Psicologia é doutrina de demônios...



Teopsicologia = Psicoheresia

Postado em Falso Evangelho em 01/08/2009 por Roberto Aguiar

 

Não é a toa que os teólogos apelidaram a psicologia cristã de “psicoheresia”;  ela faz por merecer cada letra desse novo termo. Seus gurus, esses falsos curadores da alma, invadiram o arraial de Cristo, a igreja, catequizados pelo mundo mau, o qual a bíblia diz jazer no maligno. Sorvidos de cada gota desse pseudo-conhecimento que foi gerado na mente doentia de uma pobre alma e paródia de cientista chamado Freud, a quem os próprios intelectuais do mundo chamam de lunático; esses psicocrentes agora querem nos convencer que eles são a única base racional para que o crente se veja livre de seus estigmas interiores. De uma hora para outra eles apareceram posando de “autoridades” na palavra de Deus e estão por ai tentando vender a idéia de que estão numa posição privilegiada para lidar com nossos problemas por somarem tanto o conhecimento de Deus quanto o conhecimento “científico” da natureza do homem, tentando assim forjar uma possível separação entre um e outro; o que se constitui uma piada. Para se ter uma idéia de como essa tese é tão absurdamente ridícula isso seria comparado a uma indústria (Deus) que fabricou um equipamento (o homem), e quando este apresentasse problemas de funcionamento, a indústria que o criou não pudesse oferecer assistência técnica por desconhecer seu funcionamento. Esse é o raciocínio que a psicologia-cristã usa para nos convencer de sua possível importância. Todo psicólogo cristão, para poder obter aceitação na igreja, apenas finge acreditar em toda a palavra de Deus como verdade, mas seu fingimento pode ser facilmente desmascarado quando ele profere os fundamentos do seu credo.

A má intenção da psicologia para com o cristão é conhecida por todos aqueles que mantêm uma atitude questionadora com tudo que os cerca e sinceramente buscam a Deus, não para tirar-lhe algo, mas por reconhecerem que Jesus é a única voz sensata a ser ouvida num mundo decaído e fadado ao fracasso por escolha própria de seus moradores. Quando vejo um psicólogo “cristão” abordando a espiritualidade, noto quão desajeitado ele se sente tentando equalizar duas coisas antagônicas. Como que manifestando uma tolice infantil, procura em vão misturar água e óleo. Veja a visão míope da bíblia que certa vez um psicólogo travestido de pastor tentou esboçar:

“… O medo de pecar, que traz embutido um medo de Deus, é exatamente o contrário do que Jesus queria quando disse: “deixo-vos a paz, a minha paz vos dou”.

Ora, é sabido através de toda a bíblia que o temor do Senhor é o princípio da sabedoria. Esse temor jamais faz oposição à paz de espírito, muito pelo contrário, somente os que temem a Deus é que se tornam candidatos a experimentarem essa paz. O psicólogo revelando sua ignorância bíblica zomba do temor de Deus confundindo o temor e a paz espiritual com temor e paz humana, e coloca o temor do Senhor em oposição à paz. Na palavra de Deus somos informados que “O temor do Senhor” gera a obediência, que produz paz de espírito. A obediência que vem do temor é uma condição para a paz.

“ENTRARÁ EM PAZ; descansarão nas suas camas, os que houverem andado na sua RETIDÃO (obediência)” Isaías 57:2

“Filho meu, não te esqueças da minha lei, e o teu coração guarde os meus mandamentos. Porque eles aumentarão os teus dias e te acrescentarão anos de vida e PAZ”. Provérbios 3:1,2

“Ah! Se tivesses dado ouvidos aos meus mandamentos, então seria a tua PAZ como o rio, e a tua justiça como as ondas do mar! ” Isaías 48:18

“E o mesmo Deus de PAZ VOS SANTIFIQUE EM TUDO; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente CONSERVADOS IRREPREENSÍVEIS (resistência ao pecado) para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo”. 1 Tessalonicenses 5:23

“Por isso, amados, procurai que dele sejais achados IMACULADOS E IRREPREENSÍVEIS EM PAZ.” 2 Pedro 3:14

“Eleitos segundo a presciência de Deus Pai, em santificação do Espírito, PARA A OBEDIÊNCIA e aspersão do sangue de Jesus Cristo (para estes): Graça e PAZ vos sejam multiplicadas”. 1 Pedro 1:2

Ao contrário do psicopastor, com seu evangelho psicologisado, a bíblia afirma que o “Temor do Senhor” é ingrediente fundamental para que exista uma fé verdadeira, que produz obediência, que gera a paz.

