He 6:4-6; 10:26-31 Não Desprovam Que Nossa Salvação é Segura, Imperdível
(incapaz de ser perdida)


Hélio de Menezes Silva

(baseado e adaptando de diversos autores, principalmente de Peter S. Ruckman)




Todos papistas e arminianos (Metodistas, Anglicanos, Episcopais, Pentecostais - Carismáticos - Neopentecostais, Adventistas do 7º Dia, T. Jeová, Mórmons, etc.) ensinam: "O homem referido nestas passagens é genuinamente salvo, e todo salvo [de hoje e de sempre] tem que perseverar até o fim ou cairá da graça e perderá sua salvação."
ERRAM terrivelmente, pois:

. Contrariam tudo que já provamos, pela Bíblia, nas páginas web desde http://www.solascriptura-tt.org/SoteriologiaESantificacao/32A-FalsosMestres-W.htm   até   http://www.solascriptura-tt.org/SoteriologiaESantificacao/32Q-PessoasEspecificas-W.htm ;
. É dito "6:4 ... é impossível ... 6 ... outra vez renová-los para arrependimento ...", e isto inescapavelmente implica que não há RE-arrependimento, nem há RE-salvação! (Isto é escondido por praticamente todos os arminianos, imagine a razão ...).

- Scofield parece brilhante (ao mudar "havendo provado" [6:4,5] para algo que pode ser resumido mais ou menos assim "puseram na boca, sentiram o gosto, mas nunca engoliram, finalmente cuspiram fora o que nunca tinha realmente sido parte deles"; ao ligar estas passagens com He 3, 4 e interpretar que o homem de que trata 6:4-6 e 10:26-31 é como os espias de Kades-Barnea [Nú 13,14] que viram e andaram na terra prometida, tomaram as uvas nas mãos, mas retrocederam quando estavam no limiar da salvação).
Mas Scofield ERRA, pois:

. A gregoíte em fazer "havendo provado" (6:4,5) significar apenas que puseram nos lábios e depois cuspiram fora, é loucura dentro do seu contexto e ante o uso da mesma palavra em Jo 8:52.
. Nenhum dos espias provou o dom celestial, nem se tornou participante de o Espírito Santo, nem provou as virtudes do século futuro (o Milênio, não a dispensação das assembleias locais), nem de novo crucificou o Filho de Deus e o expôs ao vitupério, nem foi queimado por não ter entrado na terra (nem mesmo Moisés entrou)!
. É loucura pensar de judeus perdidos como se fossem participantes de o Espírito Santo, provando os dons celestiais, provando a boa obra de o Senhor e os poderes do século futuro (o Milênio, não a dispensação das assembleias locais).

- De Haan parece brilhante (ao se prender ao v. 8 "...espinhos ... abrolhos ... queimada" e decidir que somente coisas [não pessoas] é que serão queimadas, a exemplo de 1Co 3:12-15 "... madeira ... feno ... palha ...o fogo provará ...").
Mas ERRA, pois Ml 4:1-4; 2Sa 23:6-7 (entre outros exemplos) mostram que homens serão queimados no fogo.
- Oliver Greene e Freerkson parecem brilhantes (ao ensinarem que a passagem é hipotética, que os "se" das passagens (explícito em 10:26, implícitos noutros locais) não podem ocorrer mas, SE pudessem ocorrer (i.é, SE um crente [da atual dispensação] pudesse perder sua salvação, o que foi sobejamente provado que não pode) então seria impossível ser salvo de novo, portanto "toda a passagem foi escrita para que o leitor possa conhecer a seguridade que possui, de modo a ganhar segurança").
Mas ERRAM, pois é dito "se nós estamos pecando deliberadamente", nunca foi dito "se fosse possível pecarmos deliberadamente ..." (10:26); é dito "e havendo caído- para- um- lado", nunca foi dito "se fosse possível que caíssem- para- um- lado" (6:6); é dito "aquele havendo pisado o Filho de Deus", nunca foi dito "se fosse possível que alguém pisasse o Filho de Deus..." (10:29). Portanto, He 6:4-6; 10:26-31 não trata de algo que jamais poderia acontecer, mas sim de algo que podia realmente acontecer.

- W. Robertson Nicoll ("Expositor's Greek Testament") parece brilhante (ao ensinar que "o dom- gratuito celestial" (v. 4) é o perdão ou o Espírito Santo [alguns eruditos reduzem o dom somente à iluminação de o Espírito Santo], não é exatamente a salvação; que a passagem trata de um judeu genuinamente convertido a o Cristo mas que retrocedeu e renegou tudo e voltou a amaldiçoar o Cristo na sinagoga, assim perdendo tudo e jamais podendo se re-arrepender e re-salvar).
Mas ERRA pois:

. Desenfatiza (ou mesmo suprime) que a pessoa em foco recebeu não só iluminação, mas também o dom- gratuito celestial, se tornou participante de o Espírito Santo, provou a boa palavra de Deus e a virtude do século futuro;
. Deixa no ar que um salvo da presente dispensação (pelo menos se é um JUDEU convertido a o Cristo) pode perder a salvação, e isto contraria tudo que já provamos, pela Bíblia, nas páginas web desde http://www.solascriptura-tt.org/SoteriologiaESantificacao/32A-FalsosMestres-W.htm   até   http://www.solascriptura-tt.org/SoteriologiaESantificacao/32Q-PessoasEspecificas-W.htm ;

