[críticos textuais:] Coando Mosquitos e Engolindo Camelos.





Os defensores da moderna crítica textual cometem o erro contra o qual o Senhor Jesus nos advertiu em Mateus 23:24 -- “Condutores cegos! que coais um mosquito e engolis um camelo.”

1. Os defensores da moderna crítica textual intensamente se esforçam para coar o mosquito representado por Erasmus (que foi admitidamente fraco na fé mas que também, durante toda a última metade de milênio, foi um dos maiores gigantes no campo do "Texto Recebido"),
mas vergonhosamente engolem todo o camelo representado pelo fato que horrendos modernismo teológico, cepticismo, e unitarianismo são a regra entre os pais da moderna crítica textual, de modo que, na verdade, apostasia é a íntima companheira da moderna crítica textual.

2. Os defensores da moderna crítica textual intensamente se esforçam para coar o mosquito representado por David Otis Fuller's fazer uso dos escritos de Benjamin Wilkinson [somente as partes dos escritos que defendem a perfeita inspiração e preservação das Escrituras do Texto Tradicional, aqueles escritos são de suprema precisão, acurácia e profundidade, portanto são irretrucáveis],
mas vergonhosamente engolem todo o camelo representado pela agressiva e vociferante negação que a moderna crítica textual faz da perfeita preservação da Bíblia através da providência de Deus.

3. Os defensores da moderna crítica textual intensamente se esforçam para coar o mosquito representado pelas extremamente insignificantes revisões da KJV,
mas vergonhosamente engolem todo o camelo representado pelo fato das inúmeras, gravíssimas e chocantes degenerações doutrinárias associadas com o texto Alexandrino.

4. Os defensores da moderna crítica textual intensamente se esforçam para coar o mosquito  representado pelas peculiaridades de um único entre os defensores da KJV (Peter Ruckman),
mas vergonhosamente engolem todo o camelo representado pelos 500 anos de super-racional defesa do Texto Recebido através dos mais piedosos e eruditos crentes, e pelos 200 anos de igualmente super-racional defesa da King James Bible através de crentes da maior piedade e erudição (como documentado no livro "For Love of the Bible", David Cloud, 460 páginas).

5. Os defensores da moderna crítica textual intensamente se esforçam para coar o mosquito representado pelos poucos e pequenos enganos técnicos e pequenas falhas de caráter de alguns dos defensores da King James Bible,
mas vergonhosamente engolem todo o camelo representado pelo fato das agressivas e vociferante heresias da moderna crítica textual, tais como a alegada recensão histórica, pela qual o texto original das Escrituras teria sido substituído no 4o. século por um texto corrupto, só sendo [parcialmente] recuperado quando o gênio de dois homens [Westcott e Hort] e dos modernos críticos textuais, 1500 anos depois, vieram em socorro de Deus. [Mesmo assim, dizem eles, a Bíblia ainda está no processo de ser totalmente recuperada, e nós notamos que eles jamais chegam ao fim dessas correções]

6. Os defensores da moderna crítica textual intensamente se esforçam para coar o mosquito representado pelas mais insignificantes e raras variantes entre as várias edições do Texto Recebido (em Grego),
mas vergonhosamente engolem todo o camelo representado pelo fato da moderna crítica textual tratar a Bíblia como se fosse um livro ordinário.

7. Os defensores da moderna crítica textual intensamente se esforçam para coar o mosquito representado pelo fato que 1João 5:7 no Texto Recebido não chega a ter o suporte da maioria dos manuscritos Gregos,
mas vergonhosamente engolem todo o camelo representado pelo fato que a enorme maioria (!) das leituras do Texto Crítico não tem senão um muito tênue suporte dos manuscritos sobreviventes (suporte de, na maioria das vezes, somente 2 ou 3 entre nos mais de 5400 manuscritos sobreviventes, não raro somente 1 manuscrito, algumas vezes 0 (zero, nenhum!) manuscrito), isto é muito menos que o suporte para 1João 5:7 !




David Cloud
(Fundamental Baptist Information Service, June 2, 2005, http://wayoflife.org)

Traduzido e adaptado por Hélio de M.S.

 



Só use as duas Bíblias traduzidas rigorosamente por equivalência formal a partir do Textus Receptus (que é a exata impressão das palavras perfeitamente inspiradas e preservadas por Deus), dignas herdeiras das KJB-1611, Almeida-1681, etc.: a ACF-2011 (Almeida Corrigida Fiel) e a LTT (Literal do Texto Tradicional), que v. pode ler e obter em BibliaLTT.org, com ou sem notas).



(Copie e distribua ampla mas gratuitamente, mantendo o nome do autor e pondo link para esta página de http://solascriptura-tt.org)




(retorne a http://solascriptura-tt.org/ Bibliologia-PreservacaoTT/
retorne a http:// solascriptura-tt.org/ )