Queimou Jesus No Inferno?



(DID JESUS BURN IN HELL?)



- Por Herb Evans

- Tradução por Valdenira N.M. Silva, 2017.






Temos tido conhecimento (por algum tempo) que há uma diferença de opinião, sobre se Jesus foi para o inferno ou não. Quando éramos pequenos bons luteranos, costumávamos recitar o Credo dos Apóstolos, ou seja, "... foi crucificado, morto e sepultado; desceu ao inferno, e ao terceiro dia ressuscitou dentre os mortos. ..." [versão grega de 650 dC]. Nós nunca consideramos o assunto valer a neura de mergulhar para estudá-lo, até que algumas novas variações do mesmo apareceram, às quais assombram nossa imaginação.

·         Uma tal teoria tem Jesus queimando no inferno resgatando a Si mesmo dos pecados, que Ele trouxe da cruz.

·         Outra teoria tem Jesus queimando no inferno, fazendo expiação adicional por nossos pecados. ESTA PARECE TER SIDO A TEORIA DE CALVINO.

·         A teoria mais suave é que Jesus foi para um inferno de fogo para [lá] depositar os nossos pecados (quando os nossos pecados estão a ser ditos estarem no fundo do mar, e estarem tão distantes de nós quanto o leste o é do oeste).



Considere o seguinte:



1. O Silêncio do Novo Testamento

Atos 2:27, 31
27 Pois não deixarás a minha alma no inferno, Nem permitirás que o teu Santo veja a corrupção; ... 31 Nesta previsão, disse da ressurreição de Cristo, que a sua alma não foi deixada no inferno, nem a sua carne viu a corrupção.

Se não fosse por Atos 2:27,31 citando o VT, nem mesmo um indício de tal doutrina [Cristo ter descido ao inferno] poderia ser encontrado em qualquer lugar do Novo Testamento. Sem contar estes dois versos Atos 2:27,231, em todo restante do Novo Testamento Paulo, com repetidas referências ao Evangelho, à morte substitutiva, aos aspectos legais da justificação, salvação e perdão dos pecados, jamais menciona uma segunda expiação pelos pecados ou para redenção, nem [expiação em favor] de Jesus, nem o mesmo Jesus indo para um inferno em chamas.



2. Uma Definição De Termos

16 Ao som da sua queda [de Faraó] fiz tremer as nações, quando o fiz descer ao INFERNO, com os que DESCEM à COVA; e todas as ÁRVORES DO ÉDEN, a flor e o melhor do Líbano, todas as árvores que bebem ÁGUAS, se CONSOLAVAM nas PARTES MAIS BAIXAS da TERRA.18 A quem, pois, és semelhante em glória e em grandeza entre as ÁRVORES DO ÉDEN? Todavia serás precipitado com as árvores do Éden às partes mais baixas da terra; no meio dos incircuncisos jazerás com os que foram traspassados à espada; este é Faraó e toda a sua multidão, diz o Senhor DEUS. (Ez 31:16,18)

É importante, quando se discute questões como esta, se definir os termos de cada pessoa. O que nós ou os outros queremos dizer com a palavra INFERNO e QUAL É O INFERNO é ser discutido, uma vez que existem vários, incluindo o INFERNO MAIS BAIXO [onde só há consolo]. Estamos nós falando de um confinamento [isolado e] dentro do inferno de fogo ou de um confinamento dentro do inferno- paraíso, um inferno que temporariamente alojou os santos do Velho Testamento, bem como os condenados, em dois compartimentos [separados]? O inferno é dividido em duas partes, o inferno- paraíso e o inferno- abismo (ambos localizados nas partes mais baixas da terra - Ezequiel 32:18 (acima); Isa 44:23.).
(Is 44:23 Cantai alegres, vós, ó céus, porque o SENHOR o fez; EXULTAI VÓS, AS PARTES MAIS BAIXAS DA TERRA; vós, montes, retumbai com júbilo; [também] vós, bosques, e todas as suas árvores; porque o SENHOR remiu a Jacó, e glorificou-se em Israel.

