O cristão e o jogo de azar

(nome do autor retirado em 2011, a seu pedido)

O CRENTE FIEL

O JOGADOR

·         Vive pela (confia em Deus e não na sorte) - Rm 1:17; Hb. 11:6

·  Vive pela SORTE (confia no Acaso) - A inutilidade de confiar na sorte (Pv. 16:33)

·  O plano de Deus é que vivamos do esforço do nosso trabalho e não de riqueza fácil. (Ex. 20:9; Ef. 4:28; I Ts. 4:11,12)

·  Vive a procura de riqueza fácil e por isto cai em ciladas e ruína. (I Tm. 6:9)

·  É ordenado a viver contente em qualquer situação, por isto ele não depende de ganhar uma bolada de dinheiro para ficar satisfeito, sua satisfação está no próprio Cristo e na provisão graciosa. (Fp. 4:4-7; Fp. 4:10-13, 19)

·  O jogador faz depender o seu contentamento da quantidade de dinheiro que venha ganhar. Joga porque não está contente com a provisão de Deus. Cansou de esperar em Deus. (I Tm. 6:17)

·  Não se envolve em negócio injusto e de má fama. Pois todo jogo tem envolvimento com injustiça e má fama, ou seja, coisa própria do mundo, ou das pessoas descrentes. (Fp. 4:8)

·  Se o jogador se declara crente, dá testemunho de um crente mundano, ou seja fora da vontade de Deus. Está amando o mundo e o que há nele, por isto, talvez nem seja crente, pois o amor do Pai está nele. (I Jo. 2:15-17

 

(retorne à PÁGINA ÍNDICE de SolaScripturaTT / VidaDosCrentes / Cinzentas /)