Por Que (Precavidamente) Ponderarmos Sobre o Calvinismo?




Hélio de Menezes Silva, abr. 2017,

(adaptação a partir de Kirby Hopper, http://kirbyhopper.com/the-monster-god-of-calvinism/ )



[Comecemos por refutar algumas calúnias de uns poucos calvinistas a nosso respeito:
nós cremos na soberania de Deus,
cremos na total pecaminosidade de todo ser humano,
cremos que Deus elege e predestina,
cremos que de Deus é toda a glória,
cremos que a salvação é somente pela graça através da fé e sem ajuda de obras, e
cremos na perseverança do Salvador em preservar o salvo.

O problema que calvinistas têm conosco é "somente" porque consideramos que os calvinistas dão a esses termos (acima) um viés/ interpretação/ torção que não vemos sustentado na Bíblia, e não achamos certo se alguns deles nos desprezam, agridem, perseguem e forçam somente porque não lhes seguimos no modo e grau que eles exigem (Mt 5:10-12). Hélio.]



    A mais mortal e medonhamente eficaz armadilha do calvinismo é seu apelo:

·             à VAIDADE e ORGULHO INTELECTUAL ("oh, como o total do calvinismo é tão maravilhosamente complexo!... Mas eu finalmente o entendi!!! Ah, tornei-me um gênio igual ao meu 'guru', como sou superior aos crentes comuns!") e

·             à VAIDADE e ORGULHO ESPIRITUAL ("oh, como me tornei humilde! Como sou espiritual! A prova é eu ficar tão feliz em engolir tudo dos calvinistas sem nenhum desejo de investigar mais na Bíblia!! Como sou superior aos crentes comuns!")

   
    - Primeiro somos intimidados, esmagados, deslumbrados, fascinados pelo que parece ser o ápice do eruditismo,
    - Depois somos cooptados, nos tornamos eruditólatras (adoradores da erudição e dos eruditos, morrendo de amores por eles, dando até a vida para os defender) [quando a nossa linda cadeia de raciocínio lógico colide de frente contra versos claros da Bíblia, distorcemos estes versos, para que não estraguem nossa linda lógica humana e as tenhamos de abandonar] ,
    - Depois o vírus inoculado nos domina,
. passamos a viver pronunciando, em suprema reverência, os nomes "ó, o SANTO Padre, Agostinho" e "ó, o SUMO-REVERENDÍSSIMO, Calvino",
. passamos a viver citando as Institutas e a Confissão de Westminster como se fossem a autoridade final em quase tudo,
. batistas começam a duvidar da incessante existência, desde o século 1, de igrejas de doutrina batista (não importam os nomes, ou não tendo nomes),
. batistas começam a se considerar herdeiros da Reforma (portanto, indiretamente, herdeiros dos católicos romanos),
. batistas começam a não exigir "rebatismo" (submersão) de cada crente que quer se tornar membro de suas igrejas mas foi apenas submetido ao erro da aspersão ou spray (ou foi batizado como criancinha),
. batistas começam a invejar o batismo infantil como forma de seus filhos confirmarem algum benefício quanto eleição e salvação,
. batistas começam a adotar a teologia do Pacto (a Igreja [universal e invisível- sobre- a- terra] tornando-se a substituição ou continuação de Israel),
etc,
    - Tornamo-nos papagaios incessantemente repetindo (papagaiando) as palavras que nos foram ensinadas pelos nossos "gurus" vivos ou mortos,
    - Finalmente, nos tornamos super- aguerridos (às vezes grosseiros ou causando mortais feridas) propagadores do calvinismo,
    - Nossa principal meta passando a ser querer debater e brigar sem parar com todo crente até alcançar o ponto de "convertê-lo" ao calvinismo,
    - E amargamente caluniando-o e separando-nos dele se não conseguirmos "convertê-lo".

[Hélio: Em toda minha vida de crente tenho respeitado e aprendido de muitos autores calvinistas "moderados", tenho recebido em casa, visitado, e tido bastante comunhão ou mesmo trabalhado juntamente com alguns deles. Mas, recentemente, para minha surpresa e tristeza, alguns (outros) calvinistas começaram a me atacar:
ir. HM seguidamente se recusou me receber em sua casa, ir.
BW e ir. J(SB) grosseiramente ofenderam o pastor de minha igreja,
pr. AJ me chamou de "inimigo da cruz de Cristo" (isso é o Diabo) e "maior inimigo nosso",
pr. RL me chamou de "aprendiz dos Testemunhas de Jeová",
pr. RR me chamar de "herege a ser expulso",
sra. CS me telefonou avisando que sua família resolvia tudo na bala, na faca e no tapa, e que só começaria a cogitar em me perdoar depois de ela já estar 10.000 anos no céu,
etc.]