Nós não nos importamos com a definição frouxa de hoje a respeito do inferno, [a qual o vê somente como a] oposição à sua configuração anterior [o inferno- paraíso] (agora esvaziado de santos), que existia nos tempos do Antigo Testamento. [Cada um de] os santos uma vez única vez foram para a parte- paraíso do inferno/ Sheol/ Hades, e os perdidos [cada um de uma vez por todas] foi para a parte- abismo, em fogo, do inferno/ Sheol/ Hades.

"inferno, n [.. ME Helle; AS hel, inferno, de Helan, para cobrir, esconder.] 1 na Bíblia, o lugar onde os espíritos dos mortos estão: identificado com Sheol e Hades." (Webster New Twentieth Century Dictionary, William Collins Publishers, Inc. 1979)



A parte- abismo do inferno tem lados e é o destino final de Satanás (Is 14:15); ele está conectado com vergonha (Ezequiel 32:25, e Davi esperava que seus inimigos para lá iriam (Sl 63:9.)
Is 14:15 E contudo levado serás ao inferno, ao mais profundo do abismo. ACF2007
Ez 32:25
No meio dos mortos lhe puseram [uma] cama, entre toda a sua multidão; ao redor dele [estão] os seus sepulcros; todos eles [são] incircuncisos, mortos à espada; porque causaram terror na terra dos viventes, e levaram a sua vergonha com os que desceram à cova; foi posto no meio dos mortos. ACF2007
Sl 63:9
Mas aqueles [que] procuram a minha alma para [a] destruir, irão para as profundezas da terra. ACF2007

A porção inferno- paraíso era um lugar de gritar de vitoriosa alegria e cantar, onde os santos do Antigo Testamento foram reunidos a seus pais (Gn 25: 8; 49:33; Juízes 2:10, 2 Crônicas 34:28)
Gn 25:8 E Abraão expirou, morrendo em boa velhice, velho e farto [de dias]; e foi congregado ao seu povo; ACF2007
Gn 49:33
Acabando, pois, Jacó de dar instruções a seus filhos, encolheu os pés na cama, e expirou, e foi congregado ao seu povo. ACF2007
Jz 2:10
E foi também congregada toda aquela geração a seus pais, e outra geração após ela se levantou, que não conhecia ao SENHOR, nem tampouco a obra que ele fizera a Israel. ACF2007
2Cr 34:28
Eis que te reunirei a teus pais, e tu serás recolhido ao teu sepulcro em paz, e os teus olhos não verão todo o mal que hei de trazer sobre este lugar e sobre os seus habitantes. E tornaram com esta resposta ao rei. ACF2007

Era um lugar onde os santos podiam ver os perdidos através de um grande abismo (Lc 16) [o rico e Lázaro]. Samuel, que já estava lá [no inferno-paraíso], disse a Saul que ele e seus filhos estariam se juntando a ele no dia seguinte (1Sm 28:11-19). É um lugar onde os santos do Antigo Testamento foram consolavam nas partes mais baixas da terra com a água e as árvores do Éden (Ezequiel 31:16, Lucas 16)
Se é a esta parte [paraíso] do inferno que as pessoas dizem que Jesus foi, podemos facilmente estar [concordar, caminhar] com eles.
Todavia, se é para a parte em chamas do inferno [no inferno- abismo] que eles dizem que Jesus foi, nós rejeitamos uma tal teoria, pelas seguintes razões.



3. Está consumado!

Lc 23:43 E disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no PARAÍSO. ACF2007
Mt 27:46 E perto da hora nona exclamou Jesus em alta voz, dizendo: Eli, Eli, lamá sabactâni; isto é, Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste? ACF2007
Lc 23:46 E, clamando Jesus com grande voz, disse: Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito. E, havendo dito isto, expirou. ACF2007
Jo 19:30 E, quando Jesus tomou o vinagre, disse: ESTÁ CONSUMADO. E, inclinando a cabeça, entregou o espírito. ACF2007

