COMO LARES CRISTÃOS PRODUZEM "ROQUEIROS REBELDES"
 




Eu cresci num lar cristão mas passei muitos anos de minha vida como um "roqueiro rebelde", antes de Deus, misericordiosamente, conceder-me arrependimento (Atos 11:18) em 1973, aos meus 23 anos de idade. Quando olhamos para as igrejas em redor, hoje em dia, mesmo as que crêem na Bíblia, vemos que este padrão está sendo repetido, freqüentemente. Qual é a causa?

UMA TRÍPLICE RESPONSABILIDADE [Filhos, Pais, Igreja]

Primeiro, a criança mesma é responsável diante de Deus. Provérbios 20:11 diz: "Até a criança se dará a conhecer pelas suas ações, se a sua obra é pura e reta." Embora pais e igrejas tenham uma influência dramática sobre os jovens, nenhum [jovem] poderá se encontrar diante de Deus e então clamar que ele não sabe a verdade ou poderá responsabiliza alguém mais por sua rebelião. Jesus Cristo deu luz a cada homem (Joã 1:9). O livro de Romanos descreve três formas de luz que os homens têm: a luz da criação (Rom 1:20), a luz da consciência (Rom 2:11-16), e a luz das Escrituras (Rom 3:1-2). Quando um homem responde à luz que ele tem, Deus dá a ele mais [luz]. É Deus mesmo que ilumina os homens e os guia para a verdade, mas eles devem responder. O livro de Provérbios descreve isto:

"22 Até quando, ó simples, amareis a simplicidade? E vós escarnecedores, desejareis o escárnio? E vós insensatos, odiareis o conhecimento? 23 Atentai para a minha repreensão; pois eis que vos derramarei abundantemente do meu espírito e vos farei saber as minhas palavras. 24 Entretanto, porque eu clamei e recusastes; e estendi a minha mão e não houve quem desse atenção, 25 Antes rejeitastes todo o meu conselho, e não quisestes a minha repreensão, 26 Também de minha parte eu me rirei na vossa perdição e zombarei, em vindo o vosso temor. 27 Vindo o vosso temor como a assolação, e vindo a vossa perdição como uma tormenta, sobrevirá a vós aperto e angústia. 28 Então clamarão a mim, mas eu não responderei; de madrugada me buscarão, porém não me acharão. 29 Porquanto odiaram o conhecimento; e não preferiram o temor do SENHOR: 30 Não aceitaram o meu conselho, e desprezaram toda a minha repreensão. 31 Portanto comerão do fruto do seu caminho, e fartar-se-ão dos seus próprios conselhos. 32 Porque o erro dos simples os matará, e o desvario dos insensatos os destruirá. 33 Mas o que me der ouvidos habitará em segurança, e estará livre do temor do mal." (Provérbios 1:22-33).

Escarnecedores não têm desculpas, e isto é particularmente verdade para aqueles que crescem em lares cristãos. Eles podem ler a Bíblia e buscar a Deus por eles mesmos. Eles não podem lançar a responsabilizar pela a rebelião deles sobre os crentes que eles têm conhecido, não importa quão hipócritas estes [crentes] são.

Segundo, os pais são responsáveis em educar o filho no caminho certo. "Educa a criança no caminho em que deve andar; e até quando envelhecer não se desviará dele." (Provérbios 22:6). Este versículo contém uma promessa para o pais que treinam seus filhos propriamente, embora ele seguramente não prometa que os filhos não irão através de alguns conflitos espirituais. Uma antigo manual de instrução Valdense continha o seguinte conselho sábio : "Instrui o teu filho no temor do Senhor, e nos caminhos das leis de Deus, e na fé. Não desanimes teu filho quando ele está relutante em receber correção, ou se ele não prova rapidamente o que é bom; pois o trabalhador não junta os frutos da terra tão logo ele é plantado; mas ele [o filho] atende um tempo apropriado" (Disciplina Valdense, Jean Paul Perrin, História de Antigos Crentes , Habitando os Alpes, "História de Velhos Albigenses," Livro 3, Capítulo 7, 1618)

Terceiro, a igreja é responsável, como o pilar e fundamento da verdade, para disciplinar tanto os pais como os jovens em Cristo. "Mas, se tardar, para que saibas como convém andar na casa de Deus, que é a igreja do Deus vivo, a coluna e firmeza da verdade." (1Timóteo 3:15). A grande comissão foi dada para as igrejas, e parte deste mandamento é como se segue: "Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém." (Mateus 28:20).

