Hamartiologia - A Doutrina Sobre o Pecado



Hélio de Menezes Silva






Hamartiologia - A Doutrina Sobre o Pecado. 1

1. Background: A Lei de Deus. 2

1.1. Significado. 2

1.2. Propósito da Lei 5

1.3. Crentes do NT e a Lei de Deus. 7

2. Significado e Natureza do Pecado. 10

2.1. Pecado Não é Mero (e sem nenhuma culpa ou sem grande culpa): 10

2.2. Pecado É: 10

2.3. Diferença entre "o meu pecado" e "oS meuS pecadoS". 19

3. Provas da Realidade do Pecado. 19

3.1 Na Revelação. 19

3.2. Na Observação Externa. 19

3.3. Na Experiência Pessoal 20

4. Extensão dos Efeitos do Pecado. 20

4.1. Os Céus. 20

4.2. A Terra. 21

5. A Universalidade do Pecado. 21

6. Imputação e Consequências do Pecado (de Adão) sobre a Raça Humana. 26

a. Teoria Pelagiana, Pelagianismo (de Pelagius) 27

b. Teoria Semipelagiana (Arminiana), Semipelagianismo (Arminianismo), Nova Escola Puritana  29

c. Teoria da Imputação do Pecado ser Mediata (através de algo) 31

d. Teoria do Representante Federal 32

e. Teoria da Personalidade Corporativa. 32

f. Teoria da Participação Real, ou da imputação imediata. 33

g. Conclusão. 34

7. Pecado e Consequências Finais - Total Depravidade do Homem.. 35

a. O Fato da Depravidade do Homem.. 35

b. A Total Depravidade do Homem não é: 35

c. A Total Depravidade do Homem é (natureza, grau e extensão): 36

8. Pecado e Consequências Finais - Culpa do Homem.. 37

a. A Culpa do Homem é: 38

b. Graus de Culpa do Homem.. 38

1. Pecados de natureza, versus de atos pessoais e conscientes. 39

2. Pecados de ignorância, versus pecados com conhecimento. 39

3. Pecados de fraqueza, versus pecados de presunção. 40

4. Pecados de incompleta dureza de coração, versus pecados de completa dureza de coração  41

9. Pecado e Consequências Finais - Penalidade do Homem.. 42

a. A Penalidade Final do Homem não é: 42

b. A Penalidade final do Homem é: 43

c. O Caráter da Penalidade final do Homem.. 44

(1) MORTE física. 44

(2) MORTE espiritual 46

(3) MORTE eterna. 47

 




1. Background: A Lei de Deus


1.1. Significado

"A lei de Deus é a expressão da Sua vontade, imposta pelo Seu poder sobre Suas criaturas."

Somos racionais e morais. Portanto, obrigatoriamente, temos que ter uma lei do que é certo e do que é errado, e viver sob esta lei!

A lei de Deus não é:

   . A razão do homem, caso contrário cada homem seria uma lei para si próprio! E não existiria culpa nem sentimento de culpa;
   . A "ordem moral do universo", pois esta é somente uma abstração, e não pode impor obrigação nem infligir penalidade;
   . O que parece visar a felicidade do universo, pois é evidente que o que faz feliz (mesmo à maioria) nem sempre é o que é bom;
   . O que parece visar a felicidade minha, caso contrário a vantagem egoística é que decidiria o certo e o errado.


A lei moral tem que provir de Deus, que é absoluto, infinito, eterno, infalível e imutável em Suas perfeições.

Na Bíblia, a lei de Deus é expressa em centenas de mandamentos cobrindo os mais variados aspectos; e é ajuntada e classificada em 10 categorias nos Dez Mandamentos; e é ainda mais sumariada em Mat 22:37-40.

Mt 22:37 E Jesus lhe disse: "'Amarás [o] Senhor teu Deus com todo o teu coração, e com toda a tua alma, e com toda a tua mente.'    Mt 22:38 Este é [o] primeiro  e grande mandamento.    Mt 22:39 E [o] segundo, semelhante a este, [é]: 'Amarás o teu próximo como a ti mesmo'.    Mt 22:40 Nestes dois mandamentos toda a Lei e os Profetas estão pendurados."


A lei de Deus tem duas formas:

a) Lei incrustada, embutida nas substâncias e forças tanto das criaturas racionais quanto da criação irracional. Subdivide-se em dois tipos:

    a.a) Lei incrustada natural ou física (sobre o universo material) (e.g.: lei da gravidade): Como a necessidade, existência e conteúdo dela não são absolutos, Deus, como Soberano-Legislador, às vezes lhe abre exceções (Seus milagres).
    a.b) Lei incrustada moral (sobre os seres racionais, livres [não robôs]):
Implica: um Soberano-Legislador; súditos racionais, morais e com vontade; obrigação dos súditos obedecerem; poder do Soberano-Legislador para impor a lei; sanções por desobediência.


b) Lei explicitamente promulgada: é a expressão da vontade de Deus em ordenanças publicadas. Incluem:

- Preceitos morais bem definidas, tais como as do Decálogo Êxo 20:1-17 (o NT repete e sanciona todos os 10 mandamentos, exceto o 4º, que é cerimonial, posto que específico para Israel Ex 31:14,16-17; Dt 5:14-15;

    Ex 31:14 Portanto, guardareis o sábado, porque santo [é] para vós outros; aquele que o profanar certamente será morto; porque qualquer que nele fizer [alguma] obra, aquela alma será eliminada do meio do seu povo.    Ex 31:16 Guardarão, pois, o sábado os filhos de Israel, guardando o sábado nas suas gerações [por] aliança perpétua.    Ex 31:17 Entre Mim e os filhos de Israel [será] um sinal para sempre; porque [em] seis dias fez o SENHOR o céu e a terra, e ao sétimo dia cessou [de trabalhar], e deu-Se- repouso."
    Dt 5:14 Mas o sétimo dia [é] o sábado do SENHOR teu Deus; não farás nenhum trabalho [nele], nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu boi, nem o teu jumento, nem animal algum teu, nem o estrangeiro que [está] dentro de tuas portas; para que o teu servo e a tua serva descansem como tu;    Dt 5:15 Porque te lembrarás que foste servo na terra do Egito, e [que] o SENHOR teu Deus te tirou dali com mão forte e braço estendido; por isso o SENHOR teu Deus te ordenou que guardasses o dia de sábado.

- Leis judiciais e civis, culturalmente específica ao antigo Israel: penalidades para vários crimes, regras para transações comerciais, e diretrizes para o tratamento de servos e escravos; e
- Leis cerimoniais, tais como das ofertas Lev 1-7, do sacerdócio Lev 8-10, e da purificação Lev 11-15.


Leis judicias e civis, e leis cerimoniais, não mais se aplicam à dispensação das igrejas locais (embora algumas delas possam ser ilustrativas de bons princípios que podem ser adotados para bem outro que salvação e espiritualidade, como as leis de higiene e sanitarismo.) Gl 2:3; 5:1-6; 1Co 7:17-20; Atos 10:15; Cl 2:16-17.

    Gl 2:3  Mas nem mesmo Tito, que [estava] juntamente- comigo, grego sendo [ele], foi compelido a ser circuncidado; LTT
    Gl 5:1-6
 1 Dentro da liberdade, pois, com que [o] Cristo nos libertou, permanecei vós postados firmes; e não, de novo, a jugo de escravidão sejais vós amarrados. 2 Eis que eu, Paulo, vos digo que, caso [deixeis que] sejais circuncidados, [o] Cristo, a vós, em nada dará proveito. 3 E protesto, de novo, a todo [o] homem [que está] sendo circuncidado, que devedor ele é para a inteira Lei guardar- praticar. 4 Fostes destituídos- de- todos- efeitos provenientes- de- junto- de o Cristo, quaisquer [de vós] que em a lei estais- sendo justificados; da graça descestes- para- fora. 5 Porque *nós*, mediante o Espírito, [e] provenientes- de- dentro- d[a] fé, [a] esperança d[a] justiça estamos aplicadamente- aguardando. 6 Porque, em Cristo Jesus, nem circuncisão tem valor algum, nem incircuncisão, mas [sim a] fé, por- operação- d[o] amor efetivamente- operando.  LTT
    1Co 7:17-20
 17 Mas, do modo  como a cada [um] distribuiu Deus, do modo como a cada [um] tem o Senhor chamado, assim ande [ele]. E assim, em todas as assembleias, ordeno eu.  18 Tendo sido circuncidado foi algum- varão chamado? Não se descircuncide ele. Em incircuncisão foi algum- varão chamado? Não seja ele circuncidado. 19 A circuncisão nada é, e a incircuncisão nada é, mas, sim, a observância dos mandamentos de Deus.  20 Cada um, no chamamento em que foi chamado, neste- mesmo permaneça ele. LTT
    At 10:15
 15 E uma voz [veio] novamente, de uma segunda vez, até ele: "Ao que Deus tornou limpo, *tu* não chames de comum ."  LTT
    Cl 2:16 Não, pois, algum homem vos julgue em [relação ao] comer , ou em [relação ao] beber , ou a respeito de festa , ou lua nova, ou sábadoS,    17 Os quais são uma sombra das coisas [que estão] vindo; mas o corpo  [é] de o Cristo. LTT

(Mas algumas das leis cerimoniais e judiciais-civis voltarão a ser mandatórias durante o Milênio, para os judeus convertidos, ver http://solascriptura-tt.org/EscatologiaEDispensacoes/EscatologiaComVersos-CursoHelio.htm).

Uma lei pode se aplicar:
    - Eternamente, sobre todos, porque enraizada na natureza essencial de Deus Mat 22:37-40; 1Jo 5:21;

    Mt 22:37 E Jesus lhe disse: "'Amarás [o] Senhor teu Deus com todo o teu coração, e com toda a tua alma, e com toda a tua mente.'    Mt 22:38 Este é [o] primeiro  e grande mandamento.    Mt 22:39 E [o] segundo, semelhante a este, [é]: 'Amarás o teu próximo como a ti mesmo'.    Mt 22:40 Nestes dois mandamentos toda a Lei e os Profetas estão pendurados."
    1Jo 5:21
Ó filhinhos, guardai a vós mesmos para- longe- dos ídolos. Amém.

    - Eternamente, sobre todos, porque fundada nas permanentes relações entre os homens em seus presentes estados de existência Rom 13:9; Gál 5:14;

    Rm 13:9 Porque isto: "Não adulterarás", "não matarás", "não furtarás", "não darás falso testemunho", "não cobiçarás"; e (se [] algum outro mandamento) nesta palavra é resumido, nesta: "Amarás ao teu próximo como a ti mesmo."
    Gl 5:14 Porque toda [a] Lei em uma [] palavra é cumprida, [a saber,] nesta: "Amarás ao teu próximo como a ti mesmo."

    - Durante certas condições temporárias ou limitadas: da sociedade Rom 13:1-6 (governante - governado); ou entre certos homens Efé 6:1,5 (relações familiares); ou de certa dispensação ou nação Gál 5:2 (circuncisão); ou de certo grupo de homens Luc 9:3 (apóstolos).

    Rm 13:1 Toda [a] alma, às autoridades acima [de si] submeta a si mesma; porque não há autoridade exceto proveniente- de- junto- de Deus; e aqueles sendo autoridades são [aqueles] por Deus tendo sido ordenados.    Rm 13:2 Assim que, aquele [que está] resistindo à autoridade, à ordenança de Deus tem resistido; e, aqueles [a] tendo resistido, sobre si mesmos receberão condenação.    Rm 13:3 Porque os magistrados não são terror para as boas obras, mas para as más. Queres tu, pois, não temer a autoridade? Aquilo [que é] bom faze tu, e terás louvor proveniente- de- dentro- dela.    Rm 13:4 Porque de Deus serviçal é ela sobre ti, para [o] bem. Caso, porém, aquilo [que é] mau faças, teme, pois não em vão traz ela[consigo] a espada; porque de Deus é ela serviçal, vingadora para [executar] ira para [com] aquele [que está] fazendo aquilo [que é] mau.    Rm 13:5 Portanto, necessário [é] submeter[es] a ti mesmo [à autoridade], não somente por causa [do temor à execução] da ira, mas também por causa da [tua] consciência.    Rm 13:6 Porque, também por esta razão, tributoS pagai  vós: porque prestadoras- de- serviço a Deus são [elas], a isto mesmo continuamente atendendo [elas].
    Ef 6:1 [Vós], os filhos: obedecei vós aos vossos pais (- e- mães), em [o] Senhor, porque isto é justo.
    Ef 6:5 [Vós], os escravos: obedecei vós a[os] [vossos] senhores segundo a carne. [Obedecei-os] com temor e tremor, n[a] unicidade- sinceridade do vosso coração, como a o Cristo;
    Gl 5:2 Eis que eu, Paulo, vos digo que, caso [deixeis que] sejais circuncidados, [o] Cristo, a vós, em nada dará proveito.
    Lc 9:3 E lhes diz: "Nada levanteis- e- carregueis para dentro do [vosso] caminho: nem bordõeS, nem alforje , nem pão, nem dinheiro; nem cada um [de vós] duas túnicas ter.

1.2. Propósito da Lei

1. Negativamente, a lei NÃO foi dada para que homens possam ser salvos Gál 3:21; Rom 8:3.

    Gl 3:21 Logo, [é] a Lei contra as promessas de Deus? Nunca seja assim! Porque, se foi dada uma lei, a qual [está] podendo vivificar, [então] verdadeiramente proveniente- de- dentro- da lei tinha sido a justiça.
    Rm 8:3 Porquanto, o que era impossível à lei (n[o] que ela estava sem forças por causa da carne), Deus, ao Seu próprio Filho havendo enviado em semelhança d[a] carne do pecado ([e] por causa do pecado), condenou o pecado na carne,

As Escrituras que prometem vida por guardar a lei (Lev 18:5.; Nee 9:29; Eze 18:5-9; Mat 19:17; Rom 7:10; 10:5; Gál 3:12) falam ideal e hipoteticamente, isto é, como SE o homem não tivesse nenhuma sombra de natureza carnal e, assim, pudesse sempre e somente cumprir perfeitamente toda a vontade de Deus.

    Lv 18:5 Portanto, os Meus estatutos e os Meus juízos guardareis; os quais, cumprindo-os o homem, viverá por eles. Eu [sou] o SENHOR.
    Ne 9:29 E testificaste contra eles, para que Tu os trouxesses de volta à Tua lei; porém eles se houveram soberbamente, e não deram ouvidos aos Teus mandamentos, mas pecaram contra os Teus juízos, pelos quais o homem que os cumprir viverá; deram um ombro rebelde e que se retira, não dobraram suas nucas, e não quiseram dar ouvidos.
    Ez 18:5 Sendo, pois, o homem justo, e praticando juízo e justiça,    Ez 18:6 Não comendo sobre os montes, nem levantando os seus olhos para os ídolos da casa de Israel, nem contaminando a esposa do seu próximo, nem se chegando a uma mulher na sua menstruação,    Ez 18:7 Não oprimindo a ninguém, tornando ao devedor o seu penhor, a ninguém despojando com violência, dando o seu pão ao faminto, e cobrindo ao nu com roupa,    Ez 18:8 Não dando [o seu dinheiro] à usura, e não tomando nenhum ganho, desviando a sua mão da injustiça, e fazendo verdadeiro juízo entre homem e homem;    Ez 18:9 Andando nos Meus estatutos, e guardando os Meus juízos, e procedendo [segundo] a verdade, o tal [é] justo [e] certamente viverá, diz o Senhor DEUS.
    Mt 19:17 Ele, porém, lhe disse: "Por que Me chamas de bom ? Nenhum homem [é] bom , mas  Um [só o é]: Deus. Se, porém, queres entrar para a vida, preserva- e- obedece aos mandamentos."
    Rm 7:10 E foi achado por mim [que] o mandamento, o qual [foi ordenado] para [a] vida, este [ser] para [a] morte.
    Rm 10:5 Porque Moisés escreve [a respeito d]a justiça que [é] proveniente- de- dentro- da Lei, [dizendo] que: "[Se] havendo praticado estas coisas, [então] o homem viverá dentro delas."
    Gl 3:12 A Lei, porém, não é proveniente- de- dentro- d[a] fé, ademais: "aquele homem havendo feito estes [mandamentos] viverá dentro deles."

 

Mas o homem está total e inescapavelmente escravizado a si mesmo (Rom 6:17; Efé 2:1; ler depois: Rom 7:5,7-8,14-15,19,23-24), à sua natureza carnal, não tem a menor possibilidade de realmente guardar toda a lei de Deus (Rom 8:7), portanto nem vida nem justificação são possíveis pela lei.

    Rm 6:17 Gratidão, porém, [seja expressa] a Deus porque éreis escravos do pecado, mas, provenientes- de- dentro- do coração, obedecestes à forma de doutrina que vos foi entregue  .
    Ef 2:1 E [Ele] a *vós* [vivificou] , estando [vós] mortos nas ofensas e nos pecados
    Rm 7:5 Porque, quando estávamos na carne, as paixões  dos pecados (as quais [são] através da lei) efetivamente- operavam nos nossos membros para o dar[em eles] fruto para a morte.
    Rm 7:7 Que diremos, pois? [É] a lei pecado? Nunca seja assim! Mas o pecado não conheci eu  senão através d[a] lei; porque, também, da concupiscência não tinha eu sido consciente, se a Lei não dizia: "Não cobiçarás."    Rm 7:8 Ocasião, porém, havendo o pecado tomado através do mandamento, operou em mim todo tipo de concupiscência; porquanto sem  [a] lei [o] pecado [estava] morto.
    Rm 7:14 Porque [bem] temos sabido que a lei espiritual é; *eu*, porém,  carnal sou, tendo [eu] sido vendido sob o pecado.    Rm 7:15 Porque o que faço  não o aprovo . Porque não o que quero, isso eu faço. Mas o que aborreço, isso eu faço.
    Rm 7:19 Pois não [o] bem, que quero, eu faço . Mas [o] mal, que não quero, esse faço  eu.
    Rm 7:23 Vejo , porém, uma lei de- diferente- natureza, n[os] meus membros, batalhando contra a lei do meu entendimento e me levando cativo  para a lei do pecado, aquela estando nos meus membros.    Rm 7:24 Ó miserável homem [que] eu [sou]! Quem me livrará para- fora- do corpo desta morte ?
        Rm 8:7 Porquanto o pensar da carne [é] inimizade contra Deus; porque à Lei de Deus ela (a carne) não submete a si mesma, porque nem [mesmo] o pode.


2. Positivamente, a lei foi dada para:
a) intensificar o reconhecimento de sermos pecadores miseráveis (reconhecimento iniciado pela consciência) Rom 3:19-20; 7:7; 7:13;

    Rm 3:19 Ora, nós temos sabido que tudo o que a Lei diz, aos [que estão] dentro da Lei [o] diz, a fim de que toda a boca seja fechada, e culpado  seja todo o mundo diante de Deus.    Rm 3:20 Por causa disso, em- decorrência- d[as] obras d[a] lei não será declarada justificada nenhuma carne debaixo da vista dEle; porque através d[a] lei [vem] [o] pleno- conhecimento d[o] pecado.
    Rm 7:7
Que diremos, pois? [É] a lei pecado? Nunca seja assim! Mas o pecado não conheci eu  senão através d[a] lei; porque, também, da concupiscência não tinha eu sido consciente, se a Lei não dizia: "Não cobiçarás."
    Rm 7:13
Aquilo, pois, [que é] bom, [porventura] tem se tornado em morte para mim? Nunca seja assim! Mas o pecado (a fim de que fosse mostrado [ser ele] pecado), através d[aquilo que é] bom está operando  [a] morte em mim, a fim de que excessivamente pecaminoso o pecado se fizesse, através do mandamento.

b) revelar a santidade de Deus (inclusive: através dos sacrifícios, cerimônias e rituais; do Tabernáculo e suas divisões e objetos; e dos deveres e mediação sacerdotal)  Rom 7:12;

    Rm 7:12 De modo que a lei, em verdade, [é] santa; e o mandamento [é] santo, e justo e bom.

e

c) encaminhar o pecador a Cristo Rom 10:4; Gál 3:24 ("paidagôgos" era escravo que superintendia o filho do patrão dos 7 aos 18 anos de idade, diariamente superintendendo seu vestir, treinando-o em conduta, levando-o ao professor na escola, trazendo-o de volta, etc.)

