Trata da Bíblia, Jesus Cristo, crise, exaltar, orar, crer, confiar, descansar, poder do Espírito Santo,a vida do crente, crescimento espiritual



[Série: ...]         - Permanecendo à Tona Quando “FaltaPé”, no meio de travessia do caudaloso rio da vida.

[Tema: ...]        - da Série:

- de Hoje:

 

0. Título:

Cristo emTempo de Crise.

 

0.2. Texto:                                         Filip 1:12-20.

0.3. Textochave [,a gravar]:                         v. 20.

 

 

 

 

 

1. Introdução:

 

- A morte de nosso filhinho,Airton; a parada de coração do irmão Jerônimo; ...

- Todos já enfrentamos ouenfrentaremos crises, algumas delas terríveis: ...

- Quase todos os herois dafé, na Bíblia, suportaram muitas crises, terríveis. Citem alguns exemplos:...

 

1.2. Proposição: Não importam as crises, temos a receita para permanecer à tona.

 

1.3. Interrogação: Como ?... A resposta do mundo eda carne, às crises, é centralizarmo-nos em nós mesmos, enchermo-nos de raiva,frustração, reclamacões, exigências, ... Comoé mesmo que podemos ter vitória?

 

1.4. Transição / esboço do sermão (só nível principal): Veremos, em Fp1:12-20, 3 modos de permanecermos à tona, nas vezes que nos “falta pé” no meioda travessia do caudaloso rio da vida... :

1. Relembrando nossopropósito: o de exaltar a Cristo;

2. Descansando nas oraçõesfeitas pelo corpo de Cristo; e

3. Contínuadamentere-enchendo-nos do Espírito Santo.

 

 

 

 

2.Desenvolvimento [Corpo]do Sermão:

 

I. Nas crises,lembremos que o nosso propósito é exaltar a Cristo através de todas as coisasque nos ocorrem! V.12-14,18.

1. Pauloregojizou em que as boas-novas estavam avançando.

2. Paulo viuseu aprisionamento como um instrumento para a glória de Deus e o bem dahumanidade. Rm 8:28. E SABEMOS QUETODAS [AS COISAS] CONTRIBUEM JUNTAMENTE PARA O BEM DAQUELES QUE AMAM A DEUS, DAQUELES QUE SÃO OS CHAMADOS SEGUNDOO [SEU] PROPÓSITO.

3. Oaprisionamento (!) de Paulo fez outros crentes ganharem coragem e ousadia.

4. Pauloregozijou por Deus ser glorificado e almas serem salvas, mesmo através de mausobreiros que eram insinceros e invejavam e desejavam o mal do apóstolo.

 

 

 

II. Sómente podemos alcançar nosso propósito atravésde continuamente descansarmos nas orações do corpo de Cristo. V. 19a.

As mãos de Moisés foramsustentadas. Temos sustentado as mãos do pastor? As mãos dos nossos irmãos?Temos pedido para eles sustentarem as nossas? Que é que você promete agora, aDeus?

2 Co 1:11Ajudando-nos também vós com orações por nós, para que pela mercê, que pormuitas pessoas [nos foi feita], por muitas [também] sejam dadas graça a nossorespeito. ídem.

Ef 6:18 [parte da armadura para o crente] Orando em todo o tempo com toda a oração esúplica no Espírito, e vigiando nisto com toda a perseverança e súplica portodos os santos. ídem

Tg 5:16 Confessai asvossas culpas uns aos outros, e orai uns pelos outros, para que sareis. Aoração feita por um justo pode muito em seus efeitos.  ídem.

1Jo 5:16 Se alguémvir pecar seu irmão pecado [que] não [é] para morte, orará, e Deus dará a vidaàqueles que não pecarem para morte. Há pecado para morte, e por esse não digoque ore. ídem.

 

III. Sómente podemos alcançar nosso propósitoatravés de continuamente recebermos o poder do Espírito Santo de Deus. V. 19b.

Cada crente, desde o exato momento em que foi salvo:tem, recebeu, é a morada permanente e o templo do Espírito Santo; foi batizadonEle, com Ele e por Ele;, Ele é seu eterno selo e penhor.

Mas, quanto aser cheio, pleno, controlado pelo Espírito Santo, manifestando seu fruto (Gl5:22) e tendo o seu poder, este é um processo, e é condicional:

Diariamente (!),  temosque ler a Palavra e ter comunhão com Deus, em oração. Na oração, temos que:

1. Sondar-nospara ver se algum pecado não confessado&deserdado nos separa de Cristo. Sl 139:23,24 Sonda-me ó Deus econhece o meu coração; prova-me e conhece os meus pensamentos. E vê se [há] emmim algum caminho mau, e guia-me pelo caminho eterno. Apelo.

2. Confessar edeserdar estes pecados, pedindo a Deus perdão e restauração da comunhão. 1 Jo 1:9 Se confessamos os nossos pecados, Ele é fiel e justo para nosperdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça. Apelo.

3. Pedir para sermos cheioscom o Espírito. Ef 5:18 E não vos embriagueis com vinho, em que hácontenda, mas enchei-vos do Espírito. “Continuai enchendo-voscontinuamente”. Mandamento. Apelo.

4. Zelamospara não apagarmos (...) nem entristecermos (...) o Espírito de Deus. Se istoacontecer durante o dia, basta, até 70 vezes 7 vezes, repetirmos a sondagem(1), a confissão e pedido de perdão (2), e o pedirmos que o Espírito nosre-encha (3).

 

 

 

 

 

3.Conclusão[pode serbreve revisão-resumo]:

 

 

 

 

 

4.Aplicação

[se não já intermeou odesenvolvimento]:

 

Nas crises, nós temos quefocalizar não

- sobre os problemas em sí (==> medo, frustação,desespero);

- nem sobre nossa dor,(==> depressão, desespero, amargura)

mas sim focalizar

- nas soluções para a crise (o que inclui conformação/conforto dados porDeus),

- no propósito de Cristopara Sua glória, nosso bem eterno, e o bem do meu próximo.

 

Nas crises, temos que

1. Lembrarque o propósito de Deus é que exaltemos Cristo em tudo que sobrevier na nossavida. Somos embaixadores somos co-herdeiros com Cristo. Deus nos chamou e nosencheu de poder para levarmos as boas novas aos outros.

2. Descansar completamentenas orações que nós pedimos e é feita pelo corpo de Cristo.

3.Incessantemente pedirmos e andarmos na plenitude do Espírito Santo de Deus.

 

 

 

 

 

5. Apelo

[se não já intermeou odesenvolvimento?]: (Hino = .....)

 

 



(retorne à PÁGINA ÍNDICE de SolaScripturaTT / VidaDosCrentes / ComDeus)