DISCIPLINA DOS FILHOS

“11 Filho meu, não rejeites a correção do SENHOR, nem te enojes da sua repreensão. 12 Porque o SENHOR repreende aquele a quem ama, assim como o pai ao filho a quem quer bem.” (Pv 3:11-12 ACF)

 
Prov. 13:24 O que não faz uso da varetinha {* NOTA NO FINAL}  (do castigo- instrutivo)  odeia seu filho, mas o que o ama, sem demora o busca com castigo- instrutivo. (Bíblia LTT)

 “O filho sábio alegra seu pai, mas o homem insensato despreza a sua mãe.” (Pv 15:20 ACF)

 “O que gera um tolo para a sua tristeza o faz; e o pai do insensato não tem alegria.” (Pv 17:21 ACF)

 “O filho insensato é tristeza para seu pai, e amargura para aquela que o deu à luz.” (Pv 17:25 ACF)

 “Castiga o teu filho enquanto há esperança, mas não deixes que o teu ânimo se exalte até o matar.” (Pv 19:18 ACF)

 “Educa a criança no caminho em que deve andar; e até quando envelhecer não se desviará dele.” (Pv 22:6 ACF)

Prov. 22:15 A estultícia está ligada ao coração da criança, mas a varetinha

Prov. 23:13 Não retires o castigo- instrutivo da criança; pois se a fustigares com a varetinha  {* NOTA NO FINAL}  (do castigo- instrutivo), não por isso  morrerá. (Bíblia LTT)

Prov. 23:14 Tu a fustigarás com a varetinha {* NOTA NO FINAL}  (do castigo- instrutivo), e livrarás a sua alma do inferno. (Bíblia LTT)

Prov. 29:15 A varetinha {* NOTA NO FINAL}  (do castigo- instrutivo)  e a repreensão dão sabedoria, mas a criança entregue a si mesma , envergonha a sua mãe. (Bíblia LTT)

 “Castiga o teu filho, e te dará descanso; e dará delícias à tua alma.” (Pv 29:17 ACF)


David Cloud

 



O que se segue é da nova “Advanced Bible Studies Series” sobre o livro de Provérbios, que está disponível na Way of Life Literature.




Provérbios 3:11-12, 13:24, 15:20, 17:21, 25, 19:18, 22:6, 15; 23:13-14; 29:15, 17


O livro de Provérbios é o manual de disciplina do filho de Deus. Vemos que ele é dirigido ao "meu filho" e "meus filhos". Contém vasta instrução para ajudar os pais na educação dos filhos (veja os estudos em Provérbios 1-9 e os estudos tópicos), e ele também mostra como aplicar a varinha de correção sempre que necessário. Há mais sãs informações sobre como treinar a criança no pequeno livro de Provérbios do que em todos os livros sobre psicologia infantil que já foram escritos. Aqui, não iremos considerar como treinar a criança de um modo geral, mas a disciplina da criança e o uso da varinha.



1. A RAZÃO DA DISCIPLINA DA CRIANÇA


A varinha é um medicamento forte. Será que ela é realmente necessária? A Bíblia não deixa para nós a tarefa de adivinhar por qual razão precisamos disciplinar nossos filhos de uma maneira firme.

A PRIMEIRA RAZÃO DE DISCIPLINA É A NATUREZA DA CRIANÇA (Prov. 22:15 A estultícia está ligada ao coração da criança, mas a varetinha {* NOTA NO FINAL}  do castigo- instrutivo a afugentará dela. (Bíblia LTT)).