Portanto, é trabalho da igreja ensinar tanto aos pais, como aos filhos, e aos jovens, as suas responsabilidades em Cristo.

Não é acidente que algumas famílias e igrejas produzam jovens dedicados e alguns não dedicados. A seguir temos algumas das coisas que vêm juntas para produzir jovens rebeldes:

I. CRISTIANISMO HIPÓCRITA

Poucas coisas causam mais dano neste mundo do que o cristianismo hipócrita. A maioria dos pioneiros da música rock cresceram em lares cristãos, porém eles se fizeram ser permanentes rebeldes. Uma das razões foi a total hipocrisia nas vidas de seus pais.

A mãe de Elvis Presley, por exemplo, era uma devota freqüentadora de igreja, mas ela não vivia uma vida cristã consistente. Na verdade, ela bebia tanto que isto a levou a uma precoce sepultura. Ela era extremamente supersticiosa, embora a Bíblia condene isto como ocultismo. Ela mesma orava a um filho morto, o gêmeo de Elvis que morreu ao nascer. Ela tinha um pensar oscilante e duplo, ela era desinteressada, oscilava para cima e para baixo em sua vida espiritual, continuamente infiel à igreja. O pai de Elvis era igualmente um hipócrita. Embora ele dissesse ser um crente e freqüentasse alguma igreja, ele era um tolo espiritual, e um bêbado, e vivia para o mundo, para a carne e para o diabo.

Os pais de Jerry Lee Lewis eram também crentes professos, mas a casa era cheia da carne ao invés da pureza. Um biógrafo disse que seus pais "brigavam constantemente." Seu pai era um bêbado que fazia e vendia ilegalmente bebidas alcoólicas.

O pai de Marvin Gaye era um pregador, mas seu cristianismo era inteiramente hipócrita. Ele raramente trabalhava, bebia muito e mesmo sua esposa vestia blusas de seda, calças compridas e náilon em algumas ocasiões. Ele era também muito malvado para com seus filhos, castigando-os irracionalmente. Marvin descreveu viver com seu pai como "vivendo com um rei muito peculiar, mutável, cruel, e todo-poderoso. (Rock Bottom, p. 104)

Para usar um exemplo mais recente, Marilyn Manson (nome real Brian Warner) cresceu em um lar cristão. Seus pais eram episcopais, e ele foi educado em uma escola cristã interdenominacional. Por um tempo, ele freqüentava a igreja carismática Ernest Angely com uma namorada. Em sua biografia ele lembra ser grandemente atemorizado com a possibilidade de ser  surpreendido sem salvação na volta de Cristo. Em uma entrevista para a MTV, em 1997, ele disse que ele tinha mesmo pesadelos sobre isto, e que ainda não queria ir para frente durante os apelos e ser salvo. Ao invés, ele endureceu seu coração para Cristo. Se nós podemos crer em seu próprio testemunho, a vida do lar de Warner foi numa atmosfera nada piedosa. Sua mãe o corrompia, enquanto seu pai era negligente e alegadamente malvado para com ele. De acordo com a autobiografia de Warner, seu pai o encorajava a cometer imoralidade mesmo sendo um jovem e queria levá-lo para visitar uma prostituta. Sua mãe e pai brigavam freqüentemente. "Por um período, meus pais tiveram uma grande briga porque meu pai suspeitou que ela o enganou com um ex-policial que se tornou um investigador privado" (Long Hard Road Out of Hell (Pesada e Longa Estrada Para Fora do Inferno), p. 47). Warner também fala de literatura pornográfica que seu avô possuía.

