ESQUIZOFRENIA BATISTA FUNDAMENTALISTA


 (David Cloud, Fundamental Baptist Information Service, fbns@wayoflife.org)

 

 


Tenho observado uma tendência muito esquisita, esquizofrênica [aparência de duas personalidades divididas, contraditórias], entre muitos batistas fundamentais. Eles têm pouco ou nenhum problema em relação a se advertir contra erros, quando a advertência é dirigida a alguém "lá fora".
 
Se o pregador alerta contra o Papa ou Robert Schuller ou Rick Warren, a resposta normalmente é algo como isto: "Certo, devemos alertar sobre eles. Os avisos protegem as pessoas que poderão ser influenciados por esses homens. Os avisos glorificam a verdade de Deus. Os avisos agradam ao Cristo, o Qual nos instruiu a julgar com julgamento justo. "
 
Quando o erro apontado está do lado de fora dos seus círculos, eles entendem que o pregador tem a responsabilidade de denunciar o erro, de reprovar o pecado, e de batalhar pela fé [a sã doutrina de uma vez para sempre entregue aos santos]. Eles entendem que isto não é contrário ao amor cristão, e que, de fato, reprovar o pecado e o erro é uma coisa compassiva [movida pela compaixão e amor]. Eles entendem que este não é o que Jesus proibiu em Mateus 7:1.
 
Mas tão logo a reprovação se volte para um influente pregador que se diz ser batista fundamentalista, ou para uma igreja ou escola que se diz ser a mesma coisa e que o indivíduo em particular admira, então este entendimento bíblico voa para fora da janela e a esquizofrenia batista fundamentalista exibe a si mesma.
 
Se o pregador alerta sobre algum [grave] erro relacionado com Paul Chappell ou Sexton Clarence ou Hyles Jack ou Batist Maranatha Bible College ou Bob Jones University ou qualquer semelhante [ou, no Brasil, contra os batistas regulares, os batistas bíblicos, os batistas independentes, os batistas fundamentalistas, etc., e contra suas associações estaduais e nacionais, alguns de seus seminários e algumas de suas igrejas] a reação é 180 graus oposta à reação acima descrita, embora os princípios bíblicos sejam exatamente os mesmos.
 
Agora eles dizem: "Quem é você para julgar? Antes de escrever ou dizer a primeira letra, você já pediu uma entrevista e falou pessoalmente com eles? Você não tem nenhum amor cristão? Você é invejoso, ou mesquinho, ou algo assim? Você não tem nada melhor para fazer? Por que você não vai ganhar almas? O seu pai maltratou você? "
 
Isto é inconsistente e sem sabedoria.
 
A Palavra de Deus exige que nós preguemos e ministremos sem parcialidade.
 
Se você tem a doença da esquizofrenia batista fundamentalista, eu recomendo que você gaste algum tempo no sofá do Dr. Paulo e Dr. Moisés, dois dos maiores “psicanalistas sondadores de alma”, da parte de Deus.

“Conjuro-te diante de Deus, e do Senhor Jesus Cristo, e dos anjos eleitos, que sem prevenção guardes estas coisas, nada fazendo por parcialidade.” (1Tm 5:21 ACF).
 
Não farás injustiça no juízo; não respeitarás o pobre, nem honrarás o poderoso; com justiça julgarás o teu próximo.” (Lv 19:15 ACF)

 “Não discriminareis as pessoas em juízo; ouvireis assim o pequeno como o grande; não temereis a face de ninguém, porque o juízo é de Deus; porém a causa que vos for difícil fareis vir a mim, e eu a ouvirei.” (Dt 1:17 ACF)



David Cloud, maio.2012.



