Quebre 4 Regras de Quando Era Criança


Hélio de M. S., adaptando de jeycowland@yahoo.com , fev.2012.



1. Fale* com estranhos. [*anuncie verdades]

A regra “Nunca Fale com Estranhos (nem Mesmo uma Palavra)”, que todos os adultos dão às crianças, é excelente no sentido, por exemplo, delas não caírem na sutil, sedutora, enfeitiçante, quase irresistível conversa de perigosos assaltantes, sequestradores, pedófilos, corruptores em direção às drogas, e todos os tipos de corruptores e malfeitores de que este mundo está cheio. Quando qualquer estranho se aproximar e tentar começar qualquer conversa, por mais inocente ou tentadora que pareça, o melhor que uma criança deve fazer, é correr, correr mesmo (gritando alto, se tiver visto arma ou tiver sido segurado ou tocado ou ameaçado ou for seguido), para perto de um policial ou adulto conhecido e em quem seus pais confiam.
Mas agora, como adultos, não precisamos continuar a seguir um exagero e distorção do objetivo desta regra que nos deram quando éramos crianças, não precisamos nem devemos nos retrair demais, nos isolar sempre, sempre fugir de falar com todo e qualquer estranho, em todo e qualquer lugar e situação. A Bíblia nos ensina contra o exagero e distorção do objetivo da regra:
“E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura.” (Mc 16:15 ACF)
Nota: use uma Bíblia verdadeira (como a Almeida 1681, a Almeida 1819, a ACF-1994,1995,2007,2011), que não ponha colchete “[“ no começo do verso 9 e colchete “]” no final do verso 20, ou nota ou comentário, ambas as coisas (colchetes e anotações) sinalizando que não devemos confiar na genuinidade desses 12 versos, o mau Deus pode ter querido que uma mentira fosse acrescentada (ou o Deus sem poder pode não ter conseguido evitar esse acréscimo) até que o gênio humano recentemente a removeu.

Note que Jesus, o nosso Salvador e Deus e Senhor-controlador, disse “a TODA criatura”, não somente o nosso pequeniníssimo círculo de amigos mais chegados, não somente a pessoas que você já conhece bem (ou simplesmente conhece)

“1 ¶ E, partindo dali, chegou à sua pátria {*}, e os seus discípulos o seguiram. 2 E, chegando o sábado, começou a ensinar na sinagoga; e muitos, ouvindo-o, se admiravam, dizendo: De onde lhe vêm estas coisas? e que sabedoria é esta que lhe foi dada? e como se fazem tais maravilhas por suas mãos? 3 Não é este o carpinteiro, filho de Maria, e irmão de Tiago, e de José, e de Judas e de Simão? e não estão aqui conosco suas irmãs? E escandalizavam-se nele. 4 E Jesus lhes dizia: Não há profeta sem honra senão na sua pátria, entre os seus parentes, e na sua casa.” (Mc 6:1-4 ACF)
{* chegou a Nazaré, à Sua própria cidade onde cresceu e sempre viveu, aos Seus irmãos biológicos, aos Seus outros parentes biológicos, aos Seus amigos de infância, aos adultos vizinhos, a todos da cidade que o conheciam e amavam desde que Ele veio morar ali, talvez com 3 a 5 anos de idade.}

Usualmente você terá mais liberdade e aceitação ao pregar o Evangelho a totais estranhos do que terá ao pregá-lo aos mais antigos e íntimos amigos de infância e, particularmente, aos de sua própria família. A experiência de Jesus é um grande exemplo disso.