Muitos outros exemplos podem ser dados. Pais que clamam ser crentes e que freqüentam igreja, mas que não vivem zelosamente para Cristo em suas vidas diárias, estão em grande perigo de produzir roqueiros rebeldes. Muitos lares cristãos estão cheios de obras da carne ao invés do fruto do Espírito. Em lugar de amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão e temperança, há ira, inveja, briga, impaciência, impureza, egoísmo, vontade própria, injustiça, obstinação e tirania [mandar e dirigir e humilhar os outros, como se ele fosse o patrão e os outros seus empregados].

Muitos pais crentes têm uma aparência exterior de piedade, freqüentando igreja e indo através de alguns de alguns dos movimentos, mas o verdadeiro amor deles são as coisas deste mundo, tais como esportes, pescaria, caça, seus empregos, política, moda, etc. Você pode dizer o que eles realmente amam, observando como eles gastam a maior parte do tempo e dinheiro deles. Os filhos sabem o que seus pais amam mais profundamente e eles geralmente seguem seus passos. Se os pais amam genuinamente o Senhor Jesus Cristo e Seu culto, os filhos usualmente os seguem; mas se eles amam as coisas deste mundo, eles usualmente seguem isto.

Muitos pais que se surpreendem com o que vai errado com seus filhos devem olhar não mais do que para eles mesmos, os pais: sua própria indiferença, seu pensar duplo e oscilante, sua hipocrisia espiritual.

II. PAIS FRACOS

"E vós, pais, não provoqueis à ira a vossos filhos, mas criai-os na doutrina e admoestação do Senhor." (Efésios 6:4)

Um outro problema comum é pais fracos. Por alguma razão, é mais fácil para um homem falhar do que ter sucesso como pai. Muitos homens na Bíblia, que amaram Deus e realizaram grandes coisas para Deus, falharam como pais. Nós podemos ver isto nas vidas de muitos roqueiros cristãos. Nós temos já descrito as fraquezas dos pais de Elvis Presley, Jerry Lee Lewis, Marvin Gaye e Marilyn Manson. Muitos outros podem ser mencionados. Em sua biografia de título tão mal colocado, Marilyn Manson dá seu testemunho sobre sua relação com seu pai:

"Era emblemático o modo como ele [o pai de Warner] tinha sempre me tratado, é que ele não me tratava de modo nenhum. Ele não cuidava por mim e não estava por perto para cuidar... ele sempre encontrava uma desculpa para se irritar comigo... A maior parte da minha infância e adolescência foi passada com medo dele. Ele constantemente procurava me chutar para fora de casa e nunca falhava em me lembrar que eu era imprestável e não servia para nada. Assim eu cresci um filho da mamãe, estragado por ela e não satisfeito com isto." (Marilyn Manson, Long Hard Road Out of Hell (Pesada e Longa Estrada Para Fora do Inferno), pp. 46,47)

Uma das maiores necessidades de hoje em dia é: pais crentes serem verdadeiros homens de Deus e serem dedicados a Jesus Cristo e às suas famílias e igrejas.

III. MÃES AUSENTES

Um outro grande problema, hoje em dia, é o de mães ausentes. A Bíblia claramente descreve a responsabilidade da mãe com relação aos seus filhos e à casa. A Bíblia as ordena "... a serem prudentes, a amarem seus maridos, a amarem seus filhos, 5 A serem moderadas, castas, BOAS DONAS DE CASA, sujeitas a seus maridos, a fim de que a palavra de Deus não seja blasfemada." (Tt 2:4-5)

O movimento feminista dos últimos 50 anos tem procurado "libertar" as mulheres das restrições bíblicas, e hoje é comum as mães trabalharem fora de casa e deixarem o treinamento espiritual de seus filhos com as babás, parentes, escola e outros. [Bem,] nós sabemos que algumas mães são forçadas a trabalhar por circunstâncias inteiramente fora de seu controle, tais como a morte ou convalescença de seus maridos. Ninguém as culpa por isto. O que é errado, no entanto, é o grande número de mães crentes que escolhem trabalhar fora de casa ao invés de estarem com seus filhos.

