Lógica [aparentemente] Sadia Também Faz Ruir Teologias. Exemplo da Expiação Limitada


(por mais sadio que pareça um silogismo, se colidir de frente contra pelo menos 1 verso da Bíblia, tal silogismo é lixo podre, fiquemos com a Bíblia)



(o gêmeo deste artigo é "Lógica Podre Faz Ruir Teologias"

Hélio de Menezes Silva
, abr. 2017


(Pv 21:30 LTT) Não há sabedoria, nem inteligência [para entender], nem conselho contra o SENHOR.


Começo citando Arete, http://rti.myfineforum.org/archive/logical-arguments-for-the-doctrine-of-total-depravity__o_t__t_111.html


<< - Minha preferência é por uma clara exposição da Escritura em oposição a um argumento lógico vagamente baseado em silogismos.
- Minha preferência é por declarações [explícitas e] claras da Escritura em oposição a referências casuais [não muito explícitas nem totalmente claras; casos algo nebulosos onde, pelo menos aparentemente, há mais que uma interpretação legítima];.
- Minha preferência é elevar as Sagradas Escrituras acima das tentativas do homem de racionalizar a fé que nos foi dada, a qual [fé] eu acredito que ultrapassa a lógica.

"...
às coisas loucas deste mundo escolheu Deus, a fim de que Ele aos [homens] sábios envergonhe" [1Co 1:27] e temo que muitas vezes tentamos ser sábios em nossos próprios caminhos, em vez de nos [caminhos] de Deus, para que não pareçamos tolos aos homens.

Não tenho nada contra a lógica ou a racionalidade - especialmente porque Deus é racional. Eu estava apenas preocupado que alguém poderia colocar a razão do homem em uma posição que compete para a Supremacia de Deus e de Suas Escrituras
.>>  


Eu, Hélio, no artigo "Lógica Podre Faz Ruir Teologias", já mencionei que, desde muitos séculos atrás, há livros e livros com mais de 300 técnicas para velhacamente se enganar e mortalmente convencer do erro, usando falácias, que são argumentos lógicos que não seguem as regras de inferência de nenhum [comprovadamente] sadio sistema formal de Lógica, podendo levar a conclusões mortalmente falsas. Lá, também já demonstrei quanto e como essas nauseantes técnicas de enganação que são usadas pelo Padre Agostinho, Padre Aquino, Calvino educado por católicos, etc., e seus seguidores.

Agora, vamos ver que mesmo qualquer silogismo (as sequências de dedução lógica) que, após exame de 5 minutos, pareça ser lógica sadia (sadia de acordo com os homens) e obedecer ao mais [comprovadamente] sadio sistema formal de lógica,
se tal silogismo colidir de frente contra pelo menos 1 verso da Bíblia que seja claro, explícito, não discutido pelos fieis crentes literalistas, então tal silogismo não é nada mais que LIXO PODRE, não lhe devemos dar a menor atenção, atiremo-lo no lixo que é o único lugar que merece, permaneçamos com a Bíblia e tudo que ela diz em versos claros, explícitos, não discutidos pelos fieis crentes literalistas.
É muito, muito provável que um esforçado estudo de 5 dias nos mostre que a lógica humana NÃO foi sadia, descobriremos uma falha nela.
Mesmo se não encontrarmos, queremos ficar com a Lógica ESPIRITUAL (aquela que se harmoniza com toda a Bíblia, ao invés de se alinhar com Aristóteles mas colidir contra o que a Bíblia diz explícita e claramente em ao menos 1 verso, literal e corretamente interpretado no seu contexto) acima da Lógica Humanamente Sadia.

