O SEGREDO
Cristianismo ou Nova Era?
 

Lynn Stuter, fevereiro de 2007



 

Um “fenômeno” está varrendo a América, segundo informam os vendedores [de livros], o qual todos deveriam adquirir - “O Segredo”.  

“Numa perspectiva amplamente histórica e factual, O Segredo é uma narrativa embasada em um segredo da era antiga, digamos de 4.000 anos atrás,  o qual era conhecido somente por alguns afortunados, conforme têm dito os maiores líderes do nosso tempo. O Segredo revela ao mundo esse grande conhecimento, ou seja, o segredo de como serem conseguidos riqueza, amor, felicidade e bons relacionamentos... O Segredo da própria vida.”

Trata-se do segredo do universo finalmente revelado! Não deveríamos correr depressa para tal chamado? Não ficamos todos excitados?

As palavras supra citadas estão impressas no kit publicado para  O Segredo. No verso do kit está um logo circular e rodeando o logo estão as palavras “o que está em cima é como o que está em baixo” – o que está no céu é como o que está na terra. Este é um dos preceitos da Nova Era, o qual desafia o verdadeiro ensino bíblico, pois o céu nada tem a ver com o nosso mundo. Conforme Deus admoestou o seu povo rebelde, há muito tempo:

“Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus caminhos, diz o SENHOR. Porque assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos mais altos do que os vossos pensamentos” (Isaías 55:8-9).

A idéia do céu na terra desafia a Trindade do Pai, Filho e Espírito Santo, negando que Cristo morreu na cruz pelos pecados do homem, que

“todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3:15).

Quando falece o que é mortal - o corpo - a alma dos que nEle crêem vai viver com Deus na eternidade. João disse ainda:

“Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim”  (João 14:6).

Deus [através do Apóstolo Paulo] disse em Gálatas 3:26-28: “Porque todos sois filhos de Deus pela fé em Cristo Jesus. Porque todos quantos fostes batizados em Cristo já vos revestistes de Cristo. Nisto não há judeu nem grego; não há servo nem livre; não há macho nem fêmea; porque todos vós sois um em Cristo Jesus”.

Os novaerenses não acreditam que haja eternidade, mas que existe apenas o aqui e agora, o céu sobre a terra, e que tudo que está em cima é como o que está em baixo.

Na sexta feria 16/02/2007, dois dos promotores de venda de O Segredo apareceram pela segunda vez no Oprah Show   da TV. Saibam que o que saiu dos lábios desses dois homens, Michael Beckwith e James Ray, foi Nova Era pura. Uma senhora que se identificou como cristã mostrou dúvidas quanto ao aparente foco de O Segredo. Depressa ela foi silenciada por Beckwith e Ray e por Oprah Winfrey, a qual afirmou ser também cristã. No final das contas, se Oprah Winfrey é uma cristã e apóia O Segredo, isso não serve de endosso a todos os cristãos?

“Porque tais falsos apóstolos são obreiros fraudulentos, transfigurando-se em apóstolos de Cristo. E não é maravilha, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz” (2 Coríntios 11:13-14).

Lembremo-nos de Oprah Winfrey e Marianne Wiliamson, uma líder e guru da Nova Era, em seu show de 1992, no qual Winfrey endossou o livro de Williamson, tendo-a projetado à fama, junto com o livro - A Course of Miracles - expondo as virtudes da Bíblia da Nova Era. (Fonte: http://www.reinventingjesuschrist.com).  Agora Williamson aparece no Oprah and Friends XM Satellite Radio, como “amiga e contribuinte”.

Dentro de alguns segundos, depois que aquela senhora havia proclamado a sua dificuldade para entender o foco de O segredo, Michael Bleckwith anunciou a todos que “Deus está dentro”. Este é outro preceito da Nova Era - que Deus mora dentro de todas as pessoas, que o homem é divino, (auto-divinização); que Deus e a humanidade são um! Isso novamente desafia o ensino bíblico da Trindade e de como Deus é a exclusiva e Maior Autoridade.