    Rm 10:4 Porque [o] fim d[a] Lei [é o] Cristo, para [imputar] justiça a todo aquele que está crendo.
    Gl 3:24 De maneira que a Lei [o] nosso tutor- instrutor tem sido para [nos trazer]  até a [o] Cristo, a fim de que, provenientes- de- dentro- da fé, fôssemos declarados justificados.

1.3. Crentes do NT e a Lei de Deus


a. Morrendo, Cristo libertou-nos da maldição e penalidade da lei Gál 3:13;

    Gl 3:13 [O] Cristo nos redimiu para- fora- da maldição produzida- pela  lei, havendo [Ele] sido tornado, para- benefício- e- em- lugar- de nós, uma maldição (porque tem sido escrito: "Maldito [é] todo aquele estando pendurado sobre o madeiro"),

b. Morrendo, Cristo libertou-nos da própria lei Rom 7:4; Efé 2:14-15; Col 2:14;

    Rm 7:4 Assim que, ó meus irmãos, também *vós*, fostes feitos mortos em relação à lei, por- operação- de o corpo de o Cristo, para ser[des] vós com Outro ([a saber,] com Aquele havendo sido ressuscitado para- fora- de- entre [os] mortos) a fim de que demos- fruto para Deus
.
    Ef 2:14 Porque *Ele* é a nossa paz, [é] Aquele havendo feito de ambos [os povos] um [só povo], e o muro intermediário da separação havendo derrubado,    Ef 2:15 A inimizade ([a saber,] a Lei d[os] mandamentos [contidos] em ordenanças) havendo Ele abolido em  Sua carne, a fim de que, [d]os dois  [homens], criasse em Si mesmo um [] novo homem, [assim] fazendo [a] paz,
    Cl 2:14 Havendo Ele riscado a cédula- de- dívida  ([que era] contra nós nas [Suas] ordenanças) a qual nos era contrária, e Ele a tem levantado- e- carregado para- fora- do meio [do caminho], a havendo cravado na cruz.

c. Morrendo, Cristo tornou-se o fim (terminação) da lei para justiça Rom 10:4.

    Rm 10:4 Porque [o] fim d[a] Lei [é o] Cristo, para [imputar] justiça a todo aquele que está crendo.


Fomos libertos tanto das (assim chamadas) "lei cerimonial e lei judicial e civil", quanto da (penalidade da) (assim chamada) "lei moral", pois:
- Foi aquilo "gravado com letras em pedras" (i.é os dez Mandamentos) que foi "transitório", e já passou 2Co 3:7-11;

    2Co 3:7 Se, porém, o encargo- de- servir de- natureza- da morte , em letras tendo sido gravado em pedras, veio em glória, de maneira a os filhos de Israel não poder[em] fitar- os- olhos para a face de Moisés, por causa da glória do seu rosto, a qual [estava] sendo desvanecida,    2Co 3:8 Como não, muito maior, o encargo- de- servir de- natureza- de  o Espírito será em glória?    2Co 3:9 Porque, se o encargo- de- servir de- natureza- da condenação [foi] glória, muito mais excede o encargo- de- servir de- natureza- da justiça, em glória.    2Co 3:10 Porque até mesmo aquilo tendo sido glorificado não tem sido glorificado neste respeito, por causa da glória [que está] superabundando.    2Co 3:11 Porque, se aquilo  sendo desvanecido [veio] mediante glória, muito mais aquilo  [que está] permanecendo [vem] em glória.

 

- Não estamos debaixo do peso da "lei cerimonial" nem de toda a "lei judicial e civil", e nem sequer devemos desejar e procurar obedecê-las. Também não estamos debaixo da penalidade da "lei moral", mesmo que boa e procuremos obedecê-la sem jamais conseguir fazê-lo sempre nem com perfeição.  Mas estamos debaixo da maravilhosa graça de Deus! Rom 6:14; 7:6; Gál 4:30; 5:18.

    Rm 6:14 Porque [o] pecado não terá domínio sobre *vós*, pois [vós] não estais debaixo de lei, mas debaixo d[a] graça.
    Rm 7:6 Agora, porém, fomos desobrigados para- longe- da lei (havendo morrido aquilo  em que éramos retidos), de modo a servir[mos] nós em novidade de espírito, e não n[a] velhice d[a] letra. [morrido para aquilo".]    Gl 4:30 Mas, que diz a Escritura? "Lança fora a jovem escrava e o seu filho, porque de modo nenhum herde, o filho da jovem escrava, [juntamente] com o filho da [mulher]- livre".    Gl 5:18 Se, porém, pel[o] Espírito sois guiados , não estais debaixo de lei.

Somos exortados "    Gl 5:1 Dentro da liberdade, pois, com que [o] Cristo nos libertou, permanecei vós postados firmes; e não, de novo, a jugo de escravidão sejais vós amarrados."

Isto não quer dizer que os nove mandamentos do Decálogo que são fundados no caráter de Deus não tenham, hoje, nenhum valor: investigação cuidadosa revela que cada mandamento exceto o quarto é reafirmado no Novo Testamento. (Mas note que os mandamentos do VT repetidos no NT não o são como preceitos que devemos nos esforçar para guardar para assim sermos justificados / aperfeiçoados / conservados, pois isto seria inútil     Rm 3:20 Por causa disso, em- decorrência- d[as] (suas) obras d[a] lei não será declarada justificada nenhuma carne debaixo da vista dEle (de Deus); porque através d[a] lei (o que) [vem] (é) [o] pleno- conhecimento d[o] pecado.).

Libertação da lei não significa a licenciosidade do antinomianismo: Rm 7:4; 1Co 9:21; Gál 6:2.

    Rm 7:4 Assim que, ó meus irmãos, também *vós*, fostes feitos mortos em relação à lei, por- operação- de o corpo de o Cristo, para ser[des] vós (casados) com Outro ([a saber,] com Aquele havendo sido ressuscitado para- fora- de- entre [os] mortos) a fim de que demos- fruto para Deus.
    1Co 9:21 Para aqueles [que estão] sem Lei, (me fiz) como [se eu mesmo estivesse] sem Lei (não estando [eu] sem lei para com Deus, mas [estando] debaixo da lei para com [o] Cristo), a fim de ganhar aqueles [que estão] sem Lei.
    Gl 6:2 Cada um (de vós) a (cada um de todos) os outros (irmãos) as cargas (destes) levai e, assim, cumpri vós a lei de o Cristo.

   - Conserva teus olhos em Cristo como teu exemplo e mestre. E, pelo Espírito Santo, cumpre a lei de Cristo Rom 8:4; Gál 5:18;

    Rm 8:4 A fim de que a justiça da lei fosse cumprida em nós, aqueles [que] não em obediência à carne [estamos] andando, mas em obediência a [o] Espírito (Santo).
    Gl 5:18 Se, porém, pel[o] Espírito (Santo) sois guiados , não estais debaixo de lei.


   - Libertação da lei não deve resultar em licenciosidade, mas em amor Gál 5:13; ler depois: 1Pe 2:16.

    Gl 5:13 Porque *vós* para [a] liberdade fostes chamados, ó irmãos. Somente não [useis] da liberdade para [dar] ocasião à carne, mas, por- operação- d[o] amor, servi- como- escravos cada um (de vós), a (cada um e todos) os outros (irmãos),.
    1Pe 2:16 Como livres, e não a [vossa] liberdade usando  como [disfarçante] cobertura da malignidade, mas (usando-a) como escravos de Deus;

Recebemos a adoção e natureza de filhos, portanto a mente do Espírito 2Cor 1:22; 5:5; Gál 4:5; Efé 1:14.

    2Co 1:22 O Qual também [é Aquele] nos havendo selado e [nos] havendo dado o penhor de o Espírito (Santo) dentro dos nossos corações.
    2Co 5:5 Ora, Aquele havendo-nos preparado para isto mesmo [é] Deus, Aquele também havendo-nos dado o penhor (constituído) de o [Seu] Espírito.\

    Gl 4:5 Para que, àqueles [que estavam] debaixo da lei, Ele redimisse, a fim de a [prometida] adoção- como- filhos recebermos.
    Ef 1:14 O Qual (Espírito Santo) é [o] penhor da nossa herança, até  redenção da possessão adquirida, para [o] louvor da glória dEle (Deus).


a. Pelo Espírito Santo, fomos libertos da natureza carnal Rom 8:2;

    Rm 8:2 Porque a lei de o Espírito d[a] vida, em Cristo Jesus, me livrou para- longe- da lei do pecado e da morte.

b. Pelo Espírito Santo, somos capacitados e exortados a continuamente matar as obras da carne Gál 5:24;

    Gl 5:24 E, os [que são] de o Cristo, à carne (deles mesmos) crucificaram juntamente- com as paixões  e as concupiscências [dela].

c. Pelo Espírito Santo, somos capacitados e exortados a continuamente produzir o fruto do Espírito Gál 5:22-23; ler depois: Efé 5:9

    Gl 5:22 O fruto, porém, produzido- pelo  Espírito (Santo) é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, autocontrole- moderação (em tudo).    Gl 5:23 Contra tais coisas não há lei.
    Ef 5:9 (Porque o fruto de o Espírito (Santo) [está] em toda [a] bondade, e justiça, e verdade),

2. Significado e Natureza do Pecado


2.1. Pecado Não é Mero
(e sem nenhuma culpa ou sem grande culpa):


a)
Pecado não é mero "Incidentezinho" Rom 5:12 O ato de Adão foi de desobediência consciente e responsável! Terrível! Cada pecado é terrível ofensa a Deus.

    Rm 5:12 Por causa disso, do mesmo modo como por- operação- de um [] homem (Adão) o pecado para dentro do mundo entrou e, através do pecado, [entrou] a morte, também assim a morte atravessou para dentro de todos [os] homens, para o que  todos pecaram.

b) Pecado não é mera "Debilidadezinha" Jer 17:9.

    Jr 17:9 Enganoso [é] o coração, mais do que todas as coisas, e desesperadamente ímpio; quem o poderá conhecer?

c) Pecado não é mera "Ausenciazinha de bem, de retidão" Rom 7:14.

    Rm 7:14 Porque [bem] temos sabido que a lei espiritual é; *eu*, porém,  carnal sou, tendo [eu] sido vendido sob o pecado.

d) Pecado não é mero "Passinho para trás" (imaturidade, falta de desenvolvimento, regressão ou remanescente de características primitivas) 1Jo 3:4.

    1Jo 3:4 Todo aquele que [está] cometendo o pecado  também a transgressão- da- lei  comete; e o pecado é a transgressão- da- lei.

2.2. Pecado É:

"Pecado é o pecador ter rompido relações com (e afastado seu coração de) Deus, o seu Criador; ter-se desviado da vontade do Deus da Bíblia"

Pecado é qualquer "falta de conformidade à lei moral de Deus, quer por ato, disposição, ou estado." (Berkhof).
Provas de que pecado é transgressão da lei de Deus: Rom 7:7-13; Gál 3:10,12; Tia 2:8-12; 1Jo 3:4

    Rm 7:7 Que diremos pois? É a lei pecado? De modo nenhum. Mas eu não conheci o pecado senão pela lei; porque eu não conheceria a concupiscência, se a lei não dissesse: Não cobiçarás.    Rm 7:8 Mas o pecado, tomando ocasião pelo mandamento, operou em mim toda a concupiscência; porquanto sem a lei [estava] morto o pecado.    Rm 7:9 E eu, nalgum tempo, vivia sem lei, mas, vindo o mandamento, reviveu o pecado, e eu morri.    Rm 7:10 E o mandamento que era para vida, achei eu que me [era] para morte.    Rm 7:11 Porque o pecado, tomando ocasião pelo mandamento, me enganou, e por ele [me] matou.    Rm 7:12 E assim a lei [é] santa, e o mandamento santo, justo e bom.    Rm 7:13 Logo tornou-se-me o bom em morte? De modo nenhum; mas o pecado, para que se mostrasse pecado, operou em mim a morte pelo bem; a fim de que pelo mandamento o pecado se fizesse excessivamente maligno.
    Gl 3:10 Todos aqueles, pois, que são das obras da lei estão debaixo da maldição; porque está escrito: Maldito todo aquele que não permanecer em todas as coisas que estão escritas no livro da lei, para fazê-las.    Gl 3:12 Ora, a lei não é da fé; mas o homem, que fizer estas [coisas], por elas viverá.
    Tg 2:8 Todavia, se cumprirdes, conforme a Escritura, a lei real: Amarás a teu próximo como a ti mesmo, bem fazeis.    Tg 2:9 Mas, se fazeis acepção de pessoas, cometeis pecado, e sois redarguidos pela lei como transgressores.    Tg 2:10 Porque qualquer que guardar toda a lei, e tropeçar em um [só ponto], tornou-se culpado de todos.    Tg 2:11 Porque aquele que disse: Não cometerás adultério, também disse: Não matarás. Se tu pois não cometeres adultério, mas matares, estás feito transgressor da lei.    Tg 2:12 Assim falai, e assim procedei, como devendo ser julgados pela lei da liberdade.
    1Jo 3:4 Qualquer que comete pecado, também comete iniquidade; porque o pecado é iniquidade.

Pecado é "qualquer coisa na criatura que não expressa (ou é contrária a) o caráter santo do Criador." (Buswell).
Provas de que Deus é santo e temos que nos conformar à Sua santidade, qualquer milímetro menos que isto é pecado: Lev 19:2; 1Pe 1:15-16.

    Lv 19:2 "Fala a toda a congregação dos filhos de Israel, e dize-lhes: Santos sereis, porque Eu, o SENHOR vosso Deus, [sou] santo.
    1Pe 1:15 Mas, conforme Aquele (Deus) vos havendo chamado [é] santo, também vós mesmos, santos em toda [a vossa] conversação- e- maneira- de- viver , sede vós;    1Pe 1:16 Porquanto tem sido escrito: "Santos sede, porque, *Eu* (Deus), santo sou."

 


Termos bíblicos para pecado e pecar:

Pecado, pecar Gên 18:20; Rom 3:23;

    Gn 18:20 Disse mais o SENHOR: "Porquanto o clamor de Sodoma e Gomorra se tem multiplicado, e porquanto o seu pecado se tem agravado muito,
    Rm 3:23 Porque todos (os homens) pecaram e destituídos estão da glória de Deus,

Desobediência Rom 5:19;

    Rm 5:19 Porque como, através da desobediência do um [] homem (Adão), pecadores foram feitos os muitos, assim também, através da obediência deste [outro] Um [] (Jesus Cristo), justos serão feitos os muitos.

Iniquidade Lev 26:40; Tit 2:14;

    Lv 26:40 Mas, se confessarem a sua iniquidade, e a iniquidade de seus pais, com as suas transgressões com que transgrediram contra Mim; e que também eles andaram contrariamente para coMigo;
    Tt 2:14 O Qual (o Cristo) deu a Si mesmo para- benefício- e- em- lugar- de nós, a fim de que nos resgatasse para- longe- de todo desprezo- às- leis, e purificasse para Si mesmo um povo privativo Seu, zeloso de boas obras.

Transgressão Lv 26:40 (acima); Êxo 23:21; 1Ti 2:14;

    Ex 23:21 Guarda-te diante dEle, e ouve a Sua voz, e não O provoques à ira; porque não perdoará a vossa transgressão; porque o Meu nome [está] nEle.
    1Tm 2:14 E Adão não foi enganado- por- sedução, mas a mulher, havendo ela sido enganada- por- sedução, em transgressão tem caído

Ofensa Efé 2:1;

    Ef 2:1 E [Ele] (Deus) a *vós* [vivificou] , estando [vós] mortos nas ofensas e nos pecados

Ignorância Heb 9:7;

    Hb 9:7 Mas, para- dentro- do segundo (Tabernáculo), uma [] vez a cada ano, sozinho [entra] o sumo sacerdote, não sem sangue, o qual [sangue] ele oferece (em sacrifício) para- benefício- e- em- lugar- de si mesmo, e (também) [em- lugar-] dos pecados- de- ignorância do povo;

Antinominismo  (revolta contra toda lei) Rm 6:1-2; Rm 12:1-2; Mt 22:37-40; 1Jo 2:3-6

    Rm 6:1-2  1 Que diremos, pois? Permaneceremos nós no pecado, a fim de que a graça seja mais abundante? 2 Nunca seja assim! Nós, os que (já no passado) morremos para o pecado, como ainda viveremos nele? LTT
     Rm 12:1-2  1 Rogo-vos, pois, ó irmãos, [que], por causa das compaixões de Deus, [estejais a] apresentar os vossos próprios corpos em sacrifício [que está] vivendo, santo, [e] agradável a Deus; [este é] o vosso culto com- empenho- da razão .  2 E não sede vós conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento , para vós examinar[des]- e- aprovar[des] (discernindo) qual [é] a boa, e agradável, e perfeita vontade de Deus:  LTT
    Mt 22:37-40  37 E Jesus lhe disse: "'Amarás [o] Senhor teu Deus com todo o teu coração, e com toda a tua alma, e com toda a tua mente.' 38 Este é [o] primeiro  e grande mandamento.  39 E [o] segundo, semelhante a este, [é]: 'Amarás o teu próximo como a ti mesmo'. 40 Nestes dois mandamentos toda a Lei e os Profetas estão pendurados."  LTT
    1Jo 2:3-6  3 E nisto sabemos que O temos conhecido (a o Cristo): caso aos Seus mandamentos preservemos- e- obedeçamos. 4 Aquele [que está] dizendo: "Eu O tenho conhecido", e [que] aos Seus mandamentos não [está] preservando- e- obedecendo, mentiroso é, e dentro dele a Verdade não está. 5 Todo- e- qualquer- homem, porém, que preserve- e- obedeça à Sua Palavra (Escrita), verdadeiramente nele (naquele homem) o amor de Deus tem sido aperfeiçoado. Nisto estamos conhecendo que nEle (o Cristo) nós estamos. 6 Aquele [que está] dizendo nEle habitar deve, do- mesmo- modo- como *Ele* (o Cristo) andou, também ele mesmo andar. LTT

 

Impiedade Pro 11:31;

    Pv 11:31 Eis que o justo recebe na terra a retribuição; quanto mais o ímpio e o pecador!

Descrença  Rom 11:20;

    Rm 11:20 [Está] bem! Em razão d[a] incredulidade (deles) eles foram arrancados- fora, e *tu*, em razão d[a] (tua) fé, tens estado em pé. Não te ensoberbeças, mas teme.

Injustiça 1Jo 1:9; Dt 25:16;

    1Jo 1:9 Caso confessemos os nossos pecados, fiel Ele (Deus) é, e justo, de modo a nos perdoar os pecados e nos purificar para- longe- de toda injustiça.
    Dt 25:16 Porque abominação [é] ao SENHOR teu Deus todo aquele que faz isto, todo aquele que fizer injustiça.

Profanidade e irreligiosidade 1Ti 1:9. [Profanidade = oposto a santidade; i.é, união com os pecado e mundo e Diabo] 

    1Tm 1:9 Tendo [nós] sabido isto: que [a] lei não está posta para [o] [homem] justo, mas para [os] [homens] desprezadores- da- lei e insubordinados, para [os homens] irreverentes- para- com- Deus e para pecadores, para [os] [homens] contrários- à- santidade e para [os homens] profanos, para [os] parricidas e para [os] matricidas, para [os] homicidas,


2.2.1.
Pecado é O Não Desobrigar-se dos Deveres para com Deus. Pecado é:

a) Estar destituído da glória de Deus Rom 3:23.