Ronald Williams é o fundador e o diretor da Casa Hephzibah, uma casa para meninas problemáticas. Por muitos anos, a Casa Hephzibah tem estado tentando endireitar meninas rebeldes que cresceram em lares cristãos. Irmão Williams tem ouvido testemunhos tristes de centenas de pais que têm perdido seus filhos para o mundo e lastimam que não tenham tomado a Bíblia mais seriamente.

"Reconhecendo o tempo relativamente pequeno que uma criança está em casa, eles teriam colocado todo o seu esforço em ensinar obediência, auto-controle, responsabilidade pessoal, e treino de caráter. Eles os teriam ensinado a trabalhar e teriam, diligentemente usado a varetinha {* NOTA NO FINAL}  e reprovado durante o inteiro processo de treino da criança. Eles teriam escolhido os amigos de seus filhos e, escrupulosamente, os conservado longe de más influências, [presentes] tanto em [certas] atividades como em outros jovens. Uma vez que eles os amam, eles teriam expurgado suas casas de cada série de televisão. Eles teriam insistido no regular altar familiar [pequeno culto em família, diário, liderado pelo pai], leitura da Bíblia, oração e fidelidade na ida à igreja. Eles não teriam permitido música nem vestuário do mundo, nem teriam permitido seus filhos participarem de outros 'caprichos' que eram populares" (Ronald Williams, Working Mothers (Mães Que Trabalham)).

Ademais, uma vez que o sucesso em todas estas coisas exige o tempo integral de um dos pais, o irmão Williams diz que muitos pais que estão sofrendo têm dito a ele: "[Se pudéssemos voltar no tempo,] TERÍAMOS CONSERVADO A MAMÃE EM CASA."

IV. DEFICIÊNCIA DE DISCIPLINA, OU DISCIPLINA IMPRÓPRIA

"Educa a criança no caminho em que deve andar; e até quando envelhecer não se desviará dele." (Provérbios 22:6)

Uma outra área de falha que pode produzir roqueiros rebeldes é a falta de disciplina ou a disciplina imprópria com o filho. A seguir, temos um pouco de áreas cruciais de disciplina bíblica:

1. A disciplina deve ser cedo. Prov. 13:24 O que não faz uso da varetinha {* NOTA NO FINAL}  (do castigo- instrutivo)  odeia seu filho, mas o que o ama, sem demora o busca com castigo- instrutivo. (Bíblia LTT) (Prov 13:24). Muitos pais não disciplinam seus filhos quando eles são pequenos. Eles tentam argumentar com eles em vez de usar a varetinha {* NOTA NO FINAL}  para ensiná-los obediência. Filhos indisciplinados são uma vergonha para seus pais e um transtorno para todos. Como resultado, eles crescem voluntariosos, raivosos e frustrados, não entendem nem possuem o temor de Deus.

2. A disciplina deve ser santa, significando que tem que ter qualidades tais como compaixão, paciência, firmeza e consistência. Provérbios fala sobre a "varetinha {* NOTA NO FINAL}  de correção," não de vara de raiva. A disciplina inconsistente e severa frustra os filhos e os torna rebeldes contra autoridade.

3. A disciplina deve ser dada em uma base de unidade entre pai e mãe. "Igualmente vós, maridos, coabitai com elas com entendimento, dando honra à mulher, como vaso mais fraco; como sendo vós os seus co-herdeiros da graça da vida; para que não sejam impedidas as vossas orações." (1Pe 3:7). Filhos percebem rapidamente alguma divisão entre seus pais e tentam manejar um pai contra o outro para conseguir o que querem. É crucial que os pais tenham um só pensamento no educar seus filhos e que resolvam alguma diferença em particular.

4. A disciplina não deve se tornar negligente nos anos da juventude. Os pais, mais do que nunca,  necessitam ter um relacionamento mais próximo de seus filhos quando eles atingem a juventude. É costume, no entanto, os pais (na América do Norte, pelo menos) se afastarem e darem aos jovens liberdade adulta sem supervisão. Muitos jovens têm seus próprios carros, televisões, computadores com acesso à internet, etc., com pouca ou nenhuma supervisão de adulto. Pais que permitem tal liberdade não devem ser surpreendidos quando seus filhos sucumbirem ao poder das tentações do mundo, da carne e do diabo.

