::::  Sexo artificial - Masturbação - "O grande M"   ::::

 

 



Não, isso não é uma propaganda ridícula sobre um produto que propõe fazer a sua vida realizada e mais feliz (Supondo que sexo seja "aquela coisa".) E o “M” não é para McDonald’s, como se fosse uma conexão secreta entre o “Big Mac” e sexo, mas, para “MASTURBAÇÃO.” Aposto que essa é a primeira vez que você vê essa palavra num site da internet sem a companhia de um homem ou uma mulher pelada.

Por que então, alguém que não é doido iria decidir escrever um artigo sobre masturbação? Porque é uma coisa real e muito confusa na vida de muito jovem no mundo e uma coisa raramente abordada. Toda pesquisa séria que já achei mostra que pelo menos 90% dos rapazes entre 13 e 25 anos de idade passam períodos de masturbação habitual de tempos variáveis e 65% de moças se masturbam. A questão e preocupação maior para a maioria dos jovens (e dos mais velhos) em relação de masturbação: “É um pecado, sim ou não?” Então, é isso que nós vamos abordar aqui.

O problema desse assunto começou comigo com a conversa sobre virgindade. Eu faço muitas conferências e acampamentos e sempre abordo o assunto de virgindade porque isto é a coisa mais valorosa que um(a) jovem tem para oferecer ao seu futuro esposo ou esposa. Isso também é o maior remorso que tenho na minha vida: o fato que quando eu casei com a minha esposa (uma Ferrari de verdade!), eu não podia oferecer tudo de mim a ela porque eu já tinha dado um pouco para outras... E não possuir mais a coisa que eu realmente queria dar a ela, a minha virgindade, e por isso, o remorso.

Agora, de volta com o assunto de virgindade. Eu sempre pergunto: “Quem aqui ainda é virgem?” Eu não faço essa pergunta para contar as mãos no ar, mas, para enfatizar a importância de se poupar e a perda daqueles que não se pouparam. Depois dessas mensagens ou daquelas como pureza e santidade, sempre têm rapazes que me caçam para falar sobre a sua “luta”. O que começou a me preocupar e confundir é que a maioria desses rapazes que precisavam falar comigo também eram aqueles que publicamente afirmaram a sua virgindade. E daí começou a crise e surgiram as perguntas: “Alguém pode ser virgem fisicamente falando, só por falta de um parceiro, mas mentalmente não?” E, “Será que isso representa um problema?”

A Bíblia em Mt 5:27-28 fala,
“27 ¶ Ouvistes que foi dito aos antigos: Não cometerás adultério. 28 Eu, porém, vos digo, que qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela.” (Mt 5:27-28 ACF)



O problema com isso é que esses jovens, que na verdade nunca estiveram com uma mulher real, já transaram nas suas mentes com mais mulheres do que o rei Salomão! E isso verdadeiramente representa um problema. Eu acho esse negócio de se dizer virgem é uma coisa um pouco enganosa e quase uma mentira para alegar virgindade como uma medalha de honra e pureza, todo tempo transando na sua mente, e com a sua mão, com todas a moças que você conhece. E meninas, não se achem livres e inocentes dessa. Isso também tem a ver com vocês (65%). Nós temos uma crise moral em nossas mãos e na igreja hoje em dia. E, em que seria bom de fingir que esse problema só pertence à juventude onde os hormônios são altamente ativos, isto não é verdade. Existem muitos homens e mulheres, pais e mães, até pastores que estão lutando contra essa tentação e pecado.

Podemos chamar isso de pecado? Sim, Jesus chamou. Eu sei, existem muitos que argumentam que masturbação é uma coisa natural. Claro que é... assim como ir para o inferno por causa de nossa natureza pecaminosa com a qual nascemos. Mas, isso não parece uma boa opção. Eu verdadeiramente já vi sites evangélicos com um coitadinho, confuso autor escrevendo um artigo sobre como a masturbação é natural e bom enquanto você não pensa em coisas imorais. Que coisa ridícula! Vamos para a praia e não pensar na areia ou na água. Masturbação é “sexo artificial” e nada mais. O que você vai pensar? O “Big Mac”? Talvez aquele “M” signifique McDonald’s para alguns, mas, duvido. Claro que pessoas estão pensando em coisas imorais ou olhando para coisas que não devem, e aí é exatamente aonde está o problema. Deus criou o sexo, e todos os atos que lhe pertencem, para ser praticado e realizado somente na aliança do casamento e com a sua companhia. Não há como escapar desse fato. Nós podemos tentar e nos justificar, ou procurar as opiniões de psicólogos, mas, o ponto final é que masturbação é nada mais do que um jeito barato de gratificar um desejo sexual que não devemos ter ou estar curtindo. É sexo artificial e compromete a sua vida espiritual e o seu relacionamento com Jesus. Será que vale a pena?