    Milhares de milhares de crentes dos mais sinceros e estudiosos (todos os tipos de rebatizadores desde o século 1 até o 16, e, a partir daí, os Menonitas, Batistas Gerais, Batistas do Livre Arbítrio, Metodistas, Plymouth Brethren (Irmãos, Casa de Oração), Nazarenos, quase todas as vertentes Pentecostais, a maioria dos Batistas Independentes), têm, cada um, lido toda a Bíblia dezenas de vezes, ouvido milhares de sermões, lido centenas de livros doutrinários, ido a seminários e pregado em igrejas, tudo isso onde nem sequer se mencione os nomes Agostinho e calvinismo, e nunca conheci ou ouvi falar de um só crente que tenha se tornado calvinista sem que um calvinista o tenha ensinado, deslumbrado e contagiado. Desafio alguém me achar, em todo mundo atual, quem se tornou calvinista sem nunca, antes, ter tido contato com qualquer outro calvinista que o influenciou.
   
    Mas TODO calvinista que conheci e que veio de casa e igreja não calvinista, me diz mais ou menos assim:
   
"Hélio, eu era salvo, sincero, estudioso, pregava e ensinava durante anos, era maravilhosamente usado por Deus, ardente em evangelismo, mas hoje percebo que eu era completamente cego e burro tal como os crentes mais inferiores, não conseguia entender nada sobre a verdadeira doutrina da soberana graça de Deus, até que um dia conheci o mais genial e profundamente espiritual e santificado professor- de- seminário/ livro/ pastor/ igreja, e somente então enxerguei e mergulhei de todo coração no calvinismo, hoje tenho muita pena dos crentes inferiores que ainda não passaram para o vagão de primeira classe do cristianismo."
   
    A linha de raciocínio é a seguinte:
   
"Sim, reconheço que Deus diz algumas coisas difíceis de engolir. Mas as pessoas espirituais as engolem sem ter que procurar investigar. Se você não aceitar (sem investigar) as palavras de Deus que lhe são muito difíceis de entender, você será como a multidão que deixou Jesus depois que Ele lhes disse que deviam comer Sua carne e beber Seu sangue. Um crente espiritual, que ama a Deus com todo o seu coração e toda a sua mente, que ama a verdade e está disposta a ter o seu entendimento humano iluminado pelo Espírito Santo, aceitará o ensino bíblico, não importa o quão irracional, difícil e contraditório seja aceitá-lo."
   
    Eu respondo:
   
"Concordo 100%! O problema é que, primeiro, antes de tudo, devemos determinar o que é realmente, 100% bíblico e 0% humano. Para começo de conversa, uma doutrina que faz Deus ser um monstro arbitrário {NOTA *} e caprichoso {NOTA **}, ser um monstro mau e sádico, um monstro que tem PRAZER em criar para predestinar para o inferno e em efetivamente lançar no inferno, é uma doutrina contrária ao que a Bíblia ensina. Ao invés de nos sentirmos falsamente humildes e espirituais por aceitar uma doutrina que é, para dizer o mínimo, 'desconfortável', devemos realmente ser espirituais e examiná-la de perto e criticamente. Fazer menos que isso não é genuíno amor a Deus e à verdade."

NOTA *: "arbitrariamente" significa, nos dicionários: "de um modo que só depende da escolha ou da vontade, a qual não necessariamente segue uma lógica/ motivos/ propósitos/ critérios/ modos que realmente existam ou que tenham sido anunciados e que se possam perceber e entender. Ou é uma vontade que somente segue um motivo/ propósito primordialmente para seu próprio bem, ou prazer, ou glória."

NOTA **: "caprichosamente" significa, nos dicionários: "de um modo que só depende da vontade súbita, impensada e infundada, (certamente sem ter nenhuma lógica/ motivo/ propósito/ critério/ modo anunciados e que se possam perceber e entender)."



    Se você, mesmo não sendo calvinista, não vê absolutamente nenhum problema no calvinismo, e também não vê porque um crente deveria se incomodar com a teoria doutrinária que ensina que Deus, para o Seu "bom PRAZER", criou bilhões de pessoas inescapavelmente predestinadas para que sofram por toda a eternidade, então há um problema em você. Tudo o que posso lhe dizer é que não tenha medo de pensar sobre o assunto, examiná-lo, analisá-lo, confrontá-lo com a Bíblia. Deus honra o questionamento honesto, as perguntas e investigações sinceras. As pessoas espirituais não se deparam com questões difíceis e as varrem para debaixo do tapete e as apagam de suas mentes.
   
   

Hélio de Menezes Silva, abr. 2017,

adaptando a partir de Kirby Hopper

 



Só use as duas Bíblias traduzidas rigorosamente por equivalência formal a partir do Textus Receptus (que é a exata impressão das palavras perfeitamente inspiradas e preservadas por Deus), dignas herdeiras das KJB-1611, Almeida-1681, etc.: a ACF-2011 (Almeida Corrigida Fiel) e a LTT (Literal do Texto Tradicional), que v. pode ler e obter em http://BibliaLTT.org, com ou sem notas.



(Copie e distribua ampla mas gratuitamente, mantendo o nome do autor e pondo link para esta página de http://solascriptura-tt.org)




(retorne a http://solascriptura-tt.org/ SoteriologiaESantificacao/
retorne a http://solascriptura-tt.org/)