Balaão e os Batistas

[particularmente os pseudo-fundamentalistas]

By Herb Evans







Se estivesse vivo hoje, Balaão poderia facilmente ganhar a cooperação dos Batistas, [mesmo aqueles] de linha fundamentalista [como se considera a maioria das igrejas e organismos com títulos “Batista Fundamentalista”, “B. Regular”, “B. Bíblica” e “B. Independente”, entre outros]. Balaão poderia facilmente ganhar o apoio [total e oficial] deles para suas conferências e cruzadas em Baal Peor. As habilidades e credenciais de Balaão eram extremamente impressionantes. Afinal de contas, ele:




No entanto, seus maiores apoiadores (que ironia, hoje ocupam as posições que seus adversários liberais ocupavam trinta anos atrás! ...) falhariam em discernir que, a despeito das altíssimas credenciais de Balaão, ele:

Nenhuma igreja local, Igreja nacional ou internacional, movimento, família, comunhão, associação, união, convenção, ou denominação está imune à [MÁ] INFLUÊNCIA de Balaão, nenhuma deixará de adoecer mortalmente se se expor ao de seu CEDER-POR-VANTAGEM, à sua APOSTASIA, à sua COOPERAÇÃO com os INIMIGOS de Deus. Os únicos remédios-fungicidas efetivos contra este traiçoeiro “pouco de FERMENTO [que] faz levedar toda a massa” (Gal 5:9) são:

(1) “saí do meio deles” (2Co 6:17);
(2) “apartai-vos [deles]” (2Co 6:17);
(3) “marcai-os”(Rom 16:17);
(4) “desviai-vos deles” (Rom 16:17);
(4) “tirai pois, dentre vós” (1Co 5:13); e
(5) “batalhar pela fé” (Judas 1:3).


Mas tais remédios, prescritos pelo Deus [infalível] na Sua Palavra [infalível], seriam reputados como nocivos, por [“alguns” dos] atuais líderes religiosos da AMA. (Associação da Miopia Apóstata) e da ATDO (Associação dos Traidores da Denominação Original). Esses médicos de nenhum valor não seriam capazes [nem desejosos] quer de diagnosticar quer de curar o FERMENTO que está ENTRE NÓS.




[“alguns” dos] Líderes, que deveriam melhor saber [como proceder], ignoram as advertências de Paulo e de Judas, contra:

·        Lobos cruéis! Uns se infiltrando [de fora para dentro], outros se erguendo de dentro do nosso próprio meio
29  Porque eu sei isto que, depois da minha partida, entrarão no meio de vós lobos cruéis, que não pouparão ao rebanho; 30  E que DE ENTRE VÓS MESMOS se levantarão homens que falarão coisas perversas, para atraírem os discípulos após si. (Atos 20:29-30),

não compreendendo que a ameaça já está dentro das nossas trincheiras. Enquanto os profetas dormem, vemos a repetição das histórias de união entre crentes e descrentes, de auto-corrupção, e de auto-destruição:

- 1 ¶ E Israel deteve-se em Sitim e o povo começou a prostituir-se com as filhas dos moabitas. 2  Elas convidaram o povo aos sacrifícios dos seus deuses; e o povo comeu, e inclinou-se aos seus deuses. 3  Juntando-se, pois, Israel a Baal-Peor, a ira do SENHOR se acendeu contra Israel. (Números 25:1-3);
- Mataram também, além dos que já haviam sido mortos, os reis dos midianitas: a Evi, e a Requém, e a Zur, e a Hur, e a Reba, cinco reis dos midianitas; também a Balaão, filho de Beor, mataram à espada. (Números 31:8);
- Eis que estas foram as que, POR CONSELHO DE BALAÃO, deram ocasião aos filhos de Israel de transgredir contra o SENHOR no caso de Peor; por isso houve aquela praga entre a congregação do SENHOR. (Números 31:16).




Ceder por vantagens, e apostasia, nunca se restringem a um só homem ou uma só organização. Portanto, torna-se necessário MARCAR os homens (ou igrejas ou organizações) cujos ensinamentos (ou influências ou exemplos da prática) estão afetando adversamente outras igrejas e/ou pastores e membros:

E rogo-vos, irmãos, que NOTEIS os que promovem dissensões e escândalos contra a doutrina que aprendestes; DESVIAI-VOS DELES. (Romanos 16:17).




Pastores são especialmente responsáveis por cuidarem [diligente e] vigilantemente dos seus rebanhos e pelas almas das suas ovelhas:

- Olhai, pois, por vós, e por todo o rebanho sobre que o Espírito Santo vos constituiu bispos, para apascentardes a igreja de Deus, que ele resgatou com seu próprio sangue. (Atos 20:28);
- Obedecei a vossos pastores, e sujeitai-vos a eles; porque velam por vossas almas, como aqueles que hão de dar conta delas; para que o façam com alegria e não gemendo, porque isso não vos seria útil. (Hebreus 13:17).




