Resumo de "Deve o Crente Nunca Julgar?"


Franklin G. Huling





Este é um resumo,
por Hélio de M.S.,
da adaptação
"Deve o Crente Nunca Julgar?"  ( http://solascriptura-tt.org/SeparacaoEclesiastFundament/DeveCrenteNuncaJulgar-Huling.htm)
do artigo
"Is It Right To Judge?",
de Franklin G. Huling





A) A Escritura ORDENA (!) que julguemos(!) Jo 7:24; Lc 7:43; 12:57; 1Co 10:15; 2:15.

B) Somos ordenados julgar (!) FALSOS MESTRES e FALSOS ENSINOS. Mt 7:15; Is 8:20; Mt 7:16; Rm 16:17-18;
.    2Co 6:17 (ou 14-18); 2Tm 3:5; 2Ts 3:6; Ef 5:11; Rm 12:9; 1Ts 5:21.
-   Seria impossível obedecermos todas essas ordens se não testássemos e julgássemos. E não lembrássemos que nada é bom ou ao menos tolerável aos olhos de Deus se não se alinha com Sua Palavra: 1Jo 4:1; 2Jo 1:7,10-11; 2Tm 2:12.
-   Se você contribui para um orçamento denominacional que você sabe que sustenta pelo menos um modernista, você é culpado, perante Deus, de saudá-lo, de ser seu cúmplice em espalhar veneno levando almas ao Inferno. Obedeça a Deus, “sai do meio deles”, não tema sofrer (2Tm 2:12):

C)  Mt 7:1 é freqüentemente tirado fora do contexto, é mal entendido e mau usado, analisemos Mt 7:1-5.
 -   Estes versos 1-5 são dirigidos a um hipócrita v. 5, que a todos julga severamente e a si não julga – não é dirigido àqueles que sinceramente anseiam discernir se um mestre e seu ensino se alinham com a Palavra de Deus.
-   Estes versos 1-5, longe de proibirem o julgar retamente, que toda a Bíblia ordena, são uma solene advertência contra o julgamento hipócrita. E, na realidade, o último verso da passagem (v. 5) ordena julgarmos com sinceridade: “
... então cuidarás em tirar o argueiro do olho do teu irmão.”(v. 5)
-   Muitos que, fora do contexto, “piedosamente” citam “não julgueis” para defenderem o que é contra a Palavra de Deus, não vêem como são inconsistentes, fazendo assim eles estão julgando aqueles que querem obedecer a Palavra de Deus quando ordena julgarmos aquilo que a contraria! Julgar é inescapável, a questão é se vamos julgar quem quer obedecer ou quem quer desobedecer à Palavra. Quão trágico que tanta coisa contrária à Bíblia tome indevido abrigo debaixo de tão mal uso de Mt 7:1 ...
-   A razão pela qual a cristandade está hoje esburacada e paralisada pelo satânico modernismo é que os crentes não têm obedecido à ordem de Deus de radicalmente julgarem e afastarem-se e separarem-se dos falsos mestres e falsos ensinos desde o PRIMEIRO instante que eles começaram a se introduzir no nosso meio. Saúde física é mantida pela separação dos germens das doenças, e saúde espiritual é mantida pela separação dos germens das falsas doutrinas. O maior de todos os perigos de nossos dias não é julgarmos demais, mas sim julgarmos de menos, os engodos espirituais. Deus quer que sejamos como os bereanos “... examinando cada dia nas Escrituras se estas coisas eram assim.” At 17:11.

D) Versos semelhantes (ver suas notas), dirigidos a hipócritas que a todos julgavam severamente (mas a si próprios não julgam):
- Rm 2:1-3; Tg 4:11-12; Mt 13:24-30,36-43 (parábola do trigo e do joio).
- A Bíblia nunca se contradiz, para entendermos um verso temos que vê-lo à luz de toda a Escritura. 2Pe 1:20; 1Co 2:13.

E) Outros assuntos a serem julgados: Conduta imoral 1Co 5:13. Disputas por coisas desta vida, particularmente disputas levadas à justiça humana 1Co 6:3.