Prov. 29:15 A varetinha {* NOTA NO FINAL}  (do castigo- instrutivo)  e a repreensão dão sabedoria, mas a criança entregue a si mesma , envergonha a sua mãe. (Bíblia LTT)

"15 Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. 16 Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo. 17 E o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre." (1Jo 2:15-17).

V. ASSOCIAÇÕES ÍMPIAS

Uma outra causa de falha em lares cristãos é permitir que os filhos desenvolvam associações ímpias.

"Não vos enganeis: as más conversações corrompem os bons costumes." (1Co 15:33).

"O que anda com os sábios ficará sábio, mas o companheiro dos tolos será destruído." (Pro 13:20).

"Foge também das paixões da mocidade; e segue a justiça, a fé, o amor, e a paz com os que, com um coração puro, invocam o Senhor." (2Ti 2:22).

"E o rei Salomão amou muitas mulheres estrangeiras, além da filha de Faraó: moabitas, amonitas, edomitas, sidônias e hetéias, DAS NAÇÕES DE QUE O SENHOR TINHA FALADO AOS FILHOS DE ISRAEL: NÃO CHEGAREIS A ELAS, e elas não chegarão a vós; de outra maneira perverterão o vosso coração para seguirdes os seus deuses. A estas se uniu Salomão com amor. E tinha setecentas mulheres, princesas, e trezentas concubinas; e suas mulheres lhe perverteram o coração. Porque sucedeu que, no tempo da velhice de Salomão, SUAS MULHERES LHE PERVERTERAM O CORAÇÃO PARA SEGUIR OUTROS DEUSES; e o seu coração não era perfeito para com o Senhor seu Deus, como o coração de Davi, seu pai" (1Re 11:1-4).

Olhando para trás em minha própria vida, eu estou convencido de que uma das mais destrutivas influências em minha rebelião foi a escola pública e o relacionamento ímpio que eu fiz lá. Eu passei muito mais tempo neste ambiente mundano, a cada semana, do que na igreja. Eu fiz amigos mundanos e desenvolvi um gosto pelas coisas mundanas. Embora alguns jovens tenham freqüentado escolas do governo e tenham saído de lá fortes para o Senhor, isto é uma exceção e não a regra. Para cada um que saiu bem, há, provavelmente, mil que sucumbiram ao engodo do mundo. "Não vos enganeis: as más conversações corrompem os bons costumes." (1Co 15:33).

Dr. Keith Wanser, um físico cientista na Califórnia, cresceu em uma igreja bíblica mas perdeu sua fé e princípios em uma universidade secular. Esta triste história tem sido repetida muitas vezes.

No entanto, não são somente escolas e universidades públicas que são perigosas. Muitas escolas cristãs são [cristãs] só de nome e são quase tão mundanas quanto as instituições seculares. Ao escolher uma escola cristã , pais sábios deverão olhar para o produto final [que elas estão produzindo]. Como a maioria dos jovens termina sendo? Haverá sempre exceções, mas o que você observa na maioria? Uma alta percentagem de graduados vão servir ao Senhor fervorosamente, ou eles são mais comprometidos com as coisas deste mundo? Eu não estou dizendo necessariamente que a maioria dos jovens devam estar indo para "o serviço cristão em tempo integral". Este é um chamado especial de Deus. O que quero dizer é que uma alta percentagem de jovens devem estar zelosamente amando a Cristo, e isto deve ser evidente em suas vidas diárias.

