ADORNANDO:
O EXTERIOR OU O INTERIOR?






Um crente zeloso estaciona o seu carro no estacionamento da igreja e, silenciosamente, ora para que Deus abençoe os cultos do Dia do Senhor. Ele tem sido intensamente cuidadoso em seus deslizes carnais e deficiências espirituais durante estes últimos dias, e ele está procurando comunhão com crentes consagrados de seu grupo, louvando o Senhor e tendo sua alma refrescada com música santa e com a pregação fiel da Palavra de Deus... ele quer entrar para os cultos não como um espectador mas para adorar em espírito e em verdade.

No momento em que ele no auditório, sucedeu dele ver uma jovem senhora da igreja, de bonita aparência e belas feições que decidiu se vestir de tal maneira que o modelo de sua veste e o tipo de tecido revelava o contorno de seu corpo que somente seu marido deveria ver. O feitio extremamente justo de sua roupa servia para acentuar os movimentos de seu corpo. Por motivo dela ter escolhido usar um decote acentuado e uma mini-saia, a sua aparência tornou-se insinuante e provocante para a visão de cada homem no auditório. A fenda na sua saia revelava momentâneos relances sensuais de seus quadris a cada passo.

Agora, o irmão que sinceramente veio buscar a face de Deus, refrescar a sua alma e louvar o seu Salvador, se encontra em uma batalha inesperada com a sua carne. O espírito evita fitar a mulher crente, enquanto a natureza caída quer fitá-la. Ele se torna tão distraído neste conflito entre a sua carne e o espírito que, no término do culto, ele se sente sujo e derrotado porque ele permitiu que seus olhos alimentassem suas imaginações luxuriosas e porque ele desagradou seu Salvador agindo assim. A sua antecipação anelante de bênção espiritual no culto de adoração, terminou inesperadamente em distração e conflito espiritual.


 

UMA SOLUÇÃO BÍBLICA
 

Os crentes do primeiro século encararam situações semelhantes à ilustração acima. Pedro, explicando o efeito da "graça de Deus" (1Pe 5:12) sobre os crentes, ensinou como esta sobrenatural e permissiva graça ajuda os crentes a crescerem acima de viverem vidas "naturais", e viverem vidas sobrenaturais; vidas que são contrárias à nossa carne e aos caminhos deste mundo.

Nesta parte de sua epístola, explicando como as mulheres devem se submeter a seus maridos ímpios (1Pe 3:1-6), ele continua a detalhar como as mulheres devem se "adornar" (1Pe 3:3-5). Assim como uma mulher que segue sua carne buscará afirmar a liderança de sua casa, ela também se enfeitará nos caminhos deste mundo. Comportamentos naturais e sobrenaturais são exatamente contrastados nesta porção. A mulher utilizando a graça de Deus será submissa, mesmo a um marido ímpio, e se vestirá de maneira que agrade a Deus, enquanto que uma mulher fora da graça de Deus resistirá, suplantará ou ignorará a autoridade de seu marido, e se vestirá de maneira tal conforme os valores, moda e padrões deste presente mundo.

"Adornar" vem do substantivo grego "cosmos", um ajuste ou ordem harmoniosos, o mundo ou universo sendo divinamente arranjados. Em sua forma de verbo, esta palavra dá origem à palavra inglesa "cosmetic" e, especialmente no seu uso moderno, significa decorar ou enfeitar. No entanto, no sentido bíblico é arranjar ou colocar em ordem (uma ordem divina). Assim, os modernos "cosméticos", enquanto se arranjam em uma certa ordem, são uma corrupção e uma distorção da idéia de "adornar" se esta "ordem" não é ordenada por Deus.


 

CONTRASTANDO ADORNO
 

Em 1Pe 3:3-4, há um contraste entre o adorno carnal, mundano e o adorno que agrada a Deus. Este contraste é fortemente estabelecido pela proibição "não seja" em 1Pe 3:3, e o comando antitético e positivo "seja" em 1Pe 3:4. Ainda mais clareza é dada ao leitor, contrastando a esfera do adorno: a esfera "exterior" no versículo 3, como oposta ao "homem encoberto no coração" (a esfera interior do homem) no versículo 4.

Em outras palavras, uma mulher caída da graça de Deus (tanto uma mulher perdida como uma mulher carnal), focalizará, principalmente, o exterior (versículo 3) enquanto uma mulher de Deus que utiliza a graça de Deus focalizará principalmente o interior (versículo 4).