    Rm 3:23 Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus;

b) Omissão do dever Tia 4:17. Mesmo se fosse possível nunca termos praticado nada de mal (tudo o proibido na Bíblia), ainda seríamos pecadores por não fazermos todo o bem que poderíamos fazer!

    Tg 4:17 Aquele, pois, que sabe fazer o bem e não o faz, comete pecado.

c) Distanciamento espiritual Jer 14:7; ler depois: Isa 59:1,2

    Jr 14:7 Posto que as nossas maldades testificam contra nós, ó SENHOR, age por amor do teu nome; porque as nossas rebeldias se multiplicaram; contra ti pecamos.
    Is 59:1 EIS que a mão do SENHOR não está encolhida, para que não possa salvar; nem agravado o seu ouvido, para não poder ouvir.    Is 59:2 Mas as vossas iniquidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o [seu] rosto de vós, para que não vos ouça.

2.2.2. Pecado é A Atitude Errada contra a Pessoa de Deus. Pecado é:

a) Desígnios insensatos, contrários à vontade de Deus Pro 24:9.

    Pv 24:9 O pensamento do tolo é pecado, e abominável aos homens é o escarnecedor.

b) Orgulho e arrogância, que são contrários à vontade de Deus Pro 21:4.

    Pv 21:4 Os olhos altivos, o coração orgulhoso e a lavoura dos ímpios é pecado.

c) Murmurações contra Deus Núm 21:7; ler depois: Lev 24:15-16; 1Co 10:10-11; Judas 1:16.

    Nm 21:7 Por isso o povo veio a Moisés, e disse: Havemos pecado, porquanto temos falado contra o SENHOR e contra ti; ora ao SENHOR que tire de nós estas serpentes. Então Moisés orou pelo povo.
    Lv 24:15 E aos filhos de Israel falarás, dizendo: Qualquer que amaldiçoar o seu Deus, levará sobre [si] o seu pecado.    Lv 24:16 E aquele que blasfemar o nome do SENHOR, certamente morrerá; toda a congregação certamente o apedrejará; assim o estrangeiro como o natural, blasfemando o nome [do] SENHOR, será morto.
    1Co 10:10 E não murmureis, como também alguns deles murmuraram, e pereceram pelo destruidor.    1Co 10:11 Ora, tudo isto lhes sobreveio [como] figuras, e estão escritas para aviso nosso, para quem [] são chegados os fins dos séculos.
    Jd 1:16 Estes são murmuradores, queixosos da sua sorte, andando segundo as suas concupiscências, e cuja boca diz [coisas] mui arrogantes, admirando as pessoas por causa do interesse.

d) Blasfêmia contra o Espírito Santo Mar 3:29 Blasfêmia = detratação, calúnia, vituperação.

    Mc 3:29 Qualquer, porém, que blasfemar contra o Espírito Santo, nunca obterá perdão, mas será réu do eterno juízo

2.2.3. Pecado é A Ação Errada, Contrária à Vontade de Deus.  Pecado é:

a) Condescendência, quando "em dúvida" Rom 14:23; ler depois: Rom 14:19-22;1Jo 3:18-22.

    Rm 14:23 Mas aquele que tem dúvidas, se come está condenado, porque não come por fé; e tudo o que não [é] de fé é pecado.
    Rm 14:19 Sigamos, pois, as [coisas] que [servem] para a paz e para a edificação de uns para com os outros.    Rm 14:20 Não destruas por causa da comida a obra de Deus. É verdade que tudo é limpo, mas mal vai para o homem que come com escândalo.    Rm 14:21 Bom [é] não comer carne, nem beber vinho, nem fazer [outras coisas] em que teu irmão tropece, ou se escandalize, ou se enfraqueça.    Rm 14:22 Tens tu fé? Tem[-na] em ti mesmo diante de Deus. Bem-aventurado aquele que não se condena a si mesmo naquilo que aprova.
    1Jo 3:18 Meus filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas por obra e em verdade.    1Jo 3:19 E nisto conhecemos que somos da verdade, e diante dele asseguraremos nossos corações;    1Jo 3:20 [Sabendo] que, se o nosso coração [nos] condena, maior é Deus do que o nosso coração, e conhece todas [as coisas].    1Jo 3:21 Amados, se o nosso coração não nos condena, temos confiança para com Deus;    1Jo 3:22 E qualquer coisa que lhe pedirmos, dele a receberemos, porque guardamos os seus mandamentos, e fazemos o que é agradável à sua vista.

b) Rebeldia e obstinação 1Sa 15:23.

    1Sm 15:23 Porque a rebelião [é como] o pecado de feitiçaria, e o porfiar [é como] iniquidade e idolatria. Porquanto tu rejeitaste a palavra do SENHOR, ele também te rejeitou a ti, para que não [sejas rei].

c) Desobediência Jer 3:25, desafio aberto, insubordinação contra o Soberano.

    Jr 3:25 Deitemo-nos em nossa vergonha; e cubra-nos a nossa confusão, porque pecamos contra o SENHOR nosso Deus, nós e nossos pais, desde a nossa mocidade até o dia de hoje; e não demos ouvidos à voz do SENHOR nosso Deus.

d) Transgressão da lei (ver seção "Background: A Lei de Deus") 1Jo 3:4; (ler no início de "2.2. Pecado é": Rom 7:7-13; Gál 3:10,12; Tia 2:8-12; 1Joã 3:4).

    1Jo 3:4 Todo aquele que [está] cometendo o pecado  também a transgressão- da- lei  comete; e o pecado é a transgressão- da- lei .

2.2.4. Pecado é A Ação Errada, contra os Homens. Pecado é:

a) Acepção de pessoas Tia 2:9; ler depois Tia 2:1-4.

    Tg 2:9 Se, porém, fazeis acepção de pessoas, [então] pecado cometeis, sendo condenados, pela Lei, como transgressores.
    Tg 2:1 Ó irmãos meus, não em acepção de pessoas tenhais a Fé (a respeito) DE  o nosso Senhor Jesus Cristo ([o Senhor] da glória).    Tg 2:2 Porque se entrar para a vossa sinagoga  um varão com anéis de ouro [e] em trajes preciosos, e entrar também um varão pobre em sórdido  traje,    Tg 2:3 E atentardes [com favor] para o [que está] usando o traje precioso, e lhe disserdes: "Tu, assenta-te aqui em [local de] honra," e ao pobre disserdes: "Tu, fica tu ali em pé", ou "Assenta-te aqui abaixo do meu escabelo ,"    Tg 2:4 Então[, porventura,] não fizestes vós discriminação dentro de vós mesmos, e vos fizestes juízes com- natureza- de  pensamentos maus?

b) Toda iniquidade (ausência de justiça) 1Jo 5:17. O pecado é sempre contra Deus.

    1Jo 5:17 Toda [a] iniquidade pecado é, mas há pecado [que] não [conduz] em direção à morte).

c) Desprezo ao semelhante Pro 14:21

    Pv 14:21 O que despreza ao seu próximo peca, mas o que se compadece dos humildes [é] bem-aventurado.

Deus ordena: "amarás o teu próximo como a ti mesmo".

2.2.5. Pecado é A Atitude Errada contra Jesus Cristo (Incredulidade). Pecado é:

a) Não crer (do modo Bíblico) Joã 16:8-9. A incredulidade é a raiz da qual se originam todos os demais pecados. O pecado exclui Deus da alma; e, se a alma persistir no pecado, será eternamente excluída de Deus.

    Jo 16:8 E (o Consolador- Ajudador), (depois de) havendo Ele vindo, repreenderá o mundo concernente a[o] pecado, e concernente à justiça, e concernente a[o] julgamento.    Jo 16:9 Concernente a[o] pecado, porque, em verdade, eles não creem para dentro de Mim;

2.2.6. Pecado é A Tendência Natural para o Erro

Rom 7:15-17; ler depois: Rom 8:7; 1Jo 1:8; Jer 13:23.

    Rm 7:15 Porque o (mal) que faço  não o aprovo . Porque não o (bem) que quero, isso eu faço. Mas o (mal) que aborreço, isso eu faço .    Rm 7:16 Se, porém, aquilo (o mal) que não quero  isso faço , declaro- em- concordância- com a Lei: que [ela é] boa.    Rm 7:17 Agora, então, não mais [sou] *eu* [que] faço isto, mas aquilo habitando  em mim: pecado
    Rm 8:7 Porquanto o pensar da carne [é] inimizade contra Deus; porque à Lei de Deus ela (a carne) não submete a si mesma, porque nem [mesmo] o pode.
    1Jo 1:8 Se dissermos que pecado não temos (nenhum), a nós mesmos estamos enganando- fazendo- extraviar, e a Verdade não está em nós.
    Jr 13:23 [Porventura] pode o Cuxita mudar a sua pele, ou o leopardo as suas manchas? Então podereis vós fazer o bem, sendo acostumados a fazer o mal.

2.2.7. Pecado é Um tipo específico de mal

- Deus criou [um tipo de] mal no sentido apenas físico (doença, morte, inundação, terremoto, seca, feras, etc.), como parte da punição pelo pecado de Adão. Isa 45:7; 54:16.

    Is 45:7 Eu formo a luz, e crio as trevas; Eu faço a paz, e crio o mal ; Eu, o SENHOR, faço todas estas [coisas].
    Is 54:16 Eis que Eu criei o ferreiro, que assopra as brasas no fogo, e que produz a ferramenta para a sua obra; também criei o assolador, para destruir.

- Mas o pecado do homem é o mal moral; portanto, o mal daqueles que, mentalmente, são totalmente incapazes, não é pecado (mas só Deus sabe com certeza quem são eles ...).

- Sendo racional, o homem sabe que pecou e tornou-se culpado e corrompido. Sabe-o universalmente. E sabe-o particularmente, quando é / faz o que não devia, ou quando não é / não faz o que devia.

2.2.8. Pecado é um princípio ou natureza (a raiz) Rom 7:23; 8:2; como também é um ato ou conduta (os frutos consequentes inevitáveis) Gl 5:19-21; ou falta de um ato ou conduta Tg 4:17 ou pensamento e intenção Sl 19:13.

    Rm 7:23 Vejo , porém, uma lei de- diferente- natureza, n[os] meus membros, batalhando contra a lei do meu entendimento e me levando cativo  para a lei do pecado, aquela estando nos meus membros.
    Rm 8:2 Porque a lei de o Espírito d[a] vida, em Cristo Jesus, me livrou para- longe- da lei do pecado e da morte.
    Gl 5:19 Ora, manifestas são as obras da carne, as quais são: adultério, fornicação , impureza, lascívia,    Gl 5:20 Idolatria, feitiçaria , inimizades, porfias, emulações , iras, pelejas, facções, heresias ,    Gl 5:21 Invejas, homicídios, bebedices, folias próprias do álcool, e [coisas] semelhantes a estas, [a respeito d]as quais vos declaro de antemão (assim como também antes vos disse) que aqueles [que] tais coisas [estão] cometendo [o participar no] reinar de Deus não herdarão.
    Tg 4:17 Portanto, para [aquele] tendo sabido [o] bem fazer e não [o] fazendo, pecado para ele [isto] é.
    Sl 19:13 Também [dos pecados] da soberba guarda o Teu servo, para que se não tenham domínio sobre mim. Então [serei] sincero, e ficarei limpo de grande transgressão.

 

2.2.9. Pecado inclui corrupção (da natureza humana, 2Pe 2:1; Rom 5:19; Rom 5:12; Efé 2:3; Jó 14:4; 15:14; Sal 51:5) e também culpa (ante a lei) Sl 69:5; Tg 2:10

    2Pe 2:1 Mas houve também falsos profetas no meio do povo, como também no meio de vós haverá falsos professores- mestres, os quais encobertamente- ao- seu- lado- trarão- para- dentro heresias  de perdição, até- mesmo Àquele Dono- e- Senhor os havendo comprado negando, trazendo [eles] sobre si mesmos repentina destruição;
    Rm 5:19 Porque como, através da desobediência do um [] homem (Adão), pecadores foram feitos os muitos, assim também, através da obediência deste [outro] Um [] (Jesus Cristo), justos serão feitos os muitos.
    Rm 5:12 Por causa disso, do mesmo modo como por- operação- de um [] homem (Adão) o pecado para dentro do mundo entrou e, através do pecado, [entrou] a morte, também assim a morte atravessou para dentro de todos [os] homens, para o que  todos pecaram
.
    Ef 2:3 Entre os quais também, *nós* todos, em tempos passados mantivemos- conversação- e- maneira- de- viver  nos desejos da nossa carne, fazendo os desejos da carne e dos pensamentos; e éramos, por natureza, filhos d[a] ira, como também (o são) os demais [homens].
    Jó 14:4 Quem do imundo tirará o puro? Ninguém.
    Jó 15:14 Que [é o] homem, para que seja puro? E [o que] nasce da mulher, para ser justo?
    Sl 51:5 Eis que em iniquidade fui formado, e em pecado me concebeu minha mãe.
    Sl 69:5 Tu, ó Deus, bem conheces a minha estultice; e os meus pecados não Te [são] encobertos.
    Tg 2:10 Porque quem quer que à inteira Lei preservará- e- obedecerá, mas [que] tropeçará em um só [ponto] (dela), tem- se tornado de todos (os pontos da Lei) culpado.

2.2.10. Pecado é, essencialmente, amar a si próprio acima de tudo e de todos (acima de Deus e das outras pessoas) Is 14:13-14; Pv 6:16-18; Pv11:2. Em vindo a soberba, virá também a afronta; mas com os humildes [está] a sabedoria

    Is 14:13 E tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu, acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono, e no monte da congregação me assentarei, aos lados do norte.    Is 14:14 Subirei sobre as alturas das nuvens, e [serei] semelhante ao Altíssimo.
    Pv 6:16 Estas seis [coisas] o SENHOR odeia, e a sétima a sua alma abomina:    Pv 6:17 Olhos altivos, língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente,    Pv 6:18 O coração que maquina pensamentos perversos, pés que se apressam a correr para o mal,    Pv 6:19 A testemunha falsa [que] profere mentiras, e o que semeia contendas entre irmãos.
    Pv 11:2 Em vindo a soberba, virá também a afronta; mas com os humildes [está] a sabedoria

Exemplos de se amar a Deus e ao próximo mais que a nós mesmos: Fp 2:7; Mt 26:39; Fp 2:3-4; Rm 12:10; Pv 11:2; 1Pe 5:6; Mt 23:12

    Fp 2:7 Contudo, a Si mesmo fez de nenhuma reputação , perfil  de escravo havendo Ele tomado (sobre Si), n[a] semelhança  de homens havendo Ele Se tornado;
    Mt 26:39
E, havendo Ele ido um pouco mais adiante, prostrou-se sobre [o] Seu rosto, orando e dizendo: "Ó Meu Pai, se possível é, passa para longe de Mim  este cálice; no entanto, não [seja] como *Eu* quero, mas como *Tu* [queres]."
    Fp 2:3 Nada [façais] segundo contenda ou [segundo] vanglória, mas em humildade- no- pensar; cada um (de vós) considerando (cada um de todos) os outros (irmãos) [como] sendo superiores a si mesmo.    Fp 2:4 Não (somente) pelo que é seu próprio [bem], cada um (de vós) observai- em- minúcias- e- tomando- cuidados – mas também, cada qual (de vós), pelo [bem] dos outros (irmãos).
   Rm 12:10
No amor- de- irmãos, cada um (de vós) [sendo] afetuosos em- relação- a (cada um de todos) os outros (irmãos); no [dar] honra, cada um (de vós) a (cada um de todos) os outros (irmãos) dando preferência;
    1Pe 5:6 Sede, pois, tornados humilhados debaixo da poderosa mão de Deus, a fim de que Ele vos exalte n[o devido] tempo,
    Mt 23:12 E, quem quer que exaltar a si mesmo, será humilhado; e, quem quer que a si mesmo se humilhar, será exaltado.

2.2.11. Omitir-se de fazer o que a lei ordena é pecado, tanto quanto cometer o que ela proíbe. Há pecados de omissão como os há de comissão Tia 4:17; Rom 14:23.

    Tg 4:17 Portanto, para [aquele] tendo sabido [o] bem fazer e não [o] fazendo, pecado para ele [isto] é.
    Rm 14:23 Aquele (irmão) , porém, tendo dúvidas , [ele], se comer, tem (então) sido condenado, porque não [come] proveniente- de- dentro- de fé : e tudo o que não [é] proveniente- de- dentro- de fé pecado é.

2.2.12. Falhar em um ponto é ser culpado do todos Gál 3:10; Tia 2:10.

    Gl 3:10 Porque tantos quantos provenientes- de- dentro- d[as] obras d[a] lei são, debaixo d[a] maldição estão. Porque tem sido escrito: "Maldito [é] todo aquele que não permanece em TODAS as coisas, aquelas tendo sido escritas no livro- rolo da Lei, para as fazer."
    Tg 2:10 Porque quem quer que à inteira Lei preservará- e- obedecerá, mas [que] tropeçará em um só [ponto] (dela), tem- se tornado de TODOS (os pontos da Lei) culpado.

Só é necessário quebrar um dos mandamentos de Deus para ser totalmente culpado aos Seus olhos.

2.2.13. Ignorância de uma lei não desculpa o homem Luc 12:47-48.

    Lc 12:47 E o escravo, aquele havendo sabido a vontade do seu senhor e não havendo-[se] aprontado nem havendo feito conforme a vontade dele (o seu senhor), será batido com MUITOS [açoites];    Lc 12:48 Aquele (outro escravo), porém, não [a] havendo sabido (a vontade do seu senhor) e havendo feito [coisas] dignas de açoites, será batido com POUCOS [açoites]. A todo aquele, porém, a quem muito foi dado, muito será requerido de- ao- lado- dele; e a quem muito [lhe] confiaram, muito mais será pedido dele.

Ignorância pode diminuir a penalidade quanto ao grau, mas não quanto às suas certeza e duração.

 

2.2.14. Desde que a lei de Deus tem que expressar Sua santidade como o ÚNICO padrão para Suas criaturas (como poderia Ele ser santo se condescendesse em dar padrões menos que perfeitos para seres menos que perfeitos?): [a responsabilidade de obedecermos a lei não implica que tenhamos, hoje, a capacidade de fazê-lo Rm 8:7, e] termos (ou não) a capacidade de obedecer a lei não pode ser a medida de termos (ou não) a obrigatoriedade de fazê-lo, nem pode ser o decididor de se alguém é (ou não) pecador. Capacidade de guardar a lei não é essencial para fazer do seu descumprimento um pecado Lv 5:17; Ec 7:20. Ademais, cada homem foi criado capaz (dentro da criação de Adão Gn 2:17), o fato do homem ser hoje incapaz decorre de ter tomado parte em um terrível pecado, o de Adão Rm 5:12.

    Rm 8:7 Porquanto o pensar da carne [é] inimizade contra Deus; porque à Lei de Deus ela (a carne) não submete a si mesma, porque nem [mesmo] o pode.
    Lv 5:17 E, se alguma alma pecar, e fizer, [contra] algum dos mandamentos do SENHOR, aquilo que não se deve fazer, ainda que [o] não soubesse, contudo [será] ela culpada, e levará a sua iniquidade;
    Ec 7:20 Na verdade [que] não [] homem justo sobre a terra, que faça o bem, e nunca peque.
    Gn 2:17 Mas, da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás."
    Rm 5:12 Por causa disso, do mesmo modo como por- operação- de um [] homem (Adão) o pecado para dentro do mundo entrou e, através do pecado, [entrou] a morte, também assim a morte atravessou para dentro de todos [os] homens, para o que  todos pecaram.

2.2.15. A percepção, o sentimento de culpa não é necessário ao fato do pecado. O padrão moral do homem pode ser tão baixo e sua consciência tão cauterizada, que não lhe resta praticamente nenhum sentimento de ser pecador, mas isto não remove o fato de ser culpado do seu pecado. 1Tm 4:1-2; Rm 1:21,24; Ob 1:3; Dn 5:20-21; Pv 14:12.