Muitas vezes acontece que as relações mundanas são desenvolvidas pelos jovens, mesmo em suas próprias igrejas bíblicas. Os pais devem cuidadosamente guardá-los contra isto. Se eles se encontram em uma igreja na qual a maioria dos jovens é mundana e eles vêem seus próprios filhos mudando na direção do mundo, é crucial que eles se mudem dessa igreja antes que seja muito tarde. "Não vos enganeis: as más conversações corrompem os bons costumes." (1Co 15:33). Deixar uma igreja não é fácil, mas é muito melhor deixá-la do que perder os filhos para o mundo. Eu recordo de uma família que foi forçada a fazer isto alguns anos atrás. Eles educavam seus filhos em casa e estavam separados do mundo na vida familiar deles, mas as relações que as crianças estavam desenvolvendo na igreja estavam começando a minar seus esforços. A igreja tinha a reputação de defender padrões santos, mas na prática este não era o caso. O presidente dos jovens era mundano e isto era eventualmente refletido através do grupo de jovens. Alguns dos pais abordaram o pastor sobre o problema, mas ele fechou os olhos para isto. Uma vez que não havia uma boa igreja por perto que suportasse seus padrões santos na prática, eles foram forçados a mudar de casa. O resultado foi que todos os seus filhos seguiram o Senhor.

Se uma igreja ou escola está consistentemente produzindo jovens mundanos, alguma coisa está errada. Muitos líderes de igreja e escola acusam os pais por todas as falhas enquanto tomam para si todo crédito por qualquer sucesso. Um jovem líder disse à minha esposa que ele não é responsável pelo desvio dos jovens mas que os pais sozinhos são os responsáveis. Isto seria um lindo truque, se fosse verdade, mas é irracional. Se os pais sozinhos são responsáveis, então por que o Senhor estabeleceu a igreja, e por que igrejas têm algum tipo de programa para jovens? Não tem sentido dizer que uma igreja ou uma escola cristã não tem responsabilidade nenhuma em como os jovens se desviam. Os pais têm suas responsabilidades, e as igrejas e escolas têm as suas. Cada um que toca nas vidas dos jovens tem alguma responsabilidade diante de Deus por sua influência.

VI. A IGREJA ERRADA

Um outro fator muito comum na falha de treinar a criança é a igreja errada. O fato dos pais tomarem seus filhos para [qualquer] igreja não é suficiente para livrá-los do mundo. Ela deve ser a igreja certa. Ainda que muitos dos roqueiros pioneiros cresceram na igreja, elas não eram igrejas fortes, na maior parte. A maior parte dessas igrejas, por exemplo, sustentava a doutrina de que um filho de Deus nascido de novo pode perder sua salvação. Isto produz uma grande confusão na vida cristã porque o indivíduo não sabe exatamente onde e como está com Deus. Ele não entende a diferença entre sua posição eterna em Cristo e sua prática neste presente mundo. Quando ele peca, o diabo o tenta com o pensamento de que ele está perdido, que Deus não o ama, que ele deve voltar para o mundo.

A falsa doutrina não é o único problema da igreja que pode destruir crianças. Coisas tais como deficiência de padrões santos para a própria liderança, deficiência de separação do mundo, e deficiência de zelo e visão espiritual, podem criar uma atmosfera na igreja que produza como resultado uma juventude espiritualmente falida.

Deixando de lado as exceções, jovens santos que frutificam são o produto de lares tementes a Deus trabalhando em harmonia com igrejas tementes a Deus (Atos 2:41,42; 1Ti 3:15; Heb 10:25). Se a igreja não dá firme suporte ao padrão bíblico do lar, o lar é prejudicado. Se o lar não dá firme suporte ao padrão bíblico da igreja, a igreja é prejudicada. A igreja e o lar devem trabalhar em harmonia. Mesmo um lar santo pode ser prejudicado pela igreja mundana, e vice-versa.