O resultado natural fica evidente através da ideologia da Nova Era: “afirmações” centradas no homem - declarações de desejos e atributos positivos, repetidos continuamente tornar-se-ão verdadeiros: crer para receber, minha vontade seja feita. Se eu desejar um Lamborghini vermelho e crer, ele virá para mim, eu o receberei [Isso me faz lembrar a senhora Valnice Milhomens, pregando a “teologia da fé”, na Igreja Assembléia de Deus Betesda (de Ricardo Gondim), lá em Fortaleza, nos anos 1980 - MS]. Não é isso que a Bíblia ensina. Ela diz que a vontade de Deus é que deve ser feita

“Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu”, (Mateus 6:10 na Oração do Senhor)

Deus não nos diz: “desejem qualquer coisa material e elas serão suas, logo que mas pedirem”. Ele diz “Eu sou o Senhor, a única Autoridade, e seja feita a minha vontade”.

Além de tudo que se tornou muito aparente, à medida em que o show continuava, o principal foco de O Segredo era: dinheiro - quanto mais, melhor, e quanto mais dinheiro no bolso dos promotores, melhor ainda. Voltem e leiam o que está impresso no kit supracitado. Qual é a primeira coisa revelada pelo livro O Segredo? “o segredo de como se conseguirem riqueza, amor, felicidade e bons relacionamentos... O Segredo da própria vida.” Se você continuar lendo o website de O Segredo, então verá em destaque nesse livro - O Segredo - a ciência para se tornar rico. Os  promotores de O Segredo não estão de modo algum interessados em fazer o bem, mas apenas em busca de lucro.

Será que a riqueza é a medida de nossa obediência a Deus? Claro que não! A riqueza é a medida de desejarmos ou não passar a eternidade com Deus? Claro que não! A riqueza é a medida da graça? Claro que não!

“Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele” (1 João 3:15). 

“Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam; Mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam. Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração... Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom” (Mateus 6:19-21,24).

Também fica evidente  no kit impresso de O Segredo a promoção do livro de John Canfield, um guru altamente gabaritado da Nova Era. Discípulo de gente como Alice Bailey, ele é promotor da educação confluente - de colocar crianças em estados de consciência alterada - conhecida de muitos como orientada por fantasias induzidas e visualização, cujo propósito é entrar em comunicação com espíritos guias.

Conforme Warren Smith e Brian Flynn - ambos ex-adeptos da Nova Era e ex-médiuns -  confirmaram:  Os espíritos guias não procedem de Deus, mas de Satanás; eles são demônios. Por coincidência, ou talvez não, na quinta feira 15/02/2007, o Oprah Show recebeu como convidado John Edward, um médium psíquico. No website Oprah.com,  havia sido publicada uma promoção, em busca de participantes:

1. Você acredita no sobrenatural?

2. Você acredita serem legitimas as habilidades do sexto sentido?

3. Você acredita que os espíritos humanos podem sobreviver após a morte?

4. Você acredita que é possível os médiuns psíquicos verem, escutarem e falarem com uma pessoa falecida?

5. Após observar esse episódio no Oprah Winfrey Show, suas opiniões sobre este assunto podem mudar?

6. Se você já visitou um médium psíquico para tentar se comunicar com um parente falecido, essa foi uma experiência bem sucedida?

Respondi “sim” a todas as perguntas 1 e 2; respondi “não” às perguntas de 3 a 5 e deixei a pergunta 6 sem resposta, visto nunca ter consultado médiuns psíquicos. Cliquei o “submeter-se” e os resultados da pesquisa vieram precedidos por um “você estaria programado para um show futuro.” Ora, viva! Devo estar no Oprah Show, para ser visto na presença de Sua eminência, a rainha da TV!  Como é excitante!