Um coração feminino perdido ou carnal encontra valor emocional patético e degradante em ser o objeto de atenção masculina e de olhar fixamente sensual. Esta é uma corrupção desprezível e humilhante da qual Deus intentou. Mulheres ostentosas, enfeitadas demais, indecentes e que não têm vergonha são universalmente condenadas pelas Escrituras. Estas indesejáveis peculiaridades que são naturais é demonstrada pela ordem negativa de Pedro "não seja", no versículo 3. Em outras palavras, um coração feminino privado da graça de Deus focalizará naturalmente o exterior em alguns graus; alguns escandalosamente, outros de acordo com as normas de cultura popular de cada vez. Pedro está dizendo: "Não façais o que é uma inclinação natural de sua natureza caída como uma mulher".


 

TENTAÇÃO UNIVERSAL DE HOMENS
 

Cada homem tem problema com os "olhos" porque ele tem "problemas no coração".
Provérbios 27:20 diz: "Como o inferno e a perdição nunca se fartam, assim os olhos do homem nunca se satisfazem". Assim como o inferno e a destruição são vorazes e insaciáveis, assim são os olhos dos homens. Eles são a principal abertura de excitar seu libido, e isto é porque Jó disse: "Fiz aliança com os meus olhos; como pois, os fixaria numa virgem?" em Jó 31:1. Ele não tinha necessidade de fazer uma aliança com qualquer outro mecanismo corporal porque seus olhos foram a fonte de sua tentação de tal extensão como as mulheres foram afligidas. Ainda se um homem tiver quinze ou cento e quinze anos, ele tem "problemas com os olhos". Ainda que fisicamente incapaz de cometer atos de imoralidade, os olhos do homem podem trazer luxúrias pecaminosas para o seu coração. É compreensivo, com estas verdades bíblicas na mente, como mesmo o piedoso Davi foi tentado com respeito a Bate-Seba por causa do que ele viu!

Porque um homem é tentado pela vista não é desculpa para ele pensar ou agir em um caminho errado. Pela graça de Deus e através do auto-controle, ele pode e deve resistir a esta tentação (1Co 10:13). Quão triste e impróprio que homens vêm para os cultos da igreja e precisam resistir em dar uma olhada nas muitas mulheres que, ou por ignorância ou mesmo sabendo, por suas roupas, têm se tornado um objeto de tentação sensual para os olhos de cada homem no auditório.

E o que olha a maior parte dos homens deste mundo quando é dada oportunidade? Simplesmente observe os olhos de homens em lugares públicos onde muitas pessoas estão indo e vindo. Em tal via pública, note os objetos do olhar concupiscente e indecente deles: mulheres que estão vestindo e agindo carnal e indecentemente. Note também que mulheres que estão vestidas com roupas longas, frouxas e com camadas (assim como para ocultar os contornos íntimos e realces do corpo delas) recebem pouca ou nenhuma atenção daqueles mesmos homens luxuriosos.

Qualquer mulher de Deus deve sinceramente fazer esta pergunta pessoal: "Por que eu quereria que os homens olhassem para mim com luxúria em seus corações?" A não ser que você, por alguma razão pervertida e patética, deliberadamente deseje ser o objeto do olhar luxurioso de  homens, você deve tencionar "adornar com traje honesto, com pudor e modéstia" (1Ti 2:9). "Pudor" é um sentido de vergonha e modéstia que impediria uma boa mulher de nunca defraudar um homem e cultivar seus desejos carnais por meio dela, por meio de seu vestuário e/ou ações errados. "Modéstia" é aquele auto-controle de paixões e desejos que a impediriam de desejar se vestir para atrair os olhos luxuriosos de homens.


 

O EXTERIOR REVELA O INTERIOR
 

Alguém pode, absolutamente, não acolher as proibições de 1 Pedro 3:3; isto é, nós nunca podemos trançar o cabelo, nunca usar ouro, etc., porque isto significaria também que nunca poderíamos vestir roupa! Novamente, o contraste dos versículos três e quatro explica-nos o princípio: enfatize o caráter interior piedoso como oposto ao caráter mundano supérfluo, corruptível e externo. Conseqüentemente, um coração feminino inseguro, mundano e carnal se concentra em seu exterior (roupas, jóias, moda, cosméticos, etc.), enquanto que uma mulher de Deus tenta focalizar principalmente o desenvolvimento de qualidades interiores de caráter. Colocando isto de outra maneira: o exterior da vida de uma mulher, piedosa ou ímpia, reflete o estado do seu interior ou a condição do coração. Quando alguém vê uma mulher enfeitada demais, provocante e indecente, ela está revelando uma espiritualidade superficial e não existente. Quando alguém vê uma mulher trabalhando arduamente, submissa e de espírito manso, que está moderadamente vestida, ela está demonstrando ou refletindo um interior piedoso (1Ti 2:10)

Como uma mulher age e veste-se revela se ela está agradando a si mesma (alguém que se concentra em adornar o exterior), ou se ela está se esforçando para agradar a Deus (desenvolvimento de caráter moderado, ordenado e piedoso é de alto valor para o Senhor --1Pe 3:4). Vestindo e agindo como uma mulher deste mundo, mais seguramente prenderá o interesse persistente de homens luxuriosos, enquanto que adornando o seu coração e vida com graças e virtudes cristãs merecerá a atenção aprovada de um Deus Santo!