COMO A IGREJA PODE PREJUDICAR O LAR

(1) Líderes e trabalhadores desqualificados, não espirituais. Mesmo um lar que é temente a Deus e zeloso pelo Senhor será prejudicado se permanecer em uma igreja que tem líderes e professores mundanos. Os professores de Escola Dominical, os que trabalham com a mocidade, e os pastores, influenciarão os jovens de um jeito ou de outro, quer em direção ao mundo ou em direção às coisas de Deus. Eis porque é tão crucial que igrejas tenham altos padrões para os que trabalham. Se homens e mulheres têm demonstrado que eles são mundanos e que não têm a habilidade para lidar com os jovens nos caminhos de temor a Deus, eles nunca devem ser permitidos ensinar ou por outro lado ser envolvidos com o treinamento de crianças e jovens. Eu sei de muitas igrejas, entretanto, cujos professores e os que trabalham com os jovens são muito  mundanos e têm mesmo perdido seus próprios filhos para o mundo, e ainda a igreja os coloca em posições e eles podem continuar a influenciar os filhos de outras pessoas. Isto prejudicará os lares.

(2) Programas de mocidade leves, alegrinhos, e orientados para entretenimento em lugar de discipulado espiritual. Uma igreja que tem um programa de mocidade mundano e orientado para entretenimento arrastará [para baixo] mesmo os jovens de famílias que temem a Deus.

(3) Pregação enfadonha e culto de igreja ritualística que falta e necessita do poder e bênção de Deus. Muitos cultos, entre Igrejas Batistas Fundamentalistas, hoje, estão quase completamente sem a direção e poder do Espírito Santo. Tudo é um ritual. Levantamo-nos; sentamo-nos; levantamo-nos; sentamo-nos. Por que? Ninguém sabe. É um ritual que seguimos. O hino é um ritual. Ninguém, incluindo o dirigente, está pensando seriamente sobre a mensagem dos hinos. O pregador está enfadado e sem vida. Uma igreja que tem uma pregação enfadonha e cultos ritualísticos produzirá hipocrisia e mortandade.

(4) Por permitir relações impróprias entre moças & rapazes. Poucas coisas têm destruído o chamado de Deus na vida dos jovens mais do que namoro impróprio e o resultado de casamentos fora da vontade de Deus. A razão é tão crucial que a relação entre rapaz e moça deve ser diligentemente supervisionada pelos pais e autoridades de igrejas, e assim os jovens se casarão dentro da vontade de Deus, lares cristãos fortes serão estabelecidos e o trabalho de Deus neste mundo será realizado.

CONCLUSÃO

1. A atividade de ser pais é uma responsabilidade muito difícil e séria, mas pais que estão servindo ao Senhor devem ser cuidadosos para não desanimarem no coração. A graça e a misericórdia de Deus são suficiente para cobrir nossas fraquezas e falhas. "22 As misericórdias do SENHOR são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim; 23 Novas são cada manhã; grande é a tua fidelidade. 24 A minha porção é o SENHOR, diz a minha alma; portanto esperarei nele. 25 Bom é o SENHOR para os que esperam por ele, para a alma que o busca. 26 Bom é ter esperança, e aguardar em silêncio a salvação do SENHOR." (Lamentações 3:22-26).

2. Qualquer problema pode ser superado se encarado diante de Deus. Paulo testificou: "Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece." O que não pode ser superado é negligência e descuido.



Seguem-se algumas sugestões para pais que estão lutando com seus filhos:

(a) Dedicai a vós mesmos mais uma vez para este serviço. Cancelai atividades vãs e passai vosso tempo com coisas de valor eterno.

(b) Estudai para ganhar sabedoria no dever de criar vossos filhos para o Senhor. Os livros de Provérbios e Efésios são um excelente lugar para começar. Há muitos livros que ajudam no treinamento do filho, mas a maioria dos livros que estão disponíveis hoje estão cheios de psicologias humanísticas e auto-estimismo. Cuidado com estes.

(c) Segui exemplo santo e tomai bom conselho (Provérbios 12:15; 15:22; 19:20; 20:18; 24:6). Procurai ajuda de pastores sábios e outros homens e mulheres.

(d) Achega-te para ainda mais perto do teu cônjuge. O sucesso na atividade de serem pais deve ser um assunto de unidade entre um esposo e uma esposa. Maridos necessitam se comunicar e escutar cuidadosamente suas esposas que são normalmente mais hábeis em matéria de filhos do que os homens.

