RESPOSTAS A PERGUNTAS SOBRE DONS DE LÍNGUAS





04/03/2006

Caro Irmão WWWW,

 

Grato pelas indagações. Manifestam uma mente crescente.

 

QUAL A DIFERENÇA ENTRE AS LÍNGUAS FALADAS EM ATOS E AS FALADAS EM CORINTO?

Resposta do Pastor Calvin: Não há duvida que os dons extra-ordinários tenham as suas imitações. Pessoas não crentes podiam no tempo do Novo Testamento e hoje ainda podem fazer os dons extraordinários.  Mt 7.22, 23, “Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas? E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade.”; II Co 11.14, “E não é maravilha, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz”; Mt 24.24, “Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas, e farão tão grandes sinais e prodígios que, se possível fora, enganariam até os escolhidos”.  Portanto vejamos que há sinais oriundos de Deus e estes poderiam, podem e poderão ser imitados e usados de forma errada.

 

As línguas em Atos eram idiomas não conhecidos antemão pelos Apóstolos para que os homens de diferentes países e regiões pudessem ouvir as grandezas de Deus (At 2.8-11, “Como, pois, os ouvimos, cada um, na nossa própria língua em que somos nascidos? Partos e medos, elamitas e os que habitam na Mesopotâmia, Judéia, Capadócia, Ponto e Ásia, E Frígia e Panfília, Egito e partes da Líbia, junto a Cirene, e forasteiros romanos, tanto judeus como prosélitos, Cretenses e árabes, todos nós temos ouvido em nossas próprias línguas falar das grandezas de Deus”).

 

A igreja em Corinto tinha problemas sérias de vários assuntos, os dons espirituais sendo um destes. Parece que tinham os que, para si mostrarem talvez, falavam idiomas conhecidos pelo falante mas não pelos ouvintes. Isto criava confusão. Para ter ordem no culto Paulo ensinava que os que falaram idiomas não conhecidos pelos ouvintes devem somente falar se tiverem intérpretes. Nessa maneira teria edificação.

 

Então a diferença entre Jerusalém e Corinto era que em Jerusalém, os dons não eram procurados e as idiomas foram entendidos pelos ouvintes mas não pelos falantes e em Corinto os idiomas eram entendidos pelos falantes e não pelos ouvintes. 

 

Por isso, em Atos, não precisava intérpretes e em Corinto precisava. Em Atos o dom de falar línguas conhecidas pelos ouvintes era um sinal de profecia sendo cumprida (At 2.14-21; Jl 2.28-32), enquanto em Corinto não tinha nenhuma razão boa de falar um idioma que ninguém entendia, a não ser o próprio falante (I Co 14.2, 6-11).

 

POR QUE UMAS TÊM QUE TER INTERPRETAÇÃO E AS DE ATOS NÃO TIVERAM INTÉRPRETE?

Resposta: veja a resposta anterior.

 

AS MANIFESTAÇÕES DE ATOS ERAM AS VERDADEIRAS LÍNGUAS QUE PAULO APOIAVA?

Resposta do Pastor Calvin: As línguas em Atos, idiomas conhecidos pelos ouvintes mas não conhecidos pelos falantes, não eram as mesmas que Paulo mencionou em Corinto. Veja a resposta da primeira pergunta.

 

SE O DOM DE LÍNGUAS ERA PARA QUE PESSOAS DE OUTRAS ETNIAS OUVISSEM AS MARAVILHAS DE DEUS, PORQUE PRECISAR DE INTÉRPRETES? 

 

Resposta do Pastor Calvin: O dom de línguas em Atos era para cumprir a profecia de Joel, e para manifestar que algo era aprovado por Deus (veja o caso de Pedro com Cornélio, Atos 10.44-48; e Paulo com os Efésios, Atos 19.1-7). As línguas faladas (um dom imitado, ou não usado corretamente, no mínimo) em Corinto eram de pessoas de outras etnias falando os seus idiomas naturais em um ambiente onde os seus idiomas não foram entendidos. Por isso foi necessário intérpretes em Corinto.

OS CORÍNTIOS ERAM JUDEUS OU GREGOS?

Resposta do Pastor Calvin: A igreja tinha uma mistura de etnias nela. Por isso existe Atos 15.1-31.

 

QUANDO PAULO FALA QUE AS LÍNGUAS ERAM UM SINAL PARA OS INCRÉDULOS, ESSES INCRÉDULOS ERAM JUDEUS OU GREGOS?

 

Resposta do Pastor Calvin: parece que fosse os judeus: I Co 1.22, “Porque os judeus pedem sinal, e os gregos buscam sabedoria”.




Em Cristo,

Pastor Calvin



Todas as citações bíblicas são da ACF (Almeida Corrigida Fiel, da SBTB). As ACF e ARC (ARC idealmente até 1894, no máximo até a edição IBB-1948, não a SBB-1995) são as únicas Bíblias impressas que o crente deve usar, pois são boas herdeiras da Bíblia da Reforma (Almeida 1681/1753), fielmente traduzida somente da Palavra de Deus infalivelmente preservada (e finalmente impressa, na Reforma, como o Textus Receptus).




(retorne a http://solascriptura-tt.org/Seitas/ Pentecostalismo/
(retorne a http://solascriptura-tt.org/ Seitas/
retorne a http:// solascriptura-tt.org/ )