Note que as graças piedosas do coração "não são corruptíveis" (1Pe 3:4). Em outras palavras: uma alma e suas virtudes trabalhosamente desenvolvidas não decaem. Objetos sexuais libidinosos e sensuais deste mundo, não importa quão bonitas, não importa quão atraentes, todos agüentarão a corrupção da morte. A beleza e a sensualidade delas serão rapidamente roubadas pelos vermes e decadência de morte. Aquelas que os homens consideraram como um objeto de luxúria apodrecerão e decairão. Aquela que Deus conta como valiosa continuará viva através dos tempos. Quanta loucura gastar horas trabalhosas, concentrada em frente a um espelho para conseguir uma certa "aparência", gastar várias quantias de dinheiro em cosméticos e vestido da moda para assiduamente solicitar o fitar indecente e desejoso de homens, quando ele dura por tão pouco tempo antes de se corromper? É com boa razão que a filha do Rei é toda gloriosa no seu interior (Sal 45:13). "A filha do Rei" enfatiza o seu homem interior, a qual, com sua alma redimida, agrada a Deus através dos séculos, e não cessa com a morte.

Nada é um ornamento mais bonito em uma esposa crente do que um espírito meigo e quieto. Nenhuma deformidade é mais ultrajante ou disforme do que o seu reverso: um espírito insatisfeito, rabugento, arrogante. Como um certo homem disse: "Este último espírito é odioso em toda parte, e é, em qualquer lugar, mais odioso que em uma mulher, e em nenhuma mulher ele é tão odioso como em nossa esposa "(Pro 27:15, 25:24, 21:19).

Quão bonita a esposa que no meio de interminável perplexidade e de detalhes frustrados de seu lar, mantém um temperamento controlado e uma paciência cristã possui a alma dela.

O comportamento exterior reflete o caráter interior de alma assim como um pulsação externamente perceptível representa uma batida interna de coração. Querida irmã, quando você adota a moda e manias deste mundo, você está demonstrando por seu comportamento exterior, um desvio e uma anemia de alma. Além disso, se você possui um corpo atraente e feições bonitas, você também é responsável por colocar um bloco de tropeço defronte de cada homem que observa a sua aparência exposta e provocativa. Porventura a gratificação degradada que você recebe de olhares luxuriosos de homens vale tanto que pague você ser responsável por defraudá-los, tentando-os a entregar-se à luxúria, e corrompendo sua própria alma? Isto estaria abandonando a aprovação Divina e o galardão celestial por um prato de sopa.

A filha de Sara (1Pe 3:6) rejeitará a indecência, não importa quão popular com este mundo. Ostentação, impropriedade e atrevimento são evitados por ela com a mesma determinação que ela rejeitaria o adultério. Simplicidade está sempre na moda para mulheres piedosas e de caráter.

Uma filha de Sara ficaria horrorizada, com vergonha de ser o objeto de luxúria de um homem. Ao contrário, ela está procurando agradar ao seu Pai do céu com seu modesto vestuário, e com seu temperamento quieto, e com um espírito servidor.




R. Williams

26 de abril de 2005 (Fundamental Baptist Information Service, P.O. Box 610368, Port Huron, MI 48061, 866-295-4143, fbns@wayoflife.org;...
 



Todas as citações bíblicas são da ACF (Almeida Corrigida Fiel, da SBTB). As ACF e ARC (ARC idealmente até 1894, no máximo até a edição IBB-1948, não a SBB-1995) são as únicas Bíblias impressas que o crente deve usar, pois são boas herdeiras da Bíblia da Reforma (Almeida 1681/1753), fielmente traduzida somente da Palavra de Deus infalivelmente preservada (e finalmente impressa, na Reforma, como o Textus Receptus).




(retorne a http://solascriptura-tt.org/VidaDosCrentes/ Comigo/
(retorne a http://solascriptura-tt.org/ VidaDosCrentes/
retorne a http:// solascriptura-tt.org/ )