Foi necessário sofrimento adicional [sobre o Cristo] - depois da cruz? Havia ainda alguns pecados não lavados e não debaixo do sangue? A lei e suas exigências e os tipos punitivos de Levítico não estavam satisfeitos nem completamente cumpridos no Calvário? Existe outro lugar onde os pecadores podem ficar livres de todas suas manchas de culpa?
As respostas a essas perguntas devem ser encontradas na declaração de Jesus: "
Está consumado". TODAS as exigências punitivas da lei foram terminadas no Calvário! Depois que Jesus morreu e foi abandonado [acho que Evans trocou a ordem, devia ser "foi abandonado e morreu"], Ele confiou Seu espírito nas mãos do Pai, o Qual colocou Seu Espírito e Alma sem pecado (assim como espírito e alma do ladrão que [creu e] foi salvo) para dentro do inferno- paraíso (não o inferno- ardente) naquele mesmo dia. O inferno não é apenas uma eternidade de doloroso tormento; é também uma eternidade de separação do Pai. Jesus, o eterno, experimentou dor eterna e separação eterna do Pai, na cruz. Ele sofreu tormento eterno em Seu corpo, alma e espírito. . . [tudo isso somente] sobre a cruz.


UM único Sofrimento, UM único sacrifício, UMA ÚNICA VEZ!

1Jo 1:7 Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o SANGUE
[não a fumaça] de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado. ACF2007
Hb 9:26-28
 26 De outra maneira, necessário lhe fora padecer muitas vezes desde a fundação do mundo. Mas agora na consumação dos séculos UMA VEZ se manifestou, para aniquilar o pecado pelo [UM] sacrifício de si mesmo. 27 E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo, 28 Assim também Cristo, oferecendo-se UMA VEZ para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para salvação. ACF2007
Hb 10:10 Na qual vontade temos sido santificados pela oblação do corpo de Jesus Cristo, feita
DE UMA VEZ POR TODAS. KJV
Hb 10:12 Mas este, havendo oferecido PARA SEMPRE UM ÚNICO sacrifício pelos pecados, está assentado à destra de Deus, ACF2007
Hb 10:14 Porque com uma só oblação aperfeiçoou PARA SEMPRE os que são santificados. ACF2007
Hb 10:17 E JAMAIS me lembrarei de seus pecados e de suas iniqüidades. ACF2007
Hb 10:18 Ora, onde remissão destes, NÃO
MAIS mais oblação pelo pecado. KJV
1Pe 3:18 Porque também Cristo padeceu UMA VEZ pelos pecados, o justo pelos injustos, para levar-nos a Deus; mortificado, na verdade, na carne, mas vivificado pelo Espírito; ACF2007

Cristo morreu uma só vez, sofreu uma só vez, fez um só sacrifício e uma só oferta e anulou o pecado de uma vez para sempre. Desde aquele tempo [o instante em que morreu por ter todo Seu sangue derramado], esses pecados NÃO MAIS foram lembrados ! Uma segunda expiação, sacrifício ou oferta seriam um duplo pagamento, implicando que o primeiro pagamento (o corpo e o sangue de Jesus) não foi suficiente para pagar por TODO [o meu pecado]. A pregação da cruz é o poder de Deus, não o é a pregação de eventos não mencionados que [possivelmente] aconteceram ou não aconteceram em um inferno ardente. As profecias / tipos punitivos messiânicos / levíticos referem-se ao relato de crucificação e não a um evento mencionado em Atos. Cristo apareceu uma vez por todas, para pôr de lado o pecado por meio de um só sofrimento e por um único sacrifício / oferta de Seu próprio corpo, na cruz. Cristo pagou e levou [sobre Si] os pecados uma [só] vez e não duas vezes. Um segundo sacrifício / oferta ou sofrimento foi desnecessário.



4. Será Que Isto Realmente Diz Que Jesus Foi para o Inferno?

Sl 16:10 Pois NÃO DEIXARÁS a minha alma PARA o inferno, nem permitirás que o teu Santo veja corrupção.
At 2:27 Pois NÃO DEIXARÁS a minha alma
PARA o inferno, Nem permitirás que o teu Santo veja a corrupção;
At 2:31 Nesta previsão, disse da ressurreição de Cristo, que a sua alma NÃO FOI DEIXADA
PARA o inferno, nem a sua carne viu a corrupção.

