Salmo 1 - Carta De Um Pai A Uma Filha

 

 

Minha amada filha Ovelhinha:

 

Deus nos deixou Sua santa palavra, o Livro Sagrado, para que façamos do diário meditar nele e da sua total aplicação diária e pessoal à nossa vida, as coisas mais importantes do nosso existir. Só assim seremos profunda, eterna e realmente felizes!!!...

 

Como o que eu e sua mãe mais desejamos com o nosso coração e alma, é sua felicidade profunda, eterna e real, filha amada, lhe ofereço uma paráfrase do primeiro dos Salmos.

 

Deus lhe abençoe agora mesmo e sempre, pela Sua Palavra. E que você a ponha em prática.

 

Como sempre, com amor e orações, seu pai

 

 

----------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

SALMO 1

 

1: Bem-aventurada (realmente agraciada e feliz) serás, Ovelhinha,

SE:      a) não andares segundo o conselho dos ímpios,

                               (i.é: não aceitares nem andares segundo o padrão moral e espiritual

                               dos teus conhecidos e conhecidas,

                               que são descrentes, pecadores perdidos, sem luz, só trevas.

                               Podes e deves amá-los (como Deus os ama), procurar o bem eterno deles,

                               procurar salvá-los, procurar influenciá-los para Cristo,

                               mas não deves receber a mais ínfima influência mundana deles)

            b) nem te detiveres no caminho deles,

                        (i.é: não te detiveres nem por um minuto na maneira de viver deles,

                               pois são pecadores, sem Deus,

                               destinados às eternas chamas e trevas e ranger de dentes)

            c) nem te assentares na roda deles, pois são escarnecedores.

                        (i.é: não procurares nem aceitares sentar “na companhia” deles,

                               jamais te enturmares com sequer um deles,

                               pois são insensatos brincalhões, pecadores perdidos,

                               reservados ao fogo e enxofre,

                               inimigos de Deus);

 

2: Antes, Ó Ovelhinha,

            tiveres o teu **PRAZER**, o teu deleite supremo,

            na **lei de JEOVÁ** (o único Deus, **Senhor**, santo, triúno) e

            na **SUA** LEI **MEDITARES**, meditares **DE DIA E DE NOITE**

                               (i.é: incessantemente ruminares e viveres na e da lei de Deus!).

 

3: Pois serás como a árvore plantada junto a ribeiros de águas,

a qual infalivelmente dá o seu **fruto**

                (abençoado, abençoador, delicioso fruto; ver Gal 5:22:

                amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança)

no seu tempo (cada estação apropriada);

as suas folhas não cairão,

e **TUDO** quanto fizeres prosperará.

(isto é, tudo quanto fizeres,

referente à tua vida, teu casamento, teus filhos, ...,

te dará profunda e real paz e alegria,

e dará fruto real, que dura e é valioso até na eternidade)

 

4: Não são assim os ímpios (os descrentes);

mas são como a moinha que o vento espalha. (moinha é o fino e leve pó da palha seca e triturada que resta das películas dos cereais que fica na eira após a debulha.)

 

5: Por isso:

os ímpios não subsistirão no juízo,

nem os pecadores na congregação dos justos.

 

6: Porque:

 Jeová (o Senhor, o poderoso, o dono e controlador) conhece o caminho dos justos;

porém o caminho dos ímpios perecerá.

 

(retorne à PÁGINA ÍNDICE de SolaScripturaTT / VidaDosCrentes / Pes)