Exemplo quanto à falsa prova da Expiação Limitada, dos Calvinistas


Calvino: "Quando parece que a doutrina da salvação é oferecida a todos [os homens] para o efetivo benefício de todos eles, essa é uma PROSTITUIÇÃO CORRUPTA daquela [salvação] que é declarada ser reservada particularmente [isto é, exclusivamente] aos filhos da igreja" (Institutas, Livro III, capítulo 22).

https://pt.wikipedia.org/wiki/Cinco_pontos_do_calvinismo :"Expiação particular (ou Expiação Limitada): também chamada de "Redenção Particular" ou "Redenção Definida", significa a doutrina segundo a qual a obra redentora de Cristo foi apenas visando a salvação daqueles que têm sido alvo da graça da salvação. A eficácia salvífica do Cristo redentor, então, não é "universal" ou "potencialmente eficaz" para quem iria recebê-Lo, mas especificamente designada para consolidar a salvação daqueles a quem Deus Pai escolheu desde antes da fundação do mundo. Os calvinistas não acreditam que a expiação é limitada em seu valor ou poder (SE Deus o Pai quisesse, teria salvo todos os seres humanos sem excepção), mas sim que a expiação é limitada na medida em que foi destinada para alguns e não para todos."

Louis Berkhof: "A posição Reformada é que Cristo morreu com o propósito de realmente e seguramente salvar os eleitos e SOMENTE OS ELEITOS. Isto é equivalente a dizer que Ele morreu com o propósito de salvar SOMENTE aqueles a quem Ele realmente aplica os benefícios de Sua obra redentora.". Systematic Theology, chapter "Doctrine of The Person and Work of Christ", p. 394 no ano de 1996.

Talvez o mais famoso e clássico livro (longo) defendendo a doutrina da Expiação Limitada é The Death of Death in the Death of Christ ("A Morte da Morte na Morte de Cristo"), a obra prima de John Owen. Seu argumento pode ser assim resumido:


Proposição 1: O Pai impôs Sua ira que é devida a todo pecador, e o Filho sofreu punição em benefício e em lugar de exatamente uma das seguintes 3 coisas:
1.1. em benefício e em lugar de       Todos os pecados de todos os homens.
1.2. em benefício e em lugar de       Todos os pecados de apenas alguns homens, ou
1.3. em benefício e em lugar de       Alguns dos pecados de todos os homens.

Proposição 2: (1.3) é falsa pois, se fosse verdadeira, então todos os homens, ao morrerem, ainda teriam alguns pecados para responder, e assim, nenhum homem seria salvo, o que é óbvia e biblicamente falso (Abraão. Moisés, o ladrão na cruz, Estevão, Paulo, são exemplos de homens salvos, que sairam desta vida para o ceu. Há muitos milhões de pessoas salvas.)
Proposição 3: (1.1) é falsa. Pergunta "A incredulidade é pecado?" Resposta "Sim." Pergunta "Então, por que alguém deveria ser punido por não crer, se Cristo morreu por todos os pecados, incluindo a descrença? Os descrentes também não deveriam ser considerados salvos [isto é universalismo, rejeitado por todos crentes conservadores]? Senão, então, se Cristo morreu por todos os pecados e há pessoas pelas quais Ele morreu mas que estão perdidas, então seus pecados (incluindo a descrença) estão sendo punidos duas vezes (Cristo foi morto por causa dos pecados de Zé, e Zé foi lançado no inferno por causa desses mesmos pecados) , o que é injusto [isto seria duplo pagamento, rejeitado por todos crentes conservadores.]" Como 1.1 só leva a absurdos, é falsa."

Conclusão: uma das 3 opções (1.1, 1.2, 1.3) tendo que ser verdadeira, e (1.1 e 1.3) sendo falsas, então (1.2) está provada, isto é, "
Cristo sofreu e morreu em benefício e lugar de todos os pecados de apenas alguns homens".