Esta passagem, em Atos, é uma referência à profecia messiânica do Salmo 16:10. Foi proferida em referência à "ressurreição" e não a qualquer sacrifício ou sofrimento. Na verdade, a alma de Jesus tinha que ir a algum lugar. No entanto, a ênfase, aqui, não é a de certos "Credo dos Apóstolos" campeões. A ênfase pertence ao corpo incorruptível e temporariamente sem alma de Jesus. Não diz que Jesus "FOI" para um inferno ardente. Isso não é dito aqui nem em qualquer outro lugar. Tal teoria deve ser assumida, interpretada, interpolada e lida [empurrada] para dentro destas passagens, mas não pode ser lida a partir delas. Isto [que está sendo profetizado] é a verdade da ressurreição e não a verdade redentora.

Os valentões briguentos [impositores] do Credo dos Apóstolos assumem que a única interpretação possível das palavras DEIXARÁS e FOI DEIXADA deve ser interpretada como PERMITIU PERMANECER [lá já estando]. Tal definição é legítima [é possível], mas não a única. Webster também traduz LEAVE (e seus particípios) como [ir para] ABANDONAR e [ir para] DEIXAR ESQUECIDO, definições que são consistentes com o Texto Autorizado em INGLÊS, bem como o GRÉGO e o Texto HEBRAICO. Foi prometido a Jesus o oposto do que a polícia do "Credo dos Apóstolos" dos protestantes insiste [em dizer]. Foi prometido a Jesus, tal como a Davi [Sl 16:10], não ser tomado e abandonado nem tomado e deixado esquecido em um inferno ardente, e também não ter sua carne sendo corrompida. Isto é o que foi dito que não aconteceria, ao invés de que isso aconteceria.

Quando [no passado] voamos da Califórnia para a Pensilvânia, a nossa bagagem não foi [tomada para ser] DEIXADA em Indiana; nunca esteve em Indiana, e nem nós nem o avião nunca pisamos em Indiana. Quando fomos ao zoológico, se tivéssemos prometido aos nossos netos que não iríamos abandoná-los nem deixá-los esquecidos na jaula do leão, eles nunca precisariam estar dentro da jaula do leão para tal promessa funcionar! Jesus nunca esteve em um inferno- ardente! No entanto, se o inferno- paraíso é o significado, [então isso] envolveu a porção- paraíso do inferno e não a parte de punição do inferno.



5. Será que Davi Foi a um Inferno E Foi Queimado?

10 Pois não DEIXARÁS a minha alma PARA o inferno, nem permitirás que o teu Santo veja corrupção. Salmo 16:10

Estudantes de profecia sabem que as profecias messiânicas também se aplicam às próprias experiências e / ou às expectativas do escritor. Muitas vezes, os escritores nem sequer sabem da natureza profética de suas próprias experiências ou escritos. Davi esperava que sua alma ("minha alma") fosse para um inferno- ardente, ou esperava que sua alma escapasse [depois de ali estar]? A primeira declaração de Davi é obviamente destinada a se aplicar a si mesmo e ao Messias. Ainda assim, mais significativo, a segunda declaração de Davi, formulada de forma diferente, não poderia ser aplicada a si mesmo e ao Messias. Ele diz, "nem permitirás que o teu Santo veja a corrupção". O corpo de Davi viu corrupção, mas o Santo, o corpo do Messias, não foi corrompido.



6. Onde foi Jesus depois que Ele morreu?

    Lc 23:43 E disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que HOJE estarás comigo no Paraíso. ACF2007
   
Mt 12:40 Pois, como Jonas esteve TRÊS DIAS E TRÊS NOITES no ventre da baleia, assim ESTARÁ o Filho do homem três dias e três noites NO SEIO DA TERRA. ACF2007
   
