Jogos de azar. Bom ou ruim?
 




INTRODUÇÃO


Os "jogos de azar" são atividades que dependem da boa ou da má sorte e do infortúnio humano, e seu objetivo único e imediato é econômico, com a vantagem de um e a desvantagem de muitos. A finalidade é de lucro ou ganho, sem trabalho e sem inteligência ou habilidades. Neste tipo de jogo, todos casam dinheiro para que um, ou poucos, possam ganhá-lo, sem qualquer critério de inteligência ou habilidade. Depende apenas da boa ou da má sorte, ou, por vezes, de atos desonestos. Qualquer tipo de jogo que se enquadre neste princípio, é jogo de azar, e não é recomendado para o crente.

O sistema de loteria, tem assumido modernamente várias outras formas no Brasil. Além das loterias que são oficiais, devidamente legalizadas (Federal, Federal Instantânea, Esportiva, Quina, Supersena e Mega-Sena), surgiu o "sorteio pelo telefone". Neste último exemplo, por motivos de futebol ou até de notícias e humor, são oferecidas apostas por telefone, pagando-se aproximadamente R$ 3.00. Evidentemente, há duas grandes motivações: manter o telespectador ligado e auferir lucros, uma vez que, segundo se pode notar, quando uma determinada estação de TV oferece um carro, ela consegue muito mais do que outro carro.

Infelizmente, não tem havido material específico sobre jogos de azar do ponto-de-vista cristão nestes últimos tempos. O povo de Deus que tem sido tentado nas muitas modalidades de jogos, "bolões" entre amigos e principalmente pelo telefone, e não sabe se é certo ou errado. Há muitas perguntas sobre a validade dessa prática para o povo de Deus. Vamos analisar o assunto.

Antes de tudo, precisamos fazer uma distinção entre jogos e jogos.

 

 

Os jogos de azar são responsáveis por muitos males sociais, emocionais e jurídicos no povo, tanto de crentes como de não crentes. Um dos primeiros efeitos é o empobrecimento. Há pessoas que são cativadas pelo vício de jogar e, diariamente estão jogando. E, como só um ou poucos ganham, há pessoas que passam a vida toda jogando sem nunca ganhar. Um dos que parecem mais inocentes, os telefonemas de R$ 3.00, pode ser usado por uma criança que começa desde cedo a estimular uma compulsão. Outro dia, um repórter de um jornal de uma TV de evangélicos aparecia dentro de um lindo Mercedes Bens, e dizia: "Sabe o que estou fazendo aqui? Causando inveja a você. Este Mercedes pode ser seu hoje mesmo...". E então, um irmãozinho que mal pôde comprar um telefone, começa a ligar. No fim do mês a conta telefônica leva a maior parte do seu salário, mas o Mercedes foi para outro.

Muitos anos atrás, um jovem que trabalhava de office-boy numa grande companhia, recebeu considerável quantia para depositar no Banco na conta da Companhia. Enquanto caminhava pela rua, rumo ao banco, passou por uma casa de apostas. Parou um pouco e imaginou que se usasse aquele dinheiro para jogar, poderia ganhar, tirar um bom lucro para ele e ainda depositaria o do patrão sem qualquer prejuízo. De repente, uma enorme esperança bateu no seu coração. Era isso mesmo. Ele podia ficar rico com aquele ponto de partida que tinha nas mãos. Entrou e jogou a primeira parcela. Perdeu. Animado pela esperança de ganhar, jogou mais uma. Perdeu de novo. E assim foi perdendo até perder tudo. Finalmente, em verdadeiro desespero, voltou para seu patrão, confessou seu erro, e preparou-se para arcar com as penas da lei. Alguém chamou isso de "amarga esperança".

As chances de se ganhar na loteria são piores do que os outros tipos de jogos. Na média a chance de se ganhar na "Super Lotto" do Estado da Califórnia, nos EUA, é de 1 em 18 milhões. Para efeito de comparação, a probabilidade de uma pessoa morrer em um atentado terrorista durante uma viagem ao exterior é de 1 em 650 mil e atingida por um raio é de 1 em 30 mil. Se uma pessoa compra 50 bilhetes a cada semana, ela irá ganhar o prêmio principal uma vez a cada 5 mil anos. Colocando-se de outra maneira, se seu carro faz cerca de 11 km com 1 litro de gasolina e se você comprar 1 litro de gasolina a cada vez que comprar um bilhete de loteria, você terá acumulado suficiente combustível para ir e voltar a lua mais de 208 vezes antes de ganhar o grande prêmio uma única vez. As chances de se ganhar em um sorteio pelo telefone, de acordo com as próprias autoridades, são piores ainda.



 

O QUE DIZ A BÍBLIA
 




 

ALGUNS LEMBRETES AO CRENTE SOBRE OS BENS MATERIAIS

 



Todas as citações bíblicas são da ACF (Almeida Corrigida Fiel, da SBTB). As ACF e ARC (ARC idealmente até 1894, no máximo até a edição IBB-1948, não a SBB-1995) são as únicas Bíblias impressas que o crente deve usar, pois são boas herdeiras da Bíblia da Reforma (Almeida 1681/1753), fielmente traduzida somente da Palavra de Deus infalivelmente preservada (e finalmente impressa, na Reforma, como o Textus Receptus).



(Copie e distribua ampla mas gratuitamente, mantendo o nome do autor e pondo link para esta página de http://solascriptura-tt.org)




(retorne a http://solascriptura-tt.org/VidaDosCrentes/ Cinzentas/
(retorne a http://solascriptura-tt.org/ VidaDosCrentes/
retorne a http:// solascriptura-tt.org/ )