Mas nosso espírito objeta:

Em primeiro lugar,
mesmo se esta cadeia de deduções lógicas estivesse impecavelmente correta pela mais sadia lógica humana (e não está, como veremos depois), a conclusão calvinista é abalroada de frente, catastroficamente choca-se de frente contra versículos da Bíblia que clara, explícita, incontornavelmente nos garantem que a expiação/ propriciação feita por Cristo, vertendo todo Seu sangue na cruz do Calvário, foi em benefício e em lugar de TODOS os homens. (Por agora isto é o que importa, depois, noutros locais, você poderá ver que a expiação/propriciação foi apenas POTENCIALMENTE feita em lugar de todos os homens, e EFICAZMENTE foi feita somente em lugar de todos que Deus anteviu que creriam):

    *** Is 53:6 TODOS nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu próprio caminho; mas o SENHOR fez cair sobre Ele a iniquidade de nós TODOS.
A morte de Cristo foi em lugar e para salvação de TODOS os homens sem exceção, de toda a terra em todos os séculos, não só em lugar dos eleitos. Salvação é disponível e oferecida a todos, quando Deus chama a todos (da forma progressiva que já vimos), embora somente uns poucos escolham crer e receber. A lógica aristotélica, ainda mais baseada em falsas premissas, não pode anular claras declarações de Deus na Sua Palavra.

   
1Tm 4:10 Porque, para isto , tanto estamos trabalhando como somos injuriados, pois temos esperado (apoiados) sobre [o] Deus [que está] vivendo, o Qual é [o] Preservador de TODOS [os] homens, principalmente d[os] crentes.  
Mesmo comentário.

   *** 1Jo 2:2 E *Ele próprio* [a] propiciação é concernente aos nossos pecados, e não somente concernente aos nossos (pecados), mas também concernente aos (pecados) do INTEIRO MUNDO.
Mesmo comentário.

    *** Hb 2:9 Aquele (Jesus), porém, ([por] um certo pouco (tempo)) menor  do que [os] anjos (dantes) tendo sido feito... (Agora) vemos Jesus, em razão do sofrimento d[a Sua] morte, com glória e com honra havendo sido coroado. De modo que Ele, pel[a] graça de Deus, para- benefício- e- em- lugar- de TODOS [os homens], provasse [a] morte.  
Mesmo comentário.

    *** 1Tm 2:4 O Qual deseja TODOS [os] homens ser[em] salvos e, para dentro do pleno- conhecimento d[a] verdade, vir[em].
Mesmo comentário.


