APROVA DEUS O JOGO DA LOTERIA?




Pr. Timofei Diacov

Essa questão de ganhar dinheiro facilmente tem sido uma tentação quase que irresistível para muita gente, mormente quando o "bolão" é terrivelmente grande e tentador. Mas a pergunta sobre a qual queremos pensar, tem dois aspectos: o aspecto bíblico e o aspecto da consciência humana. É claro que algumas consciências são embotadas, insensíveis, cauterizadas. Mas, felizmente, muitas outras ainda permanecem sensíveis, iluminadas pelo Espírito de Deus. Mas, afinal, Deus aprova esse tipo de jogo? É pecado ou não? Pensemos um pouco nessa pergunta.

Primeiro: o sentimento do que joga é egoísmo. Ser egoísta é bom? É coisa má? Não é esse sentimento que cria guerras? Egoísmo, ou ganância, como assim? "Que todos percam e que só eu ganhe!" Ou será que aquele que arrisca o seu dinheiro nesse jogo vai fazer essa prece: "Deus, que todos ganhem!" Que vantagem isso traria ao jogador? A Bíblia e a própria consciência condenam tal sentimento. Por que então lutar contra a própria consciência e contra a Palavra de Deus? Vale à pena? Sentir-se-á feliz lutando contra a própria natureza? O espírito cristão que deveria mover todos os cristãos sinceros, que amam a Deus, deveria ser o altruísmo.

Outro sentimento que Deus reprova é a promessa de "se eu ganhar, vou dar para a causa social e a causa de Deus uma boa oferta, um bom dízimo". Será que Deus aceitaria essa oferta? Ora, se se deseja ofertar, faça-se com o pouco que tem, pois, diz o Senhor Jesus que "o que é infiel no pouco, também o será no muito". Você quer servir a Deus? Sirva-o no meio de sua pobreza. Quer ajudar os menos favorecidos da sorte? Faça-o por meio de sua própria pobreza. O apóstolo Paulo, na sua segunda epístola aos coríntios, no capítulo 9, faz menção das igrejas da Macedônia que, na sua pobreza, fizeram acima do que se esperava. Deus aprecia e abençoa os tais.

Terceiro, diz Deus em Gênesis: "Do suor do teu rosto comerás o teu pão". Deus criou o trabalho para o homem, e esse trabalho deve ser honesto. Mas alguém pode levantar a pergunta, dizendo: "Ora, ora, nós estamos lutando para arranjar um emprego, mesmo que seja modesto, e não encontramos. Veja como o desemprego está permeando o Brasil" É verdade, é inegável esse fenômeno. Mas, o que o Senhor nos ensinou sobre esse problema? "Tudo o que pedirdes ao Pai em meu nome, eu o farei". (Jo 14.14; Jo 16.16). E em Mateus 7.7-11: "Pedí, e dar-se-vos-á..." A nossa fidelidade a Deus tem resultados benéficos. Deus deixou-nos a sua palavra, mas os homens inventaram muitas coisas que fogem ao ensino divino. Conseqüentemente acabam sofrendo.

Certo escritor da Bíblia disse: "Fui moço e agora sou velho, mas nunca vi o justo desamparado, nem a sua descendência mendigar o pão". Os anos lhe ensinaram que é melhor confiar nas promessas de Deus do que orientar-se pelos seus próprios pensamentos. Portanto, é melhor guiar-nos pelos pensamentos dEle. Deus diz em Hebreus 13.5: "Eu não te deixarei e não te desampararei, diz o Senhor". É melhor confiar em Deus do que confiar nos homens. Diante disso, você prefere esperar na incerteza da loteria? Do jogo? Espere nas certezas do que Deus promete; e será bem melhor. Escolha o melhor, pois, no jogo, milhões jogam; mas alguns dois ou três ganham. Mas, com Deus, todos ganham.

=========

Pr. Timofei - (0xx14) 522-7032.



Todas as citações bíblicas são da ACF (Almeida Corrigida Fiel, da SBTB). As ACF e ARC (ARC idealmente até 1894, no máximo até a edição IBB-1948, não a SBB-1995) são as únicas Bíblias impressas que o crente deve usar, pois são boas herdeiras da Bíblia da Reforma (Almeida 1681/1753), fielmente traduzida somente da Palavra de Deus infalivelmente preservada (e finalmente impressa, na Reforma, como o Textus Receptus).



(Copie e distribua ampla mas gratuitamente, mantendo o nome do autor e pondo link para esta página de http://solascriptura-tt.org)




(retorne a http://solascriptura-tt.org/VidaDosCrentes/ Cinzentas/
(retorne a http://solascriptura-tt.org/ VidaDosCrentes/
retorne a http:// solascriptura-tt.org/ )