14)




2.2) As razões de ser dos dons de sinais (assinalar uma nova era de revelações escritas; autenticar as mensagens e mensageiros; fazer crer na Bíblia que ainda estava sendo escrita) foram concluídas e encerradas no passado, portanto tais dons não têm, hoje, mais nenhuma razão de ser.



2.3) (Esta prova é irrespondível e incontornável!!!) Sinais miraculosos eram característicos, exclusivos, identificadores, restritos só aos 83 crentes (todos eles ex-judeus e que receberam os dons pessoalmente, dos lábios físicos do próprio Senhor quando em carne): os 11 apóstolos + Matias + Paulo + os 70 discípulos [NOTA]. Se tal não fora, Paulo não teria usado aqueles sinais miraculosos como provas que o diferenciavam como sendo um apóstolo (2Cor 12:11,12).


11 ¶ Fui néscio em gloriar-me; vós me constrangestes. Eu devia ter sido louvado por vós, visto que em nada fui inferior aos mais excelentes apóstolos, ainda que nada sou. 12  Os sinais do meu apostolado foram manifestados entre vós com toda a paciência, por sinais, prodígios e maravilhas. (2 Coríntios 12:11-12)

Se houvesse no mundo pelo menos um outro salvo, afora dos 83, que tivesse os dons dos sinais, a alegação de Paulo seria ridícula ao extremo. Seria como se dissesse: "Eu provo que sou apóstolo com o fato de que tenho cabelos pretos", ao que responderiam: "Que tolice, outros têm, isto não prova nada."



Ah, irmão, se Paulo provou ser um apóstolo pelo fato de ter dom de sinais, forçosamente é porque só um apóstolo ou discípulo os tinha!!! Isto nem pode ser retorquido, sem pode ser simplesmente ignorado! Enfrente o fato, com toda sinceridade e humildade!



NOTA: A) A Bíblia não registra nem sequer uma outra pessoa com estes dons! Mesmo quando um idioma humano não aprendido foi miraculosamente falado por uma outra pessoa (tal como Cornélio, gentio), foi exclusivamente na presença física e pela operação de algum destes 83 judeus, e cumprindo todas as normas que veremos abaixo
.

B) Todos os indícios apontam para Silas e Barnabé terem sido escolhidos dentre os 70 discípulos, nenhum aponta na direção contrária.




2.4) Heb 2:3-4 indica que o dom de falar línguas humanas não aprendidas, e todos os dons de sinais (um e outros característicos, exclusivos dos 83 [1Co 12:12]), já haviam sido completados e cessados total e definitivamente quando Hebreus foi escrita (todos concordam que Hebreus foi escrita antes do ano 70 DC), com o General Tito e a Diáspora, e aproximando-se a conclusão do Novo Testamento:


3 Como escaparemos nós, se não atentarmos para uma tão grande salvação, a qual, começando a ser anunciada pelo Senhor, FOI-nos depois CONFIRMADA
{akousantwn 191 5660 Aoristo: ação puntilear, considerada como um todo. A. do Indicativo: ação já no passado. A. Efetivo: a ênfase está no fim ou resultado da ação. Portanto entendemos "confirmada COMPLETAMENTE, num tempo passado indeterminado} pelos que a OUVIRAM {ebebaiwyh 950 5681 Aoristo, portanto AÇÃO COMPLETADA E ENCERRADA, DEFINITIVAMENTE}; 4 Testificando também Deus com eles, por SINAIS, E MILAGRES, E VÁRIAS DISTRIBUIÇÕES DE MARAVILHAS E DONS DO ESPÍRITO SANTO, segundo a sua vontade? (Hebreus 2:3-4)


O propósito dos dons de sinais foi atestar-autenticar a revelação (v. 1) e a encarnação e glorificaçã0m (v. 5 e seguintes)




2.1.5) O dom de falar idiomas humanos não aprendidos cessaria:

O amor nunca falha; mas havendo profecias, SERÃO ANIQUILADAS; havendo línguas, CESSARÃO; havendo ciência, DESAPARECERÁ; (1 Coríntios 13:8)


Observações secundárias:

-- O verbo “serão aniquiladas” katarghyhsontai 2673 5701 {Futuro, Passivo, Indicativo - 3Plural} e o verbo “desaparecerá”{katarghyhsetai 2673 5701 Futuro, Passivo, Indicativo - 3Singular. um bom entendimento, indicando a voz passiva, seria "será feita desaparecer"} indicam que profecias e ciência sofreriam
(passivamente) a ação de serem aniquiladas/feitas desaparecer por algo/alguém exterior, e isto subitamente.