    1Tm 4:1 Mas o Espírito (Santo) expressamente diz que, n[os] últimos tempos, se apartarão alguns [homens] de a Fé , dando atenção a espíritos enganadores e [a] doutrinas procedentes- de  demônios;    1Tm 4:2 Em hipocrisia de [homens] faladores- de- mentiras, tendo sido cauterizados- com- ferro- em- brasa [quanto à] própria consciência deles;
   Rm 1:21
Porquanto, havendo eles conhecido a o Deus, não como [o] Deus [O] glorificaram, nem [Lhe] expressaram [toda a] gratidão, mas foram tornados vazios dentro dos seus discursos- de- arrazoado- lógico, e foi entenebrecido o sem- entendimento coração deles.    Rm 1:24 Por causa disso, também Deus os abandonou (dentro das concupiscências dos seus próprios corações) para dentro de imundícia, para desonrar[em] os seus próprios corpos entre eles mesmos,
   Ob 1:3
A soberba do teu coração te enganou, ó tu que habitas nas fendas das rochas, cuja habitação é elevada; aquele que diz no seu coração: Quem me derrubará em terra?
    Dn 5:20 Mas quando o seu coração se exaltou, e o seu espírito se endureceu em soberba, foi derrubado do seu trono real, e tomaram dele a [sua] glória.    Dn 5:21 E foi expulso de entre os filhos dos homens, e o seu coração foi feito semelhante ao dos animais, e a sua morada [foi] com os jumentos monteses; fizeram-no comer grama como os bois, e do orvalho do céu foi molhado o seu corpo, até que conheceu que Deus, o Altíssimo, tem domínio sobre o reino dos homens, e a quem Ele quer constitui sobre ele.
    Pv 14:12 Há um caminho [que] ao homem [parece] direito, mas o fim dele [são] os caminhos da morte.

2.3. Diferença entre "o meu pecado" e "oS meuS pecadoS"

Paulo sempre faz uma diferença entre o meu pecado (singular) e os meus pecados (plural) (cheque em todo Novo Testamento).

Meu pecado (singular, pecaminosidade inerente) é a raiz de tudo de mal que eu sou e faço, é a minha natureza corrompida, que eu recebi de Adão; mas meus pecados (plural) são os muitos frutos que são consequências inevitáveis da minha natureza corrompida.

O pecado de Adão inevitavelmente fez com que ele passasse a ter natureza depravada; mas conosco é ao contrário: é nossa natureza depravada que inevitavelmente nos faz ser pecadores, cometer pecados. O homem peca porque é pecador, ao invés de ser pecador porque peca.

Deus não lidará favoravelmente com o homem, concernente seus pecados (os frutos), até que este lhe permita tratar sua natureza pecaminosa (a raiz). Não há cura externa para tumores que não passe pela purificação do sangue infectado.
Analise bem Rom 3:23.

    Porque TODOS (os homens) pecaram e destituídos estão da glória de Deus,

3. Provas da Realidade do Pecado

 

3.1 Na Revelação

Rom 3:23; Rom 5:12; ler depois: Gál 3:22; Ecl 7:20.

    Rm 3:23 Porque todos (os homens) pecaram e destituídos estão da glória de Deus,
    Rm 5:12 Por causa disso, do mesmo modo como por- operação- de um [] homem (Adão) o pecado para dentro do mundo entrou e, através do pecado, [entrou] a morte, também assim a morte atravessou para dentro de todos [os] homens, para o que  todos pecaram.
    Gl 3:22 Mas a Escritura juntamente- fechou- circundou tudo debaixo de pecado, a fim de que a promessa proveniente- de- dentro- da fé (a respeito) EM  Jesus Cristo fosse dada àqueles [que estão] crendo .
    Ec 7:20 Na verdade [que] não [] homem justo sobre a terra, que faça o bem, e nunca peque.

3.2. Na Observação Externa

Só um cego, surdo e isolado do mundo não vê a realidade do pecado.

 

3.3. Na Experiência Pessoal

Isa 6:5; ler depois: 1Ti 1:15; Jos 7:20; Jer 17:1; Luc 5:8; Jó 40:4

    Is 6:5 Então disse eu: Ai de mim! Pois [estou] acabado; porque [sou] um homem de lábios impuros, e habito no meio de um povo de impuros lábios; e os meus olhos viram o Rei, o SENHOR dos Exércitos!
    1Tm 1:15 Fiel [é] esta Palavra , e de toda aceitação [é] digna: que Cristo Jesus veio para dentro do mundo [para] pecadores salvar, dos quais [o] principal sou *eu*;
    Js 7:20 E respondeu Acã a Josué, e disse: Verdadeiramente pequei contra o SENHOR Deus de Israel, e fiz assim e assim.
    Jr 17:1 "O pecado de Judá [está] escrito com [um] ponteiro de ferro, com ponta de diamante, gravado sobre a tábua do seu coração e sobre as pontas- em- forma- de- chifre dos vossos altares;
    Lc 5:8 E Simão Pedro, havendo visto [isto,] prostrou-se diante dos joelhos de Jesus, dizendo: "Retira-Te para longe de mim, porque um varão pecador eu sou, ó Senhor!"
    Jó 40:4 Eis que [sou] vil; que Te responderia eu? Ponho a mão na minha boca.

4. Extensão dos Efeitos do Pecado


4.1. Os Céus

Satanás, demônios: Efé 6:11-12; ler depois: Isa 14:12-15; Jó 1:6; Zac 3:1; Luc 10:18; Apo 12:7-9. 

    Ef 6:11 Revesti-vos de toda a completa armadura de Deus, para poder[des] vós estar firmes contra as astutas- ciladas do Diabo.    Ef 6:12 Porque  não é para nós, a luta , (como sendo particularmente) contra [o] sangue e [a] carne, mas (sim) contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes- mundiais da treva deste mundo, contra os [poderes] espirituais do mal, nas altas [regiões] .
    Is 14:12
Como caíste desde o céu, ó lúcifer, filho da manhã! [Como] foste cortado - abaixo até à terra, tu que debilitavas as nações!    Is 14:13 E tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu, acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono, e no monte da congregação me assentarei, aos lados do norte.    Is 14:14 Subirei sobre as alturas das nuvens, e [serei] semelhante ao Altíssimo.    Is 14:15 E contudo levado [serás] ao inferno, ao mais profundo do abismo.
    Jó 1:6
E num dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o SENHOR, veio também Satanás [«Adversário»] entre eles.
    Zc 3:1 E ele (o anjo) mostrou-me o sumo sacerdote Josué, o qual [estava] diante do Anjo do SENHOR, e Satanás postava-se à mão direita dele (de Josué), para se lhe opor.
    Lc 10:18 Disse-lhes Ele, porém: "Eu estava- observando Satanás, como um raio havendo [ele] caído para- fora- do céu.
    Ap 12:7 E houve guerra no céu. Miguel e os seus anjos guerrearam contra o dragão; e o dragão guerreou, e os seus anjos,    Ap 12:8 Mas não prevaleceram, nem mais [o] lugar deles foi achado no céu.    Ap 12:9 E foi lançado- fora o grande dragão (O antigO Serpente, aquele [que está] sendo chamado de o Diabo  e [chamado de] o Satanás , aquele [que está] enganando- fazendo- extraviar o mundo inteiro). Ele foi lançado para dentro da terra. E os seus anjos foram com ele lançados.

4.2. A Terra

4.2.1. O Reino Vegetal: Cardos, abrolhos, espinhos Gên 3:17-18; Isa 55:13 

    Gn 3:17 E disse a Adão: "Porquanto deste ouvidos à voz de tua esposa, e comeste da árvore de que te ordenei, dizendo 'Não comerás dela', maldita [é] a terra por causa de ti; com dor comerás [d]ela todos os dias da tua vida.    Gn 3:18 Também te produzirá espinhos e cardos; e comerás a erva do campo.
[Referindo-se ao Milênio:]    Is 55:13 Em lugar do espinheiro crescerá a faia, e em lugar da sarça crescerá a murta; o que [será] para o SENHOR por nome, e por sinal eterno, [que] nunca perecerá.

4.2.2. O Reino Animal: Ferocidade, nocividade Gên 9:1-3; Isa 11:6-9

    Gn 9:1 E Deus abençoou a Noé e a seus filhos, e disse-lhes: "Frutificai, e multiplicai-vos, e enchei a terra.    Gn 9:2 E o temor de vós e o pavor de vós virão sobre todo o animal da terra, e sobre toda a ave do ar, sobre tudo o que se move [sobre] a terra, e sobre todos os peixes do mar; eles são entregues nas vossas mãos.    Gn 9:3 Tudo quanto se move, que [é] vivente, [será para] vosso mantimento; como vos tenho dado a erva verde, tudo vos tenho dado [agora].
[Referindo-se ao Milênio:]   Is 11:6 E morará o lobo com o cordeiro, e o leopardo com o cabrito se deitará, e o bezerro, e o jovem leão e o animal cevado [estarão] juntos, e um menino pequeno os guiará.    Is 11:7 A vaca e a ursa pastarão juntas, seus filhos se deitarão juntos, e o leão comerá palha como o boi.    Is 11:8 E a criança de peito deleitar-se em brincadeiras sobre a toca da áspide, e a criança desmamada colocará a sua mão na cova da [venenosa cobra] basilisco.    Is 11:9 Não se fará mal nem dano algum em todo o Meu santo monte, porque a terra se encherá do conhecimento do SENHOR, como as águas cobrem o mar.

4.3. A Raça Humana (ver "5. A Universalidade do Pecado", abaixo)

5. A Universalidade do Pecado


a) TODOS pecaram. Todo e cada homem é, inerentemente, um miserável pecador Rom 3:10,23; ler depois: 1Rs 8:46; Pro 20:9; Ecl 7:20; Luc 11:13; Rom 3:12; Gál 3:10,22; Tia 3:2. Ver também Sal 14:2-3; Isa 53:6; 1Jo 1:8-10.

    Rm 3:10 Como tem sido escrito: "Não há um justo, nem mesmo um [].
    Rm 3:23 Porque TODOS (os homens) pecaram e destituídos estão da glória de Deus,
    1Rs 8:46 Se pecarem contra Ti (pois não [] homem que não peque), e Tu Te indignares contra eles, e os entregares às [mãos do] inimigo, de modo que os que os cativaram os levem em cativeiro para a terra do inimigo, [quer] longe ou perto [esteja],
    Pv 20:9 Quem poderá dizer: Purifiquei o meu coração, limpo [estou] de meu pecado?
    Ec 7:20 Na verdade [que] não [] homem justo sobre a terra, que faça o bem, e nunca peque.
[os discípulos e apóstolos eram maus]    Lc 11:13 Se *vós*, pois, maus sendo, tendes sabido boas dádivas dar aos vossos filhos, quanto, muito mais, o [vosso] Pai, Aquele [que é] proveniente- de- dentro- do céu, dará [o] Espírito Santo àqueles [que estão] Lh[O] pedindo?"
    Rm 3:12 Todos se extraviaram, simultânea- juntamente se fizeram inúteis. Não há [ninguém] (que está continuamente) praticando [o] bem, não há nem um [].
    Gl 3:22 Mas a Escritura juntamente- fechou- circundou tudo debaixo de pecado, a fim de que a promessa proveniente- de- dentro- da fé (a respeito) EM  Jesus Cristo fosse dada àqueles [que estão] crendo .
    Tg 3:2 Porque, em muitas [coisas], todos estamos tropeçando . Se algum- varão com [sua] palavra não tropeça, *o tal* varão completo- em- desenvolvimento [é], poderoso para governar- pelo- freio também a todo o corpo.
    Sl 14:2 O SENHOR olhou desde o céU para os filhos dos homens, para ver se havia [algum] que tivesse entendimento [e] buscasse a Deus.    Sl 14:3 Todos se desviaram-se e juntamente se fizeram imundos- com- fedor- de- putrefação: não [] quem faça o bem, não [] sequer um.
    Is 53:6 Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu próprio caminho; mas o SENHOR fez cair sobre Ele a iniquidade de nós todos.
    1Jo 1:8 Se dissermos que pecado não temos (nenhum), a nós mesmos estamos enganando- fazendo- extraviar, e a Verdade não está em nós.    1Jo 1:9 Caso confessemos os nossos pecados, fiel Ele (Deus) é, e justo, de modo a nos perdoar os pecados e nos purificar para- longe- de toda injustiça.    1Jo 1:10 Se dissermos que não havemos pecado, mentiroso O fazemos, e a Sua Palavra não está em nós.

b) Todos são culpados perante Deus Rom 3:19; ler depois: Sal 130:3; 143:2; Gál 3:10

    Rm 3:19 Ora, nós temos sabido que tudo o que a Lei diz, aos [que estão] dentro da Lei [o] diz, a fim de que toda a boca seja fechada, e culpado  seja todo o mundo diante de Deus.
    Sl 130:3 Se Tu, SENHOR, vigiares [observando] as iniquidades, Senhor, quem permanecerá de pé?
    Sl 143:2 E não entres em juízo com o Teu servo, porque à Tua vista não se achará justo nenhum [homem] vivente.
    Gl 3:10 Porque tantos quantos provenientes- de- dentro- d[as] obras d[a] lei são, debaixo d[a] maldição estão. Porque tem sido escrito: "Maldito [é] todo aquele que não permanece em todas as coisas, aquelas tendo sido escritas no livro- rolo da Lei, para as fazer."

c) Todos são filhos da Ira Efé 2:3; ler depois: Joã 8:44; 1Jo 3:3-8. Todo não salvo não tem senão uma natureza em franco antagonismo e inimizade contra Deus, merecendo estar debaixo de Sua permanente ira.

    Ef 2:3 Entre os quais também, *nós* todos, em tempos passados mantivemos- conversação- e- maneira- de- viver  nos desejos da nossa carne, fazendo os desejos da carne e dos pensamentos; e éramos, por natureza, filhos d[a] ira, como também (o são) os demais [homens].
    Jo 8:44 Vós sois provenientes- de- dentro- de [o vosso] pai (o Diabo), e quereis fazer as concupiscências do vosso pai. Ele era homicida desde [o] princípio, e não se firmava em a verdade, porque não há verdade nele. Quando quer que ele (o Diabo) profira mentira, fala proveniente- de- dentro- do que lhe é próprio, porque é [o] mentiroso, e o pai dele (o homem mentiroso).
    1Jo 3:3 E todo aquelE que [está] tendo esta esperança (apoiada) sobre Ele (o Cristo), purifica a si mesmo, assim- como *Ele* puro é.    1Jo 3:4 Todo aquele que [está] cometendo o pecado  também a transgressão- da- lei  comete; e o pecado é a transgressão- da- lei .    1Jo 3:5 E [bem] tendes sabido que *Ele* (o Cristo) foi manifesto a fim de que os nossos pecados levantasse- e- levasse; e pecado nEle não há.    1Jo 3:6 Todo aquele que nEle (o Cristo) [está] habitando não está- pecando ; todo aquele [que está] pecando  não tem visto a Ele, nem tem conhecido a Ele.    1Jo 3:7 Ó filhinhos, ninguém vos engane- faça- extraviar. Aquele [que está] praticando a justiça, justo é, assim- como *Ele* (o Cristo), justo é.    1Jo 3:8 Aquele [que está] praticando  o pecado, proveniente- de- dentro- do Diabo é (porque desde o princípio o Diabo peca. Para isto foi feito manifesto o Filho de Deus: a fim de que desfizesse as obras do Diabo).

d) Todos estão afastados de Deus Efé 4:18; ler depois 1Co 2:14.

    Ef 4:18 Tendo sido entenebrecidos no entendimento [deles], tendo eles sido separados (para longe) [da] vida de Deus, através da ignorância, aquela [que está] havendo neles, em- consequência- do endurecimento  do coração deles;
    1Co 2:14 [O] homem natural, porém, não aceita as coisas de o Espírito de Deus, porque loucura para ele são; e não pode chegar- ao- conhecimento- d[elas], porque espiritualmente  são elas discernidas.

e) Todos têm natureza corrupta e enganadora Jer 17:9; ler depois: Gên 6:5,12; 8:21; Sal 94:11; Rom 1:19-31.

    Jr 17:9 Enganoso [é] o coração, mais do que todas as coisas, e desesperadamente ímpio; quem o poderá conhecer?
    Gn 6:5 E o SENHOR viu que a maldade do homem se multiplicara sobre a terra e [que] continuamente toda a imaginação dos pensamentos de seu coração [era] só má.
    Gn 6:12 E Deus viu a terra, e eis que estava corrompida; porque toda a carne havia corrompido o seu caminho sobre a terra.
    Gn 8:21 E o SENHOR cheirou o suave odor, e o SENHOR disse em Seu coração: "Não tornarei mais a amaldiçoar a terra por causa do homem; porque a imaginação do coração do homem [é] má desde a sua meninice, nem tornarei mais a ferir todo o vivente, como fiz.
    Sl 94:11 O SENHOR conhece os pensamentos do homem, que [são] vanidade.
    Rm 1:19 ...    Rm 1:20 Porque, desde [a] criação d[o] mundo, as coisas invisíveis dEle (Deus) são claramente vistas (sendo elas entendidas através das coisas (que estão) criadas): [a saber,] tanto o Seu eterno poder como [a Sua] qualidade- de- Pessoa- da- Divindade. (Tudo isto) para ser[em] eles (os homens) inescusáveis:    Rm 1:21 Porquanto, havendo eles conhecido a o Deus, não como [o] Deus [O] glorificaram, nem [Lhe] expressaram [toda a] gratidão, mas foram tornados vazios dentro dos seus discursos- de- arrazoado- lógico, e foi entenebrecido o sem- entendimento coração deles.    ...    Rm 1:26 Por causa disso, os abandonou Deus para dentro das paixões de infâmia. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural para dentro daquele [uso] contrário à natureza.    ,,,.    Rm 1:28 E, como a eles não pareceu- bom [re]ter Deus n[o] pleno- conhecimento [deles], [assim] os entregou Deus a uma mente reprovada , para fazer[em] coisas [que] não [estão] convindo,    Rm 1:29 Tendo eles sido enchidos de toda [a] iniquidade, fornicação , impiedade, avareza, maldade; cheios de inveja, homicídio, contenda, enganosa- maquinação, malignidade;    Rm 1:30 [Sendo] murmuradores, difamadores, detestadores de Deus, injuriadores, soberbos, presunçosos, inventores de males, aos pais (- e- mães) desobedientes;    Rm 1:31 Sem entendimento, infiéis nos contratos, sem afeição natural, implacáveis, sem misericórdia;

f) Todos  estão escravizados pelo (e mortos no) pecado Rom 6:17; Efé 2:1; ler depois: Rom 7:5,7-8,14-15,19,23-24.

    Rm 6:17 Gratidão, porém, [seja expressa] a Deus porque éreis escravos do pecado, mas, provenientes- de- dentro- do coração, obedecestes à forma de doutrina que vos foi entregue  .
    Ef 2:1 E [Ele] (Deus) a *vós* [vivificou] , estando [vós] mortos nas ofensas e nos pecados
    Rm 7:5
Porque, quando estávamos na carne, as paixões  dos pecados (as quais (paixões) [são] (realçadas) através da lei) efetivamente- operavam nos nossos membros para o dar[em eles] fruto para a morte.    Rm 7:7 Que diremos, pois? [É] a lei pecado? Nunca seja assim! Mas o pecado não conheci eu  senão através d[a] lei; porque, também, da (minha) concupiscência não tinha eu sido consciente, se a Lei não dizia: "Não cobiçarás."    Rm 7:8 Ocasião, porém, havendo o pecado tomado através do mandamento, operou em mim todo tipo de concupiscência; porquanto sem  [a] lei [o] pecado [estava] morto.    Rm 7:14 Porque [bem] temos sabido que a lei espiritual é; *eu*, porém,  carnal sou, tendo [eu] sido vendido sob o pecado.    Rm 7:15 Porque o (mal) que faço  não o aprovo . Porque não o (bem) que quero, isso eu faço. Mas o (mal) que aborreço, isso eu faço .    Rm 7:19 Pois não [o] bem, que quero, eu faço . Mas [o] mal, que não quero, esse faço  eu.    Rm 7:23 Vejo , porém, uma lei de- diferente- natureza, n[os] meus membros, batalhando contra a lei do meu entendimento e me levando cativo  para a lei do pecado, aquela estando nos meus membros.    Rm 7:24 Ó miserável homem [que] eu [sou]! Quem me livrará para- fora- do corpo desta morte ?

g) Todos são antagônicos para com Deus e identificados com Seu adversário Rom 8:7-8; Efé 2:2.

