Um Calvinista Diz Que o Eleito Será Salvo Mesmo Que Nunca Ouça Sobre Cristo!




Um meu irmão, Teno Groppi, escreveu-me chamando minha atenção para uma coisa chocantemente absurda: John Lofton, um proeminente calvinista dos nossos dias, escreveu e colocou em Facebook (estava lá em 17.05.2010) uma crítica ao Arminianismo, grave heresia que conduz muitos ao inferno, a qual nós também odiamos e combatemos. Até aqui, tudo bem. Mas reflita um pouco e choque-se com esta frase dele:

John Lofton: “Another problem with Arminianism (besides being false): If only those can be saved who "choose" Jesus then they, obviously, have to have heard of Jesus to "choose" Him. If, however, never "heard of" Jesus, can't choose Him, can't be saved, right? True Bible teaching: All God has chosen to be saved will be saved whether they "heard of" Jesus or not.”

Tradução:

John Lofton: "Outro problema com o Arminianismo (além dele ser falso): Se somente podem ser salvas aquelas pessoas que "escolherem" Jesus, então, obviamente, elas têm que já ter ouvido falar sobre Jesus para, só assim, poderem ‘escolhê-Lo’. Se, no entanto, uma pessoa nunca ‘ouviu falar a respeito de’ Jesus, então Ele não pode escolher, portanto não pode ser salvo, certo? Mas o verdadeiro ensino da Bíblia é: Todos aqueles que Deus tem escolhido para serem salvos serão salvos, QUER TENHAM "OUVIDO FALAR A RESPEITO DE JESUS”, OU NÃO." [grifo de Hélio]

Tenho a esperança que alguns calvinistas que conheço jamais diriam uma loucura dessas, mas não posso senão entender que, para John Lofton, a eleição de Deus é tão, tão, tão (faltam-me palavras... digamos) absoluta que ninguém tem de sequer ouvir falar de Jesus para ser poder ser salvo!!! Mas minha Bíblia diz:

“10 Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação. 11 Porque a Escritura diz: Todo aquele que nele crer não será confundido. 12 ¶ Porquanto não há diferença entre judeu e grego; porque um mesmo é o Senhor de todos, rico para com todos os que o invocam. 13 Porque todo aquele que invocar o nome do SENHOR será salvo. 14 Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? e como crerão naquele de quem não ouviram? e como ouvirão, se não há quem pregue? 15 E como pregarão, se não forem enviados? como está escrito: Quão formosos os pés dos que anunciam o evangelho de paz; dos que trazem alegres novas de boas coisas. 16 Mas nem todos têm obedecido ao evangelho; pois Isaías diz: SENHOR, quem creu na nossa pregação? 17 De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus.” (Rm 10:10-17 ACF)


Hélio de M.S., maio.2010.

___________________________________

Armando Marcos Pinto bem me escreveu, depois:

O único caso em que isso [isto é, salvação sem ouvir falar de Cristo e Seu evangelho] seria aplicável seria ao afirmar isso de criancinhas e pessoas com doenças mentais. Eleitas [sim], mas que não chegam a ouvir de Jesus. Mas aí, mesmo não sendo a regra, e sim a exceção, não podemos admitir que elas não são salvas em Cristo: nesse sentido, faço minhas as palavras de C.H. Spurgeon:

Nós sabemos que infantes entram no reino, pois estamos convencidos de que todos da nossa raça humana que morrem na infância são incluídos na eleição da graça e participam da redenção efetuada por nosso Senhor Jesus. Seja o que for que alguns pensam, todo o espírito e tom da Palavra de Deus, bem como a natureza do Próprio Deus, levam-nos a crer que todos os que deixam este mundo como bebês são salvos. Ora, como é que eles recebem o reino, pois de igual modo nós precisamos recebê-lo? Certamente, as crianças não o recebem por nascimento ou sangue, pois nós somos avisados pelo evangelho de João que os filhos de Deus são nascidos não de sangue nem da vontade da carne. Todo privilégio de descendência agora é abolido, e nenhum bebê entra no céu porque nasceu de pais piedosos e também nenhum será barrado por seus progenitores terem sido ateus ou idólatras. Parece-nos que o filho de um maometano, ou de um papista, budista, canibal, morrendo na infância, é tão seguramente salvo como o filho do cristão. Salvação por sangue ou nascimento não pode haver, porque a dispensação do evangelho não o admite: se salvos, como nós seguramente cremos que são, as crianças devem ser salvas simplesmente segundo a vontade e o prazer de Deus porque ele os fez para serem seus.

FONTE: Pescadores de Crianças

___________________________________


João Eduardo Leitão também fez a seguinte, boa contribuição:

Hélio não nos esqueçamos o que o apóstolo Paulo falou aos efésios no Cap. 1:13

13 Em quem também vós estais, depois que ouvistes a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvação; e, tendo nele também crido, fostes selados com o Espírito Santo da promessa. (Ef 1:13)

 



Só use as duas Bíblias traduzidas rigorosamente por equivalência formal a partir do Textus Receptus (que é a exata impressão das palavras perfeitamente inspiradas e preservadas por Deus), dignas herdeiras das KJB-1611, Almeida-1681, etc.: a ACF-2011 (Almeida Corrigida Fiel) e a LTT (Literal do Texto Tradicional), que v. pode ler e obter em http://BibliaLTT.org, com ou sem notas.



(Copie e distribua ampla mas gratuitamente, mantendo o nome do autor e pondo link para esta página de http://solascriptura-tt.org)




(retorne a http://solascriptura-tt.org/ SoteriologiaESantificacao/
retorne a http://solascriptura-tt.org/)