Em segundo lugar,
o raciocínio de Owen é falacioso (Vou adaptar e resumir de https://leesomniac.wordpress.com/2015/01/29/evaluating-john-owens-trilemma-and-double-payment-argument-for-limited-atonement/ ):
- Logo na partida, na realidade, as 3 opções 1.1, 1.2 e 1.3 não formam um trilema, pois não são exaustivas, uma vez que faltou a 4ª opção lógica que é "o Filho sofreu punição em benefício e em lugar de alguns dos pecados de alguns homens". Mas, de qualquer maneira, isso é exatamente uma escolha que todo crente conservador nem mesmo cogitaria, ou facilmente refutaria quem a propusesse.
- Owen afirma que é injusto que Deus esteja irado com os pecados que foram pagos por Jesus, portanto os incrédulos não podem estar entre aqueles pelos quais Cristo morreu.
Pergunto "Quando alguém é salvo?" Calvinistas terão que dizer que é quando ele é regenerado e expressa fé. Afinal, a Escritura deixa claro que até mesmo os crentes estavam sob a ira de Deus até o momento de serem salvos (Ef 2:1-3
 1E [Ele] a *vós* [vivificou] , estando [vós] mortos nas ofensas e nos pecados  2Em que, em tempos passados, andastes segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe da potestadE do ar, o espírito que agora [está] efetivamente- operando nos filhos da desobediência, .  3Entre os quais também, *nós* todos, em tempos passados mantivemos- conversação- e- maneira- de- viver  nos desejos da nossa carne, fazendo os desejos da carne e dos pensamentos; e éramos, por natureza, filhos d[a] ira, como também os demais [homens].).
Pergunto "Por que a ira de Deus está sobre aqueles por quem Jesus morreu em algum momento, se é, em princípio, injusto que a ira de Deus esteja sobre os pecados que foram pagos?" Calvinistas têm que responder que estes que ainda vão ser salvos mas ainda não o foram, sempre foram justificados, pois mesmo em sua incredulidade antes da conversão eles foram perdoados na cruz. Mas essa conversa de justificação desde a eternidade não é um conceito bíblico. Se os calvinistas dizem que, sim, a ira de Deus está sobre todos os pecadores somente até a conversão, então isso não é muito diferente do que um não-calvinista diz, então isso torna o argumento do duplo pagamento um problema para os calvinistas também.
- Alguns calvinistas acham que apelar para a ordem lógica dos decretos de Deus resolve esse problema. Basicamente, eles argumentam que está perfeitamente bem dentro do Calvinismo ver a ira de Deus sobre os próprios eleitos antes da conversão, porque, mesmo que Deus os elegeu antes da criação, Ele também escolheu o tempo e os meios pelos quais eles seriam salvos. Esta resposta, no entanto, completamente erra o alvo. É irrelevante que o calvinismo, em termos gerais, possa explicar o intervalo de tempo entre eleição e salvação; o problema surge devido a esse argumento de pagamento duplo específico que muitos calvinistas seguindo Owen usaram. Se o argumento do duplo pagamento for verdadeiro, então esse intervalo de tempo em que a ira de Deus está sobre os eleitos torna-se um problema para os calvinistas também, independentemente se ele também foi planejado por Deus.
...
-
Um problema básico do calvinismo e de Owem é uma visão comercialista da expiação/propriciação: esta é uma presunção que até tem sido criticada por outros calvinistas porque não interpreta a imputação. O que é fundamental para os defensores do duplo pagamento é que eles concebem pecados específicos aplicados especificamente a Jesus de forma estritamente quantitativa ou numérica.
O erro aqui talvez seja melhor visto discutindo a imputação da justiça. Como o Dr. David Allen aponta, a imputação [sobre o crente] da justiça de Cristo não significa que todos os atos particulares de justiça de Cristo são imputados ao crente. Mesmo muitos calvinistas não vêem que a imputação foi dessa maneira. Ao invés disso, o que é imputado aos crentes é a qualidade ou o caráter da justiça de Cristo que viveu uma vida moral perfeita. Da mesma forma, o que é [do homem pecador e foi] imputado sobre Cristo não foi um monte de atos de pecado específicos, mas "o meu pecado [singular]" [isto é, a minha qualidade de pecador, a minha natureza pecaminosa], o pecado e a penalidade legal que vem com isso. De fato, sendo o Filho de Deus, o pagamento dado por Cristo é de tal valor infinito que excede em valor o pagamento que todos os pecados específicos do homem exigem. Exigir a equivalência exata não é apenas desnecessário, tal equivalência exata poderia diminuir o valor intrínseco infinito do sacrifício do Filho de Deus.
- Quando a imputação é devidamente compreendida, não há então nenhum problema em distinguir entre a provisão da obra de Cristo na cruz e a aplicação mais restrita dela que é baseada na fé. Cristo foi tratado como se fosse um pecador e pagou a pena legal por isso, mas o fez com a condição de que tal pagamento infinito seja aplicado às pessoas. Se tal pagamento for rejeitado, não há nada de injusto sobre essa pessoa pagar sua própria pena porque a condição de aplicação não foi cumprida.