    Rm 8:7 Porquanto o pensar da carne [é] inimizade contra Deus; porque à Lei de Deus ela (a carne) não submete a si mesma, porque nem [mesmo] o pode.    Rm 8:8 E aqueles [homens] n[a] carne estando, a Deus não podem agradar.
    Ef 2:2 Em que, em tempos passados, andastes segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe da potestadE do ar, o espírito que agora [está] efetivamente- operando nos filhos da desobediência,

h) Todos têm corpos debilitados e condenados à morte 2Co 4:7; ler depois Rom 8:11.

    2Co 4:7 Mas estamos tendo este tesouro em vasos de barro, a fim de que a excelência do poder seja de Deus e não proveniente- de- dentro- de nós.
    Rm 8:11 E, uma vez  que o Espírito dAquele (o Deus) havendo ressuscitado Jesus para- fora- de- entre [os] mortos habita em vós, [então] Aquele havendo ressuscitado a o Cristo para- fora- de- entre [os] mortos vivificará também os vossos corpos mortais por- ação- de o Seu Espírito, Aquele (Espírito) habitando em vós.

i) Todos são totalmente vis de caráter e conduta Tit 3:3; ler depois: Efé 2:3; Col 3:5-7.

    Tt 3:3 Porque, também nós mesmos, éramos, noutro tempo: insensatos, descrentes- desobedientes, [estando] sendo enganados- feitos- extraviar, servindo- como- escravos a várias concupiscências e dedicação aos prazeres, em malignidade e inveja vivendo, cheios- de- ódio , odiando-nos uns aos outros.
    Ef 2:3 Entre os quais também, *nós* todos, em tempos passados mantivemos- conversação- e- maneira- de- viver  nos desejos da nossa carne, fazendo os desejos da carne e dos pensamentos; e éramos, por natureza, filhos d[a] ira, como também (o são) os demais [homens].
    Cl 3:5 Fazei morrer , pois, os vossos membros que [estão] sobre a terra : fornicação , impureza, afeição desordenada, vil concupiscência, e a avareza (a qual é idolatria);    Cl 3:6 Por causa de quais coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência ;    Cl 3:7 Entre os quais, também *vós*, andastes em outro tempo, quando vivíeis nestas [coisas].

- - - - - - - - - -
A universalidade do pecado também fica provada pelo fato de que condenação paira sobre todos que não receberam Cristo. Ler depois: Jo 3:18,36; 1Jo 5:12,19.

    Jo 3:18 Aquele [que está] crendo  para dentro dEle (o Filho) não é condenado; aquele, porém, [que] não [está] crendo [para dentro dEle] (o Filho) já tem sido condenado, porquanto não tem crido para dentro de o nome de o unigênito  Filho de Deus.
    Jo 3:36 Aquele [que está] crendo  para dentro de o Filho tem a vida eterna; mas aquele [que] não [está] crendo- submetendo-se a o Filho não verá [a] vida, mas a ira de Deus permanece sobre ele."
    1Jo 5:12 Aquele [que está] tendo o Filho tem a vida, [e] aquele [que] não [está] tendo o Filho de Deus, a vida não tem.
    1Jo 5:19 Temos sabido que provenientes- de- dentro- de Deus somos, e que o mundo inteiro no Maligno jaz.

E pelo fato de que expiação e propiciação, regeneração, e arrependimento são necessidades universais. Ler depois: Joã 3:3,5,16; 6:50; 12:47; Ato 4:12; 17:30.

    Jo 3:3 Respondeu Jesus e lhe disse: "Em verdade, em verdade te digo: se algum homem não for de novo nascido, não pode ver o reinar de Deus."
    Jo 3:5 Respondeu Jesus: "Em verdade, em verdade te digo: se algum homem não for nascido proveniente- de- dentro- d[a] água e (, ademais,) [proveniente- de- dentro- de o] Espírito (Santo), não pode entrar para o reinar de Deus.
    Jo 3:16 Porque de tal maneira amou Deus ao mundo que ao Seu Filho, o [Seu] unigênito , deu, a fim de que todo aquele (homem) [que está] crendo  para dentro dEle (o Filho) não se faça perecer, mas tenha [a] vida eterna.
    Jo 6:50 (Mas) Este (Jesus) é o (verdadeiro) pão que [está] descendo proveniente- de- dentro- do céu, a fim de que qualquer [homem] coma dEle e não morra (jamais).
    Jo 12:47 E, se algum homem [às] Minhas palavras ouvir e não crer, *Eu* não o julgo (agora) ; porque Eu vim, não a fim de que (agora) julgue o mundo, mas a fim de que salve o mundo.    At 4:12 E não há a salvação em nenhum outro , porque também nenhum diferente  nome há, debaixo do céu, tendo sido dado entre [os] homens, em que nos é necessário ser salvos."    At 17:30 Portanto, em verdade, havendo Deus não levado em conta os tempos desta # [nossa] ignorância, agora Ele ordena a todos os homens, em todo o lugar, se arrepender[em]; # KJB.

Quando as Escrituras falam de homens como sendo bons, elas significam meramente uma bondade que é apenas um conceito irreal, um ideal nunca alcançado na prática de nenhum homem (ler depois: Mat 9:12-13), ou uma aspiração por ser bom (ler depois: Rom 2:14; Fp 3:15).

    Mt 9:12 Mas Jesus, havendo-[lhes] ouvido, lhes disse: "Não têm necessidade de médico aqueles estando- SÃOS, mas, [sim], (dele têm necessidade) aqueles estando doentes.
    Mt 9:13 Havendo vós ido , porém, aprendei vós o que significa: 'Misericórdia quero, e não sacrifício'. Porque não vim Eu chamar [os] justos, mas (sim, chamar) [os] pecadores, a[o] arrependimento."
    Rm 2:14 Porque quando [os] gentios (que [a] Lei  não [estão] tendo) por natureza as coisas [que são] da Lei  praticam, estes (gentios), (embora) [a] Lei  não tendo, para si mesmos são [uma] lei,
    Fp 3:15 Tantos quantos, pois, [] [somos] completos- em- desenvolvimento, sejamos deste [mesmo] pensar. E, se [em] alguma coisa diferentemente pensais, também isto Deus vos revelará.

O fato de todos inescapavelmente terem a inclinação a pecar e praticarem atos de pecado é mera consequência do fato de terem uma natureza inerente e irreprimivelmente pecaminosa: Os atos e inclinações pecaminosos são meros frutos da árvore corrompida desde sua raiz Luc 6:43-45; Mat 12:34. Todos são "filhos da ira" Efé 2:3. A morte, que é a penalidade e a evidência do pecado, incide sobre todos (inclusive as criancinhas e os mentalmente incapacitados, os quais não tenham pecado pessoal e conscientemente) Rom 5:12-14.

    Lc 6:43 Porque não há uma boa árvore produzindo mau fruto, nem uma má- inútil árvore produzindo bom fruto.    Lc 6:44 Porque cada árvore é conhecida em razão do seu próprio fruto; pois, provenientes- de- dentro- d[os] espinheiros , [os homens] não colhem figos; nem, proveniente- de- dentro- d[a] sarça , vindimam  um cacho de uvas.    Lc 6:45 O homem bom, proveniente- de- dentro- do bom tesouro do seu coração, traz- para- frente aquilo que [é] bom; e o homem mau, proveniente- de- dentro- do mau tesouro do seu coração, traz- para- frente aquilo que [é] mau. Porque (em ambos os casos) proveniente- de- dentro- da transbordante- abundância do [seu] coração fala a sua boca.
    Mt 12:34 Ó descendência de víboras, como podeis vós boas coisas falar, maus sendo? Porque a partir da transbordante- abundância do coração a boca fala.
    Ef 2:3 Entre os quais também, *nós* todos, em tempos passados mantivemos- conversação- e- maneira- de- viver  nos desejos da nossa carne, fazendo os desejos da carne e dos pensamentos; e éramos, por natureza, filhos d[a] ira, como também (o são) os demais [homens].
    Rm 5:12 Por causa disso, do mesmo modo como por- operação- de um [] homem (Adão) o pecado para dentro do mundo entrou e, através do pecado, [entrou] a morte, também assim a morte atravessou para dentro de todos [os] homens, para o que todos pecaram.    Rm 5:13 (Porque, até à [vinda da] Lei, o pecado [também] estava n[o] mundo. Mas (porventura) [o] pecado não é imputado, não havendo lei?    Rm 5:14 Todavia, reinou a morte desde Adão até Moisés, (reinando) até mesmo sobre aqueles não havendo pecado à semelhança da transgressão de Adão, o qual (Adão) é figura dAquele (Jesus) [que está] vindo.

 

6. Imputação e Consequências do Pecado (de Adão) sobre a Raça Humana


Fato indiscutível: O pecado de Adão fez com que todos os seus descendentes fossem pecadores por natureza !!!     "Porque como, através da desobediência do um [] homem (Adão), pecadores foram feitos os muitos, assim também, através da obediência deste [outro] Um [] (Jesus Cristo), justos serão feitos os muitos." (Rom 5:19); Rom 5:12; Efé 2:3.

    Rm 5:12 Por causa disso, do mesmo modo como por- operação- de um [] homem (Adão) o pecado para dentro do mundo entrou e, através do pecado, [entrou] a morte, também assim a morte atravessou para dentro de todos [os] homens, para o que  todos pecaram.
    Ef 2:3 Entre os quais também, *nós* todos, em tempos passados mantivemos- conversação- e- maneira- de- viver  nos desejos da nossa carne, fazendo os desejos da carne e dos pensamentos; e éramos, por natureza, filhos d[a] ira, como também (o são) os demais [homens].

Há pelo menos 6 teorias explicatórias do fato da imputação do pecado de Adão:

a. Teoria Pelagiana, Pelagianismo (de Pelagius)

A teoria diz: "- O pecado de Adão só afetou ele mesmo;
- a alma humana é criada imediatamente [isto é, diretamente] [na concepção], por Deus,
e Ele a cria inocente, isenta e livre de tendências depravadas, tão capaz de obedecer a Deus quanto Adão originalmente o foi;
- o único efeito do pecado de Adão sobre sua posteridade é o de um mau exemplo;
- Deus imputa ao homem apenas aqueles atos que este realiza pessoal e conscientemente;
- tanto quanto ser salvo pelo evangelho, o homem nem sequer precisa ser salvo se não quebrar a lei pessoal e conscientemente, e isto é possível;
- morte física ocorre somente porque o homem, apesar de poder escolher não pecar, não o faz."


Refutação pela Bíblia:
- o homem já nasce com uma natureza pecaminosa, herdada Jó 14:4; 15:14; Sal 51:5; Rom 5:1-12; Efé 2:3; rever "a Universalidade do Pecado".

    Jó 14:4 Quem do imundo tirará o puro? Ninguém.
    Jó 15:14 Que [é o] homem, para que seja puro? E [o que] nasce da mulher, para ser justo?
    Sl 51:5 Eis que em iniquidade fui formado, e em pecado me concebeu minha mãe.
    Rm 5:1 Havendo nós, pois, sido declarados justificados em- decorrência- d[a nossa] fé, [então] paz temos para com Deus por- ação- de o nosso Senhor Jesus Cristo,    Rm 5:2 Por- operação- de o Qual também temos tido o acesso, através de a Fé, para dentro desta graça, n[a] qual temos estado firmes e nos estamos regozijando  (apoiados) sobre [a] esperança da glória de Deus.    Rm 5:3 E não somente [isto], mas também nos estamos gloriando nas (nossas) aflições; tendo [nós] sabido que a aflição produz [a] paciência,    Rm 5:4 E a paciência [produz a] experiência- e- comprovação, e a experiência- e- comprovação [produz a] esperança.    Rm 5:5 Ora, a esperança não faz [ser] envergonhado, porquanto o amor de Deus tem sido derramado- fora, para dentro dos nossos corações, por- ação- de [o] Espírito Santo, Aquele (Espírito) havendo sido dado a nós.    Rm 5:6 Porque, [enquanto] estando nós ainda fracos, [o] Cristo, segundo o tempo apontado, para- benefício- e- em- lugar- d[os] ímpios morreu.    Rm 5:7 Porque dificilmente (ocorrerá que), para- benefício- e- em- lugar- de um justo, algum homem morrerá (pois para- benefício- e- em- lugar- do bom talvez algum homem até mesmo ousa morrer),    Rm 5:8 Deus, porém, apresenta- enaltecendo- junto (a Si, para admirarmos e gozarmos a companhia) o Seu próprio amor para conosco, em que, (enquanto) ainda pecadores sendo nós, [o] Cristo, para- benefício- e- em- lugar- de  nós, morreu.    Rm 5:9 Muito mais, pois, havendo nós sido agora declarados justificados dentro de o Seu sangue, seremos salvos por- ação- dEle (o Cristo), para- longe- da ira (de Deus).    Rm 5:10 Porque se nós, [enquanto ainda] inimigos sendo, fomos reconciliados com Deus mediante a morte de o Seu Filho, muito mais [agora], [] havendo nós sido reconciliados, seremos salvos dentro de a vida dEle (o Cristo).    Rm 5:11 E não somente [isto], mas também nos estamos regozijando  em Deus através de o nosso Senhor Jesus Cristo, por- ação- de Quem, agora, a expiação- com- reconciliação havemos recebido .    Rm 5:12 Por causa disso, do mesmo modo como por- operação- de um [] homem (Adão) o pecado para dentro do mundo entrou e, através do pecado, [entrou] a morte, também assim a morte atravessou para dentro de todos [os] homens, para o que  todos pecaram.
    Ef 2:3 Entre os quais também, *nós* todos, em tempos passados mantivemos- conversação- e- maneira- de- viver  nos desejos da nossa carne, fazendo os desejos da carne e dos pensamentos; e éramos, por natureza, filhos d[a] ira, como também (o são) os demais [homens].


O homem peca porque é pecador, ao invés de ser pecador porque (e a partir de quando) peca.

- o homem se torna culpado de atos de pecado antes mesmo que chegue ao ponto de ter consciência moral Sal 58:3; Isa 48:8.

    Sl 58:3 Alienam-se os ímpios desde o útero; andam errados desde que nasceram, falando mentiras.
    Is 48:8 Nem tu [as] ouviste, nem tu as conheceste, nem tampouco desde aquele tempo foi aberto o teu ouvido, porque eu sabia que procederias muito perfidamente, e que [eras] chamado transgressor desde o ventre.

- nenhum homem pode ser salvo por obras, i. é pela lei Sal 143:2; Ato 13:39; Rom 3:20; Gál 2:16.

    Sl 143:2 E não entres em juízo com o Teu servo, porque à Tua vista não se achará justo nenhum [homem] vivente.
    At 13:39 E, para longe de todas as coisas das quais vós não pudestes, dentro da Lei de Moisés, ser declarados justificados, (agora,) dentro dEle (o Cristo), todo aquele que [está] crendo  é declarado justificado.
    Rm 3:20 Por causa disso, em- decorrência- d[as] (suas) obras d[a] lei não será declarada justificada nenhuma carne debaixo da vista dEle (de Deus); porque através d[a] lei (o que) [vem] (é) [o] pleno- conhecimento d[o] pecado.
    Gl 2:16 Tendo [nós] sabido que um homem não é declarado justificado proveniente- de- dentro- d[as] obras d[a] lei mas, sim, por- operação- d[a] fé DE  Jesus Cristo, também *nós* para dentro de Jesus Cristo  havemos crido, a fim de sermos declarados justificados provenientes- de- dentro- d[a] fé EM  [o] Cristo e não provenientes- de- dentro- d[as] obras d[a] lei; porquanto nenhuma carne será declarada justificada proveniente- de- dentro- d[as] obras d[a] lei."

- o estado de apostasia (isto é, separação, e aqui falamos da separação para longe de Deus) do homem é um resultado direto do pecado de Adão Rom 5:15-19.

    Rm 5:15 Mas não como a ofensa assim também [é] o dom- gratuito. Porque se, pela ofensa do um [] (Adão), os muitos morreram, muito mais a graça de Deus (e o dom- gratuito dentro de [a] graça que [é] do um [] Homem, Jesus Cristo), para os muitos abundou.    Rm 5:16 E não como [o foi] por- operação- de um [], havendo ele pecado, [assim é] o dom: porque o julgamento, em verdade, [é] proveniente- de- dentro- de um em razão de muitas ofensas, para justificação.    Rm 5:17 Porque, se pela ofensa do um [] (homem), a morte reinou por- operação- do um [], muito mais aqueles [que estão] recebendo a abundância da graça e do dom- gratuito da justiça reinarão em vida por- operação- deste [outro] Um [], (a saber,) Jesus Cristo).    Rm 5:18 Assim, pois, como através de uma [] ofensa [julgamento veio] sobre todos [os] homens, para condenação, assim também, pela justiça de Um [], [o dom gratuito chegou] para todos [os] homens, para justificação d[a] vida.    Rm 5:19 Porque como, através da desobediência do um [] homem (Adão), pecadores foram feitos os muitos, assim também, através da obediência deste [outro] Um [] (Jesus Cristo), justos serão feitos os muitos.

b. Teoria Semipelagiana (Arminiana), Semipelagianismo (Arminianismo), Nova Escola Puritana

(de Arminius, Wesley, Metodismo [e todas suas denominações filhas, as pentecostais], Adventistas do Sétimo Dia; tem em comum com partes das Igrejas Católicas Romana e Grega). Ensina que:

A teoria diz: "- o homem é por natureza 'destituído da justiça original' (destituição que não é sinônimo de 'pecador'?); e é totalmente incapaz de alcançá-la sem ajuda divina;
- a tendência do homem para o mal (tendência que não é sinônimo de 'pecado'?) , sozinha [sem ainda ter operado], não envolve nem implica culpa nem penalidade;
- Deus, por uma questão de justiça, concede ao homem, quando este se torna consciente, uma influência especial do Espírito Santo, suficiente para contrapor a depravidade inerente do homem e para fazer obediência possível, se ele cooperar com o Espírito, o que é capaz de fazer;
- nenhum homem é contabilizado como culpado à conta do pecado de Adão; somente quando consciente e voluntariamente o homem materializa suas más tendências através de maus atos é que Deus os imputa como pecado;
- morte física ocorre universalmente seja porque Deus arbitrariamente decidiu que todos sofrerão esta consequência do pecado de Adão, seja porque todos, acidental mas não necessariamente, têm pessoalmente materializado a pecaminosidade através de atos de transgressão."

Refutação pela Bíblia:

a) O homem pecou em Adão Rm 5:12; 1Co 15:22; Rm 5:12-21

    Rm 5:12 Por causa disso, do mesmo modo como por- operação- de um [] homem (Adão) o pecado para dentro do mundo entrou e, através do pecado, [entrou] a morte, também assim a morte atravessou para dentro de todos [os] homens, para o que  todos pecaram.
   1Co 15:22
Porque, assim como em Adão todos morrem, assim também em o Cristo todos (os salvos) serão vivificados.
    Rm 5:12 ...    Rm 5:18 Assim, pois, como através de uma [] ofensa [julgamento veio] sobre todos [os] homens, para condenação, assim também, pela justiça de Um [], [o dom gratuito chegou] para todos [os] homens, para justificação d[a] vida.    Rm 5:19 Porque como, através da desobediência do um [] homem (Adão), pecadores foram feitos os muitos, assim também, através da obediência deste [outro] Um [] (Jesus Cristo), justos serão feitos os muitos.    Rm 5:20 A Lei, porém, sobreveio a fim de que avulte a ofensa. Onde, porém, abundou o pecado, [ai] superabundou a graça,    Rm 5:21 A fim de que, assim como reinou o pecado para a morte , assim também a graça reine, através d[a] justiça, para dentro d[a] vida eterna, por- ação- de Jesus Cristo, o nosso Senhor.