“E disse ao homem: Eis que o TEMOR do Senhor é a sabedoria”. Jó 28:28

“O TEMOR do Senhor é limpo (é bom), e permanece eternamente”. Salmos 19:9

“O TEMOR do Senhor é fonte de vida, para desviar dos laços da morte”. Provérbios 14:27

“O TEMOR do Senhor aumenta os dias”. Provérbios 10:27

“O TEMOR do Senhor encaminha para a vida; AQUELE QUE O TEM FICARÁ SATISFEITO, E NÃO O VISITARÁ MAL NENHUM (segurança que traz paz)”. Provérbios 19:23,

“O TEMOR do Senhor é riqueza, honra e vida”.  Provérbios 22:4

“Assim, pois, as igrejas em toda a Judéia, e Galiléia e Samaria tinham paz, e eram edificadas; e se multiplicavam (por quê?), ANDANDO NO TEMOR DO SENHOR e consolação do Espírito Santo”. Atos 9:31

“Assim que, sabendo o TEMOR que se deve ao Senhor, persuadimos os homens à fé”.  2 Coríntios 5:11

“No TEMOR do Senhor há firme confiança (oposto de medo carnal) e ele será um refúgio para seus filhos.” Provérbios 14:26

O temor do Senhor expulsa toda e qualquer outra forma de medo, por isso o crente temente a Deus é o sujeito mais corajoso do mundo,

“Agora, pois, seja o TEMOR DO SENHOR convosco; guardai-o, e fazei-o; porque não há no SENHOR nosso Deus iniqüidade nem acepção de pessoas, nem aceitação de suborno”. 2 Crônicas 19:7

“E muitos dos irmãos no Senhor, tomando ânimo com as minhas prisões, ousam falar a palavra mais confiadamente, sem temor”. Filipenses 1:14

“Porque Deus não nos deu o espírito de temor, mas de fortaleza, e de amor, e de moderação”. 2 Timóteo 1:7

Qual a conseqüência de se acreditar na psicologia e desprezar o temor o Senhor?

“Vindo o vosso temor como a assolação, e vindo a vossa perdição como uma tormenta, sobrevirá a vós aperto e angústia. Então clamarão a mim, mas eu não responderei; de madrugada me buscarão, porém não me acharão. Porquanto odiaram o conhecimento; e não preferiram o TEMOR DO SENHOR”. Provérbios 1:27, 28,29

“A tua malícia te castigará, e as tuas apostasias te repreenderão; sabe, pois, e vê que mal e quão amargo é deixares ao SENHOR teu Deus, E NÃO TERES EM TI O MEU TEMOR, diz o Senhor DEUS dos Exércitos”. Jeremias 2:19

Jesus temia ao seu Deus?

“Porque brotará um rebento (Jesus) do tronco (família) de Jessé (pai do rei Davi), e das suas raízes um renovo (Jesus) frutificará (nascerá). E repousará sobre ele o Espírito do Senhor, o espírito de sabedoria e de entendimento, o espírito de conselho e de fortaleza, o espírito de conhecimento E DE TEMOR DO SENHOR. E DELEITAR-SE-Á NO TEMOR DO SENHOR; e não julgará segundo a vista dos seus olhos, nem repreenderá segundo o ouvir dos seus ouvidos. Isaias 11:1, 2,3

O que a bíblia diz de quem não tem nem quer ter temor do Senhor?

“A transgressão do ÍMPIO (que não tem religião [verdadeira, não é crente-salvo]) diz no íntimo do meu coração: Não há temor de Deus perante os seus olhos”. Salmos 36:1

“(… dos ímpios)” Não há temor de Deus diante de seus olhos”. Rom 3:18

O psicólogo continua demonstrando toda a sua falta de intimidade com as Escrituras:

“o medo é atitude de escravo (aliás, para o escravo era bom mesmo ter medo de seu senhor, posto que sua vida dependia de não desagradá-lo), agora não somos mais servos, mas fomos adotados como filhos”.

Aqui se trata primeiro de uma inverdade, pois ele desfaz da Palavra quando afirma que a servidão a Deus foi extinta. Em nenhum trecho das Escrituras consta que nós não somos mais servos de Cristo. Contrariando o “doutor-pastor”, os apóstolos ratificaram nossa gloriosa servidão à Cristo. O que ele não sabe é que a palavra servo no grego koiné é “Doulos”, sua tradução exata é ESCRAVO. Por isso:

“… quem foi chamado por Deus, sendo livre, é escravo de Cristo.” 1 Coríntios 7:22.

“Paulo escravo de Deus e apóstolo de Jesus Cristo.” Tito 1:1.