Sob os resultados da questão 4, havia um link pedindo ao participante para dizer-nos porque você acredita ou porque você não acredita que é possível os médiuns psíquicos verem, escutarem e falarem com os mortos. Respondi, declarando que os médiuns psíquicos não se comunicam com os mortos, mas com os demônios, cujo único propósito é conduzir as pessoas para longe do Senhor Jesus Cristo. Sugeri Brian Flynn como o próximo convidado ao Oprah Show:

“Não vos virareis para os adivinhadores e encantadores; não os busqueis, contaminando-vos com eles. Eu sou o SENHOR vosso Deus” (Levítico 19:31).

Vocês não imaginam a minha decepção, quando recebi a resposta do Oprah Show, conforme a seguinte:

“Agradecemos o seu e-mail. Sua mensagem é importante para nós. Infelizmente, devido ao volume de mensagens eletrônicas recebidas diariamente, não podemos garantir que o senhor receba uma reposta pessoal. Sinta-se à vontade para nos contatar sobre as nossas freqüentes questões para auxílio adicional”. (http://www.oprah.com/tows/program/tows.prog.main.jhtm).

O que? Nenhuma oferta para aparecer no Oprah Show? Que devastação! Será que isso teria algo a ver com o fato de eu ter denunciado John Edward como alguém que se comunica com os demônios? Imaginem qual seria a minha surpresa quando, durante a entrevista com John Edward, quando ele cometesse o erro de referir-se aos seus espíritos “guias”, Oprah não lhe pedisse para explicar, mas logo mudasse a entrevista!

“Quando, pois, vos disserem: Consultai os que têm espíritos familiares e os adivinhos, que chilreiam e murmuram: Porventura não consultará o povo a seu Deus? A favor dos vivos consultar-se-á aos mortos?  À lei e ao testemunho! Se eles não falarem segundo esta palavra, é porque não há luz neles. E passarão pela terra duramente oprimidos e famintos; e será que, tendo fome, e enfurecendo-se, então amaldiçoarão ao seu rei e ao seu Deus, olhando para cima. E, olhando para a terra, eis que haverá angústia e escuridão, e sombras de ansiedade, e serão empurrados para as trevas” (Isaías 8:19-22).

Então, fica bem claro que o que essas pessoas, inclusive Oprah Winfrey, estão empurrando é pura filosofia e religião da visão mundial da Nova Era. Mas, será que essas pessoas não têm direito às suas crenças? Claro que sim! Então, se você não toma parte nas mesmas, por que, então, deveria ficar preocupado?

Por uma simples razão. A visão mundial religiosa da Nova Era é a “dimensão espiritual”, a qual está inextricavelmente engajada na transformação da América, de uma República Constitucional para uma Democracia Participativa. Em resumo, o intuito, a agenda dessas pessoas, é que elas consigam declarar uma nova religião mundial embasada exclusivamente na visão mundial da Nova Era. Observe que, conquanto você esteja permitindo as suas crenças religiosas, eles não estão querendo permitir as suas. De fato, nos jornais não publicados do mundo futurista (nome fantasia para a teosofista Nova Era), ela declara enfaticamente (sic) que todos nós somos átomos de uma molécula (representando o conceito social de um sistema mundial) e que os átomos radicais (dissidentes) devem ser exterminados, para o bem maior de toda a coletividade. Você ainda precisa pintar um quadro?

A visão mundial da Nova Era, e o seu primo legítimo, o Humanismo, permeiam o desenvolvimento governamental nas escolas públicas, no local de trabalho com o Gerenciamento da Qualidade Total, e estão rapidamente se infiltrando nas igrejas, sob o nome de Movimento de Crescimento da Igreja, ao mesmo tempo em que os pastores são iludidos com promessas de uma inundação de membros em seus bancos.

Será que Rick Warren e sua agenda “com propósito” já não aceitou isso em sua igreja? Será que o seu pastor está a par da conexão entre Rick Warren e os gurus da Nova Era, como Neale Donald Walsch, Robert Schüller, Bernie Siegel e Marianne Williamson?  Por que iria uma igreja, supostamente fundamentada na doutrina cristã, concordar em ensinar princípios da Nova Era à sua congregação?