Portanto, devida ao seu pecado em Adão, o homem inerentemente tem uma natureza pecaminosa.

b) O homem é, realmente, pecador. Tem, realmente, uma natureza pecadora, desde sua concepção Jó 15:14; Sal 51:5; 58:3; Joã 3:6; Ef 2:3;

Jó 15:14 Que [é o] homem, para que seja puro? E [o que] nasce da mulher, para ser justo? LTT
Sl 51:5 Eis que em iniquidade fui formado, e em pecado me concebeu minha mãe. LTT
Sl 58:3 Alienam-se os ímpios desde o útero; andam errados desde que nasceram, falando mentiras. LTT
Jo 3:6 Aquilo tendo sido nascido proveniente- de- dentro- da carne, carne é; e aquilo tendo sido nascido proveniente- de- dentro- de o Espírito, espírito é. LTT
    Ef 2:3 Entre os quais também, *nós* todos, em tempos passados mantivemos- conversação- e- maneira- de- viver  nos desejos da nossa carne, fazendo os desejos da carne e dos pensamentos; e éramos, por natureza, filhos d[a] ira, como também (o são) os demais [homens].

 


c) Consequentemente, o homem é culpado e merecedor da pena antes mesmo que o vejamos cometer pecado pessoalmente Sl 51:5; 58:3 (ambos acima) Rm 5:12, 13-14, 18-19; rever "a Universalidade do Pecado";

    Rm 5:12 Por causa disso, do mesmo modo como por- operação- de um [] homem (Adão) o pecado para dentro do mundo entrou e, através do pecado, [entrou] a morte, também assim a morte atravessou para dentro de todos [os] homens, para o que  todos pecaram.
    Rm 5:13 (Porque, até à [vinda da] Lei, o pecado [também] estava n[o] mundo. Mas (porventura) [o] pecado não é imputado, não havendo lei?    Rm 5:14 Todavia, reinou a morte desde Adão até Moisés, (reinando) até mesmo sobre aqueles não havendo pecado à semelhança da transgressão de Adão, o qual (Adão) é figura dAquele (Jesus) [que está] vindo.
    Rm 5:18 Assim, pois, como através de uma [] ofensa [julgamento veio] sobre todos [os] homens, para CONDENAÇÃO, assim também, pela justiça de Um [], [o dom gratuito chegou] para todos [os] homens, para justificação d[a] vida.    Rm 5:19 Porque como, através da desobediência do um [] homem (Adão), PECADORES foram feitos os muitos, assim também, através da obediência deste [outro] Um [] (Jesus Cristo), justos serão feitos os muitos.

- Deus não tem nenhuma obrigação de derramar influências especiais do Seu Espírito sobre o homem, capacitando-o a cooperar em sua própria salvação;
- o homem não se apropria conscientemente da tendência inata para o mal, na aurora de sua consciência;
- capacitação não é a medida da obrigatoriedade Ef 2:1: o que nos faz responsáveis e culpados não é nossa capacidade ou incapacidade de obedecer a Deus, mas a perfeição de Sua lei, que reflete Sua intrínseca santidade Mt 5:48.

    Ef 2:1 E [Ele] (Deus) a *vós* [vivificou] , estando [vós] mortos nas ofensas e nos pecados
    Mt 5:48
Sereis *vós*, pois, completos- em- desenvolvimento, como o vosso Pai, Aquele [que está] nos céuS, perfeito é.

c. Teoria da Imputação do Pecado ser Mediata (através de algo)

A teoria diz: "A parte material do homem tem natureza inerentemente pecaminosa; a alma é criada imediatamente (diretamente) por Deus, pura; é ao se unir ao corpo que ela se corrompe; esta depravidade inata é meramente consequência do pecado de Adão (não penalidade por tal pecado); a imputação do pecado de Adão é indireta; depravidade é causa da imputação, ao invés da imputação ser causa da depravidade.
A minha culpa pelo pecado de Adão foi mediada por (veio passando através de) aquela corrupção que herdei em minha natureza. Adão caiu à comecei a existir à herdei a natureza corrupta dele à foi-me imputada a culpa pelo pecado de Adão. Assim, enquanto a primeira doutrina insiste em que a imputação do pecado de Adão precede a corrupção da natureza e é contada como sendo a sua causa, este última doutrina sustenta que a imputação do pecado de Adão segue a depravação hereditária e é o seu efeito"

Refutação pela Bíblia:
- a razão da depravidade do homem é sua participação no pecado de Adão Rm 5:12,18,19

    Rm 5:12 Por causa disso, do mesmo modo como por- operação- de um [] homem (Adão) o pecado para dentro do mundo entrou e, através do pecado, [entrou] a morte, também assim a morte atravessou para dentro de todos [os] homens, para o que  todos pecaram.    Rm 5:18 Assim, pois, como através de uma [] ofensa [julgamento veio] sobre todos [os] homens, para condenação, assim também, pela justiça de Um [], [o dom gratuito chegou] para todos [os] homens, para justificação d[a] vida.    Rm 5:19 Porque como, através da desobediência do um [] homem (Adão), pecadores foram feitos os muitos, assim também, através da obediência deste [outro] Um [] (Jesus Cristo), justos serão feitos os muitos.

- a depravidade do homem é sua culpa direta, não mera má sorte de sofrer infeliz consequência Rom 3:19;

    Rm 3:19 Ora, nós temos sabido que tudo o que a Lei diz, aos [que estão] dentro da Lei [o] diz, a fim de que toda a boca seja fechada, e culpado  seja todo o mundo diante de Deus.

- a teoria destrói o paralelismo entre Adão (seu pecado imputado) e Cristo (Sua justiça imputada); portanto, faz a salvação ser uma justificação subjetiva ao invés de ser a imputação da justiça de CRISTO;
- a teoria conflita com o ensino bíblico de que Cristo foi justamente punido pelos pecados do homem, como seu substituto e representante Is 53:4; Mt 8:17; 1Pe 2:24; Rm 4:25; 1Co 15:3; Jo 1:29.

    Is 53:4 Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido.
    Mt 8:17 Para que se cumprisse o que fora dito pelo profeta Isaías, que diz: Ele tomou [sobre si] as nossas enfermidades, e levou as [nossas] doenças.
    1Pe 2:24 Levando ele mesmo em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro, para que, mortos para os pecados, pudéssemos viver para a justiça; e pelas suas feridas fostes sarados.
    Rm 4:25 O qual por nossos pecados foi entregue, e ressuscitou para nossa justificação.
    1Co 15:3 Porque primeiramente vos entreguei o que também recebi: que Cristo morreu por nossos pecados, segundo as Escrituras,
    Jo 1:29 No dia seguinte João viu a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que TIRA o pecado do mundo.

d. Teoria do Representante Federal

A teoria diz: "- Adão tinha firmado um pacto de obras com Deus, pelo qual falava e agia como representante de toda a raça humana; portanto, Deus imputou a culpa do seu primeiro pecado sobre todos.
- tal como pecado nos é imputado por causa da desobediência de Adão, assim justiça nos pode ser imputada por causa da obediência de Cristo Rom 5:19."

    Rm 5:19 Porque, como pela desobediência de um só homem, muitos foram feitos pecadores, assim pela obediência de um muitos serão feitos justos.

Refutação pela Bíblia:
- não há menção, na Bíblia, de tal pacto de obras de Adão com Deus, pelo qual Adão falava e agia como representante de toda a raça humana.
- pode o homem ser responsabilizado por violar um pacto do qual ele não participou nem ratificou? Não seria isto arbitrariedade incompatível com o que Deus revela de Si mesmo?
- o paralelismo é errado, pois Cristo pôde ser punido em substituição a outros para salvá-los, mas Adão não poderia ter pecado em substituição a outros, para arruiná-los.

e. Teoria da Personalidade Corporativa

ou Teoria da Solidariedade da Raça (solidariedade = vínculo recíproco, vínculo jurídico)
A teoria diz: "- o pecado de qualquer indivíduo (não precisa ser 'o cabeça') pode ser imputado ao grupo a que pertence (1Sa24:21; Acã, em Jos 7:24-26; destruição dos Cananitas; etc.);

    1Sm 24:21 Portanto agora jura-me pelo SENHOR que não desarraigarás a minha descendência depois de mim, nem desfarás o meu nome da casa de meu pai.
    Js 7:24 Então Josué, e todo o Israel com ele, tomaram a Acã filho de Zerá, e a prata, e a capa, e a cunha de ouro, e seus filhos, e suas filhas, e seus bois, e seus jumentos, e suas ovelhas, e sua tenda, e tudo quanto ele tinha; e levaram-nos ao vale de Acor.    Js 7:25 E disse Josué: Por que nos perturbaste? O SENHOR te perturbará neste dia. E todo o Israel o apedrejou; e os queimaram a fogo depois de apedrejá-los.    Js 7:26 E levantaram sobre ele um grande montão de pedras, até [o dia de] hoje; assim o SENHOR se apartou do ardor da sua ira; pelo que aquele lugar se chama o vale de Acor, até [ao dia de] hoje.

"- a unidade moral é a comunidade, ao invés do indivíduo; moral e juridicamente, a personalidade é corporativa (está na família, na comunidade, na nação, na raça humana);
- "é com base neste vínculo jurídico corporativo que o pecado de Adão é imputado sobre toda a raça humana."

Objeções pela Bíblia:
- não seria imputar o pecado de um indivíduo a todos do grupo uma arbitrariedade incompatível com o que Deus revela de Si mesmo? Ou não seria absurda a ideia de todos de um grupo serem involuntária ou inconscientemente co-participantes do pecado de Adão?
- a teoria endereça a questão da culpa imputada, mas não explica a da natureza herdada;
- cada um é culpado somente dos pecados que ELE mesmo cometeu Dt 24:16; Ez 18:20; Quanto a Acã: Quem disse que seus familiares também não participaram do pecado? Quanto aos Cananitas: Quem disse que criancinhas, embriões, etc. foram para o Inferno?

    Dt 24:16 Os pais não morrerão pelos filhos, nem os filhos pelos pais; cada um morrerá pelo seu pecado.
    Ez 18:20 A alma que pecar, essa morrerá; o filho não levará a iniqüidade do pai, nem o pai levará a iniqüidade do filho. A justiça do justo ficará sobre ele e a impiedade do ímpio cairá sobre ele.

f. Teoria da Participação Real, ou da imputação imediata

 (Teoria de realmente termos estado em Adão e termos pecado com [junto a, dentro de] Adão).

- conforme a Bíblia, cada homem real e literalmente estava (em natureza e em substância) em (dentro de) Adão. Não tinha consciência nem era ainda uma pessoa, mas estava lá (mera analogia, não da Bíblia: estávamos nas instruções do código genético). Ver "4.3.3. Teoria Traduciana, Traducionismo" em "Antropologia";
- quando Adão pecou, cada homem pecou (mesmo ainda não tendo consciência nem sendo uma pessoa) porque estava dentro dele, era apenas uma parte dele, era co-participante com e dentro dele.
- no mesmo instante em que, em consequência do seu pecado, Adão se tornou culpado e condenado à penalidade, e teve sua natureza transformada em medonhamente corrupta e pecaminosa, cada homem (mesmo ainda não tendo consciência nem sendo uma pessoa) também o foi, porque estava dentro dele, era apenas uma parte dele, era co-participante com e dentro dele.
- por isso, é com justiça que cada homem pode ser imputado do pecado e condenado: ele realmente co-participou do pecado de Adão.

Adão caiu à a todo descendente que ainda estava em seus lombos foi imputada a culpa pelo pecado de Adão à todo homem, ao começar a existir, herda a natureza corrompida-depravada de Adão.

Objeções levantadas:
1. Pode um homem ser considerado culpado de um pecado que não foi de sua própria e consciente determinação? E pode um homem agir antes de existir?
2. Se o homem fosse culpado por sua participação no 1º pecado de Adão, também o seria pelos subsequentes;
3. Tendo Cristo (também) uma natureza humana, não teria que ter participado da culpa de Adão?
4. A teoria não nos dá o paralelismo que a Bíblia ensina existir entre Adão (sua pecaminosidade é herdada por todos, infalivelmente) e Cristo (por analogia, sua justiça deveria ser herdada por todos, infalivelmente).

Respostas às objeções:
1. Embora a Bíblia não explique e não possamos descobrir nem entender o como, ela sem dúvidas ensina: somos culpados pelo pecado de Adão He 7:9-10;     Hb 7:9 E, por assim dizer, por meio de Abraão, até Levi, que recebe dízimos, pagou dízimos.    Hb 7:10 Porque ainda ele estava nos lombos de seu pai quando Melquisedeque lhe saiu ao encontro.


2. O 1º pecado de Adão foi probacional, (uma prova, teste) diferente de todos os subsequentes pecados; ademais, Adão tinha uma capacidade antes do 1º pecado que não teve para com os subsequentes pecados.

3. A natureza humana de Cristo não teve pai humano mas sim divino, portanto não teve pecaminosidade inerente, era inerentemente perfeita, santa.

4. Em Rom 5:18-20 a Bíblia dá o paralelismo entre Adão e Cristo, e, aparentemente, tal paralelismo é exatamente este que você tanto está criticando:

    Rm 5:18 Pois assim como por uma só ofensa [veio o juízo] sobre todos os homens para condenação, assim também por um só ato de justiça [veio a graça] sobre todos os homens para justificação de vida.    Rm 5:19 Porque, como pela desobediência de um só homem, muitos foram feitos pecadores, assim pela obediência de um muitos serão feitos justos.    Rm 5:20 Veio, porém, a lei para que a ofensa abundasse; mas, onde o pecado abundou, superabundou a graça;

A solução é que, à luz de todas as outras passagens sobre salvação, esta passagem deve ser interpretada como estabelecendo que a justiça de Cristo teria o potencial de ser herdada por todos, se todos tivessem estabelecidas as condições exigidas.
Meu amado ex-pastor, Robert Redding, ensinou (e eu aceito) que Rom 5:18 implica que a morte de Cristo eximiu todos os homens da penalidade de morte eterna (não da morte física) por consequência de eles terem participado do pecado de Adão, agora eles só passam a ser merecedores desta terrível morte eterna quando alcançam a idade da razão e, infalivelmente, pecam eles mesmo, conscientemente; note que todos que alcançam tal razão infalivelmente pecam (pois continuam herdeiros da tremendamente pecaminosa adâmica) e se põem nos trilhos para o Inferno.

 

g. Conclusão

Cremos que a teoria (f) (da Participação Real) é a verdadeiramente bíblica; Embora não defendamos a teoria (e) (da Personalidade Corporativa), podemos entender e tolerar como sinceros aqueles que esposam a ela ou a alguma posição intermediária entre (e) e (f); desprezamos as teorias (a)-(d) como totalmente antibíblicas.

Mais uma vez, leia Rom 5:18-20, para reter em sua mente e terminarmos esta seção:

    Rm 5:18 Pois assim como por uma só ofensa [veio o juízo] sobre todos os homens para condenação, assim também por um só ato de justiça [veio a graça] sobre todos os homens para justificação de vida.    Rm 5:19 Porque, como pela desobediência de um só homem, muitos foram feitos pecadores, assim pela obediência de um muitos serão feitos justos.    Rm 5:20 Veio, porém, a lei para que a ofensa abundasse; mas, onde o pecado abundou, superabundou a graça;

Enfatizamos: O fato sólido permanece que:

   1) Devido à desobediência de Adão, todo homem é constituído pecador, teve-lhe imputado o pecado (e herdou a natureza) de Adão.
   2) Devido à obediência de Cristo, todo crente foi declarado justo, teve-lhe imputada a justiça (e herança) de Cristo.


As Escrituras não nos explicam totalmente como isto foi feito, mas nos declaram inquestionavelmente que foi realizado.


Exclamemos em adoração:

    Rm 11:33 Ó profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis [são] os seus juízos, e quão inescrutáveis os seus caminhos!    Rm 11:34 Porque, quem compreendeu a mente do Senhor? ou quem foi seu conselheiro?    Rm 11:35 Ou quem lhe deu primeiro a ele, para que lhe seja recompensado?    Rm 11:36 Porque dele e por ele, e para ele, [são] todas [as coisas]; glória, [pois], a ele eternamente. Amém.

 

7. Pecado e Consequências Finais - Total Depravidade do Homem


a. O Fato da Depravidade do Homem

é testemunhado pelas Escrituras (ver "5. A Universalidade do Pecado") e pela experiência humana.

b. A Total Depravidade do Homem não é:

A total depravidade do homem não significa que todo e cada pecador, incessantemente, em si mesmo: é totalmente destituído de toda e qualquer agradável qualidade; ou comete (ou é inclinado a cometer) cada forma de pecado; ou é tão pecador, tão amargamente oposto a Deus quanto o poderia ser: Alguns perdidos ainda assim foram reconhecidos como tendo, pelo menos em certa ocasião, alguns louváveis aspectos de algumas qualidades Mar 10:21; Mat 23:23; Rom 2:14;

    Mc 10:21 E Jesus, havendo olhado para ele, o amou, e lhe disse: "Uma [só coisa] te falta: vai, tudo quanto tens vende, e dá [isto] aos pobres, e terás [um] tesouro dentro do céu; e vem, segue-Me, havendo tomado [sobre ti] a cruz."
    Mt 23:23 Ai de vós, ó escribas e ó fariseus, ó hipócritas! Pois que pagais o dízimo da hortelã e do endro e do cominho, e desprezastes o mais importante da Lei: a justiça [no julgar], e a misericórdia, e a fé; estas coisas era necessário fazer[des], e, àquelas, não lançar- para- longe.
    Rm 2:14 Porque quando [os] gentios (que [a] Lei  não [estão] tendo) por natureza as coisas [que são] da Lei  praticam, estes (gentios), (embora) [a] Lei  não tendo, para si mesmos são [uma] lei,

outros homens, incessantemente, pioram ainda mais suas situações Gên 15:16; 2Ti 3:13

    Gn 15:16 E na quarta geração ela retornará para cá; porque a medida da iniquidade dos amorreus não [está] ainda cheia."
    2Tm 3:13 Mas homens maus e sedutores- por- lamentos- de- encantamentos avançarão [do mal] para o pior: enganando- fazendo- extraviar, e sendo enganados- feitos- extraviar.

A total depravidade do homem não significa que todo e cada pecador, incessantemente, perdeu todo o senso de Deus, perdeu todo o senso moral (do que é bom e do que é mau), ou totalmente perdeu alguma outra boa faculdade da alma; ou que perdeu sua responsabilidade pela escolha dos seus atos de pecado; ou que, meramente, não tem nunca, em nenhum grau, nenhuma inclinação para o bem que deveria ter.

c. A Total Depravidade do Homem é (natureza, grau e extensão):

cada pecador, desde sua concepção:
- tem o potencial para cair em todo e qualquer dos pecados (mesmo aqueles "piores dos pecados imagináveis");
- é totalmente destituído daquele amor a Deus (o Deus da Bíblia), que é a exigência fundamental da Lei Dt 6:4-5; Mt 22:37;

    Dt 6:4 Ouve, Israel, o SENHOR nosso Deus [é] o SENHOR único.    Dt 6:5 Amarás, pois, o SENHOR teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças.
    Mt 22:37 E Jesus lhe disse: "'Amarás [o] Senhor teu Deus com todo o teu coração, e com toda a tua alma, e com toda a tua mente.'