[Conheço um homem, H., professor de Escola Dominical e escritor de alguns artigos na internet, o qual era muito bem-vindo e incentivado pelo pastor numa igreja batista que se considerava da mais fina flor do fundamentalismo brasileiro, enquanto H. falava do gravíssimo erro dos liberais e dos pentecostais, ambos sem doutrina sadia, em usarem bíblias moderninhas baseadas no Texto Crítico que amputa fora 6000, adiciona outras 2000, e adultera mais 2000, totalizando 10.000 palavras das Bíblias do Textus Receptus. O T.Receptus espelha 90 a 95% de mais de 5000 manuscritos gregos basicamente idênticos e, depois da invenção da imprensa, foi a base para as Bíblias que, por mais de 300 anos, foram as únicas (nem sequer apareciam competidores!) usadas por todos os salvos em todas as igrejas de todas as denominações batistas e reformadas em todas as nações alcançadas. O Texto Crítico foi criado basicamente a partir de apenas 2 manuscritos, os mais rasurados e contraditórios em todo mundo, e oriundos da região mais apóstata do mundo. O T.Crítico foi criado por dois hereges, Westcoot e Hort, que morriam de amores pela mariolatria, pelo evolucionismo de Darwin, pelos sacramentos católicos como fornecedores de graça, etc., chegando ao ponto de um desses hereges ter sido médium e fundador de um centro espírita, e um deles ter dado significativas evidências de homossexualismo. O pastor de H., mais de uma vez, combatendo as bíblias do Texto Crítico, chamou Westcott e Hort de “sodomitas demonistas adulteradores da Bíblia”. Mas quando H. falou contra algumas igrejas e seminários da denominação que estão tolerando e até incentivando bíblia baseadas no T.Crítico e em tais hereges, seu pastor exigiu que H. pedisse perdão por ter visto tal coisa no meio da denominação, e por ter escrito reclamando disso !!! ...

Conheço um homem, D., o qual já foi muito bem-vindo e incentivado pelo pastor, enquanto D. falava do gravíssimo erro dos liberais e dos pentecostais usarem uma Bíblia N publicada por uma empresa que também publica horríveis revistas da mais grosseira pornografia explícita e um livro horrível chamado “A Bíblia Satânica”. Mas quando D. falou contra algumas igrejas e seminários da denominação que estão tolerando tal bíblia N, seu pastor exigiu que ele pedisse perdão por ter visto tal coisa no meio da denominação, e por ter escrito reclamando disso !!! ...

Conheço um homem, M., o qual já foi muito bem-vindo e incentivado pelo pastor, enquanto M. falava do gravíssimo erro dos liberais e dos pentecostais permitirem pastores adúlteros continuarem no ministério. Mas quando M. falou contra algumas igrejas da denominação que estão tolerando isto, seu pastor exigiu que ele pedisse perdão por ter visto tal coisa no meio da denominação, e por ter escrito reclamando disso!!! ...
Conheço um homem, S., o qual já foi muito bem-vindo e incentivado pelo pastor, enquanto S. falava do gravíssimo erro dos liberais e dos pentecostais ensinarem suas ovelhas e alunos a duvidarem muito de muitas passagens da Bíblia. Mas quando S. falou contra um missionário da denominação que levou horas querendo convencer-lhe que mesmo a melhor Bíblia do mundo estava repleta de enormes erros e contradições (!), e quando S. também falou contra um pastor da denominação que S. ouviu ensinar que uma parte de João 5:1-16 (o anjo que agitava a água no poço de Betesda) era vil superstição que os judeus aprenderam dos gentios, seu pastor exigiu que ele pedisse perdão por ter visto tal coisa no meio da denominação, e por ter escrito reclamando disso !!! ...

etc., etc., etc. Eu poderia citar dezenas de injustiças a um punhado de outras pessoas que sofreram o mesmo que H., D., M., e S.]



Hélio, maio.2012.


 


 

Todas as citações bíblicas são da ACF (Almeida Corrigida Fiel, da SBTB). As ACF e ARC (ARC idealmente até 1894, no máximo até a edição IBB-1948, não a SBB-1995) são as únicas Bíblias impressas que o crente deve usar, pois são boas herdeiras da Bíblia da Reforma (Almeida 1681/1753), fielmente traduzida somente da Palavra de Deus infalivelmente preservada (e finalmente impressa, na Reforma, como o Textus Receptus).



Copie e distribua ampla mas gratuitamente, mantendo o nome do autor e pondo link para esta página de http://solascriptura-tt.org)




(retorne a http://solascriptura-tt.org/ SeparacaoEclesiastFundament/
retorne a http:// solascriptura-tt.org/ )