Conforme as palavras de Marilyn Ferguson em seu livro ”Conspiração Aquariana”: “Só se pode ter uma nova sociedade, segundo os visionários, se a educação da geração jovem for mudada” (1987, p. 280). [Este é também um princípio da Ordem Jesuíta – MS]

Caso o seu pastor esteja lhe dizendo que a Oração Contemplativa é uma boa opção, ou então sancionando-a por se calar sobre a mesma, fique ciente de que a Oração Contemplativa é o mesmo que Meditação Transcendental  (MT) ou Ioga, a qual está embasada no misticismo oriental e é totalmente contrária aos ensinos da Bíblia. Tanto a MT como a Ioga utilizam o estado de consciência alterada, no qual as crianças, nas escolas públicas, estão sendo levadas a fantasias e visualização induzidas, a fim de encontrar espíritos guias (demônios), sendo ali colocadas por professores que estão ensinando uma metodologia semelhante à de John Canfield, um guru da Nova Era.

Em um artigo publicado numa revista da Nova Era, em 1978, Canfield ensinou:

“Se você estiver ensinando numa escola pública, não a chame Meditação Transcendental, mas “Centralização”. Toda escola deseja  que suas crianças fiquem relaxadas, atentas e criativas e é por isso que usa a MT”.

Ao lado desse artigo, está o reconhecimento de que “Muitos dos novos métodos e providências que temos escrito neste artigo estão começando  a ser adotados por mais e mais professores nos programas pilotos”.

A Bíblia não ensina que precisemos entrar em estado de consciência alterada para orar. Mas as crianças sujeitas a esse procedimento nas escolas públicas do governo estão sendo conduzidas às práticas da Nova Era, desde uma tenra idade. Quando os ministros falham no púlpito, no sentido de denunciar a Oração Contemplativa no que de fato ela é, às pessoas jovens é entregue a mensagem de que ela é boa e, quando fazem isso, os ministros estão encorajando as crianças a participarem do autodestrutivo comportamento de rebeldia contra a Palavra de Deus.

Procure sempre saber:

* Os professores em seu procedimento na escola pública local são proibidos de falar de Deus, Jesus, nosso Senhor, nosso Salvador, e mesmo havendo uma Bíblia nas dependências da escola, poderia haver uma ação disciplinadora, enquanto a mesma proibição sobre “religião” não existe para o Islamismo, no Hinduísmo ou Budismo?

* As crianças estudam a espiritualidade dos índios nativos da América, seus movimentos circulares e espíritos animais; os xamãs, suas apreensões oníricas e congêneres como tópicos corretos e projetos de arte para a sala de aula, ao mesmo tempo em que falar em Deus ou colorir retratos de Cristo é considerado um tabu?  

* As crianças não podem usar na escola roupas que proclamem sua crença em Deus, mas podem continuar usando fantasias e visualizações induzidas para se encontrar com espíritos guias (demônios) na sala de aula?

Você acha que existe uma discriminação em prosseguimento no reino da religião, nas programações das escolas públicas, a qual está sendo endereçada contra o Cristianismo? Se achar, pode crer que está absolutamente certa.

E por que? É muito simples. A Teoria de Sistemas, essa que provê o fundamento sobre o qual repousa a transformação da América de uma República Constitucional para uma Democracia Participativa está sendo construída. Ela não pode tolerar que um indivíduo ou um cristão verdadeiro ensine que somos todos individuais.

No Movimento Nova Era  um dos preceitos é que somos um com o outro: um com Deus, em comunhão com Deus, pois o que está em cima é como o que está em baixo!

Karl Marx não hesitou em proclamar que o Cristianismo, por causa do seu ensino de que todos nós somos individuais, deveria ser estampado como perseguidor da “Mente Exclusiva” -  a Dialética Hegeliana da tese, antítese e síntese, com a síntese tornando-se uma nova tese sobre como evoluir para um plano mais elevado da realidade. Se você acha que isso soa como algo exatamente da Nova Era, lembre-se que a Nova Era e o Humanismo são primos legítimos e que a diferença entre ambos é apenas a dimensão espiritual da visão mundial da Nova Era.