Em quarto lugar, o maior nome do calvinismo, Calvino (claro), embora às vezes fosse contraditório, outras vezes pareceu ser muito contrário à doutrina da Expiação Limitada:

"Além disso, oferecemos as nossas orações a Ti, Ó Deus misericordioso e Pai misericordioso, em favor de todos os homens em geral, para que, como Te agrada ser reconhecido [como] o Salvador de toda a raça humana pela redenção realizada por Jesus Cristo, Teu Filho, assim, aqueles que ainda são estranhos ao conhecimento dEle, e imersos na escuridão e mantidos cativos pela ignorância e pelo erro, possam, por Teu Santo Espírito, brilhar sobre eles, e pelo Teu evangelho soar em seus ouvidos, ser trazidos de volta ao correto caminho da salvação, que consiste em conhecer a Ti, o verdadeiro Deus , e a Jesus Cristo, a Quem enviaste ..."    (Calvino, Forms of Prayer for the Church, Tracts, Vol. ii, p. 102.)

"E, na verdade, nosso Senhor Jesus foi oferecido a TODO O MUNDO ... Nosso Senhor Jesus sofreu por TODOS e não há nem grande nem pequeno que não seja inexcusável hoje, pois [todos] podemos obter a salvação nEle. Os incrédulos que se afastam dEle e que se privam dEle pela sua malícia são hoje duplamente culpados. Porque como vão eles desculpar sua ingratidão em não receber a bênção em que poderiam compartilhar pela fé? E vamos perceber que se nós vamos nos reunir ao nosso Senhor Jesus Cristo, nós não impediremos uns aos outros e impediremos que Ele seja suficiente para cada um de nós ... Não temamos ir a Ele em grande número, e cada um de nós traga seus vizinhos, visto que Ele é suficiente para nos salvar a todos ". Naturalmente, na teologia mais ampla de Calvino, o incrédulo deixado a si mesmo não confiará em Cristo por sua própria vontade (daí a necessidade da eleição incondicional e do trabalho soberano de Deus).

"Mas somente aqueles a quem Ele iluminou fazem isto, e ele ilumina aqueles a quem predestinou para a salvação" Calvino, Sermons on Isaiah’s Prophecy of the Death and Passion of Christ, Sermon 7, Isa., 53:12, p. 136, 141-4. [Aqui, Hélio acha Calvino contraditório. Mas pelo menos uma parte dele e de suas palavras parecem ter sido contra a expiação limitada]

Calvino: "
Cristo sofreu pelos pecados do inteiro o mundo, e, na bondade de Deus, é oferecido a todos os homens sem distinção, havendo Seu sangue sido derramado não apenas por parte do mundo, mas por TODA a raça humana." (citado em http://www.4himnet.com/bnyberg/tulip.html e em http://www.middletownbiblechurch.org/doctrine/4whom21.htm (em pedaços separados))

"Nosso Senhor fez eficaz para [o ladrão perdoado] Sua morte e paixão que Ele sofreu e suportou em favor de TODA a humanidade". (Calvino Sermons on Christ's Passion, pp. 151)

"Cristo foi assim ordenado ser o Salvador de TODO o mundo, para salvar aqueles que lhe foram dados pelo Pai para fora do mundo inteiro, para que Ele possa ser a vida eterna daqueles de quem Ele é a Cabeça." A Treatise on the Eternal Predestination of God (translated by H. Cole), in Calvin’s Calvinism (1927) p. 94.


Em quinto lugar, o maior "inspirador quase adorado", aquele que foi imitado, copiado, citado milhares de vezes, citado quase 3 vezes em média em todos os livros de Calvino", isto é, o Padre católico Agostinho, o grande pai das maiores heresias do catolicismo, embora às vezes fosse contraditório, outras vezes pareceu ser muito contrário à doutrina da Expiação Limitada:

- Agostinho, Exposição do Salmo 95: "O Redentor veio e pagou o preço, derramou Seu sangue, e comprou o MUNDO. Você pergunta o que Ele comprou? Veja o que Ele pagou, e encontre o que Ele comprou. O sangue de Cristo é o preço: O que é de tão grande valor? O que, senão o MUNDO inteiro? O que, senão todas as NAÇÕES? "
- Agostinho, tratado 92, sobre o Evangelho de João: "O sangue de Cristo foi derramado para a remissão de TODOS os pecados."