(e) Compartilhai vossos pesares com companheiros de oração. "Também vos digo que, se dois de vós concordarem na terra acerca de qualquer coisa que pedirem, isso lhes será feito por meu Pai, que está nos céus." (Mat 18:19). "Confessai as vossas culpas uns aos outros, e orai uns pelos outros, para que sareis. A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos." (Tia 5:16).

(f) Praticai oração ardente e sincera, com jejum [obviamente, não gabai-vos a ninguém, inclusive a vossos filhos, de que estais jejuando] "17 Tu, porém, quando jejuares, unge a tua cabeça, e lava o teu rosto, 18 Para não pareceres aos homens que jejuas, mas a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente." (Mateus 6:17-18)
"Mas esta casta de demônios não se expulsa senão pela oração e pelo jejum." (Mateus 17:21)

    Autor: Pr. David Cloud
(Tradutora: Valdenira N.M. Silva, jun/2004)




https://encrypted-tbn1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcRY6dEuKSlgBQQpOzM79dBWPF7GDHUdc95MBv-XAcekzQqMAKFY

www.Plantzafrica.com  

{* NOTA "Varetinha": obviamente, neste contexto de amor dos pais e do amor de Deus, não pode ser uma varona de 2m constituída de PESADA e DURA MADEIRA e de diâmetro na ordem de 5cm (ela poderia facilmente matar, aleijar ou desfigurar), nem mesmo qualquer diâmetro menor, posto que sua dureza, peso e inflexibilidade poderiam causar cruéis ferimentos e marcas permanentes, no corpo e na alma. Entendo que "varetinha" se refira a um pequeno pedaço de uma fininha ponta de vime ou junco (ou cipozinho), portanto muito LEVE e muito TENRA e muito FLEXÍVEL, com na ordem de 2 a 4 mm de diâmetro e 20 a 25 cm de comprimento. Usada:

(a) raramente e com MUITA MODERAÇÃO e BRANDA SABEDORIA;
(b) somente quando houver extrema insolência na rebeldia/desobediência em direção a comportamentos que poderão se tornar muito perigosos para a criança, seus próximos e a sociedade;
(c) somente em crianças e não em filhos quase adultos;
(d) somente quando a raiva dos pais tiver passado;
(e) somente em atitude de amor e com lágrimas nos olhos dos pais.

Por exemplo, suponha um menino de 4 anos que ainda não aprendeu a controlar sua ira e que, sempre que briga com outro, tenta feri-lo o mais mortalmente que puder, usando qualquer coisa cortante ou pontiaguda que descubra. Ele pode ganhar muito se a admoestação verbal (amorosa e sábia) dos pais, e outras sábias medidas (inclusive sugeridas por conselheiros especializados nesse tipo de problemas), for reforçada com 1 ou 2 golpes sem exagero de forças, usando um pedaço de varetinha de uma pequena pipa. Melhor recuperá-lo com isso do que deixá-lo alimentar sua agressividade incontrolada até ser tarde demais e ele virar um adulto e, sob explosões de ira, andar matando pessoas e arruinando sua própria vida. Valdenira N.M.Silva






SolaScriptura-TT recomenda o site do Pr. David Cloud como um dos melhores e mais completos entre os mais bíblicos da internet: http://www.wayoflife.org, donde este artigo foi copiado.



Todas as citações bíblicas são da ACF (Almeida Corrigida Fiel, da SBTB). As ACF e ARC (ARC idealmente até 1894, no máximo até a edição IBB-1948, não a SBB-1995) são as únicas Bíblias impressas que o crente deve usar, pois são boas herdeiras da Bíblia da Reforma (Almeida 1681/1753), fielmente traduzida somente da Palavra de Deus infalivelmente preservada (e finalmente impressa, na Reforma, como o Textus Receptus).



(Copie e distribua ampla mas gratuitamente, mantendo o nome do autor e pondo link para esta página de http://solascriptura-tt.org)


(retorne a http://solascriptura-tt.org/VidaDosCrentes/ ComFamilia/

(retorne a http://solascriptura-tt.org/ VidaDosCrentes/
retorne a http:// solascriptura-tt.org/ )