 

Religião da Nova Era

Religião Humanista

Um e o outro com Deus                                 

Uma Mente Única

Creia e receba. Meu desejo será atendido

Nenhuma divindade vai nos salvar. Devemos nos salvar sozinhos.

Hipótese Gaia

Teoria de Sistemas Gerais

Potencial Humano

Auto-atualização

Criar no futuro

Criar o futuro

 

E antes que esqueçamos: Karl Marx é considerado “o pai do Comunismo”.

A Dialética Hegeliana é conhecida geralmente como “Edificação Consensual” e “Facilitação”. O professor vai se tornar o “facilitador  da aprendizagem”, não “o sábio do estágio”, mas o “guia ao lado”, e todos esses são termos conhecidos por aqueles que são familiarizados com a transformação da educação, a qual é mais conhecida como educação embasada na performance, embasada no futuro, embasada em modelos, embasada na competência. A Dialética Hegeliana  é também a base de tais conceitos, como habilidades mentais,  ordem mais alta, pensamento crítico, mediação no banco,   tutela no banco, construção conjunta - sendo que o propósito de cada um e de todos é levar a criança para longe da individualidade e ao conceito de que todos são apenas um átomo numa molécula: a Unidade de Mente.

As escolas públicas dirigidas pelo governo estão preparando as crianças para se tornarem participantes voluntárias do novo mundo de amanhã, um mundo no qual o verdadeiro Cristianismo não terá espaço, quando os falsos ensinos da religião da Nova Era serão considerados Cristianismo. Em resumo, o Cristianismo está sendo sabotado e muitíssimas igrejas são participantes voluntárias no que está se tornando conhecido como igreja emergente ou movimento do crescimento da igreja [Rick Warren é um dos mais famosos neste sistema – MS]

No local de trabalho as pessoas estão encarando a transformação do ambiente de trabalho para ambiente de  “Qualidade Total”, algumas vezes conhecida como melhoramento de qualidade contínua, organização de alta performance ocupacional ou organização de aprendizagem.

Não existe evidência maior, quando se trata do ambiente de qualidade total, do que “The Fifth Discipline:The Art of Practice and of Learning Organization” (A Quinta Disciplina: a Arte da Prática e da Organização da Aprendizagem)  por Peter Senge. Em seu livro, Senge declara que a idéia do livro surgiu durante a sua meditação matinal - a primeira evidência de que o que Senge defende nada tem a ver com os verdadeiros ensinos de Deus.

Senge declara também que as pessoas engajadas em um dos preceitos chave da organização da aprendizagem - domínio pessoal - praticam alguma forma de meditação, a qual ele define como incluindo a oração contemplativa (1990, p. 161). Senge identifica o pensamento de sistemas como a quinta disciplina - o foco do seu livro - pois ela é a “pedra conceitual”, se não apenas ela mesma, mas as outras quatro disciplinas: domínio pessoal (visão da Nova Era mundial), modelos mentais, visão de compartilhada construção e aprendizagem em grupo (1990. p. 69, pp. 6-10), juntando sua visão mundial da Nova Era  mundial ao pensamento de sistemas, tornando-o muito aparente de que ambos estão inextricavelmente conectados. Senge torna esta a razão para o ensino desses preceitos, “Experiências com criancinhas mostram que elas aprendem sistemas de pensamento muito rapidamente” (1990, p 7).

Senge também deixa aparente em seu livro que aqueles engajados na organização da aprendizagem também se engajam na verdade não menos central do pensamento cristão primitivo, embora ele tenha perdido o sua força na prática cristã, nos últimos 2.000 anos (1990, p. 161).

Em outras palavras,  se o cristão se recusar a participar do “domínio pessoal”, isto é, da meditação [transcendental], considerando-a (como muitos cristãos têm feito) contrária aos ensinos de Deus, ele estará negando a verdade, segundo Senge, do mesmo modo como o Cristianismo a tem negado nos últimos 2.000 anos.

