Vampiros



O vampiro é um morcego americano de 15 centímetros de comprimento que tem o hábito de se alimentar do sangue de pessoas ou animais adormecidos. O vocábulo vem do sérvio, Vampir, e á uma das lendas mais conhecidas e arraigadas na península balcânica, nos povos eslavos, na China e na Grécia moderna. Corresponde a um ser, mais precisamente, a um alma com o costume de vagar pelas noites para chupar o sangue de suas vítimas. Diz-se que a alma ou até mesmo o próprio cadáver se levanta de sua sepultura e ruma para a casa primeiro de seus familiares e em seguida, parte em busca do sangue de desconhecidos. A simbologia do sangue está indissoluvelmente ligada à doação da vida; ele é por assim dizer, o veículo da vida e o veículo da alma. Os vampiros, sedentos de sangue, dele se utiliza no intuito de aumentar sua força e vitalidade, embora a crendice popular afirme que, em alguns casos, essas criaturas cheguem a devorar até mesmo os órgãos de suas vítimas, de preferência o coração.

Existem muitas versões a respeito de porque e como alguém haveria de se tornar um vampiro. Segundo a lenda, muitos motivos podem levar a um defunto reanimar-se e partir em busca de suas vítimas, mas a principal a crença dá conta de que seriam os demônios que insuflariam os espíritos e os cadáveres a cometer tais atividades. É por esse motivo que o crucifixo, representante do poder de Cristo tem o poder de afastá-los.

São praticamente indestrutíveis, pois somente podem ser eliminados pregando-se uma estaca na altura de seu coração. Têm verdadeiro horror ao alho, temem à luz, por isso dormem durante o dia.


Copiado de http://www.gomorra.hpg.ig.com.br/



(retorne a http://solascriptura-tt.org/ Seitas/
retorne a http:// solascriptura-tt.org/ )