 


A criança tem uma natureza pecadora que, naturalmente, desobedece e vai pelo caminho da insensatez, em vez da sabedoria (Provérbios 22:15). A sadia técnica e filosofia de treinamento da criança começam no entender a natureza de uma criança. A moderna psicologia das crianças começa com a idéia de que seres humanos são, basicamente, bons, daí a tarefa dos pais e da sociedade é procurar desenvolver aquela inerente bondade. A Bíblia começa com a idéia de que os seres humanos têm caído por natureza e pretende trazê-los à conversão e regeneração pelas ferramentas de convicção, arrependimento e fé através da instrumentalidade da Lei de Deus e do Evangelho de Jesus Cristo, e [trazê-los] para o crescimento espiritual por intermédio de ferramentas tais como comunhão, entrega, obediência, e separação.

Outra razão para a disciplina é devido ao que acontece quando uma criança não é disciplinada. As crianças que não são devidamente disciplinadas continuarão no caminho natural da insensatez (Prov 22:15). A insensatez só pode ser afastada pelo exercício de admoestação e pela aplicação da varinha de correção.

As crianças que não são devidamente disciplinadas trazem tristeza e vergonha para os pais (Prov 17:21, 25; 29:15). Poucas coisas são mais desencorajadoras e dolorosas para um pai do que um filho desobediente e rebelde.

Prov. 22:15 A estultícia está ligada ao coração da criança, mas a varetinha {* NOTA NO FINAL}  do castigo- instrutivo a afugentará dela. (Bíblia LTT)

 “O que gera um tolo para a sua tristeza o faz; e o pai do insensato não tem alegria.” (Pv 17:21 ACF)

 “O filho insensato é tristeza para seu pai, e amargura para aquela que o deu à luz.” (Pv 17:25 ACF)

Prov. 29:15 A varetinha {* NOTA NO FINAL}  (do castigo- instrutivo)  e a repreensão dão sabedoria, mas a criança entregue a si mesma , envergonha a sua mãe. (Bíblia LTT)


OUTRA RAZÃO POR QUE DEVEMOS DISCIPLINAR NOSSOS FILHOS É POR CAUSA DO QUE ACONTECE QUANDO UMA CRIANÇA ESTÁ DEVIDAMENTE DISCIPLINADA.

As crianças que são devidamente disciplinadas vão pelo caminho da sabedoria, em vez de pelo caminho da loucura (Prov 22:6).

A promessa de Deus em Provérbios 22:6 é que a criança treinada não irá se desviar deste treinamento nem deste caminho certo, mesmo quando ele for velho. Isto não significa que uma criança treinada jamais se rebelará contra sua formação e nunca se extraviará. Mas significa que se ela se rebelar ela irá se arrepender e voltará à sabedoria, “quando ele for velho.” Também não significa que cada criança treinada será uma fervorosa serva de Cristo, pois sabemos que o nosso nível de dedicação a Cristo é uma questão de escolha pessoal. Mas estamos certos de que este versículo significa que a criança treinada não será uma reprovada e, na verdade, não se desviará de uma vez por todas da fé e do viver Deus em Jesus Cristo. Deus disse de Abraão: "... ele há de ordenar a seus filhos e à sua casa depois dele, para que guardem o caminho do SENHOR, para agir com justiça e juízo ..." (Gen. 18:19). Sabemos que Isaque, o filho de Abraão, andou nos passos da fé de seu pai, e não se desviou para os ídolos.
Alguns não acreditam que Provérbios 22:6 é uma promessa, mas não entendemos como é que pode ser qualquer coisa senão uma promessa, e, além disso, é um estímulo para os pais que assumem a sua tarefa de, seriamente, treinar a criança. O que pensar, no entanto, sobre aqueles pais que aparentemente criam os seus filhos nos caminhos de Cristo, mas eles se rebelam e saem para o mundo e nunca têm mais nada a ver com Cristo? Todos nós, provavelmente, sabemos de tais casos. Isto não significa que Provérbios 22:6 não é uma promessa real? A minha resposta a esse desafio é que existem muitas maneiras nas quais pais cristãos podem falhar, gravemente, mesmo quando parece, para as pessoas que estão de fora, que eles estão criando os seus filhos corretamente. E aquelas falhas graves podem arruinar os efeitos do treinamento. A falta de amor, a carnalidade, a hipocrisia, o poupar o uso da varinha, e o amar o mundo, são cinco das maiores coisas que podem "estragar a vinha" de tal modo que o fruto dessa casa é amargo em vez de ser doce, e o treinamento dos filhos falha.