- constantemente, quando chocam-se os seus mais ardentes desejos contra o amor e obediência que deve ter a Deus (o Deus da Bíblia),
o homem é supremamente dado a preferir a si mesmo acima de Deus 2Ti 3:2-4;

    2Tm 3:2 Porque serão os homens amantes de si mesmos, amantes de dinheiro, jactanciosos, soberbos, blasfemadores, a[os seus] pais- e- mães desobedientes, ingratos, contrários- à- santidade,    2Tm 3:3 Sem afeto natural, implacáveis, acusadores- caluniadores , incontinentes, cruéis, inimigos- dos- [homens- que- são-] bons , ,    2Tm 3:4 Traidores, obstinados, tendo sido inflados- pela- fumaça- (que- sobe-) do- orgulho, amigos d[os] deleites muito mais do que amigos de Deus,

- é totalmente averso a (e, às vezes, abertamente inimigo de) Deus (o Deus da Bíblia) Rom 8:7;

    Rm 8:7 Porquanto o pensar da carne [é] inimizade contra Deus; porque à Lei de Deus ela (a carne) não submete a si mesma, porque nem [mesmo] o pode.

- tem cada uma das suas faculdades desarranjada e corrompida Efé 4:18;

    Ef 4:18 Tendo sido entenebrecidos no entendimento [deles], tendo eles sido separados (para longe) [da] vida de Deus, através da ignorância, aquela [que está] havendo neles, em- consequência- do endurecimento  do coração deles;

- não tem nenhum pensamento, sentimento ou ato que possa ser totalmente aprovado por Deus (o Deus da Bíblia) Rom 7:18;

    Rm 7:18 Porque tenho sabido que não habita  em mim (isto é, na minha carne) [nenhuma] coisa boa; porque [o] querer está presente em mim; mas, [como] realizar aquilo [que é] bom, não descubro.

- está numa rota de constante aumento de depravidade, dela de modo algum podendo escapar pela sua própria força Rom 7:18 (acima).

- não pode, por si mesmo (sem a iluminação e chamada por Deus), regenerar-se, nem arrepender-se, nem exercer fé salvadora Joã 1:12-13.

    Jo 1:12 A tantos, porém, quantos O receberam, Ele (o Palavra) deu a estes [a] autoridade para ser[em] [tornados os] filhos de Deus, (a deu) àqueles [que estão] crendo  para dentro de o nome dEle (o Palavra),    Jo 1:13 Os quais não foram nascidos provenientes- de- dentro- de sangueS, nem provenientes- de- dentro- de vontade de carne, nem provenientes- de- dentro- de vontade de varão, mas provenientes- de- dentro- de Deus.

- não pode, por si mesmo (sem a iluminação e chamada por Deus), entender, desejar, buscar a Deus (o Deus da Bíblia), nem agradá-lo Rom 3:10-12.

    Rm 3:10 Como tem sido escrito: "Não há um justo, nem mesmo um [].    Rm 3:11 Não há [ninguém] que [está] entendendo; não há [ninguém] que [está] buscando a Deus.    Rm 3:12 Todos se extraviaram, simultânea- juntamente se fizeram inúteis. Não há [ninguém] (que está continuamente) praticando [o] bem, não há nem um [].

Depravidade infectou todo o homem: mente, emoções e vontade.

Apesar disso tudo, ainda lhe resta um pouco de liberdade: ele pode, por exemplo, fazer certos atos que exteriormente são bons, embora com motivos impróprios e não espirituais Rm 2:14-15; Mt 6:1-6.

    Rm 2:14 Porque quando [os] gentios (que [a] Lei  não [estão] tendo) por natureza as coisas [que são] da Lei  praticam, estes (gentios), (embora) [a] Lei  não tendo, para si mesmos são [uma] lei,    Rm 2:15 Os quais mostram a obra da lei escrita dentro dos seus corações, testificando- juntamente- com as consciências deles, até- mesmo enquanto os raciocínios- da- imaginação deles [estão] acusando ou também defendendo um ao outro .),
    Mt 6:1 Guardai-vos para a vossa esmola não fazer[des] diante dos homens, com o fim de serdes vistos por eles. E, se não (vos guardardes disso), galardão não tendes ao lado do vosso Pai, Aquele [que está] nos céuS. ...Mt 6:5 E, quando orares, não serás como os hipócritas; pois eles amam, nas sinagogas e nas esquinas das ruas largas tendo se postado- de- pé, orar de modo a serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo que [] completamente- têm o galardão deles! ...

8. Pecado e Consequências Finais - Culpa do Homem


a. A Culpa do Homem é:

- A consciência de culpa não deve ser confundida com a culpa ela própria: a consciência da culpa é subjetiva, é como o pecado é visto pelos olhos do pecador, é falível e secundária; já a culpa, propriamente dita, é objetiva, é como o pecado é visto pelos olhos de Deus, é infalível e mortal. A condenação de Deus se manifesta parcial e profeticamente na consciência 1Jo 3:20,

    1Jo 3:20 Porque, caso [nos] condene o nosso coração,  maior é Deus do que o nosso coração, e conhece todas as coisas.

mas tal consciência é mera consequência falível, subjetiva e secundária; ademais, persistência e aumento no pecado amortecem o discernimento moral e o sentimento moral, deformam e cauterizam a consciência, de modo que haverá culpa objetiva mesmo sem sua correta consciência subjetiva 1Tm 4:2.

    1Tm 4:2 Em hipocrisia de [homens] faladores- de- mentiras, tendo sido cauterizados- com- ferro- em- brasa [quanto à] própria consciência deles;


- Culpa é merecimento de punição.
- Pecado, como poluição (impureza), é dessemelhança com o caráter de Deus; mas, como culpa, é antagonismo à Sua santa vontade (cada pecado, de qualquer natureza, é uma ofensa direta contra Deus [Sal 51:4] e está sujeito à sua ira Rom 1:18).

    Sl 51:4 Contra TI, contra TI somente, pequei, e fiz o que [é] mal à Tua vista, para que sejas justificado quando falares, [e] sejas puro no Teu julgar.
    Rm 1:18 Porque é manifesta [a] ira de Deus, proveniente- de- junto- do céu, contra toda [a] impiedade e injustiça d[os] homens, os quais a verdade [estão] impedindo em injustiça.

Tais dessemelhança e antagonismo, pecado e culpa, estão sempre presentes na consciência do pecador, perfeita ou imperfeitamente.
- "A [santa] ira de Deus" (Rom 1:18) reage contra todo pecado, mas culpa que faz merecer o eterno inferno é incorrida somente pela primeira transgressão pela própria, deliberada, consciente escolha do homem (toda a humanidade o fez em Adão; cada homem o faz individualmente) Ez 18:20.

    Rm 1:18 Porque é manifesta [a] ira de Deus, proveniente- de- junto- do céu, contra toda [a] impiedade e injustiça d[os] homens, os quais a verdade [estão] impedindo em injustiça.    Ez 18:20 A alma que pecar, essa morrerá; o filho não levará [sobre si] a iniquidade do seu pai, nem o pai levará [sobre si] a iniquidade do seu filho. A justiça do justo ficará sobre ele e a impiedade do ímpio cairá sobre ele.

b. Graus de Culpa do Homem

É inteiramente antibíblica a diferenciação romanista entre pecado venial (perdoável) e pecado mortal (tão intencional e deliberado, e de tal magnitude, que é imperdoável e leva à morte da alma).
Mas há diferentes graus de culpa, resultantes de diferentes tipos de pecado: sob a lei mosaica uma variedade de sacrifícios era exigido para diferentes transgressões Lev 4-7, e o Novo Testamento fala de uma variedade de julgamentos Luc 12:47-48; Joã 19:11; Rom 2:6; Heb 2:2-3; 10:28-29.

    Lc 12:47 E o escravo, aquele havendo sabido a vontade do seu senhor e não havendo-[se] aprontado nem havendo feito conforme a vontade dele (o seu senhor), será batido com muitos [açoites];    Lc 12:48 Aquele (outro escravo), porém, não [a] havendo sabido (a vontade do seu senhor) e havendo feito [coisas] dignas de açoites, será batido com poucos [açoites]. A todo aquele, porém, a quem muito foi dado, muito será requerido de- ao- lado- dele; e a quem muito [lhe] confiaram, muito mais será pedido dele.
    Jo 19:11 Respondeu Jesus: "Não tinhas tu autoridade nem [sequer] uma [] contra Mim, se não te estava tendo sido concedido proveniente- de- junto- do- alto. Em razão disso, aquele [que] Me [está] entregando a ti, maior pecado (que tu) tem ele."
    Rm 2:6 O Qual retribuirá a cada um segundo as suas obras, [a saber]:
    Hb 2:2 Porque, uma vez  que a palavra falada através d[os] anjos  foi firme, e toda [a] transgressão e desobediência recebeu [a] justa remuneração- em- retribuição,    Hb 2:3 Como *nós* escaparemos- para- fora, [se uma] tão grande salvação havendo (nós) negligenciado? A qual, um começo havendo recebido (ao ser anunciada através de o Senhor (Jesus)), [depois], por aqueles a havendo ouvido, a nós foi confirmada;
    Hb 10:28 Tendo algum homem menosprezado [a] Lei de Moisés, sem misericórdias morre (apoiado) sobre [a palavra de] duas ou três testemunhas;    Hb 10:29 De quanto pior castigo supondes vós será julgado merecedor aquele ao Filho de Deus havendo pisado, e ao sangue do testamento havendo estimado por não santo (no qual (sangue) Ele (o Filho de Deus) foi santificado), e ao Espírito da graça havendo insultado?

As diferenças de grau de culpa decorrem dos tipos de pecado, e esses podem ser classificados segundo pelo menos 4 critérios:

1. Pecados de natureza, versus de atos pessoais e conscientes

Criancinhas já têm natureza pecadora e participaram do pecado de Adão; mas, se fosse somente isto, então, embora as fazisse merecedoras da penalidade de morte física, não lhes seria mais imputado como culpa condenatória ao Inferno (Rom 5:18)

    Rm 5:18 Assim, pois, como através de uma [] ofensa [julgamento veio] sobre todos [os] homens, para condenação, assim também, pela justiça de Um [], [o dom gratuito chegou] para todos [os] homens, para justificação d[a] vida.

Em contraste, aqueles atos de pecado que sejam pessoais e já conscientes e deliberados, vão muito além da mera depravidade herdada, portanto tremendamente condenam ao Inferno. As palavras "... menininhos, e não os impeçais de vir até Mim; porque dos semelhantes  [a estes] (menininhos) é o reinar dos céuS" (Mat 19:14) e "... se não fordes convertidos e não vos fizerdes como os menininhos, de modo nenhum entrareis para o reinar dos céuS" (Mat 18:3) falam da inocência relativa das criancinhas, com natureza pecaminosa mas ainda sem pecarem pessoal, deliberada e conscientemente; enquanto as palavras "Portanto, *vós*, enchei vós a medida dos vossos pais" (Mat 23:32) ou "Vós sois provenientes- de- dentro- de [o vosso] pai (o Diabo)" (Joã 8:44), dirigidas aos fariseus e escribas, falam das transgressões pessoais, deliberadas e conscientes deles, indo muito além da depravidade que herdaram.

2. Pecados de ignorância, versus pecados com conhecimento

Quanto maior o grau de conhecimento e luz, maior e mais agravada a culpa; quanto menor o grau de conhecimento e luz, menor a culpa (embora ela exista!) Mat 10:15; Luc 12:47-48; 23:34; Rom 1:32; 2:12; 1Ti 1:13-16.

    Mt 10:15 Em verdade vos digo: mais tolerável será para [a] terra de Sodoma e Gomorra no Dia d[o] Julgamento, do que para aquela cidade.
    Lc 12:47 E o escravo, aquele havendo sabido a vontade do seu senhor e não havendo-[se] aprontado nem havendo feito conforme a vontade dele (o seu senhor), será batido com muitos [açoites];    Lc 12:48 Aquele (outro escravo), porém, não [a] havendo sabido (a vontade do seu senhor) e havendo feito [coisas] dignas de açoites, será batido com poucos [açoites]. A todo aquele, porém, a quem muito foi dado, muito será requerido de- ao- lado- dele; e a quem muito [lhe] confiaram, muito mais será pedido dele.
    Lc 23:34 E Jesus dizia: "Ó Pai, perdoa-lhes, porque não têm sabido o que fazem." E eles (os soldados romanos), repartindo as vestes dEle (Jesus), lançaram uma sorte .
    Rm 1:32 Os quais, o justo- julgamento de Deus havendo [eles] conhecido ((isto é,) que aqueles [que] tais coisas [estão] praticando dignos de morte são), não somente as fazem, mas também juntamente- [com- outros-] pensam- bem daqueles [que] as [estão] fazendo.
    Rm 2:12 Porque tantos quantos sem [ter a] Lei pecaram, sem [a] Lei também far-se-ão perecer. E tantos quantos [já estando] dentro d[a] Lei pecaram, por- intermédio- d[a] Lei serão julgados
    1Tm 1:13 [A mim], aquele anteriormente sendo blasfemador e perseguidor e injuriador; mas fui alcançado pel[a] misericórdia (de Deus), porque sendo- ignorante fiz [isto] n[a] (minha) incredulidade,
    1Tm 1:14 E superabundou a graça de [o] nosso Senhor (Jesus), [juntamente] com [a] fé e [o] amor (o qual (amor) [] em Cristo Jesus).    1Tm 1:15 Fiel [é] esta Palavra , e de toda aceitação [é] digna: que Cristo Jesus veio para dentro do mundo [para] pecadores salvar, dos quais [o] principal sou *eu*;    1Tm 1:16 Mas, em razão disso, fui alcançado pel[a] misericórdia (de Deus), a fim de que em mim, [o] principal (pecador), Jesus Cristo mostrasse toda [a Sua] longanimidade, para [que] (isto) [sirva de] modelo- padrão àqueles estando para crer (apoiados) sobre Ele para dentro d[a] vida eterna.


3. Pecados de fraqueza, versus pecados de presunção

Quanto maior a força da vontade do pecador e maior a sua intenção deliberada de desprezar / afrontar a Deus e pecar, maior a sua culpa; e quanto menor a força da vontade do pecador e menor a sua intenção deliberada de desprezar / afrontar a Deus e pecar, menor a sua culpa. Contraste Pedro (que negou Cristo por fraqueza e por medo Mc 14:66-72, apesar de ter se determinado fazer o contrário Luc 22:31-34), contra os que pecam por atrevimento, arrogância e presunção, que conscientemente se estimulam e se entregam ao pecado Sal 19:13-14; Isa 5:18.

    Mc 14 66 E, estando Pedro no palácio, embaixo, chega uma [] das criadas do sumo sacerdote;    Mc 14 67 E, havendo ela visto Pedro aquentando a si mesmo, havendo ela olhado para ele, diz: "Também *Tu* estavas com aquele nazareno, Jesus!"    Mc 14 68 Ele (Pedro), porém, negou [a Ele] (a Jesus), dizendo: "Não [O] tenho conhecido, nem mesmo entendo o que tu dizes." E foi para fora [dali], para dentro do alpendre; e um galo cantou.    Mc 14 69 E uma  criada, havendo-o visto outra vez, começou a dizer àqueles [homens] ali tendo se postado: "Este, proveniente- de- entre os tais é!"    Mc 14 70 Ele (Pedro), contudo, outra vez [O] negava (a Jesus). E, pouco depois, outra vez aqueles [homens] ali tendo se postado diziam a Pedro: "Verdadeiramente, proveniente- de- dentro- deles tu és, porque também um galileu tu és, e [a] tua fala é semelhante (à dos galileus)!"    Mc 14 71 Ele (Pedro), porém, começou a amaldiçoar, e a jurar, [dizendo] que: "Não tenho conhecido Esse Homem de Quem vós falais!"    Mc 14 72 Então, pela segunda vez, [o] galo cantou. E lembrou-se Pedro da palavra que lhe disse Jesus: "Antes que [o] galo cante duas vezes, Me negarás três vezes". E (Pedro), (depois de) havendo refletido  sobre [isso], chorava.
Lc 22 31 Disse também o Senhor (Jesus): "Ó Simão, ó Simão, eis que Satanás desejou vos [ter,] para [vos] peneirar como o trigo;    Lc 22 32 *Eu*, porém, roguei por ti, a fim de que não falte  a tua fé. E *tu*, uma vez havendo [sido] convertido, firma [os teus] irmãos."    Lc 22 33 E ele (Pedro) Lhe disse: "Ó Senhor: conTigo, pronto estou para ir tanto para dentro d[a] prisão como para dentro d[a] morte."    Lc 22 34 Ele (o Senhor), porém, disse: "Digo-te, ó Pedro, que de modo nenhum cantará hoje um galo antes que três vezes tu negarás Me ter conhecido.  "
    Sl 19 13 Também [dos pecados] da soberba guarda o Teu servo, para que se não tenham domínio sobre mim. Então [serei] sincero, e ficarei limpo de grande transgressão.    Sl 19 14 Que as palavras da minha boca e a meditação do meu coração sejam agradáveis perante a Tua face, SENHOR, Rocha minha e Redentor meu!
    Is 5 18 Ai dos que puxam [para si] a iniquidade [com] cordas de vanidade, e o pecado com tirantes de carro!

4. Pecados de incompleta dureza de coração, versus pecados de completa dureza de coração

Quanto maior o grau de insensibilidade à voz do Espírito Santo, de endurecimento, de cauterização e não receptividade às multiplicadas ofertas da graça de Deus, maior a culpa 1Ti 4:2; Heb 6:4-6; 10:26; 2Pe 2:20-22; 1Jo 2:19; 5:16-17.

    1Tm 4 2 Em hipocrisia de [homens] faladores- de- mentiras, tendo sido cauterizados- com- ferro- em- brasa [quanto à] própria consciência deles;
    Hb 6 4
Porque [é] impossível àqueles [] de uma só vez por todas havendo sido iluminados, e havendo provado do dom- gratuito celestial, e participantes havendo sido tornados de [o] Espírito Santo,    Hb 6 5 E havendo provado d[a] boa Palavra  de Deus e d[os] poderes do mundo [que está] vindo,    Hb 6 6 E havendo caído- para- um- lado, outra vez [os] renovar para arrependimento, [assim estão eles] novamente- crucificando para (salvação de) si mesmos o Filho de Deus e [O] expondo à vergonha pública.
    Hb 10 26  Porque, [se estamos] deliberadamente pecando nós, depois de receber o correto- conhecimento de a Verdade, [então já] não mais resta sacrifício (nenhum) concernente a[os] pecados,
    2Pe 2 20 Porquanto se, havendo eles escapado das corrupções do mundo através d[o] correto- conhecimento de o Senhor (isto é, [o] Salvador Jesus Cristo), mas nelas outra vez havendo sido entrançados, eles são vencidos, [então] lhes tem sido tornado o último [estado] (deles) pior do que o primeiro .    2Pe 2 21 Porque melhor lhes era não ter[em] conhecido o caminho da justiça, do que, (depois de) [o] havendo eles conhecido, novamente- voltar[em]- atrás, para- fora- do santo mandamento havendo-lhes sido entregue.    2Pe 2 22 Mas lhes tem acontecido (segundo) a [palavra] do provérbio verdadeiro: "[O] cão havendo novamente- voltado- atrás [para] sobre o seu próprio vômito", e "[a] porca, (depois de) havendo banhado- todo- o- corpo, [voltou] ao [seu] espojadouro n[a] lama".
    1Jo 2 19 Para fora do nosso [meio] eles saíram, mas não eram de nossa [origem- natureza]. Porque, se eram da nossa [origem- natureza], tinham permanecido conosco; mas [isto é] a fim de que eles fossem manifestos, que não são todos (realmente) provenientes- de- dentro- de nós.
    1Jo 5 16 Se algum homem vir o seu irmão [estando] pecando um pecado [que] não [conduz] em direção à morte, pedirá (a Deus), e Ele (Deus) lhe dará [a] vida([isto é,] àqueles [que] [estão] pecando não em direção à morte: há pecado em direção à morte, [e] não a respeito desse (pecado) falo a fim de orar[des].    1Jo 5 17 Toda [a] iniquidade pecado é, mas há pecado [que] não [conduz] em direção à morte).