Conclusão


Não importa quão lindo e lógico pareça um silogismo dedutivo baseado na lógica do perdido pagão Aristóteles, se tal silogismo for 1mm contra a metade de uma letra de um único verso da Bíblia, atiremo-lo no lixo.

Permaneçamos com tudo que a Bíblia ensina em pelo menos um verso claro e explícito, literalmente interpretado dentro do seu contexto.


Aplicação


Contrário a todas as letras TULIP, e destruindo-as todas, a minha Bíblia, em muitos versos claros e explícitos claramente me ensina que:

* Deus AMOU a (e deu Seu Filho Unigênito por) TODOS os homens, sem exceção Jo 3:16
    Porque de tal maneira amou Deus ao mundo que ao Seu Filho, o [Seu] unigênito , deu, a fim de que todo aquele (homem) [que está] crendo  para dentro dEle (o Filho) não se faça perecer, mas tenha [a] vida eterna.

* Deus CHAMA a TODOS os homens, sem exceção Pv 8:4; 1:24-26; Is 1:18; 55:6,1; Mc 16:15; 1:15; Atos 17:30; Ap 22:17.

    Pv 8:4 A vós outros, ó homens, CLAMO; e a minha voz [se dirige] aos filhos dos homens.
    Pv 1:24-26
 24 Entretanto, porque eu CLAMEI e RECUSASTES; e ESTENDI A MINHA MÃO [e] não houve quem desse atenção, 25 Antes rejeitastes todo o meu conselho, e não quisestes a minha repreensão, 26 Também [de minha parte] eu me rirei na vossa perdição [e] zombarei, em vindo o vosso temor.
    Is 1:18
VINDE agora, e arrazoemos juntos, diz o SENHOR: ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão tão brancos como a neve; ainda que sejam vermelhos como o carmesim, se tornarão como a [branca].
    Is 55:6
BUSCAI ao SENHOR enquanto Ele [ainda] pode ser achado, invocai-O enquanto Ele [ainda está] perto.
    Is 55:1
"Ó vós, TODOS os que tendes sede, VINDE às águas, e vós, [todos] que não tendes dinheiro, VINDE, comprai, e comei; sim, vinde, comprai, sem dinheiro e sem preço, suco de uva  e leite.  
    Mc 16:15
E Ele lhes disse: "Havendo vós ido  para dentro de todo o mundo, pregai o evangelho (as boas novas) a toda a criatura.  
    Mc 1:15
E dizendo: "Tem sido cumprido o tempo, e tem chegado vizinho  o reinar de Deus. ARREPENDEI-vos, e crede no evangelho (as boas novas)."  
    At 17:30
Portanto, em verdade, havendo Deus não levado em conta os tempos desta # [nossa] ignorância, agora Ele ordena a todos os homens, em todo o lugar, se arrepender[em]; # KJB.
    Ap 22:17
E o Espírito (Santo) e a noiva (Me) dizem: 'VEM Tu !' E aquele [que O está] ouvindo, que diga: 'VEM Tu !' E aquele [que está] tendo sede, VENHA ele; e [todo] aquele [que está] querendo, RECEBA ele a água d[a] vida, de graça.  
(Deus chama através da criação Rm 1:20, consciência Rm 2:14,15, Palavra Rm 10:17, outros crentes Mt 22:9s; At 8:31; Rm 10:14+, e Espírito Santo Jo 16:8).


* TODO o homem (ao ouvir a Palavra e ser chamado por Deus) é por Ele HABILITADO para entender e escolher (ou não) CRER e receber Cristo Is 1:18; Dt 30:19; Js 24:15.