Após o sábio pai e a sábia mãe terem feito o seu melhor para treinar o filho no caminho que ele deve seguir, a confiança deles não está no treinamento que deram, sabendo que é, certamente, imperfeito, mas a confiança deles está no Deus de misericórdia e graça, que opera todas as coisas, tomadas conjuntamente, para o bem daqueles que amam a Deus e que foram chamados segundo o Seu propósito (Rom. 8:28).

Os filhos que são devidamente disciplinados são livres do inferno (Prov 23:13-14). Esta passagem contém uma outra maravilhosa promessa, e, certamente, a Palavra de Deus significa o que diz.

Isso não significa, evidentemente, que uma criança pode ser salva à parte do evangelho de Jesus Cristo. A Bíblia afirma claramente que aquele que crê em Cristo tem a vida eterna, e aquele que não crê em Cristo não verá a vida (João 3:36). O Senhor Jesus disse ao muito religioso Nicodemos que, exceto se um homem não nascer de novo não pode ver o reino de Deus (João 3:3).

O que Provérbios 23:13-14 implica, à luz da verdade do Novo Testamento, é que o sábio pai e a sábia mãe cristã que devidamente disciplinam seus filhos e ensinam-lhes o evangelho terão a alegria de vê-los salvos. É similar à promessa de Atos 16:31 onde Paulo e Silas disseram ao filipense carcereiro, “E eles disseram: Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e a tua casa.” (At 16:31 ACF) A família da pessoa não é automaticamente salva quando ela é salva, mas por crer em Cristo um indivíduo está agora na posição de expor sua família ao evangelho.

A disciplina própria e o uso da varinha preparam um filho para a salvação por ensinar-lhe o arrependimento dos pecados e respeito à autoridade.

Filhos que são devidamente disciplinados dão descanso e deleite a seus pais (Prov 29:17). Esta deve ser uma poderosa motivação para os pais fazerem o que é necessário para treinarem os seus filhos no caminho de Deus. Nada torna pais cristãos e crentes na Bíblia mais felizes (e põe repouso e deleites em seus corações) do que saber que seus filhos estão andando com Cristo, e que vale bastante todos os sacrifícios que devem ser feitos.

“Educa a criança no caminho em que deve andar; e até quando envelhecer não se desviará dele.” (Pv 22:6 ACF)

 “Porque eu o tenho conhecido, e sei que ele há de ordenar a seus filhos e à sua casa depois dele, para que guardem o caminho do SENHOR, para agir com justiça e juízo; para que o SENHOR faça vir sobre Abraão o que acerca dele tem falado.” (Gn 18:19 ACF)

 “E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.” (Rm 8:28 ACF)

Prov. 23:13 Não retires o castigo- instrutivo da criança; pois se a fustigares com a varetinha  {* NOTA NO FINAL}  (do castigo- instrutivo), não por isso  morrerá. (Bíblia LTT)

Prov. 23:14 Tu a fustigarás com a varetinha {* NOTA NO FINAL}  (do castigo- instrutivo), e livrarás a sua alma do inferno. (Bíblia LTT)

 “Castiga o teu filho, e te dará descanso; e dará delícias à tua alma.” (Pv 29:17 ACF)



2. A MANEIRA CERTA DE DISCIPLINA DA CRIANÇA


 A DISCIPLINA DEVE COMEÇAR CEDO (Provérbios 13:24, 19:18). A palavra "cedo" em Provérbios 13:24 significa logo. Ver Gênesis 26:31 e 2Crônicas 36:15. A disciplina deve começar logo que a criança possa a compreender o que a mãe está comunicando, e isto geralmente acontece já nos primeiros poucos meses de sua vida. Se a disciplina não for aplicada cedo, pode ser tarde demais e a criança não irá responder adequadamente. A criança deve ser disciplinada "enquanto há esperança". A melhor hora para treinar um adolescente é quando ele ou ela é uma criança que acabou de aprender a andar.