-- Já o verbo “cessarão” {pausontai 3973 5695 Futuro; Voz Média Direta, Indicativo - 3Plural. um bom entendimento seria "cessarão por si mesmas"} indica que o dom apostólico de falar línguas humanas não aprendidas cessaria gradativamente, e cessaria como se tais línguas cessassem a si próprias, de modo que, quando o algo/alguém exterior viesse cessar os outros dons, o dom de falar línguas humanas não aprendidas já não mais existiria.

-- A tradução literal de Zeolla é “The love is never failing. And if [there be] prophecies, they will become useless; if TONGUES, THEY WILL CEASE BY THEMSELVES; if knowledge, it will become useless.”




2.1.6) O dom de falar idiomas humanos não aprendidos cessou antes dos outros dons de sinais (um e outros foram característicos, exclusivos dos 83 [1Co 12:12]). E todos os dons de sinais cessaram antes de Heb 3:3-4 (acima), do General Tito e da Diáspora no ano 70, e da conclusão do Novo Testamento no ano 96. 

- Veja, acima, os comentários em 1Co 13:8 (o dom de falar idiomas humanos não aprendidos cessaria por si mesmo, gradativamente; isto foi profetizado entre os anos 52 e 56)

- Veja, acima, os comentários em Heb 3:3-4 (o dom já havia sido completado e cessado, antes do ano 70).

- Note que o dom de falar idiomas humanos não aprendidos é mencionado nos livros escritos mais cedo


(Marcos, cerca do ano 68 mas registrando uma profecia feita no ano 33; Atos, cerca do ano 60, mas referindo-se a eventos a partir do ano 33; 1 Coríntios, cerca do ano 52, no máximo ano 56)

 mas o dom de falar idiomas humanos não aprendidos não mais é mencionado nos livros escritos depois, mesmo quando estes livros tratam de dons e seria esperado que mencionassem o dom de idiomas, se ainda existisse!!!


(Efe 4:11 cerca do ano 60; Rom 12:6-8 cerca do ano 56; 1Pe 4:11, cerca do ano 65).

- Assim, tudo indica que o dom de falar idiomas humanos não aprendidos cessou completa e definitivamente, entre cerca dos anos 52 ou 56 (se 1 Coríntios se refere somente à EMULAÇÃO dos dons, como cremos) e 60 (no mais tardar).


- Note que os versos 9 e 10 de 1Co 13 voltam a mencionar profecia e ciência (dons já mencionados no verso 8), mas não mais mencionam o dom de falar idiomas humanos não aprendidos (idem). Isto indica que quando profecia e ciência foram finalmente aniquilados, línguas já haviam cessado gradativamente, por si mesmas:


9 Porque, em parte, CONHECEMOS, e em parte PROFETIZAMOS; 10 Mas, quando vier aquilo que é perfeito, então o que o é em parte será aniquilado. (1 Coríntios 13:9-10)




 

Como você explica os não judeus que falaram línguas, ou fizeram outros sinais, no Novo Testamento?

PERGUNTA:
Alem de Cornélio, o que o senhor me diz sobre estes casos, onde gentios receberam o Espírito Santo:.
1. Um ano após o Pentecostes, em Samaria, os samaritanos receberam o Espírito Santo (At.8:1-24).
2. Oito anos
depois do Pentecostes, em Cesárea um gentio chamado Cornélio, com muitos que ali haviam se ajuntado para ouvir a Palavra de Deus, foram batizados com o Espírito Santo.Atos:10:1-48.
3. Vinte anos
depois de Pentecostes, em Éfeso, veio o Espírito Santo sobre uns doze homens daquele lugar, que estavam ouvindo a Palavra. (Atos 19:1-6).



RESPOSTA:
Meu irmão,
como eu já lhe expliquei pela Bíblia (através de-mails e de artigos do meu site que lhe indiquei),
Em todo e cada caso registrado no Novo Testamento, onde um gentio ou mesmo um judeu não dos 83 apóstolos e discípulos foi usado para Deus efetuar algum sinal ou maravilha, isto sempre decorreu do poder e para autenticar a autoridade de um dos apóstolos e discípulos fisicamente presente na ocasião, ou que, impossibilitado por qualquer razão, tinha enviado um seu preposto em seu lugar, em qualquer desses dois casos provando que era um dos 83.