1Pe 3:17-20
 17 Porque melhor é que padeçais fazendo bem (se a vontade de Deus assim o quer), do que fazendo mal. 18 Porque também Cristo padeceu uma vez pelos pecados, o justo pelos injustos, para levar-nos a Deus; mortificado, na verdade, na carne, mas vivificado pelo Espírito; 19 No qual também foi, e pregou aos espíritos em PRISÃO; 20 Os quais noutro tempo foram rebeldes, quando a longanimidade de Deus esperava nos dias de Noé, enquanto se preparava a arca; na qual poucas (isto é, oito) almas se salvaram pela água; ACF2007
   
Mt 27:52 E abriram-se os sepulcros, e muitos corpos de santos que dormiam foram ressuscitados; ACF2007
   
Mt 27:53 E, saindo dos sepulcros, depois da ressurreição dele, entraram na cidade santa, e apareceram a muitos. ACF2007
   
Sl 68:18 Tu SUBISTE ao alto, levaste cativo o CATIVEIRO, recebeste dons para os homens, e até para os rebeldes, para que o SENHOR Deus habitasse entre eles. ACF2007
   
Ef 4:8-10
 8 Por isso diz: Subindo ao alto, levou cativo o cativeiro, E deu dons aos homens. 9 Ora, isto — ele subiu — que é, senão que também antes tinha DESCIDO às PARTES MAIS BAIXAS DA TERRA? 10 Aquele que desceu é também o mesmo que subiu acima de todos os céus, para cumprir todas as coisas. ACF2007
 
  Ef 4:8-10  8 Por causa disso Ele (Deus) diz: "Havendo ascendido ao alto, Ele (o Cristo) levou cativo [o] cativeiro, e deu dons  aos homens."  9 (Ora, isto, "Ele ascendeu", que é, senão que também Ele desceu, antes (disso), para dentro das partes mais baixas da terra? 10 Aquele havendo descido, o mesmo é também Aquele (, depois,) havendo ascendido muito acima de todos os céus, a fim de que tornasse- plenas  todas as coisas.)  LTT

Onde estava Jesus, [depois do morte e antes da a ressurreição? Ele não desceu para um inferno- ardente; Ele desceu para as PARTES INFERIORES DA TERRA. Ele não estava queimando! Ele estava pregando aos espíritos no seio de Abraão, ou aos espíritos perdidos [dirigindo sua voz] através do grande abismo, ou aos anjos que pecaram, ou a uma combinação de ambos ou de todos os três. Uma vez que há mais de um inferno, as Escrituras fazem uma distinção entre a prisão- paraíso de Abraão (que é chamado de cativeiro) e a prisão- tormento (o outro lado do grande golfo). Ou seja, um inferno- ardente (Lucas 16:24, 26).
Jesus tinha prometido ao ladrão que o tal iria para este paraíso temporário com Ele [Jesus] naquele mesmo dia. Depois, Jesus ressuscitou dentre os mortos e ressuscitou alguns dos habitantes do Seio de Abraão, a prisão- paraíso. Ele deu presentes aos homens, libertando-os de seu cativeiro temporário. O caminho para o Santíssimo estava agora aberto. O único sacrifício tinha sido feito. Agora, [ao morrerem] os santos redimidos podem ir diretamente para um paraíso celestial, ao invés do lugar do seio de Abraão, uma prisão- paraíso intermediária (eles foram libertados da prisão ou cativeiro para ir para a glória). Deixe que os [católicos e] protestantes mantenham o seu "credo dos apóstolos."




- Por Herb Evans

- Tradução por Valdenira N.M. Silva, 2017.


 





Só use as duas Bíblias traduzidas rigorosamente por equivalência formal a partir do Textus Receptus (que é a exata impressão das palavras perfeitamente inspiradas e preservadas por Deus), dignas herdeiras das KJB-1611, Almeida-1681, etc.: a ACF-2011 (Almeida Corrigida Fiel) e a LTT (Literal do Texto Tradicional), que v. pode ler e obter em http://BibliaLTT.org, com ou sem notas.



(Copie e distribua ampla mas gratuitamente, mantendo o nome do autor e pondo link para esta página de http://solascriptura-tt.org)




(retorne a http://solascriptura-tt.org/ SoteriologiaESantificacao/
retorne a http://solascriptura-tt.org/)