Existem muitos problemas que acompanham a masturbação e o risco de ficar cego não é um deles:

1. O ato simples e aparentemente inofensivo de masturbação rapidamente e com facilidade pode virar (e vira!) num hábito que não é quebrado com facilidade.

2. Os pensamentos na sua mente se tornam nada menos do que perversos e dominados por atos que não devem ser pensados. E isso para um crente é assustador, especialmente na luz do fato de que muitos que se dizem crentes vão se achar dizendo, “Senhor, Senhor...” um dia.

3. Os seus olhos começam a agir e parecer que tem mente e direção própria. Você começa a se pegar olhando, e às vezes até se posicionado para olhar nas áreas privadas dos corpos dos outros. Creio que você não gostaria de ter toda essa situação colocada num telão grande para que todos possam ver... Jesus está vendo.

4. O habito da masturbação, e isso é um dos maiores enganos, não pára quando você se casa. O argumento de que os indivíduos casados tem um tempo mais fácil pois têm como realizar e soltar os seus desejos sexuais é uma grande mentira. Na verdade, tudo só se complica mais ainda. Aqueles que tem o hábito de se masturbar simplesmente o levam para dentro de seus casamentos. O hábito, por um jeito mágico, não desaparece. Ele vira uma coisa mais vergonhosa e melhor escondida, mas, ainda praticada, e um potencial para destruir um casamento. Quantos homens e mulheres estão dividindo a sua cama com mais parceiros do que sabem?

5. Existe também a mentira de que a masturbação não machuca ninguém. Errado, ela machuca você. Masturbação corta a sua comunhão e comunicação com Deus. Você passa a andar sozinho quando se masturba. Você não pode servir dois mestres. Você vai servir a sua carne e se entregar aos seus desejos ou servir ao Espírito e seguir os Seus desejos.

6. A Masturbação é perigosa no fato de que é nada menos do que um treinamento para um ato que, como um crente, se diz que não quer fazer. Se você não tem domínio próprio de dizer “não” à sua carne, o que deixa pensando que se você se achar numa situação comprometedora, você irá dizer “não”? Assim, depois de anos praticando e treinando por um momento certo, o que você fará se o mesmo ato em que você tem fantasiado muitas vezes apresenta-se à sua frente? Por exemplo, alguém do sexo oposto se oferecendo a você, tirando as suas roupas... O que você faria? Depois de treinar por esse momento na sua mente por um bom tempo, duvido que você correria. E esse é o perigo real.

Simplesmente diga “NÃO!”

1Co 10:13; Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que não vos deixará tentar acima do que podeis, antes com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar.

A Masturbação é perigosa e errada. Ela compromete a sua posição com Deus e te prepara para cair em pecado. Deus está levantando uma geração santa e pura, uma geração que vai ver e experimentar o Seu poder. Mas, não se engane, a mesma mão com que você estava se gratificando cedo do dia, não vai ver milagres feitos através dela. Você não pode andar através da carne num momento e com o Espírito no próximo. Escolha o seu lado e ande lá.

Pr. Jeff Fromholz

 



Todas as citações bíblicas são da ACF (Almeida Corrigida Fiel, da SBTB). As ACF e ARC (ARC idealmente até 1894, no máximo até a edição IBB-1948, não a SBB-1995) são as únicas Bíblias impressas que o crente deve usar, pois são boas herdeiras da Bíblia da Reforma (Almeida 1681/1753), fielmente traduzida somente da Palavra de Deus infalivelmente preservada (e finalmente impressa, na Reforma, como o Textus Receptus).



(Copie e distribua ampla mas gratuitamente, mantendo o nome do autor e pondo link para esta página de http://solascriptura-tt.org)




(retorne a http://solascriptura-tt.org/VidaDosCrentes/ VidaAmorosa/
(retorne a http://solascriptura-tt.org/ VidaDosCrentes/
retorne a http:// solascriptura-tt.org/ )