Como Conciliar Que NENHUM Perdido PODE Escolher, Decidir, Crer e Receber,

Mas Deus EXIGE Que Faça Tudo Isso?





RESPOSTA por Hélio de Menezes Silva, 2017:

0) Tudo que a Bíblia DIZ [literal, clara, indiscutível e explicitamente], temos que contente e humildemente aceitar 100%

1) Rm 3:10-12 ensina que nenhum, nem sequer um homem, é justo, entende, busca a Deus, etc. Digamos Amém!
    Rm 3 10 Como está escrito: Não há UM justo, nem UM sequer.    Rm 3 11 Não há NINGUÉM que entenda; Não há NINGUÉM que busque a Deus.    Rm 3 12 TODOS se extraviaram, e juntamente se fizeram inúteis. Não há QUEM faça o bem, não há nem UM só.

2) Mt 22:9; Is 1:18; Dt 30:19; Js 24:15 ensinam que Deus convida o homem  a vir a Ele, a argui-lo pedindo explicações e razões (visando entendê-las) e ordena ao homem escolher aceitar ou não. Digamos Amém! Deus fez, faz e sempre fará tudo isto.
    Mt 22:9  Ide, pois, às saídas dos caminhos, e CONVIDAI para as bodas a TODOS os que encontrardes.
    Is 1:18 Vinde então, e ARGÜI-ME, diz o SENHOR: ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que sejam vermelhos como o carmesim, se tornarão como a [branca] lã.
Amoroso e sincero convite do Deus que não é hipócrita nem zombador nem mentiroso. Convite a todos! Portanto, sem ninguém poder contestar, todos devem ter capacidade para aceitar ou recusar.

    Dt 30:19 Os céus e a terra tomo hoje por testemunhas contra vós, de [que] te tenho proposto a vida e a morte, a bênção e a maldição; ESCOLHE pois a vida, para que vivas, tu e a tua descendência,
Amoroso e sincero convite do Deus que não é hipócrita nem zombador nem mentiroso. Convite a todos! Portanto, sem ninguém poder contestar, todos devem ter capacidade para aceitar ou recusar.

    Js 24:15 Porém, se vos parece mal [aos vossos olhos] servir ao SENHOR, ESCOLHEI hoje a quem sirvais; se aos deuses a quem serviram vossos pais, que [estavam] além do rio, ou aos deuses dos amorreus, em cuja terra habitais; porém eu e a minha casa serviremos ao SENHOR.


Como conciliar esses dois fatos acima?? Como é possível que o homem não possa entender, buscar, querer, crer, mas, ao mesmo tempo o Deus de amor o convide a vir a Ele e a argui-lo pedindo explicações visando entendê-las, e Deus o ordena escolher aceitar ou não??  Deus é sincero, tudo que diz é verdade, e é amor, portanto nunca convidaria o homem a fazer o que lhe é totalmente impossível (seria inimaginável crueldade, sadismo, eu ver um homem caído num estreito e profundo poço, se afogando, e zombeteiramente CONVIDA-lo "cara, é simples, bata suas asas e voe para cima e ganhe os céus." Ou ver um paralítico caído dentro de um incêndio florestal se aproximando, e com escárnio dizer-lhe "cara, é simples, ESCOLHA se quer usar seus pés e correr para fora do incêndio, ou se prefere morrer nele")



A solução, a única que pode ser encontrada, é que

(1, acima) é totalmente verdade, mas com uma limitação de significado, adicionando-se a condição "quando o homem está sozinho e somente com suas próprias forças". Reescrevamos tudo:
"Quando o homem está sozinho e somente com suas próprias forças, então nenhum, nem sequer um homem, é justo, entende, busca a Deus, etc."

(1') Quando Deus chama o homem, Deus temporariamente o capacita ao que jamais ele poderia fazer por si só, então, naquele momento enquanto o homem está sendo chamado por Deus, ele tem a VONTADE TEMPORARIAMENTE HABILITADA por Deus e pode ouvir o chamado e decidir crer ou não crer.
(E Deus chama todo homem, em etapas sequenciais, em cada uma temporariamente lhe dando a necessária capacidade para escolher responder como agrada a Deus, ou recusar. Primeiramente Deus chama através da consciência do homem e/ ou da natureza; se o homem respondeu adequadamente, então, em segundo lugar, Deus temporariamente o capacita a escolher responder como agrada a Deus, ou recusar, e o chama através da Palavra.)


(2, acima) é totalmente verdade, mas com uma explicação adicionada. Reescrevamos tudo:
Mt 22:9; Is 1:18; Dt 30:19; Js 24:15 ensinam que Deus convida todo o homem  a vir a Ele, a arguí-Lo pedindo explicações e razões (visando entendê-las) e Deus ordena ao homem escolher aceitar ou não. Digamos Amém! Deus fez, faz e sempre fará tudo isto. Mas, como Deus é sincero no Seu convite, então, naquele momento da chamada, Deus temporariamente deu ao homem a capacidade de entender e de decidir crer ou não, de aceitar ou não o convite, e de obedecer ou não à ordem.



Note que, na salvação de cada e todo homem, toda iniciativa e glória pertencem a Deus e somente a Deus.
Note que fé não é obra, pois Ef 2:8-9 e outros versos contrastam fé contra a obras, portanto elas são diferentes, se é que não são opostas.
Ademais, crer e receber não são obra nem merecimento nenhum, nem glória nenhuma, do mesmo modo que, se eu fizer uma vergonhosa estupidez e estiver com todos os ossos quebrados e a 1 minuto de entrar em coma no meio de um incêndio, então um bombeiro, com grande risco para sua vida, me estender a mão salvadora, eu não recusá-la, aceitá-la, me deixar ser levado por ele, que mérito ou glória terei eu? Ele foi o único herói, não o estúpido e insignificante Hélio! Eu não mereço absolutamente nenhuma honra nem glória! Toda a iniciativa e honra e glória são dele, somente dele.




Hélio de Menezes Silva, 2017:



Só use as duas Bíblias traduzidas rigorosamente por equivalência formal a partir do Textus Receptus (que é a exata impressão das palavras perfeitamente inspiradas e preservadas por Deus), dignas herdeiras das KJB-1611, Almeida-1681, etc.: a ACF-2011 (Almeida Corrigida Fiel) e a LTT (Literal do Texto Tradicional), que v. pode ler e obter em http://BibliaLTT.org, com ou sem notas.



(Copie e distribua ampla mas gratuitamente, mantendo o nome do autor e pondo link para esta página de http://solascriptura-tt.org)




(retorne a http://solascriptura-tt.org/ SoteriologiaESantificacao/
retorne a http://solascriptura-tt.org/)