Prov. 13:24 O que não faz uso da varetinha {* NOTA NO FINAL}  (do castigo- instrutivo)  odeia seu filho, mas o que o ama, sem demora o busca com castigo- instrutivo. (Bíblia LTT)

 “Castiga o teu filho enquanto há esperança, mas não deixes que o teu ânimo se exalte até o matar.” (Pv 19:18 ACF)

 “E levantaram-se de madrugada e juraram um ao outro; depois os despediu Isaque, e despediram-se dele em paz.” (Gn 26:31 ACF)

 “E o SENHOR Deus de seus pais, falou-lhes constantemente por intermédio dos mensageiros, porque se compadeceu do seu povo e da sua habitação.” (2Cr 36:15 ACF)


A DISCIPLINA DEVE SER UTILIZADA [SOMENTE] COMO UMA PARTE DO TREINAMENTO CORRETO (Prov 22:6).

Correção e a utilização da varinha são apenas uma pequena parte do treinamento da criança. Os pais devem lançar em uma ampla escala um programa de treinamento para ensinar aos filhos o caminho que eles devem seguir, e, no meio disto, se um filho se recusa a obedecer, ele deve ser corrigido com a varinha. Mas não é só corrigir um filho que irá levá-lo a seguir o caminho certo quando ele for velho, é treiná-lo dessa forma, com tudo o que isso implica, por exemplo, desenvolvendo uma estreita relação com ele, ensinando-lhe a Bíblia , edificando nele um caráter moral, enriquecendo o seu coração com a verdade, alertando-o dos perigos que o esperam no mundo, etc.

O treinamento deve levar a criança ao caminho certo. Ela deve ser treinada "no caminho em que ela deve caminhar." Isto não se refere ao modo natural que é próprio da criança, mas ao caminho de Deus. A palavra hebraica traduzida como"treinar" (chanak) significa " restringir". Ela se refere ao constringir o caminho da criança para o apertado caminho de Deus e guarnecê-lo com a Palavra de Deus e, desta maneira, conservá-lo fora do espaçoso caminho que conduz à destruição. (Mat. 7:13-14).

“Educa a criança no caminho em que deve andar; e até quando envelhecer não se desviará dele.” (Pv 22:6 ACF)

 “13 Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela; 14 E porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem.” (Mt 7:13-14 ACF)



DISCIPLINA DEVE FAZER EFICAZ USO DA VARINHA (Prov 23:13-14, 24; 29:15).

A varinha é mencionada quatro vezes no livro de Provérbios em associação com a disciplina da criança. Este é o instrumento bíblico próprio da disciplina. A varinha não é a mão dos pais, não é um cinto, não é um chicote de couro; não é uma mão fechada, não é uma bofetada, não é um pontapé; não é gritaria, não é ameaça. O dicionário de Webster's de 1828 define uma varinha como "o broto ou longos galhos de qualquer planta lenhosa; um galho, ou a haste de um arbusto; como uma varinha de aveleira, de vidoeiro, de carvalho ou chicória." [No nordeste brasileiro, diríamos marmeleiro, etc.] Ver Gênesis 30:37 e Jeremias 1:11. Gerações passadas chamavam a varinha de espancar de “varinhas finas de árvores” A minha avó materna usava varinhas finas das árvores que cresciam ao redor de sua casa no centro da Flórida, e elas eram tão eficazes que todos os seus muitos filhos professaram fé em Cristo quando adultos e tiveram casamentos bem sucedidos e nenhum divórcio.