Em particular, note:
1. Em Atos 8:1-24 ... 14 ¶ Os apóstolos, pois, que estavam em Jerusalém, ouvindo que Samaria recebera a palavra de Deus, enviaram para lá Pedro e João. 15 Os quais, tendo descido, oraram por eles para que recebessem o Espírito Santo 16 (Porque sobre nenhum deles tinha ainda descido; mas somente eram batizados em nome do Senhor Jesus). 17 Então lhes impuseram as mãos, e receberam o Espírito Santo. 18 E Simão, vendo que pela imposição das mãos dos apóstolos era dado o Espírito Santo, lhes ofereceu dinheiro, 19 Dizendo: Dai-me também a mim esse poder, para que aquele sobre quem eu puser as mãos receba o Espírito Santo. ... Note que estavam fisicamente presentes 2 dos 13 apóstolos, Pedro e João; que os sinais decorreram do poder dados a eles; e que tais sinais visaram autenticar a autoridade apostólica deles. Note também que deviam estar presentes judeus já convertidos a Cristo  (e outros deles logo foram cientificados do fato), mas que eram descrentes de que não judeus pudessem ser salvos e, juntamente com eles, formarem um novo corpo, a assembleia local, sem nada a ver com o que ambos tinham sido antes.

2. Em Atos 10:1-48 ... 23 Então, chamando-os para dentro, os recebeu em casa. E no dia seguinte foi Pedro com eles, e foram com ele alguns irmãos de Jope. 24 E no dia imediato chegaram a Cesaréia. E Cornélio os estava esperando, tendo já convidado os seus parentes e amigos mais íntimos. .... 34 ¶ E, abrindo Pedro a boca, disse: Reconheço por verdade que Deus não faz acepção de pessoas; 35 Mas que lhe é agradável aquele que, em qualquer nação, o teme e faz o que é justo. ... 43 A este dão testemunho todos os profetas, de que todos os que nele crêem receberão o perdão dos pecados pelo seu nome. 44 ¶ E, dizendo Pedro ainda estas palavras, caiu o Espírito Santo sobre todos os que ouviam a palavra. 45 E os fiéis que eram da circuncisão, todos quantos tinham vindo com Pedro, maravilharam-se de que o dom do Espírito Santo se derramasse também sobre os gentios. 46 Porque os ouviam falar línguas, e magnificar a Deus. ... Novamente, note que estava fisicamente presente 1 dos 13 apóstolos, Pedro; que os sinais decorreram do poder dados a ele; e que tais sinais visaram autenticar a sua autoridade apostólica. Note também que estavam presentes judeus já convertidos a Cristo, mas que eram descrentes de que não judeus pudessem ser salvos e, juntamente com eles, formarem um novo corpo, a assembleia local, sem nada a ver com o que ambos tinham sido antes.

3. Em Atos 19:1-6. “1 ¶ E sucedeu que, enquanto Apolo estava em Corinto, Paulo, tendo passado por todas as regiões superiores, chegou a Éfeso; e achando ali alguns discípulos, 2 Disse-lhes: Recebestes vós já o Espírito Santo quando crestes? E eles disseram-lhe: Nós nem ainda ouvimos que haja Espírito Santo. 3 Perguntou-lhes, então: Em que sois batizados então? E eles disseram: No batismo de João. 4 Mas Paulo disse: Certamente João batizou com o batismo do arrependimento, dizendo ao povo que cresse no que após ele havia de vir, isto é, em Jesus Cristo. 5 E os que ouviram foram batizados em nome do Senhor Jesus. 6 E, impondo-lhes Paulo as mãos, veio sobre eles o Espírito Santo; e falavam línguas, e profetizavam.” Mais uma vez, note que estava fisicamente presente 1 dos 13 apóstolos, Pedro; que os sinais decorreram do poder dados a ele; e que tais sinais visaram autenticar a sua autoridade apostólica. Note também que deviam estar presentes judeus já convertidos a Cristo  (e outros deles logo foram cientificados do fato), mas que eram descrentes de que não judeus pudessem ser salvos e, juntamente com eles, formarem um novo corpo, a assembleia local, sem nada a ver com o que ambos tinham sido antes.