- Pink parece brilhante em seu ataque por gregoíte ([1] ao alterar "participantes" para "acompanhantes" (6:4); [2] ao alterar "havendo provado" (6:4,5) para algo que pode ser resumido mais ou menos assim "puseram na boca, sentiram o gosto, mas nunca engoliram, finalmente cuspiram fora o que nunca tinha realmente sido parte deles"; e [3] ao ensinar que esta passagem não se refere a verdadeiros crentes).
Mas ERRA pois:

[1] Isto é contra o uso comum do grego, é contra todos os usos da palavra no NT (cheque "3353 metochos" em 1Co 9:10; 9:12; 10:17,21,30; He 2:14 (ele participou); 3:1,14; 6:4; 12:8,10; etc.), é contra o contexto, é contra todas as Bíblias da época da Reforma, ... é contra tudo! Tudo foi feito somente para degradar "participação interna" de modo a ficar apenas "participação externa".
[2] Isto não é encontrado em parte nenhuma das Escrituras, e faria o Cristo não realmente ter morrido (He 2:9), e o verdadeiro salvo não realmente ficar isento da morte [eterna] (Jo 8:52, acima) nem realmente ter o Cristo (1Pe 2:2-3)!
[3] É impossível participar de o Espírito Santo mas ainda estar perdido!

- Conclusão:
(1) Nenhuma interpretação pode deixar de enfatizar a ressalva para os verdadeiros crentes da presente dispensação das assembleias locais, poucos versos depois: "9 Mas quanto a vós, ó amados, temos sido feitos confiantes de coisas melhores, e coisas acompanhando a salvação... 18 Para que, através de duas coisas imutáveis nas quais é impossível Deus mentir, tenhamos a firme consolação (nós, aqueles havendo- corrido- para- refúgio) para lançar mão da esperança colocada diante de nós; 19 A qual (esperança) temos como âncora da alma, tanto segura como firme ... (He 6:9,18-19).
(2) À luz de tudo que já provamos, pela Bíblia, nas páginas web desde http://www.solascriptura-tt.org/SoteriologiaESantificacao/32A-FalsosMestres-W.htm   até   http://www.solascriptura-tt.org/SoteriologiaESantificacao/32Q-PessoasEspecificas-W.htm; e à luz do contexto local (e de toda a Bíblia):

. Nada afeta o verdadeiro salvo, na dispensação das assembleias locais, quanto à segurança da salvação. E
. He 6:4-6 e 10:26-31 se referem e aplicam, de forma literal e direta de entender, aos ISRAELITAS (e gentios) que, maravilhados, ainda em corpo terrestres:

.. conviveram, aprenderam e foram ministrados pelo Cristo em pessoa e pelos seus 83 apóstolos + discipulos, mas final e definitivamente (ainda nos anos 30 a 70, ano da Diáspora sob o general Tito) seguiram o exemplo de Judas (o homem de Kerioth) e dos milagreiros de Mt 7:21-27;
.. conviveram, aprenderam e foram ministrados pelas 2 testemunhas e 144.000 judeus virgens (na Tribulação), mas pediram para pôr a marca do Anticristo;
.. conviveram, aprenderam e foram ministrados pelos salvos com corpos já glorificados (no Milênio), mas terminaram se alinhando com o Diabo na revolta final contra Deus.

Note que todas as pessoas desses 3 grupos realmente provaram (comeram, engoliram) do dom celestial e das virtudes do século futuro (o Milênio, não a dispensação das assembleias locais), alegaram conversão, se tornaram participantes de o Espírito Santo, mas não ajuntaram obediência e perseverança à fé clamada. Note também que nenhum dos casos é na presente dispensação das assembleias. Na dispensação das assembleias a salvação é só pela fé, sem necessidade de obras comprobatórias, é preservada por Deus de modo que nada podemos fazer que a faça ser perdida; nas demais dispensações, particularmente na da Lei e na 70ª Semana de Daniel, a salvação é somente pela fé, mas a fé tem que ser tal que seja comprovada por obras apropriadas.
Consequentemente, a passagem também se aplica ao período de 7 anos da Tribulação, que começará após o Arrebatamento dos crentes das assembleias.

- Maiores detalhes: http://solascriptura-tt.org/SoteriologiaESantificacao/Heb6-1-6-CanYouLoseSalvation-Ruckman.htm .






Hélio de Menezes Silva

(baseado e adaptando de diversos autores, principalmente de Peter S. Ruckman)



Só use as duas Bíblias traduzidas rigorosamente por equivalência formal a partir do Textus Receptus (que é a exata impressão das palavras perfeitamente inspiradas e preservadas por Deus), dignas herdeiras das KJB-1611, Almeida-1681, etc.: a ACF-2011 (Almeida Corrigida Fiel) e a LTT (Literal do Texto Tradicional), que v. pode ler e obter em http://BibliaLTT.org, com ou sem notas.



(Copie e distribua ampla mas gratuitamente, mantendo o nome do autor e pondo link para esta página de http://solascriptura-tt.org)




(retorne a http://solascriptura-tt.org/ SoteriologiaESantificacao/
retorne a http://solascriptura-tt.org/)