A varinha não deve ser poupada (Prov. 13:24 O que não faz uso da varetinha {* NOTA NO FINAL}  (do castigo- instrutivo)  odeia seu filho, mas o que o ama, sem demora o busca com castigo- instrutivo. (Bíblia LTT) ). Isso significa não usá-la nunca ou usá-la muito raramente ou usá-la muito levemente ou com fustigadas demasiadamente diminuídas.

A varinha pode ser poupada retendo-a completamente. Muitos pais poupam a varinha, substituindo o disciplinar com ela por psicológicos truques de manipulação. A Bíblia afirma que estes pais, realmente, não amam seus filhos.

A varinha pode ser poupada retendo-a de vez em quando, quando ela deveria ser usada. Alguns pais começam a usar a varinha corretamente, mas depois relaxam. Outros usam a varinha de vez em quando, mas não a usam consistentemente cada vez que ela é requisitada. Não se engane! A Palavra de Deus diz: Prov. 13:24 O que não faz uso da varetinha {* NOTA NO FINAL}  (do castigo- instrutivo)  odeia seu filho, .... (Bíblia LTT)
Há muitas coisas que seduzirão um pai ou mãe a pouparem a varinha, como quando uma criança chora (Prov 19:18), cansaço físico dos pais, impaciência com o lento processo de disciplina, interferência bem-intencionada de amigos e parentes tolos, e frustração mental. Mas se a varinha é poupada quando ela deve ser usada a criança não será devidamente disciplinada.

A varinha pode ser poupada retendo-a de algumas crianças. Não é incomum encontrarmos pais sendo mais rigorosos com o filho mais velho do que com aqueles que nasceram depois É especialmente comum que os pais, que têm um filho fora de tempo [já quase na velhice deles], poupem a varinha.

A varinha deve ser usada quando a criança é rebelde (Prov 22:15, 23:13). A varinha bíblica é uma varinha de correção. A varinha não é para ser usada apenas quando o pai ou a mãe se sentem frustrados com a criança. Ela é usada para corrigir uma criança que se recusa ouvir as ordens e instruções verbais. Ela é usada para reforçar a necessidade de uma verdadeira e instantânea [e completa e de todo coração] obediência. Ela é usada para corrigir desobediência e rebeldia.

A varinha deve ser usada com força suficiente para corrigir o filho (Prov 23:13). A varinha tem a finalidade de dar uma batida. Deve doer, e ela deve doer o suficiente para transmitir a mensagem e produzir real submissão ao nível do coração. Se a varinha é usada mas a criança ainda persiste na desobediência, isto significa que ela não foi usada com suficiente vigor ou persistência. Os pais muitas vezes falham neste ponto. Eles usam a varinha um pouco, mas não o suficiente para trazer os resultados desejados, e eles então pensam que ela não funciona. O problema não é com a varinha; o problema é com o seu coração dividido e só metade comprometido, e isto é uso inconsistente e uso errado. Recordo de alguns amigos crentes que tinham um filho de dois anos, que era extra grande e extra rebelde. A mãe o "espancava" dando-lhe um par de golpes violentos em sua espessa fralda com a sua mão e ele, literalmente, ria e persistia com a sua travessura e rebelião. Não surpreendentemente, no momento em que o filho se aproximou de sua adolescência ele era incontrolável. O uso bíblico da varinha teria parado aquela temerosa rebelião em suas pisadas e teria salvo aquela família de muita preocupação e aquele filho de muita tristeza. A insensatez que está vinculada ao coração da criança deve ser "conduzida" para longe, e isso exige adequada força, firme resolução, e constante perseverança (Prov 22:15).

