Tolera Rom 14 vinho, vestes e ritmos do mundo, etc.?




Caro irmão em Cristo ________.

Muito obrigado por seu email, seu interesse em meu bem espiritual, Deus o abençoe por isto.

Olhe, o que eu quis dizer sobre Rom 14 talvez fique mais fácil se eu explicar assim:

X vivia numa ilha em que nem sequer se conhecia nem se ouvia falar da existência de vinho, cerveja, ou qualquer outra bebida com o menor teor de álcool. X veio para o Brasil de hoje. Logo ao chegar, ouviu a Palavra de Deus e, de modo bíblico, recebeu Cristo como seu Salvador e Senhor. Começou a ler e meditar a Bíblia profundamente, tornou-se membro de uma firme e viva igreja, começou a crescer em conhecimento e espiritualidade, e também começou a observar com discernimento a nossa sociedade pecaminosa. Passou-se o tempo. Ele nunca tinha sequer pensado em provar bebida alcoólica, nunca tinha aprendido a gostar de álcool. Tudo que queria era agradar a Deus, e nenhum gosto pelo álcool se punha no caminho obstaculando agradá-Lo. Agora, na festa de aniversário do seu bom e amigável chefe de trabalho, com a presença de descrentes e de crentes, X foi convidado a "socializar-se e alegrar seu coração tomando vinho". Que deverá fazer?  Sinceramente, eu digo que não tenho a menor sombra de dúvidas que Rom 14 o deverá levar a recusar o álcool. Preste atenção ao menos no que enfatizei neste capítulo da Palavra de Deus:


13 ... seja o vosso propósito não pôr tropeço ou escândalo ao irmão. ...15 Mas, se por causa da comida se contrista teu irmão, já não andas conforme o amor. Não destruas por causa da tua comida aquele por quem Cristo morreu. 16 Não seja, pois, blasfemado o vosso bem; 17 Porque o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo. 18 Porque quem nisto serve a Cristo agradável é a Deus e aceito aos homens. 19 Sigamos, pois, as coisas que servem para a paz e para a edificação de uns para com os outros. 20 Não destruas por causa da comida a obra de Deus. É verdade que tudo é limpo, mas mal vai para o homem que come com escândalo. 21 Bom é não comer carne, nem beber vinho, nem fazer outras coisas em que teu irmão tropece, ou se escandalize, ou se enfraqueça. 22 Tens tu fé? Tem-na em ti mesmo diante de Deus. Bem-aventurado aquele que não se condena a si mesmo naquilo que aprova. (Romanos 14:13-23)


Ora, na atual sociedade do Brasil (na realidade, em toda sociedade que já existiu), ninguém jamais se contristará e tropeçará e será espiritualmente prejudicado por X não beber; mas, se ele beber, sempre haverá o risco de, em alguma ocasião, vir a contristar e ofender a consciência e fazer tropeçar pelo menos UMA pessoa (pior ainda se ela for descrente ...). Então, se realmente X somente quiser agradar a Deus (a Deus somente, e não a seus próprios prazeres) e se somente almejar glorificar a Deus e contribuir para o bem real e eterno do seu próximo (dele somente), INCONTROVERTIDAMENTE X preferirá abdicar de seu "direito" a um prazer, mesmo se este for lícito.

Há muitos crentes que parecem muito espirituais ao tentar usar Rom 14 na direção oposta? Que argumentam que não devemos dizer a X que não está agindo sumamente bem e está arriscando prejudicar outras pessoas? Que lhe dizer isto seria contristá-lo e ofender sua consciência e fazê-lo tropeçar e prejudicá-lo espiritualmente? Que lhe dizer isto seria roubá-lo de um direito inalienável? Que tudo que ele deve fazer é assegurar e usar seus direitos ao máximo, sem se importar 1 milímetro com o bem espiritual e eterno de ninguém? Perdoe-me a franqueza, mas vejo que tentar usar Rom 14 na direção de "quem quiser que se lixe" é no mínimo tolice espiritual e é provavelmente feia desonestidade, cruel egoísmo, e cega carnalidade.

Rom 14 me ordena renunciar a tudo que pode vir a prejudicar meu próximo, nunca pode ser usado no louco sentido oposto de me tolerar gozar alguma coisa que causa prazer a MIM mesmo que arrisque fazer perecer meu próximo.

Para finalizar: Nos meus 28 anos de vida após ser salvo com 30 anos, uma das coisas de que mais amargamente me arrependo advém do fato de um dos mais queridos amigos meus, Adrian Werheim, nunca mais realmente me permitiu lhe falar de Cristo, depois que eu aceitei participar de um vinho raro para o qual ele convincente e insistentemente me convidava há meses ... Deus permita que você que agora me lê não venha a ter tristeza semelhante à que eu tenho, quando me lembro do mal que fiz, minha feia desonestidade, cruel egoísmo, e cega carnalidade. Também choro por dentro ao lembrar um pastor (que nunca pregava contra vinho e, secretamente, indulgia nele) ter seu ministério destruído e sua igreja dividida. E ao lembrar de uma querida igreja sendo dividida em 4 pedaços, por um grupo que não quis renunciar introduzir ritmos e estilos mundanos nos cultos. 

Seu irmão e servo em  Cristo,

Hélio.



Todas as citações bíblicas são da ACF (Almeida Corrigida Fiel, da SBTB). As ACF e ARC (ARC idealmente até 1894, no máximo até a edição IBB-1948, não a SBB-1995) são as únicas Bíblias impressas que o crente deve usar, pois são boas herdeiras da Bíblia da Reforma (Almeida 1681/1753), fielmente traduzida somente da Palavra de Deus infalivelmente preservada (e finalmente impressa, na Reforma, como o Textus Receptus).



(Copie e distribua ampla mas gratuitamente, mantendo o nome do autor e pondo link para esta página de http://solascriptura-tt.org)




(retorne a http://solascriptura-tt.org/VidaDosCrentes/ Cinzentas/
(retorne a http://solascriptura-tt.org/ VidaDosCrentes/
retorne a http:// solascriptura-tt.org/ )