    Is 1:18 VINDE agora, e ARRAZOEMOS juntos, diz o SENHOR: ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão tão brancos como a neve; ainda que sejam vermelhos como o carmesim, se tornarão como a [branca] lã.
    Dt 30:19 O céu e a terra tomo hoje por testemunhas contra vós outros, [de que] tenho colocado diante de ti a vida e a morte, a bênção e a maldição; ESCOLHE pois a vida, para que vivas, tu e a tua semente,
    Js 24:15 Porém, se vos parece mal [aos vossos olhos] servir ao SENHOR, ESCOLHEI hoje a quem sirvais; se aos deuses a quem serviram vossos pais, que [estavam] além do rio, ou aos deuses dos amorreus, em cuja terra habitais; porém eu e a minha casa serviremos ao SENHOR.

* Salvação depende apenas de CRER. Nem 1mm a mais, nem a menos. At 16:31; 1Co 1:21; Ef 2:8.

    At 16:31 E eles disseram: "Crê tu (apoiado) sobre o Senhor Jesus Cristo, e tu serás salvo. Semelhantemente, [creia] a tua família[, e será salva]".
    1Co 1:21 Porque, uma vez que, na sabedoria de Deus, não conheceu o mundo a Deus através da sabedoria (do mundo), agradou a Deus salvar, através da loucura da pregação, aqueles [que estão] crendo .  
    Ef 2:8 (Porque por- operação- da graça (de Deus) sois [aqueles] (já) tendo sido salvos, por meio da fé). E isto não [é] proveniente- de- dentro- de vós mesmos, [é] dom de Deus,

* A GRAÇA é RESISTÍVEL Pv 1:24-26; Jo 5:39-40; Mt 23:37.

    Pv 1:24-26  24 Entretanto, porque eu clamei e recusastes; e estendi a minha mão [e] não houve quem desse atenção, 25 Antes rejeitastes todo o meu conselho, e não quisestes a minha repreensão, 26 Também [de minha parte] eu me rirei na vossa perdição [e] zombarei, em vindo o vosso temor.
    Jo 5:39-40
 39 Examinai  vós as Escrituras, porque vós supondes nelas ter [a] vida eterna, e são elas que [estão] testificando concernente a Mim;  40 E não quereis vir a Mim a fim de que [a] vida tenhais!
    Mt 23:37
Jerusalém, Jerusalém, a (cidade) [que está] matando os profetas, e matando- por- apedrejamento aqueles tendo sido enviados até ti ! Quantas vezes quis Eu ajuntar os teus filhos, como uma galinha ajunta os pintinhos dela debaixo das asas [dela], e vós não quisestes!  
   

* A salvação final de quem creu não vem da PERSEVERANÇA dada a (e demonstrada por) ele, mas é PRESERVAÇÃO por ação da fidelidade de DEUS (mesmo que o crente morra em falha e pecado) Jo 3:18; 10:28-29; Rm 8:28-30,35,38-39; 1Co 5:3-5; Ef 4:30.