A varinha deve ser usada em vez de multiplicados comandos e ameaças. Muitos pais caem na armadilha de dizer às suas crianças "não" repetidas vezes e alertar e ameaçar, em vez de calmamente e rapidamente e consistentemente usar a varinha para treinar o filho a obedecer ao seu primeiro comando. Se ele não obedecer após seu primeiro comando, ele deve ser golpeado com a varinha até ele obedecer. Se é dado a ele vários comandos antes que ele seja golpeado com a varinha, ele está, na verdade, treinando seus pais mais do que eles o estão treinando. Ele descobre que seus pais realmente não querem dizer o que dizem que quando eles lhe dão um comando ou mesmo quando eles o advertem, é porque eles querem deixá-lo escapar incólume com vários atos de desobediência.

“Então tomou Jacó varas verdes de álamo e de aveleira e de castanheiro, e descascou nelas riscas brancas, descobrindo a brancura que nas varas havia,” (Gn 30:37 ACF)

 “Ainda veio a mim a palavra do SENHOR, dizendo: Que é que vês, Jeremias? E eu disse: Vejo uma vara de amendoeira.” (Jr 1:11 ACF)

 “Castiga o teu filho enquanto há esperança, mas não deixes que o teu ânimo se exalte até o matar.” (Pv 19:18 ACF)

Prov. 22:15 A estultícia está ligada ao coração da criança, mas a varetinha {* NOTA NO FINAL}  do castigo- instrutivo a afugentará dela. (Bíblia LTT)

Prov. 23:13 Não retires o castigo- instrutivo da criança; pois se a fustigares com a varetinha  {* NOTA NO FINAL}  (do castigo- instrutivo), não por isso  morrerá. (Bíblia LTT)



DISCIPLINA DEVE SER FEITA COM MOTIVO CERTO E COM O ESPÍRITO CERTO (Prov 3:11-12; 13:24; 22:6).

Se o pai não tem o motivo e o espírito certos quando usar a varinha ela não irá funcionar e pode produzir exatamente o oposto da submissão que agrada a Deus. O motivo certo é o desejo de treinar o filho, para que ele caminhe no caminho certo, e o espírito certo é o amor. Se o motivo ou espírito é raiva ou vingança ou ódio ou ciúme ou frustração ou o desejo de causar danos ou qualquer coisa da carne, a varinha pode causar mais danos do que benefícios. Eu desejaria que eu tivesse entendido estas coisas melhor quando eu era um jovem pai e os meus filhos eram pequenos, mas eu os compreendo agora pela graça de Deus, e peço aos jovens pais que eles exerçam a disciplina no filho com um espírito certo. John G. Paton, o famoso missionário para as Ilhas Novas Hébridas, que sofreu muito por Cristo e ganhou muitos caçadores de cabeças para o Salvador, em sua biografia descreveu o treinamento e disciplina que ele recebeu como um filho. Ele cresceu em uma feliz, mas muito religiosa e sóbria casa, e a disciplina foi eficaz nas vidas de cada um dos onze filhos. Depois de descrever a forma como a família passava os domingos e como os filhos eram cuidadosamente catequizados na doutrina da Bíblia ao longo da semana e como seu pai usava a varinha de correção sempre que necessário, ele observou: "É claro que, se os pais não são piedosos, sinceros e afetuosos, - se todo o assunto em ambos os lados é cumprir uma tarefa [enfadonha], ou pior ainda, hipócrita e falsa, - os resultados devem ser muito diferentes! Que Deus ajude os lares onde estas coisas são feitas por mera força e não por amor! " (John G. Paton: Missionário para o New Hebrides, 1891).

“11 Filho meu, não rejeites a correção do SENHOR, nem te enojes da sua repreensão. 12 Porque o SENHOR repreende aquele a quem ama, assim como o pai ao filho a quem quer bem.” (Pv 3:11-12 ACF)

Prov. 13:24 O que não faz uso da varetinha {* NOTA NO FINAL}  (do castigo- instrutivo)  odeia seu filho, mas o que o ama, sem demora o busca com castigo- instrutivo. (Bíblia LTT)

 “Educa a criança no caminho em que deve andar; e até quando envelhecer não se desviará dele.” (Pv 22:6 ACF)

 



DISCIPLINA DEVERÁ TER EM CONTA A ETERNIDADE “Educa a criança no caminho em que deve andar; e até quando envelhecer não se desviará dele.” (Pv 22:6 ACF); e Prov. 13:24 O que não faz uso da varetinha {* NOTA NO FINAL}  (do castigo- instrutivo)  odeia seu filho, mas o que o ama, sem demora o busca com castigo- instrutivo. (Bíblia LTT)

.