Repetimos:
No Novo Testamento, nunca alguém fora
     (a) dos 83; ou
     (b) não auxiliar direto e temporário deles e por eles enviados como substituto em caráter excepcional e temporário; ou
     (c) alguém na presença de algum dos 83 ou dos seus prepostos em caráter excepcional e provisório,
exerceu algum dos dons exclusivos dos apóstolos e discípulos.
Desafio alguém me provar o contrário, na Bíblia.
E note que, quando os sete filhos de Ceva tentaram fazer um sinal sem serem dos 83, sem a presença física de nenhum deles, e sem serem os prepostos provisórios de nenhum deles, se saíram muito mal:
“13 ¶ E alguns dos exorcistas judeus ambulantes tentavam invocar o nome do Senhor Jesus sobre os que tinham espíritos malignos, dizendo: Esconjuro-vos por Jesus a quem Paulo prega. 14 E os que faziam isto eram sete filhos de Ceva, judeu, principal dos sacerdotes. 15 Respondendo, porém, o espírito maligno, disse: Conheço a Jesus, e bem sei quem é Paulo; mas vós quem sois?” (At 19:13-15 ACF)
Somente varões judeus convertidos e chamados diretamente por Cristo em carne e ossos para serem dos 83 apóstolos e discípulos é que tinham os DONS 1, e a prova disso é que Paulo usou o fato de ter permanentemente os dons 1 miraculosos como a prova definitiva de que era apóstolo: “Os sinais do meu apostolado foram manifestados entre vós com toda a paciência, por sinais, prodígios e maravilhas.” (2Co 12:12 ACF). Se algum outro crente, exceto esses 83 varões judeus convertidos e chamados diretamente por Cristo em carne e ossos para serem apóstolos e discípulos, pudesse ter regularmente os dons 1 de sinais exclusivos e identificatórios dos 83, então as palavras de Paulo não teriam valor nenhum como prova, seriam ridículas, todos ririam dele, como se tivesse dito "a prova de que eu sou um apóstolo é que eu tenho as sobrancelhas emendadas", todos diriam "Que tolice, conhecemos 200 homens que não são dos 83, e têm sobrancelhas assim" ...



Hélio





3) Prova por PARALELOS COM COISAS NÃO DO ESPÍRITO SANTO:


A) - Eu mesmo, como criança na década de 50, presenciei Dona Edvirges, uma romanista extremamente mariólatra e que nunca havia sequer ouvido falar de Pentecostalismo, falar línguas em transe numa sessão mediúnica, e depois traduzir como uma mensagem extremamente mariólatra. Hoje percebo, assombrado, como o tipo de língua e de tradução foi indiferenciável do fenômeno dos Pentecostais. Como podemos estar certos de que um fenômeno Pentecostalista, tão igual, é de Deus?

- Mórmons, romanistas, e até islamitas, têm fenômenos de línguas indiferenciáveis daqueles dos Pentecostais. Isto está bem documentado. Como podemos estar certos de que um fenômeno Pentecostalista, tão igual, é de Deus?

- Há filmes e gravações mostrando que satanistas, feiticeiros tribais e do Vodu, etc., sempre tiveram e têm fenômenos de línguas, indiferenciáveis daqueles dos Pentecostais. Como podemos estar certos de que um fenômeno Pentecostalista, tão igual, é de Deus?




4) Provas pela MEDICINA E PSICOLOGIA


Certos tumores cerebrais e distúrbios neurológicos, eletrochoques, intensas lavagens cerebrais, intensas técnicas de pressão/ sugestão/ hipnose, etc. podem levar a um "estado alterado de consciência" ou a um "comportamento aprendido", e ao mesmíssimo fenômeno de línguas dos Pentecostais.




5) CONFISSÕES DE FINGIMENTO ou Provas de DEMONISMO / FINGIMENTO


Há inúmeras confissões ou provas de grosseiros fingimentos/ demonismo.




Por exemplo:

- Um seminarista americano
conhecido da família do meu pai na fé, Missionário Charles Smith, testemunhou que na década de 60 ou 70 foi a uma reunião Pentecostal, recitou Salmo 23 em Hebraico, e a intérprete foi logo traduzindo como uma mensagem contra mini-saias!