O exemplo de Paulo teria de ser seguido, naquilo em que ele foi compelido a expor [denunciando]:
Himeneu e Alexandre;

E entre esses foram Himeneu e Alexandre, os quais entreguei a Satanás, para que aprendam a não blasfemar. (1 Timóteo 1:20)

Himeneu e Fileto;

17  E a palavra desses roerá como gangrena; entre os quais são Himeneu e Fileto; 18  Os quais se desviaram da verdade, dizendo que a ressurreição era já feita, e perverteram a fé de alguns. (2 Timóteo 2:17-18)

Demas;

Porque Demas me desamparou, amando o presente século, e foi para Tessalônica, Crescente para Galácia, Tito para Dalmácia. (2 Timóteo 4:10)

Figelo e Hermógenes;

Bem sabes isto, que os que estão na Ásia todos se apartaram de mim; entre os quais foram Figelo e Hermógenes. (2 Timóteo 1:15)

Diótrofes;

9 ¶ Tenho escrito à igreja; mas Diótrefes, que procura ter entre eles o primado, não nos recebe. 10  Por isso, se eu for, trarei à memória as obras que ele faz, proferindo contra nós palavras maliciosas; e, não contente com isto, não recebe os irmãos, e impede os que querem recebê-los, e os lança fora da igreja. (3 João 1:9-10)

Alexandre o latoeiro;

Alexandre, o latoeiro, causou-me muitos males; o Senhor lhe pague segundo as suas obras. (2 Timóteo 4:14)

e todo um grupo étnico de cretenses, sem temer o “Partido pró Liberdades Civis”.

12  Um deles, seu próprio profeta, disse: Os cretenses são sempre mentirosos, bestas ruins, ventres preguiçosos. 13  Este testemunho é verdadeiro. Portanto, repreende-os severamente, para que sejam sãos na fé. (Tito 1:12-13).




Naturalmente, Balaão e seus apoiadores estão acima de questionamento ou de crítica, por causa do seu esmagador sucesso. Todos aqueles que ousem levantar suas vozes contra [“alguns” dos] tão proeminentes líderes dos Batistas de linha fundamentalista, serão rotulado de:

Obstrucionistas, cismáticos, divisores, mexeriqueiros caluniadores, semeadores de discórdia entre irmãos, e [meros] perseguidores destes autocratas eclesiásticos que nem mesmo sabem o que é um dúplice padrão.
[Outros rótulos que o tradutor já ouviu no Brasil são: ciumentos perseguidores dos Moisés, fanáticos uivantes, loucos sem rumo, cães hidrófobos, xiitas, legalistas, suicidas que incendeiam suas roupas e tentam levar todos consigo, paranóicos, esquizofrênicos, semeadores da má semente, inimigos da cruz de Cristo, querelentos, amantes de brigas e confusões, etc.].

Sem hesitação de pensarem duas vezes, os autocratas eclesiásticos sujeitariam estes fanáticos alarmistas às técnicas de pressão padrão da hierarquia. Eles, indiretamente:

os tentariam comprar com mistura de ameaças veladas mais lisonjas e posições, fariam passar por corredor polonês, ostracizariam, ignorariam, intimidariam, rotulariam [ver os rótulos acima], e se engajariam em campanhas de media contra tal ralé militante e ignorante.

A arrogância religiosa abundaria, e as [justas] acusações seriam [ignoradas e abafadas e] não respondidas, a não ser que houvesse a ameaça de considerável perda de sustento, a não ser que os telefones estivessem tocando sem parar, etc. [Neste caso, tentariam responder as acusações, mas não específica e objetivamente, antes desviando a atenção para o secundário, apelando para argumentos “tantos e tão nobres como nós não podemos estar errados”, “nossos opositores podem ter uma mancha”, etc.].




Até mesmo alguns daqueles que bem antigamente tinham [de todo coração] apoiado as chicotadas escritas e verbais dos grandes líderes fundamentalistas do passado [por exemplo: Spurgeon, na Inglaterra; J. Frank Norris, Noel Smith e Harvey Springer, nos USA; Aníbal Pereira Reis e Gérson Rocha, no Brasil] estão cedendo ao inimigo, estão amolecendo em tolerância e velhice, estão erguendo lamentações contra aqueles que reputam culpados de “abalar os líderes, igrejas, máquinas, programas, e multidões.” (Fundamentalism in America by George Dollar, p 134).
[Hoje, no nosso meio,] ser encontrado “carregando o machado largo e pesado, guerreando em variadas frentes, desentocando nossos RATOS RELIGIOSOS em todos os locais, lançando e respirando fogo onde quer que ceder-por-vantagens SEJA SEQUER SUSPEITADO” (ibid, página 182), seria considerado divisivo.




Que contaminação e mortandade Balaão causaria entre nós, Batistas de linha fundamentalista [Regulares, Bíblicos, Independentes, e outros] se ele estivesse vivo hoje! No entanto, há muito tempo que ele se foi, que está morto e enterrado; e NÓS não temos [absolutamente] nada com que nos preocupar ... OU SERÁ QUE TEMOS?





Escrito por Herb Evans (“Balaam and the Baptists”). http://www.av1611.org/

Traduzido e adaptado (principalmente através de colchetes) por Hélio (http://solascriptura-tt.org), 2001

Todas as citações da Bíblia são da ACF – Almeida Corrigida Fiel.





(retorne ao INDEX de http://solascriptura-tt.org/ SeparacaoEclesiastFundament)