    Jo 3:18 Aquele [que está] crendo  para dentro dEle (o Filho) não é condenado; aquele, porém, [que] não [está] crendo [para dentro dEle] (o Filho) já tem sido condenado, porquanto não tem crido para dentro de o nome de o unigênito  Filho de Deus.  
    Jo 10:28-29
 28 E [a] vida eterna Eu lhes dou; e que, para o sempre, de modo nenhum pereçam, e ninguém as arrebatará para- fora- da Minha mão. 29 O Meu Pai, que [as] tem dado a Mim, maior do que todos é, e ninguém pode arrebatá-[las] para- fora- da mão do Meu Pai.
    Rm 8:28-30
 28 [Bem] temos sabido, porém, que, para aqueles [que estão] amando a Deus, todas as coisas co- operam- juntamente  para [o] bem, para aqueles que [estão] sendo chamados- convidados segundo [o] propósito [dEle] (Deus).  29 Porque, aos [homens] a quem Ele (o Deus) pré-conheceu , também os predeterminou- quanto- fronteiras (do lote eterno) [para serem] conformados à apresentação- físico- corporal de o Seu Filho, a fim de ser Este (o Seu Filho) [o] primeiro- nascido entre muitos irmãos.  30 E, aos [homens] a quem Ele (o Deus) predeterminou- quanto- fronteiras (do lote eterno), a estes também chamou; e aos que chamou, a estes também declarou justos; e aos que declarou justos, a estes também glorificou.  
    Rm 8:35
Quem nos separará para- longe- do amor de o Cristo (a nós)? [A] tribulação, ou [a] angústia, ou [a] perseguição, ou [a] fome, ou [a] nudez, ou [o] perigo, ou [a] espada?
    Rm 8:38-39
 38 Porque tenho sido persuadido de que: nem [a] morte, nem [a] vida, nem [os] anjos, nem [os] principados, nem [as] potestades, nem as coisas tendo- estado- presentes, nem as coisas estando por vir, 39 Nem [a] altura, nem [a] profundidade, nem qualquer outra criatura, poderÁ nos separar para- longe- do amor de Deus (a nós), o qual (amor de Deus) [está] em Cristo Jesus, o Senhor nosso.  
    1Co 5:3-5
 3 Porque *eu*, em verdade, ainda que estando ausente no corpo mas estando presente no espírito, já tenho julgado- determinado, como se estando [eu] presente, que aquele [varão] assim havendo perpetrado isto, 4 Em o nome de o nosso Senhor Jesus Cristo havendo sido juntamente reunidos vós e o meu espírito com o poder de o nosso Senhor Jesus Cristo, 5 Abandonar[mos] o tal a Satanás, para dentro da destruição da carne, para- o- resultado- de o espírito vir a ser preservado dentro do dia de o Senhor Jesus.
    Ef 4:30
E não entristeçais o Espírito Santo de Deus, dentro de Quem (dentro de o Espírito Santo) vós fostes selados para [o] dia d[a] redenção.

* Qualquer pessoa pode


- tornar-se um recipiente de misericórdia de Deus (Rm 9:23)
    A fim de que também desse Ele a conhecer a riqueza da Sua glória sobre [os] vasos de misericórdia (aqueles que Ele [] de- antemão- preparou  para dentro da glória (eterna))?

- ser uma das ovelhas de Cristo (João 10: 9)
    EU* SOU a Porta; se qualquer homem entrar através de Mim, será salvo; e entrará, e sairá, e pastagem achará.

- ser um dos doados pelo Pai, ao Filho (João 6:37)
    Tudo aquilo que Me dá  o Pai, até Mim virá; e que (todo) aquele (homem) que [está] vindo até Mim, de maneira nenhuma Eu o lance fora,

- ser um daqueles que crerão nEle (João 17:20)
    (E não rogo concernente a estes somente, mas também concernente àqueles que, através da palavra deles, crerão para dentro de Mim);

- E, gloriosamente verdadeiro, ser um dos eleitos de Deus (Tito 1:1)
    Paulo, um escravo de Deus e um apóstolo de Jesus Cristo conforme [a] fé d[os] eleitos de Deus e [conforme] [o] pleno- conhecimento de [a] Verdade que [é] segundo [a] dedicação- no- seguir- a- Deus,






Hélio de Menezes Silva, abr. 2017.



Só use as duas Bíblias traduzidas rigorosamente por equivalência formal a partir do Textus Receptus (que é a exata impressão das palavras perfeitamente inspiradas e preservadas por Deus), dignas herdeiras das KJB-1611, Almeida-1681, etc.: a ACF-2011 (Almeida Corrigida Fiel) e a LTT (Literal do Texto Tradicional), que v. pode ler e obter em http://BibliaLTT.org, com ou sem notas.



(Copie e distribua ampla mas gratuitamente, mantendo o nome do autor e pondo link para esta página de http://solascriptura-tt.org)




(retorne a http://solascriptura-tt.org/ SoteriologiaESantificacao/
retorne a http://solascriptura-tt.org/)