F) Deveríamos nos julgar a nós mesmos: 2Co 13:5; 1Co 11:31.
-   Que mudança e que bênção se julgássemos nossas próprias falhas tão impiedosamente quanto fazemos às dos outros – e se julgássemos as dos outros tão caritativamente quanto fazemos com as nossas!
-   Quanto nos pouparíamos de muitas punições corretivas de Deus, se julgássemos e confessássemos e cessássemos nossa desobediência a Deus.
-   E, Oh, quanto pouparíamos nosso abençoado Senhor da desonra e falta de frutos das nossas vidas!

G) Limitações do julgamento humano:
-  Não podemos julgar meras questões de consciência (como evitar certos tipos de alimento, dias, etc.
Rm 14; 1Co 10:23-33; Cl 2:16-17.)
Não podemos julgar motivos 1Co 4:1-5. Só Deus pode ver o coração, nós só podemos agir sobre as ações.
-  Não podemos sentenciar que não é salvo quem professa sê-lo, e nos apresenta motivos bíblicos,
 2Tm 2:19. Mas é melhor que testemos a nós mesmos, de acordo com 2Co 5:17

H) Princípio mais fundamental ao julgarmos:
-   {krino} às vezes significa discernir, decidir, determinar, testar, ponderar, questionar, distinguir. Deus quer que questionemos, testemos, ponderemos, discirnamos, determinemos, decidamos, distingamos aos pregadores e mestres, com seus ensinos, se se alinham perfeitamente com a Bíblia:
Hebreus 5:14.
-  {krinos} às vezes significa julgar sentenciando, condenando, e punindo. Isto é prerrogativa de Deus, Rm 12:19.
-   Crentes devem exercer seus discernimentos, não se vingarem (julgarem sentenciando, depois sentenciarem e punirem).

I) Guardemo-nos contra uma atitude errada:
Crentes devem se guardar contra a tendência (da carne) de assumir atitude crítica, de censor, contra aqueles que não compartilham suas [exatas] opiniões sobre assuntos outros que aqueles das doutrinas e conduta moral da Bíblia. Ao invés de “reduzir a pedaços” nossos irmãos em Cristo, é nosso privilégio e dever fazer tudo que pudermos para encorajarmos seu crescimento espiritual. Devemos amar e orar um pelos outros, e olhar por nós mesmos para que não sejamos também tentados.

J) Uma palavra final:
-    Se tu já foste eternamente salvo, meu leitor, não esqueçamos que “... todos devemos comparecer ante o tribunal de Cristo ...” (2Co 5:10). Há ganhos para aqueles que estão estudando a Palavra de Deus, andando em função e à luz dela, vivendo para Cristo e para a salvação de almas. Há perdas para aqueles que, embora tenham aceito Cristo, estão vivendo para as coisas deste mundo.
-   Se tu meramente professas Cristo de lábios, ou não professas nada, então, meu amigo, permite-me amorosamente relembrar-te que “... já é tempo que comece o julgamento pela casa de Deus; e, se primeiro começa por nós, qual será o fim daqueles que são desobedientes ao evangelho de Deus?” (1Pe 4:17). Não adies sequer mais um outro minuto para pedir que Deus te perdoe os pecados, por causa de Cristo. Rende teu coração e tua vontade ao amoroso Salvador que morreu por ti. Faze-O Senhor de tua vida. Feliz e abençoado serás, agora e para sempre.

 






Todas as citações bíblicas são da ACF (Almeida Corrigida Fiel, da SBTB). As ACF e ARC (ARC idealmente até 1894, no máximo até a edição IBB-1948, não a SBB-1995) são as únicas Bíblias impressas que o crente deve usar, pois são boas herdeiras da Bíblia da Reforma (Almeida 1681/1753), fielmente traduzida somente da Palavra de Deus infalivelmente preservada (e finalmente impressa, na Reforma, como o Textus Receptus).



(Copie e distribua ampla mas gratuitamente, mantendo o nome do autor e pondo link para esta página de http://solascriptura-tt.org)




(retorne a http://solascriptura-tt.org/ SeparacaoEclesiastFundament/
retorne a http:// solascriptura-tt.org/ )