 

9. Pecado e Consequências Finais - Penalidade do Homem


a. A Penalidade Final do Homem não é:

- A penalidade final do homem não é: Disciplina, "puniçãozinha corretiva". Isto é, não objetiva essencialmente o reformar o ofensor. Contraste: disciplina emana do amor e objetiva ser corretiva e restauradora Jer10:24; 2Co 2:6-8; 1Ti 1:20; Heb 12:6;

    Jr 10 24 Castiga-me, ó SENHOR, porém com justiça, não na Tua ira, para que não me reduzas a nada.
    2Co 2 6 Suficiente ao tal [é] esta punição  que [lhe foi infligida] sob a maior parte (de vós).    2Co 2 7 De maneira que (agora), pelo contrário, muito mais [deveis] vós [lhe] perdoar e [o] consolar, para que, de modo nenhum, por [sua] demasiada tristeza seja o tal (homem) completamente- devorado.    2Co 2 8 Por causa disso, rogo-vos confirmar para com ele [o vosso] amor.   
1Tm 1 20
Dos quais é Himeneu e [é] Alexandre, os quais entreguei a Satanás, a fim de que fossem instruídos- por- castigo para não blasfemar[em] .
    Hb 12 6
Porque a quem [o] Senhor ama, [Ele paternalmente]- instrui- até- por- castigos, e (paternalmente) açoita a todo filho a quem Ele recebe."

mas punição emana da justiça e não objetiva reformar o ofensor, mas sim ... puní-lo! Eze 28:22; 36:21-22; Apo 16:5; 19:2;

    Ez 28 22 E dize: Assim diz o Senhor DEUS: Eis que Eu estou contra ti, ó Sidom, e [serei] glorificado no meio de ti; e saberão que Eu [sou] o SENHOR, quando nela executar juízos e nela me santificar.    Ez 36 21 Mas Eu os poupei por amor ao Meu santo nome, que a casa de Israel profanou entre os gentios para onde foi.    Ez 36 22 Dize portanto, à casa de Israel: Assim diz o Senhor DEUS: Não [é] por amor a vós outros que Eu faço isto, ó casa de Israel, mas pelo Meu santo nome, que profanastes entre os gentios para onde fostes.
    Ap 16 5 E ouvi o anjo das águas (este terceiro anjo), dizendo: "Justo, ó Senhor (Jesus) , és Tu, Aquele [que está] sendo, e Que era, e Que há de ser, porque estas coisas julgaste.    Ap 19 2 Porque verdadeiros e justos [são] os Seus juízos, pois julgou a grande fornicária  ( a qual corrompeu  a terra na fornicação  dela (a fornicária)) e vingou o sangue dos escravos dEle, [sangue] sobre  as mãos dela (a fornicária),."

- - A penalidade final do homem não é: Vacina ou remédio ou diminuidor. Isto é, não objetiva essencialmente o ser um impedidor ou dissuasivo ou diminuidor do pecado, pois não seria certo punir somente pelo bem da sociedade, tanto quanto não seria certo punir quem não mereça.

b. A Penalidade final do Homem é:

Justo pagamento, justa retribuição pelo pecado. É aquela dor ou perda diretamente infligida pelo "Legislador & Juiz", em vindicação por Sua justiça ter sida ultrajada e insultada, e por Sua santa ira ter se inflamado por causa da violação da Sua santa lei. Is 5:25; Sl 51:4; Lc 16:22-31;

    Is 5 25 Por isso se acendeu a ira do SENHOR contra o Seu povo, e estendeu a Sua mão contra ele, e o feriu, de modo que as montanhas tremeram, e os seus cadáveres se fizeram como lixo no meio das ruas; com tudo isto não tornou atrás a ira dEle (do SENHOR), mas a Sua mão ainda [está] estendida.
    Sl 51 4 Contra Ti, contra Ti somente, pequei, e fiz o que [é] mal à Tua vista, para que sejas justificado quando falares, [e] sejas puro no Teu julgar.
   Lc 16 22 E aconteceu morrer o mendigo e ser ele levado pelos anjos para dentro do seio de  Abraão. E morreu também o rico, e foi sepultado.    Lc 16 23 E, dentro do inferno , havendo ele (o rico) erguido os seus olhos, estando em tormentos, vê Abraão ao longe, e Lázaro noS seioS  dele.    Lc 16 24 E ele (o rico), havendo clamado alto, disse: 'Ó pai Abraão, tem tu misericórdia de mim, e envia Lázaro a fim de que temporariamente- mergulhe a ponta do seu dedo na água e (depois) refresque [a] minha língua, porque estou atormentado nesta chama.'    Lc 16 25 Disse, porém, Abraão: 'Ó filho, lembra[-te] que plenamente- recebeste *tu* [as] tuas coisas boas durante a tua vida, e Lázaro, semelhantemente, (plenamente recebeu) [as] coisas más; agora, porém, este é consolado e *tu* és atormentado.    Lc 16 26 E, além de tudo isso, entre nós e vós um grande abismo tem sido estabelecido, de forma que aqueles querendo passar daqui para vós outros não possam, nem [tampouco] os de lá para nós passem.'    Lc 16 27 E disse ele (o rico): 'Rogo-te, pois, ó pai, que o envies à casa- família do meu pai,    Lc 16 28 Porque tenho cinco irmãos; de modo que ele lhes dê pleno testemunho, a fim de que, eles também, não venham para dentro deste lugar de tormentO.'    Lc 16 29 Diz-lhe Abraão: 'Eles têm Moisés e os Profetas; ouçam [aos tais].'    Lc 16 30 Ele, porém, disse: 'Não, ó pai Abraão; mas, se um certo [homem] proveniente- de- junto- d[os] mortos for até eles, eles se arrependerão.'    Lc 16 31 Diz-lhe, porém, [Abraão]: 'Se a Moisés e aos Profetas eles (meus irmãos) não dão- ouvidos, tampouco serão persuadidos, nem mesmo se algum [certo homem] ressuscitasse para- fora- de- entre os mortos'."


Quer gostemos ou não, Deus ordenou à sociedade julgar e punir assassinos, estupradores, etc. com pena de morte (Gên 9:5-6) (e Deus nunca revogou Sua ordem ...). Bem, a execução da sentença não estará corrigindo o pecador, ele estará recebendo a justa retribuição pela sua ação pecaminosa.

    Gn 9 5 Certamente requererei o vosso sangue, [o sangue] das vossas vidas; da mão de todo o animal o requererei; como também da mão do homem, e da mão do irmão de cada homem requererei a vida do homem.    Gn 9 6 Quem derramar o sangue do homem, pelo homem o seu sangue será derramado;" porque conforme a imagem de Deus Ele fez o homem.

c. O Caráter da Penalidade final do Homem


(1) MORTE física

Morte física é consequência sobre todos os homens por terem co-participado do pecado de Adão (Rom 5:18 isenta todos os homens da morte eterna devido àquele pecado específico, agora cada um se torna merecedor de morte eterna por causa de seus próprios pecados conscientes; mas a morte física continua em vigor como consequência da nossa co-participação no pecado adâmico).

    Rm 5 18 Assim, pois, como através de uma [] ofensa [julgamento veio] sobre todos [os] homens, para condenação, assim também, pela justiça de Um [], [o dom gratuito chegou] para todos [os] homens, para justificação d[a] vida.

Morte física = separação entre o corpo e a parte espiritual (alma + espírito) do homem. Gên 2:17; 3:19; Núm 16:29; 27:3.

    Gn 2 17 Mas, da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás."
    Gn 3 19 No suor do teu rosto comerás o teu pão, até que retornes à terra  ; porque dela foste tomado; porquanto [és] pó e ao pó retornarás  ."
    Nm 16 29 Se estes morrerem como morrem todos os homens, e se forem visitados (para trazer bem) como [são] visitados (para trazer bem) todos os homens, [então] o SENHOR não me enviou.    Nm 27 3 Nosso pai morreu no deserto, e não [estava] entre a congregação dos que se congregaram contra o SENHOR no grupo de Coré; mas morreu no seu próprio pecado, e não teve filhos.

 

O caráter penal da morte física é reconhecido em Sal 90:7-11 (orações por Moisés); Isa 38:17-18 (oração de Ezequias); Rom 5:12-17.

    Sl 90 7 Pois [somos] consumidos pela Tua ira, e pelo Teu furor [somos] angustiados.    Sl 90 8 Diante de Ti puseste as nossas iniquidades, os nossos [pecados] ocultos, à luz do Teu rosto.    Sl 90 9 Pois todos os nossos dias vão declinando  na Tua indignação; acabam-se os nossos anos como um conto  [que se conta].    Sl 90 10 Os dias dos nossos anos [chegam] a setenta anos, e se alguns, pela sua robustez, [chegam] a oitenta anos, o orgulho deles [é] labor (cansativo) e dores, pois cedo se corta fora e voamos [para longe].    Sl 90 11 Quem conhece o poder da Tua ira? Segundo [és] tremendo, assim [é] o Teu furor.
    Is 38 17 Eis que foi para a minha paz que tive grande amargura , mas Tu amaste a minha alma [e a livraste] para fora da cova da corrupção; porque lançaste para trás das Tuas costas todos os meus pecados.    Is 38 18 Porque não Te louvará a sepultura, [nem] a morte Te glorificará; nem esperarão em Tua verdade os que descem à cova.
    Rm 5 12 Por causa disso, do mesmo modo como por- operação- de um [] homem (Adão) o pecado para dentro do mundo entrou e, através do pecado, [entrou] a morte, também assim a morte atravessou para dentro de todos [os] homens, para o que  todos pecaram.    Rm 5 13 (Porque, até à [vinda da] Lei, o pecado [também] estava n[o] mundo. Mas (porventura) [o] pecado não é imputado, não havendo lei?    Rm 5 14 Todavia, reinou a morte desde Adão até Moisés, (reinando) até mesmo sobre aqueles não havendo pecado à semelhança da transgressão de Adão, o qual (Adão) é figura dAquele (Jesus) [que está] vindo.    Rm 5 15 Mas não como a ofensa assim também [é] o dom- gratuito. Porque se, pela ofensa do um [] (Adão), os muitos morreram, muito mais a graça de Deus (e o dom- gratuito dentro de [a] graça que [é] do um [] Homem, Jesus Cristo), para os muitos abundou.    Rm 5 16 E não como [o foi] por- operação- de um [], havendo ele pecado, [assim é] o dom: porque o julgamento, em verdade, [é] proveniente- de- dentro- de um em razão de muitas ofensas, para justificação.    Rm 5 17 Porque, se pela ofensa do um [] (homem), a morte reinou por- operação- do um [], muito mais aqueles [que estão] recebendo a abundância da graça e do dom- gratuito da justiça reinarão em vida por- operação- deste [outro] Um [], (a saber,) Jesus Cristo).

Para o crente a morte não é mais uma penalidade, uma vez que Cristo já a sofreu a morte em nosso lugar como penalidade por nosso pecado (Sal 17:15; 2Co 5:8; Fp 1:21-23; 1Te 4:13-14). Quanto ao crente, o corpo dorme (esperando as glórias da ressurreição) e a parte espiritual (alma + espírito), tão logo se ausenta do corpo, entra conscientemente na presença e gozo do Senhor Jesus Cristo.

    Sl 17 15 Quanto a mim, contemplarei a Tua face na justiça; eu me satisfarei, quando eu acordar , com  a Tua semelhança.
    2Co 5 8 Estamos confiando e estamos considerando- [haver-] benefício muito- mais em estar- fora- de- lar ((isto é) fora deste (nosso, atual) corpo) e em [vir- a-] estar- em- lar ((isto é) com o Senhor (Jesus)).
    Fp 1 21 Porque, para mim, [o] viver [é o] Cristo, e [o] morrer [é] ganho.    Fp 1 22 Se, porém, o viver n[a] carne, isto para mim [trará] fruto de labor , então o que escolherei não sei eu.    Fp 1 23 Porque sou imprensado proveniente- de- dentro- dos dois [lados] , o desejo tendo eu para o soltar- as- amarras- e- partir, e juntamente- com [o] Cristo estar, [porque isto é ainda] muito melhor.
    1Ts 4 13 Não desejo, porém, vós desconhecer[des], ó irmãos, concernente àqueles (irmãos) (já) tendo sido adormecidos, a fim de que não sejais entristecidos exatamente- conforme também os demais [homens], os quais não [estão] tendo esperança,    1Ts 4 14 Porque, uma vez  que estamos crendo que Jesus morreu e ressuscitou, assim também Deus, [quanto] àqueles (irmãos) [] havendo sido adormecidos em  Jesus, os trará juntamente- com Ele (juntamente- com Jesus),


(2) MORTE espiritual

Morte espiritual é a separação entre a parte espiritual do homem e Deus

Morte espiritual = a atual separação entre Deus e a parte espiritual (alma + espírito) do homem vivo, já consciente e mentalmente capaz, e ainda não convertido.

A penalidade proclamada e que caiu instantânea e completamente sobre Eva, Adão, e todos os descendentes deste, é primariamente esta morte espiritual (Gên 2:17; Rom 5:21; Efé 2:1,5)

    Gn 2 17 Mas, da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás."
    Rm 5 21 A fim de que, assim como reinou o pecado para a morte , assim também a graça reine, através d[a] justiça, para dentro d[a] vida eterna, por- ação- de Jesus Cristo, o nosso Senhor.
    Ef 2 1 E [Ele] (Deus) a *vós* [vivificou] , estando [vós] mortos nas ofensas e nos pecados
    Ef 2 5
Mesmo- ainda estando nós mortos nos [nossos] pecados, [nos] vivificou juntamente com o Cristo (pela graça sois [aqueles] tendo sido salvos),

em que o homem perdeu a presença e o favor de Deus, como também perdeu o conhecimento de Deus e o desejo por Deus. Por isto, o homem precisa receber vida e ser tirado de entre os mortos Luc 15:32; Joã 5:24; 8:51; Efé 2:5.

    Lc 15 32 Mas alegrarmo-[nos festejando], e jubilarmos, era justo- e- apropriado, porque este teu irmão morto estava, e reviveu; e tendo [se] perdido estava, e foi achado'."
    Jo 5 24 Em verdade, em verdade vos digo que quem [está] dando- ouvidos à Minha palavra, e [está] crendo  para dentro dAquele havendo-Me enviado, tem [a] vida eterna, e para dentro de condenação não vem, mas tem passado proveniente- de- dentro- da morte para dentro da vida.    Jo 8 51 Em verdade, em verdade vos digo: 'Caso algum homem preserve- e- obedeça à Minha Palavra, [então] que de modo nenhum ele veja [a] morte, para o sempre."
    Ef 2 5 Mesmo- ainda estando nós mortos nos [nossos] pecados, [nos] vivificou juntamente com o Cristo (pela graça sois [aqueles] tendo sido salvos),

Salvação daqueles que morrerem como criancinhas ou como mentalmente incapacitados: Meu amado ex-pastor Robert Redding (então na First Baptist Church of Waterloo, Ontario, Canada) ensinou e eu aceito que Rom 5:18

    Rm 5:18 Assim, pois, como através de uma [] ofensa [julgamento veio] sobre todos [os] homens, para condenação, assim também, pela justiça de Um [], [o dom gratuito chegou] para todos [os] homens, para justificação d[a] vida.

implica que a morte de Cristo eximiu todos os homens da penalidade de morte eterna (não da morte física) quanto à consequência de terem participado do pecado de Adão: agora eles só passam a ser merecedores desta terrível morte eterna quando alcançam a idade da razão e, infalivelmente, pecam eles mesmo, deliberada e conscientemente; note que todos que alcançam tal razão infalivelmente pecam (pois continuam herdeiros da tremendamente pecaminosa natureza adâmica) e se põem nos trilhos para o Inferno, em si próprios sendo incapazes de escapar dele e de até mesmo de desejar Deus.



(3) MORTE eterna

Morte eterna é a eterna separação entre o homem e Deus (quer o homem já esteja no inescapável inferno [literal, terribilíssimo, mas temporário] ou já esteja no inescapável Lago de Fogo [literal, terribilíssimo, definitivo e eterno])

Morte eterna = a eterna separação entre Deus e o homem que já está sem este atual corpo mortal e que, quando ainda fisicamente vivo, foi consciente e mentalmente capaz, mas não creu nem recebeu a revelação de Deus que chegou a conhecer (começando pela revelação interna, na sua consciência, e pela revelação externa na contemplação da criação, as quais, se seguidas, sempre levam à revelação pela Palavra de Deus).

A morte eterna simplesmente é a culminação e completação da morte espiritual. É acompanhada, internamente, por horrendo remorso; e, externamente, por terrível, literal, consciente punição Mat 10:28; 25:41; 2Te 1:9; Heb 10:31; Apo 14:11; 20:12-14-15; 21:8.

    Mt 10 28 E não temais por causa daqueles [que estão] matando o corpo e que à alma não podem matar; temei, porém, muito mais, Àquele que pode, tanto à (vossa) alma como ao (vosso) corpo, fazer perecer dentro do Inferno .
    Mt 25 41 Então Ele dirá também aos [que estiverem] à [Sua] esquerda: 'Apartai-vos para longe de Mim ((ó aqueles) tendo sido malditos), para dentro do fogo, o eterno, aquele tendo sido preparado para o Diabo e para os seus anjos:
    2Ts 1 9 Os quais sofrerão pena- em- justa- retribuição, eterna perdição para- longe- d[a] face de o Senhor (Jeová,- o Cristo) e para- longe- da glória da Sua força,
    Hb 10 31 Aterrorizante coisa [é] cair para dentro d[as] mãos de [o] Deus [que está] vivendo.
    Ap 14 11 E a fumaça do tormento deles sobe para os séculos dos séculos. E não têm repouso, dia e noite, aqueles [que estão] adorando a (primeira) Besta- Feroz  e a sua imagem, e quem quer  que recebe a marca- sinal do seu nome.
    Ap 20 12 E vi os mortos, pequenos e grandes, tendo se postado de pé perante Deus. E [os] livroS- rolo  foram abertos. E outro livro- rolo foi aberto, o qual é [aquele] (livro- rolo) de a Vida. E foram julgados, os mortos, provenientes- de- dentro- das coisas tendo sido escritas nos livroS- rolo , [julgados] segundo as obras deles (dos mortos).    Ap 20 13 E (então) deu o mar os mortos [que] dentro dele [estavam]. E a morte e o inferno  deram os mortos [que] dentro deles [estavam]. E foram condenados, cada um, segundo as obras deles [mesmos].    Ap 20 14 E a morte e o inferno  foram lançados para dentro do Lago de Fogo. Esta é a segunda morte .
    Ap 21 8 Quanto a[os]  medrosos, porém, e a[os] descrentes, e [àqueles] tendo sido abominados (por Mim), e a[os] homicidas, e a[os] fornicários , e a[os] feiticeiros , e a[os] idólatras, e a todos os mentirosos, a porção deles [é] dentro do lago, [aquele] que [está] ardendo com fogo e enxofre, o qual (lago) é [a] segunda morte."



Hélio de Menezes Silva




Só use as duas Bíblias traduzidas rigorosamente por equivalência formal a partir do Textus Receptus (que é a exata impressão das palavras perfeitamente inspiradas e preservadas por Deus), dignas herdeiras das KJB-1611, Almeida-1681, etc.: a ACF-2011 (Almeida Corrigida Fiel) e a LTT (Literal do Texto Tradicional), que v. pode ler e obter em http://BibliaLTT.org, com ou sem notas.



(Copie e distribua ampla mas gratuitamente, mantendo o nome do autor e pondo link para esta página de http://solascriptura-tt.org)



(retorne a http://solascriptura-tt.org/ AntropologiaEHamartologia/
retorne a http:// solascriptura-tt.org/ )