“Tiago escravo de Deus e do Senhor Jesus Cristo.” Tiago 1:1.

“Agora, pois, ó Senhor, olha para as suas ameaças, e concede aos teus servos (doulos) que falem com toda a ousadia a tua palavra”. Atos 4:29

PAULO, servo (doulos) de Jesus Cristo, chamado para apóstolo, separado para o evangelho de Deus”. Rom 1:1

“PAULO e Timóteo, servos (doulos) de Jesus Cristo, a todos os santos em Cristo Jesus, que estão em Filipos, com os bispos e diáconos”. Fil 1:1

“JUDAS, servo (doulos) de Jesus Cristo, e irmão de Tiago, aos chamados, santificados em Deus Pai, e conservados por Jesus Cristo”. Jud 1:1

Quando Jesus explica-nos que não nos chama mais de servos, a idéia é: não mais só de servos, mas agora, “servo-amigo”.

Já vos não chamarei servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor; mas tenho-vos chamado amigos, porque tudo quanto ouvi de meu Pai vos tenho feito conhecer”. João 15:15

Observe que os apóstolos viam-se a si mesmos como escravos, logo concluímos então que a visão bíblica de Jesus à nosso respeito era de servo-amigo, pois não existe Senhorio sem servos.

O caminho para a “paz de espírito” da psicoheresia cristã é alcançada apenas com um ridículo consentimento psicológico de que Deus é nosso pai. A paz da psicologia repousa na falsa idéia de que por Deus ser nosso pai, não importa o caminho absurdo que venhamos a tomar contrariando suas ordens, o pai de “amor” sempre nos isentará. Isso é uma atitude que aqui embaixo na terra, todos nós odiamos, independentes de crentes ou não, que é chamado de impunidade. Essa forma de ver o amor de Deus não se encontra na bíblia, Deus jamais manifestou esse tipo de sentimento. Essa é uma espécie de amor doentio, anarquista, sem lei, que vemos em certas mães, que se vendo completamente apaixonadas de amor por seus filhos, quase uma adoração, se sentem incapazes de dominar e impor limites a seus “tesouros”, justificando-os sempre, tecendo apenas uma leve consideração sobre suas más condutas, no entanto jamais chegando a lhes impor nada nem condicionar nada, porque sua distorção de amor cega totalmente sua visão, levando-as a desprezar a ética, a justiça, a razão, a verdade. Essa é a paz que vem do deus da psicoheresia, fundamentada na areia movediça do sentimento humano; a paz do mundo, que Jesus afirmou que existia mas que não era a sua paz“ Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá.”. Jo 14:27

Para finalizar, fico a pensar no futuro desses homens, que por não levarem a sério a bíblia, um dia tiveram a infeliz idéia de se colocarem como guia de almas, ignorando a tremenda expectativa de acerto de contas que aguarda a classe dos guias.  “ E, a qualquer que muito for dado (ou deu a si mesmo), muito se lhe pedirá, e ao que muito se lhe confiou, muito mais se lhe pedirá “. Luc 12:48

“Curam a ferida do meu povo levianamente (mentindo), dizendo: Paz, paz; quando não há paz”. Jeremias 8:11

A psicologia cristã foi arquitetada no inferno para desviar os servos de Cristo. Quem tiver dúvidas, procure conhecer sua origem e seus fundamentos e compare-os com as palavras de Cristo e poderá ver por si mesmo como ela se opõe a Deus e diviniza o homem.

“ BEM-AVENTURADO O HOMEM QUE CONTINUAMENTE TEME AO SENHOR“. PROVÉRBIOS 28:14

“ AO SENHOR DOS EXÉRCITOS, A ELE SANTIFICAI; E SEJA ELE O VOSSO TEMOR E SEJA ELE O VOSSO ASSOMBRO “. ISAÍAS 8:13



Que só Deus nos influencie!

Roberto Aguiar


[Todas as citações bíblicas são da ACF]

 

 


 

Todas as citações bíblicas são da ACF (Almeida Corrigida Fiel, da SBTB). As ACF e ARC (ARC idealmente até 1894, no máximo até a edição IBB-1948, não a SBB-1995) são as únicas Bíblias impressas que o crente deve usar, pois são boas herdeiras da Bíblia da Reforma (Almeida 1681/1753), fielmente traduzida somente da Palavra de Deus infalivelmente preservada (e finalmente impressa, na Reforma, como o Textus Receptus).



Copie e distribua ampla mas gratuitamente, mantendo o nome do autor e pondo link para esta página de http://solascriptura-tt.org)




(retorne a http://solascriptura-tt.org/ SeparacaoEclesiastFundament/
retorne a http:// solascriptura-tt.org/ )