Isso, sem dúvida, torna-se um assunto de performance ocupacional, com a possibilidade de se aplicar coerção em nome de se  continuar a receber o salário. Ou o cristão se adapta ao novo “Cristianismo”  ou então é demitido.

Se você, leitor, não estiver começando a ficar preocupado, deve começar a fazê-lo.  Não tenho como propósito aqui deixar qualquer mente relaxada, mas estou escrevendo uma forte advertência a todos os americanos que não entendem ainda o que está acontecendo, enquanto observamos a transformação de nossa nação em algo que ficará irreconhecível [E como o Brasil copia os Estados Unidos em tudo... Estamos no mesmo barco! – MS] O pensamento dos princípios e práticas da Nova Era estão sendo inculcados nas crianças, nas escolas públicas do governo, nas igrejas onde os pastores estão sendo cortejados e enganados pela perspectiva de bancos lotados e no local de trabalho, em nome da qualidade total. Vou recapitular as palavras da Dra. Shirley McCane, ardorosa novaerense, autora de “The Light Shall Set You Free” (A Luz Vos Libertará”, apresentadas em 1989,  na Conferência do Governo Sobre Educação, a qual teve lugar em Witchita, Kansas:

“Parece que muitíssimos de nossos esforços têm sido focalizados sobre o item de  se conseguir encontrar um pequeno termo... em vez de ... compreender que com o que devemos nos preocupar é  com a total reestruturação da sociedade. O que está acontecendo na América hoje ... não é apenas uma simples situação oportuna nos ventos comuns de mudança. O que ela computa é uma total transformação da nossa sociedade. Chegamos a uma nova era... Mas do que não tenho certeza é de já termos começado a entender e a agir suficientemente sobre a inacreditável soma de reestruturação organizacional e de reestruturação do desenvolvimento do recurso humano”.

Como cristão, você pode tolerar os novaerenses, mas os novaerenses não têm a menor intenção de tolerar você. E o que está em jogo aqui não é esta terra, mas a nossa obediência à verdadeira Palavra de Deus.

Jesus disse: “Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá; e todo aquele que vive, e crê em mim, nunca morrerá. Crês tu isto?” (João 11:25-26).

Deus nos ordena... “Negociai até que eu venha” (Lucas 19:13), pois ... “Vigiai, pois, porque não sabeis o dia nem a hora...” (Mateus 25:13).

 

Fontes:

Ferguson, Marilyn: The Aquarian Conspiracy: Personal and Social Transformation in Our Time (1987; J. P. Putnams’s Sons, New York).

Senge, Peter M.: “The Fifth Discipline:The Art of Practice and of Learning Organization”, 1990. (Currency Doubleday, New York).

Flynn, Brian: “Running Against the Wind;” 2005, (Lighthouse Trails Publishing, Oregon).

Smith, Warren, “Deceived on Purpose”; 2004; (Mountain Steam Press, California).

Todas as referências bíblicas nesta tradução são da Bíblia Almeida Corrigida e Revisada FIEL.

Autora deste artigo: Lynn Stuter - “The Secret, Christianity or New Age” http://www.crossroad.to/articles2/007/stuter/secret-new-age.htm

Tradutora: Mary Schultze, 15/04/2007.

http://www.cpr.org.br/Mary.htm






Todas as citações bíblicas são da ACF (Almeida Corrigida Fiel, da SBTB). As ACF e ARC (ARC idealmente até 1894, no máximo até a edição IBB-1948, não a SBB-1995) são as únicas Bíblias impressas que o crente deve usar, pois são boas herdeiras da Bíblia da Reforma (Almeida 1681/1753), fielmente traduzida somente da Palavra de Deus infalivelmente preservada (e finalmente impressa, na Reforma, como o Textus Receptus).




(retorne a http://solascriptura-tt.org/ Seitas/
retorne a http:// solascriptura-tt.org/ )