A maior das maiores de todas as causas de não evangelizarmos tanto quanto devíamos, é essa:

O temor do homem armará laços,
mas o que confia no SENHOR será posto em alto retiro.” (Pv 29:25 ACF)


A segunda maior causa é egoísmo, indiferença pelos outros, pelo destino eterno de suas almas
Jonas 3:10-4:3 CC-447
Ezequiel 3:8-19
Cantor Cristão. Nunca Ouvir De Cristo

2. Pegue carona no vagão da banda*. [* banda inócua]

“Pegar o vagão da banda” significa que seguirmos todo modismo, somente porque é popular (isso por algum tempo dá fama e popularidade; mas, depois, usualmente, trás grave prejuízo espiritual).
A regra
Nunca mude de time só porque outro parece que vai ganhar este ano”, e “Viva sua vida e deixe os outros viverem as deles. Não se importe nem se intrometa com eles, nem deixe se intrometerem na sua vida. Viva em total isolamento, mesmo que dando bom dia a alguns,”
que todos os adultos dão às crianças, é excelente no sentido, por exemplo, delas, nos tempos das 2 guerras mundiais, não seguirem a onda dos fumantes quando parecia que todos os vencedores e campeões deviam se escravizar ao fumo, só os quadrados e cafonas e por fora é que não teriam vício tão saudável e elegante.
Mas agora, como adultos, não precisamos seguir um exagero e distorção do objetivo desta regra, não precisamos nem devemos evitar até a companhia de quem usa coisas inócuas mas que Abraão e Pedro não usaram, tais como luz elétrica, motores, computador, etc. Não precisamos sempre evitar tudo que nossos avós não conheceram, nem sempre repelir e fugir das pessoas que as usam, como fugiríamos celeremente e apavorados para bem longe da peste. A Bíblia nos ensina contra o exagero e distorção do objetivo dessas regras:

“Alegrai-vos com os que se alegram; e chorai com os que choram;” (Rm 12:15 ACF)

Exemplo:
seus vizinhos, descrentes mas “boa gente” aos olhos dos homens, e muito seus amigos desde a infância, estão regozijando porque, depois de 10 anos tentando, finalmente foram abençoados com um filho. Gentil e respeitosamente o convidam para um jantar comemorativo, só com você e os pais deles. Você sabe que não haverá cerveja, ou ela será pouca, só para 1 pessoa, e discreta. Você até acha ou espera que até, em consideração pelo menos a você, pedirão que ore agradecendo a Deus. Não faz mal, será bom você ir e regozijar com eles, a agradecer a Deus publicamente pela criança, etc.

Outro exemplo: se esses mesmos amigos vizinhos estivessem de coração quebrado pela notícia de que seu filhinho estava com uma doença incurável e de morte prevista para menos de alguns meses, e todos familiares e amigos deles estiverem na casa deles os consolando, não faz mal, será bom você ir e sinceramente comover-se e abraçá-los, mesmo sem saber direito o que dizer, e chorar com eles, a suplicar a Deus pela criança, e por eles, oferecer-lhes ajuda concreta, etc.

 “O coração alegre é como o bom remédio, mas o espírito abatido seca até os ossos.” (Pv 17:22 ACF)
Regozijar pelas coisas puras e honestas, as coisas que, segundo a Bíblia, alegram Deus, é bom, muito bom, é um dos melhores remédios existentes para sua saúde! Por que alguém escolheria o contrário: ficar em casa todo sozinho, triste e completamente isolado, com seu espírito abatido, e ver seus ossos secarem?

Como é doce a comunhão dos remidos do Senhor
Regozijai-vos, sim, ó crentes

3. Não silencie, faça-se ouvir.

As regras “Havendo visitas, fique sempre onde eu possa lhe ver, mas nunca se faça ouvir, nem um pio”; e “criança é para ser vista pelas visitas, nunca ouvida, nem a respiração”, que todos os adultos dão às crianças, é excelente no sentido, por exemplo, delas não inviabilizarem você, pai, tendo-a que a levar para uma entrevista de emprego, ou, em casa, recebendo a visita do dono de sua casa, regatear o aumento do seu aluguel. Mas agora, como adultos, não precisamos seguir um exagero e distorção do objetivo desta regra, não precisamos nem devemos calar na anunciação do Evangelho e do que é puro e santo. A Bíblia nos ensina contra o exagero e distorção do objetivo da regra:

“6 Mas a justiça que é pela fé diz assim: Não digas em teu coração: Quem subirá ao céu? (isto é, a trazer do alto a Cristo.) 7 Ou: Quem descerá ao abismo? (isto é, a tornar a trazer dentre os mortos a Cristo.) 8 Mas que diz? A palavra está junto de ti, na tua boca e no teu coração; esta é a palavra da fé, que pregamos, 9 A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. 10 Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação. 11 Porque a Escritura diz: Todo aquele que nele crer não será confundido. 12 ¶ Porquanto não há diferença entre judeu e grego; porque um mesmo é o Senhor de todos, rico para com todos os que o invocam. 13 Porque todo aquele que invocar o nome do SENHOR será salvo. 14 Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? e como crerão naquele de quem não ouviram? e como ouvirão, se não há quem pregue? 15 E como pregarão, se não forem enviados? como está escrito: Quão formosos os pés dos que anunciam o evangelho de paz; dos que trazem alegres novas de boas coisas. 16 Mas nem todos têm obedecido ao evangelho; pois Isaías diz: SENHOR, quem creu na nossa pregação? 17 De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus.” (Rm 10:6-17 ACF)

Se formos silenciosíssimoss ratinhos de igreja, estaremos mandando milhares de pessoas para o inferno, pelo nosso pecado de omissão

4. Faça pública a sua fé.

Todos os descrentes nos dizem esta regra “Sobre política, religião e futebol, nunca se fale nem mesmo 1 palavra(aliás, todos “adoram” e permitem debater horas e horas sobre política e futebol, só falam esta regra quando queremos falar sobre o destino eterno de suas almas, e sobre o Altíssomo e Todo-Poderoso Criador de tudo e todos!...);
ou “religião é um assunto íntimo, privado, só da pessoa consigo própria, proibido para outras pessoas interferirem”; ou
“Nunca ouse dizer a ninguém no que você crê, conserve isto só para você”.
Bem, na verdade, pela Bíblia, religião, toda ela, no sentido de tentar ganhar sua entrado no céu, devia ser um assunto secreto, privado de cada pessoa, e de que todos tivessem vergonha de falar ..., sim, porque sempre é uma enganosa fraude! Salvação é pela graça, através da fé, não de obras.

“8 Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. 9 Não vem das obras, para que ninguém se glorie;” (Ef 2:8-9 ACF)

No entanto, fé no Senhor Jesus é um assunto a ser tornado público. Jesus é muito sério sobre isto:

“32 Portanto, qualquer que me confessar diante dos homens, eu o confessarei diante de meu Pai, que está nos céus.
           33 Mas qualquer que me negar diante dos homens, eu o negarei também diante de meu Pai, que está nos céus.” (Mt 10:32-33 ACF)


Se você tem fé do modo bíblico no Jesus da Bíblia, então, para o bem daqueles ao seu redor (familiares, amigos, colegas, todos), seja o mais público possível sobre isto:

“14 Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte; 15 Nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas no velador, e dá luz a todos que estão na casa. 16 Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus.” (Mt 5:14-16 ACF)

“13 ¶ Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens.” (Mt 5:13 ACF)

Se você não tem a fé bíblica no Cristo da Bíblia, então a tenha agora mesmo, por amor primeiramente ao Deus que o criou e a Quem você deve tudo e a Quem prestará contas. E, em segundo lugar, por amor à sua pobre alma!



Só use as duas Bíblias traduzidas rigorosamente por equivalência formal a partir do Textus Receptus (que é a exata impressão das palavras perfeitamente inspiradas e preservadas por Deus), dignas herdeiras das KJB-1611, Almeida-1681, etc.: a ACF-2011 (Almeida Corrigida Fiel) e a LTT (Literal do Texto Tradicional), que v. pode ler e obter em http://BibliaLTT.org, com ou sem notas.



(Copie e distribua ampla mas gratuitamente, mantendo o nome do autor e pondo link para esta página de http://solascriptura-tt.org)




(retorne a http://solascriptura-tt.org/ Sermoes/
retorne a http://solascriptura-tt.org/ )