Os pais não devem ser imprevidentes. Ao manter o futuro em mente o pai pode olhar para além das lágrimas do filho e para além do seu próprio cansaço e impaciência, olhar para o dia em que o filho crescer e mesmo, além disto, para o dia em que o filho deixar esta presente vida e jornada, quer para o céu ou inferno .

Autor: David Cloud
Tradutora: Valdenira N.M. Silva, jan.2008




https://encrypted-tbn1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcRY6dEuKSlgBQQpOzM79dBWPF7GDHUdc95MBv-XAcekzQqMAKFY

www.Plantzafrica.com  

{* NOTA "Varetinha": obviamente, neste contexto de amor dos pais e do amor de Deus, não pode ser uma varona de 2m constituída de PESADA e DURA MADEIRA e de diâmetro na ordem de 5cm (ela poderia facilmente matar, aleijar ou desfigurar), nem mesmo qualquer diâmetro menor, posto que sua dureza, peso e inflexibilidade poderiam causar cruéis ferimentos e marcas permanentes, no corpo e na alma. Entendo que "varetinha" se refira a um pequeno pedaço de uma fininha ponta de vime ou junco (ou cipozinho), portanto muito LEVE e muito TENRA e muito FLEXÍVEL, com na ordem de 2 a 4 mm de diâmetro e 20 a 25 cm de comprimento. Usada:

(a) raramente e com MUITA MODERAÇÃO e BRANDA SABEDORIA;
(b) somente quando houver extrema insolência na rebeldia/desobediência em direção a comportamentos que poderão se tornar muito perigosos para a criança, seus próximos e a sociedade;
(c) somente em crianças e não em filhos quase adultos;
(d) somente quando a raiva dos pais tiver passado;
(e) somente em atitude de amor e com lágrimas nos olhos dos pais.

Por exemplo, suponha um menino de 4 anos que ainda não aprendeu a controlar sua ira e que, sempre que briga com outro, tenta feri-lo o mais mortalmente que puder, usando qualquer coisa cortante ou pontiaguda que descubra. Ele pode ganhar muito se a admoestação verbal (amorosa e sábia) dos pais, e outras sábias medidas (inclusive sugeridas por conselheiros especializados nesse tipo de problemas), for reforçada com 1 ou 2 golpes sem exagero de forças, usando um pedaço de varetinha de uma pequena pipa. Melhor recuperá-lo com isso do que deixá-lo alimentar sua agressividade incontrolada até ser tarde demais e ele virar um adulto e, sob explosões de ira, andar matando pessoas e arruinando sua própria vida. Valdenira N.M.Silva







Todas as citações bíblicas são da ACF (Almeida Corrigida Fiel, da SBTB). As ACF e ARC (ARC idealmente até 1894, no máximo até a edição IBB-1948, não a SBB-1995) são as únicas Bíblias impressas que o crente deve usar, pois são boas herdeiras da Bíblia da Reforma (Almeida 1681/1753), fielmente traduzida somente da Palavra de Deus infalivelmente preservada (e finalmente impressa, na Reforma, como o Textus Receptus).



(Copie e distribua ampla mas gratuitamente, mantendo o nome do autor e pondo link para esta página de http://solascriptura-tt.org)


(retorne a http://solascriptura-tt.org/VidaDosCrentes/ComFamilia/

(retorne a http://solascriptura-tt.org/VidaDosCrentes/
retorne a http://solascriptura-tt.org/)