Neo-Evangelicalismo, um alerta contra o






O que se segue é extraído de "Somos Nós Fundamentalistas?" do Dr. Peter Masters:


  "O neo-evangélico verdadeiramente adora aos pés da erudição descrente [na Bíblia]. Ele se submete a cursos de estudo liberal, consulta comentaristas liberais, cita escritores liberais, e permite-lhes conformar e condicionar seus pontos de vista. Com toda a franqueza, é preciso dizer que ele não concorda com os mais ofensivos dos pronunciamentos dos liberais, e até mesmo levanta objeções contra eles. Mas, ainda assim, ele pede emprestado e absorve uma quantidade enorme do veneno deles [dos liberais, que são descrentes na Bíblia], e isto é assim porque o neo-evangélico quer ser aceito no mundo acadêmico dominado por liberais. Ele quer brilhar, ganhar uma boa reputação e posição, e ser contado como um bom membro do abrangente mundo da erudição teológica. ... Os neo-evangélicos inventam e usam uma interminável corrente de inovações e astúcias e truques e estratagemas humanos, estando totalmente insatisfeitos com os métodos e meios ordenados por Deus. Eles empregam formas mundanas de música, e apresentações de entretenimento e drama  de 'showbiz'. Para o crescimento de suas igrejas, eles buscam não as Escrituras, mas sim estudos de peritos [humanos] baseados em igrejas numericamente bem sucedidas (inclusive igrejas católicas e de seitas), para ali encontrarem métodos e procedimentos que possam imitar, não importam suas teologias. Em todo o mundo, neo- evangélicos têm jogado fora a antiga ênfase na pregação e testemunho, e a têm substituído por manipuladas abordagens carnais e mundanas".

Dr. Peter Masters






traduzido por Valdenira N.M. Silva


 




Todas as citações bíblicas são da ACF (Almeida Corrigida Fiel, da SBTB). As ACF e ARC (ARC idealmente até 1894, no máximo até a edição IBB-1948, não a SBB-1995) são as únicas Bíblias impressas que o crente deve usar, pois são boas herdeiras da Bíblia da Reforma (Almeida 1681/1753), fielmente traduzida somente da Palavra de Deus infalivelmente preservada (e finalmente impressa, na Reforma, como o Textus Receptus).



(Copie e distribua ampla mas gratuitamente, mantendo o nome do autor e pondo link para esta página de http://solascriptura-tt.org)




(retorne a http://solascriptura-tt.org/ SeparacaoEclesiastFundament/
retorne a http:// solascriptura-tt.org/ )