- Outro seminarista americano
também conhecido da família Charles Smith, testemunhou que na década de 60 ou 70 foi a uma reunião Pentecostal com um seminarista amigo, índio, e este ficou extremamente indignado porque disse que um dos falavam em línguas estava falando palavras pornográficas e blasfemas contra Jesus Cristo, no dialeto da sua tribo.





6) Prova pela LINGÜÍSTICA:


Todos os lingüistas concordam que a esmagadora maioria dos fenômenos gravados e analisados NÃO apresenta um número suficiente de características de uma língua para serem aceitos como tais. (Ver, por exemplo, William J. Samarim, "Tongues of Men and Angels: The Religious Language of Pentecostalism", 1972, caps 4-6).


Toda língua, por mais pobre e rudimentar que seja, tem pelo menos algumas centenas de fonemas, e um fonema pode se seguir a outro 
de dezenas de milhares ou centenas de milhares de maneiras diferentes. Mas cada imitação do dom de línguas que tem sido gravada e analisada, hoje, raramente tem mais de uns 10 fonemas em umas 20 combinações!!! Por exemplo, os fonemas da "oração" abaixo (copiei-a de bom artigo do meu amigo, Pr. Sebastião Tenório) podem se repetir por 1 hora, sem quase nenhuma variação sequer de combinações:

"lachér radamicaia,
lachár micaia,
lachár midicaia,
natúr chamamadicher,
nadár micher,
racár damaracher,
racár ladamaracher,
radacár micher,
rita canta chamanducaia,
rita canta chamamalari."


Pura algaravia! Mera "linguagem" confusa e ininteligível (como de retardados mentais, surdos mudos, ou crianças, todos que nunca aprenderam a falar). Puro ruído, puro palrear sem sentido.





7) Prova por ACAREAÇÃO:


Nunca gravações escolhidas aleatoriamente foram levadas a dois intérpretes (escolhidos aleatoriamente e mantidos em isolamento) e resultaram em traduções mesmo remotamente semelhantes!!!

Os dois casos supra citados (do seminarista recitando Salmo 23 em Hebraico, e do demônio possuindo o médium Pentecostal e blasfemando de Cristo em dialeto de um seminarista índio presente) poderiam ser traduzidos igualmente por tradutores independentes... Mas que vergonha trariam, um caso foi de falsificação, o outro de demônio falando o antibíblico!





Post Scriptum:

O Teste- Prova- Desafio dos 20 Intérpretes


Há muitos anos solicito uma prova bem simples de todos os pentecostais que querem brigar comigo: "Amigo, certamente você não se recusará fazer um teste extremamente simples, que poderá convencer a mim e a todo o mundo: Basta você fazer a gravação de uma falação de línguas, sua ou de quem você quiser, bastam 15 a 30 minutos de falação, depois me enviar 20 cópias da gravação, que eu, acompanhado de mais de 3 ou 5 testemunhas imparciais, tais como juízes e pastores bem conhecidos e respeitados por mim, visitarei de surpresa 20 "intérpretes de línguas, pentecostais" que não sabem da experiência, e eu gravarei as 20 traduções que eles farão independentemente uns dos outros, que devem ser absolutamente idênticas, e absolutamente de acordo com a Bíblia, pregando contra os demônios, exaltando a divindade e senhorio de Cristo, exortando à salvação do inferno, etc. Depois, você me enviará provas incontestáveis de que não conhecia aquele idioma e que o falou imediata e perfeitamente quando estava visitando uma nação e falando a pessoas que somente conheciam aquele idioma.... Que tal?" Ninguém nunca aceitou este pedido... Nem precisou eu complementar a prova "Ah, quase esqueço, ao final de tudo você me enviará provas incontestáveis de que nasceu como um varão judeu, depois foi salvo e passou a ser um cristão, depois foi chamado por Cristo presente fisicamente, chamado para ser um apóstolo ou discípulo. Deixe-me ver se acerto seu nome: é João que continua vivo até hoje??? Mas quem são os outros milhões de pentecostais?!?!?!...Todos são farsas, só você é João, o apóstolo?  Mas você não me parece ter 2000 anos de idade, ter sido judeu, ter sido João... E agora?"






Hélio de Menezes Silva, Jul.2001

 




(retorne a http://solascriptura-tt.org/Seitas/ Pentecostalismo/
retorne a http://solascriptura-tt.org/ Seitas/ )